Universidade Federal do Triângulo Mineiro

CONHECIMENTOS GERAIS
Leia com atenção o texto abaixo e responda às questões de 1 a 7:
1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.

Sete Quedas por nós passaram
e não soubemos amá-las
e todas sete foram mortas
e todas sete somem no ar
sete fantasmas, sete crimes
dos vivos golpeando a vida
que nunca mais renascerá.

(Carlos Drummond de Andrade)
1 - A palavra Sete Quedas (verso 1) está escrita em letra maiúscula por se tratar de:
a)
b)
c)
d)

Um início de poema
Um substantivo simples
Um nome próprio composto
Um erro de revisão

2 - A palavra fantasmas (verso 5) significa:
a)
b)
c)
d)

Assombração
Imagem da culpa
Seres medonhos
Que não existem

3 - O uso repetido da conjunção “e” mostra que:
a)
b)
c)
d)

Há uma subordinação entre as três orações
Existe uma continuidade significativa de fatos
Há uma relação de causa e conseqüência entre as orações
Há um exagero desnecessário no emprego da conjunção

4 - Com base nos versos “Sete Quedas por nós passaram e não soubemos amá-las” (versos 1
e 2) é correto afirmar que:
I- O autor cometeu um equívoco, pois nós é que passamos por Sete Quedas.
II- Sete Quedas já não existem mais e, portanto, não podemos vê-las.
III- O pronome pessoal “nós” se refere aos brasileiros.
a)
b)
c)
d)

II e III são verdadeiras
I e II são verdadeiras
I e III são verdadeiras
apenas II é verdadeira

Técnico em Radiologia

1

com nitidez.Ao empregar os vocábulos fantasmas e vivos o autor se refere: a) b) c) d) Àqueles que assombram o rio e aos seres que nele vivem Aos seres sobrenaturais que aparecem aos vivos no Rio Paraná Às quedas do Rio Paraná e aos criminosos que vivem na região Às quedas do Rio Paraná e aos responsáveis pelo seu fim 6 . Haviam muitas casas derrubadas na área suburbana. 2.O período a seguir apresenta uma incorreção gramatical. Fazem quinhentos e seis anos que o Brasil foi descoberto. c) 1. b) 1.Em “amá-las”. a letra das composições musicais refletiam. d) 1.Assinale a alternativa em que o período 2 corresponde à correta pluralização do período 1: a) 1. Mantenha-se calmo: não vai haver mais demissão. Estamos em 2006.Universidade Federal do Triângulo Mineiro 5 .” a) b) c) d) musicais e refletiam letra e refletiam composições e refletiam Brasil e enfrentando Técnico em Radiologia 2 . Havia uma casa derrubada na área suburbana. pois há uma falta de concordância verbal entre os termos: “Nas décadas de 60 e 70. 2. o termo destacado refere-se: a) b) c) d) Aos vivos Às Sete Quedas Aos fantasmas A nós 7 . 2. Pronome relativo e exerce a função de sujeito 8 . 2. 9 .No verso “Que nunca mais renascerá” a palavra destacada é: a) b) c) d) Conjunção integrante e serve apenas para ligar as orações Um pronome relativo e exerce a função de objeto direto Conjunção integrante e exerce a função de sujeito. Deve existirem algumas soluções melhores para esses casos. Mantenham-se calmos: não vai haver mais demissões. Faz um ano que o Brasil foi descoberto. Estamos em 1501. os problemas sociais que o Brasil estava enfrentando. Deve existir uma solução melhor para esse caso.

Não por acaso. em 3 anos. 6.EXAME 3/12/97 (adaptado). terá o valor-hora acrescido de ____.“A falta de um leque efetivo de opções de compra tem deixado os consumidores à mercê dos produtores no Brasil. prestado em horário compreendido entre 22 horas de um dia e ____ do dia seguinte. 55 minutos e 30 segundos. contudo. assim que desnecessária.Assinale a opção que completa o texto abaixo: “O serviço noturno. assim que inútil. 25%.Universidade Federal do Triângulo Mineiro 10 . Adriano Silva . maligno fútil. 10%. 4. os apologistas do consumo entre nós têm sido basicamente aqueles que podem exercer seu inchado poder de compra sem tomar conhecimento das fronteiras nacionais”. 25%. 52 minutos e 25 segundos. 53 minutos e 25 segundos. assim que 11 . todavia. a ação disciplinar não prescreve. quanto às infrações puníveis com demissão. 20%.A ação disciplinar prescreverá: a) b) c) d) em 120 dias. 13 . quanto à suspensão. em 5 (cinco) anos. quanto à advertência. Técnico em Radiologia 3 . 5. computando-se a cada hora como ____. A expressão em destaque indica: a) b) c) d) Ênfase Justificativa Concessão Finalidade 12 . as expressões em destaque correspondem respectivamente a: “Lutar com palavras é a luta mais vã No entanto lutamos Mal rompe a manhã” (Carlos Drunmmond de Andrade) a) b) c) d) inútil. entretanto. portanto. 52 minutos e 30 segundos.” a) b) c) d) 6.No poema a seguir.

os pés devem ficar em rotação interna de 15º e com angulação cefálica de: a) b) c) d) 25-30º 10-15º 30-35º 15-20º 17 .Ainda no exame da questão anterior. aposentadoria por invalidez. 15 . aposentadoria compulsória. aposentadoria voluntária. por 2 dias. elevando-se o quadril afetado (posição de Judet) em: a) b) c) d) 45º 30º 25º 60º Técnico em Radiologia 4 . filhos e enteados. menor sob guarda ou tutela e irmãos. o raio central (RC) incide no meio do filme e ao nível da: a) b) c) d) Cristas ilíacas Sínfise púbica Abaixo da sínfise púbica 2 cm Ao nível das sacro-ílicas 18 . por 7 dias consecutivos por motivo de falecimento do cônjuge. o paciente é posto em decúbito dorsal e rodado anteriormente.Universidade Federal do Triângulo Mineiro 14 . companheiro.No estudo radiológico da bacia ântero-posterior angulada (Ferguson) da pelve e do quadril. madrasta ou padrasto.Sem qualquer prejuízo. por 2 dias. para alistar-se como eleitor. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 16 . para doação de sangue.Para o estudo radiológico da pelve em oblíqua anterior. pais.É requisito para a reversão no interesse da administração: a) b) c) d) o ato de aposentação ter ocorrido nos últimos 10 anos. poderá o servidor ausentar-se do serviço: a) b) c) d) por 5 dias consecutivos em razão de casamento.

20 graus com o plano vertical 60 graus com o plano vertical. o paciente está em decúbito ventral com o joelho fletido cerca de 40º e o pé sustentado por um suporte. O raio central (RC) é dirigido caudalmente para a articulação do joelho em um ângulo de: a) b) c) d) 30 graus com o plano vertical. 40 graus com o plano vertical. deve-se usar: a) b) c) d) Ponto focal maior possível do aparelho Ponto focal intermediário do aparelho O ponto focal não interfere na nitidez das imagens Ponto focal menor possível do aparelho 23 . Assinale a incidência que pode demonstrar os dois arcos zigomáticos simultaneamente.Para a incidência do túnel do joelho.Para estudo dos seios paranasais na suspeita de sinusite. a radiografia deve ser realizada na seguinte posição: a) b) c) d) Decúbito ventral com raios perpendiculares ao filme Ortostática com raios horizontais Decúbito dorsal com raios perpendiculares ao filme O perfil dos seios é suficiente Técnico em Radiologia 5 . com a linha órbito-meatal (LOM) AP com 30º de inclinação cefálico com a linha órbito-meatal (LOM) AP com 37º de inclinação cefálico com a linha infra órbito-meatal (LOM) 22 . o joelho deve ser fletido com angulação de: a) b) c) d) 20-25º 30-60º 25-30º 60-90º 20 . 21 . a) b) c) d) AP com 37º de inclinação caudal com a linha órbito-meatal (LOM) AP com 30º de inclinação caudal.Paciente atendido no Pronto Socorro de Traumatologia com suspeita de fratura dos arcos zigomáticos.Universidade Federal do Triângulo Mineiro 19 .Para realização do perfil radiológico convencional.Quando se quer mais detalhe em um exame radiológico de qualquer natureza.

para estudo de corpo estranho (osso de galinha) que podia estar na transição da laringe com a traquéia.Além das incidências em ântero-posterior (AP) e perfil (P) do cotovelo. Nesta incidência. e são em número de: a) b) c) d) 206 ossos 205 ossos 200 ossos 203 ossos 26 . ossos planos e ossos irregulares. capitato e trapezóide 25 . semilunar. trapezóide. para escafóide.Para o estudo radiológico do punho. semilunar. piraminal e pisiforme Escafóide. Assinale a alternativa que se refere à fileira proximal ou primeira fileira: a) b) c) d) Trapézio.O corpo humano contém basicamente quatro tipo de osso: ossos longos. devemos conhecer os seus grupos de ossos. O raio incidente deve ser: a) b) c) d) Ao nível de C3-C4 Ao nível de C6-C7 Ao nível de C5-C6 Ao nível de C6-T1 27 . a mão fica em dorsopalmar e em: a) b) c) d) Desvio radial Posição neutra Desvio ulnar Polegar elevado em 15º 28 . outra incidência com inclinação de 45º proximal do raio central (RC) pode ser realizada para melhor demonstrar a cabeça do rádio. capitato. o cotovelo deve estar: a) b) c) d) Dobrado em 90º com apoio em oblíqua Dobrado em 90º com apoio ulnar Estendido (posição neutra) Fletido em 30º Técnico em Radiologia 6 .Universidade Federal do Triângulo Mineiro 24 .Foi solicitada uma radiografia em ântero-posterior (AP) e perfil (P) do pescoço. capitato e hamato Semilunar. hamato e pisiforme Escafóide.Para o entendimento e melhor estudo radiológico dos punhos. ossos curtos.

raio gama de cobalto 60 e acelerador linear.É a aplicação de radiação de feixe externo. que historicamente tem três tipos: unidades do tipo de raios X.Universidade Federal do Triângulo Mineiro 29 . Suas responsabilidades incluem o manuseio.Quando as rotações começam a oscilar fora de fase. segurança de radiação. com a velocidade de injeção não excedendo 10 ml/min. Esse tratamento é chamado: a) b) c) d) Teleterapia Braquiterapia Gamaterapia Cobaltoterapia 31 .Mulheres entre 40 e 49 anos de idade devem realizar uma mamografia pelo menos a cada: a) b) c) d) 1 ano 6 meses 2 anos 3 anos Técnico em Radiologia 7 .2 ml/kg. Sua profissão é: a) b) c) d) Físico Médico Radiologista Enfermeiro Técnico 30 . que representa: a) b) c) d) Relaxamento T1 Densidade Spin Força do sinal de RM Relaxamanto T2 32 . computadores e procedimentos de obtenção de imagens. o resultado é denominado do tipo spin-spin.Esse profissional tem uma boa formação em física da radiação. a) b) c) d) Sulfato de Bário Gadolínio Iodo Tecnécio 33 . anatomia e fisiologia. a avaliação e a administração de radionuclídeos.O contraste é administrado tipicamente em uma dose de 0.

Lobo esquerdo do fígado. L. Glândula adrenal esquerda. A. Lobo direito do fígado.Gestantes e mulheres na fase de lactação. porque possuem um tipo muito denso de mama. também são agrupadas aqui. Vesícula biliar. Veia cava inferior. Pólo superior do rim esquerdo. Pólo superior do rim direito Técnico em Radiologia 8 . Cauda do pâncreas. Lobo direito do fígado. D. Cólon (descendente). Pólo superior do rim direito d. I. Cauda do pâncreas. Cólon (descendente). A. I. K. VértebraT11-T12. Veia cava inferior. K. Pólo superior do rim direito c. E. Aorta abdominal. Pólo superior do rim esquerdo. F. Glândula adrenal esquerda. B. Lobo direito do fígado. A. C. Estômago (corpo inferior). Cólon (descendente). J. VértebraT11T12. G. H. L. Vesícula biliar.A espessura real do corte tomográfico é controlada pelo: a) b) c) d) Colimador da fonte Colimador dos detectores Slice Voxel 36 . Lobo esquerdo do fígado. Vesícula biliar. E. K. Baço. segmento anterior. B. Lobo direito do fígado. Cauda do pâncreas. Lobo esquerdo do fígado. Estômago (corpo inferior). H. Estômago (corpo inferior). segmento posterior. L. Pólo superior do rim direito. I. segmento anterior. H. VértebraT11T12. Pólo superior do rim esquerdo b. D. C. de qualquer idade. E. VértebraT11-T12. J. J. L. D. F. que é uma mama: a) b) c) d) Tecido fibrogordurosa Tecido gordurosa Tecido ciliconada Tecido fibroglandular 35 . F. H. I. G. Estômago (corpo inferior). Baço. G. E. Glândula adrenal esquerda. segmento posterior. Cauda do pâncreas. Glândula adrenal esquerda. C. B. G Cólon (descendente). C. Pólo superior do rim esquerdo. D. A.Identifique as estruturas anatômicas na figura abaixo: a. Baço. Lobo esquerdo do fígado.Universidade Federal do Triângulo Mineiro 34 . Vesícula biliar. Veia cava inferior. K. J. B. F.Baço.

por unidade de tempo.O processo que resulta da remoção de um elétron de um átomo ou molécula. segundo Técnico em Radiologia 9 .O movimento de estresse para fora com o pé. Lateral direita. Lateral. Lateral esquerdo. AP. Detalhe Densidade.Posição ideal para visualizar pólipos e úlceras do piloro. Lateral esquerdo. bulbo duodenal e alça duodenal em C: a) b) c) d) OPD. Contraste. através da articulação do calcanhar é chamado de: a) b) c) d) Eversão Inversão Reversão Abdusão 41 . OPE. AP 40 . é denominado: a) b) c) d) Excitação Ionização Desintegração Radiação 38 . AP OPD (35º a 40 º ). OPE.Universidade Federal do Triângulo Mineiro 37 . OPE. deixando-o com uma carga positiva. AP(PA) OAD. A unidade empregada é: a) b) c) d) Becquerel Rad Rem Curie 39 . AP. Foco. Contraste. AP OAD (35º a 40 º ) . Detalhe. Distorção Densidade. mAs.Atividade é a grandeza utilizada para expressar a quantidade de um material radioativo e representa o número de átomos que se desintegram. Distorção Densidade. Contraste. Foco. PA. Detalhe.Os quatro fatores primários de qualidade da imagem são os seguintes: a) b) c) d) Kv.

C. dose efetiva anual de 50 Sv. Côndilo mandibular superior (ampliado) A. B. D. MAE (meato acústico externo). E. D. E. MAE (meato acústico externo). B. MAE (meato acústico externo). Antro mastóide. em estágio de treinamento profissional. D.Para estudantes com idade entre 16 e 18 anos. B. B. os benefícios e riscos de técnicas alternativas disponíveis com o mesmo objetivo.Identifique as estruturas anatômicas na figura abaixo: a) b) c) d) A. é uma: a) b) c) d) Justificativa Otimização Limitação Prevenção 44 .Universidade Federal do Triângulo Mineiro 42 . C. C. dose efetiva anual de 6 mSv. Células aéreas das mastóides. Técnico em Radiologia 10 . de modo que os seguintes valores não sejam excedidos a dose efetiva de: a) b) c) d) dose efetiva anual de 20 mSv. Côndilo mandibular inferior (logo anterior ao MA E). MAE (meato acústico externo). Côndilo mandibular superior (ampliado) 43 . dose efetiva anual de 1 Sv. Células aéreas das mastóides. Côndilo mandibular inferior (logo anterior ao MA E).A eficácia. E. Côndilo mandibular superior (ampliado) A. Antro mastóide. Côndilo mandibular inferior (logo anterior ao MA E). Células aéreas das mastóides. Côndilo mandibular superior (ampliado) A. Antro mastóide. Antro mastóide. D. C. Células aéreas das mastóides. mas que envolvam menos ou nenhuma exposição a radiações ionizantes. as exposições devem ser controladas. Côndilo mandibular inferior (logo anterior ao MA E). E.

Máximo de 50 ml. edema palpebral.Assinale a opção que corresponde à tomografia computadorizada com técnica de alta resolução. Não são relevantes para as exposições potenciais. matriz pequena. coluna dorsal coluna lombar. coluna dorsal. Moderadas.Lesões cutâneas urticariformes. de lábios e laringe são consideradas reações: a) b) c) d) Leves.São radiações ionizantes ao tecido humano: a) b) c) d) Luz e Ultravioleta Microondas e Raios-X Ultravioleta e Raios-X Ondas de TV e Microondas. matriz grande. 50 . 49 . coxa. a) b) c) d) matriz grande. filtro duro e slice fino. Técnico em Radiologia 11 . matriz grande. coluna lombar. filtro mole e slice fino. quais exames devemos realizar utilizando a otimização dos raios-x? a) b) c) d) coluna dorsal. coxa. abdome. coluna lombar.5 a 2 ml/kg (contraste iônico). 47 .É feita à base de calculo para crianças recém-nascidas para utilizar contraste: a) b) c) d) 3 ml/kg (contraste não-iônico). filtro intermediário e slice grosso. b. 2 ml/kg (contraste não-iônico). abdome. 1. Graves. hipotensão. A seleção adequada dos equipamentos e acessórios. do projeto básico e construção das instalações. 48 . Aprovação. Excessivas. 46 .Universidade Federal do Triângulo Mineiro 45 . filtro duro e slice fino. coxa.O licenciamento de um serviço de radiodiagnóstico segue o seguinte processo: a) b) c) d) É proibido a exposição ocupacional de menores de 16 anos. sob os aspectos de proteção radiológica. perna.Aproveitando o efeito anódico.