You are on page 1of 36

Figuras de Linguagem

1-Figuras sonoras

• Aliteração
• consiste na repetição ordenada de
mesmos sons consonantais.
• “Esperando, parada, pregada na pedra
do porto.”
• Assonância
• consiste na repetição ordenada de sons
vocálicos idênticos.
• “Sou um mulato nato no sentido lato”.

mas de significados distintos. Berro pelo aterro. pelo seu erro Quero que você ganhe Que você me apanhe Sou o seu bezerro gritando mamãe. . pelo desterro Berro por seu berro.• Paronomásia • consiste na aproximação de palavras de sons parecidos.

Trocadilho .

. É uma figura de linguagem na qual se reproduz um som com um fonema ou palavra.• Onomatopeias • É um mecanismo universal de sons.

possíveis repetições ou omissões. . sua ordem.2-Figuras de construção • As figuras de sintaxe ou de construção dizem respeito a desvios em relação à concordância entre os termos da oração.

.• Zeugma • consiste na elipse de um termo que já apareceu antes.

.)” . • E sob as ondas ritmadas e sob as nuvens e os ventos e sob as pontes e sob o sarcasmo e sob a gosma e sob o vômito (.. • Polissíndeto • consiste na repetição de conectivos ligando termos da oração ou elementos do período.• Elipse • consiste na omissão de um termo facilmente identificável pelo contexto.

fundindo-se. todas quatro." (Machado de Assis). quando orações ou palavras que deveriam vir ligadas por conjunções coordenativas. aparecem justapostas ou separadas por vírgulas. • "Não nos movemos. as mãos é que se estenderam pouco a pouco. apertando-se. pegando-se.• Assíndeto • Ocorre. .

É dor que desatina sem doer” . É ferida que dói e não se sente.• Anáfora • consiste na repetição de uma mesma palavra no início de versos ou frases. É um contentamento descontente. • “ Amor é um fogo que arde sem se ver.

• “A vida.” • Anacoluto • consiste em deixar um termo solto na frase. Do teu asco. Do meu medo. não sei realmente se ela vale alguma coisa.• Inversão • consiste na mudança da ordem natural dos termos na frase. • “De tudo ficou um pouco.” .

mas com o que se subentende. A silepse pode ser: • De gênero Vossa Excelência está preocupado. • De número Os Lusíadas glorificou nossa literatura.” .• Silepse • consiste na concordância não com o que vem expresso. com o que está implícito. • De pessoa “O que me parece inexplicável é que os brasileiros persistamos em comer essa coisinha verde e mole que se derrete na boca.

• Pleonasmo • consiste numa redundância cuja finalidade é reforçar a mensagem. • “E rir meu riso e derramar meu pranto.” .

3-Figuras de pensamento .

. de palavras que se opõem pelo sentido.• Antítese • consiste na aproximação de termos contrários.

& • "Eu sou velho. • "Eu sou um velho moço. à luz do senso comum.Paradoxo • é uma figura de pensamento que consiste quando a conotação extrapola o senso comum e a lógica. mas que podem encerrar verdades do ponto de vista psicológico/poético. você é moço. • Antítese . As expressões assim formuladas tornam-se proposições falsas.

obtendo-se. efeito crítico ou humorístico. com isso. .• Ironia • é a figura que apresenta um termo em sentido oposto ao usual.

.

em síntese.• Eufemismo • consiste em substituir uma expressão por outra menos brusca. . procura-se suavizar alguma afirmação desagradável.

.

.• Hipérbole • trata-se de exagerar uma ideia com finalidade enfática.

• O jardim olhava as crianças sem dizer nada.consiste em atribuir a seres inanimados predicativos que são próprios de seres animados.• prosopopeia ou personificação . .

batendo.” • Apóstrofe • consiste na interpelação enfática a alguém (ou alguma coisa personificada. restrugindo.• Gradação ou clímax • é a apresentação de ideias em progressão ascendente (clímax) ou descendente (anticlímax) • “Um coração chagado de desejos Latejando. Senhor Deus!” . • Senhor Deus dos desgraçados! Dizei-me vós.

4-Figuras de palavras .

.

.

A metáfora implica.• Metáfora • consiste em empregar um termo com significado diferente do habitual. com base numa relação de similaridade entre o sentido próprio e o sentido figurado. . uma comparação em que o conectivo comparativo fica subentendido. pois.

.

numa expressão. . sensações percebidas por diferentes órgãos do sentido.• Sinestesia • trata-se de mesclar.

não mais se percebe que ele está sendo empregado em sentido figurado. torna-se outro por empréstimo. devido ao uso contínuo.• catacrese • ocorre quando. . por falta de um termo específico para designar um conceito. Entretanto.

.

.

• Não tinha teto em que se abrigasse.• Metonímia • como a metáfora. ou seja. A metonímia explora sempre alguma relação lógica entre os termos. consiste numa transposição de significado. uma palavra que usualmente significa uma coisa passa a ser usada com outro significado. (teto em lugar de casa) .

. • .• antonomásia ou perífrase • consiste em substituir um nome por uma expressão que o identifique com facilidade..os quatro rapazes de Liverpool (em vez de os Beatles) • O Filho de Deus (Jesus Cristo) • O Rei do Futebol (Pelé) • Águia de Haia (Rui Barbosa) • O Galo (Clube Atlético Mineiro) .

com/portugues/figur as-linguagem.br/gramatica/func oes-da-linguagem.br/portugues/funco es_linguagem.uol.com.algosobre.Bibliografia • http://www.com.brasilescola.html • http://educacao.htm • http://www.jhtm .