Biografia do Steve Jobs por Walter Isaacson (2011

)

Este é um resumo da leitura da biografia de um personagem real que promoveu mudanças significativas. Acreditava
na união do design com a engenharia e no uso da tecnologia como uma arte. Guiado pela simplicidade de unir ideias
complexas, entendia que a colaboração entre as áreas era sempre o melhor caminho. Passou longe de ser uma
pessoa agradável, um exemplo da forma de conviver com os outros, ou até mesmo de ser um exemplo de pai. Mas
suas ideias podem servir de exemplos para muitas empresas, empresários e profissionais. Com uma genialidade
maior que a sua inteligência e dono de um comportamento extremamente explosivo, permitiu a renovação de
indústrias, renovações de mercados e a inovação de produtos. É difícil saber o que será da empresa após a sua
morte em 2011, mas este não é objetivo deste resumo, nem mesmo questionar sua atual situação e criticar os seus
produtos. Pretende-se apresentar uma coleção de pensamentos e ideias que fizeram da Apple uma das empresas
mais valiosas do mundo em 2011, e o que isso poderá trazer de aprendizado para profissionais de diversas áreas e
segmentos.
Por esta razão, eu reuni neste texto aqueles trechos que achei mais interessantes durante esta leitura. Recomendo a
todos explorar mais do que esta exposto nestes pequenos resumos da obra de uma vida muito interessante. Mas
para incentivá-los segue uma pequena amostra. Em itálico estão descritos os trecho exatamente conforme o livro e
sua(s) respectiva(s) página(s) para facilitar consultas futuras, salvo algumas observações entre parênteses que
podem ser necessárias para a ampliação do entendimento de algum fato da história. Abaixo de cada trecho, busquei
contextualizar as ideias do livro ou expor algumas opiniões, quando necessário.
Felipe Castilhos de Araújo
______________________________________________

Roubar ideia não é um problema
“Quer dizer, Picasso tinha um ditado que afirmava que ‘artistas bons copiam, grandes artistas roubam!’ E nós nunca
sentíamos vergonha de roubar grandes ideias”. (Pg. 116)
Jobs referindo-se ao “assalto” às ideias da Xerox que foi feito pela Apple,

O Mantra da Apple
O mantra da Apple continuaria a ser o que foi apresentado em seu primeiro folheto: “A simplicidade é a máxima
sofisticação”. (Pg. 144)
Com essa frase Jobs tentava justificar porque tentava tornar os seus produtos frutos de ideias com amplo foco no
design e na divulgação. Para fazer produtos simples, adaptados ao cliente, Jobs, junto com sua equipe, acreditava ter
que entender profundamente todas as características do produto, para ai sim, permitir simplificá-los. A frase em
questão não é referenciada no livro. Apenas é dito que era a frase de um dos primeiros folhetos da Apple. Mas a
autoria original parece ser de Da Vinci, mas escrito de outra forma: “Simplicidade é sofisticação máxima”. Não seria
surpreendente se Jobs tivesse “roubado” para si a autoria da frase escrita de forma diferente, até mesmo pelo
trecho anterior relacionado com a Xerox.

1

Os que enxergam as coisas de um jeito diferente. A única coisa que não se pode fazer é ignorá-los. 172) Abordagem muito firme de Jobs ao executivo da Pepsi. Este texto não é somente de Jobs. na visão dele não trazia o mesmo sentido de utilizar o diferente como subtantivo. principalmente no que tangia as embalagens de produtos. Foi uma forte influência inicial em sua vida e nos negócios da Apple. Os desajustados. por exemplo. Pode-se citá-los. Para ele “A Apple é para pessoas não conformistas. (Pg. E. disse Markulla. deixava Jobs realmente irritado e acabou sendo uma das principais desavenças que vieram a causar a demissão de Jobs. nós os julgamos gênios.são as que mudam”. “Você precisa reinventar a empresa para que ela faça outras coisas. depois se tornara uma empresa de calculadoras. John Sculley. Porque eles mudam as coisas. enquanto alguns os julgam loucos. 336) Mike Markulla foi um dos primeiros sócios de Jobs e entendia muito de marketing. Os pinos redondos em buracos quadrados. Esse era um dos tipos de abordagens que o permitia fazer o que sempre queria. principalmente no que tangia conceitos de marketing. Eles não gostam muito de regras. 346) Campanha “Think Different” logo após o seu retorno à Apple em 1997. Se você avaliar a grafia em inglês a composição do “Think Different” esta errada. Este respondeu que as empresas que duram são as que sabem renovar. Não pensar no produto. e perguntou a Markulla qual seria a fórmula. mas concordou. Inicialmente Jobs e Sculley apresentaram muita sintonia. Campanha publicitária no seu retorno à Apple em 1997 – Think Different “Isto é para os loucos. Os rebeldes. Eles acreditavam que uma boa embalagem impactava fortemente na experiência de consumo dos clientes. Porque as pessoas que são loucas o suficiente para achar que podem mudar o mundo. foi feito de forma colaborativa entre a agência de Lee Clow. entretanto isso não durou muito tempo. Mas. “Apple foi posta à margem do negócio de computadores pessoais pela Microsoft”. o que mudou nos anos seguintes. a frase “Eles empurram a raça humana para a frente” é de Steve. Eles não respeitam o status quo. Suas influências voltadas à marketing foram muito desenvolvidas por Jobs. como produtos de consumo ou aparelhos. Tomadas de decisão para recuperar a empresa 2 . (Pg. Eles empurram a raça humana para a frente. Pela abordagem muito voltada para o mercado e resultado. “pensar diferentemente”. ele deixava de pensar muito no produto..” Jobs não falou muito. que querem usar computadores para mudar o mundo”. pois o conselho da Apple ficara do lado de Sculley. deveria ser “Think Differently”.” (Pg.. Você precisa ser como uma borboleta e passar por uma metamorfose. Construindo uma empresa para durar Jobs tinha a intenção de construir uma empresa que durasse. Os encrenqueiros. exaltá-los ou difamá-los. que na época era o CEO da empresa. na engenharia e no design. Nota-se que ainda nesta época o foco era grande em computadores. Mas essa era a intenção de Jobs.Pergunta clássica ao John Sculley “Você quer passar o resto da vida vendendo água com açúcar ou quer uma chance de mudar o mundo. A HP tinha feito isso repetidas vezes. começara como empresa de instrumentos. discordar deles. e por fim ema empresa de computadores.

no qual a borda de alumínio atrapalhava o sinal da antena. Quando se impõe ordem à complexidade.360) O pensamento de Jobs e Ive era do design ser sempre algo fundamental nos produtos cabendo à engenharia se adaptar.” Engenharia x design Na maioria das empresas a engenharia tende a ditar regras para o design. e os engenheiros tiveram de fazer suas placas e seus componentes caberem nele. com produtos físicos. Não é apenas minimalismo ou ausência de confusão. Foco no simples! “Por que acho que o simples é bom? Porque. utilizando como exemplo a demissão de um funcionário chamado Newton. é preciso ir realmente fundo. Tinha de refletir a sua essência. foi o design e a integração entre hardware e software que levaram a Apple a desenvolver produtos inovadores e a conquistarem o mercado. “Estávamos a menos de noventa dias de falência. mas principalmente o Diretor de Design da Apple. Para ser verdadeiramente simples. Conceito inovador.“Se a Apple estivesse em situação menos precária. descartando o que não agrega valor ou não é esteticamente adequado. Naquele momento Jobs precisava focar para recuperar a empresa que estava à beira da falência. que estava trabalhando em um sistema de reconhecimento de escrita.04 bilhões de dólares. geração de lucro e explica posteriormente as demissões em massa. trabalho e ideias de Ive foram essenciais. e que acabou se tornando um grande amigo de Jobs. Ser simples não é fazer pouco. mas que não trazia frutos à empresa. Os engenheiros mostram em suas especificações os seus requisitos. pequeno ou ser simplista. iniciando com o iMac e na sequência iPod. Por exemplo.” (Pg. a Apple tinha perdido 1. 355) Trecho do livro em que Jobs explica suas decisões de foco nos produtos. Precisamos entender profundamente as coisas. Eu não confiava nas pessoas que cuidavam dele. eu teria tentado pessoalmente descobrir como fazê-lo funcionar. No primeiro ano de sua volta. (Pg. Implica explorar as profundezas da complexidade. para não usar parafusos pode-se acabar desenvolvendo um produto muito intrincado e complexo. 359) Para mim um dos trechos mais interessantes do livro. O melhor é ir fundo com simplicidade. as ferramentas para poder propor coisas simples. e os designers produzem gabinetes e embalagens para acomodá-los. Ao parar de fabricá-lo. Jobs aprovou o design do Macintosh original. É preciso entender profundamente a essência de um produto para podermos nos livrar das partes não essenciais. descobre-se um jeito de fazer o produto submeter-se à nossa vontade. Nos primeiros tempos da Apple.” (Pg. mas estragada pela má administração. Nestes produtos o apoio. liberei alguns bons engenheiros. Para Jobs este processo funciona melhor no sentido inverso. Entretanto. iPhone e iPad. Jobs dispensou mais de 3 mil pessoas. Jony Ive: “O design não dizia respeito apenas à aparência superficial de um produto. No ano fiscal que findou quando Jobs se tornou presidente executivo interino em Setembro de 1997. os processos. compreender tudo que é preciso compreender sobre o produto e como é fabricado. o que recuperou o balanço geral da empresa. como no caso do iPhone 4. Simplicidade não é apenas um estilo visual. E mais tarde conseguimos acertar quando passamos para os IPhones e o IPad. após o retorno de Jobs à empresa. Meu instinto me dizia que havia ali uma tecnologia muito boa. é preciso sentir que os dominamos.” Essa capacidade de concentração salvou a Apple. Não somente Jobs acreditava neste principio. mas nem sempre apropriado. que puderam trabalhar em novos aparelhos portáteis. Apoio às ideias de design de Jony Ive 3 .

chegando depois para 15 horas.. Jobs falava que uma ideia de Ive era sua. ele reduzira o estoque para um mês (Pg.“As ideias que ocorrem a mim e a minha equipe seriam totalmente irrelevantes se Steve não estivesse aqui para nos empurrar. de manufaturar produtos em suas próprias fábricas. de 100 para 24. e isso significava que nosso processo tinha de ser integrado e colaborativo”. uma reunião de estratégia de marketing as quartas e incontáveis reuniões de análise de produto. a empresa tinha o equivalente a dois meses de estoque nos armazéns. fazia questão de que as pessoas sentadas à mesa atacassem as questões de pontos de vista diversos e da perspectiva de cada departamento. Não fica claro na biografia se essa ideia de mudanças na gestão foi dele ou de outros diretores que o acompanhavam. Essa era uma opinião dele. como Tim Cook. 376) Após a redução de Jobs nos estoques de 2 meses para 1. As frases que usava eram “profunda colaboração” e “engenharia convergente”. Cook foi ainda mais drástico. mais do que qualquer outra empresa de tecnologia. Pôs de lado o desejo. convenceu muitos deles a se mudarem para perto das instalações da Apple e fechou 10 dos 19 armazéns da empresa. Mudanças na gestão – redução de estoques Seu mantra administrativo era “foco”. alterações na forma de gerir a empresa foram fundamentais para garantir a sua sobrevivência e a futura “volta por cima”. trabalhar conosco e derrubar a resistência a transformar nossas ideias em produtos. 373) A gestão da empresa também foi um grande foco de Jobs.376). Acredito também que a aversão ao PowerPoint era um pouco de “dor de cotovelo” à Microsoft. Ele eliminou linhas de produtos excessivos e cortou características sem propósito no novo software de sistema operacional que a Apple estava desenvolvendo. (Pg. mas sabia que.. mas. Jobs tinha muitas: uma reunião de equipe executiva as segundas. Isso não só economiza dinheiro. Muitas empresas orgulham-se de ter poucas reuniões. do iMac. de fato. computadores têm prazo curto de validade. 363) Frase de Jony Ive que descreve o apoio de Jobs para as ideias relacionadas com o design. “Nosso método consistia em desenvolver produtos integrados. próprio dos maníacos por controlar tudo. Um ano depois. mas também que o desenvolvimento fosse feito desta forma. Como ovos e leites. E impôs rigorosa disciplina aos fornecedores. e terceirizou a fabricação de tudo. Cook reduziu o número dos principais fornecedores da Apple.. ele queria que todos os departamentos da empresa trabalhassem juntos paralelamente. o KeyNote.” (Pg. obrigando-os a fechar negócios mais vantajosos se quisessem continuar operando. pois depois ele cria o seu software de criação de apresentações. desde placas de circuito a computadores completos. Reduzira o estoque para 6 dias em Setembro de 1998. podemos ver que Tim Cook. de modo que isso representava um golpe de pelo menos 500 milhões de dólares nos lucros. Às vezes. No começo de 1998. Ainda alérgico a PowerPoints e a apresentações formais. No comentário abaixo. Em outros trechos do livro é exposto que a própria forma de conceber os prédios da Apple e da Pixar era com o foco que permitisse a integração e colaboração entre as áreas. encurtou o processo de produção de computador da Apple de 4 meses para 2 meses. (Pg. Jobs esforçou-se para fomentar uma cultura de colaboração na Apple. Ambientes colaborativos Apesar de sua natureza autocrática – jamais rezou perante o altar do consenso . Quando Jobs assumiu a Apple novamente. o que deixava-o bastante ofendido. talvez em outras empresas as ideias nem iriam para frente. 377) Jobs não acreditava somente na integração do homem e o produto que ele produzia. reduzira o estoque para dois dias. embora isso pudesses ocorrer. . também impactou fortemente no modelo de gestão da Apple. Mas ele também defendia que quem precisava de apresentação de PowerPoint era porque não sabia do que estava falando. Além disso. como também permitia que os novos computadores tivessem os últimos componentes disponíveis (Pg. 4 .

indiretamente. a mais alta em Ginza. Ele até mesmo possuía o seu nome na lista de dois pedidos de patentes de escada. como vocês verão no trecho abaixo. a renda média por loja era de 34 milhões de dólares. Em 2004.8 bilhões. A maior ficava em Covent Garden. mas também com a experiência.. Até mesmo. 393) Pensando mais uma vez na integração e também na relação do cliente. mesmo tendo uma participação na venda de computadores muito menor. permitindo em futuro próximo a este fato que a Apple ultrapassasse o valor de mercado da Microsoft. foi o que resolvi fazer. graças ao agito que criavam e à consciência da marca que despertavam. Naquele ano a receita das lojas foi de 1. ajudaram. 391) Além de se envolver profundamente na concepção e construção das lojas da Apple. mesmo que a pessoa vá ficar no Marketing. Dava uma atenção especial às escadas.400 por semana. pois gostava muito de como elas seriam concebidas e desenvolvidas. Jobs gerou resultados maiores que as demais organizações. que vendiam de todos os produtos. Mas as lojas ainda fizeram mais. eu mando conversar com o pessoal de design e os engenheiros”. empresa que criou após sua demissão da Apple. (Pg.600. Tanto que depois levou quase todos os profissionais para a Next. E me dei conta de que jogadores de primeira gostam de jogar com jogadores de primeira. e o total de vendas líquidas no ano fiscal de 2010 foi de 9. “A equipe do Mac foi uma tentativa de formar uma equipe inteira assim. Tinha um olhar apurado para os talentos e fez isso quando foi criar o primeiro Macintosh. havia 317 lojas da Apple. Ele preocupava-se com a experiência que o cliente teria em sua loja.2 Bilhões de dólares. (Pg. As vendas em cada loja eram tabuladas a cada 4 minutos pelo software de Ellison (trabalhou na SAP e desenvolveu um sistema customizado para a Apple). a dar impulso em tudo que a empresa fazia. Com a abordagem de colocar os seus produtos em lojas restritas da marca. estabelecendo um recorde na indústria varejista ao alcançar 1 bilhão de dólares. Foram diretamente responsáveis por mais de 15% dos rendimentos da Apple e. A média de visitantes por semana em cada loja era de 17. não somente com o produto. A experiência da compra é tão importante quanto o produto As lojas da Gateway (uma das grandes empresas de fabricação de computadores nos EUA na época da Apple) recebiam em média 250 visitantes por semana.“Trabalho apenas com os melhores” Seu objetivo era manter-se alerta contra “a explosão de babacas” que leva as empresas a criarem gordura com talentos de segunda. Quando fazemos uma contratação. fornecendo informações instantâneas que permitiam integrar fabricação. A Pixar era uma empresa toda só de jogadores de primeira. Jobs consegue resultados impressionantes para o negócio. porque o negócio da Apple deixaria de ser apenas venda de computadores. Londres. baseando-se em grandes lojas como da marca GAP. As lojas da Apple fizeram muita diferença no negócio Em 2011. 5 . (Pg. Ele gostava da ideia dos vendedores da Apple serem especialistas no produto e explicarem todos os detalhes ao possível cliente. Gostava de unir o simples e a organização. abastecimento e canais de venda. não gostam de jogar de jeito nenhum com jogadores de terceira. dez anos depois da abertura das primeiras. ao invés de deixá-los em lojas de varejo comuns.378) Jobs não tinha paciência com profissionais medianos. É preciso ter um processo de contratação colaborativo. Jobs consegue criar uma forma de venda diferenciada.. Quando voltei à Apple. Tóquio. as lojas da Apple recebiam 5.

como. colegas de trabalho e até mesmo família. “Isso me deixa furioso. declarou ela. mas se preocupa profundamente em capacitar a humanidade. “Temos apenas um L&P para a empresa. Oracle. mas ficou nos explicando as razões pelas quais não dá para fazer as coisas”. Para Jobs isso permitiria que o país aprimorasse e desenvolvesse fábricas. embora isso fosse uma de suas características mais marcantes. Jobs e Cook pensavam que cada negócio tinha que dar o melhor de si mesmo.” (Pg. A Sony esta época. ele controlava estreitamente todas as suas equipes e estimulava-as a trabalhar como uma empresa coesa e flexível. Mas. mesmo um produto gerando a redução de outro. é convencido que os EUA precisavam de mais engenheiros. comentou Jobs. e em pôr nas mãos das pessoas os instrumentos adequados. mulher de Jobs. Comentei o jogo do equilíbrio que ele teria de fazer para impedir que a empresa ficasse frouxa ou inchasse com o pessoal de classe B. “Ele não tem dotes sociais.” “Temos de encontrar maneiras de formar aqueles 30 mil engenheiros de produção de que Jobs nos falou. 426) Jobs e Tim Cook não gostavam dos modelos de organização do estilo da Sony que se preocupava com o prejuízo de concorrer consigo mesma. se colocar no lugar dos outros. Além disso.” (Pg. Ao longo do livro. Google. por exemplo. A preocupação com o avanço da humanidade “Como muitos grande homens de dons extraordinários. O principal que enfatizei foi o foco. mudar o mundo. com o avanço da humanidade. Facebook. A influência de Jobs no presidente Obama “O presidente é muito inteligente. Imagine o que o 6 .” Na visão dele. alguém o fará. Yahoo. ele também pensava muito em como ele poderia com a sua empresa. entre elas. segundo o livro. É hora de retribuir “Falamos muito sobre foco. “Nós não temos divisões com seus próprios Lucros & Perdas (L&P)”. e isso gerava uma preocupação constante de um segmento impactar nos negócios de outro. Como saber em quem confiar. Já na Apple. entendia que este modelo fazia com que a inovação fosse sempre estimulada dentro da organização e dos segmentos. em muitos momentos são demonstrados fatos de sua inaptidão de conviver com as pessoas. Para ele “Se você não fizer isso consigo mesmo. disse Tim Cook. por exemplo. um iPhone roubando as vendas do iPod.” (Pg. 560) Este é um trecho da fala de Laurene Powell. 563) A segunda frase é do presidente Barack Obama.A forma como ele e Cook organizavam os negócios da empresa Jobs não organizou a Apple em divisões semiautônomas. com um resultado único de lucros e perdas. e como montar uma equipe de substitutos com os quais se possam contar. nessa época a Apple tinha 700 mil operários trabalhando na China e ele pensava que precisava também dos engenheiros no local para supervisioná-los. possuía diversos segmentos de negócios que poderiam concorrer entre si. ele não é extraordinário em todos os setores”. que após um encontro com o Jobs e outros gestores de grandes organizações do Vale do Silício. E escolha de pessoas.

Mais simplicidade e integração .Google quer ser quando crescer. atendendo-o e fornecendo as “dicas” acima. alterar o hardware e. Devo me empenhar ao máximo para retribuir. (Pg. Estas não gostavam das características de sistemas fechados da Apple. Por outro lado. Estão te transformando em uma Microsoft. por exemplo. a Apple pôde manter uma imensa margem de lucro. Steve Jobs também. Vou continuar a fazer isso com pessoas como Mark Zuckerberg também. que estivera nas mãos de Eric Schmidt. Jobs inicialmente fala de sua conversa com Larry Page. Em Maio de 2000. Mas o trecho também expõe sua preocupação com a continuidade da tradição das empresas do Vale do Silício (Califórnia). 7 . É assim que vou passar uma parte do tempo que me resta. A vida delas é movimentada. Em 2010. sistema operacional que permitiu a concorrência de outros telefones com o iPhone. mas não ótimos. a Apple superou a Microsoft. como a mais valiosa empresa de tecnologia do mundo. e querem que façamos o melhor do que somos capazes. da época em que o Google lançou o Android. região dos EUA dedicada às empresas de tecnologia. mas obteve 35% dos lucros operacionais. A estratégia funcionou. eram elegante deleite. utilizar softwares diferentes. destacando-se na produção de circuitos eletrônicos. Posso ajudar a próxima geração a se lembrar da linhagem das grandes empresas daqui e como continuar a tradição. Mesmo com uma pequena fatia de mercado. como o iPhone e o iPad. a Apple teve apenas 7% de seus rendimentos no mercado de computadores pessoais. que não proporcionavam uma perfeita experiência contínua. Quais são os cinco produtos em que você quer se concentrar? Livre-se do resto. O Vale me deu muito apoio. o valor de mercado da Apple era um vigésimo do da Microsoft. permitir que o usuário criasse a experiência que quisesse. existem mais coisas para fazer do que perder tempo pensando em como integrar seus computadores e aparelhos. Em maio de 2010.578) Ele acreditava também estar prestando um serviço às pessoas: “Elas estão ocupadas. Job gostava dos sistemas fechados. Mesmo assim. enquanto outros fabricantes de computadores foram transformados em commodities. lhe permitiu impor a simplicidade. Eles queriam que o usuário pudesse abrir os sistemas. 566) Neste trecho.” (Pg. Não poderia faltar também a clássica “alfinetada” na Microsoft. software e conteúdo num sistema unificado. 578) O resultado foi que tanto o iPod. (Pg. Agora ele cobre tudo. mas mesmo assim criava formas de controle para que isso não fugisse de suas regras padrão. Jobs atendeu a solicitação de Page. (Pg. cofundador do Google. na eletrônica e informática. 577) Ao longo prazo. A Apple em certos momentos teve que abrir mão de desenvolver os seus próprios softwares e aplicativos. sem sofrer interferências de sistema que não estivessem integrados. que estava retomando as rédeas da empresa. O astrônomo Johannes Kepler declarou que “a natureza ama a simplicidade e a unidade”. em setembro de 2011 valia 70% mais que a Microsoft. Page tinha solicitado uma conversa com Jobs enquanto ele estava no hospital em uma das diversas internações que ele tivera por causa do câncer.” (Pg. de certa forma. Estão te fazendo lançar produtos que são adequados. Mas Jobs tinha uma certa “birra” com Page. Mas comprara grandes discussões com outras empresas e pessoas que pensavam diferentes. 579) Jobs acreditava nas integrações de seus produtos fortemente. em contraste com os fajutos produtos rivais. fazendo o que sabem fazer de melhor. porém o modelo de Jobs mostrou que tinha alguma vantagem. Tentei ajudá-lo o máximo possível. pois ele queria que o “usuário” não se preocupasse com o produto. que vieram depois. porque são coisas que te puxam para baixo.a estratégia que deu valor! Essa capacidade de integrar hardware. mas sim o utilizasse da melhor forma e com a melhor experiência possível.

Alguns líderes provocam inovações porque compreendem a totalidade de uma situação. pois é algo mais atual ao lançamento do livro. seus produtos permitiram a criação da indústria de aplicativos. Além disso. atualmente um dos principais concorrentes da Apple no que tange os mercados de dispositivos móveis. da Google. As lojas da Apple. persistentemente. (Pg. que Jobs considerava sua maior criação. o Macintosh. O iPod. A biografia foi lançada em 2011 8 . em vez de dourar a pílula. um babaca. motivo de desavenças já citadas anteriormente. e criou o iPod depois de compreender a alegria de ter mil músicas no bolso. que rebaixou o computador de seu papel central de administrador de nossos conteúdos e permitiu que todos os nossos dispositivos sincronizassem perfeitamente. e-mail e dispositivos web. que lançou a computação em tablet e ofereceu uma plataforma para jornais e revistas. Ele era franco e também não acreditava que líderes polidos pudessem gerar as mudanças necessárias. ao longo de três décadas lançou uma séria de produtos que transformaram indústrias inteiras: • • • • • • • • • • • o Apple II. O iPad. Projetou o Mac depois de entender as interfaces gráficas de um modo que a Xerox foi incapaz de fazer. Outros o fazem pelo domínio dos detalhes. Toy Story e outros grandes sucessos de bilheteria da Pixar. livros e vídeos digitais. (Pg. Há uma parte do livro que mostra a própria Apple destinando recursos para jovens empresários que quisessem investir no novo de aplicativos. A disputa com a Samsung tornou-se mais acirrada após lançamento do Samsung Galaxy SIII. disse Jobs. que reinventaram o papel da loja na definição de uma marca. que dispunha de todos os recursos e tradição herdadas. O iPhone. Enfim. Isso fazia dele uma figura carismática e inspiradora. que transformou a forma de consumirmos música. 580) Mais um trecho que trata da personalidade de Jobs. mas era um mestre em juntar ideias. Os seus produtos e sua influência em algumas indústrias Ele não inventava muitas coisas de estalo. A AppStore. fotografia. aplicada e executada de maneiras tão criativas que a empresa se tornou a mais valiosa do planeta. que inauguraram o milagre da imaginação digital. Jobs fez as duas coisas.A sinceridade de Jobs “Minha função é dizer que uma porcaria é uma porcaria. um lugar onde a imaginação era alimentada. em 2012. 581 – 582) Os produtos da Apple incentivaram e reergueram indústrias que estavam em situações bem complicadas devido a pirataria. Esta relação com a Samsung não é abordada no livro. que pegou a placa de circuitos de Wozniak e a transformou no primeiro computador pessoal não apenas para quem cultivava um hobby. com o sistema operacional Android. mas às vezes também. de um modo que a Sony. impulsionando outras empresas à inovação. arte e tecnologia de um jeito que inventava o futuro. jamais conseguiu. O iCloud. podemos constatar que seus feitos permitiram grandes mudanças mercadológicas no mundo. que fez renascer a industria da música. Essa era a forma dele pensar. que gerou uma nova industria de criação de conteúdos. tais como a Samsung. para usar um termo técnico.”. Como resultado disso. entre outras tantas possibilidades de mercado. A iTunes Store. E a própria Apple. que gerou a revolução do computador doméstico e popularizou as interfaces gráficas do usuário. vídeo. que transformou telefones celulares em música.

O mesmo aconteceu na Xerox. pode estar superestimando as chances.Uma das razões do declínio das empresas Tenho minha própria teoria sobre a razão do declínio de empresas como a IBM e a Microsoft. pelo foco restrito nas margens dos produtos. A empresa começa a dar valor aos grandes vendedores. na visão de Jobs. Steve tinha preconceitos às pessoas que não sabiam nada dos produtos vendidos pelas empresas. fantástico. Para ele as empresas precisavam contribuir de alguma forma para as próximas gerações. e aconteceu quando Ballmer assumir a Microsoft. 586) 9 . diante da morte. “É estranho pensar que a gente acumula tanta experiência. mas neste caso ele fez diferente. mas acho que ninguém mudará a Microsoft enquanto Ballmer estiver no comando. em alguma área. Não gostava de esconder o que pensava. Lembro da época que Reed (filho de Jobs) tinha seis anos. eu indo para casa. Com isso. A Apple teve sorte e reagiu. talvez um pouco de sabedoria. Ele tinha receio àqueles empresários que apenas criam as empresas para vendê-las ou abrir capital.” Fez outra pausa e sorriu de leve. Essa era a ideia dele. se desenvolvessem. 585) Steve acreditava que ser duro com as pessoas era a forma dele ser honesto com elas e com ele mesmo. ou quase isso. torna-se um monopólio. espera-se geralmente que os biógrafos tenham as ultimas palavras. os designers de produtos. indo além do que elas achavam que pudessem. que realmente eram talentosas. esquecendo as demais características que para Jobs eram fundamentais. Mas alguém precisava fazê-lo. não os engenheiros. “Clique! E a gente já era.” Ficou em silêncio por um bom tempo. Aconteceu isso na Apple quando Sculley veio para cá. John Asker. e parece que foi isso que tentou fazer com a Apple. (Pg. o início do declínio da empresa. Eu achava que era sempre tarefa minha assegurar a excelência da equipe e que. inova. executivo que assumiu a Apple e depois acabou causando a demissão de Jobs e. que talvez nossa consciência perdure. talvez mais duro do que precisava. tinha acabado de demitir alguém e imaginei como aquela pessoa ia dizer à família e ao filinho que tinha perdido o emprego. ninguém o faria. e tudo simplesmente desaparece. era vendedor esperto. por outro lado. porque são eles que têm impacto nos rendimentos. A ideia da morte para Steve Jobs Ele admitiu que. (Pg. “Mas. O perfil de Steve com as pessoas Às vezes fui duro com as pessoas. Segundo o autor. Por isso quero realmente acreditar que alguma coisa sobrevive. e foi culpa minha. o pessoal de vendas acaba dirigindo a empresa. disse. e muitos simplesmente perdem o interesse. essa forma de tratar também permitia com que as pessoas. talvez seja apenas como um botão de liga-desliga”. o pessoal de produtos deixa de ter importância. A empresa faz um grande serviço. e depois a qualidade dos produtos torna-se menos importante. prosseguiu. Este preconceito também foi visto na relação que ele teve com o John Sculley.584) Esta é apenas uma pequena parte das ideias de Jobs que o autor permitiu incluir no final da biografia. “Gosto de pensar que alguma coisa sobrevive quando morremos”. Para ele. Em relação a este trecho. Eloquente. mas não entendia nada de produto. pelo desejo de acreditar numa outra vida.” (Pg. Quando o pessoal de vendas dirige a empresa. “Talvez seja por isso que eu jamais gostei de colocar botões de liga-desliga nos aparelhos da Apple. se eu não fizesse. da IBM.

você precisa deslizar o dedo e não apertar apenas um botão. Mas em 2009. A biografia de Steve Jobs foi um grande sucesso comercial. Por fim. vendendo 10 milhões de exemplares até o início de 2012 e renderam. A melhor pergunta neste caso seria: o que Steve Jobs faria na situação atual? Provavelmente nunca saberemos. que admitiu que Steve Jobs estava doente. a situação da Apple hoje. Steve Jobs não leu o material publicado (lançado um mês após sua morte).com. a pedido da esposa de Steve Jobs. Lendo algumas reportagens de alguns sites. vítima de uma parada respiratória.wikipedia.Esta é o último trecho do livro.canaltech. relação esta obtida pela venda da Pixar à Disney. O lançamento dos novos produtos da linha iPhone no último mês. na parte de Hardwares. Steve não acreditava e desacreditava em Deus. direitos autorais milionários para o cinema. Isaacson resolve escrever a biografia sobre Steve Jobs. Benjamim Franklin. para Walter Isaacson. Em Agosto de 2011 alguns sites de livros e de tecnologia já divulgavam o lançamento da biografia para 21 de Novembro de 2011. divide opiniões em relação ao seu futuro. Apesar da biografia ser autorizada e Steve Jobs ter colaborado.br/analise/empresas-tech/Cuidado-com-o-xeque-mate-do-Google-Apple/ Felipe Castilhos de Araújo 20 de Outubro de 2013 10 . mas a realização de movimentos diferenciados já começa a ser questionada por diversos especialistas da área. estabelece uma relação da morte. Atualmente é controlada pelo Tim Cook. Acreditava haver algo a mais na nossa existência do que aquilo que vemos. Laurene Powell Jobs.org/wiki/Walter_Isaacson). aos 56 anos de idade. parece não ter impressionado muito. Walter Isaacson também já escreveu biografias de Einstein. _______________________________________ Considerações finais que não estão no livro Jobs morreu em 5 de Outubro de 2011. e fortemente ameaçada pelas gigantes Samsung. (Fonte: http://pt. e pela Google. caso não exista nada no “outro lado”. consequência de um câncer pancreático. Leiam: http://corporate. com a inexistência de um botão que desliga os aparelhos da Apple. embora possa parecer saudável financeiramente. na parte de Softwares. Dizia que era “meio a meio”. O que será da companhia ainda parece ser um mistério. Para desligar o aparelho. Steve Jobs foi diretor executivo da Pixar e acionista individual máximo da Walt Disney. Além da Apple. no qual o autor e Steve refletem sobre a morte.