Agenda
• Estrutura do Grupo

• A Indústria 2G
• A Demanda por Biomassa
• A Oportunidade da
Cana-Energia

Estrutura do grupo

Graal
Participações
Ltda.

Gran
Investimentos
S.A.

Inspirare
Instituto

A GranInvestimentos é uma holding fundada em 2010 para desenvolver
iniciativas de negócio entre a Família Gradin e seus parceiros.

Sobre a GranBio
Junho/2011: fundação da empresa
Maio/2012: anúncio da 1ª planta
industrial
Janeiro/2013: BNDESPar torna-se sócio,
com 15% de participação

Abril/2013: internacionalização com API
e escritório nos EUA
Agosto/2013: parceria com Rhodia para
desenvolvimento de bio n-butanol

Serão construídas pelo menos 10 plantas de etanol celulósico e bioquímicos.Investimentos Até 2020. a GranBio investirá mais de R$ 4 bilhões em seu plano de negócios. . A meta é produzir 1 bilhão de litros de etanol de segunda geração e 1 milhão de toneladas de açúcar para bioquímicos.

BIOEDGE Empresa de produção. BIOPLANT Provedora de soluções industriais integradas. em escala comercial. com criação de clusters .BIOCELERE Empresa de Pesquisa e Desenvolvimento de microrganismos para uso industrial. BIOVERTIS Investe no desenvolvimento de novas cultivares de alto conteúdo celulósico. de biocombustíveis e bioquímicos.

SP Centro de Pesquisa em Biotecnologia Desenvolvimento de leveduras e microrganismos Testes de tecnologias industriais .BioCelere Campinas.

BioVertis Estação Experimental em Barra de São Miguel. AL Dá suporte ao programa de desenvolvimento de cana-energia Avalia outros tipos de biomassa .

.BioVertis Colheita de palha. AL Colhe a palha da cana-de-açúcar deixada no campo e que servirá de matéria-prima para a produção de açúcar celulósico.

Unidade Industrial Bioflex 1 Distante 55 km do Porto de Maceió .

Bioflex 1 São Miguel dos Campos. AL 1ª planta de etanol 2G em escala comercial do hemisfério sul Partida: 2014 Capacidade: 82 milhões de litros por ano .

Janeiro de 2013 .

Janeiro de 2014 .

Julho de 2014 .

Desenfardamento (remoção das cordas) 3. Umedecimento . Pesagem.Recepçãoda naBiomassa planta 2G Recepção 1. Picagem 4. 2. Remoção das impurezas minerais (argila) 5.

.  Pressão Objetivos 1. Quebra da estrutura rígida que protege a biomassa (lignina). Com a redução brusca da pressão. rompendo as fibras rígidas da lignina. 2. o volume expande promovendo uma “explosão” dentro da estrutura da biomassa.Pré-tratamento Pré-tratamento Steam explosion: Vapor pressurizado penetra na estrutura da biomassa pelos interstícios impregnando-se entre as estruturas da celulose e hemicelulose. reduzindo da forma polimérica para unidades de açúcares fermentescíveis. Hidrolisar e solubilizar os açúcares C5. tornando os oligossacarídeos C5 (hemicelulose) e C6 (celulose) acessíveis.

Hidróliseenzimática – Quebra dos açúcares Hidrólise Hidrólise enzimática Quebra dos oligossacarídeos (polímero celulósico) em monossacarídeos (açúcares simples C5 e C6) Glucose (monossacarídeo) Celulose (oligossacarídeo) .

Leveduras Etanol GMO fermentam a xilose Tecnologia 2G .Bioflextambém 1 Celulose Glicose Frutose Hemicelulose Glicose Xilose 2G 1G Xilose Glicose Glicose Etanol Etanol Etanol Etanol .

.A nossa aposta: o açúcar celulósico é o novo petróleo.

.Nossa Estratégia Assegurar biomassa competitiva a custo baixo: • solução única para recolhimento de Palha • desenvolvimento de canaenergia proprietária.

Integração de 1G e 2G .

** Economic viable conversion rate (Source: Biofuels Digest) .Composição da Matéria-prima * Considering that all sugar will be converted in Ethanol.

Estocagem . Enleiramento da palha 2. Enfardamento da palha 4. Carregamento e transporte 3. Retirada dos fardos do canavial 5.Colheitaede palha da palha Colheita transporte 1.

São Paulo (Photo: Laércio Couto).667 stems/ha) clonal eucalypt plantations in Avaré.0 m x 0. Fundamental: assegurar baixo custo de produção e que possua aptidão para ser cultivada em áreas marginais não competindo com a produção de alimentos 11 • Sorgo .Culturas dedicadas para produção de Biomassa Figure 13: Clonal eucalypt plantations for energy in Ribas do Rio Pardo.5 m (3. Mato Grosso do Sul (Photo: Laércio Couto). • Cana-energia • Eucalipto • Capim elefante Figure 14: Two years old 3.

Cana-energia: nossa principal fonte de biomassa .

5 Zona Rural Barra de São Miguel .Estação Experimental e Alagoas Objetivo principal: suportar o programa de melhoramento da canaenergia e avaliar outras fontes de biomassa Localização: Fazenda Andorinha Rodovia AL 220. Km 6.AL Area: 60 hectares Funcionários: 30 Início das Atividades: Set/2012 .

Etapas do Programa de Melhoramento Germplasma 1 Seleção Clonal 2 Hibridação 3 4 Biotecnologia Canaenergia .

spontaneum Germoplasma selvagem e híbridos comerciais e/ou précomerciais de cana-deaçúcar Híbridos .1. Germoplasma S.

Hibridação Criação da variabilidade genética através de cruzamentos interespecíficos 3 bases de cruzamentos: • RIDESA/UFAL (2011) • IAC (2012) • GRANBIO (2014) x .2.

Seleção Clonal Identificação do genótipo superior dentro de um universo de 100 mil indivíduos .3.

Y15) Cultivar (Y2015) .Pipeline de Melhoramento Cruz/to (Y2012) Fase 1 (Y2012) Fase 2 (Y2013) Fase 3 (Y2013) Fase Final (Y2014) 2 cortes (Y14.

Cana-energia GranBio: Perfilhamento .

Cana-energia GranBio: Rizomas .

Cana-energia GranBio • • • Estação Experimental (AL) Fase F1 .Famílias Idade: 6 Meses .

Cana-energia GranBio • • • Estação Experimental (AL) Fase Experimental Idade: 3 Meses CP .

Cana-energia GranBio • Banco de Germoplasma (AL) • Fase: FE • Idade: 7 Meses Cana-energia Cana-deaçúcar .

5 M .Cana-energia GranBio • Viveiro: Paulicéia/SP • Idade: 7.

5M) .Cana-energia GranBio – Paulicéia/SP (CP – 7.

Cana-energia GranBio • • • • • Semiárido Baiano Irrigação plena Cana Planta Fase F3 Idade: 6.5 M .

5 M) .Cana-energia GranBio – Semiárido Baiano (6.

Cana-energia GranBio – Cerrado Goiano (3 M) .

9 Meses) .Cana-energia GranBio .Caeté/AL (CP .

Cana-energia GranBio .Caeté (CS .3 Meses) .

Seresta (CP .5 Meses) .Cana-energia GranBio .

Cana-energia GranBio – Rocheira/AL (CP .3 Meses) .

4. Ferramentas de Biotecnologia • Marcadores Moleculares • Transgenia .

Perspectivas de aumento da produtividade da biomassa de cana-energia 250 TMVH 150 TMVH .

Obrigado bressiani@granbio.br (11) 98260-6534 .com.