You are on page 1of 3

JP

Engenharia & Inspeção
Engenheiro Mecânico/Segurança Júlio Pansera Jr.
CREA – RN 260427335-7

MEMORIAL DESCRITIVO DO SISTEMA DE PROTEÇÃO
CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS
1. APRESENTAÇÃO
1.1 Objetivo
O presente memorial tem por finalidade descrever as medidas de Proteção Contra
Descargas Atmosféricas no Processo de Segurança Contra Incêndio e Pânico de uma
edificação de propriedade do CENTRO SOCIAL MENINO JESUS DE SINOP, situada na
RODOVIA, BR 163, KM 814, SINOP – MT.
1.2 Critérios
Projetou-se o SPDA de acordo com as prescrições da Norma NBR 5419 da ABNT
(Associação Brasileira de Normas Técnicas).
1.3 Considerações
Este projeto não contempla a proteção de equipamentos elétricos e eletrônicos contra
interferências eletromagnéticas causadas pelas descargas atmosféricas.
A aplicação deste projeto não dispensa a observância dos regulamentos de órgãos
públicos aos qual a instalação deva satisfazer.
O SPDA não impede a ocorrência de descargas atmosféricas.
O espaçamento médio dos condutores de descidas é de 15 m.
As seções mínimas dos condutores de cobre a serem utilizados na execução do SPDA:
- Subsistema de Captação = 35 mm²
- Subsistema de Descida = 16 mm² para estruturas de até 20 m de altura, acima 35 mm²
- Subsistema de Aterramento = 50 mm²
1.4 Tipo de proteção

Serviço de saúde e institucional: Tipo de proteção II

1.5 Subsistema de Captação

Rua das Avencas, 2662 – Jardim das Palmeiras – Sinop – MT
Fone: 66 3532-0482 - Celular: 66 9903-8427 - CEP: 78.552-066
jpansera@yahoo.com.br

Pág. 1

1. 1. CREA – RN 260427335-7 Como subsistema de captação será adotado cabo de cobre de 35 mm² preso por conectores de latão a cabos de 16 mm² que descem até os cabos de 50 mm² enterrados.br Pág. como forma de reduzir os gradientes de potencial no solo e a probabilidade de centelhamento perigoso.1 – Como condutor de descida será utilizado cabo de cobre nu de 16 mm² e/ou chapa de alumínio de 25 mm².3 – Os eletrodos de aterramento devem ser instalados externos ao volume a proteger. rebites ou parafusos. 1.7. 1.1 – A equalização de potencial constitui a medida mais eficaz para reduzir os riscos de incêndio. conforme projeto.2 – Sistemas de aterramentos distintos devem ser interligados através de uma ligação equipotencial de baixa impedância. 1. 1. espaçadas entre si por uma distância não inferior ao seu comprimento. Nos condutores radiais. ou condutores horizontais radiais.6 Subsistema de Descida 1. 1.6 – O número de conexões devem ser asseguradas por meio de soldagem exotérmica.8 Subsistema Interno de Proteção Contra Descarga Atmosféricas 1. a uma distância da ordem de 1 m das fundações da estrutura. uma resistência de aproximadamente 10 Ω. 2662 – Jardim das Palmeiras – Sinop – MT Fone: 66 3532-0482 . devem ser instalados a uma profundidade mínima de 0.7. o arranjo e as dimensões do subsistema de aterramento são mais importantes que o próprio valor da resistência de aterramento.552-066 jpansera@yahoo.7 Subsistema de Aterramento 1. explosão e choques elétricos dentro do volume a proteger.7. Rua das Avencas. oxiacetilênica ou elétrica.4 – Eletrodos de aterramento formados por condutores em anel.50 m. 2 . .JP Engenharia & Inspeção Engenheiro Mecânico/Segurança Júlio Pansera Jr.CEP: 78.5 – Hastes de aterramento devem ser uniformemente distribuídas no perímetro da estrutura.8. 1.6.7.7. Entretanto recomenda-se para o caso de eletrodos não naturais.7. nos pontos pré-determinados no projeto.1 – Para assegurar a dispersão da corrente atmosférica na terra sem causar sobretensões perigosas. conectores de pressão ou de compressão.Celular: 66 9903-8427 . o ângulo entre dos condutores adjacentes não devem ser inferior a 60º.7. 1.7 – As malhas de aterramento das edificações isoladas devem ser de cabo de cobre nu 50 mm² e devem estar conectadas uma à outra por cabo de cobre nu 16 mm² enterrados.com.

1.CEP: 78.8.1 – As instalações visam assegurar que todos os componentes do SPDA estão em bom estado.2 – Uma inspeção visual deve ser feita anualmente. Mecânico/Segurança Rua das Avencas. 2662 – Jardim das Palmeiras – Sinop – MT Fone: 66 3532-0482 . as massas e os condutores elétricos de potência e de sinal. as instalações metálicas.JP Engenharia & Inspeção Engenheiro Mecânico/Segurança Júlio Pansera Jr.2 – A equalização de potencial é obtida mediante condutores e ligação equipotencial. 1.8. as conexões e fixação estão firmes e livres de corrosão.4 – A ligação equipotencial deve ser realizada através de cabo de cobre nu de 50 mm². 1.9. CREA – RN 260427335-7 1. Essa barra de ligação equipotencial deve ser conectada ao subsistema de aterramento.9. a armadura metálica da estrutura.552-066 jpansera@yahoo. 1.9.br Pág.Celular: 66 9903-8427 . Os condutores de ligação equipotencial devem ser conectados a uma barra de ligação equipotencial principal medindo 1000 x 50 x 6 mm. ______________________ Júlio Pansera Junior Eng. 1.3 – Inspeções completas devem ser feitas periodicamente. construída e instalada de modo a permitir fácil acesso para a inspeção.3 – A ligação equipotencial deve ser efetuada próximo ao quadro geral de entrada de caixa tensão.8.8.5 – Todos os condutores dos sistemas elétricos de potência e de sinal devem ser direta ou indiretamente conectados à ligação equipotencial.com. interligando o SPDA. dentro do volume a proteger. 3 . 1.9 Inspeção 1.