You are on page 1of 1

CaSamento do ponto de vista de DEUS – Sexo, companheirismo e submissão

- Sexualidade: Casamento é sinal de união. Sexo no casamento é sinal de aliança com
Deus e foi Ele quem o criou. Entre casados, praticar tal ato não é pecado, muito pelo
contrário. Deus se alegra porque sabe que haverá procriações. Não podemos privar
nosso corpo de nosso cônjuge porque nosso corpo não nos pertence e sim ao parceiro.
Isso só pode ser permitido por Deus se ambos entrarem em concordância para se
dedicarem em orações e jejuns por uma certa causa (1Co 7:5).

Entendam o que quero explicar: não quero passar aqui que devemos todos os dias fazer
sexo porque é uma obrigação entre casados. Não é esse o sentido da coisa. O que quero
transmitir é que há dias tanto para homens quanto para mulheres em que não estamos
aptos para fazer nada muito menos isso. Se por ventura isso acontecer, é nosso dever
avisa-lo(a) o motivo pela qual estamos daquele jeito para que satanás não venha usar
este momento para causar brigas e frustrações entre o casal. Quer uma dica? Já que seu
marido ou esposa fez a sua parte em lhe passar o motivo, faça a sua cobrindo de
carinho. Deixe seu cônjuge mais seguro dizendo que você está lá pronto(a) para
proteger quando precisar e você que se ausentou do ato, avise-o(a) que isto será
passageiro e que logo tudo normalizará.

- Companheirismo: Maridos, agradem suas esposas indo nos lugares que elas querem
ir. Esposas, sejam compreensivas. O mundo não gira somente em torno de vocês.
Agradem seus maridos também e assim como eles também agradam a vocês. Vão aos
lugares que eles querem também. Lembrem-se que vocês mulheres tem que fazer do seu
lar um lugar feliz (Pv 14:1) e vocês, maridos, lembrem-se que vocês são responsáveis
pelo desenvolvimento do mais importante sentimento que existem: O amor (Ef. 5:25).
Deus criou Eva porque não era bom que Adão ficasse só (Gn. 2:18). Não vamos agora
fugir das regras de Deus, concordam? Maridos e esposas, sejam companheiros em todos
os momentos com seus parceiros.

- Submissão: Ef. 5 – 22 Esposa, obedeça ao seu marido, como você obedece ao
Senhor. Mulheres e homens, entendam a palavra OBEDECER descrita nesse versículo
(segundo a tradução da linguagem de hoje) de forma correta. Submissão não é abaixar a
cabeça e dizer amém para tudo. Submissão é aceitar a missão do outro. Aceite as
decisões de seu marido e, mesmo se ele estiver errado, avise-o o motivo pela qual ele
está errando. Tomando esta decisão, isto é uma forma de você dizer ao seu marido: “-Eu
aceito essa submissão porque você me ama e faz tudo pela minha felicidade”. Isso é
uma relação de mutualidade. Nem sempre os maridos estão certos e são nestes casos
que as esposas entram, pois o Senhor deu o papel de auxiliadora, adjuntora, ajudadora,
cooperadora e alguém que vai socorrer o marido quando ele precisar. Não seremos
feministas dizendo que não precisam dos homens para nada e também não seremos
machistas ao ponto de “se aproveitar” deste versículo para deitar e rolar em cima das
mulheres. A mulher não é objeto do homem. A sociedade aí fora diz que é a mulher que
deve se entregar ao homem, mas é o homem que deve se entregar a mulher (Efésios
novamente).