You are on page 1of 7

ANHANGUERA EDUCACIONAL S.A.

FACULDADE E NEGÓCIOS E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - FACNET
ENGENHARIA ELÉTRICA
ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA
QUIMICA
ANHANGUERA EDUCACIONAL S.A.
FACULDADE E NEGÓCIOS E TECNOLOGIA DA
INFORMAÇÃO - FACNET
ENGENHARIA ELÉTRICA
ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA
QUIMICA
Arquimedes Vieira RA 4211810999
Cleber Eurípedes Souto RA 3730730605
Elyedson de Freitas Paiva RA 3226024976
José Carlos RA 4211790347
José Rogério Ferreira da Silva RA 3727641226
José Wilton Alves RA 3708627344
Rauseliz de Sousa Vieira Nascimento RA 4200057837
Taguatinga – DF
Setembro de 2012

Sumário
Introdução_______________________________________________________
_________04
Desenvolvimento
__________________________________________________________05
1. Etapa 1_____________________________________________________________05
1. Introdução obtenção, e como se faz o alumínio___________________________05, 06
2. Esquema ilustrado da obtenção do alumínio ___________________________ 07
3. Propriedades do alumínio __________________________________________ 08
4. Propriedades físicas químicas do alumunio_____________________________ 09
5. Relatório _______________________________________________________10
Introdução
Oalumínio, por suas excelentes propriedades físico-químicas – entre as quais se
destacam o baixo peso específico, a resistência à corrosão, a alta condutibilidade
térmica e elétrica e a infinita reciclagem apresenta uma ampla variedade de utilização,
que o torna o metal nãoferroso mais consumido no mundo. Com o objetivo primordial
de facilitar o acesso a literaturas específicas sobre o alumínio e, cada vez mais, tornar
disponível informações técnicas sobre o metal.
Etapa 1
Passo 1 - Acessar as informações sobre o alumínio: Introdução, obtenção e como se
faz o alumínio.
A obtenção do alumínio é feita a partir da extração do mineral bauxita (em forma de
rocha, que contêm cerca de 35% a 55% de oxido de alumínio). Terceiro mineral mais
presente na crosta terrestre, a bauxita, uma mistura mineral, com óxidos e hidróxidos
de alumínio, é indispensável para a produção do alumínio. Atualmente as reservas
naturais são de 32 bilhões de toneladas, sendo as reservas do Brasil de 3,5 bilhões,
segundo dados do instituto Brasileiro de mineração (Ibram) o que torna o País o

terceiro maior produtor de bauxita no mundo. As maiores reservas produtoras de
bauxita estão na região amazônica, no Pará, e na região de Poços de Caldas e
Cataguases, em Minas Gerais.
A produção do alumínio é constituída por uma série de reações químicas. Até mesmo
a bauxita é formada por um processo químico natural, proveniente da infiltração de
água em rochas alcalinas em decomposição. Este minério pode ser encontrado
próximo à superfície com uma espessura média de 4,5 metros. Sua extração é
geralmente realizada a céu aberto com o auxílio de retroescavadeiras.
Antes de iniciar a mineração da bauxita, é necessário ter o cuidado de remover a terra
fértil sobre as jazidas juntamente com a vegetação e reservá-la para o futuro trabalho
de recomposição do terreno. Este trabalho, que acontece após a extração, é muito
importante para a preservação do meio ambiente.
Depois de minerada, a bauxita é transportada para a fábrica, onde chega ainda em
seu estado natural (rocha). Lá, é iniciada a primeira de muitas reações químicas. A
bauxita é moída e acrescida de uma solução de soda cáustica, que a transforma em
pasta. Aquecida sob pressão e recebendo novas quantidades de soda cáustica, esta
massa se dissolve e forma uma solução que passa por processos de sedimentação e
filtragem. Nesta etapa, são eliminadas todas as impurezas e a solução restante fica
pronta para que dela seja extraída a alumina.
Em equipamentos chamados de precipitadores, a alumina contida na solução é
precipitada (depositada no fundo) pelo processo de "cristalização por semente" O
material resultante precisa ser lavado e seco por aquecimento. Assim, é obtido o
primeiro estágio da produção de alumínio: a alumina, que se apresenta sob a forma de
pó branco e refinado, de aspecto semelhante ao açúcar.
Nesta fase, o processo químico mais utilizado é o denominado Bayer (Moagem ,
digestão, clarificação/separação dos sólidos, precipitação/onde ocorre a cristalização e
calcinação). Nele, a bauxita é dissolvida em soda cáustica e, posteriormente, filtrada
para separar todo o material sólido, concentrando-se o filtrado para a cristalização da
alumina. Estes cristais são secos e calcinados a fim de eliminar a água. Então, a
alumina é finalmente transformada em alumínio por meio de um processo de eletrólise.
―Na classificação das reações químicas, os termos oxidação e redução abrangem um
amplo e diversificado conjunto de processos. Muitas reações de oxi-redução são
comuns na vida diária e nas funções vitais básicas, como o fogo, a ferrugem, o
apodrecimento das frutas, a respiração e a fotossíntese. Oxidação é o processo
químico em que uma substância perde elétrons, partículas elementares de sinal
elétrico negativo. O mecanismo inverso, a redução, consiste no ganho de elétrons por

um átomo, que os incorpora a sua estrutura interna. Tais processos são simultâneos.
Na reação resultante, chamada de oxi-redução ou redox, uma substância redutora
cede alguns de seus elétrons e, consequentemente, se oxida, enquanto outra,
oxidante, retém essas partículas e sofre assim um processo de redução. Ainda que os
termos oxidação e redução se apliquem às moléculas em seu conjunto, é apenas um
dos átomos integrantes dessas moléculas que se reduz ou se oxida.‖
Etapa - 1
Passo 2 - Observar a imagem abaixo:
Mineração –Transporte – moagem – digestão – filtragem –precipitação – calcinação –
alumina - eletrólise – forno de espera – esteira – lingote

Etapa 1 - Passo 3 - Identificar quais são as principais características físico químicas do
alumínio. Pesquisar e justificar quais são as principais propriedades extensivas e
intensivas do alumínio.
Propriedades do alumínio
Propriedades físicas e Propriedades químicas
Quadro esquemático das principais propriedades do alumínio

Símbolo

Al

Número atômico

13

Massa atômica

26,98154 g/mol

Estado de oxidação

3

Ponto de fusão

660,45 ºC

Ponto de ebulição

2520 ºC

Densidade

2,7 g.cm-3

Potencial de ionização 5,98 eV
Potencial elétrica

1,66 V

Eletronegatividade

1,5

Volume atômico

9,99 cm-3

Entalpia de fusão

10.71 kJ/mol

Entalpia de vaporização143.9 kJ/mol
Pressão de vapor

1 mm Hg a 1284 ºC

Solubilidade

Solúvel em HCl, H2SO4, água quente e soluções alcalinas

As propriedades físicas são as propriedades que se relacionam com as
transformações físicas, transformações em que não alteramos a constituição da
substância. A substância continua sendo a mesma; não há formação de novas
substâncias. As propriedades químicas – São as propriedades que se relacionam com
as transformações químicas, existindo a formação de novas substâncias a partir
daquilo que existia inicialmente. Algumas propriedades - como temperatura, ponto de
fusão e densidade — não dependem da quantidade de amostra analisada. Essas
propriedades, chamadas propriedades intensivas, são particularmente úteis na
química porque muitas podem ser usadas para identificar substâncias. As
propriedades extensivas das substâncias dependem da quantidade de amostra e

incluem medidas de massa e volume. Elas estão relacionadas com a quantidade de
substância presente.
Propriedades Físico Químicas do Alumínio
O alumínio, de símbolo químico Al, é um elemento químico metálico trivalente, leve,
sólido cristalino, de cor branco - prateado e sem odor característico. Este metal é
incluído no conjunto dos metais representativos, com número atômico igual a 13
(grupo do boro).O alumínio é uma das espécies mais reativas que se conhece. A
temperaturas elevadas, cerca dos 180ºC, reage com a água, produzindo hidróxido de
alumínio (Al(OH)3) e hidrogênio (H2), e com outros óxidos metálicos, produzindo o
respectivo metal e óxido de alumínio (Al2O3). Outra característica importante deste
metal é a sua excelente resistência à corrosão. Quando exposto ao oxigênio, à água e
a outros oxidantes, forma-se rapidamente à sua superfície uma película contínua, fina,
resistente e protetora, de óxido de alumínio (alumina), conferindo-lhe alta resistência à
corrosão. Esta película é dissolvida por soluções alcalinas e por alguns ácidos, como o
ácido sulfúrico. Muitas das suas aplicações são baseadas nas suas propriedades,
como: a alta condutividade elétrica e térmica, a baixa densidade, a boa refletividade, a
grande resistência à corrosão, a maleabilidade e a ductilidade. Além disso, o alumínio
é 100% reciclável, permitindo uma enorme economia de energia. Pode, no entanto,
levar à ignição e causar explosões, quando misturado com halogênios. Puro, este
metal tem uma resistência mecânica limitada, o que criou a necessidade de formação
de amálgamas com outros metais, como o cobre, o magnésio, silício, manganês, entre
outros. Estas amálgamas são leves e mais resistentes, sendo muito usadas na
produção de uma variedade de moldes em muitas indústrias.
Etapa 1 - Passo 4 Escrever um texto justificativo (mínimo de 20 linhas e máximo de 30
linhas) sobre como o alumínio é encontrado na natureza, relacionando suas principais
características com a produção de objetos para o dia a dia. Incluir nesse texto as
respostas do passo 3 desta tarefa.
O alumínio é encontrado na maioria das rochas, argilas, solos e vegetações
combinado com oxigênio e outros elementos. É o metal mais abundante na crosta
terrestre, representando cerca de 8,1% (como elemento, é o terceiro mais abundante).
Não é encontrado puro. Alguns minerais são bauxita (hidróxidos de alumínio com
argilas), criolita (fluoreto de alumínio e sódio), granitos, etc. Nós não poderíamos voar,
viajar em trens de alta velocidade, andar em carros de luxo se não fosse por ele. Não
poderíamos ter luz e aquecimento em nossas casas e escritórios sem ele.
Dependemos dele para conservar nossos alimentos, medicamentos e para fornecer
componentes eletrônicos para nossos telefones celulares e computadores. As
principais propriedades que fazem com que o alumínio seja um material tão valioso
são a sua leveza, força, resistência à corrosão, durabilidade, capacidade de

conformação e condutividade. O alumínio é um material relativamente novo. O
elemento alumínio foi descoberto há apenas 160 anos e aproximadamente 100 anos
desde que foi definido um processo de produção viável. Outros materiais, como o ferro
e o cobre, já são conhecidos e usados há milhares de anos. Física, química e
mecanicamente, o alumínio é um metal como o aço, latão, cobre, zinco, chumbo ou
titânio e, como tal, pode ser derretido, fundido, conformado e usinado de modo muito
parecido com esses metais. Além disso, ele conduz corrente elétrica. O alumínio pode
ser reciclado inúmeras vezes sem perder as suas propriedades. Além disso, é um
metal valioso mesmo em forma de resíduo. Estudos recentes mostraram que até 95
por cento do conteúdo de alumínio em veículos e 93 por cento dos edifícios,
principalmente para fachadas, podem ser reciclados. Isso também se transforma em
oportunidades de negócios para o futuro, já que os edifícios serão as "minas urbanas"
nas próximas gerações, dando lugar a um ciclo completo de reciclagem e diminuindo
em 95 por cento a energia empregada na produção, em comparação com a produção
de alumínio primário.
10