Lição de Treino - Plataforma: e-Learning- Conceitos e os Principios

Tem 0 ponto(s) num máximo de 0.

Princípios básicos sobre e-learning

Perspetiva histórica, conceito e dimensões do e-Learning

Perspetiva passada e futura

Passado
A formação a distância teve as suas primeiras
experiências em 1840, com os primeiros cursos por
correspondência, em Inglaterra, tendo evoluído até
aos nossos dias suportada por vários meios de
comunicação, desde as cassetes audio para o
ensino de idiomas, até à web, passando pela teleescola.
Revolução paradigmática
O e-learning evoluiu a partir da formação a distância,
porém, demarca-se desta pela mudança de
paradigma que assume:
O conhecimento não pode ser transmitido. É
construído pelo sujeito, em função das suas
competências e experiências anteriores, e em
relação com o meio circundante (pessoas e
recursos).
Assim, o e-learning não é uma simples inovação
tecnológica na formação. É, sim, uma nova forma de

pensar no processo de ensino-aprendizagem e no
papel do aluno na sua própria educação.
Perspetiva futura
Há uma tendência para associar o e-learning mais à
tecnologia do que à educação, no entanto, há quem
defenda que esta modalidade acarreta uma
mudança mais significativa no paradigma educativo
e da formação (Rosenberg, 2001; Schank, 2002), o
que levará à adoção dos princípios do e-learning em
todas as atividades de aprendizagem.
Conceito de e-Learning
Conceito
Atualmente, considera-se que o e-learning consiste
num ambiente de aprendizagem baseado em
processos colaborativos em constante evolução,
orientados para a melhoria do desempenho
individual e organizacional (adaptado
de http://www.managersforum.com/eLearning/Index.
htm, em Janeiro de 2008).
Significado do "e" na palavra "e-learning"
O "e" de e-learning pode assumir vários significados.
Na diversa bibliografia, podemos encontrar
significados que respondem às diferentes questões
"como", "o quê" ou "onde", da formação. A tabela
seguinte mostra os mais comuns:
Significado

Explicitação

electronic

Refere-se ao "como", ou seja, ao meio

Esta corrente assume que o conhecimento é construído. evolving (Aprendizag em em evolução) Perspetiva que considera o e-learning como um novo paradigma do processo de ensino-aprendizagem. em vez de adquirido a partir do mundo exterior. e que sugere que o e-learning está orientado para a melhoria do desempenho individual e das organizações. em eletrónica) Hoje em dia. everywhere Refere-se a uma das vantagens mais divulgadas do e-learning. enhanced (Aprendizag em melhorada) Este significado do "e" está intimamente relacionado com a definição proposta no início da página.(Aprendizag de distribuição e acesso aos conteúdos. com relativamente poucos meios. dada a importância atribuída aos processos colaborativos e à responsabilidade do aluno na sua própria aprendizagem. . deixando de fora o "quê". baseado nos princípios do construtivismo social. e vê o sujeito como responsável pelo seu próprio processo de aprendizagem. que é o facto (Aprendizag de. em a partir ser possível aceder ao ambiente de de qualquer aprendizagem a partir de qualquer lugar) lugar. este é o significado menos valorizado do "e".

como uma forma de investimento em si e no seu percurso académico e/ou profissional. processos ou procedimentos podem ser mais claros explicitados mediante a utilização de elementos não textuais. Veja o que Roger Schank. é verdade. um dos maiores especialistas no tema. extended Os defensores deste significado para o (Formação "e". Além disso. quando utilizados a forma adequada os elementos multimédia promovem um maior estado de alerta e facilitam a aprendizagem. Modelo Conceptual e Ambiente e-Learning A figura seguinte ilustra o modelo conceptual de um ambiente ideal de e-Learning . alguns conceitos.socraticarts. Muito bem.com/schank/ index. Constitui uma nova metodologia de formação. Apesar de não definirem a qualidade de um curso e-learning por si só.Learning by doing.Os objetivos da aprendizagem devem ter uma tradução objetiva no desempenho de tarefas . tem a dizer emhttp://www.htm. consideram o e-learning como a contínua) metodologia de eleição para quem concebe a aprendizagem como um processo contínuo. especialmente devido às suas caraterísticas de flexibilidade e orientação para o formando.

colegas e demais intervenientes são facilitadores da aprendizagem. os grupos de discussão. conteúdos e recursos de formação. o que permite ao aluno encontrar rapidamente aquilo que precisa e saltar o que já domina.Este modelo concetual de um ambiente de aprendizagem e-learning. aos quais pode recorrer para atingir os seus objetivos de aprendizagem. Os conteúdos devem ser desenvolvidos na forma de unidades modulares. a World Wide Web. na medida em que apresentam informação e disponibilizam posições de convergência e/ou divergência relativamente aos temas da formação. Os professores. outras comunidades de fomação e . coloca o aluno no centro de uma rede composta por participantes. o e-mail. A internet.

por outro. alias um dos fatores que. que o aluno avalie o processo de forma a que este seja melhorado e mais eficaz. autónomos e passíveis de aplicação e aprofundamento futuro. nomeadamente no que diz respeito à gestão do tempo. fazer pesquisas mais abrangentes e complementar a informação que já conhece. na sua maioria. pois promovem a troca de experiências e a partilha de conhecimentos. e resultam em trabalhos colaborativos.variados recursos digitais permitem ao aluno expandir a sua rede de aprendizagem. pode contribuir para o fracasso de determinados cursos. Os projetos de alunos são ferramentas indispensáveis no e-learning. por um lado. às decisões sobre a frequencia de lições. Os alunos têm de assumir uma maior responsabilidade face ao seu processo de aprendizagem. As Dimensões de um Ambiente de Aprendizagem . ironicamente. o progresso realizado pelo aluno no processo de aprendizagem. obrigam à transferência da informação e dos conhecimentos prévios a situações concretas e específicas. A avaliação é um elemento determinante do modelo porque indica. e permite. etc.. Mais responsáveis pelo processo de aprendizagem Muito bem! Este é.

. Badrul H. A dimensão técnica do modelo corresponde à análise da infraestrutura necessária ao ambiente de aprendizagem. garante que os meios tecnológicos que suportam a formação cumprem o seu papel. pela abordagem à aprendizagem (atividades e recursos) e pelos conteúdos. como as inscrições. os pagamentos e informações. A dimensão pedagógica do e-Learning refere-se ao ensino e à aprendizagem e é responsável pelo planeamento (objetivos. cronograma) do curso. Essencialmente. Khan elaborou um modelo onde agrupa um conjunto de oito fatores que promovem um bom ambiente de aprendizagem A dimensão institucional engloba serviços administrativos e académicos e serviços de apoio ao aluno.Além dos aspetos presentes no modelo concetual de um ambiente e-learning.

Para tal. Neste contexto deve ser assegurado que todas as funcionalidades são acessíveis para todos os participantes de forma clara e simples. por exemplo. mas também a avaliação da qualidade do ensino e do ambiente de aprendizagem. questionários e comunicações dos utilizadores. devem ser considerados todos os aspetos desde a definição das cores. tipos de letra e utilização e localização de imagens para a navegação.O desenho da interface refere-se à aparência e facilidade de utilização do ambiente de aprendizagem. atividades classificadas ou projetos. A avaliação inclui não só a avaliação dos alunos. dos manuais ou outra documentação necessária e pela divulgação das classificações. até à disponibilização da interface em diferentes idiomas. A dimensão do apoio pedagógico refere-se às necessidades que devem ser supridas pelo apoio online e à qualidade deste apoio. pela disponibilização online das atividades e dos recursos calendarizados. através de testes. A dimensão ética do e-Learning prende-se com a necessidade de considerar determinados fatores relacionados com a diversidade social e cultural . no decurso da formação. mediante a utilização de inquéritos. como a resposta a dúvidas levantadas pelos alunos e a apresentação de alternativas para alunos com dificuldades. A gestão ou administração refere-se à manutenção do ambiente de aprendizagem e à distribuição de informação e é responsável.

Sente-se desafiado e motivado. como a adoção de regras de participação em fóruns. Implementa um ritmo personalizado de aprendizagem. rica e motivadora. que todos tenham igual oportunidades de acesso aos conteúdos de formação. Usa a abordagem ao estudo dos conteúdos que mais se adequa ao seu estilo de aprendizagem. Não espera pelos outros nem faz esperar. Decide a profundidade e intensidade do estudo de cada unidade. a partir de um PC com ligação à Internet. Sem dúvida! O desenho de interface teria de garantir que o idioma não seria impeditivo dos acessos aos conteúdos e recursos de formação e o apoio pedagógico seria uma dimensão fundamental para facilitar o acesso a utilizadores com mais dificuldades. . Qunto a gestão. a sua diversidade geográfica. desenho de interface e apoio pedagógico. a exigência de condições de acessibilidade para participantes portadores de deficiência ou a definição do tipo de linguagem.dos participantes. mesmo que em fusos horários distintos. A ética impõem. etiqueta e cumprimento da legislação aplicável. o administrador do ambiente de aprendizagem poderia permitir o acesso a funcionalidades que facilitam o acompanhamento do curso. desde logo. sua resposta : Ética. sobretudo quando os participantes são muito heterogéneos. a elaboração de um cronograma adaptado a todos os participantes. e outros fatores relacionados com a acessibilidade. em função dos seus conhecimentos prévios. e a qualquer hora. A interatividade e eventuais elementos multimédia proporcionam uma experiência mais ativa. As Vantagens do e-Learning Aluno/Formando      Acede ao curso em qualquer lugar. gestão.

com maior foco no papel de orientador e facilitador da aprendizagem. Obtém feedback imediato. os materiais e conteúdos de formação. As Desvantagens do e-Learning Aluno/Formando  Tem de cumprir alguns requisitos tecnológicos exigentes. também mais profundas. outros professores). mais facilmente. . sem os custos de deslocação associados a uma formação presencial. Pode criar um repositório de estratégias e de conteúdos reutilizáveis Atualiza e distribui. Os alunos em e-learning estabelecem com os outros participantes redes de conhecimento mais alargada e fruto da grande vertente colaborativa.    Retem de forma mais profunda os conhecimentos em virtude do seu maior envolvimento no processo de aprendizagem. dedicar-se a exploração e aplicação de novas e mais efcazes estratégias de ensino. Tem acesso a mais recursos. o que contribui para uma aprendizagem mais eficiente. a correção é automática e é exibida uma resposta imediata. o que contribui para o aumento do potencial de aprendizagem. Tem acesso a qualquer curso virtual de qualquer instituição do mundo. Tem acesso a uma rede alargada de potenciais colaborações (instituições. Professor/Formador     Chega a um maior número de alunos/formandos. mais atuais. Após responder a uma questão. Por outro lado os professores podem.

o e-learning pode tornar-se num meio isolado de aprendizagem. Dependendo do tema da formação e das opções de implementação. Professor/Formador    Investe mais tempo na elaboração dos conteúdos e dos materiais utilizados. 2.   Tem de impor a si próprio uma disciplina de trabalho e de estudo. 3. 1. Questão: Indique outra desvantagem do e-learning que lhe pareça importante. o e-learning pode tornarse num meio isolado de aprendizagem. aumentando o risco de desistência por parte do formando. pois a comunicação escrita é mais morosa que a oral. Cuidados a ter na Implementação de e-Learning A implementação do e-learning deve observar alguns cuidados de forma a tornar a integração com o sistema tradicional de formação o mais fluida e suave possível. no qual constem as necessidades a suprir. Tem de trabalhar mais. 1. A sua resposta : Dificuldades relacionais Dependendo do tema da formação e das opções de implementação. Tem receio de perder o contacto humano e dos problemas de comunicação que tal acarreta. Planeie com tempo: apesar da pressão para aderir à era tecnológica. 4. compensa fazer um planeamento cuidado antes da implementação. Tem de estar disponível para processos de aprendizagem mais longos. Demora mais tempo a responder a questões. os meios e recursos . aumentando o risco de desistência por parte do formando.

Avalie. várias soluções e vários orçamentos. Informe os futuros utilizadores: (1) as pessoas funcionam em sistemas sociais que tendem para a estabilidade e (2) necessitam de ter alguma sensação de controlo dos acontecimentos para se sentirem seguras e disponíveis. As mudanças bruscas não justificadas podem provocar resistência e. Uma avaliação cuidada e contínua ajuda a resolver potenciais problemas no seu estado inicial e. avalie. 3. como veremos. aumenta a confiança dos utilizadores. se só precisa de um curso para 20 pessoas. ensine os utilizadores a usarem o sistema antes de os iniciar num processo de aprendizagem avaliado. Nem sempre o barato sai caro e. Forme os utilizadores: a não ser que o curso em questão incida sobre as competências de utilização do sistema e-learning.2. 5. o investimento possível e os resultados esperados. e-learning sem motivação não funciona. avalie: avalie tudo. não invista numa plataforma para 100 cursos para 1500 utilizadores. ao sistema. em consequência. 4. disponíveis. A Importância da Prática Saber fazer . desde os conteúdos. Consulte exaustivamente: devem ser consultados vários especialistas. passando pelo desempenho dos alunos e pela qualidade dos formadores.

Para tal. Desafiar constantemente o formando com problemas e situações realistas é determinante. é necessário que:  os conteúdos estabeleçam pontos de ligação com a experiência e o contexto profissional do formando. as atividades de aprendizagem sejam semelhantes e simulem o contexto real no qual o formando vai usar o conhecimento. para além da simples aprendizagem.   existam variados exemplos de aplicação dos conceitos/processos/procedimentos que se estão a aprender. para o saber fazer. Exemplo: aprender a trabalhar no Moodle para dinamizar formações no Moodle ou aprender inglês para ir a Londres no Verão.  o curso tenha uma finalidade prática e concreta. Exemplo: aprender a lidar com reclamações de clientes usando um simulador de conversas . especialmente em processos de aprendizagem com adultos. Exemplo: fazer um curso sobre ser formador no Moodle em que se tem a oportunidade de criar uma disciplina/área de conteúdos adequada aos interesses e objectivos de cada um. de modo a que aquele conhecimento seja recordado e usado quando o formando se deparar com uma situação real idêntica.Um bom curso e-learning deve ser orientado para a prática.

não vai aprender grande coisa. Importância da motivação no e-learning Quando os formandos estão motivados. haverá outros fatores. Estudantes motivados agem do seguinte modo:  Esforçam-se para encontrar a melhor forma de aprender. poderemos dizer que o que nos motiva. é o que nos faz mexer.  se promova o "manuseamento" e a aplicação dos conceitos/processos/procedimentos num ambiente controlado e seguro. é fácil perceber que. A importância de querer fazer Motivação Observando a historieta do Calvin. mas um dos mais importantes é: não está motivado! Motivação A palavra "motivação" vem do latim "movere" que significa mover.telefónicas com clientes "zangados" por diferentes motivos. mesmo sendo obrigado a ir à escola. Predispõe-nos para a ação. o desafio da aprendizagem está praticamente ganho. Exemplo: um simulador de voo numa formação para pilotos. Ou seja. Porquê? Bom. .

melhores práticas. próxima no tempo e exequível. mas. etc. como novas aprendizagens e novos desafios podem ser eficazes. passar de ano. procurando outras fontes de informação. Ajudam-se uns aos outros trocando informação e trabalhando em equipa para melhorar a aprendizagem. levantam questões. geralmente.Outro tipo de ganhos. A novidade consiste em qualquer quebra no padrão habitual das coisas e eleva a motivação porque nos obriga a um esforço de concentração para aprender a lidar com os novos acontecimentos.   Tiram o máximo partido dos recursos disponíveis. pode ser um fator importante de motivação. os mais significativos são: Caraterísticas pessoais . se necessário. desde que seja percebida como real. apenas para uma audiência mais diferenciada e reduzida. Factores de Motivação Novidade Um dos fatores mais eficazes na motivação é a novidade. Tomam a iniciativa. como uma certificação. ser promovido. Entre os fatores internos de motivação. ou seja. Ganhos e recompensas Uma recompensa.. pedem exemplos.

Assim. por isso. . a lentidão de resposta da plataforma. de forma a maximizar o sucesso da formação. Deixamos de estar motivados por eles. quando os estímulos se tornam conhecidos.  Competências meta-cognitivas: algumas pessoas assumem o papel de "controlador" e gerem o processo de aprendizagem em função dos seus objetivos e necessidades pessoais. ou uma falha de energia que impede os alunos de entregarem o trabalho dentro do prazo). devem planear-se estratégias que permitam lidar com as suas consequências de forma rápida e reduzindo ao mínimo o seu impacto na progressão do aluno (por exemplo. deixamos de lhes prestar atenção. Alguns deste fatores prendem-se com: Habituação A habituação é um processo neurológico de aprendizagem e tem uma função adaptativa importante: proteger-nos dos efeitos nefastos de um constante estado de alerta e de stress. Factores de desmotivação Os fatores de desmotivação devem ser seriamente avaliados e evitados. Locus de controlo interno: algumas pessoas tendem a atribuir os acontecimentos às suas ações. Embora alguns deles sejam alheios ao trabalho do formador/criador/gestor do curso. empenham-se e mantêm-se automotivados. Acreditam que o resultado da aprendizagem depende das suas ações e.

Podem. Lição de Treino . falhas no serviço de internet no último dia de realização de um teste ou a demora do tutor em responder às nossas dúvidas. por isso.Por outro lado. são fatores que não dependem do nosso controlo mas que afetam o resultado do nosso desempenho. pois mesmo que se trate de um tema desconhecido. . esta metodologia coloca o aluno no centro do processo de aprendizagem. Problemas externos Falhas de energia que apagam um trabalho no computador. Responsabilidade e disciplina Responsabilidade e Disciplina Como vimos no modelo conceptual de um ambiente e-learning. capaz de selecionar e utilizar os recursos que lhe são mais convenientes.Plataforma: e-Learning. estas são tão rapidamente aprendidas que não promovem qualquer tipo de aprendizagem posterior.Dificuldade inexistente ou exagerada As tarefas demasiado fáceis tornam-se desinteressantes.Conceitos e os Principios Tem 13 ponto(s) num máximo de 13. as tarefas demasiado difíceis provocam frustração e uma sensação de incapacidade que reduzem a motivação para continuar. ser muito desmotivantes.

quase. Lição de Treino . tudo. construir e refletir. foco no saber fazer. críticas e sugestões ao formador/tutor.Assim. partilhar. e rigorosas o suficiente para diferenciar os alunos empenhados dos menos empenhados. um plano de atividades dinâmico: os alunos devem ser fortemente encorajados a pesquisar. um tipo de comunicação aberta: os alunos devem sentir abertura para exporem as suas dificuldades. . estudar. o aluno passa a responsabilizar-se mais pela sua própria formação. classificar.Conceitos e os Principios Tem 13 ponto(s) num máximo de 13. Um curso e-learning deve promover o exercício dessa responsabilização. As caraterísticas dos cursos e-learning:   proximidade ao contexto real.Plataforma: e-Learning. o sentido de oportunidade (timing) é. A importância do "momento certo" A importância do "momento certo" Em e-learning. através de:    um sistema de avaliação adequado: as classificações devem ser flexíveis o suficiente para não frustar os alunos nas fases mais complicadas.

requerem que a formação seja dada no momento certo. Conclusão Resumindo . 2. Ou seja. A prática iniciada no curso perder-se-á e dificilmente será retomada. sejam ela físicas ou temporais. 3. entretanto. o sistema e-learning tiver sido atualizado para uma versão mais recente. pior. se forem considerados em função dos custos financeiros e de recursos investidos. especialmente se. Exemplo No nosso caso concreto. espera-se que os formandos deste curso comecem a desempenhar o seu papel de e-formadores assim que concluírem a formação com sucesso (e de que outra forma poderia ser?!) Se tal não acontecer: 1. Os conceitos temporariamente retidos durante a formação serão esquecidos. "anytime" publicitado para o e-learning. numa altura em que se valoriza significativamente a ausência de restrições. é essencialmente um agrupamento comercial que apela à flexibilidade desta metodologia de formação. imediatamente antes do momento em que as competências trabalhadas vão ser utilizadas. exigência de responsabilidade e disciplina aos formando. O retorno da formação será nulo ou. negativo. porque a experiência não terá sido suficiente para uma codificação eficaz na memória a longo prazo.

sons. Ou pior..são cursos de fraca qualidade. de base. vídeos e outros elementos multimédia. mantendo-os integrados no processo de aprendizagem. que acabam por se tornar elementos geradores de distração e sem valor pedagógico. de forma clara e sem ambiguidades.. apresentar exemplo que ilustrem aquilo que se está a. Motivar e responsabilizar os alunos para a sua aprendizagem. Conceber margem de manobra a formando que já dominem aspectos do tema. promover a exploração livre por parte dos formandos.notou que um bom curso elearning não precisa de:   De estar recheado de imagens. Tem uma série de diferentes tipos de atividade. Promover a pratica integrada dos conhecimentos a adquirir. . os exemplos dados e os conceitos transmitidos..A enorme adesão às novas técnologias fez com que se produzissem e distribuissem de forma generalizada muitos cursos de e-learning que.. orientar os resultados da exploração de forma a criar relações entre eles. de facto. não o são. sob supervisão. Se tem estado atento. Um bom curso e-learning deve:        transmitir informação essencial.

Apesar de não definirem a qualidade de um curso e-learning por si só. quando utilizados de forma adequada. . processos ou procedimentos podem ser mais claramente explicitados mediante a utilização de elementos não textuais. os elementos multimédia promovem um maior estado de alerta e facilitam a aprendizagem.