You are on page 1of 38

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO
CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT

PROTEÇÃO DA CABEÇA
Capacetes de segurança utilizados para proteção da cabeça contra agentes meteorológicos
(trabalho a céu aberto) e trabalhos em locais confinados, impactos provenientes de queda ou
projeção de objetos, queimaduras, choque elétrico e irradiação solar.
NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA

UTILIZAÇÃO

CAPACETE DE PROTEÇÃO TIPO ABA
FRONTAL

Proteção da cabeça em trabalho onde haja risco de
queda de materiais

CAPACETE DE PROTEÇÃO TIPO ABA TOTAL
Proteção da cabeça em trabalho onde haja risco de
queda de materiais e contra choque elétrico

CAPACETE DE PROTEÇÃO COM JUGULAR
Proteção da cabeça em trabalho onde haja risco de
queda de materiais, trabalho em altura e choque
elétrico

CL

1

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO
CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT

NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA

UTILIZAÇÃO

CAPACETE DE PROTEÇÃO COM VISEIRA
Proteção da cabeça e face, em trabalho onde haja risco
de explosões com projeção de partículas e queimaduras
provocadas por abertura de arco voltaico (eletricidade).

Uso correto dos capacetes de segurança
Não devem ser usados gorros ou bonés com o capacete, pois prejudica sua eficácia;
Utilizar o capacete sempre com a aba para frente
O capacete só deverá ser utilizado completo (casco, carneira, jugular para trabalho em altura)

CARNEIRA DOS CAPACETES

Suspensão interna dos capacetes e peça essencial e obrigatória

CL

2

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO
CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT

Higienização e conservação do capacete
Mergulhar por 1 minuto num recipiente contendo água e detergente ou sabão neutro;
O casco deve ser limpo com pano ou outro material que não provoque atrito, evitando assim a
retirada da proteção isolante de silicone (brilho), o que prejudicaria a rigidez dielétrica do
mesmo;
Secar a sombra.

Higienização e conservação do protetor facial
Lavar com água e sabão neutro;
Secar com papel absorvente;
Evitar atrito nas partes externas, acondicionamento inadequado e contato com substâncias
químicas.
OBS: O papel não poderá ser friccionado no protetor para não riscá-lo.

CL

3

etc. CL 4 . demolições de alvenaria) contra radiações ultravioleta e infravermelho ÓCULOS DE PROTEÇÃO AMPLA VISÃO Utilizados para proteção dos olhos em trabalhos onde haja risco de respingos de produtos químicos (com ou sem ventilação) PROTETOR FACIAL Utilizado para proteção da face. em trabalhos onde haja risco de projeção de partículas (serralheria.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT PROTEÇÃO DOS OLHOS ÓCULOS DE SEGURANÇA Utilizados para proteção dos olhos contra Agentes químicos. NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA UTILIZAÇÃO ÓCULOS DE PROTEÇÃO Utilizados para proteção dos olhos em trabalhos onde haja risco de projeção de partículas (esmeril. agentes físicos (radiação ultravioleta) e risco de acidentes.). corte de grama. contra respingos de tintas. soluções e produtos químicos em geral.

onde haja exposição aos riscos mencionados acima. É importante verificar o tipo de solda e amperagem utilizada. Secar com papel absorvente. CL 5 . durante todo o ciclo de trabalho.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT MÁSCARA DE SOLDA Utilizada para proteção do usuário em serviços de solda. Uso correto das proteções de olhos e face Utilizar os protetores. Higienização Lavar com água e sabão neutro. Acondicionar na embalagem.

entrada de água e/ou vento excessivo NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA UTILIZAÇÃO PROTETOR AUDITIVO TIPO CONCHA Utilizado para proteção dos ouvidos nas atividades e nos locais que apresentem ruídos excessivos (utilização de martelete. etc.) (Modelo com haste atrás da nuca) CL 6 . etc.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT PROTEÇÃO AUDITIVA PROTETOR AURICULAR Utilizados para proteção de ouvido de ruídos.) (Modelo acoplável ao capacete) PROTETOR AUDITIVO TIPO CONCHA Utilizado para proteção dos ouvidos nas atividades e nos locais que apresentem ruídos excessivos (utilização de martelete. serra circular. serra circular.). etc. serra circular. PROTETOR AUDITIVO TIPO Utilizado para proteção dos ouvidos nas atividades e nos locais CONCHA que apresentem ruídos excessivos (utilização de martelete.

CL 7 . Após o uso. de modo a obter melhor desempenho As conchas devem ficar alinhadas verticalmente de modo a proporcionar a melhor vedação ATENÇÃO Não utilize com as conchas viradas para trás.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT Uso correto do protetor auricular tipo concha Retire o excesso de cabelo que estiver entre o abafador e o ouvido Certifique-se de que a vedação é satisfatória. Nunca manuseie o protetor com as mãos sujas. higienizar e guardar o protetor na embalagem. sem a interferência de objetos como elástico de respiradores ou armação de óculos.

etc. introduza o protetor no canal auditivo Nunca manuseie o protetor com as mãos sujas CL 8 . CONFECCIONADO EM SILICONE Utilizado para proteção dos ouvidos nas atividades e nos locais que apresentem ruídos elevados (Áreas de transito de veículos intenso.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA UTILIZAÇÃO PROTETOR AUDITIVO TIPO PLUG. com a outra mão.) Uso correto do protetor auricular tipo plug de silicone Passe uma das mãos de trás da cabeça e puxe levemente a parte superior da orelha e. utilização de maquinas e equipamentos ruidosos.

CONFECCIONADO EM ESPUMA MOLDÁVEL (DESCARTÁVEL) Utilizado para proteção dos ouvidos nas atividades e nos locais que apresentem ruídos elevados Uso correto do protetor auricular tipo plug moldável (descartável) Com as mãos limpas. puxe a orelha para cima e coloque o protetor no canal auditivo. aperte e role o protetor entre os dedos até obter o menor diâmetro possível. CL 9 .UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATENÇÃO Verificar o tamanho do protetor adequado para o tamanho da orelha (canal auditivo)do trabalhador NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA UTILIZAÇÃO PROTETOR AUDITIVO TIPO INSERÇÃO. Para facilitar a colocação.

em hipótese alguma os protetores devem ser inutilizados. CL 10 . os protetores auriculares deverão ser descartados imediatamente após a remoção dos ouvidos. Após removidos.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT Usando o dedo indicador mantenha-o nesta posição (30 segundos) até que ele tenha se expandido. NÃO É PERMITIDA A LAVAGEM DESTE TIPO DE PROTETOR TROQUE O PROTETOR QUANDO ESTIVER SUJO. Verificar o tamanho do protetor adequado para cada trabalhador. ATENÇÃO Considerando as atividades com risco de contaminação biológica.

névoas (ex: dedetização) fumos (ex: soldagem. etc). Para garantir a eficácia de um protetor respiratório os seguintes itens devem ser verificados: NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA EMPREGO PROTETOR RESPIRATÓRIO SEM MANUTENÇÃO PFF 1 (DESCARTÁVEL) Poeiras e nevoas (baixa concentração) PROTETOR RESPIRATÓRIO SEM MANUTENÇÃO PFF 1 – VO (COM VÁLVULA E DESCARTÁVEL) Poeiras e vapores orgânicos (tintas. vernizes. e vírus e bactérias (ex: pesquisas. solventes. ambiente hospitalar. etc. incêndio). produtos Químicos).).UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA MÁSCARA DE PROTEÇÃO RESPIRATÓRIA Utilizado para proteção do sistema respiratório nas atividades e nos locais que apresentem concentrações de poeiras (ex: serragem de madeira. mármore. vapores ácidos e orgânicos (ex: tintas. solventes. baixa concentração) CL 11 .

Puxe o elástico de baixo. ajustando-o bem acima das orelhas CL 12 . fumos. bactérias e baixas concentrações de vapores orgânicos ATENÇÃO PFF: Significa Peça Facial Filtrante e os números são as classes dos filtros (nível de penetração dos agentes). Depois faça o mesmo com o elástico superior. passando-o pela cabeça e ajustandoo na nuca. vírus. apoiando-o inicialmente no queixo e depois cobrindo a boca e o nariz. PFF 2 / PFF 3 (SEM MANUTENÇÃO) radionuclídeos e particulados altamente tóxicos PFF 2 / N 95 (N 95 SERVIÇOS DE SAÚDE) Proteção contra poeiras. névoas. fumos. USO CORRETO Leve o respirador ao rosto.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT RESPIRADOR PURIFICADOR DE AR TIPO PEÇA SEMIFACIAL FILTRANTE PARA PARTÍCULAS Proteção contra poeiras. névoas.

RESPIRADOR PURIFICADOR DE AR TIPO PEÇA SEMIFACIAL Proteção do sistema respiratório contra partículas (poeiras.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT Para verificar o ajuste. O ar não deve passar pelas laterais Esta é a forma correta de colocação deste tipo de respirador NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA EMPREGO RESPIRADOR PURIFICADOR DE AR TIPO PEÇA Proteção do sistema respiratório contra FACIAL INTEIRA partículas (poeiras.SE ESCOLHER UM FILTRO APROPRIADO. fumos e radionuclídeos) e gases emanados de produtos químicos. PARA CADA TIPO DE CONTAMINANTE DEVE. névoas. fumos e radionuclídeos) e gases emanados de produtos químicos. névoas. PARA CADA TIPO DE CONTAMINANTE DEVE-SE ESCOLHER UM FILTRO APROPRIADO. coloque as mãos na frente do respirador cobrindo toda sua superfície e inale. CL 13 .

poeira. ou combinados para vapores orgânicos. CL 14 . específicos para vapores orgânicos.. USO CORRETO Coloque o respirador no rosto e posicione o elástico superior sobre a cabeça.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT RESPIRADOR DE ADUÇÃO DE AR TIPO MÁSCARA AUTÔNOMA Utilizado para proteção respiratória em atividades e locais que apresentem tal necessidade (emergência. eles são responsáveis pela retenção dos contaminantes e são classificados como químicos. ATENÇÃO Os filtros devem ser selecionados de acordo com o contaminante presente no ambiente de trabalho. ácidos. específicos para amônia etc. Serragem.. etc. mecânicos. poeira. específicos para ácidos. para serragem. Encaixe os elásticos inferiores (de baixo) ligando as presilhas atrás do pescoço. etc. espaço confinado ou em atmosfera IPVS Imediatamente Perigosa a Vida e a Saúde). salvamento..

Higienização. talvez esteja na hora de trocar o respirador por um novo. no caso de respiradores sem manutenção. coloque as mãos sobre os cartuchos e/ou filtros e inale com força várias vezes. coloque a palma da mão sobre a válvula de exalação e assopre suavemente várias vezes. e depois os inferiores. Para realizar o teste de pressão negativa. pegue-o pela parte externa. ou substituí-lo por um respirador com filtro (com manutenção). se tiver que manuseá-lo com as mãos sujas. A peça facial deverá se expandir suavemente sem ocorrer vazamento. Quando não estiver utilizando o respirador. A peça facial deverá comprimir-se levemente contra o rosto sem ocorrer vazamentos. conservação e guarda Não deixe o respirador em lugares sujos e. para fazer ajuste do respirador ao rosto. Se sentir dificuldade na respiração.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT Puxe as extremidades dos elásticos superiores. Para verificar a vedação com pressão positiva. cheiro ou gosto do produto com o qual está trabalhando. guarde-o em um saco plástico e coloque-o em um lugar apropriado. CL 15 .

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT PROTEÇÃO DOS MEMBROS SUPERIORES Utilizados para proteger as mãos. braços e antebraços dos trabalhadores contra os riscos que podem existir nos ambientes de trabalho. NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA EMPREGO LUVA ISOLANTE DE BORRACHA Utilizada para proteção das mãos e braços contra choque em trabalhos e atividades com circuitos elétricos energizados LUVA DE COBERTURA Utilizada exclusivamente como proteção da luva isolante de borracha LUVA DE PROTEÇÃO EM RASPA E VAQUETA Utilizada para proteção das mãos e braços contra agentes abrasivos escoriantes (que pode provocar corte ou arranhões) CL 16 .

vírus. etc. tintas) e biológicos( vírus) LUVA DE PROTEÇÃO EM PVC (HEXANOL) Utilizada para proteção das mãos e punhos contra recipientes contendo óleo. etc. laboratórios. e produtos químicos (cozinha. construção civil.) LUVA DE PROCEDIMENTO (LÁTEX) Utilizada para proteção das mãos e punhos contra agentes biológicos (bactérias.) LUVA DE PROTEÇÃO DE NITRÍLICA Utilizada para proteção das mãos e punhos contra agentes químicos ( solvente. graxa e solvente LUVA CRIOGÊNICA Utilizada para proteção das mãos onde existe exposição a baixas temperaturas (Ex: Nitrogênio líquido) CL 17 .UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT LUVA DE PROTEÇÃO EM LÁTEX Utilizada para proteção das mãos contra umidade.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT LUVA DE KEVLAR Utilizada para proteção das mãos onde existe exposição a altas temperaturas (Fornos) LUVA DE MALHA DE AÇO Utilizada para proteção das mãos e dedos contra cortes MANGA DE PROTEÇÃO ISOLANTE DE BORRACHA Utilizada para proteção do braço e antebraço do empregado contra choque elétrico durante os trabalhos em circuitos elétricos energizados CREME PROTETOR PARA A PELE Utilizados para proteção das mãos e braços contra agentes químicos e / ou biológicos CL 18 .

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATENÇÃO Os cremes de proteção são enquadrados nos seguintes grupos: Grupo 1 . Bactérias. Exemplo: Contra Agentes Biológicos (Vírus.são aqueles com indicações e usos definidos e bem especificados pelo fabricante. não são facilmente removíveis na presença de óleos ou substâncias apolares. tintas. quando aplicados à pele do usuário.) Grupo 3 . Grupo 2 . etc. etc.Cremes especiais . Exemplo: Contra Agentes Químicos (solventes.são aqueles que. quando aplicados à pele do usuário.óleo-resistente .Água-resistente – são aqueles que. não são facilmente removíveis com água.) CL 19 .

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT PROTEÇÃO DOS MEMBROS INFERIORES CALÇADO DE PROTEÇÃO (calçado de segurança) Utilizado para proteção dos pés contra queda de material. torção. derrapagens e umidade CALÇADO DE SEGURANÇA COM BIQUEIRA DE AÇO Nos trabalhos onde houver risco de queda de materiais os calçados devem ter biqueira de aço CALÇADO E PROTEÇÃO TIPO BOTA DE BORRACHA (CANO LONGO) Utilizado para proteção dos pés e pernas contra umidade. umidade e outros. derrapagens. escoriações. escoriações. derrapagens e agentes químicos agressivos CL 20 . NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA EMPREGO CALÇADO DE SEGURANÇA Utilizados para proteção dos pés contra torção.

etc BOTA CALÇA Utilizada para proteção das pernas contra umidade excessiva e exposição a agentes biológicos Higienização. serviços com solda. ataque de animais peçonhentos. Se molhado. produtos químicos. solventes.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA EMPREGO PERNEIRA DE SEGURANÇA Utilizada para proteção das pernas contra objetos perfurantes. Engraxar com pasta adequada para a conservação de couros. ação direta de raios solares. vapores e fumos. secar a sombra. cortantes. CL 21 . conservação e guarda Armazenar em local protegido da umidade.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT VESTIMENTAS DE SEGURANÇA UNIFORME DE TRABALHO Utilizadas para proteger o corpo contra respingos de produtos químicos. em atividades especiais as vestimentas devem ser criteriosamente selecionadas. agentes abrasivos escoriantes (que pode provocar corte ou arranhões). etc. de acordo com os agentes de risco. umidade e produto químicos (verificar resistência para cada material) JAPONA COM CAPUZ Utilizados para proteção do corpo contra frio e umidade em câmaras frias CL 22 . NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA EMPREGO UNIFORME DE TRABALHO Utilizada para realizar atividades em geral que não envolvam riscos físicos UNIFORME IMPERMEÁVEL Utilizados para proteção do corpo contra chuva.

solventes. produtos químicos. para utilização de eletricistas CONSERVAÇÃO Acondicionar em sacos plásticos fechados a fim de evitar que sejam danificados. vapores e fumos. AVENTAIS DE PROTEÇÃO Utilizado para proteção do corpo contra agentes diversos. ação direta de raios solares. conforme abaixo: NOME E IMAGEM ILUSTRATIVA EMPREGO AVENTAL GUARDA-PÓ Utilizada para realizar atividades em geral que não envolvam riscos físicos CL 23 . Acondicionar em local protegido da umidade.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT Conjunto de segurança Utilizado para proteção do corpo contra chamas e choque elétrico.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT AVENTAL EM TECIDO DE POLIÉSTER E PVC Utilizado para proteção do corpo contra agentes químicos (Ácido Sulfúrico 20%. Soda Cáustica 40%. Fosfórico. que podem provocar corte ou arranhões (modelo barbeiro) AVENTAL ISOLANTE TÉRMICO Utilizado para proteção da parte frontal do usuário contra agentes térmicos (calor e chamas) Higienização. Nítrico 10%. Quando sujo de graxa limpar com pano umedecido com álcool. CL 24 . escoriantes. Acético. etc. (dupla face) AVENTAL DE RASPA DE COURO Utilizado para proteção da parte frontal do usuário contra agentes abrasivos. conservação e guarda Lavar e/ ou passar pano. Clorídrico 12%.

CL 25 . Enxaguar com água limpa e passar um pano seco e limpo para retirar o excesso de umidade. ação direta de raios solares. Secar a sombra. Deve estar ancorado a estrutura independente de andaimes. Caso haja contato com produtos químicos não lavar. encaminhá-lo para teste. vapores e fumos. Armazenar em local protegido da umidade. Higienização.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT PROTEÇÃO CONTRA QUEDAS COM DIFERENÇA DE NÍVEL CINTURÃO DE SEGURANÇA TIPO PÁRA. solventes. em local ventilado. conservação e guarda Lavar com água e sabão neutro. etc. escadas. produtos químicos.QUEDISTA MODELO DE CINTURÃO EMPREGO Utilizado para proteção do empregado contra quedas em serviços onde exista diferença de nível.

em conjunto com cinturão de segurança tipo pára-quedista e mosquetão trava tripla. Armazenar em local seco. Se molhado. conservação e guarda Limpar com pano umedecido. Lavar periodicamente com água e sabão neutro. sem dobrar. secar a sombra em local ventilado CL 26 . secando a sombra e local ventilado. Higienização.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT TALABARTES DE SEGURANÇA TALABARTE REGULÁVEL EMPREGO Utilizado para proteção do trabalhador contra queda em serviços onde exista diferença de nível.

escadas. CL 27 . Higienização. etc. Manter afastado de produtos químicos.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT DISPOSITIVO TRAVA. Se molhado.QUEDAS MODELO TRAVA-QUEDAS Utilizado para proteção do empregado contra queda em serviços onde exista diferença de nível. conservação e guarda Armazenar protegido da umidade e ação direta dos raios solares. Uso correto Em todos os trabalhos realizados acima de 2 metros de altura. ancorado em estrutura independente de andaimes. deve ser utilizado o cinto de segurança. em conjunto com cinturão de segurança tipo pára-quedista. secar a sombra em local ventilado.

V.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: TRABALHO EM ALTURA EPI QUANDO USAR Capacete de proteção com ajuste jugular Durante todo o trabalho em altura Óculos de proteção contra impacto Onde haja risco de projeção de partículas Proteção respiratória adequado ( PFF1.) Em trabalhos que existir risco de desprendimento de poeiras. Luvas de proteção Verificar na atividade o tipo mais indicado Cinto porta ferramentas Durante todo o trabalho em altura Calçado de segurança Durante toda jornada de trabalho Cinto de segurança tipo pára-quedista Em todas as atividades realizadas acima 2m de altura CL 28 . produtos químicos. etc.O. Ácidos. etc.

trabalhos de demolição Calçado de segurança Durante toda jornada de trabalho Bota de PVC No preparo de massas ou locais alagados Cinto de segurança ( tipo pára-quedista) Em trabalhos realizados a partir de 2 metros de altura CL (hidrossolúveis) 29 . massa corrida. etc.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: ALVENARIA EPI QUANDO USAR Capacete Trabalhos realizados a céu aberto ou onde existir risco de queda de materiais Protetor auricular Trabalhos em máquinas ruidosas Óculos de proteção (contra impacto) Em demolições em geral em que haja risco de projeção de partículas Protetor respiratório com filtros mecânicos PFF-1 Trabalhos de demolição e lixamento em geral Luvas de raspa de couro ou vaqueta Luvas de Látex Transporte de materiais Manuseio de materiais úmidos Creme protetor para membros superiores (grupo 1) Manuseio de cal. Protetor solar Durante exposição aos raios solares Luvas de raspa de couro No transporte de materiais.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: HIDRÁULICA EPI QUANDO USAR Capacete Trabalhos onde existir risco de queda de matérias Óculos de proteção Trabalhos onde existir risco de respingo de Água suja ou produto químico Protetor auricular Trabalhos com máquinas ou equipamentos ruidosos Creme de proteção para membros superiores (grupo 3) Em trabalhos realizados em caixas de esgotos ou com produtos químicos Luvas de raspa de couro No transporte de materiais Luvas de PVC Nos trabalhos em esgotos Calçado de segurança com biqueira de aço Durante toda jornada de trabalho Botas de PVC Em trabalhos realizados em locais úmidos ou encharcados Bota-calça Trabalhos realizados em boca de lobo ou locais encharcados Cinto de segurança Em todos os trabalhos realizados acima de 2m de altura CL 30 .

aguarrás e solventes em geral Protetor Respiratório com filtros mecânicos para poeiras PFF-1 Nos trabalhos de lixamento Luvas de Látex Preparo das tintas e lavagem dos equipamentos Creme de proteção (grupo 2) Manuseio de tintas e solventes Botinas de segurança Durante toda jornada de trabalho Cinto de segurança Em todos os trabalhos realizados acima de 2m de altura CL 31 .UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: PINTURA EPI QUANDO USAR Capacete com aba frontal Trabalhos onde existir risco de queda de materiais Óculos de proteção (Ampla visão) Trabalhos de lixamento. sempre que haja risco de projeção de partículas e pintura com compressor Protetor respiratório com filtros químicos para vapores orgânicos Trabalhos com tintas. esmaltes. Thinner.

vernizes. tinta. etc Protetor respiratório com filtros mecânicos para poeiras PFF1 Ao serrar ou lixar materiais Creme de proteção para as mãos (grupo 2) Utilização de cola. vernizes.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: MARCENARIA / CARPINTARIA EPI QUANDO USAR Capacete Trabalhos realizados em locais onde haja risco de queda de materiais Óculos de proteção (contra impacto) Trabalhos em que haja risco de projeção de partículas Protetor Auricular (tipo plug) Trabalhos com máquinas ruidosas Protetor respiratório com filtros químicos para vapores orgânicos Utilização de cola. etc Calçado de segurança com biqueira de aço Durante toda jornada de trabalho Cinto de segurança Em todos os trabalhos realizados acima de 2m de altura CL 32 .

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: JARDINAGEM EPI QUANDO USAR Capacete de proteção com viseira No corte de grama ( utilizando maquina costal) Óculos de proteção contra partículas No corte de grama com tobata. ou tobata) Luva de raspa Manipulação e transporte de materiais (vasos) Luva de PVC Manipulação e transporte de matérias úmidas Protetor solar com repelente Durante exposição aos raios solares e locais que existam insetos Chapéu Durante exposição aos raios solares Perneira de segurança Durante o corte de grama Botinas de segurança bico rígido Durante toda jornada de trabalho Botas de PVC Trabalhos em locais úmidos Capa de chuva Para utilização em dias chuvosos CL 33 . etc.na poda de arvores . Protetor auricular No corte de grama (utilização de maquina costal. trator.

tricotada e de cobertura / luvas de raspa ou vaqueta Trabalhos em circuitos energizados Manga de proteção isolante de borracha Trabalhos em circuitos energizados Vestimenta não condutiva de segurança contra choque elétrico Durante toda jornada de trabalho Cinto porta ferramentas Sempre que necessário Calçado de segurança (sem componentes metálicos) Durante toda jornada de trabalho Cinto de segurança Em todos os trabalhos realizados acima de de 2 metros de altura Creme protetor G2 Trabalhos com graxas e solventes em geral Protetor solar Trabalhos sujeitos a radiação solar CL 34 .UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: ELETRICIDADE EPI QUANDO USAR Capacete de proteção de aba total. contra choques elétricos Em trabalhos onde existir risco de choque e queda de materiais Óculos de proteção contra impacto Trabalhos onde haja risco de projeção de partículas Óculos Rayban Trabalho sujeito à radiação solar e arco voltaíco Elmo de segurança (proteção facial) Trabalhos em cabine ( Arco voltaico) Luvas isolante de borracha.

Creme protetor G2 Trabalhos com graxas e solventes em geral Lanterna acoplada no capacete Trabalhos em locais com baixa luminosidade Equipamento de comunicação ( rádio) sempre que necessário CL 35 . Proteção respiratória com mascara facial inteira de pressão positiva (autônoma) Em espaços confinados com baixo nível de oxigênio Luvas isolante de borracha. ancorado no equipamento de içar ( de salvamento). queda de materiais e no interior do espaço confinado Óculos de proteção contra impacto Onde haja risco de projeção de partículas. contra choques elétricos Onde existir risco de choque. tricotada e de cobertura / luvas de raspa ou vaqueta Trabalhos em circuitos energizados Manga de proteção isolante de borracha Trabalhos em circuitos energizados Vestimenta não condutiva de segurança contra choque elétrico Durante toda jornada de trabalho Cinto porta ferramentas Durante todo o trabalho no espaço confinado Calçado de segurança (sem componentes metálicos) Durante toda jornada de trabalho Cinto de segurança Em todos os trabalhos realizados em espaço confinado.UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: ELETRICIDADE EM ESPAÇO CONFINADO EPI QUANDO USAR Capacete de proteção de aba total e ajuste jugular. e não seja necessário uso de mascara autônoma.

em que haja risco de projeção de partículas Protetor Auricular Trabalhos em máquinas ou equipamentos ruidosos Protetor respiratório PFF1. etc. serra. furadeira. para poeiras Nos trabalhos de lixar Creme protetor grupo 2 Manuseio de graxas e solventes Luvas de Raspa No transporte de materiais Avental de Raspa Durante todo o ciclo de trabalho Botinas de segurança com biqueira de aço Durante toda jornada de trabalho Cinto de segurança Trabalho acima de 2m de altura CL 36 .UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: SERRALHERIA GERAL EPI QUANDO USAR Capacete com aba frontal Trabalhos onde existir risco de queda de materiais Viseira ou óculos protetor contra impacto Trabalhos realizados com esmeril.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT ATIVIDADE: SERRALHERIA / SOLDAGEM EPI QUANDO USAR Máscara de solda Durante todo o ciclo de soldagem Mangotes de raspa Movimentação. CL 37 . corte e solda de materiais Calçado de segurança com biqueira de aço. Durante toda jornada de trabalho Cinto de segurança Em todos os trabalhos realizados acima de 2m de altura. corte e solda de materiais Avental de raspa Durante todo o ciclo de trabalho Luva de raspa No transporte e soldagem de materiais Perneira de raspa Movimentação. transporte. transporte.

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO SERVIÇO ESPECIALIZADO EM ENGENHARIA DE SEGURANÇA E MEDICINA DO TRABALHO CODAGE /DEPTO SAÚDE / SESMT REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO – MTE (Normas Regulamentadoras .PPR FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ – FIOCRUZ COMISSÃO TRIPARTITE PERMANENTE DO SETOR ELÉTRICO DO ESTADO DE SÃO PAULO 3M DO BRASIL / SAÚDE OCUPACIONAL CL 38 .NRs) FUNDACENTRO: Espaços confinados (Livreto do Trabalhador). Programa de Proteção Respiratória.