You are on page 1of 2

A formação do mundo no Pensar Oriental

Helvio Rodrigues de Lima
Gostaríamos de esclarecer ao leitor que, por se tratarem de conceitos comuns as
Culturas Orientais, as traduções para o português, dos Ideogramas chineses,
estarão em itálico e suas pronúncias serão transliteradas pelo método Pin Yü
(oficial da ONU) e entre parênteses a transliteração da língua japonesa.
A falta de entrosamento com os conceitos do Dào (Do) 道 levam muitos praticantes ocidentais de Artes Zen, a
terem dificuldades na hora de colocar em prática suas lições, pois têm limitações na compreensão de conceitos
como: Huà 化, a Transformação, a metamorfose, usado nos Cinco Movimentos Wu Xíng (Gogyo) 五 行; o Yîn (In) 陰
e o Yáng (Yo) 陽; bem como na identificação e distinção da Plenitude e Vazio.
Não podemos confundir o Wú (Mu) 無, o Vazio Primordial, o que deu origem a tudo, onde vamos encontrar a origem
do Qì (Ki) , como Kong (Kara, Sora) 空 o Elemento Vazio, que permite a circulação, o movimentar; ou, ainda, com o
Xû (Kyo, Ko) 虚 o vazio por deficiência, a carência de energia e que devemos fortalecer.
Também, não podemos confundir You (Yu) 有 a Plenitude no sentido de preencher o vazio, o que tem forma e
volume, o que existe; com Shí (Shitsu) 實 a plenitude de excesso, o que está cheio e devemos esvaziar.
A importância do Shén (Shin, Kami) 神 no processo de prática e de cura é relegada ou, as vezes, até negada pelos
ocidentais, por questões religiosas ou científicas. Ele é traduzido de forma simples como Espírito, Mente ou Deus (a
depender do texto traduzido), quando o mesmo é a personificação mais Yang, Clara, do Céu e que forma, e está
presente em tudo, que há em nosso plano existencial. A Compreensão do Pensar Oriental, sua cosmologia,
elementos de sua escrita, e tradições, deveriam embasar o praticante permanentemente, pois, ao relegar estes
aspectos a um plano secundário, nos afastamos dos Fundamentos e nunca teremos uma visão real do Vazio.
O Kojiki
No século V d.C houve a introdução da escrita chinesa no Japão - o hanzi 漢字, que em japonês é pronunciado
Kanji, significa escrita dos Han (principal grupo étnico chinês). Junto com a escrita houve a introdução dos Clássicos
Chineses e do Budismo, os quais influenciaram a cultura autóctone. Embora com alguns nuances próprios, as bases
das religiões do Extremo Oriente se assemelham, o que indica um grande intercâmbio entre as culturas. O Budismo,
o Daoísmo e o Shintoísmo conviveram, e convivem, de forma harmônica e sincrética; uma alimentando a outra, daí a
visão do Vazio 無 ser comum em todas.
No século VII, por volta do ano 680, foi escrito o 古事記 Kojiki, que é o primeiro livro escrito do Shinto 神道; na sua
introdução podemos ver a visão japonesa da formação do mundo.
A Origem
O texto japonês abaixo faz parte da introdução do Kojiki:
古事記
上卷 并序
臣安萬侶言。夫、混元既凝、氣象未效。無名無爲。誰知其形。然、乾坤初分、參神作造化之首、
陰陽斯開、二靈爲群品之祖。所以、出入幽顯、
日月彰於洗 目、浮沈海水、神祇呈於滌身。。
(Kojiki (Escritos antigos) - Livro da Origem)
Yasumaro falou: “Quando o Caos começou a se condensar, o Ki e a forma não tinham se apresentado. Não tinha
nome nem ação. Quem poderia saber sua forma? Depois a Terra começou a se separar e secar. E o Kami começou
a construção e transformação. O In e Yô surgiram. Os Dois Espíritos criaram as coisas, e por lá entravam e saíam,
mergulhavam e emergiam. O sol e a Lua foram revelados para nossos olhos, flutuavam sobre a água do mar, O Kami
se mostrou a humanidade”.
Nessa introdução nos deparamos com ideogramas bem conhecidos nas leituras dos clássicos Confucionistas e
Daoístas e das Artes Marciais: o Hùn (kon) 混, o Yîn (In) e Yáng(Yo) 陰陽, o Dào (Do) 造 o Shén (Shin, Kami) 坤, o
Wú (Mu) 無, Huà (Ke, Bakeru) 化 e Xíng (Gyo, Kata) 形 .
Este pequeno texto serve para explicar todo o processo de formação das Energias do Universo (Macrocosmo), e
do Microcosmo que é nosso corpo, como veremos a seguir: “Quando o Caos começou a se condensar, o Ki e a
forma não tinham se apresentado.” Antes do surgimento do plano material em que vivemos havia só o Vazio 無 Wu
(Mu), o Espaço que permitiu a criação da forma, do Espírito e dos Elementos. Após esse período a matéria começou
a ser criada, porém ainda não havia a separação dos elementos e do Yîn e Yáng.
“Não tinha nome nem ação. Quem poderia saber sua forma?” Esta mesma percepção encontraremos no Dào Dé
Jîng , que nos remete a um estado onde a forma, os elementos e as polaridades ainda não tinham se diferenciado.

Os Dois Espíritos criaram as coisas. publicar. prevalecer. 神Kami em japonês. mergulhavam e emergiam. Yîn e Yáng em chinês – princípios bipolares da formação do Universo São eles o casal inicial. Da mesma forma que o nosso Universo. que é traduzido por Cinco Elementos. 陰陽In e Yô em japonês. uma transformação e tanto imediatamente como em breve.Esse período no Daoísmo é conhecido como Hùn Dùn 混沌. uma estrada. Deus No Japão encontraremos duas escolas dos Cinco Elementos. ir á pé. permitiram que. sendo cada um destes responsáveis por um Órgão. huà em chinês – transformação. 氣象 Ki e Kata em Japonês. que chamamos Ciclo de Geração. uma chinesa. “O In e Yô surgiram.Sora‹ ó Origem de tudo. formando os Cinco Movimentos. e por lá entravam e saíam.Œ Ü • s Vento . que o texto trata como os Dois Espíritos (二 靈 Ni Ryo). Os Cinco Elementos são muito dinâmicos e um pode transformar no outro em um movimento (estrada) contínuo.Kaze• — Crescimento. movimento e subida / Yang Fogo – Hou ‰ Î Vazio. daí que a tradução correta do 五 行 Gogyo é Cinco Movimentos (Transformação). trabalho. bakeru em japonês. solidez / Yin Metal – jin ‹ à Fogo. fixo. 混Kon em japonês e Hùn em chinês – forma túrbida. mover-se. Deus 化Ka. Com a interação dessas duas polaridades 陰 陽 Yîn (In) Yáng (Yo). temos uma interação do Yin e Yang. então. A idéia que o caractere Xíng (Gyo) 行 nos passa é do uso dos dois pés. como Elemento Agregador. “O sol e a Lua foram revelados para nossos olhos. a Terra 地 Dì (Chi) e o Céu Tiân (Ten). em chinês moderno pode ser traduzido por atmosfera. O Kami se mostrou a humanidade. nosso corpo é uma representação do Taikyoku. se diferenciaram. Podemos traduzir Xing 行 como: andar. e.Ho‰ Î Força. Eles sempre têm um Elemento agregador (ver quadro) e uma graduação de polaridade (São mais Yang ou mais Yin que outro e quando se energizam se transmutam no Elemento seguinte). Profundo e Sem Definição. base do Daoísmo e da Medicina Chinesa e uma visão Budista de influencia Hindu. em que o Claro e o Escuro. nosso mundo começou a tomar forma. Não poderemos ver os Elementos e as Polaridades de forma separada. como está atualmente nos conceitos modernos da Acupuntura. Shén em Chinês – Espírito. mesclados em diferentes proporções. Os cinco elementos Temos duas percepções dos Cinco Elementos. Nota-se o movimento Terra no centro. O Wu Xíng (Gogyo) 五行. na sua Plenitude uma Polaridade se transforma na Outra. Absoluto. o 太極 Tàijí (Taikyoko). que é traduzido como o Caos Primordial. flutuavam sobre a água do mar.Mu – Ø Agua – Sui• … Adaptabilidade.Œ Ü ‘å Elemento Chinês Gogyo . expansão / Yang Madeira . lei. ambos. Posteriormente este Elemento foi deslocado para a periferia. que é chamada Gogyo [五行]. não há plenitude de Yin ou Yang. Qì e Xiàng – Energia e Forma.Chi’ n Estabilidade. Izanami e Izanagi. Shen em Chinês – Espírito. representando o princípio feminino e princípio masculino que geram e produzem as coisas e seres No primeiro verso do Dao De JinG Lemos: 無名天地之始 有名,萬物之母。 Sem-Nome (Wú 無) é o princípio do Céu (Tiân 天) e da Terra (Dì 地) Com-Nome (You 有) é a mãe (Mu 母) de dez mil coisas (WànWù 萬物) 神Kami em japonês. não deveria passar a idéia de algo estático.” O Yin e o Yang. uma com a visão daoísta. maleabilidade / Yin Água – Shui • … Terra. viajar. o período do Céu Posterior. E o Kami começou a construção e transformação”. que quer dizer “os cinco Grandes” que é baseada nos elementos budistas.” Por ser um arquipélago o Japão tem uma relação de simbiose com o mar e o Sol e a Lua representam a polaridade Yin Yang. “Depois a Terra começou a se separar e secar. uma personificação do Shin Universal. temos um Shin. elemento central / Agregador Terra – Di ’ n Conclusão Visão cosmológica da china antiga. que é uma centelha. mistura. os princípios Yin e Yang e o Wu Xing. surgissem os Elementos. uma Víscera e um aspecto do nosso metabolismo. o primeiro passo com o pé esquerdo 彳 e o segundo passo com o pé direito 亍. . . Elemento japonês Característica/ Polaridade Godai . usada na Medicina Tradicional e os cinco elementos chamados Godai [五大]. Começa..