You are on page 1of 11

Comunicação de informação a curtas distâncias

Transmissão de sinais
Ana Paula Pereira – 2009/2010

Sumário
Introdução Sinais Transmissão de sinais Ondas Onda periódica Movimento harmónico simples Desafio

1

Introdução
Comunicar foi desde sempre importante para todos os seres vivos. vivos.

Introdução
A forma de comunicar nem sempre foi a mesma. mesma.

2

Introdução
Para que exista comunicação é necessária a existência de um emissor, um sinal, uma forma de transmitir o sinal e um receptor que receba e interprete o sinal enviado. enviado.

Introdução
A comunicação pode fazerfazer-se a distâncias curtas ou longas. longas. A forma escolhida para comunicar depende da distância que separa o emissor do receptor, além do tipo de mensagem a enviar. enviar.

3

Sinais
Um sinal corresponde a uma perturbação que é usada para comunicar (transmitir) uma mensagem. mensagem.

Sinais
Quanto à duração, uma perturbação pode ser gerada: gerada: Por sinais de curta duração, chamados pulsos, que ocorrem em intervalos de tempo reduzidos e espalhados no tempo; tempo; De modo contínuo, se os sinais forem emitidos de forma ininterrupta. ininterrupta. Alguns sistemas associam pulsos a sinais contínuos. contínuos.

4

Transmissão de sinais
Velocidade do som
Meio de propagação Velocidade (m.s-1)

A transmissão de um sinal relacionarelaciona-se com a forma como esse sinal transita do emissor para o receptor. receptor.

Velocidade de propagação da luz
Meio de propagação Velocidade (ms-1)

Água Perspex Vidro Diamante Ar Vácuo

225 000 000 201 000 000 197 000 000 124 000 000 299 792 458 300 000 000

Dióxido de carbono (0 ºC) Oxigénio Ar (0 ºC) Ar (10 ºC) Ar (20 ºC) Ar (30 ºC) Hélio (20 ºC) Álcool etílico Chumbo Hidrogénio (0 ºC) Mercúrio Água (20 ºC) Borracha Água do mar Latão Cobre Alumínio Betão Aço

258 317 331,5 337,5 343,4 349,2 927 1180 1200 1270 1450 1480 1500 1522 3500 3900 4420 5000 6000

Transmissão de sinais
Existem sinais que precisam de um meio para se propagarem e outros não. não. Sinais mecânicos – sinais que precisam de um suporte material para se propagarem; propagarem; Sinais não-mecânicos – nãosinais que não necessitam de um suporte para se propagarem. propagarem.

5

Ondas
A propagação de sinais (mecânicos e nãonãomecânicos) faz-se através fazde ondas que podem ser: ser: Ondas longitudinais – quando a propagação da onda ocorre na direcção da perturbação, ex: ondas ex: sonoras. sonoras. Ondas transversais – quando a propagação da onda ocorre na direcção perpendicular da perturbação ex: ex: ondas luminosas. luminosas.

Ondas
Quando se atira uma pedra a um lago de águas paradas, a perturbação causada pelo impacto da pedra na água originará um movimento que se propagará pela superfície do lago como circunferências de mesmo centro, afastando-se do ponto de afastandoimpacto. impacto. ColocandoColocando-se um pedaço de cortiça na água verifica-se que a verificaonda, ao atingir a cortiça que flutua na superfície da água, faz com que ela apenas oscile, subindo e descendo, sem variar a direcção. direcção. Como a rolha não é arrastada, concluímos que a onda não transporta matéria. Porém, como ela se movimenta, implica que matéria. recebeu energia da onda. onda.

6

Onda periódica
Uma onda periódica está associada à propagação de uma perturbação que ocorre periodicamente e relaciona-se com relacionaa repetição de determinada característica do sinal emitido por uma fonte. fonte. Esta repetição poderá ocorrer: ocorrer: no tempo – periodicidade temporal (período); (período); no espaço – periodicidade espacial (comprimento de onda). onda).

Representação gráfica de uma onda periódica

Onda periódica
Características de uma onda periódica
Grandeza
Período

Símbolo
T

Unidade SI
s

Comprimento de onda Amplitude

λ

m

A

m

Frequência

f

Hz

7

Onda periódica
A periodicidade espacial e a periodicidade temporal de uma onda sinusoidal relacionam-se através da sua relacionamvelocidade de propagação: propagação: λ

v=

T

v = λf

Uma vez que a frequência da onda depende exclusivamente da fonte que emitiu o sinal que lhe deu origem: origem: Sempre que a velocidade de propagação aumentar, o comprimento de onda irá igualmente aumentar; aumentar; Sempre que a velocidade de propagação diminuir, o comprimento de onda irá igualmente diminuir. diminuir.

Onda periódica
Representação temporal das vibrações sucessivas de pontos de um meio material, relativamente às suas posições de equilíbrio. equilíbrio.

8

Movimento harmónico simples
Quando uma partícula oscila entre dois pontos descrevendo um movimento de vaivém, o movimento diz-se oscilatório. diz- oscilatório. Se as oscilações são constantes no tempo, o movimento diz-se dizharmónico simples. simples.

Movimento harmónico simples
As funções trigonométricas seno e co-seno são as que mais cofacilmente e melhor descrevem os movimentos periódicos. periódicos. y = A sen (ωt) ou y = A cos (ωt) Em que: que: y – elongação do corpo oscilante (m): (m): traduz o afastamento da partícula relativamente à posição de equilíbrio (é máxima se y = A e mínima se y = -A); A); A – amplitude de oscilação (m); (m); ω – velocidade angular (rad/s). (rad/s).

9

Desafio
Interprete a afirmação: “O efeito de propagação de uma onda é semelhante ao efeito dominó que a figura mostra. mostra.”

Resposta ao desafio
O efeito da queda de um dominó estende-se estendea todo o conjunto sem que as peças saiam do mesmo sítio. sítio. O sinal de cair transmite-se sem que haja transmitedeslocamento de matéria tal como acontece na propagação das ondas. ondas.

10

Obrigada

11