FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO

O estudo da sintaxe exige o conhecimento da Morfologia e, em seguida,
a compreensão sobre o que são e como se classificam os elementos sintáticos.
Inicialmente, saiba que a frase, a oração e o período são a base da análise
sintática, pois é a partir da identificação delas que partirá a correta
interpretação do enunciado.

FRASE
Por frase entende-se toda e qualquer sentença, ou enunciado, onde haja
sentido completo; ou seja, trata-se de um mecanismo de comunicação onde a
mensagem é transmitida satisfatoriamente.
Observe os exemplos abaixo:
a) Cheguei!
b) Fogo!
c) Que lindo jardim!
d) Estudar é prazeroso!
No exemplo “a) Cheguei!” entende-se claramente que alguém chegou, a
mensagem é compreendida pelo emissor e pelo receptor. Por “cheguei” ser um
verbo, percebe-se que essa frase é também uma oração.
No exemplo “b) Fogo!” há uma afirmação; considerando-se o contexto, a
frase tanto pode representar o alarme/aviso de incêndio quanto a solicitação de
um isqueiro, por exemplo.
No exemplo “c) Que lindo jardim!” há uma afirmação onde percebe-se o
elogio ao jardim.
No exemplo “d) Estudar é prazeroso!” surge uma afirmação sobre o ato
de estudar, há dois verbos (estudar e é [verbo ser]) e por isso trata-se de uma
oração.
Perceba, assim, que oração é algo que integra a frase. E frase, por sua
vez, pode ou não ter oração, dado o fato de que a frase pode ou não ter verbo.

ORAÇÃO
A oração é toda frase ou parte de frase que apresenta verbo, ou seja, é
onde estão as formas verbais. Observe o exemplo abaixo:
“O lindo Sol ali, a flor cheirosa e o sorriso da moça fizeram-me feliz.”

ou seja.O enunciado é uma frase. → Predicado. há termos essenciais. assim. → Complemento Nominal. • Acessórios: → Adjunto Adnominal. ATENÇÃO SÓ HÁ ORAÇÃO SE HOUVER VERBO! PARA SABER QUANTAS ORAÇÕES HÁ NUMA FRASE. Conheça-os: • Essenciais: → Sujeito. BASTA CONTAR OS VERBOS! TERMOS DA ORAÇÃO Os elementos constituintes da oração agrupam-se e classificam-se segundo sua função. → Vocativo. → Predicativo do Sujeito. → Agente da Passiva. pois é onde encontra-se a forma verbal. • Integrantes: → Objeto Direto. PERÍODO O período é toda frase constituída por uma ou mais orações. No entanto. Analise o poema a seguir para compreender o que é período: HIPÓTESE (Carlos Drummond de Andrade) E se Deus é canhoto . pois transmite uma mensagem completa. apenas “fizeram-me feliz” é uma oração. Objeto Direto e Objeto Indireto são também Complementos Verbais. é a união de termos a fim de transmitir a mensagem completa. → Objeto Indireto. → Aposto. → Adjunto Adverbial. acessórios e integrantes.

Novas Palavras: literatura. V. São Paulo. Introdução À Morfologia. MUSSALIM. LEITE. Morfossintaxe. as coisas deste mundo. 2001. talvez. Maria Carlota. Cortez. BENTES.e criou com a mão esquerda? Isso explicaria. São Paulo: FTD. ex. José Rebouças. Fernanda. CEREJA.: Não seja tão frágil.: Permita-me o pensamento que aproxima teus olhos dos meus. gramática. inicia-se na primeira letra maiúscula da frase e finda no ponto final. KOCH. MACAMBIRA. Introdução À Lingüística – Domínios E Fronteiras. São Paulo: Atual. William Roberto. ex. MAGALHÃES. et al. ROSA. M. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CÂMARA. ILARI. Lingüística Aplicada Ao Português: Morfologia. SP: Contexto. I. CARONE. O período pode ser simples e composto: • Período Simples – possui apenas uma oração. Gramática Reflexiva. SOUSA e SILVA. 1997. Cortez 2006. São Paulo: Contexto. redação e leitura. Joaquim Matoso. 1998. C. 2000. Rio de Janeiro: Vozes. Ricardo. Introdução ao léxico. . B. • Período Composto – possui mais de uma oração. SP: Ática. Estrutura da Língua Portuguesa. Anna Cristina (org).. logo. 2003. 2005. F. 2001. R. Thereza Cochar. para identificá-los considere que o período é um enunciado completo. São Paulo: Pioneira. A Estrutura Morfo-sintática do Português. São Paulo. No poema acima há dois períodos. 2003.