You are on page 1of 10

Comunicação de informação a curtas distâncias

O som
Ana Paula Pereira – 2009/2010

Sumário
Introdução O som Onda mecânica Onda de pressão Velocidade de propagação do som Sons puros Características dos sons puros Sons complexos Espectro sonoro Desafio

1

Introdução
“Vivemos num mundo de sons. Desde os mais sons. ruidosos que nos incomodam até aos mais agradáveis que nos embalam. (…) Xiuu!...” embalam. Xiuu!...”
Adaptado de A minha escola e a ciência, Ana Paula Pereira, Placresa, 2008 ciência,

Introdução
Existe uma característica comum a todos os sons: vibração. sons: vibração.

2

O som
Mas o que é o som?

Onda mecânica
As ondas sonoras são o exemplo mais importante das ondas longitudinais: longitudinais:
Criam zonas de maior densidade de partículas (zonas de compressão) e outras de menor densidade (zonas de rarefacção). rarefacção). Exigem um meio material para transportar a sua energia de um local para outro. outro.

3

Onda de pressão
A existência de zonas de compressão e rarefacção permite caracterizar a onda sonora como uma onda de pressão. pressão. Nas zonas de compressão, a pressão vai ser superior à atmosférica, enquanto que nas zonas de rarefacção vai ser inferior. inferior.

Velocidade de propagação do som
Meio Ar Velocidade do som a 0 ºC (m/s) 331 460 1213 1435 3560 5130 Velocidade do som (m/s) 331 344 386 553 700 Oxigénio Álcool Água Cobre Ferro Temperatura ºC 0 20 100 500 1000

As ondas sonoras podem propagar-se em propagarqualquer meio com uma velocidade que depende apenas das propriedades desse meio.

4

Sons puros
O diapasão emite um som simples ou puro. puro.

Um som simples ou puro é um som cuja forma matemática é uma função seno (ou co-seno), ou seja, é uma onda harmónica ou cosinusoidal (só tem um comprimento de onda). onda).

Características dos sons puros
A intensidade permite distinguir um som forte de um som fraco: fraco:
Um som forte corresponde a uma onda de grande intensidade; intensidade; Um som fraco corresponde a uma onda de pequena intensidade. intensidade.

5

Características dos sons puros
A altura do som relaciona-se com a frequência relacionada onda sonora: sonora:
Um som agudo corresponde a uma onda de frequência alta; alta; Um som grave corresponde a uma onda de frequência baixa. baixa.

Sons complexos
Ao contrário do som emitido pelo diapasão, a maioria dos sons não são puros. puros. A figura representa três sons puros diferentes e o resultado da sua soma – um som complexo. complexo.

6

Sons complexos
O som de uma nota produzida por um instrumento musical é uma combinação de vários harmónicos, ou seja, é um som complexo. complexo. O timbre permite distinguir dois sons com a mesma intensidade e frequência mas produzidos por instrumentos diferentes. diferentes. A mesma nota musical produzida por um clarinete e por um violino causa sensações diferentes, o que nos permite identificar o instrumento que a produziu. produziu.

Sons complexos
A actual tecnologia de reconhecimento de voz baseiabaseia-se na identificação dos diferentes harmónicos de um som complexo. complexo. Um aparelho chamado espectrómetro decompõe o som complexo nos seus harmónicos, permitindo a sua identificação e a proporção em que se encontram. encontram.

7

Espectro sonoro
Existem sons que são inaudíveis para o Homem mas que são audíveis para outros animais. animais.

Som que percorre toda a gama de frequências audíveis

Espectro sonoro
Representação da onda sonora correspondente a um som grave (150Hz)

Representação da onda sonora correspondente a um som agudo (2000Hz)

8

Espectro sonoro
Representação da onda sonora correspondente a um som fraco de 400 Hz

Representação da onda sonora correspondente a um som forte de 400 Hz

Desafio
Aproxime uma vela acesa de uma coluna de som. O que acontece à chama?

9

Resposta ao desafio

A chama oscila com as ondas de pressão emitidas pela coluna.

10