JN - Imprimir Artigo

1 de 2

http://jn.sapo.pt/2008/04/10/primeiro_plano/braganca_dois_casos_agressao_mesma_s.html

Bragança Dois casos de agressão na mesma semana
josé mota

Escola Básica 2,3 Augusto Moreno aluno empurrou professora

A Escola E B Paulo Quintela, em Bragança, instaurou um processo disciplinar a um aluno do 5.º ano que, anteontem, agrediu verbalmente uma docente, quando se encontravam na biblioteca e depois de a professora lhe ter solicitado silêncio. O presidente do Conselho Executivo, Germa- no Lima, classificou o acontecimento como "um incidente", mas considerou-o "grave". A directora Regional de Educação do Norte, Margarida Moreira, alinha na classificação "É um caso de intolerável comportamento, mas mais nada".

Este é o segundo problema numa escola de Bragança esta semana. No mesmo dia foi agredida uma professora na EB 2,3 Augusto Moreno. A docente, empurrada durante uma aula de substituição, não quis prestar declarações por considerar que o assunto deve ser resolvido "no contexto educativo e de forma pedagógica". No entanto, em breve conversa com o JN, explicou que se sente "magoada", mas com capacidade para continuar a leccionar - como, de resto, fez na manhã de ontem. Segundo o JN apurou, o jovem, que é aluno do Curso de Educação e Formação de Audiovisuais , terá empurrado a professora, que caiu desamparada de costas, depois de esta o ter alertado para deixar de ouvir música no telemóvel, o que fazia com o recurso a auscultadores da escola. O JN chegou à fala com Cristofer, o estudante, que manifestou uma única preocupação "Esclarecer as coisas com a professora". A PSP tomou conta da ocorrência e vai encaminhar o caso para o Ministério Público. A direcção da escola abriu um processo de averiguações e escusou-se a prestar outros esclarecimentos. A Associação de Pais da Augusto Moreno cumpriu ontem reunião ordinária, mas aguarda a conclusão do inquérito. Fonte da associação avançou que a estrutura gostaria de seguir o percurso do jovem - que provém de família com carências económicas, num agregado de quatro irmãos, cuja mãe trabalha a dias e o pai

http://jn.sapo.pt/tools/imprimir.html?file=/2008/04/10/primeiro_plano/braganca_dois_casos_agressao_mesma_s.html

JN - Imprimir Artigo

2 de 2

na construção civil. A Escola Augusto Moreno já havia sido notícia há quatro anos quando rejeitou a instalação de uma turma do Programa Integrado de Educação e Formação, cujo objectivo era incorporar jovens de etnia cigana. A Associação de Pais chumbou a medida, espoletando uma polémica que durou semanas. Nesse período, a direcção da escola nunca produziu declarações, mas o ministro da Educação da altura, David Justino, acusou a instituição de "ignorância"; a Associação SOS Racismo falou em atitude "criminosa". Glória Lopes

http://jn.sapo.pt/tools/imprimir.html?file=/2008/04/10/primeiro_plano/braganca_dois_casos_agressao_mesma_s.html