MATEMÁTICA

FINANCEIRA I
MÓDULO II – JUROS COMPOSTOS E
TAXAS DE JUROS

Fortaleza, Agosto/2003

Redação:

Sílvia Azevedo Valente

Correção:

Manoel Crisóstomo do Vale

Revisão:

André Luiz Marinho de Souza
Arlan Mendes Mesquita
Fernando Luiz Emerenciano Viana
Júlio Silva Filho
Maria Conceição R.de Freitas
Sergio Augusto Simonetti

Matemática Financeira

SUMÁRIO
VISÃO GERAL DO MÓDULO ................................................................................................................02
I – JUROS COMPOSTOS ......................................................................................................................03
Atividade de Ensino/Aprendizagem No 1 ...........................................................................................03
Atividade de Estudo No 1 ...................................................................................................................08
II – TAXAS DE JUROS ..........................................................................................................................17
Atividade de Ensino/Aprendizagem No 2 ..........................................................................................17
Atividade de Estudo No 2 ...................................................................................................................26
III – EXERCÍCIOS RESOLVIDOS ..........................................................................................................29

BIBLIOGRAFIA.......................................................................................................................................46

DIREITOS RESERVADOS AO BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S/A
Proibida a reprodução total ou parcial desta obra, sem a prévia autorização do Banco do Nordeste do Brasil S/A

Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros

1

Matemática Financeira

VISÃO GERAL DO MÓDULO
1. JUROS COMPOSTOS
2. TAXAS DE JUROS

OBJETIVO GERAL
-

Entender e executar operações que envolvam Juros Compostos e os diversos tipos de
Taxas de Juros, inclusive utilizando calculadora financeira.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
-

. Resolver problemas aplicando os conceitos de Juros Compostos; e

-

. Resolver problemas aplicando o conceito e a classificação de Taxa de Juros.

Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros

2

000.Matemática Financeira I – JUROS COMPOSTOS 1. não há a capitalização no final de cada período. Na operação anterior o montante. incorporados ao capital e reaplicados. para também render juros nos períodos seguintes.20 = 288 Saldo no fim do ano 1.20 = 200 1.200 1.00 por três anos. a juros simples. Já no caso de juros compostos.00 + R$ 240.440 x 0. Uma operação é realizada com juros compostos quando os juros que devíamos no final de cada período são incorporados ao capital.00 à taxa de juros compostos de 20% a.00 + R$ 288..1 .440 + 288 = 1728 No caso de juros simples.00).000 x 0. durante 3 anos.600.00 anuais (que não foram reaplicados) e ao final do período R$ 600. ou seja. Como vimos na tabela anterior. ao final do período de três anos. i 1. ao final de cada ano os juros são capitalizados. portanto. quem investiu R$ 1. teria obtido de juros R$ 200.00 (R$ 200. Logo. A Essa sistemática de incorporação periódica de juros chamamos de capitalização.Atividade de Ensino/Aprendizagem Nº 1 Objetivo: Resolver problemas aplicando o conceito de juros compostos.20 = 240 1.200 x 0.00.440 1. passando esse montante a render juros no próximo período. teria sido calculado juros no valor de R$ 728.00.000 1.200 + 240 = 1. é chamado de período de capitalização. qual será seu saldo credor no fim do terceiro ano ? Resolução: Período de Tempo (n) 0 1 2 3 saldo no início do ano 1000 1200 1440 Juros = PV . Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 3 . seria de R$ 1.000.000 + 200= 1.a. O intervalo de tempo utilizado para calcular os juros e incorporá-los ao Principal ou Valor Presente (PV). Exemplo: Se Cid emprestar R$ 1.

i Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 4 . a uma taxa de juros i por período.00 e a juros compostos o capital rendeu R$ 728.i . I) FV1 = PV (1 + I) No fim do segundo período os juros serão calculados sobre o montante do início do período. ou seja FV1. chamamos de remuneração dos juros sobre juros. onde é feita a correção do capital com juros sobre juros. I e o montante será FV2 = FV1 + J2 FV2 = PV (1 + I) + PV (1 + I) .00 – R$ 600.Matemática Financeira A maioria das operações do mercado financeiro é trabalhada com juros compostos. e o montante é FV1 = PV + J FV1 = PV + (PV . No caso de juros simples o total de juros foi R$ 600. teremos: FV2 = PV (1 + i) .00 = R$ 128. A essa diferença R$ 728. I Colocando PV (1 + i) em evidência. (1 + i) FV2 = PV (1+ i)2 No fim do terceiro período os juros serão: J3 = FV2 . I = PV(1+I) . logo temos: J2 = FV1 . Mais adiante retornaremos à comparação juros simples x juros compostos. i = PV (1 + i)2 . * FÓRMULA DO MONTANTE OU VALOR FUTURO Vamos supor um capital PV aplicado por n períodos de tempo.00.00. Os juros que refletem essa aplicação ao fim do primeiro período é J = PV.

Matemática Financeira E o montante será FV3 = FV2 + J3 FV3 = PV (1 + i)2 + PV (1 + i)2 . teremos ao final do enésimo período: FVN = PV (1 + i)n • Ao fator (1 + i)n chamamos de fator de capitalização ou fator de valor futuro. 1 (1 + i)n 1 (1 + i)n chamamos de fator de valor presente. É o fator pelo qual multiplicamos o valor do resgate para conhecermos o valor do investimento. (1 + i) FV3 = PV (1 + i)3 Se continuarmos com o mesmo raciocínio. Se isolarmos o valor do capital da equação acima. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 5 . fator de desconto ou fator de atualização. fica assim: PV = FV (1 + i)n Ao fator = FV . i Colocando PV(1 + i)2 em evidência: FV3 = PV (1 + i)2 . É o fator que devemos multiplicar o valor do capital para termos o valor final da operação.

i FV = PV (1+i. obtém-se um gráfico que permite uma melhor visualização comparativa do comportamento dos juros simples e dos juros compostos. relacionando-se os períodos com os juros acumulados em cada regime. comparando-se os resultados nos regimes de juros simples e compostos (valores arredondados): Período 0 10 dias 20 dias 30 dias = 1 mês 60 dias = 2 meses 90 dias = 3 meses 120 dias = 4 meses Capital Inicial (PV) 100 100 100 100 JUROS SIMPLES Juros Montante Acumulados (FV) 0 10 20 30 100 110 120 130 Capital Inicial (PV) 100 100 100 100 100 60 160 100 90 100 120 JUROS COMPOSTOS Juros Montante Acumulados (FV) 0 9 19 30 100 109 119 130 100 69 169 190 100 120 220 220 100 186 286 A partir dos dados da tabela acima. sendo diretamente proporcionais ao tempo e à taxa (J=PV. o qual é mostrado a seguir: Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 6 . considerando-se uma taxa de juros de 30% a.Matemática Financeira JUROS SIMPLES X JUROS COMPOSTOS Observamos anteriormente que o regime de capitalização simples se caracteriza pelo fato dos juros incidirem sempre sobre o capital inicial. então. sendo melhor observada com o auxílio da tabela abaixo: Juros Simples Capital inicial J = PV.i).n) Base de Cálculo Juros Montante (Valor Futuro) Juros Compostos Capital + juros acumulados J = PV(1+i)n-PV FV = PV(1+i) n Supomos o exemplo abaixo. que consiste na aplicação de uma capital inicial (PV) de R$ 100.m.00. os juros gerados pela aplicação são incorporados ao capital para participarem na formação dos juros dos períodos seguintes. é a base de cálculo dos juros a cada período. A principal diferença. Já no regime de capitalização composta. que é o mais utilizado.

b) No período igual ao período de capitalização da taxa. d) No regime de juros simples. os juros acumulados no regime de juros compostos são cada vez maiores do que os acumulados no regime de juros simples. c) Em períodos maiores que o período da taxa. o capital cresce linearmente. pode-se chegar às seguintes conclusões: a) Em períodos menores que o período de capitalização da taxa.Matemática Financeira Juros Acumulados Juros Juros 10 20 30 40 50 60 Dias Observando-se a tabela e o gráfico acima. o crescimento do capital ao longo do tempo ocorre em progressão geométrica Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 7 . em progressão aritmética. os juros acumulados pelos regimes de capitalização simples e composto são iguais. e) No regime de juros compostos. os juros acumulados no regime de juros simples são sempre maiores que os acumulados no regime de juros compostos.

necessário para produzir um valor futuro Î FV após n períodos de capitalização. • Ao fator (1 + i)n chamamos fator de capitalização. Aprendemos com a expressão genérica FV = PV (1 + i)n. FV (1 + i)n 1 chamamos de fator de desconto. * Se fizermos PV = ao fator FV .Matemática Financeira 1. (1 + i)n ou PV = 1 . como achar o valor presente Î PV. a uma taxa i de juros compostos (por período de capitalização). (1 + i)n Para os problemas que envolvem o Valor presente Î PV O Valor Futuro Î FV A taxa de Juros Î i E o número de períodos Î n Observamos um esquema padrão: Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 8 .2 – Atividade de Estudo Nº 1 • Juros Compostos: Objetivo: * Resolver problemas aplicando o conceito de Juros Compostos.

25. ao aplicar um capital de R$ 9. = 0. Qualquer dúvida que porventura venha a surgir.. Mãos à obra! Exemplo 1: Que valor Rafaela resgatará ao final de 8 anos.500.00 n = 8 anos i = 50% a.500 . Observem com bastante atenção a resolução dos exercícios. lembrem-se que existem instrutores sempre prontos para saná-las.474. a.62891 FV =R$ 243. a uma taxa de juros de 50% a.500. as quais surgem diariamente em nossas vidas.50 a.50)8 FV = 9.Matemática Financeira FV i 0 1 2 3 4. n períodos PV Os exemplos seguintes têm o objetivo de fixar os conceitos e o formulário relacionados com situações que exigem a utilização dos juros compostos..00 ? Resposta: PV = R$ 9.61 Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 9 .500 (1 + 0. a. FV = PV (1 + i)n FV = 9. a.

5% a.09 % a. • a taxa de juros compostos cobrada pelo banco na operação.00 • Para encontrarmos a taxa de juros composta cobrada pelo banco na operação.00 é descontado num banco à taxa de desconto de 4. m. 4 D = R$ 144.219512 PV 656.219512) ¼ i = 1.000.000 – 144. n = 120 dias = 4 meses Desconto Î D = FV. Considerando como sendo desconto por fora. m.000 = 1.000 | | 0----------1----------2----------3----------4 meses | | | 656.5% a.0509 – 1 = 0.00 d = 4.m. d .000. Resolução: FV = R$ 800. faremos: | 800.000.045 . fazemos: PV = FV – D PV = 800.000 . ou Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros i = 5.000 1 + i = (1. 000 = R$ 656. calcule: • o valor líquido recebido pelo cliente. 0.000.000 FV = PV (1 + i)n FV = PV (1 + i)4 (1 + i)4 = FV = 800. m.Matemática Financeira Exemplo 2: Um título de R$ 800. e prazo de 120 dias. 10 . n D = 800.00 • Para encontrarmos o valor líquido recebido.0509 a.

responda: | FV = ? | | 0----------1----------2----------3----------4 meses | | | PV = R$ 1. ? Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 11 .000.073967) FV = R$ 1.073. ao capitalizar R$ 1. ? Resolução: PV = R$ 1. m. FV = PV(1 + i)n FV = 1000(1+ 0.00 a uma taxa de juros de 1.000.8 % a.Matemática Financeira Lembre sempre que: Taxa de desconto não mede o custo do dinheiro.00 a uma taxa de juros de 2.000.00 n = 4 meses i = 1. m. m.018)4 FV = 1000(1. Exemplo 3: Observando o fluxo abaixo. Quem mede o custo do dinheiro é a relação entre o que a pessoa paga e recebe.5 % a.8% a.00 Quanto Raimundo terá acumulado ao final do quarto mês.97 Exemplo 4: Quanto Maria Rita deverá investir hoje para ao final de 5 meses obter R$ 1.000.

---------.000.85 Exemplo 5: Quanto Carlão terá acumulado ao final de 20 meses.2% a.30 Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 12 .Matemática Financeira Resolução: | FV = 1.012)20 FV = R$ 3.000 (1 + 0.00 n= 20 meses i= 1. a uma taxa de juros de 1.00? Resolução: | FV = ? | 0----------1------2---------... m.000 | | 0----------1----------2----------3----------4------------5 meses | | | PV = ? PV = FV (1 + i)n Como o valor de FV = R$ 1.000 (1 + 0.000. m.00 i= 2..808.20 meses | | PV = R$ 3.. n = 5 meses PV = 1.000..2% a. FV = PV (1 + i)n FV = 3. a partir de um principal de R$ 3. m.00 PV = R$ 3.025)5 PV = R$ 883.5% a.000..

Qual a taxa de rentabilidade do investimento? Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 13 .10.000.Matemática Financeira Exemplo 6: Qual o principal necessário para Felix obter um montante de R$ 12.994.00 n = 8 meses i = 1.557. m.1 i PV = running = .00 (1 + 0.000.1% a.m.1% a. a uma taxa de juros de 1.000.000.00 | 0----1----2----3----4----5----6----7------8 meses | | | PV = ? FV = R$ 12.000.00 ao final de 8 meses.000 FV 8 n 1.? Resolução: | FV = R$ 12.41 Exemplo 7: Henilton investe R$ 1.994.41 Vejamos nas teclas financeiras da HP-12C f FIN 12.97. PV = FV (1 + i)n PV = 12.011)8 PV = R$ 10.00 e após 15 meses recebe R$ 1.

557.557.557.97 = (1 + i)15 1000 1.557.97 n =15 meses i =? Então: FV = PV (1 + i)n 1.557971/15 = [(1 + i)15]1/15 1.03 = i ou i = 3% a.000 1..03 = 1 + i 0.0% PV Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 14 .97 15 i = running = CHS FV n 3.--------------15 meses | | | PV = R$ 1.m.000.55797 = (1 + i)15 1.97 = 1.000.Matemática Financeira Resolução: | FV = R$ 1.000(1 + i)15 1.97 | | 0----1-----2-----3-----------------------------.557. Î Na máquina HP-12C: f FIN 1.00 FV = R$ 1.00 Como: PV = R$ 1..

----------------48 meses | | | PV = R$ 3.00 hoje a uma taxa de juros de 2% a.000.761.00 como: PV = R$ 3.m. se aplicar R$ 3.02)48 FV = 7.000.000.m.. ? Resolução: | FV = ? | | 0------1--------2-------3------.21 Exemplo 9: Quanto Ângela terá daqui a 75 meses ao aplicar R$ 2.761.. ? Resolução: | FV = ? | | 0----------1----------2----------3-------------.----------------------75 meses | | | | PV = R$ 2.000..Matemática Financeira Exemplo 8: Quanto Siebra terá daqui a 48 meses.00 Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 15 .000.21 Î Usando as teclas financeiras da máquina HP-12C: f FIN 3.00 a uma taxa de juros de 1..000 48 n 2 i PV = running = CHS PV 7.5% a.00 n = 48 meses i = 2% FV = PV (1 + i)n FV = 3000 (1 + 0.

18 Î Usando a máquina HP-12C: f FIN 2.000.000 75 n 1.015)75 FV = R$ 6.5 i FV = running CHS PV = 6.109.00 n= 75 meses i = 1.Matemática Financeira Como: PV = R$ 2.5% FV = PV (1+i)n FV = 2000 (1+0.109.18 Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 16 .

i= J PV As taxas de juros seguem a seguinte classificação: 01) Quanto ao Regime de Capitalização A) Proporcional B) Equivalente 02) Quanto à Coincidência do Tempo de Capitalização A) Efetiva B) Nominal 03) Quanto ao Processo Inflacionário A) Real B) Aparente ou Nominal As taxas de juros são assim representadas: * ia => taxa de juros anual.TAXAS DE JUROS 2. * is => taxa de juros semestral.Atividade de Ensino/Aprendizagem Nº 2 Objetivo: Resolver problemas aplicando o conceito e a classificação de Taxa de Juros.Matemática Financeira II . etc. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 17 . Conceito: Taxa de juros é a razão entre os juros (J) pagáveis ao final de um período e o dinheiro que se deve no inicio do período (PV).1 . * id => taxa de juros diária. * im => taxa de juros mensal. . * it => taxa de juros trimestral. * iq => taxa de juros quadrimestral.

no regime de capitalização de juros simples. a uma taxa de juros simples de 10% ao semestre? Resolução: PV =R$1. 12)] ia = 12 .é quando.000. 1.00 n = 3 anos = 6 semestres i = 10% a .00 .Matemática Financeira A) CLASSIFICAÇÃO DAS TAXAS DE JUROS 01) Quanto ao Regime de Capitalização a) Taxas de Juros Proporcionais . s . n)] PV [ 1 + (ia . = 0.60 FV = R$ 1. [ 1 + (ia . e 7% a. aplicando R$1. fornecem o mesmo montante acumulado ao final do período.00 Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 18 . m . são proporcionais? Resolução: FV= PV[ 1 + (i . a.000. Exemplo 1: As taxas 84% a .000.00. 6)] FV = 1.00 [ 1 + (0. n)] FV = 1.10 FV =PV[ 1 + (i . ao serem aplicadas a um mesmo capital por igual período.600. m . 1)] = [ 1 + (im . 1)] = PV[ 1 + (im .000. 12)] ia = taxa de juros ao ano Æ 84% a . im = taxa de juros ao mês Æ 7% a .10 . Im ou im = ia 12 84 = 12 . a . 7 Exemplo 2: Quanto teremos ao final de 3 anos.

2 = iq . is = 26 = 13% a.Matemática Financeira Exemplo 3: Quais as taxas semestral. im = 26 = 2. mensal e diária que são proporcionais à taxa de 26% a. 360 = ia id = ia 360 logo.? Resolução: * taxa semestral Æ is . it = 26 = 6. 3 = it .t.12 = ia im = ia 12 logo . 12 * taxa diária Æ id . 360 Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros Regime de Juros Simples 19 . m . trimestral.07% a. 12 = id . id = 26 = 0.5% a. 4 = im .a.d. 360 Então. 2 * taxa trimestral Æ it . 4 = ia it = ia 4 logo. 2 = ia ia 2 is = logo.s. 4 * taxa mensal Æ im .17% a . temos a relação: ia = is .

por um mesmo prazo (1 ano é igual a 12 meses).126. Pelo nosso exemplo temos que: FV 12.83) ou o mesmo montante (R$ 1.a. vamos definir uma fórmula para encontrar taxas equivalentes. FV = PV (1 + i) n FV =1000 (1 + 0. às taxas de 12. Exemplo 1: Calcular o juro produzido pela aplicação de um capital de R$ 1.m.PV J = 126.1 Assim.m.Matemática Financeira b) Taxas de Juros Equivalentes: duas ou mais taxas são equivalentes quando aplicadas sobre o mesmo capital.00 J = 126. produzem o mesmo juro ou o mesmo montante.83 b) 1% a.126.000. O expoente é 12 porque um ano possui 12 meses. aplico a fórmula acima .a. a) 12. m . no regime de juros compostos.000. por um mesmo prazo.83 J = FV .83).000.00. a .m.126825)1 FV = 1. FV = PV (1 + i) n FV = 1000 (1 + 0.83 Conclusão: 12.6825% a.01)12 FV = 1. Agora.a. no regime de juro composto. é equivalente a 1% a.6825% a.83 J = FV – PV J = 1.6825% a.6825% a.83 – 1.126.00). por um prazo de um ano.produzem o mesmo juro (R$126. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 20 . quando tenho uma taxa de juros ao mês e quero saber a equivalente ao ano. = FV 1% a . PV (1 + i ano) 1 = PV (1 + i mês) 12 1 + i ano = (1 + i mês) 12 i ano = (1 + i mês) 12 . e 1% a. pois aplicadas sobre o mesmo capital (R$ 1.126.

aplico a fórmula acima . Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 21 .49 % a. PV (1 + iano) 1 = PV (1 + imês)12 (1 + iano ) = (1 + imês) 12 Elevando ambos os membros da igualdade ao expoente 1/12.1 = im im = 5. = FV 1% a.90) = (1 + im) 12 1.1. pois um ano tem 4 trimestres is = (1 + im)6 . pois um trimestre é 1/4 de ano im = (1 + is) 1/6 -1.6825 % a. temos (1 + iano)1/12 = [ (1 + imês) 12 ]1/12 (1 + iano)1/12 = 1 + imês (1 + iano)1/12 – 1 = imês Assim. a. Esse raciocínio é válido para os outros períodos de tempo : is = (1 + ia)1/2 -1. quando tenho uma taxa de juros ao ano e quero saber a equivalente ao mês. temos: FV 12. pois um semestre tem 6 meses im = (1 + id)30 . com capitalização anual? Resolução: (1 + ia) = (1 + im) 12 (1 + 0.m.Matemática Financeira Esse raciocínio é válido para os outros períodos de tempo: ia = (1 + is)2 . pois um mês é 1/6 de semestre Exemplo 1: Qual a taxa mensal equivalente a 90% a. porque um mês é um doze avos de um ano .1. pois um ano tem 2 semestres ia = (1 + it)4 . pois um mês comercial tem 30 dias E no caso inverso? Qual a taxa equivalente ao mês quando tenho uma taxa de juros ao ano? Continuando com o nosso exemplo.1.90 (1 / 12) = 1 + im 1.0549 . a.1. m. O expoente é 1/12. pois um semestre é 1/2 ano it = (1 + ia)1/4 -1.

a uma taxa de juros simples de 20% a . aplicando R$ 1. capitalizados anualmente 14% a.08) 1/30 . capitalizados mensalmente 53% a. Exemplo: caderneta de poupança .000. É usual afirmar que a taxa efetiva corresponde exatamente ao custo do dinheiro. Sobre a taxa efetiva. 02) Quanto à Coincidência do Tempo de Capitalização a) Taxa de Juros Efetiva . a ..? Resolução: (1. m.. Quando as unidades de tempo da taxa e do período de capitalização coincidirem. não é necessário mencionar o período de capitalização. t.d. a. capitalizados anualmente ? Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 22 .00.é aquela em que a unidade de referência de seu tempo coincide com a unidade de tempo dos períodos de capitalização.. observe as seguintes considerações: i. capitalizados trimestralmente * lembre-se que “capitalização mensal” significa dizer que os juros são cobrados ou recebidos mensalmente.m. Exemplo 1: 24% a. Exemplo 2: Quanto teremos ao final de 3 anos. ii.257% a.Matemática Financeira Exemplo 2: Qual a taxa diária equivalente a 8% a.1 = id id = 0.

FV = PV [ 1 + (i . O importante é a taxa de juros efetiva embutida na taxa nominal.a. apesar de possuir o mesmo nome. não deve ser confundida com a taxa nominal citada anteriormente.00 [ 1 + (0.2. n)] FV = 1. 03) Quanto ao Processo Inflacionário a) Aparente ou Nominal: é aquela taxa de juros que inclui a variação da inflação (correção monetária) e os juros realmente recebidos ou pagos. 1.3)] FV =1. a .Matemática Financeira Resolução: PV = R$ 1. b) Real: aquela taxa correspondente à taxa aparente descontada a taxa de inflação .000.00 b) Taxa de Juros Nominal – é aquela em que a unidade de referência de tempo da taxa não coincide com a unidade de tempo dos períodos de capitalização.00 n = 3 anos i = 20% a . = 0.600. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 23 .000. Assim. capitalizados mensalmente Esta taxa de juros não representa a taxa efetiva ocorrida na operação. capitalizados mensalmente • 42% a. capitalizados semestralmente • 28% a.000.s. Exemplos: • 15% a. pois ela é que será aplicada em cada período de capitalização. ela não é utilizada no mercado financeiro para calcular os juros efetivos das operações.60 FV = R$ 1.a.20 a . a .00 .

uma pessoa auferiu um ganho aparente de 20%. Valor atualizado pela Inflação : (iINF = 5% a . Taxa de Juro Real (ir) Aplicando o conceito de taxa de juros. a) FV = PV (1 + i) n FV = 1000 (1 + 0. Resolução: Vamos supor que essa pessoa aplicou R$ 1. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 24 .a. ou 14.000. Juro Real 1.200 ii.a.050 iii.a.a. Assim. FORMA ERRADA: algumas pessoas simplesmente subtraem as duas taxas: 20% - 5% = 15% a.05) 1 FV = 1.200 – 1. temos: i = J = 150 PV 1050 = 0.29 % a. procedemos do seguinte modo: i. R$ 200. iv.00. Valor Resgatado (Valor aparente: ia = 20%.1429 a.050 = 150 Então.a. Lembre–se que R$ 1.050.Matemática Financeira Exemplo: Numa determinada aplicação financeira pelo prazo de 1 ano. Sabendo que a taxa de inflação do período foi de 5%.29% a.20) 1 FV = 1. Observe que essa forma de proceder é errada . pois como vimos anteriormente a taxa real correta é de 14.00 de rendimento da aplicação descontando R$ 50.00 é o valor presente (aplicação) atualizado pela inflação.00 de rendimento real.00 de inflação nos fornece R$ 150. a) FV = 1000 (1 + 0. pede-se a taxa que expresse o ganho real do aplicador.

temos iR = PV ( 1 + i A ) PV ( 1 + i INF ) iR = - PV ( 1 + i INF ) PV ( 1 + i INF ) 1 + iA −1 1 + i INF Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 25 . Vimos que: iR= 150 . definir uma fórmula. temos : iR = PV ( 1 + iA ) .onde 1050 150 = 1200 – 1050 = PV (1 + iA) – PV (1 + i INF) e 1050 = PV (1 + i INF) colocando essa equação na fração anterior de taxa de juros real.Matemática Financeira FÓRMULA: vamos agora.PV ( 1 + i INF ) PV ( 1 + i INF ) Transformando a fração em duas.

s.s.16% a . 2) = (1 + ia) is = ia 2 is = 12 = 6% a.Matemática Financeira 2. (1 + is . Î Tipos de taxa de juros 01) Quanto ao regime de capitalização a) Taxa de juros proporcional Î Quando aplicadas ao mesmo capital. a. e 12% a.4) 4 ia = 3. fornecem o mesmo montante acumulado ao final do período. produz o mesmo montante. no regime de juros compostos. no mesmo período. Exemplo: Calcular a taxa anual e a taxa mensal equivalente a 40% a . Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 26 .2 . por igual período. Exemplo: 6% a.1 = 2. Resolução: taxa anual : (1 + ia) = (1 + it) 4 (1 + ia) = (1 + 0.Atividade de Estudo Nº 2 Objetivo Î Resolver problemas aplicando o conceito e a classificação de taxa de juros.8416 . t .8416 ia = 284. no regime de juros simples. 2 b) Taxa de juros equivalentesÎ diz-se das taxas que aplicadas ao mesmo principal. Î Conceito de taxa de juros: razão entre a receita que se obteve ao final de uma operação (J) e o valor do investimento (PV). a .

capitalizados semestralmente 03) Quanto ao processo inflacionário a) Taxa Real => é a taxa aparente descontada a taxa de inflação . capitalizados mensalmente.1187 – 1 = 0. capitalizados anualmente.a. m. a) Taxa efetiva de juros Î é quando o período de capitalização é o mesmo período que a taxa de juros se refere.m. etc. Exemplo: 87% a.87% a.1187 im = 11.a.4) (1/3) = (1 + im) im = 1.2% a. a.2% a. 02) Quanto à coincidência do tempo de capitalização.a. Exemplo: - 1.Matemática Financeira taxa mensal: (1 + it) = (1 + im) 3 (1 + it) (1/3) = (1 + im) (1. em um banco.m. Que remuneração real recebe o cliente se a inflação for de 4% a. 3.? Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 27 . é de 28% a. Exemplo: A taxa de juros para aplicações de médio prazo. capitalizados diariamente - 43% a. b) Taxa nominal Î quando o período de capitalização não coincide com o período anunciado na taxa.

28 −1 1 + 0. b) Taxa Aparente ou nominal Î inclui a taxa de inflação e a taxa real de juros.05) – 1 iA = 0.08) (1 + 0. ou 13. i R = 1 + iA .a. de juros reais.a.2308 a.a. considerando uma inflação de 5% a. a. ou 23. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 28 . Exemplo: Calcular a taxa aparente anual que deve cobrar uma financeira.134 a.1 1 + i INF 1 + i R = 1 + iA 1 + i INF (1 + iR) (1 + iINF) = 1 + iA iA = (1 + iR) (1 + iINF) – 1 iA = (1 + 0. para que ganhe 8% a.04 iR = 0.a. a.4% a.Matemática Financeira iR = 1 + iA −1 1 + i INF iR = 1 + 0.08 % a.

38 = 0. mensal e diária proporcionais à taxa de juros de 38% a. Observe-os atentamente.38 = 0.19 ou 2 is = 19% a. Se possível. Semestral Æ is = ia 2 is = 0.Matemática Financeira III – EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Os exercícios seguintes visam à consolidação dos conceitos. Qualquer dúvida que porventura venha a surgir. não deixando que nenhuma dúvida permaneça. após uma primeira lida.00106 360 id = 0. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 29 .17% a .? Resolução: ia = 38% a. Mãos à obra! Exemplo 1: Quais as taxas semestral.s. m . d . Mensal Æ im = ia 12 im = 0. lembrem-se que existem instrutores sempre prontos para saná-las. Diária Æ id = ia 360 id = 0.a. tente resolvê-los sem consultá-los.38 = 0.0317 12 im = 3.a.106% a .

semestral e anual equivalentes à taxa de 4% a.04) 12 = (1 + ia) ia = 1.12% a.601 ia = 60.? Resolução: im = 5.Matemática Financeira Exemplo 2: Que taxa mensal é proporcional à taxa de juros de 9. = 0.0954 = 0.d .0017 ou 0. a .04 Anual Æ (1 + im) 12 = (1 + ia) (1 + 0.0159 = 1. = 0. ? Resolução: i = 9. 6 Exemplo 3: Qual a taxa diária que é proporcional à taxa de 5.m.m.17% a. m .m.0512 im = 30. Exemplo 4: Quais as taxas trimestral.54% a.? Resolução: im = 4% a.1 = 0. id id = 0.54% a .1% a . s.12% a .601 . = 0. s .0512 30 id = 0.0954 is = i m . Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 30 .m. 6 i m = is 6 im = 0.59% a.

1664 – 1 = 0. Trimestral Æ (1 + im) 3 = (1 + it) it = (1 + 0. Exemplo 5: Quais as taxas mensal. = 0.08 Anual Æ (1 + ia) = (1 + it) 4 ia = (1 + 0.04) 6 = (1 + is) is = 1.1 = 0.265 is = 26. s . t .05% a .1 ia = 1.04) 3 .1 is = 1. ? Resolução: it = 8% a . a .1249 .1 = 0. semestral e anual equivalentes à taxa de 8% a.08) 2 . Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 31 .5% a .1 it = 1.1664 is = 16.1249 it = 12. s .08) 4 .Matemática Financeira Semestral Æ (1 + im) 6 = (1 + is) (1 + 0.265 -1 = 0. Semestral Æ (1 + is) = (1 + it) 2 is = (1 + 0.360 .49% a .64% a . t . t.3605 ia = 36.

logo : (1 + id) 180 = (1 + is) Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 32 .18) (1/12) .38 Como um semestre tem 6 x 30 dias = 180 dias.? Resolução: ia = 18% a.m.39% a . Exemplo 7: Qual a taxa diária equivalente à taxa de 38% a .a.08) (1/3) -1 im = 1 .1 im = (1.Matemática Financeira Mensal Æ (1 + im) 3 = (1 + it) im = (1 + it) (1/3) .026 .6% a. a. = 0.18 (1 + im) 12 = (1 + ia) im = (1 + ia) (1/12) .1 = 0.014 – 1 = 0. Exemplo 6: Qual a taxa mensal equivalente à taxa de 18% a. ? Resolução: is = 38% a . m .0139 im = 1.1 im = 1.026 im = 2. s . s = 0.1 im = (1.

a.38) (1/180) .0267) 12 – 1 ia = 1.m. = 0.3719 ia = 37.d.1 = 0.0267 12 Taxa efetiva mensal Î 2.19% a.32 a) MENSAL Æ im = ia 12 im = 0.1 = 0.Matemática Financeira id = (1 + is) (1/180) .67% a.a.1 id = 1.3719 .1 ia = (1.18% a. com capitalização: a).a.00179 .mensal b) trimestral c) semestral Resolução: i = 32% a. Exemplo 8: Obter as taxas efetivas anuais equivalentes à taxa nominal de 32% a. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 33 .1 id = (1 + 0. • Para encontramos a taxa efetiva anual.32 = 0.00179 id = 0. fazemos: (1 + im) 12 = (1 + ia) ia = (1 + im) 12 .

1 = 0. c) SEMESTRAL Æ is = ia 2 is = 0. fazemos: (1 + is) 2 = (1 + ia) ia = (1 + is) 2 .16) 2 .1 = 0.3456 ia = 34.56% a . fazemos : (1 + it) 4 = (1 + ia) ia = (1 + 0.3456 .s. • Para termos a taxa efetiva anual.32 = 0.3605 ia = 36.Matemática Financeira b) TRIMESTRAL Æ it = ia 4 it = 0. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 34 .1 ia = (1 + 0.05% a . t.32 = 0.08) 4 .1 ia = 1. a .3605 . a . • Para encontramos a taxa efetiva anual.1 ia = 1.08 4 Taxa efetiva trimestral Î 8% a.16 2 Taxa efetiva semestral Î 16% a.

= 0.Matemática Financeira Exemplo 9: Obter taxas efetivas anuais equivalentes a uma taxa nominal de 16% a.1723 ia = 17.a.0133) 12 ..04 4 Taxa efetiva trimestral Î 4% a.1 = 0.16 = 0.a. Resolução Mensal Æ ia = 16% a.a. com capitalização: a) mensal.16 i m = ia 12 im = 0.33 % • Para encontrar a taxa efetiva anual. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 35 . b) trimestral.t.0133 12 Taxa efetiva mensal Î 1. c) semestral.1 ia = 1.23% a.1723 . fazemos assim: (1 + im) 12 = (1 + ia) ia = (1 + 0. Trimestral Æ it = ia 4 it = 0.16 = 0.

16 = 0. Semestral Æ is = ia 2 is = 0.08 2 Taxa efetiva semestral Î 8% a. com capitalização: a) mensal: b) trimestral: c) semestral: ia = 8% a. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 36 .99% a .08) 2 . fazemos: (1 + is) 2 = (1 + ia) ia = (1 + 0.Matemática Financeira • Para encontrar a taxa efetiva anual.1699 – 1 = 0.a.1699 ia = 16. s. a Exemplo 10: Obter as taxas efetivas anuais equivalentes a uma taxa nominal de 8% a.1 = 0.04) 4 .1 ia = 1.1 ia = 1.1 ia = (1 + 0.64% a . fazemos: (1 + it) 4 = (1 + ia) ia = (1 + it) 4 .1664 . • Para encontrarmos a taxa efetiva anual. a . a.1664 ia = 16.

08 = 0. fazemos: (1 + im) 12 = (1 + ia) ia = (1 + im) 12 . • Para encontrarmos a taxa efetiva anual.02 4 Taxa efetiva trimestral Î 2% a.08 = 0.1 = 0.1 ia = 1. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 37 . b) Trimestral Æ it = ia 4 it = 0. fazemos: (1 + it) 4 = (1 + ia) ia = (1 + it) 4 .0824 ia = 8.02) 4 .1 ia = ( 1 + 0.Matemática Financeira Resolução: b) Mensal Æ i m = ia 12 im = 0.0067 ) 12 . m.24% a.67% a.1 = 0.0067 12 Taxa efetiva mensal Î 0.3% a .0824 .t.0830 ia = 8.a .0830 .1 ia = (1 + 0.1 ia = 1.a. • Para encontrarmos a taxa efetiva anual.

fazemos : (1 + is) 3 = (1 + ia) ia = (1 + is) 2 .1 ia = (1 + 0. • maior for o valor da taxa nominal.Matemática Financeira c) Semestral Æ is = ia 2 is = 0.1 = 0.00% 8.16% a .00 8.04) 2 .23% 8.08 = 0. Taxa nominal Anual (%) 32.00% 16.16% 8. a . Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 38 .30% Concluímos que: Î a taxa efetiva de juros anual é sempre maior que a taxa de juros nominal correspondente.1 ia = 1.24% Capitalização Mensal 37.99% 8. s.19% 17.64% 16.0816 ia = 8.0816.00 16. A diferença entre as duas será tanto maior quanto: • for maior o número de períodos de capitalização.05% 16.00% Taxa efetiva anual Capitalização Capitalização Semestral Trimestral 34. • Para encontrar a taxa efetiva anual .04 2 Taxa efetiva semestral Î 4% a.56% 36.00 Capitalização Anual 32.

1 it = (1 + 0. fazemos: (1 + im) 12 = (1 + it) 4 • Aplicando uma das propriedades da potência.1 = 0. = 0.1249 .48 = 0.46 it = ia 4 it = 0.a capitalizados mensalmente? Resolução ia = 48% a.a.04) 3 .46 / 4 = 0.m.1 it = 1. a. Exemplo 12: Qual a taxa efetiva mensal equivalente a uma taxa nominal de 46% a.1249 it = 12. capitalizados trimestralmente? Resolução: ia = 46% a.1150 Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 39 . reduzimos os expoentes assim: (1 + im) 3 = (1 + it) it = (1 + im) 3 .49% a .Matemática Financeira Exemplo 11: Qual a taxa efetiva trimestral equivalente a uma taxa nominal de 48% a.48 im = ia / 12 im = 0.a. • Para encontrarmos a taxa efetiva trimestral.04 12 Taxa efetiva mensal Î 4% a. t . = 0.

103.a .0370 – 1 = 0.0370 im = 3.1150 im = (1.48 = 0.04 12 Taxa efetiva mensal Î 4% a.. capitalizados mensalmente? Resolução: PV = R$ 1.m.10393 FV = R$ 4. = 0.Matemática Financeira Taxa efetiva trimestral Î 11. Exemplo 13: Quanto se terá daqui a 3 anos se aplicar R$ 1.00 à taxa de juros de 48% a.000.1 im = 1.48 i m = ia 12 im = 0. fazemos: (1 + im) 12 = (1 + it) 4 (1 + im) 3 = (1 + it) (1 + im) 3 = 1 + 0. 4.t.000.93 Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 40 .000 (1 + 0. i = 48% a.00 n = 3 anos Æ 3 x 12 meses = 36 meses (capitalização mensal).00 . 3 anos = 36 meses FV = PV (1 + i) n FV = 1.a.1150) (1/3) .70% a.50% a.04) 36 FV = 1.m.000. • Para encontrarmos a taxa efetiva mensal.

000.895.12 4 it = 12% a. a .. t . PV = R$ 1.67% a.000.Matemática Financeira Exemplo 14 : Quanto se teria daqui a 3 anos ao se aplicar R$ 1. capitalizados trimestralmente ? Resolução: ia = 48% a .89598 FV = R$ 3.48 = 0. n = 3 anos Æ 3 x 4 trimestres = 12 trimestres FV = PV (1 + i) n FV = 1. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 41 .m.80 i m = ia 12 im = 0.000. a.98 Exemplo 15: Qual é a taxa efetiva anual correspondente à taxa de 80% a..t. 3. a.48 • Para encontrarmos a taxa efetiva. = 0.0666667 12 Taxa efetiva mensal Î 6. capitalizados mensalmente? Resolução: ia = 80% a.12) 12 FV = 1.a.80 = 0. = 0.00 it = 12% a . fazemos: it = ia 4 it = 0.00 .000 (1 + 0.00 à taxa de 48% a.

095) 4 .38 it = ia 4 it = 0. capitalizados trimestralmente? Resolução: ia = 38% a .16942 .06666667) 12 .1 ia = (1 + 0. • Para encontrarmos a taxa efetiva anual.16942 ia = 116. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 42 . Exemplo 16: Calcule a taxa efetiva anual de uma taxa de 38% a.1 = 1.1 = 0. a . fazemos: (1 + ia) = (1 + it) 4 ia = (1 + it) 4 . fazemos: (1 + ia) = (1 + im) 12 ia = (1 + im) 12 . a. a . = 0.4377 .0950 4 Taxa efetiva trimestral Î 9.a. t .1 ia = (1 + 0.4377 ia = 43.38 = 0.Matemática Financeira • Para encontrarmos a taxa efetiva anual.5% a..94% a .77% a.1 ia = 2.1 ia = 1.

0835144 = (1 + i) 1.0759298 FV = R$ 645. m. n = 45 dias = 1.557.000.00 i = 12% a .000.00 FV = PV (1 + i) n 645.0549288 .1 = i i = 0.5 1.557.00 (1 + 0.00 FV = PV (1 + i) n FV = 600.m. 5 = (1 + i ) 1.800.Matemática Financeira Exemplo 17: Uma instituição bancária empresta R$ 600.4.00 . Qual foi o custo efetivo mensal para o cliente.5 FV = 600.000.000. (taxa efetiva).0835144 1 1. m.90 = 595.90 645. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 43 .0549 a.007 .00 Î valor recebido (de fato) (PV) = 600. se a instituição exigiu uma comissão de 0.00 = R$ 595.200. ou 5.5 1.000.5 meses Comissão = 0. 1.7% retida no ato da liberação dos recursos? Resolução: PV = R$ 600.200.05) 1. por um prazo de 45 dias a juros compostos.557.7% sobre PV = 0.800.00 .49% a.5 meses PV = 595. m .00 a 5% a.800 (1 + i) 1.90 1. 600.000 = R$ 4.

Exemplo 19: Qual deve ser a taxa aparente correspondente a uma taxa real de 1. iR = iR = 1 + iA −1 1 + i INF 1 + 0.5% no período ? iR = 1 + iA −1 1 + i INF 0. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 44 .1 iR = 0.005 0.02309 = 1 + iA iA = 0.5311 a . ou 2.m.5311 . Sabendo que a inflação nesse ano foi de 4.calcule a taxa real anual. m.11% a .005 1. a .60 −1 1 + 0. m .045 iR = 1.02309 a. Exemplo 18: Um empréstimo foi feito a uma taxa de 60% ao ano. deve-se considerar como valor presente o capital financiado.018 = 1 + iA −1 1 + 0. a .018 + 1 = 1 + iA 1. ou 53. Para o cálculo do montante.8% a .Matemática Financeira Lembre sempre: O que mede o custo do dinheiro é a relação entre o que se paga e o que se recebe.e a uma inflação de 0.5%.309 % a .

000.Matemática Financeira Exemplo 20: Um investidor aplica R$ 25.000 = 0.20 + 1 = 1 + iINF = (1 + 0. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 45 .000 -25.36 1.1333 ou 13.000 9.000.000 PV 25.133333 .000 25. A) Cálculo da taxa aparente: iA = iA = J = 34. em uma época B. nesse período. para receber. sabendo que a taxa real de juro dessa aplicação.36 ou 36% B) Cálculo da taxa de inflação: ( 1+iA) −1 iR = (1+iINF) 0. b) a taxa de inflação no período da aplicação. foi de 20% .1 iINF = 0.20 iINF = 1.00.33% NÃO SE ESQUEÇA de resolver os EXERCÍCIOS DE REVISÃO – JUROS COMPOSTOS E TAXAS DE JUROS deste módulo. a importância de R$ 34. Calcule: a) a taxa aparente dessa aplicação.00 em uma época A.36) (1 + iINF ) 1.

5. Lília Ladeira. “Matemática Comercial e Financeira – Fácil”. Clóvis de “Matemática Financeira”. Atlas. 1993. MESQUITA. Arlan Mendes – Lista de Exercícios de cursos realizados no Banco do Nordeste. São Paulo –Editora Saraiva. São Paulo – Ed. João Francisco Freitas. Atlas.Matemática Financeira BIBLIOGRAFIA 1. 4. PUCCINI. PEIXOTO. São Paulo – Ed. PIMENTEL. “Matemática Financeira”. Abelardo de Lima “Matemática Financeira Objetiva e Aplicada com Planilha Eletrônica” Rio de Janeiro – LTC. 1995. Módulo II – Juros Compostos e Taxas de Juros 46 . José Lucenildo Parente – Lista de Exercícios de cursos realizados no Banco do Nordeste 6. VERAS. Antônio Arnot. Apostila de Matemática Financeira para cursos ministrados na Bolsa de Valores. 1997 2. 7. UFC e UNIFOR. FARO. CRESPO. 3.

Cliente Consulta 0800-78-3030 clienteconsulta@banconordeste.gov.br www.banconordeste.br .gov.