ANATOMIA RADIOLÓGICA DOS

MMII
Prof.: Gustavo Martins Pires

OSSOS DO MEMBRO INFERIOR

.

.

.

.

.

.

.

.

.

articulando-se superiormente com o osso do quadril e inferiormente com a tíbia.  O fêmur é o osso da coxa.  A tíbia e a fíbula constituem o esqueleto da perna.  .  Os ossos do quadril.OSSOS DO MEMBRO INFERIOR Tem por principal função de locomoção e sustentação do peso. constituem a cintura pélvica. unem-se anteriormente na sínfise púbica e posteriormente articulam-se com a parte superior do osso sacro.

formando a pelve. de defesa (protege os órgãos pélvicos).  .OSSO DO QUADRIL O quadril se une anteriormente na sínfise púbica e posteriormente com o sacro. e de sustentação (transmite aos membros inferiores o peso de tosos os segmentos do corpo situados acima dele).  O osso do quadril é um osso plano e possui a função de movimento (participa das articulações com o sacro e o fêmur).

o ísquio e o púbis.  Observando o osso do quadril lateralmente localiza se o acetábulo (uma fossa articular que ira receber a cabeça do fêmur.  . e posteriormente esses ossos sofrem a ossificação e passam a ser um osso único embora conservem suas denominações.  Durante a puberdade esses três ossos estão unidos por cartilagem .OSSO DO QUADRIL Sua formação envolve três ossos isolados: o ílio.

a espinha ilíaca ânterosuperior.  Abaixo dessas duas projeções ósseas apresentam se incisuras que iram separar as espinhas ilíacas póstero-inferior e ântero-inferior.  . ocorrendo o mesmo posteriormente onde se localiza a espinha ilíaca pósterosuperior.  Abaixo da espinha ilíaca póstero-inferior observa se uma grande concavidade a incisura isquiática maior.  Esta crista termina anteriormente numa projeção óssea. chamada de crista ilíaca.OSSOS DO QUADRIL Superiormente o ílio termina numa borda espessa.

 Inferiormente ao acetábulo vê se uma grande abertura o forame obturado.  .OSSO DO QUADRIL Observa se superiormente a tuberosidade isquiática a incisura isquiática menor. e lateralmente ao acetábulo o ramo superior do púbis.  Inferiormente encontra se o ramo inferior do ísquio. a qual esta separada da incisura isquiática maior por uma projeção óssea a espinha isquiática. assim chamado por que no vivente ele é fechado pela membrana obturadora.

 .OSSO QUADRIL Observa se uma borda anterior. a qual é recoberta pelo músculo íliaco no vivente.  E continua com a linha pectínea temos a linha arqueada. áspera medialmente ao tubérculo púbico a linha pectínea.  Observa se uma grande porção escavada no ílio denominada fossa íliaca.

 . o estrito superior é arredondado.  Na pelve feminina os ossos são mais leves e delicados. Ela é mais transversal. e o ângulo subpúbico é mais agudo. Ela é mais vertical. o estreito superior é em formato de copas de barralho.DIFERENÇA DA PELVE A pelve masculina tem a apresentar ossos mais pesados . o ângulo subpúbico aproxima se a 90º.

 O fêmur articula se pela sua extremidade proximal com o osso do quadril e pela extremidade distal com a tíbia. esferóide. o ligamento da cabeça do fêmur.  A cabeça do fêmur apresenta uma pequena depressão a fóvea da cabeça do fêmur. e é classificado como um osso longo.FÊMUR É o maior osso do esqueleto.  Na extremidade proximal do fêmur observa se a cabeça do fêmur.  . onde se fixa um do ligamentos da articulação do quadril.

mostra uma linha saliente. lateralmente e o medialmente encontra se o trocanter menor. em vista anterior.FÊMUR A conexão da cabeça femoral com o corpo do osso faz-se pelo colo do fêmur. a linha intertrocantérica.  Mascarada superiormente pela presença de uma grande massa óssea o trocânter maior.  .  Ao observar o ponto de união do colo com o corpo do fêmur.

 .FÊMUR No terço distal posteriormente encontra se a face poplítea.  Observa se duas expansões articulares volumosas o côndilo medial e lateral do fêmur.  Na parte anterior encontra se a face patelar .  Ao lado de cada côndilo observa se pequenas projeções ósseas denominadas epicôndilo medial e lateral.  Os côndilos do fêmur estão separados pela fossa intercondilar.

os quais estão fortemente unidos pela membrana interóssea.TÍBIA E FÍBULA  São dois ossos longos. .

 Essas faces articulares estão separadas por uma elevação mediana.  E entre eles esta a eminência intercondilar.  Esta projeção mediana esta constituída de dois tubérculos.  . a eminência intercondilar. o intercondilar medial e o intercondilar lateral.  Na face anterior observa se a tuberosidade da tíbia .TÍBIA Observa se duas plataformas articulares na superiores na tíbia de nominadas de côndilo medial e lateral.

TÍBIA  No seu terço distal. na parte medial observa se uma robusta projeção óssea o maléolo medial e na parte lateral a incisura fibular. .

FÍBULA É um osso longo.  No seu terço proximal apresenta uma cabeça. muito menos volumoso do que a tíbia.  No seu terço distal forma se o maléolo lateral.  .

PATELA  É classificada como um osso sesamóide. . e apresenta uma base superior e um ápice dirigido inferiormente.

ESQUELETO DO PÉ É compreendido pelos ossos do tarso. Na porção anterior do calcâneo e a cabeça do tálus apresenta se o seio do tarso.  .  Entre os ossos que compreende o tarso são: o tálus. lateral e intermédio). o navicular.  Observa se o tálus a sua superfície articular a tróclea do tálus. este tálus por sua vês repousa sobre o calcâneo apresentando uma projeção medial denominada sustentáculo do tálus. metatarso e falanges. o cubóide e os três cuneiformes (medial. o calcâneo.

ESQUELETO DO PÉ Os ossos metatarsais apresentam um base um corpo e uma cabeça.  .  E o primeiro dedo do pé recebe o nome de hálux.