TPM

TPM
Formação Básica Pilar 1

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

1

TPM

Os Pilares do TPM

5S

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

2

TPM

1- 5S – O que é e como começou … 2- 1º S – Seiri 3- 2º S – Seiton 4- 3º S – Seiso 5- 4º S – Seiketsu 6- 5º S – Shitsuke 7- Os 5S, a Qualidade e o TPM Contactos do Autor

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

3

TPM

1- 5S – O que é e como começou …
A prática dos “5 Sensos” tem sua origem no Japão. Através dela os pais ensinavam aos seus filhos princípios que deveriam acompanhá-los por toda a vida No pós-guerra, na década de 50, as indústrias japonesas, destruídas e arrasadas, adoptaram os 5S como prática de gestão com a intenção de reestruturar a sua economia, visando principalmente:
Evitar o desperdício e avarias dos equipamentos devido ao mau uso A prevenção de paragens inesperadas, estimulando a manutenção preventiva O combate a todas as formas de poluição Redução do risco de acidentes A melhoria na qualidade dos seus produtos e serviços Uma relação positiva entre a empresa e o trabalhador A saúde mental e física dos trabalhadores Mais qualidade de vida para todos

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

4

TPM

Foi assim, naturalmente, que esse modelo de vida japonês se transformou numa filosofia de gestão empresarial Hoje é reconhecidamente utilizada como um programa gerador da Qualidade Total, uma vez que está baseada na busca da qualidade em Total todos os sentidos: dos produtos, do trabalho e, sobretudo, da qualidade de vida O Programa 5S é assim conhecido, pois está baseado em cinco conceitos básicos (todos começados origináriamente em japonês pela letra “S”) que, utilizados na prática, constituem a base da sua filosofia: Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu e Shitsuke Seiri Seiton Seiso

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

5

TPM

Como o idioma japonês se expressa através de ideias e conceitos, não existe tradução literal para essas palavras. Em português os cinco conceitos são interpretados como: Senso de Utilização (Seiri), Senso de Ordenação (Seiton), Senso de Limpeza (Seiso), Senso de Saúde (Seiketsu) e Senso de Autodisciplina (Shitsuke) A escolha da palavra “senso” para preceder cada conceito é bastante senso apropriada, já que o seu significado está ligado à faculdade de sentir, apreciar e julgar, essenciais para uma profunda reflexão e mudança sugeridas pelo Programa 5S

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

6

TPM

2- 1º S – Seiri
O primeiro “S” – SEPARAR - SEGREGAR é um método para libertar espaço nos locais de trabalho, eliminando objectos desnecessários tais como ferramentas obsoletas, recipientes inúteis, resíduos, excessos de matérias primas, documentos/papel, dados e ficheiros informáticos A existência destes materiais provoca:
Ocupação desnecessária de espaço útil Obstáculos à livre circulação e operação Informações incorrectas e atrasos Acidentes de trabalho

SOMENTE OS MATERIAIS NECESSÁRIOS DEVERÃO PERMANECER NOS LOCAIS DE TRABALHO “UM LUGAR PARA CADA COISA”
TPM – Pilar 1 - 5S Autor: J. P. Rodrigues da Silva

7

TPM

3- 2º S – Seiton
O segundo “S” – ARRUMAR - ORGANIZAR consiste em organizar os objectos, ferramentas e dados de forma racional, permitindo facilidade de fluxo de pessoas e utilização dos mesmos com rapidez e segurança, a qualquer momento Benefícios:
Rapidez e facilidade para encontrar documentos, materiais, ferramentas e outros objectos Facilidade na operação dos equipamentos Economia de tempo Evacuação rápida em caso de perigo

• ORGANIZEMOS O NOSSO LOCAL DE TRABALHO • NÃO ANDE À PROCURA DAS COISAS
UM LUGAR PARA CADA COISA.... “CADA COISA NO SEU LUGAR”

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

8

TPM

4- 3º S – Seiso
O terceiro “S” – LIMPAR consiste em manter os locais de trabalho isentos de sujidades proporcionando um ambiente agradável, desenvolvendo a consciência de que o importante não é só limpar, mas sim eliminar as fontes de contaminação Bernefícios:
Melhoria do bem-estar pessoal e do local de trabalho Maior segurança e controlo dos equipamentos Prevenção de acidentes e preservação do meio ambiente Eliminação de desperdicío

• LIMPEZA PROFUNDA • ELIMINAR FONTES DE CONTAMINAÇÃO • FACILITAR A INSPECÇÃO, CRIANDO ACESSOS A ZONAS
DIFÍCEIS • MAIS IMPORTANTE DO QUE LIMPAR É NÃO SUJAR
TPM – Pilar 1 - 5S Autor: J. P. Rodrigues da Silva

9

TPM

5- 4º S – Seiketsu
O quarto “S” – NORMALIZAR consiste em garantir a sistematização das actividades dos 3 primeiros S’s e a melhoria da saúde a nível físico, mental e emocional. Benefícios:
Local de trabalho agradável/salutar e seguro Prevenção de acidentes e doenças profiisionais Aumento da satisfação e motivação pessoais

• NORMAS PARA LIMPEZA • “SAÚDE NO TRABALHO” • EQUILÍBRIO FÍSICO, MENTAL E EMOCIONAL • SATISFAÇÃO E MOTIVAÇÃO

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

10

TPM

6- 5º S – Shitsuke
O quinto “S” – RESPEITAR – DISCIPLINAR consiste na prática dos S’s anteriores, procurando o seu constante aperfeiçoamento. É a procura do auto-desenvolvimento e da melhoria contínua Benefícios:
Cumprimento dos procedimentos e regras Consciencialização da responsabilidade das tarefas Melhoria das relações e do trabalho em equipe Melhor qualidade, produtividade e segurança no trabalho Valorização e desenvolvimento pessoal

• INSTRUÇÕES E REGRAS DE TRABALHO • AUTODISCIPLINA • MELHORIA PERMANENTE • CONSOLIDAÇÃO DO TRABALHO EM EQUIPE

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

11

TPM

7- Os 5S, a Qualidade e o TPM
O Programa 5S busca a qualidade total de uma forma muito simples e diferente de outros programas, pois não é um programa por um tempo determinado, mas sim para ser compreendido e praticado naturalmente como um hábito, por todos, no trabalho e na vida pessoal A gestão pela Qualidade nas organizações processa-se em direcção da mudança, portanto o Programa 5S actua como alavanca da implantação de sistemas de gestão de qualidade pois promove a quebra de resistência das pessoas ao processo de mudança, produzindo novos padrões de comportamento e propiciando o surgimento de um clima favorável à implantação da Qualidade Total

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

12

TPM

Porquê os 5S no TPM?
• Se os locais de trabalho estiverem desorganizados, os
problemas não podem ser facilmente visíveis.

• A limpeza e o organização dos locais de trabalho
ajudam a descobrir os problemas.

• A visibilidade dos problemas é o primeiro passo para a
melhoria dos equipamentos e processos.

ISTO CONSEGUE-SE COM OS 5S

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

13

TPM

Benefícios do Programa 5 S
Locais de Trabalho organizados e mais eficientes que permitem melhorar a produtividade e facilitar a manutenção Locais de trabalho mais limpos que melhoram a segurança Ganhar espaço nos locais de trabalho Contribuir para que todos se sintam melhor nos seus postos de trabalho Permite que a empresa esteja sempre pronta para as visitas de Clientes e outros visitantes, ajudando a promover o negócio.

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

14

TPM

Contactos do Autor
José Pedro Amorim Rodrigues da Silva Lisboa - Portugal jparsilva@sapo.pt Tel. +351 218 124 609 Tm. +351 919 729 496 http://www.freewebs.com/leanemportugal/ http://leanemportugal.blogspot.com/

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

15

TPM

SEMPRE QUE TENTAMOS PÔR EM PRÁTICA ALGO DE NOVO, ENCONTRAMOS UMA GRANDE RESISTÊNCIA NOS OUTROS E DENTRO DE NÓS PRÓPRIOS. SE NÃO FORMOS CAPAZES DE VENCER ESSE INIMIGO, NÃO HAVERÁ PROGRESSO
Kaoru Ishikawa Percursor dos círculos de Qualidade no Japão
TPM – Pilar 1 - 5S Autor: J. P. Rodrigues da Silva

16

TPM

TPM – Pilar 1 - 5S

Autor: J. P. Rodrigues da Silva

17

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful