You are on page 1of 19

CONTABILIDADE PÚBLICA

resumosconcursos.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Resumo de Contabilidade Pública Assunto: RESUMO DE CONTABILIDADE PÚBLICA Autor: CARINE JANSEN BATISTA NEVES 2 .hpg.com.www.

MENSAL RELATORIO DA GESTÃO FISCAL.hpg.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves CONTABILIDADE PÚBLICA ESTADO: Receitas – regime de caixa. Controle: Externo – Poder legislativo (congresso). Contra o chamado déficit continuado das operações correntes. Art. Despesas – funções.resumosconcursos.www. Veda a relação de operações de crédito que excedam o montante das despesas de capital salvo aquelas autorizadas mediante créditos suplementares ou especiais com finalidade precisa.com. 167. Ministério Público e o controle interno de cada poder. Tribunal de Contas Interno – Poder executivo – cada poder. aprovadas pelo poder legislativo por maioria absoluta. IV. Transferência: Despesa – para entidade que transfere Receita – para a que recebe. A fiscalização da gestão fiscal É de competência do legislativo com ajuda do TCU/TCE. 3 . Despesa corrente – limite receita corrente. RELATORIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTARIA. gastando as disponibilidades efetivas Lei 430/64 Orçamento: Receita-fontes.QUADRIMESTRAL RESULTADO FINANCEIRO DO EXERCÍCIO= (Receitas Orçamentárias + Receitas ExtraOrçamentárias) – (Despesas Orçamentárias + Despesas Extra-Orçamentárias) RESULTADO OPERACIONAL = Resultado Nominal – correção monetária e cambial REGRA DE OURO o limite das operações de crédito é o total das despesas de capital.efetivo recebimento Despesas – regime de competência – fato gerador Receitas + despesas = regime misto de escrituração A finalidade do regime misto é a de promover o equilíbrio da execução orçamentária.

direta que recebe dotações especificas para a realização de seus programas de trabalho. metas. SUBSTÂNCIA PATRIMONIAL = é a parte positiva do patrimônio público. Deve a Fazenda saldos ou aplicou recursos erradamente. visando cobrir os déficits de manutenção ( despesas correntes ). entidades sem fins lucrativos Unidade orçamentária= unidade da adm. PASSIVO REAL = passivo financeiro + passivo permanente curto prazo + longo prazo SERVIÇO DA DÍVIDA = acréscimos do passivo público decorrentes de juros e encargos do principal. SUBVENÇÕES = transferências correntes para pagamento de despesas de custeio: Subvenções econômicas:transferências destinadas a cobrir despesas de custeios de instituições privadas com fins lucrativos.VALOR ORIGINAL • Competência – APLICA REGIME MISTO Correção – poder público= índices oficiais Atualização – poder privado= índices pactuados.com.A contingência deve ser a contento. caráter comercial – empresas Subvenções sociais: dotações destinadas a cobrir despesas de instituições privadas sem fins lucrativos ( caráter assistencial / cultural ).hpg. =parte de um mesmo órgão com dotação própria. FAZENDA PÚBLICA = Estado no seu aspecto Administrativo Financeiro.www.resumosconcursos. SERVIDOR EM ALCANCE = responsável por adiantamento que está em atraso ou errado com a prestação de contas. 4 .br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves PRICÍPIOS CONTÁBEIS aplicáveis a Contabilidade Publica: • Entidade – separa patrimônio • Continuidade – curto e longo prazo • Oportunidade – regime de tempo e extinção próprio • Registro pelo valor original – nota fiscal • Prudência – critério de escrituração – baixo PL PRICÍPIOS CONTÁBEIS não aplicáveis a Contabilidade Publica: • Atualização Monetária. ECONOMIA ORÇAMENTÁRIA = saldo da despesa que não for executada.

fundações publicas. Administração indireta autarquias.empresa publica e SEM.Administração . Superávit/ déficit Lucro/ prejuízo 4 sistemas de contas Æ orçamentária. pelo Sistema Financeiro ( SIAF ). que é movimentado por intermédio do Banco do Brasil através das “ordens bancarias” mas poderá ser efetuada por outros agentes financeiros.hpg. Empresa publica . financeiro Balanço patrimonial Demonstração da variação patrimonial Demonstrações das mutações do PL DRE DOAR 5 PRIVADO Direito Sociedade de economia mista. patrimonial.resumosconcursos.poder Legislativo .www.com. financeira.população Presta contas: .acionistas Orçamento rígido Orçamento flexível Objeto patrimônio + variações Objeto patrimônio Regime misto Regime de competência Depreciação não exigida Depreciação exigida em lei Balanços: patrimonial. fundos especiais.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Juros nominais – inflação = juros reais As despesas e as receitas são controladas por uma conta única do tesouro nacional junto ao Banco Central do Brasil.PJ de Direito Publico Interno. orçamentário. em circunstancias emergenciais por ordem do Ministério da Fazenda Contabilidade Publica Contabilidade empresarial Lei 4320/64 Lei 6404/76 DIREITO PUBLICO Direito Financeiro DIREITO Comercial Administração direta . Empresas privadas licitação Compra livre salvo. de compensação 1 sistema de contas Presta contas: . empresas estatais dependentes.

Prevalece lei mais recente em caso de conflito. gestão fiscal.www. impõe alterações e releituras: Conceito de dívida fundada Conceito de empresa estatal dependente Algumas classificações orçamentárias Caráter mais gerencial / maior controle 6 .com. Tributação e orçamento. Não revoga.hpg. A CF lhe deu status de lei complementar Também é lei complementar.resumosconcursos.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves LEI 4320/64 LEI 101/00 LRF Normas gerais para elaboração e controle Normas de finanças públicas voltada para a dos orçamentos e balanços. Normatiza as finanças públicas Regula CF 163-165 e 169.

( CF ) Contribuição plano de seguridade social. Originária ou propria: Patrimônio do Estado gera renda. RECEITA PÚBLICA = Receita orçamentária + Receita extra-orçamentária RECEITA EXTRA-ORÇAMENTÁRIA = ingressos que serão restituídos no futuro.transferências constitucionais . Transferências correntes recebidas / outras. Receitas industriais: de serviços agropecuários /industriais. Dedução para o FUNDEF ( fundo de manutenção do ensino fundamental ). Receita: Queda: limitação de empenho bimestral Excesso: recursos para os créditos adicionais.resumosconcursos. RECEITA DE CAPITAL = ingressos originados de empréstimos e financiamentos RECEITA DE FINANCIAMENTO = recurso recebido com destinação específica. Valores de compensação financeira entre regimes de previdência. Receita corrente liquida.hpg.com.www.contribuições para a seguridade. = soma de receitas correntes . Calcula-se somando 12 meses. Da alienação de bens moveis e imóveis. receitas cujos ingressos são promovidos pelo ente público / agente arrecadador. Exploração do patrimônio.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves RECEITAS Derivada: Renda é gerada pelo Poder privado. Receitas de capital: realização de recursos financeiros oriundos do: Superávit do orçamento corrente De operações de créditos externas e internas. Estado = simples depositário: é receita e ao mesmo tempo é exigível. Deduzindo-se: Transferências correntes recebidas. menos da duplicidade. Somatório: Arrecadação de tributos. Vendas de ações e títulos mobiliários. Receita Efetiva: Fato modificativo – aumenta a riqueza Receita por mutação patrimonial– Fato permutativo. 7 .tributos. Contribuições econômicas e sociais.

Recolhimento transferência para conta única do tesouro.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Fases da receita: Previsão estimativa técnica.www. Após a previsão pode ocorrer o lançamento Recolhimento: Arrecadação: agente arrecadador transfere receita para a conta do tesouro.com. contribuinte paga tributo QUEM ARRECADA É O CONTRIBUINTE QUEM RECOLHE É O AGENTE PUBLICO disponibilidade residual = receita ainda não recolhida 8 . Arrecadação pagamento.hpg.resumosconcursos.

Fato modificativo – reduz a riqueza Despesa por mutação patrimonial– Fato permutativo. Divida pública de longo prazo PP. 9 . nem criar cargos em comissão. processada = liquidada. Base: títulos emitidos pelo governo.autorização legislativa. Dívida Pública de longo prazo PP.entrega do recurso ao credor. 6-*Pagamento .ORÇAMENTÁRIA = desembolsos relativos à restituição de ingressos anteriores.processamento / conferencia / verifica legitimidade do empenho.fases: financeiras* e orçamentárias 1-Programação . 2-Licitação .fixação da despesa . 4-*Liquidação . salvo função da direção. 5-Suprimento .resumosconcursos.www. O gestor Publico não pode aumentar despesas sem aumentar a arrecadação. Empenho: Ordinário: única prestação compra Global: conhece montante geral / pega parcelado. aluguel Por estimativa: não se conhece montante final paga parte realizada.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves DESPESAS DESPESA = GASTO = AUTORIZAÇÃO = DOTAÇÃO ORÇAMENTARIA = DISPENDIOS = CREDITOS ORÇAMENTARIOS Despesa Efetiva . Obrigação do estado decorrente de títulos no mercado de capitais.autorização do pagamento.concorrência 3-*Empenho .com. Fases da Despesa . processamento da despesa. dívida pública de curto prazo PC. construção DESPESA EXTRA .hpg. é a conferencia da divida do estado e do credito do fornecedor. equivale a cheque pré-datado. DÍVIDA Consolidada: Flutuante: Fundada: Mobiliária: passivo permanente. chefia e assessoramento.transferência da quantia para a unidade orçamentária. adiantamento = variante do suprimento.proposta executiva .

Publico ou privado devam realizar. de pagamento obrigatório. Transferência voluntária: ajuda financeira entre entes da federação. Não se podem utilizar recursos públicos para socorrer Instituições do Sistema Financeiro Nacional. Precatório = despesas decorrentes de sentenças jurídicas. salvo de deixar reservado recursos bastantes para a satisfação da divida no exercício seguinte. são despesas sem contraprestação direta. aquisição de imóveis.Transferência de capital: as dotações para investimentos ou inversões financeiras que outras pessoas de dir. constituindo estas transferências auxílios ou contribuições. Limite com pessoal base na receita corrente: União 50% Estado 60% Município 60% Nulo aumento de despesa com pessoal nos 180 dias finais do mandato Queda de arrecadação no bimestre ( metas bimestrais ) limite de empenho Não se limitam despesas constitucionais e legais.resumosconcursos. segundo derivem diretamente da lei de orçamento ou de lei especialmente anterior bem como as dotações para amortização da divida publica.www. são entrega de recursos correntes ou de capital a outro ente da Federação e que não decorre de imposição legal . equipamentos. II.com. conservação e adaptação de bens e imóveis.Constituição ou aumento de capital de empresa com fins comerciais financeiras. aumento do capital de empresas sem fins lucrativos 4-Inversões financeiras= despesa de Capital para compra de imóveis ou bens de capital ou compra de ações sem resultar em aumento de capital. 2. III.Transferências correntes: subvenções de outras entidades públicas e privadas. 5. 10 . Vedado contrair obrigação nos últimos dois quadrimestres do mandato. =dotações destinadas a: I.aquisição de imóveis / bens de capital. 3-Investimento: execução de obras.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Da Despesa 1-Despesa de custeio:Manutenção dos serviços existentes.Aquisição de títulos do capital da empresa que não represente aumento de capital. independentemente de contraprestação direta em bens ou serviços.hpg.

hpg. ou seja. Restos a pagar: despesas empenhadas e não pagas até 31 de dezembro.resumosconcursos. lançados mas não recebidos no prazo de vencimento a partir da data de sua inscrição.www. autorização de despesas não computadas ou insuficientemente dotadas na lei de orçamento.com.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Reservas de contingência: destinada a cobertura de créditos adicionais. multas e créditos da fazenda. 11 . Divida ativa= importâncias relativas a tributos.

detalhamento do orçamento .br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves ORÇAMENTO Orçamento = Planejamento econômico e financeiro Natureza: .contábil – registra Princípios orçamentários . 12 .administrativa – planeja . ORÇAMENTOS CLASSIFICAÇÃO Tradicional: plano financeiro anual.Transferências constitucionais .Equilíbrio orçamentário: equivalência entre receitas previstas.Unidade – um só documento orçamentário .com.resumosconcursos.visão global . ênfase nos gastos.para saúde e ensino .Clareza – facilidade de compreensão e consulta. realiza despesa e receita pública = executa orçamento de meios. despesas autorizadas .Não afetação das receitas -não vinculação às despesas .Anualidade/ periodicidade -o orçamento é anual.Especialização / discriminação / especificação . .Legalidade – o administrador se subordina aos ditamos da lei .Programação .hpg. 1º receitas – 2º despesas “leis de meios” Base Zero (OBZ): enfatiza a instituição ou grandes órgãos e seus programas.Orçamento bruto – todas as receitas e despesas Exceções ao princípio da não afetação ( art 167 IV ) .Publicidade – divulgação para o conhecimento da sociedade.legal – lei .www.Universalidade – orçamento bruto .Unidade de tesouraria – conta única do tesouro .Exclusividade -apenas matéria receita e despesas .Destinação de recursos . Tem período limitado . Desempenho: custos dos programas enfatiza as organizações responsáveis pela execução das ações – Ênfase na função dos gastos. .Garantias para operações de credito por antecipação da receita.

b) Descriminação das despesas publicas por funções. Medição de trabalho .hpg. busca de financiamento. mas no seu objetivo TRADICIONAL / ORTODOXO Corte de executa despesas – contabiliza PROGRAMA / Mobilização de recursos – planeja / programa Recursos – gastos.www. Define tarefas 7. Necessidades das Recursos – cumprimento de objetivos e metas. Determina meios financeiros Medidas de modernização do orçamento. c) Normas para a responsabilidade fiscal. instrumento de alocação de recursos com ênfase não no objeto de gasto. Determina recursos 8. função / sub-função / programa / projeto / atividade.instrumento de planejamento – na qual a estimativa dos recursos financeiros e a sua destinação derivam da elaboração de um plano ou programa de trabalho do Governo = programa de trabalho = instrumento de planejamento.resumosconcursos. Apresenta soluções 4. Elaboração do orçamento – programa: 1.com. Institui o orçamento – programa. Lei 4320. divulgação e transferência da execução orçamentária d) Classificação das despesas por: categoria econômica e natureza. avaliação dos objetivos estratégicos. Ordena soluções 5. Identificar problemas existentes 2.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Programa: modalidade de orçamento (obrigatória no Brasil) . unidades não há acompanhamento. a) Instituição de programas gerenciados. 1º despesas – 2º receitas. Identificar suas causas 3.(metas). 13 . Define objetivos 6. Avalia honestidade / legalidade Avalia eficiência / eficácia Controle financeiro legal / formal Controle das realizações físicas Estado Laisse – faire: Estado intervencionista Busca de meios (recursos) Busca do financiamento 1º receitas – 2º despesas 1º despesas – 2º receitas Instrumento de contabilidade Instrumento de administração Atribui responsabilidade ao administrador Previsto LRF Previsto CF/ lei 4320 Necessidades das unidades Melhor alternativa Não há acompanhamento.

hpg. a sanção executiva.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves CICLO DA PROPOSTA ORÇAMENTÁRIA EXECUTIVO LEGISLATIVO ( Presidente ) – ELABORAÇÃO compatível com planos e diretrizes já submetidos ao legislativo. Discussão e aprovação. Autorização na lei de orçamento para o executivo. Ciclo orçamentário. DOTAÇÃO: autorização para gastar. Elaboração da proposta – Poder Executivo : 2.com. Controle e avaliação de orçamento. Se o executivo não encaminhar a proposta até o dia estabelecido. Orçamento publico e Fiscalização AVALIA. o legislativo devera decretar o orçamento vigente para o exercício seguinte.www. . Se o parlamento não apreciar a matéria orçamentária e restituí-la. até a data prevista ao chefe do executivo promulgara e publicara a lei orçamentária tal qual fora encaminhada. para atender a insuficiência de caixa. Encaminha proposta DISCUSSÃO E APROVAÇÃO Comissão de planos. 4. Execução e acompanhamento. – Poder legislativo 3. 14 .Operações de créditos por antecipação da receita.Abrir créditos suplementares . mais de 1 exercício envolve: 1.resumosconcursos. Relator Geral – parecer preliminar Discussão – relatório geral Votação plenária da comissão Votação plenária do congresso nacional Aprovada a redação final Presidente SANCIONA 15 dias Presidente VETA 48 hs ACEITA DERRUBA (maioria absoluta) PROMULGA publica lei entra em vigor prazo de 30 dias para elaborar CRONOGRAMA MENSAL DE DESEMBOLSO Após o fim do ciclo o chefe do executivo tem 60 dias da abertura da sessão para PRESTAR CONTAS.

hpg.com.resumosconcursos. Insubsistência do ativo= um ativo que deixa de existir (despesa debito). Superveniência do ativo= aumento do ativo (receita credito) Superveniência ativa= aumento da situação positiva (receita credito) Superveniência do passivo= aumento do passivo (despesa debito). Superveniência passiva= aumento da situação negativa (despesa debito). com efeito. esporádica. A evidenciação permite evitar a desfiguração da composição dos resultados relativos a vários exercícios. os componentes das variações patrimoniais de natureza eventual. INSUBSISTENCIA= algo que deixa de existir. com efeito. Insubsistência ativa= algo que deixa de existir. AUMENTA PL Ativo aumenta Passivo diminui DIMINUI PL Ativo diminui Passivo aumenta SUPERVENIENCIA DO ATIVO SUPERVENIENCIA DO PASSIVO SUPERVENIENCIA ATIVA SUPERVENIENCIA PASSIVA INSUBISITENCIA ATIVA INSUBISITENCIA PASSIVA INSUBISITENCIA DO PASSIVO INSUBISITENCIA DO ATIVO FATO GERADOR DA DESPESA FATO GERADOR DA RECEITA CONSUMO DE MERCADORIA VENDA DE MERCADORIA UTILIZAÇÃO DE SERVIÇO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO SUPERVENIENCIA PASSIVA SUPERVENIENCIA ATIVA 15 . positivo (receita credito) Insubsistência do passivo= passivo que deixa de existir (receita credito) Insubsistência passiva= algo que deixa de existis. negativo.br Resumo: Contabilidade Pública Menor Capital Próprio (PL) - Autor: Carine Jansen Batista Neves menor ativo receita sub-avaliada maior passivo despesa elevada SUPERVENIENCIA E INSUBSISTENCIA A aplicação dos termos objetiva destacar da gestão patrimonial. SUPERVENIENCIA = aumentar /adicionar.www.

De transferência de responsabilidade .quando se cria nova unidade administrativa.componente são relacionados individualmente 3-Avaliação . função: Controle e preservação do patrimônio. 16 .quando ocorrer substituição definitiva dos titulares dos serviços públicos.ao final de cada exercício. Inventario físico.hpg.www. Confirmar as responsabilidades dos agentes. Princípios do Inventario Instantaneidade .envolve todos os elementos patrimoniais. Inicial . Integridade .expressão econômica. Fases: 1-Levantamento: Identificação Agrupamento Mensuração Pode ser: Físico ou contábil 2-Arrolamento:Sintético . Bases: Inventario analítico de cada unidade administrativa. Material de consumo.retrata o momento Oportunidade . De extinção ou de transformação .resumosconcursos. Bens permanentes em uso.classifica-se pelas características comuns. Bens imóveis.resumido Analítico . quando houver índice de prejuízo. Valores existentes em tesouraria. Especificação . Instruir a prestação de contas. Uniformidade .realizado no mesmo intervalo de tempo possível.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves INVENTARIO Relação de todos os ativos e passivos com indicação de seus valores.critérios de mensuração devem ser o mesmo ou o maior. Comprovar saldo no balanço geral do exercício.quando o órgão for extinto ou transformado em outro.com.qualquer momento.( custos de estoque ) Bens em almoxarifados avaliados pelo preço médio ponderado das compras. Bens inventariados: Consumo e permanentes em almoxarifado. Tipos de Inventario Anual . Eventual . Elementos da escrituração sintética na contabilidade.

com. Bens de almoxarifado: preço médio ponderado compra. bens imóveis: custo de aquisição/ produção.conversão taxa de cambio na data do balanço. Possíveis reavaliações.www.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Material permanente. 17 . Bens móveis. Possível reavaliação de bens: moveis Imóveis . ( duração superior a 2 anos ) Devem ser tombados ( recebem nº individuais ) Avaliação patrimonial. Débitos e créditos: Valor nominal Moeda nacional .resumosconcursos.hpg.

• Publico alvo: pessoas beneficiadas pelo programa. Atividade: instrumento de programação para alcançar o objetivo operações continuas ou permanentes de um programa. Ações necessárias e realizações das metas. Controle de prazos e custos Atributos do programa: • Unidade responsável: unidade administrativa que gerencia • Denominação: nome fantasia que indica o propósito.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Portaria nº42/99 Função: maior nível de agregação das despesas Subfunção: parte da função.www. Gestão de política publica – planejamento. Apoio administrativo – despesas administrativas Projeto: instrumento de programação para alcançar o objetivo de um programa. Visa manutenção da ação do governo.com. Metas de qualidade e de produtividade. Modelo de gerenciamento: Unidade responsável.resumosconcursos. 18 . • Justificativa: descrição do problema. sendo mensurada por indicadores estabelecidos no plano plurianual“. Regionalização das metas. (sistema de nformações) Serviços ao estado – bens ou serviços diretamente afetado ao estado. Órgão responsável.hpg. • Objeto: resultado desejado. Fonte de financiamento. visa expansão ou aperfeiçoamento da ação de governo. controle. • Indicador: relação ou taxa entre variação relevantes capaz de medir a evolução do programa. Prazo de conclusão. Programa: “o instrumento de organização da ação governamental visando a concretização dos objetivos pretendidos. Sistema informatizado. operações limitadas no tempo. Valor global. Programa deverá conter: Objetivo. Programa tipos: Finalistico – bens ou serviços diretamente ofertados à sociedade.

resumosconcursos.com. 19 . Objetivos – discriminação dos resultados que se pretende alcançar. princípios que notarão os gastos públicos planejados. Metas – tradução quantitativa dos objetivos.br Resumo: Contabilidade Pública Autor: Carine Jansen Batista Neves Operações especiais: despesas singulares. Diretrizes – orientações. a reserva de contingência garante recurso para abertura de créditos adicionais.www.hpg.