You are on page 1of 10

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: RELATO DE EXPERIÊNCIA A

PARTIR DAS OFICINAS DESENVOLVIDAS NO PROGRAMA DE
BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID
Josiane Marques Pires¹
Betânia Alves de Araújo²
RESUMO
A partir da década de 70, a Educação Ambiental tomou espaço nas
escolas. Diversos projetos foram implementados e leis foram criadas para
defender o Meio Ambiente. A Educação Ambiental é considerada um tema
transversal e deve ser inserida diariamente no contexto escolar. Com esse
objetivo, as Oficinas oferecidas na Escola Alfredo José Kliemann trataram de
conscientização ambiental, separação do lixo, reciclagem e reaproveitamento.
Com as diversas temáticas abordadas, os alunos desenvolveram as tarefas e
se envolveram diretamente. Conseguimos a formação do sujeito ecológico,
participando ativamente na defesa do Planeta.

Palavras-chaves:

Meio

Ambiente,

Reciclagem,

Conscientização

ambiental

ABSTRACT
From the 70, the Environmental Education took space in schools.
Several projects have been implemented and laws were created to protect the
environment. Environmental education is considered a cross-cutting issue and
must be entered daily in the school context. With this objective, the workshops
offered at the School Alfredo José Kliemann treated environmental awareness,
waste separation, recycling and reuse.
With various themes, the students developed the tasks and were directly
involved. We managed the formation of ecological subject, actively participating
in the defense of the planet.

Keywords:

Environment,

Recycling,

Environmental

Awareness.

¹ Acadêmica do curso de Ciências Biológicas/Licenciatura. E-mail: josimarques2003@yahoo.com.br
² Acadêmica do curso de Ciências Biológicas/Licenciatura. E-mail: bebiologa@yahoo.com.br

(REIGOTA. Partindo de todos os preceitos históricos. No século XX houve muitas realizações que proporcionaram à Educação Ambiental. Implantação de projetos. podemos caracterizar a Educação Ambiental como Educação Política. incumbe ao Poder Público: VI . Porém o maior avanço da Educação Ambiental ocorreu na década de 70. O objetivo foi aproximar a população urbana da natureza. Art. impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. § 1º . no sentido de que ela reivindica e prepara o cidadão para exigir e construir uma sociedade com justiça social. um espaço amplo e de discussão entre todas as pessoas. Dom Pedro II proibiu a exploração florestal no Brasil. Em 1988.promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino e a conscientização pública para a preservação do meio ambiente. 2009) . com implementação de órgãos governamentais voltados para apreservação do Meio Ambiente. Podemos afirmar que esse foi o primeiro passo da educação ambiental no Brasil. bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida.Para assegurar a efetividade desse direito.INTRODUÇÃO No ano de 1808 foi criado no Rio de Janeiro o Jardim Botânico. a Constituição Brasileira destaca a necessidade de promover a Educação Ambiental em todos os níveis de ensino e a conscientização publica para a preservação do Meio Ambiente. cidadanias. Em 1920 o Pau Brasil é considerado extinto e em 1961 o então Presidente Jânio Quadros declara o Pau Brasil como árvore símbolo nacional. Em 1850. porém a lei foi ignorada e continuaram o desmatamento para a implantação da monocultura do café. realização de seminários e criação de cursos. 225 – Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado. autogestão e ética nas relações sociais e com a natureza.

Durante a formação. a Educação Ambiental contribui para que o indivíduo seja parte atuante na sociedade. estética e educativa. ele destaca os objetivos da Educação Ambiental da Carta de Belgrado: I. IV. Segundo os autores. Nem todos têm capacidade técnica para resolver os problemas ambientais. Comportamento Levar os indivíduos e os grupos a adquirir o sentido dos valores sociais. um sentimento profundo de interesse pelo meio ambiente e a vontade de contribuir para sua proteção e qualidade. cada indivíduo é levado a uma reflexão de seus comportamentos e valores pela aquisição de conhecimento. 1992) Nossas oficinas na escola são práticas e lúdicas. dependendo das faixas etárias a que se destina e dos contextos educativos em que se processam as atividades (Reigota. Conscientização Levar os indivíduos e os grupos associados a tomarem consciência do meio ambiente global e de problemas conexos e de se mostrarem sensíveis aos mesmos. já que não existe um conteúdo único. a escola surge como um importante agente socializador. II. possibilitando inúmeras práticas . econômica. mas vários. Reconhecer essa deficiência é um primeiro passo para superá-la. dos problemas que estão a ele interligados e o papel e o lugar da responsabilidade crítica do ser humano. Competência Levar os indivíduos e os grupos a adquirir a competência necessária à solução dos problemas. compromisso e responsabilidade com a natureza e às gerações futuras. Conhecimento Levar os indivíduos e os grupos a adquirir uma compreensão essencial do meio ambiente global. 2009). uma vez que é responsável não apenas pela difusão de conhecimentos. Capacidade de Avaliação Levar os indivíduos e os grupos a avaliar medidas e programas relacionados ao meio ambiente em função de fatores de ordem ecológica. aprendendo a agir individual e coletivamente na busca de soluções.EMBASAMENTO TEÓRICO Segundo Reigada & Reis (2004). III. a Educação Ambiental é um processo educativo que visa formar cidadãos éticos nas suas relações com a sociedade e com a natureza. social. Dentro deste contexto. mas pela transmissão dos valores entre diferentes gerações (Martin-Baró. V. política. servindo de estímulo à conscientização de diversos temas ambientais. Neste contexto. A Educação Ambiental não se baseia apenas na transmissão de conteúdos específicos.

que foi desenvolvido pela Parceiros Voluntários e foi criado com o objetivo de estimular e desenvolver a cultura do trabalho voluntário organizado entre os jovens. . . em todas as disciplinas. adquirindo eficazmente o conhecimento. médio ou superior. . independentemente da área. Segundo Darli (2010) a aplicação de atividades lúdicas na sala de aula é uma intervenção que permite o uso da temática ambiental. sendo que o público efetivo variava de 10 a 15 alunos. Caminhada pela escola. podendo ser executada transversal e interdisciplinarmente. localizada na periferia da cidade de Santa Cruz do Sul.Mobilização da comunidade escolar: Foram produzidos e afixados cartazes. METODOLOGIA O projeto foi desenvolvido na Escola Estadual de Ensino Médio Alfredo Kliemann. com o objetivo de recolher o lixo espalhado e depois separá-lo. onde o foco foi mostrar para os alunos e professores.Sustentabilidade e Responsabilidade Ambiental: Após a apresentação de diversos itens relacionados à Educação Ambiental. inclusive a humana. A oficina esclareceu que a adoção de ações de sustentabilidade garante a médio e longo prazo um planeta em boas condições para o desenvolvimento das diversas formas de vida. fazia parte do Projeto Tribos na Trilha da Cidadania. A Escola sempre foi preocupada e ativa na questão ambiental. O principal objetivo das Oficinas foi incentivar e conscientizar os alunos para a formação de cidadãos responsáveis e de pensamento ecológico. As oficinas foram abertas para a inscrição de todos os alunos da Escola. sendo uma ação possível e parte integrante do fazer pedagógico cotidiano. algumas das realidades do nosso planeta. bem como do nível de ensino.de interação e motivação mútua. Os encontros duravam em média 4 horas e contavam com diversos temas ligados a Educação Ambiental.Separação de Lixo: Coleta e separação do lixo escolar. como: . seja ele fundamental. a partir dos conceitos de Tribos – responsabilidade social individual.

economizando sempre que possível. usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Partindo desse princípio os alunos aceitaram e indagaram a respeito do que pode ser feito para o nosso planeta melhorar e superar essa crise ambiental. A trilha foi previamente escolhida. a água. Ou seja. Assim. a sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente. Os alunos se comprometeram à mudança de comportamento e conduta. os alunos puderam observar essas ações e tomaram a decisão de agir em prol do Meio Ambiente. Pequenas ações cotidianas podem ser tomadas e garantem um desenvolvimento econômico e ao mesmo tempo a preservação da natureza. Seguindo estes parâmetros. . sem comprometer o futuro das próximas gerações. A principal motivação para que fizéssemos a trilha.-Reciclagem: Uso consciente dos recursos recicláveis.Relatos de Experiência: Como parte integrante e fundamental das oficinas.Não jogar óleo de cozinha no sistema de esgoto. Preparação de um local para depósito de resíduos orgânicos. Não deixando a torneira aberta quando escovar os dentes. . Muitos nunca tinham participado de uma atividade como esta. RESULTADOS E DISCUSSÃO Sustentabilidade e Responsabilidade Ambiental Ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos. -Trilha ecológica: Ocorreu no Antigo Sanatório Vila Nova. onde agora funciona um pequeno hotel. os alunos tiveram um espaço para que pudessem expressar a sua opinião e discutir os aspectos principais das Oficinas. Tomando o banho . como o Jardim Suspenso e a reutilização de caixas de leite Tetra Pak. a humanidade pode garantir o desenvolvimento sustentável.Realizar a reciclagem de lixo (resíduos sólidos).Usar de forma racional. listando muitas das atitudes que tomaram a partir da Oficina: . foi o grande distanciamento dos alunos com a natureza. .

sabem onde há maior circulação de pessoas. Os temas foram diversificados: Economia de água. O futuro do planeta também esteve presente nos cartazes. Foram colocados cartazes perto dos bebedouros com mensagens sobre o consumo e economia de água. Os alunos se empenharam muito para desenvolver a atividade.Cartaz criado pelos alunos. espécies de animais e plantas que estão em perigo de extinção e as que já estão extintas. sabendo então como mostrar para toda escola o trabalho desenvolvido na oficina. Frases de impacto foram colocadas para chamar a atenção.de no máximo 4 minutos. A estratégia foi colocar os cartazes em locais de grande circulação. Na escolha dos locais. para que todos visualizassem. cuidado com a natureza. Mobilização da comunidade escolar A produção de cartazes movimentou a escola. onde foi encontrado muito lixo. . todos sugeriram e Figura 2. as Figura 1.Cartaz mostrando a preocupação com o futuro do planeta. sempre ensaboando os utensílios e só depois enxaguá-los. Visto que os alunos se aglomeram neste local no horário do intervalo. o futuro A da humanidade esteve presente. Foram colocados na quadra de esporte. Ao lavar a louça não deixar a água correndo. onde os alunos se preocupam com o futuro do planeta e das próximas gerações. Os alunos se empenharam muito e puderam expor toda a sua indignação e respeito à natureza. Foram colocados em locais estratégicos. Pois como alunos. As catástrofes ambientais foram temas recorrentes nos preocupação com cartazes. escolheram a melhor localização.

Separação de Lixo A Escola possui lixeiras pra a separação do lixo nos padrões. fizeram a separação correta. como colheres e pratos. Os alunos monitoram diariamente. Após a pintura da parede com Cal. Foi motivador ver o jardim sempre bem cuidado e com as plantas crescendo. Além de embalagens plásticas e embalagens de papel. Foram utilizadas em torno de 24 garrafas Pet. Reciclagem As ações de reciclagem englobaram as garrafas Pet e caixas de leite Tetra Pak. recolocando terra e regando. pois foram recolhidos dois sacos grandes de lixo. fizeram um jardim suspenso. É visível o Figura 4. foram encontrados materiais da escola. Figura 3. Após recolher todo o lixo. porém os alunos não usavam e o lixo ficava espalhado pela escola.Parte do lixo recolhido. O resultado deixou os alunos revoltados. Os alunos escolheram o local onde seria fixado o jardim. As garrafas Pet foram levadas à Escola pelos alunos. sentem fazendo parte . os alunos percorram toda a escola em busca de lixo espalhado. Fazendo um mutirão. as flores foram plantadas e o material ficado à parede. após a lavagem e preparação das mesmas. Os alunos ficaram responsáveis pelo cuidado e manutenção do jardim que em pouco tempo já estava florido e cheio de vida.Jardim Suspenso orgulho que desse projeto.

os alunos fizeram das caixinhas lindas sacolas e porta trecos. Após a confecção. Foram observados diversos tipos de liquens bioindicadores. amigos.As caixinhas Tetra Pak também foram levadas pelos alunos e ao todo. O contato direto com a natureza possibilitou aos alunos repensarem as suas atitudes. gratidão pelo Meio Ambiente. Trilha ecológica A distância percorrida foi de aproximadamente 3km e durou cerca de 2h30m. Com a premissa da reutilização.Trilha Ecológica o respeito e . Figura 6. Muitos alunos levaram para casa.Caixinhas Tetra Pak. Ficaram orgulhosos da tarefa desenvolvida e sentiram-se bem ao tirar essas embalagens da natureza. presenteando os pais e Figura 5. a sensação de paz e tranqüilidade e principalmente. onde puderam relatar diversos aspectos sentidos: o silencio da mata. Durante a trilha os alunos observaram as árvores nativas da região e também as introduzidas pelo homem. supervisores membros da do os Pibid direção e foram presenteados com as mesmas. Os principais locais que esses liquens podem ser encontrados são em que a influência humana e a poluição não atinge níveis elevados. o ar puro. foram mais de 20 caixinhas de leite reutilizadas. Após a trilha fizermos uma pequena confraternização. Esses encontrados em grande quantidade foram identificados e os alunos relataram terem visto em outros locais de Santa Cruz do Sul. Locais com floresta fechada ou parques de preservação permanente. Saber que pequenas atitudes podem levar a preservação contínua desses locais motivou os alunos a continuar essa luta pela natureza. Puderam observar essa diferença e a pressão que ocorre entre as nativas e exóticas.

” (Mirian) “Sobre o nosso Jardim Suspenso.A. 2010.. outras com liquens avermelhados que é sinal de ar puro. n.. 6. Enciclopédia Biosfera. o que nos estimula a continuar a realizar estas oficinas.Relatos de Experiência Para fechamento da Oficina os alunos relataram o que sentiram e aprenderam... S. sabemos que este deve ser um processo contínuo. eu acho que assim nós vamos ajudar o meio ambiente. Os relatos foram recompensadores. e se todo mundo fizer isso vai ter menos lixo no chão.. sempre buscando iniciativas que levem ao nosso grande objetivo. envolvendo e conscientizando cada vez mais alunos e pretendemos atingir toda a comunidade escolar. e esperamos obter mais alunos no próximo semestre. “Fiz o cartaz sobre a água. esperamos continuar a realizar este trabalho.. mas agora se conscientizaram e não desperdiçam mais. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS DALRI. plantamos a semente da conscientização ambiental. . por isso.” (Cassiano) “A trilha foi muito legal. árvores muito grandes. Vimos plantas diferentes. vol. A escola também aprovou e incentivou nossas iniciativas em prol do meio ambiente. Educação Ambiental como parceria na educação tradicional: Uma proposta de jogos ambientais: utilizando o lúdico e o pedagógico para defesa do meio ambiente. Goiânia. ajudou muito! Pois havia crianças que brincavam com a água. Atingimos nossos objetivos. 9.” (Marília) CONCLUSÃO As oficinas foram muito proveitosas e ficamos felizes em conquistar esse grupo.

F. C. REIS. n. .2. 2009.T. M. Educação ambiental para crianças no ambiente urbano: uma proposta de pesquisa-ação. M. Ciência e Educação. REIGOTA. O que é Educação ambiental. Acción y ideología-Psicología Social desde Centroamérica.REIGADA.C. I. 2004. 1992. Bauru. MARTIN-BARÓ. São Paulo: Brasiliense. San Salvador: UCA Editores..