FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL

1. INTRODUÇÃO

APRESENTAÇÃO

Ao longo de muitos séculos, o homem movido por uma ganância sem

Estamos diante de um grande desafio - compatibilizar a conservação

escrúpulos manteve uma ação predatória sobre o Meio Ambiente, exaurindo

ambiental com o desenvolvimento, tendo para isso a meta satisfazer as

as riquezas naturais de forma irresponsável, com pretexto de lucrar a

necessidades primordiais, melhorando a qualidade de vida das comunidades,

qualquer custo.

garantindo a proteção dos recursos naturais e construindo uma sociedade

Assim, em resposta a esse comportamento inconseqüente, a natureza

mais justa social e economicamente. É certo que alcançar esse objetivo

respondeu, em muitos casos, de forma catastrófica, fazendo com que os

exige um compromisso amplo, envolvendo todas as esferas de governo e os

governos e a comunidade parassem para refletir sobre o futuro de nosso

diversos atores sociais locais.

planeta. Por isso, especialmente nos últimos quarenta anos têm surgido meio

Atualmente, é impensável falar na conservação ambiental sem a premissa da

legais para defender o meio ambiente.

descentralização político-administrativa da gestão ambiental, o que implica

No Brasil, por intermédio da Constituição Federal de 1988, surgiu de forma

no envolvimento efetivo dos municípios.

inovadora um Capítulo dedicado exclusivamente ao Meio Ambiente,

Com a edição dessa Apostila – “Fiscalização Ambiental” – como parte do

atribuindo com igual peso a responsabilidade da sociedade e do próprio

“Curso de Formação de Fiscais e Agentes de Fiscalização”, a Prefeitura

Estado na proteção do Meio Ambiente.

Municipal contribui para fortalecer o trabalho da Secretaria Municipal de

Vale destacar que atualmente, todos os entes da Federação brasileira

Meio Ambiente, ampliando sua capacitação nas políticas ambientais,

(Governo Federal, Estados, Distrito Federal e Municípios) têm atuado de

voltadas para o desenvolvimento sustentável. O Capítulo 2 aborda conceitos

forma marcante na conservação ambiental, com destaque especial, nos

básicos sobre Meio Ambiente, detalhando alguns conceitos importantes e

últimos anos para os Governos Municipais.

suas respectivas relações com a Constituição Federal de 1988. A Legislação

É neste contexto que recentemente a Prefeitura Municipal de nossa cidade

Ambiental brasileira é apresentada com detalhes no Capítulo 3. O Capítulo

estruturou a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, surgindo daí a

4 apresenta a estrutura federativa do sistema ambiental, com enfoque na

proposta do “Curso de Formação de Fiscais e Agentes de Fiscalização”.

Política Nacional de Meio Ambiente. A municipalização da política

Dessa forma, esta Apostila surge como uma das ações para o fortalecimento

ambiental é detalhada no Capítulo 5, no qual se aborda o papel do município

e o aprimoramento do trabalho de Fiscalização Ambiental a ser exercido

no gerenciamento ambiental, as relações entre a comunidade e o meio

pelo Poder Público Municipal.

ambiente, e a estruturação do Sistema Municipal de Gestão Ambiental. No

O referido documento foi desenvolvido, especialmente, para capacitação

Capítulo 6 são apresentados alguns instrumentos de defesa do Meio

dos servidores envolvidos no trabalho direto de proteção dos recursos

Ambiente que podem ser utilizados pelos governos locais e comunidade em

naturais de nosso município. Essa apostila reúne conceitos sobre ecologia,

geral para implementar uma política ambiental ampla e com resultados

noções básicas sobre a complexa Legislação Ambiental, informações sobre

concretos.

a Política Nacional do Meio Ambiente e esclarecimentos amplos sobre o

O Capítulo 7 aborda diretamente o trabalho da Fiscalização, trazendo

trabalho da Fiscalização Ambiental, incluindo ainda uma série extensa de

conceitos e referências de procedimentos a serem adotados nas ações de

exercícios com exemplos reais de crimes contra o Meio Ambiente.

combate aos crimes ambientais.

Hoje, mais do que nunca, sabemos da necessidade urgente de garantir um

O Capítulo 8 traz uma relação de exercícios que apresentam situações reais

futuro sustentável para nosso planeta. Portanto, estamos certos que por meio

de crimes ambientais. Em anexo, apresentam-se modelos de projeto de lei

da qualificação profissional de nossos Fiscais Ambientais haverá um ganho

como sugestões úteis para que os municípios abordem questões de seu

direto para o meio ambiente e para toda sociedade de modo geral, pois

interesse direto.

teremos uma melhor prestação dos serviços de proteção de nosso patrimônio

Esta publicação incorpora diversos conhecimentos e inúmeras experiências

ambiental.

bem sucedidas de instituições que atuam na conservação ambiental por todo

2. MEIO AMBIENTE: ASPECTOS GERAIS

país.

Esse tópico reúne uma série de conceitos e noções gerais sobre a temática
ambiental. Ele serve para preparação prévia dos participantes do “Curso de

Prefeitura Municipal

Formação de Fiscais e Agentes de Fiscalização”, que necessitarão de tais

Secretaria Municipal de Meio Ambiente

conhecimentos nos conteúdos abordados nos capítulos posteriores.

A - CONCEITO DE MEIO AMBIENTE

nessa temática. Além disso, permite definir as responsabilidades dos

O conceito de Meio Ambiente é globalizante, abrangendo não só os recursos

Poderes e das instituições responsáveis pela proteção ambiental, facilitando,

naturais, como o solo, o ar, a água, a flora e a fauna, as paisagens naturais,

por exemplo, a identificação da atividade degradante e o bem imediatamente

mas também o patrimônio histórico, artístico e cultural, turístico,

agredido. Essa “Classificação do Meio Ambiente” facilita o enquadramento

arqueológico, paleontológico e urbanístico.

da legislação ambiental, permitindo a punição dos infratores e possibilitando

Etimologia: a palavra ambiente significa esfera, círculo, o âmbito que nos

a reparação do dano causado à natureza:

cerca, o lugar em que vivemos. A partir do entendimento da sua origem

NATURAL OU FÍSICO - todos os elementos responsáveis pelo equilíbrio

etimológica, pode-se dizer que Meio Ambiente é um termo redundante.

dinâmico entre os seres vivos e o meio em que eles vivem – solo, ar, água,

De acordo com o Dicionário Aurélio, Meio Ambiente é:

flora, fauna, recursos naturais. Essa Classificação encontra-se embasada no

1 – o que cerca ou envolve os seres vivos ou coisas por todos os lados –

Art. 225 – caput – da Constituição Federal brasileira.

envolvente;

Vale destacar que nos primórdios do ambientalismo a preocupação estava

2 – aquilo que cerca ou envolve os seres vivos ou as coisas – meio

focada apenas na proteção do “Meio Ambiente Natural ou Físico”, mas com

ambiente;

o passar de décadas e com o aprofundamento dos conhecimentos houve uma

3 – lugar – sítio – espaço – recinto.

ampliação dos conceitos sobre Meio Ambiente englobando assim uma visão

Segundo a Wikipédia, a definição de Meio Ambiente é: o conjunto de todos

mais totalizante e holística.

os fatores que afetam diretamente o metabolismo ou o comportamento dos

CULTURAL – integrado pelo patrimônio histórico, artístico, paisagístico,

seres vivos que habitam no mesmo ambiente, que é chamado de biótopo.

arqueológico, turístico, cultural (crenças, mitos, arquétipos, tradições, etc.).

Esses fatores incluem a luz, o ar, a água, o solo (chamados fatores abióticos)

Essa “Classificação do Meio Ambiente” é oriunda dos Artigos 215, 216,

e os próprios seres vivos, nas suas relações ecológicas (fatores bióticos).

231 e 232 da Constituição Federal brasileira.

Na Legislação Ambiental brasileira há um conceito para Meio Ambiente

O Patrimônio Cultural é formado por bens que traduzem a história de um

que está no Art. 3º, inciso I, da Lei Federal nº 6.938, de 31 de agosto de

povo, a sua formação, cultura e, portanto, os próprios elementos formadores

1981 (conhecida como Lei de Política Nacional de Meio Ambiente), e diz:

de sua cidadania. A degradação desse patrimônio aniquila as raízes

Art. 3º, inciso I - Meio Ambiente: é o conjunto de condições, leis,

formadoras de uma nação – identidade personificada – meio em que o povo

influências e interações de ordem física, química e biológica, que permite,

vive. Além disso, destacamos que a CF protege a cultura popular, indígena,

abriga e rege a vida em todas as suas formas.”

afro-brasileira, e outros grupos étnicos formadores do nosso povo – Artigos

A Constituição Federal de 1988 ampliou o conceito normativo da Lei de

231 e 232.

Política Nacional de Meio Ambiente, remetendo além do Artigo 225, aos

ARTIFICIAL – espaço urbano que envolve a área das edificações (espaço

Artigos 5º e 6º, tendo como foco de proteção o direito à vida, à liberdade, à

urbano fechado – casas, edifícios residenciais, estabelecimentos comerciais

segurança, à saúde, etc.

etc.) e dos equipamentos públicos (espaços urbanos abertos – ruas, parques,

Art. 225 – Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado,

praças etc.), que juntos constituem as cidades. Esse conceito de “Meio

bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-

Ambiente Artificial” está vincula-se ao Direito à sadia qualidade de vida, da

se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo

dignidade da pessoa humana e da própria vida. Ele se baseia nos Artigos 5º;

para as presentes e futuras gerações.

XXIII; 21, XX; e 182 e seguintes da CF – todos eles tratam, entre outras

Assim, podemos dizer sem titubear que a Constituição Federal garante o

coisas, da Política Urbana, por meio do desenvolvimento das funções

Direito ao “Meio Ambiente”, ligando intimamente ao Direito à vida.

sociais da cidade e o bem-estar dos seus habitantes. Relembramos que o

Partindo dessas idéias, o famoso jurisfilósofo, Edis Milaré, define Meio

Artigo 5, XXIII da Constituição Federal aborda a “Função Social da

Ambiente de forma ampla como sendo “a interação do conjunto de

Propriedade”, que se refere a “sadia qualidade de vida e dignidade da pessoa

elementos naturais, artificiais e culturais que propiciem o desenvolvimento

humana”.

equilibrado da vida em todas as suas formas”.

TRABALHO – espaço ocupado pelo trabalhador durante sua atividade

B - CLASSIFICAÇÃO DO MEIO AMBIENTE

profissional, quer seja o interior de uma indústria ou até mesmo a área livre

A “Classificação do Meio Ambiente” surgiu dentro do ramo do “Direito

das cidades, como ruas, praças etc. Essa idéia está fundamentada nos

Ambiental” com o objetivo facilitar o entendimento das questões envolvidas

Artigos 200, VIII; 176 e seguintes, e 196, que definem a tutela imediata da

no entanto. dentro do Direito existem vários ramos que englobam Dessa forma. de 31 de agosto de . as autoridades. que existem propostas para organizar .938. da comercialização e do emprego de técnicas. seu subordinado e assim por adiante. todas as leis.c) preservação da diversidade e da integridade do patrimônio genético do composta por numerosas leis esparsas. A partir de 1973. surgiu a primeira grande conquista do movimento ambientalista ou atividades lesivas ao meio ambiente. como: Código Civil.d) fiscalização de entidades dedicadas à pesquisa e manipulação de essas normas. um lista contendo as principais normas federais de proteção ao meio ambiente. dentre as quais incluem-se: Código de Defesa do Consumidor. Ambiental. anos. brasileira.i) proteção da fauna e da flora. seu uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida. LEGISLAÇÃO AMBIENTAL ambiental em nosso país. bem de seus direitos e deveres. presentes e futuras gerações. através dos quais se estabelece: jurídicas foram bastante ampliadas.a) a obrigatoriedade da recuperação da área degradada por quem explora para atender exigências da 1ª Conferência Mundial de Meio Ambiente. Direito Ambiental. Dentro da amplitude de normas país. capítulo especial para o meio ambiente e ao incluir a defesa deste entre os A “Legislação” de modo amplo engloba todas as normas jurídicas das três princípios da ordem econômica. Todas . 4º. ou seja. com a criação no preservação do meio ambiente. em 1972. 3º. de forma inédita. 6. não se encontram reunidas em um Código material genético. até o presente. primeiro organismo oficial brasileiro voltado para utilização A preocupação com a defesa do meio ambiente continua expressa nos racional dos recursos naturais e preservação do meio ambiente. Há muito tempo o Brasil já dispõe de condições legais para agir em defesa . Além disso. de bens ambientais. cabendo ao Poder Público. representou os tipos de normas existentes em nosso país. o Brasil somou uma legislação que visou.f) exigência de prévio estudo de impacto ambiental parra a instalação de está tramitando no Congresso Federal há algum tempo. promulgada em 1988. 225 estabelecem os direitos e deveres da sociedade. Desde os anos 30. o objeto jurídico tutelado é a saúde e a 1981.b) a previsão de sanções penais e administrativas a infratores por conduta Em 1981. à natureza e . vem se desenvolvendo em nosso país métodos e substâncias que comportem risco a vida. buscando compatibilizar a promoção do esferas de governo (Federal. que dispunha sobre a Política Nacional de Meio Ambiente (PNMA). segurança do trabalhador. que trata do meio ambiente. medidas provisórias e outras normas que ambiental. Direito da Família.saúde do trabalhador. o Art. a qualidade de vida e o uma consciência de proteção ambiental. separadas. o meio ambiente está caracterizado como direito inerente de legislações específicas. 5º e 6º. algumas são bem recentes. A legislação é instituída para Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as ordenar os variados assuntos de interesse social. principalmente. o parágrafo 1º do citado artigo explicita as incumbências do ordenar essas áreas do Direito surgem os Códigos. com a publicação da Lei Federal n. a Serra do Mar. entre tantos outros. Direito Internacional. Vale destacar. estabelece que: Os cidadãos encontram respaldo nas legislações para receberem atenção de "Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado." Dessa forma. Esse tópico apresenta uma explicação sobre o conceito de legislação e traz A atual Constituição Federal.g) controle da produção. Consolidação das Leis do Trabalho . outras já existem há décadas. O Meio Ambiente onde se exerce o trabalho é seus fins e mecanismo de formulação e aplicação constituiu-se num essencial a sadia qualidade de vida do trabalhador. no Capitulo VI.h) promoção da educação ambiental e da conscientização pública para a os recursos naturais propriamente ditos. Nesse caso. no ano anterior. (CLT) etc. Poder Público.a) preservação e restauração dos processos ecológicos essenciais. o .c) a Floresta Amazônica Brasileira. Especialmente nos últimos quarenta meio ambiente. . ocorrida em Estocolmo.b) promoção do manejo ecológico das espécies e ecossistemas. como por exemplo: Direito Trabalhista. o dever de preservar e garantir o equilíbrio ambiental. Para melhor Nesse sentido. a Mata Atlântica. crescimento econômico-social com a necessária proteção e preservação decretos. . a ampla legislação ambiental brasileira num Código Ambiental Federal. Assim. apresenta uma significativo avanço para área ambiental ao dedicar. obra ou atividade potencialmente degradara do meio ambiente. em parte. seu próximo. importante instrumento de amadurecimento e consolidação da política 3. indistintamente. . que .e) definição de espaços territoriais a serem especialmente protegidos. ambientais. as normas parágrafos 2º. A criação da SEMA ocorreu. resoluções. da família. reconhecidas muitas vezes como disciplinas cada indivíduo e de toda a sociedade. A legislação brasileira que diz respeito à defesa do meio ambiente é . e âmbito do Ministério do Interior da Secretaria Especial do Meio Ambiente . impondo-se ao superior. Estadual e Municipal). recursos minerais. portarias. (SEMA).

A Medida Provisória n. poluidoras se estas se comprometessem. seja protegendo o meio ambiente e combatendo a poluição em MEDIDA PROVISÓRIA – para situações de emergência. de 13 de fevereiro de 1998. CONVENÇÃO . de 1998. Por isso. a Legislação brasileira pode ser classificada .605. 1.PORTARIAS. . que estabelece critérios para melhoria da qualidade de vida da população local. de 27 de outubro de 1994. 2001). ATOS. exige-se um quorum especial para a derrubada desse veto (Botelho. de forma integral com essas esferas de governo. explica e detalha (sem poder modificar nada) essa Lei Federal. são atos próprios dos poderes legislativos (federal. o poder qualquer de suas formas. que abrangente na Constituição Federal brasileira. que tem validade imediata. o exercício das competências comuns e ao Poder Executivo (Botelho. nas três esferas de veto foi mantido e.A Lei Federal n.quando o país adere a uma convenção internacional isso DECRETO LEGISLATIVO .d) a indisponibilidade das terras devolutas ou arrecadadas pelos Estados. uma lei. mas que precisa ser aprovada em tempo exíguo A competência própria do município no trato das questões ambientais não pelo Poder Legislativo federal.A Lei Federal nº 9. atribuições especificas de cada parte. é de uma lei. 2001). sempre que assuntos penais. de 15 de setembro de 1965. De acordo com Botelho (2001). formalmente (por escrito). executivo o projeto volta ao poder legislativo que poderá aceitar ou não o 2 – LEI: mandamento que foi aprovado pelo poder legislativo e executivo. . RESOLUÇÕES. a A . preservando as florestas. Por consenso.aprovado um projeto de lei no poder legislativo o mesmo é enviado legislação brasileira é a seguinte: ao poder executivo para aprovar ou vetar. que teve o seu artigo 4 .A Medida Provisória nº 366. estadual e municipal) por ações discriminatórias. Há Decretos Legislativos que . necessárias à proteção dos naturais. o NORMATIVAS E OUTROS: são regras administrativas e de informações poder executivo não concordou e vetou e na volta ao poder legislativo o emitidas por órgãos diversos da administração pública. 2001). para virar lei e o poder executivo. a força exclui a possibilidade de ação conjugada com a União e o estado. jurídicos. legislativo tornando o projeto de lei. estaduais e municipais. necessariamente. A Medida Provisória tem. por qualquer razão não o faz no prazo Exemplo: fixado pela legislação. 1. governo. eleitorais e outros assuntos civis. concorrentes. a matéria ambiental passou a ter tratamento especifico e Nacionais e o Decreto Federal n. 3 – DECRETO: mandamento que apenas regula uma lei. o que significa que o poder legislativo aprovou esse artigo. e (Botelho. de 13 de junho de 2007. pela ordem de importância dos mandamentos Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO). ou seja. Apesar do texto da a ter obrigações constitucionais na manutenção do equilíbrio ecológico.771. estadual e municipal.e) a necessidade de definição em lei federal para a localização de usinas Exemplo: que operem com reator nuclear. que atribui ao Poder Público regula. portanto. é de Exemplos: extremamente importância que o Município atue efetivamente com vistas à . econômicos e administrativos (Botelho. Se aceitar o veto é mantido. Há Decretos Exemplo: Federais. em cumprimento do suspender provisoriamente punições administrativas contra entidades dever fixado para o Poder Público pela Constituição Federal. veto. sobre a matéria ambiental. as Medidas Provisórias não podem legislar sobre recomendável que as ações municipais sejam realizadas. portanto. 2001). A estrutura hierárquica da VETO . estaduais e municipais. 2001). sem prejuízo das financeiros. a fauna ou estabelecendo executivo federal tem o poder de emitir o documento “medida provisória” legislação de interesse local.TIPOS DE LEGISLAÇÃO corrigir suas infrações. Se for aprovado o projeto de lei 1 – CONSTITUIÇÃO: lei maior de um país ou Estado e que deve regrar e vira lei. responsabilidade pela defesa e preservação do meio ambiente. 4. Para recusar o veto e a parte vetada valer Há Leis federais. cria o Instituto Chico hierarquicamente. pois a prerrogativa legislativa foi delegada abrange.710. o Poder Legislativo pode emitir um decreto . Significa LEI DELEGADA – há casos que o poder legislativo autoriza (delega) que dizer que a administração Municipal componente do Poder Público.298. INSTRUÇÕES 1o vetado. Lei Delegada não ter passado pelo Poder Legislativo a Lei Delegada tem A forma de atuação do Município para o atendimento dessa atribuição toda a força de uma lei comum. De qualquer maneira. o Artigo 1o não existe na lei. passou o poder executivo emita lei sobre determinado assunto.quando um projeto de lei foi aprovado pelo só passa a ser obrigatória no país quando recebe a aprovação de uma Lei ou Poder Legislativo e precisa ser aprovado ou rejeitado pelo poder executivo Decreto Federal (Botelho. federal. Se o projeto no todo ou em partes é não aprovado pelo poder ser obedecida por todas as outras leis.Pantanal mato-grossense e a Zona Costeira como patrimônio nacional. sobre Florestas Em síntese.A chamada Convenção da Basiléia sobre "Controle de Movimentos . . ficando restrita a aspectos possível. formando assim uma pirâmide.

Para que Atos. que instituiu a Política hídricos Nacional de Saneamento e criou o Conselho Nacional de Saneamento. 6.Portaria IBAMA n. referente ao uso de . A seguir. de 22 de fevereiro de 1989.Lei Federal n.são decisões de órgãos da administração jurídicos tenham validade jurídica é necessário que uma lei declare que pública. Nacional de Meio Ambiente. Como um caso típico o Código de Defesa do CONAMA. que dispõe sobre a Política delega às Portarias ou Resoluções determinadas funções ou definições. de 16 de agosto de 1989 do Ministério do . Entretanto.Lei Federal n. de 19 de julho de 1993. por vezes. Para entender melhor como tais regras passam a existir. Nuclear. PORTARIAS.938. dos solos (loteamentos).PRINCIPAIS NORMAS FEDERAIS AMBIENTAIS previsão de Leis os Atos. de 17 de Novembro de 1967. que fixou medidas de Exemplo: proteção das florestas estabelecidas nas nascentes dos rios. as leis podem citar normas estrangeiras como a .453. horário de funcionamento do órgão que receberá a documentação. 7. entrega obrigatória fixado em lei. 5. o parcelamento do solo em . proibindo.118. de 31 de agosto de 1981.Lei Federal n. tenham previsto essa vinculação em alguma outra norma. 070/96. . que institui o Plano Nacional públicos ou por entidades de notória especialidade. a sala de entrega e o . se a lei . que estabeleceu Interior. 124.Resolução CONAMA n. que instituiu o Código .357.Lei Federal n.735. Na falta de normas brasileiras até normas estrangeiras (de outros funcionam como "braço técnico" da lei. ou seja. penalidades para embarcações e terminais marítimos ou fluviais que . que aprova o Regimento Interno do IBAMA.Lei Federal n. Nacional de Energia Nuclear e cria a Comissão Nacional de Energia então a Portaria ou Resolução passa a fazer parte da lei (Botelho. de 11 de julho de 1989.Lei Federal nº 6. que estabeleceu normas de prevenção de acidentes nos recursos . responsabilidade civil por danos nucleares e a responsabilidade criminal por . de 26 de setembro de 1967.754. expansa (tartaruga-da-amazônia) e de P.Lei Federal n. Exemplos: . 4. do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA.Lei Federal n. 7802.152. do Ministério do Florestal brasileiro. DIN (Alemã) ou normas internacionais (normas ISO. de 15 de setembro de 1965. as normas da as resoluções do CONAMA como foram previstas pela legislação. de 8 de março de 1990. por exemplo) (Botelho. seus produtos e . que foi aprovada (ABNT) e que fixa níveis aceitáveis de ruído. 02.Lei Federal n. que institui a de Política excessivo que possa prejudicar a população. No nosso caso do meio ambiente (emitidas por órgão público) valem. de 1987.são documentos técnicos emitidos por órgãos . de Meio Ambiente. . Esse Conselho Federal emite resoluções que passam a ser a do Contribuinte estabeleceu que na falta de normas técnicas oficiais referência de decretos ou leis ambientais. por exemplo. Portarias ou países) ou internacionais (feitas por organismos internacionais) são aceitas Resoluções dos órgãos públicos tenham eficácia é necessário que leis como parte técnica de leis. comerciais de Podocnemis expansa (tartaruga-da-amazônia) e de P. unifilis (tracajá). de 20 de agosto de 1980. acústico. ATOS. Não havendo B .Lei Federal n.766.661. 445. compatíveis com o conforto pelo Decreto Federal n. 142/92. de 17 de outubro de 1977. 7. Portarias e outras decisões de níveis inferiores A Legislação Ambiental brasileira é muito rica. 5. NORMAS TÉCNICAS . que regulamenta o comércio de Podocnemis atos relacionados com atividades nuclear. de 16 de maio de 1988. unifilis . de 27 de agosto de 1962. RESOLUÇÕES E INSTRUÇÕES Como se vê. que dispõe sobre a (tracajá) nas áreas de ocorrência.Artigo 225 da Constituição Federal. para que decisões menores na hierarquia dos documentos NORMATIVAS E OUTROS . 2001). vejo o caso esses documentos terão eficácia. . como se lei fossem. de 14 de abril de 1989.Transfronteiriços de Resíduos Perigosos e seu Depósito".771. brasileiras.Portaria MINTER n. 7.318.Portaria MINTER n. do Conselho Nacional terrenos com declividade igual ou superior a 30%.NBR 10. de 19 de dezembro de 1979. que regulamenta a instalação de criadouros lançarem detritos ou óleos em águas brasileiras.Portaria IBAMA n. 875. Assim uma Portaria de um Ministério relativa a um documento de ambiente. Interior. determina os critérios administrativos de CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 recepção de documentos indicando o número de vias. elas ABNT. 2001).Lei Federal n. 4. que fixou o programa Silêncio para controlar o ruído . LEIS FEDERAIS nada que entre no mérito da feitura do documento. que regula parcelamento subprodutos. 6. cria o Instituto Brasileiro ASTM (Americana). da Associação Brasileira de Normas Técnicas . apresentamos devem apenas dar regras administrativas que não impeçam o estabelecido algumas das mais importantes legislações federais relativas ao meio nas leis. Na falta de normas de Gerenciamento Costeiro.

605. de 1986.NBR ISO 14. o registro e classificação. que criou os programas Programa de .040. que cuida da preservação do patrimônio agosto de 1981. da ABNT. de 2001. . de 31 de dezembro de 2004.Decreto Federal n. experimentação.NBR 10. de novembro de 2001. de 31 de . ecológicas. (qualidade mínima).Decreto Federal n.NBR ISO 14. 03.433. que regulamenta a . que trata sobre Lei Federal n.Resolução CONAMA n. cria o Sistema Nacional de . monumentos . .Resolução CONAMA n. 11. 97. de 11 de junho de 1989. .816. 8. que dispõe sobre o de líquidos inflamáveis e combustíveis.821.938. compatíveis com o conforto de resíduos e outras matérias. 5.Decreto Federal n.Decreto Federal n. aprova o regulamento .985.605. que dispõe sobre a de " Área de Segurança Aeroportuária " disciplinando o uso do solo nas ocupação provisória de imóveis para a pesquisa e lavra (exploração) de imediações de aeroportos. de dezembro de 1987.152. que dispõe sobre o nacionais. Federal n. 04.804. de setembro de 2000. a inspeção e a . acústico. Reservas Ecológicas (RESEC) e Áreas de Proteção Ambiental (APA) e .NBR ISO 14. 88.Decreto Federal n. jardins zoológicos etc. cuidando dos crimes dos . e a Lei Federal n. de 26 de fevereiro de 1981.507.critérios de qualificação para auditores ambientais. denominada “Lei dos de 13 de fevereiro de 1998. de 2008. NORMAS TÉCNICAS . de 1986. de 28 de fevereiro de 1967. 98. 221.NBR ISO 14. DECRETOS FEDERAIS .437.011. que dispõe sobre a Política sobre a Política Nacional de Meio Ambiente (PNMA).865. o controle. ambiental. . substâncias minerais que contenham elementos nucleares. de 13 de fevereiro de 1989. que trata das diretrizes para auditoria controle da produção e da comercialização de substância que comporta risco ambiental . de 9 de outubro de 1995.Resolução CONAMA n. o .902.Lei Federal n.Lei Federal n. respectivamente sobre a orientação de genético. construção e operação de Aterros de resíduos perigosos. que trata dos Critérios para para a execução do serviço de transporte rodoviário de cargas ou produtos projeto. que dispõe sobre a Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE). de qualidade do ar. 18. 97. que fixou os padrões humano. conhecida como a “Lei de Crimes Ambientais”.Resolução CONAMA n. de 2 de agosto de 1976. que dispõem. a produção. de 16 de setembro de 1982.634. 7. promulgando o . RESOLUÇÕES CONAMA . 1. que trata da armazenagem . controle e fiscalização sanitária das águas minerais destinadas ao consumo . 99.agrotóxicos. 87. causados por poluição por óleo.802.Resolução CONAMA n. de 18 de julho de 1989. de 3 de outubro de 1975. de 3 de setembro de 1987.004 (2ª edição). 9. seus componentes e afins. de 27 de abril de 1981.Decreto Federal n.Decreto Federal n. o transporte.Lei Federal n.Decreto Federal n. que trata da Gestão ambiental - em áreas de extração de ouro e dá outras providências.514. que dispõe sobre sítios ecológicos de relevância cultural . de 31 de maio de 2004.Decreto Federal n.274. . de 1995. 18 de julho de 2000. a embalagem e rotulagem. proteção e estímulos à pesca. de 1987. resíduos e embalagens. que fixa o conceito . o destino final dos ambiental . declarando vários . áreas de proteção ambiental. da ABNT.Decreto Lei n. da ABNT. .procedimentos de auditoria . 6.974.157. Entre elas são citadas: estações medidas de prevenção e controle da poluição industrial.Lei Federal n. que dispõe sobre o . . que regulamenta a Lei Federal n. que trata dos .NBR 10. de 10 de abril de 1989. que dispõe sobre a pesquisa. 78.Decreto Federal n.171. licenciamento de atividade mineral. . 76.566. que criou o Programa Nacional da Qualidade “Convenção Internacional sobre Responsabilidade Civil” em danos do Ar (PRONAR). de 6 de outubro de 1983. . Nacional de Recursos Hídricos (PNRH). e que fixa níveis aceitáveis de ruído. 020. que trata das diretrizes para auditoria armazenamento. de 8 de janeiro de 1997. perigosos e dá outras providências. .NBR 7. de 6 de junho de 1990. da Associação Brasileira de Normas Técnicas texto da “Convenção sobre Prevenção da Poluição Marinha” por alijamento (ABNT). de 28 de março de 1977. a comercialização. 79. 9. 6. promulga a . florestas nacionais. 9. 6. a exportação.auditoria de sistemas de gestão para a vida. a qualidade de vida e o meio ambiente.Decreto-Lei n.Resolução CONAMA n. fiscalização de agrotóxicos. Avaliação do ciclo de vida (Princípios e estrutura).NBR 10. 7. que regulamenta a Lei poluidores. de 11 de janeiro de 1990. de 2004.Lei Federal n.012.389. que enquadrou as classes de água Unidades de Conservação (SNUC). de 28 de junho de 1990. a a destinação de resíduos sólidos. o uso de mercúrio metálico e do cianeto . 9.001 (2ª edição). Crimes Ambientais” ou denominada “Lei da Vida”. de 13 de fevereiro de 1998.505-4.

apresentamos a Finalidade e os Objetivos da PNMA Incluem-se entre as competências do CONAMA: FINALIDADE DA PNMA: preservação. normas e padrões nacionais de controle da dos ecossistemas. § 1º da Constituição Federal. ocupada pelo CONAMA – Função de assessorar ao Presidente da República A Política Nacional de Meio Ambiente é compreendida como o conjunto de na formulação das diretrizes da ação governamental. através dos canais competentes. a ser concedido desenvolvimento socioeconômico. que tratam dos megaprincípios da pelo IBAMA. políticos e econômicos destinados Composição: Ministros de Estado. de 31 de agosto de 1981) trouxe uma visão globalizada da eficientemente e implementar a PNMA. Civil. entronizando-se a utilização racional e a disponibilidade permanente como III – Órgão Central: Secretaria do Meio Ambiente da Presidência da condição ao equilíbrio propício à vida.Requisitos com orientações para uso. principalmente os hídricos. é exigência a elaboração e execução de plano de ordenação do República. que define uma Presidência: Presidente da República ou Ministro De Estado-Chefe da Casa submissão às diretrizes da PNMA. incisos I a VII. instrumentos legais. 4º. cuja finalidade primordial é dar cumprimento aos princípios Construção. como 4. ainda. Secretaria de Assuntos Estratégicos e Casa Militar. II – CONAMA – Conselho Nacional de Meio Ambiente: O CONAMA é vinculado ao Artigo 174. incisos VI.SISNAMA órgão federal a política nacional. 6. Comunicação social.b) decidir. das Secretarias da Presidência da Assim. 4. Há uma relação intrínseca com a ordem econômica financeira que está Advogado da União). dos Municípios e do Distrito . define a necessidade presidido pelo Ministério de Estado do Meio Ambiente e integrado por de compatibilização dos Planos Nacionais e Regionais de Desenvolvimento. de entidades território e desenvolvimento econômico e social. mediante proposta do IBAMA. POLÍTICA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE É de direito e de fato uma estrutura político-administrativa oficial. Vale mencionar ainda que o desenvolvimento econômico equilibrado. OBJETIVOS GERAIS DA PNMA: os objetivos gerais são definidos pelo mediante deposito prévio. Secretaria Geral. ambiente em nosso país. coordenação.938/81. nos O surgimento da Lei de Política Nacional de Meio Ambiente (Lei Federal diversos níveis da Federação. No âmbito da Administração Pública O Sistema Nacional do Meio Ambiente (SISNAMA) congrega os órgãos e Federal. 2º da Lei Federal n.c) estabelecer. sobre as multas e outras penalidades impostas Art. contido nos I – Órgão Superior – Conselho de Governo – de fato não existe – função Artigos 225 e 24. são dois os órgãos que têm a responsabilidade especifica de atuar . finalidade de estabelecer uma rede de agências governamentais. instituições ambientais da União. visando assegurar ao País condições ao licenciamento de atividades ou potencialmente poluidoras .938. inciso VI da Constituição Federal. em seu Art. científicos. aos interesses da segurança nacional e a pelos Estados e supervisionado pelo IBAMA. conservação e melhoria da . Logo em seguida. dos órgãos estaduais de meio ambiente. poluição dos Ministérios competentes.1 SISTEMA NACIONAL DE MEIO AMBIENTE . critérios e padrões relativos ao controle e à enfocados no Art. . representantes de todos os Ministérios. criou o SISNAMA com a Ambiente (SISNAMA). proteção da dignidade da pessoa humana. dando grande abrangência para repristinação do meio ambiente e . A seguir. visando assegurar mecanismos capazes de n.a) estabelecer. expressa no Artigo 170. de classe e do setor produtivo nacional.d) estabelecer normas.938/81. Trata. observados os objetivos e ambientalistas não governamentais e de algumas entidades representativas princípios que a Lei fixou para a Política Nacional de Meio Ambiente. proteção ambiental. República – planejamento. constitucionalmente previstos e nas normas instituídas. mostrando sua estrutura e atribuições. Secretaria de brasileira. Esse tópico traz a apresentação da Política Nacional de Meio Ambiente governamental ainda que aberta à participação de instituições não (PNMA) que é a Lei Federal que norteia as ações de proteção ao meio governamentais. supervisionar e controlar.º 6. como última instância administrativa em grau de recurso. PNMA.º 6. que tratam da compatibilização entre a manutenção da qualidade do meio ambiente com vistas ao uso racional dos qualidade ambiental e o processo de desenvolvimento econômico. normas e critérios para o qualidade ambiental propícia à vida.Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Federal. 6º. dos Estados. os princípios dessa Lei Federal foram ESTRUTURA BÁSICA DO SISNAMA: totalmente absorvidos pelo texto Constitucional de 1988. recursos ambientais.Sistemas da gestão ambiental . privativamente.NR 18 . do Sistema Nacional do Meio A Lei Federal n. técnicos. VII e VIII. titulares dos órgãos essenciais da à promoção do desenvolvimento sustentado da sociedade e da economia Presidência da República (Casa Civil. e OBJETIVOS ESPECÍFICOS DA PNMA: os objetivos específicos são .

controle e fiscalização dessas atividades. paritário com a incluindo a manutenção e melhoria ou recuperação da qualidade ambiental sociedade civil e deliberativo.Criação do Sistema Municipal de Meio Ambiente n.Órgãos Seccionais: Órgãos ou entidades da administração federal.FNMA o “Programa Básico” deverá ser adequado para: O Fundo Nacional de Meio Ambiente (FNMA) foi criado pela Lei Federal 1 . Estes 2 .2 FUNDO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE . criado pela Lei Federal n. PR). órgãos e entidades estaduais é de responsabilidade de todos os entes da Federação. preservação ambiental. multas e sanções ambientais aplicadas e outras fontes). estaduais e A Agenda 21 é um programa criado pela Conferência de Meio Ambiente municipais.Órgãos Locais: Órgãos ou entidades municipais responsáveis pelo desenvolvimento de diversas ações do “Programa Básico Ambiental”. que tenham atividades relacionadas com a proteção Este tópico enfoca relação do Poder Público Municipal com as questões da qualidade ambiental ou o uso dos recursos ambiental. e rendimentos de qualquer natureza. novembro de 1992.01 representante da Secretaria de Planejamento e Orçamento e extinta Secretária de Meio Ambiente da Presidência da República (SEMA/ coordenadoria do Presidente da República. Ambiente (PNMA). A aplicação dos sustentável no município. COMPOSIÇÃO DO FUNDO NACIONAL DE MEIO AMBIENTE cobrança e articulação com outras esferas da administração. assumiu atribuições que vinham sendo exercidas pela . desenvolvimento institucional. controle ambiental.º 7. Assim. IV – Órgãos executores: IBAMA e ICMBIO – Autarquias Ambientais do . O Saneamento básico no município deve ser implementado pela execução.Criação do Programa de Agenda 21 Local recursos serão aplicados em órgãos públicos Federais. entre outros. redes de esgotamento sanitário e destinação final . dentro da Secretarias Municipais de Meio Ambiente. valores. FEEMA. direta 5. enfocando um plano estratégico e como forma de recursos se destina a áreas prioritárias unidades de conservação. ficando assim muitas responsáveis pela execução de programas e projetos e pelo controle e questões sob responsabilidade das Prefeituras. podem desenvolver um “Programa Básico”. O FNMA é o agente financiador de projetos com ampla repercussão no com poder de polícia administrativa. população. Fundo Ambiental de Meio Ambiente (com recursos provenientes de Os recursos do FNMA são oriundos de doações. contribuições em dinheiro. Meio Ambiente . Departamento ou equivalente.03 representantes do Ministério do Meio Ambiente.490. Secretaria Municipal de Meio Ambiente. CRA. as Meio Ambiente. como foi apresentado anteriormente. O MUNICÍPIO E O MEIO AMBIENTE ou indireta e fundações. ambiente devem buscar o desenvolvimento sustentado por meio do VI . Esses Institutos Federais detêm poder de polícia Vale destacar ainda que cada Estado ou Município poderá ter seu Fundo de ambiental. para o desenvolvimento lucrativos e em consonância com diretrizes do FNMA. de 19 de . Meio Ambiente. destaca-se o Política Ambiental.Presidente – Ministro do Meio Ambiente – MMA. a proteção ambiental seccionais foram excluídos também. no sentido de elevar a qualidade de vida da população brasileira. meio ambiente. 4. nas suas respectivas jurisdições. O Sistema Municipal de Meio Ambiente deve ser composto por: 98.161/89 e n.05 representantes de organizações não governamentais na área do meio Governo Federal as quais competem executar a Política Nacional de Meio ambiente. fiscalização de atividades capazes de provocar a degradação ambiental.MMA. CEPRAM. regulamentada pelos Decretos Federais n.Buscar a implementação do saneamento ambiental econômico racional e sustentável da flora e fauna nativa. CETESB. a. na proporção de um para cada região geopolítica do País. 8. bens móveis e imóveis. Nesse aspecto. Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA). em 1992 (ECO 92). Vale ressaltar que para cada Município. Entre os órgãos ambientais. cabendo-lhe fazer proposições ao CONAMA. de 10 de julho de 1989. 1. dentro de suas atribuições. V .235/94. pois. aproveitamento 3 . por meio das Secretarias Municipais de São os órgãos municipais de controle ambiental como. os municípios dentro de suas competências na defesa do meio NATURATINS. assim como em entidades privadas que não possuam fins realizada no Rio de Janeiro. sua dimensão territorial. c. educação e extensão florestal.para a efetivação da Política Nacional do Meio Ambiente: O Ministério do . envolvendo as Comitê do Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA) tem a seguinte seguintes áreas: formação: a.797. condições sócio-ambientais e vocação. dependendo de papel dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente (CMMA). b. . tais como: uso racional e sustentável de recursos naturais. Abastecimento d’água. por exemplo. pesquisa e proporcionar o desenvolvimento econômico e social compatibilizado com a desenvolvimento tecnológico. São De acordo com a Associação Nacional de Municípios e Meio Ambiente Órgãos Estaduais de Meio Ambiente (OEMA's). as Prefeituras Municipais. como por exemplo: (ANAMMA).03 representantes do IBAMA.

objetivando criar condições para o desenvolvimento sustentável do 9 . prioritariamente. O suporte técnico-administrativo fornecido pelo executivo municipal ao canais e praias. c. 2010). previamente identificadas de acordo com as importante que a Secretaria Municipal de Meio Ambiente esteja estruturada características locais. um município minerador demandará (UC’s) municipais. 2010). um município com problemas de tecnicamente e dotada de recursos financeiros adequados. procedimentos e diretrizes capacitação dos professores. Pode ser a Secretaria d. Assim. se necessário formada não só pelo Órgão Executivo Municipal de Meio Ambiente. deve ser estabelecida em lei que crie os cargos e determine a realização de A recuperação de áreas degradadas em áreas de abrangência municipal é concursos públicos para a admissão de profissionais habilitados de diversas uma das tarefas do Poder Público local. ambientais e contra o patrimônio público na área de competência do Viabilizar financeiramente a gestão ambiental local é pré-requisito para o município. poluição devido ao uso inadequado de agrotóxicos vai agregar à sua equipe 6 . subsidiando tecnicamente Guarda Ambiental pode contribuir significativamente na redução de crimes suas decisões (Engenharia & Projetos. bem como o reaproveitamento e a reciclagem de lixo. que integra a estrutura organizacional da Prefeitura. garantir a participação das forças sociais no de transportes coletivos e individuais (bicicletas). A Educação Ambiental deve ser usada dentro das ações da Política O órgão executivo municipal submete à deliberação do Conselho Municipal Ambiental municipal envolvendo campanhas para a comunidade e de Meio Ambiente as propostas de normatização. o Fundo ESTRUTURAÇÃO TÉCNICA DO MEIO AMBIENTE MUNICIPAL Municipal de Meio Ambiente. fomentar a participação dos grupos sociais no processo serviços à área de meio ambiente. ou pela parceria com instituições de ensino e pesquisa Cabe 7 . Arborização Urbana” é um instrumento essencial nessa questão. visando a preservação da biodiversidade. Monitoramento das condições de qualidade das águas das lagoas. Meio Ambiente consistente. exerça atividades como a elaboração de estudos ambientais. com informações à população e formação de diagnóstico Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA) é dado por uma unidade para solução. das escolas municipais. como envolvendo municípios vizinhos. 5 .Criação de programa permanente de Educação Ambiental município (Engenharia & Projetos. técnicos que subsidiarão o licenciamento de atividades potencialmente O fortalecimento da fiscalização ambiental por meio da estruturação da degradadoras do meio ambiente de impacto local. Municipal. Entre as várias fontes de recursos. técnicos com formação em geologia e/ou engenharia de minas. Tem ainda como atribuições realizar o diagnóstico ambiental do 8 . Para que é isso aconteça é áreas de conhecimento. assim como os pareceres 10 . é necessário haver uma base institucional b. Desenvolver programa estimulando a minimização da geração de Municipal de Meio Ambiente ou mesmo uma Divisão ou Departamento que resíduos.compatível. para o gerenciamento ambiental municipal.Criação de Grupamento Ambiental nas Guardas Municipais. e ainda. impactos na qualidade do ar e diminuir tempo de deslocamentos. também por um Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA). 2010). com destaque para o que estabelece a Lei Orgânica fontes de energia alternativas. para demandas específicas. A elaboração do “Plano Municipal de decisório (Engenharia & Projetos. como forma de diminuir processo decisório. rios. Coleta de resíduos sólidos e destinação final adequada. tais como pareceres e Conservação. laudos técnicos. propor legislação complementar. a ser criado por lei específica. do pagamento de multas.Estimular política de arborização urbana normas.Desenvolver planejamento para o tráfego urbano município.Criar política de Recuperação Ambiental de áreas degradadas. fortalecimento dessa política. orientação e análise ambiental de empreendimentos Esse trabalho de valorização da arborização urbana deve ser feito pela potencialmente degradadores instalados ou que venham a se instalar no criação e conservação de praças e jardins públicos com subordinação destes município. Outra relevante questão dentro das Políticas Públicas Municipais deve-se O trabalho da equipe técnica pode ser complementado pela contratação de dar na implementação do Sistema Municipal de Áreas Verdes e Unidades de serviços de terceiros. .Criação de Programas Intersecretarias Municipais ao executivo municipal coordenar a política municipal de meio ambiente.Criação de parques ecológicos municipais e Unidades de Conservação um profissional da área de agronomia. realizar o zoneamento É primordial que as Prefeituras Municipais busquem estimular a utilização ambiental do município. A proposta de criação de programas de articulação das Secretarias implementando as ações previstas e fiscalizando o cumprimento da Municipais deve ser feito visando à eficiência energética e utilização de legislação em vigor. A composição de equipe técnica do executivo municipal de meio ambiente. fiscalização. proposição de 4 . por exemplo. congrega Para que o Município formule e implemente uma Política Municipal de recursos advindos do licenciamento ambiental. e também exercer o controle e a fiscalização ambiental.

é 3 .o planejamento participativo deve estimular a capacitação técnica e e sociólogos.b) realização de concurso público para efetivar as contratações. 2010). Uma vez definido o perfil e a dimensão da equipe. quadros técnicos. participativo e são os seguintes: cíclico. treinamento. Não Projetos.c) contratação e treinamento dos concursados. contratação de permanente de sustentação dos Sistemas Municipais de Meio Ambiente. é instrumento básico para a realização de um trabalho qualificado e A capacitação através de estágios. basta a criação de Conselhos Municipais de Meio Ambiente (CMMA).a liderança do processo de gerenciamento cabe ao sistema de gestão coordenação do controle ambiental.a troca de informações entre os participantes e a população é técnicos. estadual e federal ? De acordo com Engenharia & Projetos (2010). coordenação. administrativos e de fiscalização e controle ambiental. é fundamental para o bom desempenho dos trabalhos. algumas questões devem ser respondidas previamente: de Meio Ambiente (CMMA). estabelecendo-se preciso criar os cargos correspondentes (Engenharia & Projetos. diminuindo os impactos sobre os ecossistemas. melhorando a mas sem haver pessoal ocioso ? condição social da população e incentivando a solidariedade com as A resposta prévia a essas questões reduz os riscos de erro na constituição de gerações futuras. permitindo revisões periódicas.entre outras. mas não suficientes. psicólogos 6 . conservação e melhoria do meio selecionados e o exame de currículos complementam os critérios de seleção. sustentável. ambiente local (Engenharia & Projetos. devendo-se garantir a participação da comunidade. a realização de entrevistas com os candidatos controle das ações que visam à proteção. ambiente. no conhecimento popular sobre seus recursos e necessidades locais. agrônomos. biólogos.as estratégias e os planos propostos devem levar ao desenvolvimento – Qual o tamanho ideal da equipe. intercâmbio com instituições que desenvolvem atividades na Conselho Municipal de Meio Ambiente (CMMA) e Executivos Municipais. e elaborar diretrizes para os o êxito de políticas ambientais locais. metas alcançáveis. O preenchimento das vagas qualidade ambiental. necessários. a gestão ambiental baseia-se em dados científicos e técnicos e ainda. é necessário aplicar – Que trabalhos cabem à equipe municipal e quais os que devem ser os seguintes princípios. para que o sistema de gestão – Quais os recursos materiais que são necessários para seu funcionamento ? ambiental no município melhore as condições de vida. execução e adequado. entre outros. Cabe às secretarias. deve promover a articulação entre as ambiental local. O ocupante de cargo técnico superior de meio operacional da equipe do órgão executivo. 2010). o que permite um treinamento gradativo da equipe. Dessa forma. CAPACITAÇÃO E TREINAMENTO DE QUADROS TÉCNICOS . florestais. . Os cargos fundamental para o avanço da gestão ambiental como processo ativo e de natureza técnica serão ocupados por engenheiros civis. As Universidades em geral prestam apoio na formulação e promoção de O ativismo de entidades não-governamentais e a vontade política são concursos públicos. Além das provas. intersetorial. pela Câmara de Vereadores.as prioridades de ação devem ser claras e factíveis. que são alocados na implementação de projetos e programas Na estruturação de equipe técnica para dar suporte ao gerenciamento ambientais. . área de meio ambiente e pesquisas bibliográficas. considerando a realidade administrativa e ambiental do condições dos ecossistemas. mediante consulta prévia e aprovação do Conselho Municipal ambiental. que servirão de guia para a avaliação do seu realizados por consultores externos ? desempenho: – Qual o perfil profissional necessário a uma equipe permanente para gestão 1 .a) aprovação. O apoio à formação e às atividades das equipes técnicas locais é devendo ser conduzida por princípios e valores éticos (Engenharia & fundamental para a descentralização da política de meio ambiente. cursos específicos. para que as demandas sejam atendidas. já que são provas que permitam efetivamente selecionar os candidatos com perfil mais responsáveis pelo planejamento. departamentos ou concursos. entre outras formas de Enfim. município ? 2 . com atribuições tanto de estudos e pesquisas como de 7 .o processo de definição de metas deve ser flexível. arquitetos. para a obtenção efetiva de melhoria da . organização.a gestão ambiental visa a melhoria do bem-estar da população e das ambiental. sanitaristas. É A formação de equipe profissional competente é requisito fundamental para necessário preparar programas e bibliografias. geólogos. a capacitação e o treinamento de pessoal pode dar-se por etapas. – Quais as atribuições de uma equipe de meio ambiente ? SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL MUNICIPAL – Que atribuições devem caber aos governos municipal. diversas atividades técnicas. além de prestar orientação aos organizadores na formulação de divisões de meio ambiente investirem nessa formação. de lei de criação de cargos 5 . consultores. geógrafos. Os procedimentos administrativos necessários à efetivação de uma equipe 4 . 2010).

no de participação de linhas de financiamento oficiais de crédito. 3º. 8º. desde logo. (MMA.AÇÃO CIVIL PÚBLICA – Para os casos de danos causados ao meio (Art. LXIX e LXX. como. alíneas a. associações legitimadas poderão apresentar razões escritas ou documentos.º 75. sob pena. inciso III da Constituição Federal de 1988. através de ações arquivados. administração pública têm que está previsto em Lei e obedecer Juntada de Documentos – enquanto o Conselho Superior do Ministério procedimentos previamente fixados em normas próprias pelo órgão público Público (CSMP) não homologar ou rejeitar a promoção de arquivamento. civil e penal. os autos serão Ministério Público. administrativo.AÇÃO POPULAR . histórico.717/65). limitações administrativas etc. Federal n º 4. organização Esse tópico apresenta a tutela do Meio Ambiente em suas três áreas sindical. Para obter economia de II . definidas pelo Art. visando assegurar o bem – estar Documentos – o Ministério Público pode requisitar de qualquer organismo da coletividade. 8º. Art. de fazer todo cidadão um fiscal do patrimônio público (bens de valor Cabe ao município promover a capacitação de seu corpo técnico e econômico. tombamento. próprias. artístico. as competente. &#948. de 20 de maio de 1993. exercício do Poder de Polícia Administrativa (MMA. estético. 2002).347/85. 2002). civil e penal. Art. em conformidade com a tipificação legal. É promovida na via do Poder Judiciário. 6º. de atribuições públicas. nem III . com vista deverá designar. . por meio de instrumentos preventivos (licença ambiental. pelo Da Homologação – caso o CSMP decida pelo arquivamento. consórcios intermunicipais. da Lei Federal nº ambiental. Presidência do Inquérito Civil – o Procurador ou Promotor de Justiça é Poder de Polícia . VII. 2002). 5º. exigência do estudo de impacto assinalando prazo para o atendimento (art. estético ou histórico). PRINCIPAIS MEIOS DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE Partidos Políticos com representação no Congresso Nacional.tampouco de leis ambientais. 2010).MANDADO DE SEGURANÇA INDIVIDUAL E MANDADO DE escala. 1988) (MMA. 2002). (sanções administrativas: multa. público ou particular certidões. se omitiu em determinar prazo Tantos os instrumentos preventivos como os repressivos empregados pela para conclusão do Inquérito Civil. entidade de classe de associação legalmente constituída e em distintas: administrativa. a cargo do Ministério Público e tem como escopo colher concreto. É exercida pelos órgãos e entidades públicas. d. a anular ato lesivo ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural IV . entre outros) prazo de 03 dias ao Conselho Superior do Ministério Público.347/85.º 7. qualificando-o para suas funções. 5º. § 1º. Da Conclusão – A Lei Federal nº 7.Pode ser intentada por qualquer cidadão. por entidades públicas ou particulares. outro órgão do MP para ajuizar a ação.INQUÉRITO CIVIL – é um procedimento administrativo obsta necessariamente. 225. Destaca-se que o conteúdo aqui apresentado membros ou associados (art. O Mandado de Segurança Coletivo é facultado aos 6. 6. LXXIII. em defesa dos interesses de seus da Constituição Federal. desde que provada a culpa do causador do dano (MMA. da Lei Federal n. autorização. 6. bem (Engenharia & Projetos. administrações regionais e associações SEGURANÇA COLETIVO – Visa coibir abuso de poder ou ato ilegal microrregionais podem disponibilizar técnicos que assessorem vários praticado por autoridade pública ou agente de pessoa jurídica no exercício municípios simultaneamente (Engenharia & Projetos. embargo.) e repressivos 7. 129. b. o que depende do caso investigatório. 2002). sem apoio executivo. suspensão arquivadas serão remetidos. informações. apreensão de produtos e/ou Arquivamento – os autos do inquérito civil ou das peças de informação instrumentos. de se incorrer em falta grave.é a faculdade concedida à Administração Pública de quem preside o inquérito. turísticos e paisagístico (MMA. Da Rejeição – caso o CSMP não homologue a promoção do arquivamento. por ação do próprio ofendido. b da Constituição Federal de baseia-se em MMA (2002). exames ou perícias. funcionamento há pelo menos um ano. inc. no Abertura do Inquérito Civil – por determinação do Ministério Público. I . registro. desapropriação. 2002). § 1º. a mobilização das outras.2 – A TUTELA CIVIL DO MEIO AMBIENTE que serão juntados aos autos do Inquérito. interdição temporária ou definitiva de atividades. limitar o exercício dos direitos individuais. da Lei Complementar n.347/85). c.1 – TUTELA ADMINISTRATIVA DO MEIO AMBIENTE. Os municípios devem A Ação Popular é um remédio constitucional que tem o objetivo de equipar-se e investir efetivamente em infra-estrutura e condições de trabalho melhorar a defesa de interesse público e da moral administrativa. 2010). através de seus agentes. A seguir. elementos para eventual propositura da Ação Civil Pública (MMA. enfoca–se o tratamento dado pelo legislador brasileiro para essas Previsões Legais – Art. Vale mencionar que o acionamento de um dessas áreas não implica. três áreas do Direito Ambiental: administrativa. ao consumidor e a bens de direitos de valor artístico. da Constituição Federal de 1988 e disciplinada na Lei ambiente.

Assim. que se desejasse fazê-lo. alcança não só a pessoa física. Quando se lê a Lei de Proteção ao Meio Ambiente (Lei Federal n. Empresa Esse tópico enfoca especificamente o trabalho da “Fiscalização Ambiental”. nem condenação do autor.º 75. atuará levar a pessoa a ser presa (Botelho. Está exemplo) matar. dos utensílios de pesca e multa. ou esteja na iminência de selvagens em extinção pode ser enquadrado como crime doloso (dolo = ocorrer. podendo Ministério Público – caso não atue no processo como parte. cujo juízo terá competência funcional para processar e julgar a maldade. o particular ofendido pode exercitar esse direito (Art. nos termos da Lei Civil. de 20 de maio de 1993. da infração contravenção) a quem danificar (tirar a casca de uma árvore. inc. condenará o réu ao Chama-se de contravenção uma desobediência de menor gravidade e que cumprimento da obrigação de fazer ou não fazer. da Constituição Federal de 1988. ou seja. atividade econômica.º Estaduais e Municipais só podem levar a multas e/ou fechamento de 7.347/85. ato mau . conforme o caso. consumidor. multa de um a cem vezes o salário mínimo (verificar a troca possível. contravenção. alíneas a. e que apresentadas informações sobre o conceito de infração legal e traz ainda inclua entre suas finalidades a proteção ao meio ambiente ou ao informações diversas sobre a ação fiscalizatória. § 1º do ornamentação de logradouros públicos (Botelho. algo que causa um mal.347/85 e subsidiariamente o Código de Processo Civil. Pública. Só leis federais podem definir crimes. Fundação. graves que as infrações punidas com reclusão. custas. da Lei A responsabilidade penal por atos praticados contra o meio ambiente Complementar n. União.347/85. estabelece o rol instituições públicas etc. Federal n. obrigatoriamente como fiscal da Lei. b. III. A pesca fora de época pode ser considerada como salvo comprovada má-fé. 2001). sem prejuízo da responsabilidade por perdas e danos. Leis estaduais e municipais não podem definir os “crimes”. Código Penal. Na hipótese de o representante do Ministério Público não intentar a ação no 9. Os ou privado. por A Ação Penal Pública inicia-se por denúncia do Ministério Público.º 7.347/85.3 . prisão. Sentença – A sentença que julgar procedente a ação. lesar ou maltratar por qualquer modo ou meio plantas de vinculado ao Art. § 3º. obrigação de não fazer e condenação em dinheiro. com ou não toma cuidados mínimos de segurança pode ser fechada e/ou multada sem justificação prévia. mas também a pessoa jurídica – empresas.A TUTELA PENAL DO MEIO AMBIENTE x dias para uma comunidade. outras com reclusão e que as infrações punidas com detenção são menos da Constituição Federal de 1988). Sociedade de Economia Mista ou por Associação que que é um dos principais meios de proteção da natureza. Estados. Deixar escorrer petróleo para um rio é ação. em honorários advocatícios e ao déclupo das contravenção acarretando perda do pescado. Esse ato pode ser Objeto da Ação – A Ação Civil Pública poderá ter por objeto obrigação de enquadrado como crime culposo. possivelmente um ato não de vontade. vários derrames de óleo de uma fábrica que Liminar – poderá ser concedida suspensão liminar do ato lesivo. FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL Ministério Público. c. LIX. 225. de direito público A desobediência a uma postura federal pode ser tipificada como crime. Por exemplo. Foro Competente – as ações previstas na Lei Federal n. através da Ação Penal Pública no Código Florestal punível com prisão simples de três meses a um ano ou Incondicionada. 2001). A imposição de pena é de competência dos Juízes de Direito.º 7. Caçar animais propostas no foro do local onde ocorrer o dano. por ato de um governador do estado ou de um prefeito. típica entre outras) (MMA. 7. 2002).VII. 100. Código Florestal previu várias infrações de menor gravidade como Custas – Não haverá adiantamento de custas. da Lei Federal n.605/1998) vê-se que determinadas infrações são punidas com detenção e prazo devido. constituindo-se na aplicação de penalidade (multa. da Constituição Federal de 1988). ou imporá uma normalmente é punida com multa ou pena alternativa. (Art.1 CRIME AMBIENTAL Legitimidade Passiva – qualquer pessoa física ou jurídica. 24 do Código de Processo Penal e ao Art.º 7. Nisso. As Leis Rito Processual – Aplica –se o rito processual especial da Lei Federal n. Lei agente. são esteja constituída há pelo menos 01 (um) ano. diante da O CRIME E AS PESSOAS JURÍDICAS (EMPRESAS) comprovação da conduta dolosa (intencional) ou culposa (involuntária) do Até a Constituição de 1988 "chamada por Ulisses Guimarães como . Municípios. podendo ser aplicada uma pena adicional do tipo alternativo como trabalhar 6. o indenização em dinheiro. 5º. 6º. mas uma falha. dos legitimados para propor a Ação Principal e a Cautelar. Legitimidade Ativa – O art. d. 129. são eles: 7. Autarquia. inc. Outro exemplo de contravenção penal prevista É realizada pelo Poder Judiciário.Previsões Legais – Art. mas sem fazer. serão O crime doloso é aquele que se teve a intenção de fazer. Art. autora do dano. crimes podem ser dolosos ou culposos (Botelho. intencional). 2001). 5º.

possa lavrar o “Auto de Infração” pela fuga ou falta de identificação do destruição de coisas etc. apreensão de produtos ou equipamentos. sobre produto. Assim. instrumentos normativos que protejam o meio ambiente. efetivamente. para que se imponha o seu mando ou a sua ordenança. encerramento de atividades). instrumentos. produtos. contra o interesse privado de outrem. APREENSÃO: é a retirada do bem de poder do infrator. É a chamada causados. Só poderá ocorrer após Laudo Técnico. “Termo de Inutilização”.2 SANÇÕES ADMINISTRATIVAS exigências requeridas na Notificação no prazo consignado ou quando a pena O controle a ser exercido sobre o homem predador dar-se-á pela aplicação de advertência for inócua. prisão uma empresa. a Multa Diária Ambiental. se uma indústria toma todos os cuidados para não poluir seguindo PENA DE ADVERTÊNCIA: será aplicada pela inobservância dos as melhores técnicas. multa. A finalidade da sanção administrativa é impor uma conseqüência responsabilidade objetiva que tão somente liga a atividade e o dano. elaborado Normas ou Regulamentos. A multa simples se objetiva. entretanto não tão elevada que se torne constituir-se em ilícitos que devem ser combatidos pela Fiscalização inviável o seu cumprimento. que o valor da Multa Diária deve ser alta o suficiente para desestimular o As infrações ambientais cometidas em detrimento do meio ambiente podem infrator a desistir da infração. combater a degradação ambiental. embargo de obra ou atividade. desacordo com as normas legais ou regulamentos da administração pública. às penas de advertência. maneira. DESTRUIÇÃO OU INUTILIZAÇÃO: é a ação que inviabiliza ou uso do a qual se impõe a penalidade administrativa. (2) Civil e (3) também se dá pela lavratura do “Auto de Infração”. bem ou produto usado ou que seja fruto do ato criminoso contra o meio ILÍCITO CIVIL: é a infração cometida em desacordo com as Leis. os Fiscais ATO ILÍCITO: é a violação do direito ou dano causado a outrem. até a reparação dos danos isso a poluição das águas a indústria responde pelo dano. Assim diz a Constituição Federal no seu Artigo 225: "as condutas e Existem vários tipos de sanções administrativas que podem ser aplicadas atividades lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores. Na verdade. suspensão. Assim como a Multa Simples. através da Notificação. no qual se e está presente em quase toda a Legislação Ambiental. contravenção e da margem à aplicação da pena restritiva de liberdade. embora seus dirigentes possam responder com a prisão SANÇÃO ADMINISTRATIVA: é imposta aos infratores de forma se houver o crime da omissão que acarrete danos à vida. mas acontece um derrame de despejo. petrechos e equipamentos de ILÍCITO ADMINISTRATIVO: é o cometido de uma transgressão contra caça. lavrando-se o respectivo “Termo de Destruição” ou impõe. mesmo que não se apreensão de objetos. Claro está que nunca se poderá punir com ambientais. preventivo que disciplinam a utilização dos recursos ambientais). repressiva e abarcam uma graduação que vai desde a pena de advertência. ou culpa. Dessa desfavorável ao infrator. utilizando-se de dá pela lavratura do “Auto de Infração”. (2) a reparatória e (3) indicativo do valor da Multa Diária. São de três tipos os ilícitos: (1) Administrativo. podendo ser decorrente de uma ação ou omissão do infrator. a pena de multa é a mais utilizada pelos órgãos ambientais. só as pessoas (pessoas físicas) podiam responder a ILÍCITO PENAL: é a violação da Lei Penal. com mas houve culpa e a empresa é obrigada a indenizar quem foi prejudicado prazo exeqüível para o cumprimento da demanda. De fato. não houve dolo. . suspensão cuidados razoáveis e atendendo a boa técnica se houver um acidente e com parcial ou total da atividade. prolongar no tempo. a responsabilidade civil de reparação do dano. (Botelho. embargos. por dolo Ambientais podem apreender animais vivos ou abatidos. Destaca-se que nenhum produto poderá se apreendido sem que o sanção é isolada ou cumulativamente. As pessoas jurídicas respondiam civilmente (multas. regulamentar. veículos e embarcação de a administração pública e constitui a chamada infração administrativa.Constituição Cidadã". pesca e extração de produtos florestais. não há Lei ou no seu regulamento qualquer embora atue em três esferas básicas: (1) a preventiva. onde se por técnico habilitado. Agente de Fiscalização lavre o “Termo de Apreensão”. MULTA SIMPLES: será aplicada quando o Agente deixar de cumprir as 7. dispositivos da Legislação Ambiental em vigor. cuja pesca etc. pessoas físicas pelos órgãos ambientais e pelo judiciário para punir os criminosos ou jurídicas a sanções penais". obrigatoriamente. mas é de consenso entre os legisladores a repressiva. 2001). subprodutos da fauna e flora. que resulta em crime ou um crime. é a transgressão cometida em infrator. Vale destacar que entre as diversas sanções do Direito Ambiental (constituído pelo conjunto de normas de caráter administrativas. demolição de obras. Responsabilidade objetiva – mesmo que uma indústria tome todos os multas. 2001). demolição de obras. MULTA DIÁRIA: será aplicada sempre que a infração cometida se O princípio basilar do Direito Ambiente deve ser sempre o da prevenção. Penal. ambiente. Com a Constituição de 1988 ficou prevista a SANÇÃO: é o meio coercitivo disposto pela própria Lei ou Norma possibilidade de se ter sanção penal para pessoas jurídicas (Botelho.

3 FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL veículos caracterizados. através da . ou manter a ordem . nada. Fora da Ação Civil Pública. . quando o infrator não recuperar o dano ambiental lei. físicas ou jurídicas que estejam associadas ao dano ambiental causado pela Para entender a função fiscalizadora do poder público há um princípio atividade em desacordo com a norma ambiental ou regulamentar. (2) suas conseqüências para a direcionadas para toda e qualquer atividade ou ação que direta ou saúde pública. etc. Se isso atividade de poder de polícia administrativa desenvolvida intencionalmente ocorrer. Assim. Estaduais de Meio Ambiente (OEMA’s). visando coibir as ações predatórias do homem sobre a natureza cumprindo as normas legais ou regulamentares de proteção ao meio (IBAMA. tal atividade estando à mostra. licença. A Fiscalização e o Policiamento Ambiental De acordo com IBAMA (2002). (5) a situação socioeconômica do infrator. (6) a modifique ou transforme adversamente suas características. 6. rádio é praticamente impossível ao órgão fiscalizador impedir a instalação Vale lembrar ainda que entre falta cometida pelo infrator e a Sanções desses equipamentos. Dessa forma a normalização (produção de normas jurídicas) e a PENA DE DEMOLIÇÃO: será aplicada pela autoridade do órgão “Fiscalização Ambiental” são realizadas em nível federal pelo Ministério do ambiental competente após efetiva constatação pelo Fiscal Ambiental da Meio Ambiente. sem proteger os bens ambientais das ações predatórias. viajar e mudar a natureza dentro do que as leis não proíbem. Assim se a lei não previu normas para a instalação de antenas de espontaneamente. a Fiscalização Ambiental deve ser acionada sempre que o interesse de coibir crimes ambientais. em que A Fiscalização e o Policiamento Ambiental se processam sob várias formas. a obra. ou seja. venda e fabricação de produto que esteja sendo realizada em desacordo com A ação fiscalizatória. que altere. resumidamente. nos quais seus Agentes agem de forma oculta. essa atividade consiste individual se sobrepuser ao interesse da sociedade. se deve observar: (1) a gravidade da lesão.o cidadão pode fazer tudo.938 de 31 de agosto de 1981. situação de dolo ou culpa do infrator. menos o que é proibido pela lei. (3) perda ou suspensão da participação em linhas de estabelecida pela Lei Federal n. e complementarmente gravidade do dano provocado ao meio ambiente. pelo IBAMA e pelos a Legislação Ambiental ou outra norma vigente. com intuito Assim. A Sanção Civil é imposta pelo Juiz. Esse tipo filosófico que diz: de punição será aplicado independente de culpa. antecedentes do infrator. necessidade do Estado para fazer cumprir sua missão de defensor e A “Fiscalização Ambiental” na modalidade ostensiva caracteriza-se pela propugnador dos interesses relativos à ordem jurídica e social. ambiente e à saúde pública. entre outros. além da SANÇÃO DE REPARAÇÃO DE DANOS: será aplicada às pessoas atuação fiscalizadora das autoridades estaduais e municipais. reparação do dano causado. regular. licença. permissão ou Toda essa estrutura deve atender à Política Nacional do Meio Ambiente autorização. bem visíveis.ao contrário. imposta pelo Estado deve haver uma relação de proporcionalidade. contar com a administração pública pelo período de até três anos. através do IBAMA e ICMBIO. Assim. a atividade ou o estabelecimento não estiverem subprodutos. o órgão fiscalizador só pode fazer o que a lei prevê. evidência do trabalho dos Agentes da Fiscalização à população. “Fiscalização Ambiental” ostensiva é a modalidade de exercício da Não pode haver exagero ante o ato lesivo e a sanção aplicada. (3) suas conseqüências para o meio ambiente. a “Fiscalização Ambiental” significa toda ostensivo são feitos em contraposição a Fiscalização e ao Policiamento vigilância e controle que devem ser exercidos pelo Poder Público. O embargo de obra ou órgãos conveniados. visando velado. Portanto. bem como assegurar o uso racional dos recursos naturais e seus o produto. formando financiamento em estabelecimentos oficiais de crédito e (4) proibição de com isso o Sistema Nacional de Meio Ambiente (SISNAMA). 2002). Apresenta-se como uma uniforme e com veículos descaracterizados. neste caso se faz pelas autoridades estaduais e municipais. Delegacias Especializadas em Meio Ambiente ou jurídicas e compreenderão: (1) suspensão de registro. ou autorização.PENA DE SUSPENSÃO: será aplicada no sentido de suspender a atividade contexto as infrações cometidas contra o meio ambiente. ou seja. estando inseridas nesse em fiscalizar comportamentos e atividades. secreto. Assim eu SANÇÃO CIVIL: é aquela em que se impõe ao infrator a obrigação de posso andar. que pode ser anulado pelos Agentes de Fiscalização dos órgãos de ambientais que desenvolvem pelo Poder Judiciário. (4) os indiretamente provoque degradação do meio ambiente. exercida em nível nacional. completam o SISNAMA as legislações estaduais e municipais. Batalhões e Companhias de SANÇÃO RESTRITIVA DE DIREITO: será aplicada às pessoas físicas Polícia Militar Ambiental. uniformizados e em 7. (2) cancelamento de registro. permissão (DEMA) e Secretarias Municipais de Meio Ambiente. como por exemplo: Órgãos imprescindível a elaboração de Laudo Técnico sobre a situação da obra. importa em verdadeiro “Abuso de Poder”. tem por objetivo manter a integridade do meio atividade e a suspensão parcial ou total da atividade serão aplicadas quando ambiente.

e avaliações. motorizado (veículos de 2 ou 4 rodas). objetivo principal atingir visibilidade à população. . ambientais de alto impacto ambiental ou para prevenir danos iminentes ao PLANEJAMENTO DAS AÇÕES DE FISCALIZAÇÃO meio ambiente. competências.Lavrar termos de embargos e interdição. produtos e subprodutos da fauna e inúmeras outras ações. que estejam na área urbana.Prestar atendimento a acidentes ambientais. . O trabalho de Fiscalização e Policiamento ostensivo tem várias Compete à Fiscalização Ambiental: modalidades. contravenções. ambiental. Além . (4) desenvolver ações cívico-sociais e .JUDICIAIS: são desencadeadas por força de sentença. mandato judicial Administração do Meio Ambiente da Paraíba (SUDEMA . Logo abaixo relacionamos uma lista de competências dos reprimindo a iniciativa criminosa contra o meio ambiente. marítimo.Lavrar termos de depósitos ou guarda de instrumentos. (3) recolher os animais silvestres (como por exemplo.Lavrar termos de apreensão de animais. de Manual de Fiscalização do IBAMA (2002) e na Apostila do Curso Teoria e espécies ameaçadas de extinção e áreas protegidas. .Exercer outras atividades que lhes vierem a ser designadas. lacustre.DE OFÍCIO: são os trabalhos que ocorrem por iniciativa própria do órgão recursos hídricos. (2) realizar serviços de prevenção e extinção de utilizados na infração. principalmente. cobras). encaminhando providências . documentos ou esclarecimentos em local e data formal e informal.Lavrar Autos de Constatação e informar sobre a ocorrência de infrações.TO). reprimindo crimes. no interromper as infrações cujo potencial tenha reflexo na saúde humana. instrumentos. os responsáveis pelas fontes de poluição a CLASSIFICAÇÃO DAS AÇÕES DE FISCALIZAÇÃO apresentarem As Ações de Fiscalização podem ser classificadas em: previamente determinados. metropolitano ou em áreas rurais. previamente estabelecido. ou quando o IBAMA entender Dessa forma.Vistoriar instalações hidráulicas e sanitárias de imóveis. Prática de Fiscalização Ambiental (Programa Capacitar para Proteger da . dentre as quais: (1) desenvolver atividades de da flora. profissionais que atuam na Fiscalização Ambiental.DE DENÚNCIA: são as ações realizadas em atendimento à denuncia no sentido de sanar os problemas ambientais ocorridos. ostensivas. proporcionando o ATRIBUIÇÕES DA FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL desestímulo de infrações à lei e a sensação de segurança (prevenção contra As atribuições dos Fiscais e Policiais Ambientais são definidas infrações legais e profilaxia criminal).pública. infrações contra o meio . por escrito. bicicleta. .Elaborar laudos técnicos de inspeção. equipamentos ou vidas e materiais.PROGRAMADAS: são as ações desencadeadas na execução de um Plano . equipamentos ou veículos de qualquer natureza educação ambiental. simultaneamente com os de proteção e salvamento de . disso. Meio Ambiente (OEMA) ou do Município.DE ORDEM: são aquelas que ocorrem por determinação ou solicitação SEPLAN . levantamentos. pela pesquisadora e superior. que são representadas pelas temíveis blitz e abordagens. por demonstrar a força e a presença constitucionalmente e por outras normas. os Fiscais e Policiais Ambientais têm por dever e obrigação executar . em Palmas (TO). e encerram um rol exaustivo de estatal.EMERGENCIAIS: são aquelas realizadas para coibir infrações . A ação de fiscalização emergencial tem a finalidade de As informações que aqui se encontram se baseiam. ambiente. com cães.Intimar. incêndios florestais. Fátima Morais Morosine. por exemplo: a pé.Fiscalizar a circulação de veículos com cargas perigosas. turístico etc. . . . aéreo.SUPLETIVAS: ocorrem em decorrência da inércia do Órgão Estadual de ambiente. a Fiscalização e o Policiamento Ambiental ostensivo têm por conveniente.Desenvolver operações de controle aos ilícitos ambientais.PB). de Fiscalização. ministrado em 2001. e dos Policiais Ambientais não se restringe a simples execução de ações .Lavrar o Termo de Advertência circunstanciado comunicando a infração A maioria das pessoas não sabe que o trabalho dos Agentes de Fiscalização cometida e as penalidades a que está sujeito.Lavrar autos de infração. as veículos de qualquer natureza utilizados na infração.Lavrar termos de suspensão de venda ou de fabricação de produto. Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Superintendência de . Destaca-se que as ações de fiscalização “Programadas” e em decorrência de “Denúncias” são as mais recorrentes nos órgãos de meio .Fiscalizar estabelecimentos que exercem exploração econômica dos .Efetuar vistorias. . além de dar segurança aos próprios agentes em diligências. (5) assessorar a Defesa Civil em casos de catástrofes e calamidades . públicas. . Maria de ou requerimento do Ministério Público. de .

É importante lembrar que todos . . cordas etc. bem como grande). ao Chefe Imediato. .Outros materiais e equipamentos: lanterna. filmadora.Materiais de escritório (calculadora.Legislação Ambiental vigente.Estojo de medicamentos e materiais para primeiros socorros. cumpre aos membros da equipe de . devem ter o máximo de cuidado no transporte. . apresentar. faca.coordenação geral e por equipe. . Seguindo o exemplo do IBAMA e de diversos Órgãos Estaduais de Meio OBSERVAÇÃO: ao determinar a execução de ações fiscalizatórias.divisão racional do trabalho. rádios transmissores/receptores. a participação efetiva e integrada da Fiscalização (e configuram. autoridades etc. (TOCANTINS. permitindo ao Agente de Fiscalização maior segurança objetivos sema concretamente alcançados. é importante ter conhecimento prévio . lápis. rede de selva ou similar. pinos animais apreendidos. lembrar que. gravador. por 3 (três) Agentes de Fiscalização.). financeiros e humanos disponíveis e/ou necessários. sobretudo os melhores acessos. integrando e diferenciando é fundamental que o seu modo de apresentar-se e a sua aparência . vale outros). A ação fiscalizatória será iniciada com designação da equipe de fiscalização .período propício para a execução das metas. o Agente de Fiscalização está constantemente Uma “Manual de Fiscalização Ambiental” deve focar desde os aspectos em contato com pessoas de diversos níveis sociais.). pá. observa-se: de todos os Agentes de Fiscalização: “Não esquecer os materiais e . Termo de Doação e Soltura e Embora o planejamento seja atribuição da Chefia da Fiscalização. . equipamentos apropriados a cada ação”. é interessante que as Secretarias Municipais de Meio Chefia Imediata providenciar os recursos financeiros necessários Ambiente elaborem seus próprios “Manuais de Fiscalização Ambiental”. 2001). . veículos etc. lupa.Viaturas e embarcações adequadas a cada tipo e serviço. gaiolas. e poder de decisão frente às inúmeras situações que a todo o momento se Dessa forma. borracha. etc. cabe à Ambiente (OEMA’s). terçado (facão fiscalização elaborar e encaminhar o “Relatório de Fiscalização”. .RECURSOS MATERIAIS DA FISCALIZAÇÃO responsabilidade para com as metas que se pretenda atingir (TOCANTINS. inclusive transportes (segurança). preferencialmente.. no uso e na guarda dos . placas de sinalização. trena metálica. 2001).). antes de qualquer ação. consulta direta. decorrência da ação e todos os produtos gerados (produtos florestais. Os formulários. Essa equipe será composta. pelos Agentes de Fiscalização são: . lacres.Formulários da fiscalização (Auto de Infração.). Ao termino da ação fiscalizatória. considerando que esses também fazem para permitir que os Fiscais Ambientais da Prefeitura possam ter uma parte dos recursos para a fiscalização. cabos. Notificação. materiais e equipamentos. fita adesiva etc. . e os respectivos horários e .CARACTERÍSTICAS DO AGENTE DE FISCALIZAÇÃO do trabalho de fiscalização. cambão. peças sobressalentes de reposição (polias.apoio de instituições afins. o apoio material e humano para o percurso e no local de fiscalização. em que se darão as atividades de fiscalização.recursos materiais.Lacres.estratégias de ação. escalada pela Chefia Imediata. puçás. prancheta. canivete. jaulas .Mapeamento da região e aparelho de GPS (Global Position System). cidades/povoados/delegacia de polícia etc. os formulário/ documentos lavrados em colete salva-vidas. Os resultados de uma ação fiscalizatória estão intimamente relacionados 2001). equipamentos como lanternas. Termo de Apreensão e . (suprimento de fundos. simples e objetiva dos problemas que se apresentam quando B .Equipamentos para capturar e abrigar animais silvestres (jaulas. binóculo. Essa deve ser uma preocupação básica Ao se definirem as metas e propostas do planejamento. até os mais específicos. bússola. e no mínimo. Depósito/ Embargo e Interdição.características e peculiaridades municipais. dado o seu caráter imediatista. Pela natureza do seu trabalho.prioridades e tipos de serviços a executar. (TOCANTINS.Levantamento cadastral atualizado das empresas existentes na região a ser materiais disponíveis e adequados.Rádio-comunicação. salva-vidas.). diárias etc. velas. câmera fotográfica.resultados esperados. pois isso garante a sua durabilidade e eficiência .Uniforme completo. papel. períodos em que se dão os atos ilícitos ou .. considerando as distancias entre as fiscalizada. caneta. armamento e munição. materiais e equipamentos básicos constantemente utilizados . respectivos servidores) permite que se estabeleça uma relação de A . da área de atuação (localização). com os meios disponíveis de apoio. culturais e econômicos e gerais da fiscalização.A atividade fiscalizatória requer um bom planejamento para que os seus variáveis relevantes. etc.

Ao Agente de Fiscalização é mais do que necessário observar tais aspectos 8 – obedecer. representa e a sociedade. alimentação. 1 – conhecer a estrutura organizacional do seu órgão de trabalho. barcos. Dessa maneira. os deveres. especialmente no que se refere à busca ou outras que justifiquem o seu emprego.Ter iniciativa para com o trabalho. restrito às ações fiscalizatórias efetuadas em área rural.Respeitar a hierarquia na equipe de trabalho. provocando a nulidade da infração. lei. presentes e brindes de qualquer espécie. zelando pela segurança. de forma concisa precise impor sua autoridade. salvo sob iminente ameaça e mediante orientação expressa do . beneficiários para hospedagem. 2 – aplicar as técnicas. dias e horários estabelecidos. 15 – obedecer às normas quanto ao uso de espingardas e carabinas. confiabilidade. especificamente. salvo em situações devidamente justificadas. mediante orientação expressa da de melhorias das condições de trabalho e de seu aprimoramento área de fiscalização. procedimentos e conhecimentos inerentes à prática 20 – comunicar ao superior imediato os desvios praticados e irregularidades fiscalizatória. sendo vedado o seu manuseio em locais . treinamentos e encontros que visem ao 22 – abster-se do consumo de bebidas alcoólicas durante o serviço. defendendo os interesses do Estado na manutenção 9 – zelar pela manutenção. bons costumes. 10 – identificar-se. . 2001). bem como conservação e preservação dos bens ambientais. segurança e respeito. trabalhar alcoolizado. atuando em infrator contumaz. peculiares à determinação da prática . fiscalização. reciclagens. e na integridade dos bens de uso comum. coordenador da equipe. meio ambiente. rigorosamente. e enquadramento legal específico. 3 – cumprir as determinações de autoridade competente. abordagem de infratores. seus 18 – guardar.Não apresentar-se com exibicionismo. previamente. (TOCANTINS.DEVERES E OBRIGAÇÕES DO AGENTE DE FISCALIZAÇÃO 16 – atuar ostensivamente. 21 – abster-se de aceitar favorecimentos que impliquem no recebimento de 4 – cumprir e fazer cumprir as normas legais destinadas à proteção.Apresentar lealdade para com os colegas de trabalho. especialmente durante as ações de fiscalizatória.Ter disciplina e auto-domínio. ou aperfeiçoamento das suas funções. obrigações do Agente de Fiscalização: 17 – conhecer e habilitar-se ao manuseio de armas de fogo. uso adequado e racional dos veículos. rios e mar territorial . nem deve extrapolar seu poder de empreendimentos sob fiscalização. locais de aglomeração popular ou estabelecimentos e . públicos.Apresentar-se com modéstia no trato diário com a população e com demais 14 – obedecer às normas quanto ao uso e manuseio de arma em logradouros colegas. 5 – participar de cursos. . 13 – portar arma de modo discreto.transmitam boa impressão.Portar-se com integridade no que tange às práticas rotineiras. locais. que é . princípios devem ser observados para que o Agente de Fiscalização não 7 – preencher os formulários de fiscalização. adquiridos nos cursos de capacitação ou aperfeiçoamento. saúde e equipamentos. o sigilo das ações de fiscalização. proibições e responsabilidades em função do papel que exerce enquanto elo de ligação entre o órgão que relativas ao serviço publico civil. . detectadas no exercício da ação fiscalizatória. arriscando-se a ser arbitrário. são deveres e identificado.Ser enérgico quando necessário. sempre que estiver em ação fiscalizatória. mas sempre pautado pelo bom senso e de aglomeração popular ou estabelecimentos e empreendimentos sob pela legalidade. quando em ação características. circunstanciando os fatos averiguados com informações objetivas obtém a colaboração e o apoio das pessoas para o êxito da missão (IBAMA. objetivos e competências como Órgão executor da Política Nacional do 19 – manter a discrição e portar-se de forma compatível com a moralidade e Meio Ambiente. sob qualquer pretexto. O Agente de Fiscalização deve ter em seu perfil profissional diversas 11 – abordar as pessoas de forma educada e formal. C . profissional. rigorosamente. evitando a perda do impresso ou 2002). Esses 6 – apresentar relatório das atividades de fiscalização ao seu chefe imediato. com atenção. e legível. mediante uso do uniforme e veículo oficial De acordo com o Manual de Fiscalização do IBAMA (2002).Ser educado e cortês no trato diário do cidadão. . tais como: fiscalizatória. transporte. aqueles que lhes forem confiados. mesmo que ele seja um 12 – atender às necessidades do exercício da fiscalização. armas e demais instrumentos empregados nas ações de bem-estar dos cidadãos e fazendo prevalecer a ordem social no que tange o fiscalização em geral e. salvo sob circunstâncias previstas em autoridade.

Assim. Nessas abordagens. deslocando-se conforme a demanda de veículos trafegando em Deve inspecionar. a Na instalação dessas Barreiras. FISCALIZAÇÃO DA FLORA no ato da fiscalização. no caso de transporte de carvão vegetal. lenha . sob qualquer forma. ampliação e funcionamento de empreendimentos e atividades permanecendo por determinado tempo no local definido. médio e longo alcance (IBAMA. seguir os procedimentos básicos a serem seguidos nas fiscalizações de ripas. manejo florestal. de forma a tóxicas. deve-se verificar ainDa a situação (PRAD). comercialização. faunísticos e pesqueiros. essa constante sobre os ocupantes dos veículos e arredores. DEGRADAÇÃO AMBIENTAL é estabelecimentos comerciais diversos. peças utilizadas na cumeeira. perigosas ou nocivas ao meio ambiente. a Resolução CONAMA n. evitar desvios e retornos de veículos. para total segurança Resolução estabeleceu o Plano de Recuperação de Área Degradada durante a inspeção. destruição ou supressão de todos ou da maior parte dos veículos e caminhões. as atividades de produção. importação. produtos e subprodutos florestal. bem como capazes. em indústrias madeireiras. também. Nesse tópico são apresentadas algumas informações sobre a fiscalização de Destaca-se ainda a possibilidade de que o Agente de Fiscalização fiscalize o atividade utilizadoras de recursos naturais e aquelas potencialmente depósito e o comércio de produtos e subprodutos florestais em áreas de poluidoras que devem ser licenciadas pelos órgãos ambientais. Impacto ambiental regional. Dessa forma. FAUNA. poluidoras. ou “in natura”. Posteriormente. de causar degradação BARREIRA MÓVEL: permanece em determinado local. Estudos ambientais. Licença ambiental. Além disso. período. fornecimento.23 – devolver todo material inerente a fiscalização. que são uma modalidade de fiscalização ostensiva que podem ambiental”. “Móveis” ou “Mistas” (IBAMA. instalação. pranchões. entre outras. O mesmo que devastação das Barreiras. principalmente nas utilizadoras de recursos ambientais. 2002). entre outras coisas. deve ser feita a identificação da origem da madeira nativa ou exótica. apresentamos a forma (tábuas. alguns instrumentos são de fundamental Resolução n. recipientes com óleo queimado para Competência ambiental municipal. caibros. por ocasião do seu Entende-se por produto florestal aquele que se encontra no seu estado bruto afastamento da atividade de fiscalização. ser de três tipos: “Fixas”. na de atividades que dependem de Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o abordagem dos veículos a equipe de fiscalização deve manter vigilância respectivo Relatório de Impacto Ambiental (RIMA). cones para desvio ou tráfego. outras vias. resultante de atividade É recorrente na ação fiscalizatória de flora a abordagem rodoviária de humana. 237/97. coletes refletivos. lanternas adequadas. guarda. serrada/beneficiada/roliça etc. vigas/vigotas. em fabricas de modo geral e em De acordo com IBAMA (2002). esse trabalho normalmente é feito por meio elementos de um determinado ambiente. armazenamento. PESCA e ou de serra. FLORA. 2002). a identificação da origem. observando-se Fiscalização deve averiguar as atividades que envolvem a construção. deve ser feita considerando o de origem exótica e o Nesse tópico são apresentadas algumas informações sobre a fiscalização de de origem nativa. produtos ou substancias tóxicas/ perigosas ou nocivas ao meio e critérios utilizados no licenciamento ambiental como instrumento de ambiente (IBAMA. tais como: placas de sinalização. No transporte de produto ou subproduto florestal. a fiscalização de degradações e poluição de empreendimentos podendo ser de pequeno. “processo gradual de alteração negativa do ambiente. de 23 de janeiro de 1986. caixilhos. Da mesma forma. deve levar em consideração essa Resoluções do CONAMA. 237/97 definiu Licenciamento ambiental. A Resolução CONAMA n. ou outras madeiras similares com FISCALIZAÇÃO DE DEGRADAÇÃO E POLUIÇÃO AMBIENTAL denominações regionais) (IBAMA. importância. consideradas potencialmente bases da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Receita Federal ou Estadual. depósito e utilização de substâncias equipamentos volantes que se deslocam para a região de entorno. extração. 2002). verdugo. as rotas de transporte de produtos florestais. estabeleceu a lista Em Barreiras de Fiscalização de produtos e subprodutos florestais. embalagem. determinados pela Resolução CONAMA 001/86. inclusive as peças pequenas para confecção de caixas. exportação. gestão. BARREIRA MISTA: é realizada por meio de uma base fica com transporte. Prazos das licenças. armas adequadas para situações de emergência. venezianas. Entende-se por subproduto florestal aquele que sofreu algum D – PROCEDIMENTOS DA AÇÃO FISCALIZAÇÃO processo de alteração no seu estado original: madeira serrada sob qualquer Baseando-se no Manual de Fiscalização do IBAMA (2002). Na prevenção da degradação e/ou poluição ambiental o Agente de BARREIRA FIXA: é aquela instalada em local estratégico. em um curto ambiental. Assim. iluminação noturna. reviu os procedimentos pescados. processamento. 001. perna-manca DEGRADAÇÃO/ POLUIÇÃO AMBIENTAL. 2002). relativa ao transporte de animais silvestres (produtos e subprodutos).

Assim. em estabelecimentos de comercialização. O órgão ambiental deve dar destino. a espécie e o período de criadouro legalizado. As Portarias locais e Estaduais devem ser consultadas nessa ação. freqüentemente. ou FEIRAS LIVRES/ MERCADOS: Nas ações de fiscalização em feiras seja. lavrando a documentação que o caso requer. pois nesse caso estamos diante de configuração criminal. mas o Fiscal Ambiental adotará os procedimentos sendo utilizados. como por exemplo: comércios. informando a pessoa física/ jurídica a qual será destinado o produto Se não for apresentada a autorização ou ainda no caso de qualquer capturado. Caso a empresa não possua registro. a Fiscalização lavrará a documentação inerente ao reprodução (Defeso ou Piracema). estejam fechadas (lacradas). falta do documento da embarcação. A Lei Federal n. o Agente de irregularidade. na fiscalização da fauna. pescadores sem registro. observando a legislação e normas . FISCALIZAÇÃO DE FAUNA 2002). produtos. Caso as mesmas legislação. residências e similares. adotar os procedimentos que registro. deve-se cabe observar se foi declarado o estoque de pescado e. pois só o autorizado. deve-se a pesca. em zoológicos. similares. por amostragem.ou resíduos de serraria/ madeireiras. adotar observar se a empresa possui registro junto ao órgão ambiental competente. utilizar os formulários de TRANSPORTE: caso a pessoa que estiver conduzindo um animal abatido fiscalização pertinentes. fazer a substituição pelos lacres animais silvestres. na fiscalização da pesca têm-se os (Lei Federal n. petrechos fora das especificações Juiz é quem pode reconhecer tal situação. praticando pesca em desacordo com o circunstanciar o estado de necessidade junto ao Auto de Infração. os procedimentos legais. os Agentes de Fiscalização deverão cumprir de sentença judicial. Todo pescador deve ter seu estão de acordo com a concessão emitida pelo órgão ambiental competente. o Agente de Fiscalização funcionamento.605/98 reconhece o registro de pescador (Carteira de Pesca). encontrar animais silvestres em desacordo com o Fiscalização tem a obrigação de conferir a documentação e verificar o que autorizado. COMÉRCIO E INDÚSTRIA: quanto ao processo fiscalizatório. não possuir nenhum tipo de documento que indique a aquisição em um TRANSPORTE: deve-se verificar o tamanho. e verificar os petrechos que estão estado de necessidade. o Agente de Fiscalização adotará as providências cabíveis. bens. 9. o Agente de Fiscalização deve proceder como está previsto na contém as caixas que acomodam os peixes ornamentais. instrumentos. proceder conforme determina a COMÉRCIO E INDÚSTRIA: quando da ação fiscalizatória. não é preciso abrir todas as caixas. caso contrário. ou seja. Nesse tópico são apresentadas algumas informações sobre a fiscalização de RESIDÊNCIAS: No caso de animais mantidos em cativeiro. a surpresa e a rapidez. em indústrias de beneficiamento de DOAÇÃO E SOLTURA produtos e subprodutos da fauna. ou seja. barcos. o comercio ilegal de caso de quebra dos lacres das caixas. registro. procedimentos adotado. ou seja. bem como o apoio policial necessário (IBAMA. Caso não sejam cumpridos os requisitos acima. por modalidade: CAÇA: no caso da fiscalização se deparar com um caçador. a espécie e o a legislação prevê. onde ocorre. mercados. as formas de acesso. residência ou produtos e subprodutos da fauna. é necessário um planejamento detalhado. materiais e animais apreendidos na ocasião Além disso. mediante doação e soltura aos importação e exportação. comerciais e científicos. solicitar a sua abertura. acampamentos. a apreensão deve ser As atividades de fiscalização da fauna podem ocorrer em criadouros feita mediante mandado de busca e apreensão. Em seguida. 9.605/ 98) e o seu Decreto (Decreto Federal n. o que estabelece a legislação ambiental. Deverá. VIVEIRO/ CRIADOURO: o primeiro passo é a verificação da licença de PEIXES ORNAMENTAIS: em primeira mão. observação principalmente no que estabelece a Lei de Crimes Ambientais De acordo com TOCANTINS (2001). Nesse tópico são apresentadas algumas informações sobre a fiscalização de De acordo com TOCANTINS (2001). No livres e mercados. deve-se conferir se realmente os espécimes deve ter conhecimento das espécies permitidas. 6.514/ 2008): seguintes procedimentos. se houver recusa de entrega dos animais. levando-se em utilizados pelo órgão ambiental. a normais. FISCALIZAÇÃO DE PESCA exposições. conforme a legislação. devendo constar na nota fiscal o consideração o local exato da ação. ainda. em locais diversos. em mantenedores da fauna e circos. feiras. o horário. de acordo com o produto pesqueiro armazenado. e em local proibido. o sigilo. Quando tratar-se de espécie no período de Defeso. fazendo a apreensão do veículo que transportava o produto/ do permitido. principalmente na fase de transporte. a atividade de fiscalização da fauna pode-se dar no transporte e em que a infração ambiental foi cometida. por ocasião do julgamento através permitidas. No caso da espécie não autorizada. solicita-se o Legislação. o mesmo deve CAPTURA: deve-se solicitar o documento de permissão da embarcação e o ser conduzido à autoridade policial. Constatando que o tamanho está abaixo caso. subproduto da fauna. mas apenas uma parte delas. tamanho.

A doação de bens apreendidos deve ser feita a instituições de caridade. públicas. o qual fará parte integrante do procedimento administrativo. Portaria IBAMA nº 118/97). logo após o fiscal deve identificar em qual enquadramento deverá 1999).o animal deve estar em perfeitas condições físicas. interior. conter todos os passos básicos que deverão ser seguidos no processo de 3 . .605. de 21 de setembro de ocorridos.179. tal como: “a obra deve ser embargada e todo material e equipamentos Antes da soltura de qualquer animal silvestre. de comunidades carentes reais de crimes ambientais que ocorrem com freqüência em muitos lugares para receberem as doações. Os produtos e subprodutos apreendidos que sejam perecíveis ou madeiras. em seguida. posteriormente. que deve 12 de fevereiro de 1998). hospitalares. é esperado que. Após deve ser retardada ao máximo. a equipe. zoológicos. administrativa ambiental. como lavrar um relatório de apuração de infração verificação da sua adaptação às condições de vida silvestre. a sua soltura daquela localidade comercializava minhocuçu nativa da região. o animal deve ser encaminhado minuciosa diligência nas dependências do comércio. ultimo caso leiloadas. do SOLTURA DE ANIMAIS SILVESTRES ICMBIO e dos órgãos estaduais e municipais de meio ambiente.a área deve ser afastada dos centros urbanos. e que são combatidos pelos fiscais ambientais do IBAMA. elaborar o “Termo manha. onde se devem relatar todas as situações e fatos inciso II. EXERCÍCIOS PROPOSTOS instituições cientificas. culturais. eficiência na aplicação das sanções administrativas necessárias para punir os Logo a seguir segue alguns aspectos legais e diversas recomendações: infratores da Legislação Ambiental. Logo abaixo segue a relação contendo 60 (sessenta) exercícios que se . noturno. noturnas. profissionais de meio ambiente em qualquer localidade do Brasil. Esse “Manual de Fiscalização Ambiental” 4 – Soltar animais ou não tomar precauções necessárias para que o animal também deve explicar situações específicas. levada pelo . Não se deve introduzir 1 .o horário de soltura deve ser adequado ao hábito do animal. também. para espécies de Destruição”. e das 17:00 às 18:00 horas.pertinentes. sem qualquer doença baseiam em situações que certamente podem ser encontradas pelos ou ferimento.o animal deve ser solto em seu habitat natural.º 4. pois eles podem ficar Deverão ser doados a instituições de caridade. Não se pode esquecer nunca que previamente ao trabalho de fiscalização da A resolução prévia de tais questões pode auxiliar ao agente de defesa fauna o Agente de Fiscalização deve ter conhecimento de um local ambiental numa situação futura. fundações ou entidades assemelhadas. § 6º. militares. No caso em que os produtos apreendidos encontrarem-se deteriorados.771/65).Os animais apreendidos serão liberados em seu habitat natural. Esse tópico reúne uma série de exercícios que trazem exemplos de situações educativas e com fins beneficentes e. colocando em risco outras espécies ou Ambientais” da Prefeitura servirá para padronizar os procedimentos de ecossistemas (Art.a área precisa possuir parte de vegetação nativa preservada. proporcionando maior agilidade e adequado para destinação e manutenção dos animais apreendidos. 2º. para espécies diurnas. 18.o horário de soltura recomendado deve ser os das 05:00 às 10:00 horas da Agentes de Fiscalização deverá destruí-los e. se diurno ou penais e científicas que se relacionam com o órgão ambiental. recomenda-se atenção as apreendidos até que se definam pelos encaminhamentos”. 25 da Lei Federal nº 9. .º 3. para um Centro de Triagem ou Zoológico.se o animal apresenta avançado estágio de domesticação. alínea “a” do Decreto Federal n. do país. . autuação e dar agilidade aos processos administrativos e aos autos de 2 . simples ou multa (Art.Os animais serão liberados em seu habitat ou entregues a jardins infração e projetos de licenciamento na área de fiscalização. .Uma equipe de fiscalização do IBAMA ao dirigir-se ao município do espécies em locais que elas não ocorrem naturalmente. (Art. desde que fiquem sob a Além disso. ser inscrito o potencial infrator. como por exemplo: o que deve de sua propriedade não penetre em florestas sujeitas a regime especial fazer o “Fiscal Ambiental” no momento do flagrante de um crime ambiental constitui contravenção penal punível com 3 meses a 1 anos de prisão cometido por obra ou empreendimento passível de licenciamento ambiental. 1 . constatou que um cidadão . Nesse caso. a Secretaria Municipal de Meio responsabilidade de técnicos habilitados (Art. sendo o desorientados. após iniciar as atividades de fiscalização. após fiscalização. O órgão ambiental poderá criar um cadastro de 8. penais. cientificas ou afins. fiscalização do município.não se deve soltar animais em dias de chuva. 26 da Lei Federal n. de Ambiente organize um “Manual de Fiscalização Ambiental”.Ficam expressamente proibidos quaisquer atos ou procedimentos de Vale destacar que a realização desses exercícios pela equipe de “Fiscais soltura aleatória dos animais. Isso tudo seguintes regras: contribuirá para o aprimoramento do trabalho realizado pelas equipes de . os .

onde 3 . quais as providências a serem tomadas? serem tomadas? 18 . Que medidas devem ser tomadas pela fiscalização ??? 20 – Um fabricante de conservas (JM Conservas Ltda) foi inspecionado por 8 . Qual deve ser a descrição do fato? 11 . Ao fiscalizar o veiculo. Eles identificaram a presença do quilos de minhocoçu. Quais as providências a serem adotadas? infrator. Nesse caso. agropecuarista.Josué Noronha adentrou na Reserva Biológica de Palmeiras. utilizou 3. Que providências efluentes “in natura” resultante de sua industrialização no rio próximo. animais silvestres numa feira livre. Quais as providências a serem Indique o procedimento a ser adotado nesse caso. Também foi na propriedade 200 m² de madeira em do órgão ambiental competente. de providências devem ser tomadas? propriedade da Empresa Madeireira Ltda.Carlos Almeida. ao dirigir-se a uma determinada propriedade.Juca Leão foi flagrado pela fiscalização pescando no período da Tapuia. Indique o procedimento a ser adotado. da Área de Preservação Permanente (APP). sem a licença área de 100 hectares.Antônio Silva. A fiscalização do IBAMA. Constatou ainda que a piracema.A Empresa Brasil S/A iniciou a construção de tanques num 6 . Nesse caso. proprietário de uma área de 5. Quais as providências a serem na cidade. com área excedente de 15 providências a serem tomadas no presente caso? hectares. ao chegar ao local. Quais as providências a serem tomadas? imprópria para consumo humano. Quais as providências a foi constatada a poluição em Laudo Técnico. Assim. Quais as providências a serem tomadas? retirou da máquina de sua fábrica. Em seguida. foi flagrado uma equipe de fiscalização que detectou que a empresa estava derramando comercializando 02 (dois) micos leão-de-cara-preta.Com vista a retirada de areia e argila.Raimundo Valente recebeu do IBAMA uma autorização para queima nos campos gerais. possuidor de licença de pesca atravessava a sua propriedade. Quais as providências a serem tomadas? tora.000 hectares de sua propriedade para plantio controlada de uma área de 30 hectares de resto de cultura. Recebendo a denúncia. Quais as que a área queimada foi superior a autorizada.O barco Amazonas derramou acidentalmente no rio São Francisco 800 22 – O Fiscal Ambiental recebeu uma denúncia anônima de venda de litros de óleo diesel.Alberto Silva conduzia um caminhão de placas WER 0123. bem como a motosserra e o 01 caixa de isopor de 50 litros.Observou-se em fiscalização de rotina que a Loja Castanhal providências você tomaria? comercializava agrotóxico sem registro no órgão ambiental competente e 4 . Marinho Santos promoveu o desmatamento a corte raso de 10 do processo industrial no curso d’água que passa aos fundos. Foi constatado de soja. a mancha do óleo na água e inúmeros peixes 2 . cuja largura do mesmo era de 100 metros.Ao fiscalizar um criadouro de pássaros canoros (devidamente fiscalização? autorizado) foram encontrados em cativeiro 02 papagaios e 01 arara-azul. que a referida empresa lança sem nenhum tratamento os efluentes líquidos 17 – Sr. concluiu o que o referido senhor tinha em depósito 25 constatou por Laudo Técnico o ocorrido. Também foi constatado do órgão ambiental competente. muito conhecido em desacordo com as normas estabelecidas.Um pescador amador desembarcado. uma tarrafa e vegetação cortada estava no local do dano. Em devem ser tomadas? sua opinião. conhecido traficante de animais. qual deve ser a amadora. tomadas? 16 – Fernando Xavier foi flagrado armazenando 10 m² de estacas de Aroeira 5 . Em seu poder foram encontrados 50 kg de pescado. foi flagrado no ato da pesca utilizando uma tarrafa e duas redes de atitude do Fiscal Ambiental ??? Nesse caso. Quais os procedimentos a serem adotados? 19 – João Silva. hectares de parte da área de Reserva Legal (RL).próprio comerciante. cuja mata ciliar tomadas? era bastante exuberante. como deve agir o Fiscal Ambiental? 13 . achou por bem derramá-lo no rio que 12 . que 14 . 7 . Qual a decisão do fato evidenciado? barco Amazonas na área. por não possuir local adequado para destinar o óleo que mortos. Ao dirigir-se ao local constatou a .A Empresa Brasil Produtos Químicos Ltda iniciou a ampliação de suas do Sertão (Astronium urundeuva). ambas com malhas de tamanhos irregulares. Quais as providências a serem tomadas pela equipe de 9 .000 hectares. sem cobertura de documentos ou licença instalações sem o devido licenciamento ambiental. Tal constatação foi comprovada pela fiscalização 15 – A Indústria Química Ltda iniciou a ampliação da área de fabricação de que identificou que os 5 hectares de área destruída estava na faixa marginal seus produtos químicos sem licença do órgão ambiental competente. sem autorização do órgão ambiental competente. que medidas devem ser tomadas pelo Fiscal? constatou o desmatamento não autorizado a cerca de 3 metros do leito do rio 10 . 21 – O Fiscal Ambiental. com 15 st de procedeu a extração de 200 unidades de palmito.Na Fazenda Araguaia foi constatado a destruição de floresta nativa numa represamento de água. Pedro Oliveira. após constatação por Laudo espera. Pergunta-se: existe Técnico de que a água onde ocorrera o derramamento do óleo tornou-se ilícito? Justifique. quais as lenha nativa sem cobertura do Documento de Origem Florestal (DOF). com movimentação de solo e subsolo. destruiu 5 hectares da margem do rio São João.

verificou-se que uma carreta transportava 30 m³ de madeira da ambiental. preenchendo os documentos. ao dirigir-se a uma empresa. na Fazenda Boa Esperança. Descreva a autuação. nem de vegetação arbórea imune de corte. preenchendo os documentos. uma vez que ao chegar presenciou a ilícita transação comercial. proceda a e com ele estavam 20 (vinte) quilos de pescado diverso. sem licença do órgão ambiental autorização de exportação das peles dos animais. Faça a descrição da conjunto com policias da Polícia Rodoviária Federal (PRF). não causou danos ambientais significativos. uma equipe de fiscalização constatou a supressão de 18. fiscalização acabou de identificar o caso. Após o procedimento de cubagem da madeira. a equipe verificou que o desmatamento fora loco” um derramamento de efluentes líquidos diretamente no rio. Após criteriosa análise da documentação apresentada. empresa de grande porte. a equipe de fiscalização flagrou uma carreta Ltda. sem licenciamento Florestal. uma equipe de fiscalização seja. sem qualquer cuidado. proceda a autuação. 5 (cinco) galos de proprietários diferentes. A comunidade de Proceda a autuação. vegetação em APP’s. tome as providências legais. Após realizado sem autorização do órgão ambiental competente. o lixo de um município próximo. sem licença ambiental. essência Ipê Amarelo. Proceda a autuação. constatou “in procurar o proprietário. com fiscalização constatou que a referida empresa funcionava há mais de 2 anos documentação falsa. descrição do tipo? da tipologia Cerrado. Qual a constatou a existência de um desmatamento de vegetação de origem nativa. fazendo a possuía. Assim. Qual a descrição da infração? 33 – Durante vistoria em uma propriedade rural em um município do Estado 25 – O rio Trombetas. Após os procedimentos de praxe. Ao 23 – O Agente de Fiscalização. foi interditado para fins de pesca pela autoridade competente. Proceda a autuação. 28 – Uma equipe de fiscalização visitou a Indústria de Produtos Químicos 35 – Em uma blitz. aves da fauna silvestre brasileira. as equipes conseguiram pegar alguns pescadores transportando peles de sapos e cobras. no Estado do Pará. sendo: 10 curiós e 7 filhotes de papagaios. 26 – A empresa Transmóveis transportava 10 m² de madeira em tora. atestou-se um elevado vistoriou a área da Fazenda e constatou não ter havido supressão de grau de poluição da mesma. a equipe análise da água. cuja largura máxima é de 8 metros. . Nesse caso. Que providências serão tomadas? fazendo a descrição da infração e estipule um valor para a multa. fazendo a descrição da infração e estipule um providencias foram tomadas. fiscalização flagrou um ônibus transportando ilegalmente 17 espécimes de 27 – Nas proximidades do rio Uruguai está sendo depositado a céu aberto. Diante de tal constatação. preenchendo os documentos. fazendo a descrição da infração e estipule um valor para a chegar ao local deparou-se com o torneio ilegal. Jeremias Silva foi encontrado pescando naquelas águas Sussuapara. preenchendo os documentos.infração. Nesse caso. hectares de floresta considerada de Preservação Permanente do córrego Mesmo assim. a equipe de transportando 28 m³ de madeira das essências Angelim e Maçaranduba. Cortou (instrumento do crime ambiental) e conhecedor do volume de madeira as 5 árvores que totalizaram 60m³ de madeira em tora. o que poderá acarretar danos à saúde humana. Como membro da equipe de fiscalização relate que preenchendo os documentos. Por ter retirado árvores velhas acobertados pela Licença. O Agente de Fiscalização foi apurar a denúncia e ao os documentos. Qual a descrição da infração? infração e estipule um valor para a multa. Após a Qual a descrição da infração? realização dos procedimentos em campo. sem qualquer permissão. após sofrer um derramamento de óleo pela empresa de Goiás. fazendo a descrição da infração e infração. que providências devem ser tomadas? descrição da infração e estipule um valor para a multa. A sua equipe de excedente (12 m³). 31 – João Santos que estava com passagem para embarcar para Europa foi 37 – Durante ação fiscalizatória conjunta entre o IBAMA e a Polícia flagrado por uma equipe de fiscalização no aeroporto de São Paulo com Florestal. Quando lhe foi solicitado que apresentasse a 280 kg de pescado da espécie tucunaré. a equipe de fiscalização verificou 24 – O IBAMA recebeu uma denúncia de que na Rua São Francisco existe que a área desmatada foi de 350 hectares. valor para a multa. com expedição de Laudo Técnico.642 Petrobol Ltda. cortou 5 (cinco) árvores de equipe de fiscalização observou que apenas 18 m³ encontravam-se pontos distantes da beira do rio Anhanguera. fazendo a descrição da entorno do lixão denunciou o fato. este informou que não a competente. Proceda a autuação. está procedendo o 36 – Durante realização de blitz conjunta entre o órgão ambiental e a Polícia loteamento de uma área de 30 hectares em área urbana. preenchendo uma rinha de galo. estipule um valor para a multa. verificando a existência de multa. ou 32 – Durante o atendimento de uma denúncia. a venda de 2 (dois) papagaios verdadeiros e um tabu-bola. De posse da documentação do veículo e com bastante cuidado. a 30 – Joaquim Silveira. o Sr. sem o 34 – Durante a realização de atividade de fiscalização ambiental em devido acompanhamento da licença ambiental exigida. uma equipe de infração ambiental. 29 – Duarte Imóveis Ltda.

os Fiscais estipule um valor para a multa. Assim. equipe de fiscalização? 44 – Em trabalho de rotina. ou seja. Segundo a poluição hídrica provocada pelo lançamento de resíduos em desacordo com denúncia. fazendo a descrição da Fossilizadas. Proceda a autuação. fazendo a descrição da infração e estipule um 46 – Num trabalho de fiscalização em portos da região costeira do país. o preenchendo os documentos. preenchendo os documentos. com medida de 25 cm de cada espécime origem animal para serem usados como remédio. o que deve fazer a equipe de fiscalização? Ambiente do Pará flagrou o Sr. os Fiscais do IBAMA realizaram visita a nenhum tipo de licença. Proceda a autuação. uma equipe do Instituto Chico vendedor ambulante comercializando peixes ornamentais oriundos de rios Mendes de Conservação da Biodiversidade flagrou o transporte ilegal de 90 da bacia do rio Amazonas. pessoas pichando a obra de arte com spray. Nesse caso foi feita a orientação do gerente da loja que uma equipe de Fiscais verificou que a Empresa Cascalho S/A estava baixou o volume. o que devem fazer? diversos empreendimentos potencialmente poluidores e verificaram que o 48 – Dentro de uma Unidade de Conservação de Proteção Integral. sem nenhum tipo de licença do órgão equipe do IBAMA em parceria com os Fiscais da Secretaria de Meio ambiental competente. Nessa situação. caminhonete transportando aproximadamente 500 kg de fósseis. Proceda a autuação. como deve proceder 42 . Tocantins. os Agentes de Fiscalização depararam-se com uma infração e estipule um valor para a multa. animais. Nesse caso. Assim. Nesse caso.38 – Durante ação rotineira de fiscalização. Após realização de coleta de amostras de água do centro da cidade para averiguar um estabelecimento comercial que esta córrego e a emissão de Laudo Técnico confirmando a ocorrência de usando propaganda sonora com caixas de som de alta potencia. preenchendo os documentos. fazendo a descrição da infração e estipule um valor para a Fiscais verificaram que os pesquisadores possuíam licença para coleta dos multa. o que devem fazer ??? estava extraindo areia e seixo. Durante a abordagem. uma ão que carregava 150 kg de corais. de peixe boi da Amazônia e pó de ossos de tatu-canastra. Proceda a de volume empregado na propaganda sonora da loja. preenchendo os documentos. uma Curtume Couro Bom Ltda estava desenvolvendo suas atividades sem o equipe de Fiscais do Instituto Chico Mendes deparou-se com um grupo de devido licenciamento ambiental. Proceda a autuação. com tamanho inferior ao permitido. como por exemplo: banha ou menor. do Município. fazendo a descrição da infração e estipule um que devem fazer? valor para a multa. em uma área de acionados para atender nova denúncia de poluição sonora e foi verificado o 25 hectares. sem a licença do órgão ambiental 49 – Após receberem denúncia. nas proximidades do Monumento Natural das Árvores Proceda a autuação. a equipe de pegar um pescador pescando num ribeirão. Antônio José pescado com a utilização de 47 – Numa barreira de fiscalização no município de Filadélfia. equipe de fiscalização deparou-se com uma embarcaç 39 – Durante o trabalho de fiscalização conjunta no rio Amazonas. uma equipe de Fiscais Ambientais conseguiu 51 – Em fiscalização dos comerciantes de uma feira livre. 45 – Em ação de fiscalização em uma feira livre. sem 40 – Em uma rota de fiscalização. mas após minuciosa averiguação do material coletado perceberam 41 – Em uma operação de rotina. a equipe de fiscalização chega ao no córrego da cidade. os Fiscais do ICMBIO estiveram em uma que os pesquisadores estavam coletando espécies que não estavam área de extração de minérios e verificaram que uma determinada empresa constando nas licenças. Mas. documento. no dia seguinte. novamente os Fiscais foram extraindo areia sem licença do órgão ambiental competente. Nessa situação. Nesse caso. verificaram que o volume excedia o valor estipulado no Código de Posturas 43 – Durante atividades de fiscalização em área de extração de minérios. preenchendo os pesquisadores que estavam coletando animais.Durante o atendimento de uma denúncia da Linha Verde. Proceda a autuação. explosivos e portando em sua embarcação 200 kg de pescado. 020/1986. uma equipe a equipe de fiscalização? de fiscalização constatou lançamento de efluentes do Frigorífico Boi Gordo 50 – Em atendimento a uma denúncia. os documentos. 52 – Em atendimento a uma denúncia solicitada pela Prefeitura Municipal. após aferição autuação. outros comerciantes locais estavam incomodados com o excesso as exigências legais da Resolução CONAMA n. os Fiscais do IBAMA chegam ao competente. preenchendo os documentos. uma valor para a multa. Estado do tarrafa. sem licença ou qualquer outro tipo de kg de pescado da espécie Arapima gigas (pirarucu). Nesse caso. como devem proceder? preenchendo os documentos. fazendo a uso excessivo do volume das caixas de som. os Fiscais encontram um os Fiscais do IBAMA encontraram uma pessoa depredando a fonte . Com ele foram encontrados 25 fiscalização encontrou um comerciante vendendo produtos e subprodutos de kg de pescado da espécie Tucunaré. fazendo a descrição da infração e com decibelímetro (aparelho utilizado para medir decibéis). o que deve fazer a descrição da infração e estipule um valor para a multa. fazendo a Monumento Artístico situado na entrada da cidade e encontram duas descrição da infração e estipule um valor para a multa.

e 4 de Toras e Madeiras Folhosas. Brasília (DF). Horizonte: FEAM.htm exemplares de outras espécies de jacarés (Melanosuchus niger e Brusch. Curso Comprimento da tora 5 metros. pequeno município.5 st e Cerrado 2.com. São Paulo (SP). Diâmetros do topo 40 e 30 cm.5 metros. 43. D. Manual Comprimento da tora 5 metros.br/ceamb/petamb/cariboost_files/manual_20de_20saneamento_municipios_feam 55 . Diário Oficial da 56 . e Coeficiente de conversão: Cerrado 2.5 metros.gov.7854. Aperfeiçoamento do Licenciamento Ambiental da Região do Araripe – Pernambuco. Maurício Campos.120. Diário Oficial da União. altura da carga 1. Projeto: Reestruturação e conversão: Amazônia Legal 1. Curso de Formação de Brigada de Combate às Queimadas.º 1 a 6/94. Brasília (DF).Ministério do Meio Ambiente. 2009. Jornal Atitude. IBAMA encontraram uma fábrica de palmito enlatado na zona rural de um Subsecretaria de Edições Técnicas. Ordenamento da fauna silvestre. 74p.Calcule o volume de uma tora irregular que apresenta as seguintes União. Módulo II – Unidade 06: Compilação da Legislação Vigente 57 – Calcule o volume real de madeira serrada em um veículo cujas no Brasil. Brasília (DF). sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente.C.enge.Calcule o volume real de madeira serrada armazenada em um pátio de contaminados.recantodasletras.planalto. M. de Fiscalização. Gráfica Brasiliana: Brasília (DF). 59p. 109p. 23 de julho de 2008.20 metros. 2007. 1998. e Coeficientes de fiscalização. Diâmetro do topo 60 cm.Calcule o volume de carvão vegetal nativo do cerrado depositado na 41p. 30ª ed. Legislação Ambiental Explicada para os Candidatos a edição n. sarrafos de 25 cm cada.M. Largura da pilha 30 metros.com/legislacao/Apostila_Legislacao_Ambiental. BIBLIOGRAFIA SALERA JUNIOR. Disponível em: Concursos de Meio Ambiente.br/saneamento_municipios. Peixoto.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Decreto/D6514. 3ª edição. altura da pilha 6 metros. 2002.planalto. Belo abatidos. ICMBIO – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. os Fiscais não encontraram nenhum BRASIL.228. altura da carga 4. de procedimentos para fiscalização das atividades relacionadas a óleos lubrificantes usados ou 58 . Brasília (DF). 2002. 1984.br/ccivil_03/LEIS/L9605. Brasília (DF). 60 .C. BRASIL. Manual de Saneamento e Proteção Ambiental para os Municípios. de 12 de fevereiro de 1998. Dispõe sobre as SALERA JUNIOR.luminosa situada na praça central da cidade.0 st.S. Francisco de Assis. Disponível em: http://www. Nessa averiguação. 2003.0 st.D. e Coeficiente 70%. http://66. Estado do Mato Grosso. 10. Diário Oficial da União. 02. Nessa situação. Disponível em: Nesse caso. 276p. Disponível em: http://www. os Fiscais do IBAMA encontraram alguns Monte Santo (MG). 114 p. (Apostila). uma madeireira conforme dados oferecidos: Comprimento da pilha de IBDF – Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Florestal. Resolução CONAMA n° 362/2005. Município e meio Paleosuchus trigonatus) da região da Amazônia que estavam sendo criados e ambiente (Manual de saneamento e proteção ambiental para os municípios). 2003. Constante 0.pdf carroceria de um caminhão cujas dimensões são: Comprimento da NÉO.ufop. Dispõe sobre as infrações e documento emitido pela Prefeitura ou qualquer outro órgão. altura da carga 2. os Fiscais outras providências.htm adornos que fazem parte da decoração da fonte luminosa. 2010. 14p. R. Norma para Medição e Classificação madeira 22 metros. 2001. qual o procedimento a ser tomado? 2008.. de 30/06/2007. Santos..br/e-livros/1785127 . de 22 de julho de 2008. como deve proceder a equipe de fiscalização? http://www. 67p. p. 2002.50 metros. Decreto Federal n° 6. Largura da carroceria 2. 9. Giovanni. e dá outras providências. 520p. Disponível em: http://www. sem que isso constasse na licença ambiental do empreendimento. Gurupi (TO). BOTELHO.com. dimensões são: Comprimento da carroceria 6 metros. de Capacitação do Analista Ambiental. Nessa situação. Instituto Brasileiro do Meio carroceria 7 metros. Franco. metros. Disponível em: encontraram o infrator usando um pedaço de madeira para quebrar os http://www.M. Largura da carroceria IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Na verificação. cujas dimensões são: Comprimento da carroceria 5 metros. Programa Nacional do Meio Ambiente – PNMA II.605. Ribeiro. Aprovado pela Portaria IBAMA n.htm 54 – Em vistoria de rotina a um criatório de jacarés (Caiman yacare) no Engenharia & Projetos. R.30 metros. Largura da MMA . Diqua: Brasília (DF).252/ensaios/281395 BRASIL. Armamento e Tiro 59 .A. estabelece o processo administrativo federal para apuração ainda que as instalações da fábrica de palmito não atendiam as exigências da destas infrações. Constante 0.ecosocialnet. IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis.514.Calcule o volume de lenha depositada na carroceria de um caminhão (Apostila). os Fiscais do pelas Emendas Constitucionais de Revisão n. de 28 de março de 2002. Brasília (DF). 1º de abril de 2002.em. Giovanni. 2008.gov.Calcule o volume de uma tora irregular que apresenta as seguintes _2002. dimensões: Diâmetros da base 60 e 40 cm. e dá Gurupi (TO). 84p. Código Penal: Legislação Brasileira. 382p. Apostila de legislação ambiental sobre licenciamento e carroceria 2. J. com as alterações adotadas pelas Emendas Constitucionais nºs 1/92 a 39/2002 e 53 – Em operação de fiscalização pelo Estado do Pará. 2009. Constituição da República Federativa do Brasil: texto constitucional promulgado em como devem proceder os Fiscais do IBAMA? 5 de outubro de 1988.pdf dimensões: Diâmetro da base 80 cm. A Fiscalização e o Policiamento Ambiental. OLIVEIRA.Lei Federal n° 9. Editora Saraiva. Manual 2. 1992.0 Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – IBAMA. 2004.7854. Brasília (DF): Senado Federal. Brasília (DF). 111p. 2008.. IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Lei da Vida . 23 de julho de Vigilância Sanitária. e observaram sanções administrativas ao meio ambiente. M. Disponível em: http://www.

da Superintendência de recolher os animais silvestres (como por exemplo. policiais e fiscais. mesmo É certo que a responsabilidade pela conservação do ambiente e a busca pela melhoria da qualidade de vida não podem ser deixadas apenas nas mãos dos governantes e especialistas no assunto. pesquisadora e Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente. calamidades públicas. Curso de Formação de Fiscais e Agentes de Fiscalização. coveiros. (1) desenvolver atividades de educação ambiental. Manual de Normas e Procedimentos na por atrapalhar o trabalho desses profissionais. SEPLAN: Palmas (TO). Se dependesse somente da boa vontade das pessoas certamente que o trabalho dos policiais e fiscais seria extremamente limitado. AGRADECIMENTOS Ambiente. E-mail: salerajunior@yahoo. médico. Além do mais. Giovanni. 65p. 1998. dentre as quais: Breves. especialmente nos dias de hoje. como por WIKIPÉDIA – A Enciclopédia Livre.br Giovanni Salera Júnior FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL Desde o princípio da humanidade algumas profissões são associadas a aspectos positivos e. Chefe da Divisão de Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de disso. Curso Teoria e Prática de Fiscalização dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) e Instituto Chico Mendes de Conservação da Ambiental (Programa Capacitar para Proteger). como por exemplo: bombeiro. Francisco Renó (“Chico”).PA. Gurupi – Estado do Tocantins. 359. Giovanni Salera Júnior é Mestre em Ciências do Ambiente e Especialista em Direito Ambiental. Dessa maneira. 15. Batalhões e Companhias de Polícia Militar em: http://pt. Publicado no Jornal Mesa de Bar News. (2) realizar serviços de prevenção e extinção de Destaco ainda que essa Apostila se inspira no trabalho da professora Maria de Fátima Morais incêndios florestais. está claro que falar em proteger o meio ambiente se trata. (4) Administração do Meio Ambiente (SUDEMA). chefe do Escritório A maioria das pessoas não sabe que o trabalho dos fiscais e policiais ambientais não se restringe a Regional do IBAMA em Breves. de aceitar as leis vigentes. desenvolver ações cívico-sociais e (5) assessorar a Defesa Civil em casos de catástrofes e Ilha de Marajó .br/artigos/1884931 que colaborar.SALERA JUNIOR. vale destacar que a fiscalização ambiental não depende do bem-querer do cidadão. entre outros. Fiscalização das Reservas Ecológicas. Giovanni Salera Júnior é Mestre em Ciências do Ambiente e Especialista em Direito Ambiental. 13p. Delegacias Especializadas em Meio Ambiente (DEMA) e Secretarias Municipais de Meio 10. temos visto um crescimento da preocupação com as questões ambientais e. edição n. parteira e professor. Eles atuam para prevenir e combater as ações predatórias contra a natureza. estaduais e municipais que tratam da proteção do meio ambiente. são desmerecidos.com. e complementarmente pelas autoridades estaduais e municipais. associado a isso. Além Elisangela do Socorro Moreira. A fiscalização ambiental apresenta-se como uma necessidade do governo para fazer cumprir sua missão de defensor e promotor dos interesses relativos à ordem jurídica e social.938 de 31 de agosto de 1981. que são representadas pelas temíveis blitz e abordagens. completam o SISNAMA os órgãos e as legislações Aproveito esse momento para agradecer a todos que direta ou indiretamente tornaram esse trabalho federais. já outros profissionais recorrentemente recebem adjetivos negativos e. Sinto-me grato pela realização de mais um importante trabalho e estou certo de que a elaboração Todos esses órgãos juntos devem atender à Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA) dessa Apostila só foi possível por ter contado com estímulo e ajuda de inúmeras pessoas de diversas estabelecida pela Lei Federal nº 6. reconhecendo o trabalho desses profissionais que desempenham um papel primordial. 66p. Diego Meireles do ICMBIO. formando com isso o Sistema instituições. muitas vezes. Recentemente. Janeiro de 2010. p. são valorizadas pela sociedade. que estejam na área urbana.com. cobradores de impostos. (3) Morosine. em especial ao Engenheiro Mecânico. 2009. e a srª simples execução de ações ostensivas. cada cidadão deve buscar a melhoria da qualidade de vida associada a conservação da natureza entendendo que todos somos responsáveis pela manutenção conjunta de nosso planeta. Biodiversidade (ICMBIO).org/wiki/Meio_ambiente Ambiental. em geral. lixeiros. as cobras). 2001. entre outras coisas. É certo que ninguém gosta de ser abordado por um policial ou fiscal para ter seus pertences.wikipedia. ainda assim terá de Marajó (PA). de 23/04/2010. Nacional de Meio Ambiente (SISNAMA). Portanto. tem aumentado o número de fiscais e policiais ambientais em todos os estados e em inúmeros municípios brasileiros. A ação fiscalizatória é exercida em nível nacional pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e TOCANTINS – Governo do Estado do Tocantins. veículo ou estabelecimento comercial inspecionado. Ilha que alguém não goste de ser abordado pelos fiscais e policiais ambientais numa blitz. Meio Ambiente. tais como: políticos. pois esse trabalho é executado sempre se levando em conta que o interesse da sociedade em proteger o meio ambiente é maior que o interesse individual de quem está sendo fiscalizado. E-mail: salerajunior@yahoo. do Estado da Paraíba. simultaneamente com os de proteção e salvamento de vidas e materiais. mas devem ser assumidas por todos aqueles que acreditam na capacidade que temos de encontrar soluções para os diversos problemas do nosso dia-a-dia. Disponível em: http://www.br Giovanni Salera Júnior . ao Analista Ambiental. caso contrário poderá ser punido pela aplicação da legislação sofrendo penas diversas SEMA – Secretaria Especial do Meio Ambiente. Os fiscais e policiais ambientais são aqueles profissionais que realizam toda vigilância e controle em nome do poder público visando a proteção dos bens ambientais. realidade.com. esses profissionais têm por dever e obrigação executar inúmeras outras ações. Brasília (DF).recantodasletras. 2010. Assim. Mas. Disponível exemplo: Órgãos Estaduais de Meio Ambiente (OEMA).