You are on page 1of 2

Zinco e suas Ligas

Introdução
É um metal pouco resistente á tração e a fluência o que reduz as suas possibilidades como material de construção.
Não é susceptível de endurecimento a frio devido baixa temperatura de recristalização e a estrutura cristalina
explica a anisotropia importante verificada nos produtos de zinco laminados. As impurezas normais do zinco são
Pb, Cd, Fe, Sn e Cu. O zinco 99,99% destina-se a fundição injetada. Para outras utilizações, o teor máximo de
chumbo é de 0,006%.
Propriedades químicas
Resiste bem a corrosão pelos agentes atmosféricos e pela água. Reveste-se de uma camada de hidrocarbonato que
protege o metal subjacente, a qual leva, em presença de ar úmido, cerca de 3 dias a se formar, enquanto que, em
atmosfera seca, a sua formação é muito mais lenta levando cerca de 3 meses. Esta propriedade é aproveitada
quando se utiliza o zinco ou materiais zincados em coberturas expostas à atmosfera. Em relação ao seu potencial
eletroquímico confere uma aplicação importante na proteção superficial isto é, o zinco é utilizado como ânodo,
corroendo-se e protegendo assim o aço ou qualquer outro metal. É facilmente atacado por ácidos e álcalis.
Aplicações
As suas aplicações baseiam-se essencialmente como películas protetivas em metais como o aço. Assim é usado
em coberturas, canalização de esgotamento de chuva em telhados.
Os principais processos de proteção de revestimento de zinco são:
- zincagem a quente por imersão (galvanização), onde a peça, previamente decapada, é imersa em zinco fundido;
- zincagem eletrolítica (tratamento termoquímico), onde ocorre deposição do zinco sobre o aço por meio de
solução eletrolítica de sais de zinco;
- Pintura com tintas com elevada percentagem de zinco em pó.

Ligas de Zinco
O zinco entra na composição de numerosas ligas como componente secundário ou componente menor - latão,
alpacas, antifricção, etc. — mas este elemento tem também interesse como componente principal em ligas para
fundição e ligas para forjamento e estampagem, de acordo com o teor de alumínio e outros elementos. A fluidez
no estado líquido e as propriedades mecânicas são melhoradas pela adição de Al, Cu, Sn e Pb.
Ligas de Zinco e Alumínio
De todas as ligas não-ferrosas para fundição por injeção, estas ligas são as de maior utilização devido as suas
particularidades físicas, mecânicas e de fundição associadas à capacidade de serem facilmente revestidas por
eletrodeposição (cobre, níquel e cromo) ou por pinturas com tintas e vernizes. A boa fluidez permite a fundição
de peças de formas complexas com paredes finas. A liga zamac é a que tem maior importância. Na sua maior
parte esta liga tem composições hipoeutécticas, geralmente até 4% de Al e até 3% de Cu para melhorar as
propriedades mecânicas e a corrosão. O magnésio pode ser adicionado, com teores de até 0,05%, como inibidor
da corrosão intergranular.

Zinco (Zn): é um metal cinza-azul com peso específico de 7. dobradiças. formando um par galvânico que dá lugar a forte corrosão em atmosfera úmida. Também é usado na fabricação do latão e das ligas antifricção. componentes de aparelhos eletrodomésticos. componentes de equipamentos elétricos. quase puras. Estas impurezas. Ao contato com o ar. sobretudo chumbo e cádmio. carburadores.1 e o ponto de fusão é de 419 ºC. maçanetas. roldanas. A resistência mecânica não é elevada e a dureza é inferior a do cobre. O zinco é extraído geralmente da blenda (sulfeto de zinco). principalmente o zinco. O zinco puro é normalmente para coberturas de tetos ou galvanização do ferro. O magnésio contraria este efeito e refina o grão. fechaduras. . . precipitamse nos contornos de grão. aspiradores. com processo de aquecimento à alta temperatura é reduzido com o carvão e refinado com eletrólise. um fino extrato de carbono de zinco. As principais aplicações destas ligas encontram-se em: componentes de automóveis como radiadores. forma-se. manômetros. A fabricação destas ligas exige matérias primas. na superfície.Os zamacs são extremamente sensíveis às impurezas. componentes de relógios. engrenagens. brinquedos. que protege o interior do metal.