Debate Nacional sobre a escola pública

Faltas: justificação As faltas para participação em reuniões de carácter sindical estão previstas no Decreto-lei N.º 84/89 Artigo 4.º

1 - É assegurada aos trabalhadores da Administração Pública a liberdade sindical, nos termos constitucionalmente reconhecidos.

Debate Nacional sobre a escola pública

Artigo 5.º
1 - Nenhum trabalhador da administração Pública pode ser prejudicado, beneficiado, isento de um dever ou privado de qualquer direito em virtude dos direitos de associação sindical ou pelo exercício da actividade sindical.

Debate Nacional sobre a escola pública
Reunião durante as horas de serviço

Artigo 29.º

1 - Por motivos excepcionais, as associações sindicais, ou os respectivos delegados, poderão convocar Reuniões dentro do horário normal de funcionamento dos serviços. 2 - Cabe exclusivamente às associações sindicais reconhecer a existência das circunstâncias excepcionais que justificam a realização da reunião. 3 - As reuniões referidas no n.º 1 não podem exceder a duração de quinze horas anuais por cada serviço e associação sindical, que contarão para todos os efeitos legais como serviço efectivo.

Debate Nacional sobre a escola pública Formalmente o que justificas as faltas é a folha de presença. Devem assinar duas, uma para entregar no Conselho Executivo e outra para ficar no sindicato. Os professores entregam o impresso/artigo nos serviços administrativos, onde irá constar o número de tempos lectivos usados na reunião (1, 2 ou 3 tempos)

Debate Nacional sobre a escola pública

Ordem de Trabalhos: Objectivos do actual processo reivindicativo – definição de conteúdos e de prioridades. Formas de acção a desenvolver para atingir esses objectivos. Outros aspectos considerados de interesse para a escola.

  

Debate Nacional sobre a escola pública

Proposta de Temas a abordar:
 

Imagem do professor e da escola Revisão do ECD:

a) Existência de duas categorias hierarquizadas b) Avaliação de Desempenho

Debate Nacional sobre a escola pública c) Quotas na avaliação d) Quotas no acesso à nova categoria de titular e) Horários de Trabalho / definição das componentes (lectiva e não lectiva) f) Prova de Ingresso g) Outras no âmbito do ECD. Quais?

Debate Nacional sobre a escola pública

Condições de exercício da profissão:
a) Condições materiais de trabalho instalações, equipamentos, etc.) b) Autoridade do Professor/ Estatuto disciplinar/ Estatuto do aluno c) Apoios educativos, apoios à integração social de alunos, relações com os pais e encarregados de educação

Debate Nacional sobre a escola pública

Mantendo-se a intransigência do ME quais as acções que considera adequadas, para além das já previstas até 17 de Maio: a) Abaixo-assinado b) Distribuição de comunicados à população e aos encarregados de educação que esclareça sobre os problemas da escola pública e das reivindicações dos professores

Debate Nacional sobre a escola pública c) Realização de reuniões/contactos com:

Formas diversas de Greve:
a) Greve por períodos limitados, por exemplo, 1h ; ou 2h ; turno da manhã ; turno da tarde b) Greve de um dia

Debate Nacional sobre a escola pública c) Greve de um dia com nova Marcha Nacional d) Greve de vários dias: 1) Em simultâneo para todos os docentes 2) Rotativas 3) Coincidentes com avaliações (sendo que, neste caso, poderão ser por tempo indeterminado)

Debate Nacional sobre a escola pública

4) Coincidentes com exames (sendo que, até à decisão do Tribunal Constitucional, os exames são considerados serviços mínimos) 5) Cumprimento “rigoroso” dos procedimentos administrativos e funcionais dos docentes (“Greve” de Zelo)

Debate Nacional sobre a escola pública

6) Outras formas de luta a propor pela escola / agrupamento 7) Proposta de acções para desenvolver no início do próximo ano lectivo 2008/2009