You are on page 1of 4

REFLEXÃO CRÍTICA

Módulo: Organização e Funcionamento do Sector Turístico.

Formador: Pedro Morgado

Formando: Eduardo Santana


Resumo da matéria:

 Organização Mundial do Turismo "OMT";


 Qual o Objectivo do Instituto de Turismo de Portugal "ITP"
 Órgãos Nacionais que tutelam o sector do turismo;
 Decreto-Lei que regula o Instituto de Turismo de Portugal;
 Autoridade de Segurança Económica;
 Outras Entidades que não são Publicas;
 As Regiões de Turismo.
 Estudo do PENT e sua sintetização em trabalho de grupo em que
os membros foram constituídos por: Sandra Ramos, Rute
Queirós, Eugénia Ascenso, Catarina Lino.

Impacto da Aprendizagem ao nível da minha vida pessoal e social:

A aprendizagem desta matéria constitui uma mais-valia para a minha


formação pessoal e certamente que contribuirá para a interpretação de novos
assuntos ou temas relacionados com esta temática.
Hoje, ouvindo e lendo as notícias na comunicação social, sobre turismo,
sinto que realmente esta matéria fez de mim uma pessoa mais bem formada a
esse nível, isto porque consigo com uma facilidade relativa, compreender o
contexto dessas informações.
Sentindo auto-confiança e motivação para a abordagem desta matéria.
Antes, certamente teria ouvido a palavra NUT, e certamente passara-me
como despercebida, hoje e como se de uma questão mecânica se tratasse,
automaticamente faço analogia com os principais recursos por região de
turismo. Em relação às Linhas Orientadoras para as regiões, provavelmente
que anteriormente pudesse associar àquelas riscas brancas "sonoras ou não"
que existem nas auto-estradas … no entanto não tem nada a ver com auto-
estrada, mas sim com ofertas distintivas como: recursos naturais e culturais de
cada região ou país.
Que mais poderei dizer… talvez que estou expectante em relação ao
estágio e em relação à oportunidade que irei ter de colocar em prática, muita
desta matéria.

Pontos fortes e pontos fracos da formação:

A meu entender, o ponto forte deste módulo foi o facto de ter-mos


estudado o PENT. Ao inicio pareceu-me um pouco confuso mas depois de
compreender os objectivos e quais as estratégias para a sua implementação e
desenvolvimento, a apreensão da sua essência tornou-se possível.
Compreendendo que este plano nasceu do trabalho de uma comissão de
inquérito, que ao analisar o estado do turismo a nível nacional, tendo em conta
os nossos recursos naturais, as nossas mais-valias e também as nossas
carências, chegou a uma conclusão fundamentada sobre as medidas a tomar.

Capacidade de reflexão sobre mim mesmo:

Tenho reflectido um pouco sobre o meu futuro profissional e sobre, como


funcionará o sector do turismo daqui a uns anos.
Em 2015 por exemplo, como será que nós estaremos face ao Turismo Mundial,
quais serão os nossos produtos, qual a proporção que o Marketing tomou, qual
será o nível de vida da maioria dos portugueses?
Relativamente ao desenvolvimento das novas tecnologias e face à
tracção que estas apoiam no desenvolvimento e grau de exigência em todas as
áreas nomeadamente, esta que será a que me diz respeito. Iremos ou não,
superar a tão ambicionada sustentabilidade … seremos ou não, capazes de
demonstrar ao resto do mundo e sobretudo a nós próprios que temos
capacidade de inovação, desenvolvimento, empreendedorismo e de liderança!?
Gostaria que daqui a 6 anos, em 2015, pudesse olhar para trás e
sentisse que durante este período tivesse valido a pena ter investido de mim,
mesmo que em detrimento de algumas carências de ordem pessoal, tudo em
prol do desenvolvimento deste bem, que hoje creio que nós temos. Podendo
desta forma ter contribuído e puder continuar a contribuir para o bem-estar das
pessoas.

Comparação entre expectativas iniciais e resultados finais:

Bem, devo confessar que antes de iniciar este módulo, à conversa com
o formador Pedro Morgado, este explicou-me sobre a matéria que iríamos dar e
em que é que consistiria o trabalho de grupo que nós iria solicitar.
De uma certa forma as expectativas finais corresponderam ao que teria
perspectivado. Tornando possível uma avaliação bastante satisfatória no
resultado final.

Sugestões e recomendações:

Gostaria de sugerir que em módulos futuros, houvesse a possibilidade


de nós ser facultado, logo no início o manual, junto da planificação das horas
"aulas".
Não querendo julgar ninguém, entendo que as coisas me poderiam ter
corrido melhor se tivesse passado uma vista de olhos pelos objectivos e que
posteriormente, quando o formador desse a matéria eu já tivesse familiarizado
com termos que são aplicados nesta âmbito.