Animação Bíblico-Catequética

:
http://animacaobiblicocatequeticasjc.blogspot.com/

Projeto Alicerce:
http://projetoalicercecrisma.blogspot.com/

2
01- O PINTO E O OVO
Objetivo: Avaliar a caminhada do grupo ou a caminhada de um dentro do grupo, ou em outros aspectos.
Materiais: Jogos de figuras (um jogo para cada participante ou para o grupo, de acordo com a forma escolhida).
Desenvolvimento: Cada grupo ou pessoa recebe as figuras e o coordenador orienta para que se escolha um
nome para o pintinho e depois ordene as figuras de acordo com a sua caminhada ou do grupo. Depois de
ordenadas as figuras, reúne-se o pessoal para partilhar as ordens e refletir sobre as diferenças.

02- PRESENTE
Objetivo: Envolver os participantes do grupo para fazerem homenagem um para o outro, dar uma mensagem
para uma determinada situação.
Material:
1 caixa de bombons ou balas
4 caixas de tamanhos diferentes
papéis de presente para embalar as caixas
durex
tiras de papéis para escrever mensagens e frases
grampeador
Desenvolvimento: Pegar uma caixa de bombons ou balas e grampear em cada bombom ou bala a mensagem
que se quer dar (Feliz Aniversário, feliz ano novo, boa sorte, etc.). Embrulhar esta caixa com papel de presente e
colocar neste pacote a primeira frase (ver frases nos comentários). Colocar este pacote dentro de uma caixa, um
pouco maior, embrulhá-la e colocar nesse pacote a segunda frase. Repetir este procedimento até terminar as
frases. A última caixa deverá ser embrulhada, porém não receberá nenhuma frase.
No momento da dinâmica o animador inicia prestando uma homenagem a alguém do grupo e lhe entrega a caixa
do presente. À partir daí a pessoa abre o pacote encontra a frase escrita e segue a sua indicação. A dinâmica
prossegue então até se chegar a caixa de bombons ou balas.
Comentários: Esta dinâmica pode ser usada em algumas ocasiões como, por exemplo: final de ano, aniversário
do grupo, início de atividades pastorais, etc. A duração da dinâmica depende do número de caixas e frases que se
prepara. Recomenda-se que não sejam muitas para não tornar a dinâmica muito longa. À seguir, uma sugestão
para quatro frases:
1ªfrase: Parabéns, você ganhou o presente.
Abra-o, descubra o que é.
Como você não é egoísta,
Reparta-o com todos.
2ªfrase: Faltou pouco, não que você não mereça,
mas faça agora sua homenagem à
aquela pessoa do grupo que você considera
a mais AMIGA diga porque e entregue o presente a ela.
3ªfrase:Você merece, mas este ainda não é o seu.
Faça sua homenagem a pessoa do grupo
Que você considera mais LEGAL, diga
Porque e entregue o presente a ela.
4ªfrase: Desculpe, mas este presente não é para
você. Faça uma homenagem a pessoa
do grupo que você considera mais SIMPÁTICA,
diga porque e entregue o presente a ela.

Animação Bíblico-Catequética:
http://animacaobiblicocatequeticasjc.blogspot.com/

Projeto Alicerce:
http://projetoalicercecrisma.blogspot.com/

3
03- COLHEITA DE FRUTOS
Objetivo: Fazer avaliação do grupo e de seus trabalhos de forma criativa.
Material: 1cesta; frutas: pêssego, cereja, acerola, etc. (na quantidade do número de participantes)
Desenvolvimento: O animador passa uma cesta com frutos. Cada participante ao pegar a cesta retira dela uma
fruta e com este fruto nas mãos faz avaliação daquilo que foi proposto destacando os pontos positivos e
negativos. A cesta passa pelas mãos de todos os participantes até que todos tenham feito sua avaliação.
Comentários: Esta dinâmica pode ser usada para reuniões de avaliação, celebrações de aniversários ou final de
ano.

04- PESO NAS COSTAS
Objetivo: Sentir e refletir as limitações de cada um.
Material: não necessita
Desenvolvimento: Reunir o grupo em duas filas, uma ao lado da outra, pedir para os participantes ficarem um de
costas para o outro depositando em seguida seu peso sobre o outro, depois inverte-se. Reunir o grupo e refletir as
atribuições e limitações de cada um, no trabalho, serviço pastoral, família, escola, etc.
Comentários: Esta dinâmica pode ser adaptada em um ato penitencial em celebrações.

05- BUSCANDO SOLIDARIEDADE
Objetivo: Despertar para necessidade de solidariedade entre as pessoas para se alcançar um objetivo.
Materiais: Dois bombons; Dois cabos de vassoura; Barbante
Desenvolvimento: Pede-se dois voluntários para realizarem a dinâmica. Esses deverão, cada um, ser amarrados
aos cabos de vassoura com os braços abertos. Os cabos de vassouras devem ser colocados nas costas,
acompanhando os braços, e amarrados com barbante no pulso, bem próximo das mãos, de tal forma que não seja
possível dobra-los (como se estivesse crucificado). Coloca-se então os bombons sobre uma mesa e pede-se aos
voluntários para comerem os bombons, sem dobrar os braços. Enquanto isso, o grupo observa o processo, sem
as sugestões.
Concluída a dinâmica, faça uma avaliação da mesma com todos os participantes; podendo-se usar as seguintes
perguntas:
como os voluntários se sentiram? E os demais participantes?
O que o grupo observou? Como se deu o processo de comer os bombons? Poderia ter sido diferente?
Como?
Isso tem haver com o nosso dia-a-dia? O quê? Por quê?
Quais são as nossas amarras? Quais as conseqüências dessas amarras? O que fazer e como para nos
libertar de nossas amarras?
O que o bombons pode significar para nós? O que faz nossa vida ser mais doce, alegre e feliz?
O que aprendemos para nossa vida com esta experiência?
Comentários: Essa dinâmica pode ser utilizada em reuniões para se desenvolver temas como: a importância do
grupo, a solidariedade entre as pessoas, companheirismo, valore cristãos (amor ao próximo) etc.

Animação Bíblico-Catequética:
http://animacaobiblicocatequeticasjc.blogspot.com/

Projeto Alicerce:
http://projetoalicercecrisma.blogspot.com/

4
06- COMO SERÁ? COM BEXIGAS
Objetivo: Colher os sentimentos e expectativas dos participantes e incentivar a participação
Material:
Uma bexiga para cada participante
Papel
Caneta
Um ou mais alfinetes
Giz e lousa
Uma fita com músicas de ritmos variados
Desenvolvimento: Distribuir dois pedaços de papel para cada participante. Pedir para cada um escrever
(resumido em duas palavras), uma para dizer o seu sentimento naquele momento e outra para expressar sua
expectativa para o curso ou reunião. Dar uma bexiga para cada participante e pedir para colocar dentro da mesma
o papel escrito e enchê-la e amarrá-la. Colocar a fita das músicas e pedir para a galera dançar conforme o ritmo
da música, jogando as bexigas sem deixá-las cair. Pedir para alguém ficar com um alfinete e ir estourando as
bexigas (não estourar muito rápido para não perder o sentido). Na medida que as bexigas forem estouradas
pedir para a galera ir pegando os papéis e ir escrevendo na lousa o que estiver no papel fazendo assim uma
tabulação, e ir sentando. Depois de todos terem terminado discutir as expectativas e os sentimentos, comparando
com a proposta do curso ou reunião.
Comentários: Lembrar o pessoal que para se atingir as expectativas e para melhorar ou manter os sentimentos é
necessário a doação e participação de cada um.

07- NOSSO TESOURO
Visa a ajudar a descobrir os tesouros da cada participante.
Diz Jesus: “Onde está teu coração, aí está o teu tesouro” (Mt 6,21).
Prever papéis e uma “caixa com tesouro(s)”.
Primeiro passo: Encaminhar
1- Colocar numa caixa alguma surpresa.
2- Distribuir aos participantes os papéis com as perguntas seguintes:
Imaginem: o que há na caixa?
Pertence a quem?
Em nossa região há pouco ou muito?
A quem você daria?
Que tamanho tem?
Que valores sugere o objeto?
Dizer uma frase bíblica que tem a ver com o que está na caixa?
Cite uma música que fala algo deste tesouro.
Segundo passo: Revelar a surpresa
3- Trocar as folhas com as respostas com o companheiro de lado.
4- Abrir a caixa de surpresa.
5- Ouvir as respostas e perceber quem mais se aproximou do tesouro.
6- Se possível, favorecer um brinde para todos que participaram.
Terceiro passo: Iluminar nossa reflexão
7- Ler Mt 13,44 e refletir em duplas ou em grupos:
1- Quais os valores:
de nossa sociedade?
No trabalho, no colégio, na rua...?
Na nossa família, em nosso grupo...?
2- Quais os meus tesouros? Em quais destes valores realmente acredito?
3- Sou capaz de vender “todos os meus bens” para ter este tesouro maior?
“Crer em Deus é muito mais do que, simplesmente, afirmar a sua existência. Crer é um processo de entrar
em comunhão com Deus e com os semelhantes, inseparavelmente.” (Gustavo Gutiérrez)

Animação Bíblico-Catequética:
http://animacaobiblicocatequeticasjc.blogspot.com/

Projeto Alicerce:
http://projetoalicercecrisma.blogspot.com/

folhas.. Cada participante apresentará o outro como o conheceu. “Somos peregrinos da esperança. Segundo passo: Reflexão individual 2.. e se apresentarem um ao outro: Quem é. bíblia. fotos recortes. jeitos.” 09.” (Fl 2.. As figuras. · É bom não colocar para o grupo como será a apresentação posterior. Quinto passo: Rezar 7. 6. espinho. Visa a conversar com alguém dos participantes para conhecê-lo e.. Segundo passo: Colocar-se no lugar do outro 2. vários símbolos: velas. depois. Primeiro passo: Encaminhar 1.Os participantes são convidados a caminhar pelo “caminho das gravuras e símbolos”. água. 13-14 – O caminho da vida. O que espero deste encontro.Tirar proveito da dinâmica para a vida.. 4.Os participantes podem acrescentar algo que foi esquecido anteriormente. flores.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. imitando-o na fala. onde trabalha.Todos voltam para o plenário. propagandas. se toca uma música de fundo: observam atentamente cada gravura. conforme o tema do encontro ou retiro. com a história em nossas mãos.APRESENTAÇÃO MÚTUA O ser humano é um mistério revelador. · Distribuir pela sala – em forma de caminho – as gravuras. gravador com música de fundo.. Apresentá-lo ao grupo. Terceiro passo: Conclusões 3.Prever antes de começar a dinâmica: várias gravuras de jornais.SÓ CHEGA QUEM CAMINHA Esta dinâmica favorece um maior conhecimento dos participantes de um grupo.Todas as duplas se apresentam ao grupo. Refletir com calma enquanto todos caminham pela sala e observam. “Tende em vós o mesmo sentimento de Cristo Jesus.Se for num retiro ou dias de oração... 1-7 – “Vós conheceis o caminho”. d) Ou outros textos.Fazer as considerações finais e avaliar a dinâmica. pedras.. estudos.” Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. gestos.. A pessoa não pode ficar preparada na vida. pode-se favorecer um momento forte de oração: a) A partir do texto de Emaús: Lucas 24. b) João 14. podem ajudar a pessoa a entrar mais em si mesma..Em pequenos grupos partilhar qual a gravura-símbolo que escolheram e dizer por quê? 5.Os participantes escolhem uma gravura-símbolo que lhes chama atenção Quarto passo: Partilhar 4.5 08. símbolos..5) “O outro é tão importante como eu. c) Mateus 7.Favorecer uns 5 a 10 minutos para: Conversarem 2 a 2 para se conhecerem um pouco. revistas. símbolo. Primeiro passo: Apresentação mútua 1..blogspot. colocando-se nesta realidade.. · enquanto isso. Só chega quem se põe a caminhar. Terceiro passo: Escolher 3..A partilha também pode ser feita no grupo grande. 13-35.com/ . o que cada realidade tem haver com a pessoa.blogspot. símbolos..

” ( Luis Espinal. “Já não vos chamo de servos.15) Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Primeira passo: encaminhar 1.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. 7. 3. “Senhor do mistério. Segundo passo: sugestão de temas para o diálogo 7. 23. Queremos ter-te no profundo do cotidiano. uma roda gira para direita no espaço de uma pessoa. 20. Faz lançar-se e correr o risco salutar de conhecer novos companheiros de caminhada. região. Temas sugeridos que podem ajudar a movimentar as duplas: 1.De qual texto ou frase bíblica você mais gosta? 18.Falar sobre sua família: quantos.Se alguém do grupo quiser.para trazer um símbolo característico de sua cidade. 4.Um se apresenta ao outro: nome.Qual foi o acontecimento mais positivo de sua vida? 9. Primeiro passo: Antes do encontro 1. 6.Quando você se sente muito feliz? Por quê? 13.. antes de o encontro acontecer: .. com quem.Isto para que os participantes fiquem um diante do outro: em duplas. o que faria? 17. trabalho. 5.Após esta apresentação mútua.FORMAÇÃO DE DUAS FILAS OU DUAS RODAS Esta dinâmica favorece um clima familiar de confiança..Sugere-se um tema e as duplas vão conversando sobre o tema proposto pelo assessor. mas de amigos...Dê um conselho ao seu amigo: como participar deste encontro. como vivem.Se você ganhasse muito dinheiro..J. formando.Dê um grande abraço em três ou mais participantes. sobre temas importante da vida.Quando você se sente muito triste? Por quê? 14.blogspot.Apresentam a cidade e a si mesmo a partir do símbolo.. 3.blogspot. 2. o que marcou.O que espera do seu futuro? 12.Que lugar do mundo mais gostaria de conhecer? Por quê? 16. 2.Qual a sua comida e esporte prediletos? 15. Terceiro passo: Aprofundar o plenário 22.Expor os símbolos sobre o chão ou sobre uma mesa.Qual é a nossa missão neste mundo? 19..) 11.Como foi a preparação. conforme os temas sugeridos pelo assessor. 3. caminho e chegada.A roda do lado de fora se volta para dentro e a roda de dentro se volta para fora. 21.. descobertas. surpresas. em que trabalham.Valorizar este símbolos ao longo do encontro.APRESENTAÇÃO A PARTIR DA CULTURA Nossa evangelização deve ser inculturada.O que foi marcante nesta semana? 6. Acolher os valores libertários de cada cultura. 4. comunidade. saída de casa.. Segundo passo: Apresentação 2. S.gostos. todos podem se sentar.com/ .Os grupos ou os participantes são avisados. pode partilhar sobre: a experiência como tal.temperamento. Ela é envolvente e é uma partilha pessoal. faze que sintamos a tua presença no coração da vida.Como está seu ano? 8. o que chamou a atenção.E a conversa segue. novas duplas. assim.6 10.Formam-se duas filas ou duas rodas.Como estou me sentido para este encontro (retiro ou curso)? 5. que dificuldades cada um sentiu ao longo da dinâmica.Depois de cada tema proposto e conversando.Como foi sua última Páscoa? Onde. 4.De quais pessoas você não consegue gostar? 11.O que mais admira num amigo? 10.”(Jo 15.Preparar outras sugestões conforme o tema do encontro.

Qual o ensinamento extraído desta dinâmica para o grupo ? . Ai de quem comete uma asneira. 06. colocando as caracteristicas do bicho escolhido. . que seja resultado da contribuição de todos. 4. desvia o assunto. . O animador. Em suas reuniões.Cobra: Envenena as relações. convida os participantes a procurarem identificar as prováveis causas que.. É agressivo. de outro.Cometários: a) o que chamou a atenção. no grupo de trabalho. Boceja despreocupadamente. Aprova sempre o leão. na amizade e na verdade. jornadas e encontros para convívio e gostam muito de cantar.Cultivar boa convivência no grupo. 3. . b) significado para o nosso grupo. grupo dos macacos. realizam. A história tem alguma relação com o grupo ? .INTEGRAÇÃO Destinatário : grupos de jovens ou de adultos que convivem há algum tempo. irônico.O animador conta uma história.durante 15 minutos partilhar o por quê escolheu tal bicho e como se manifestam as características no dia-a-dia da própria vida. Quando urra. Que podemos fazer para aumentar a integração ? 13. OS BICHOS 01. geram a desunião no grupo. Desenvolvimento: 1.Dos três bichos escolhidos. A assistência. entretanto. 03. às vezes mais competente que o leão.Após este relato. Pode-se trabalhar em equipes formadas por três ou quatro pessoas.blogspot. 05.Hiena: Não tem opinião própria.com/ http://projetoalicercecrisma. Sempre de bote armado. 04. ficar com apenas um com o qual se identifica.Em plenário: .Raposa: Surpreende sempre o grupo. Fica de mau humor. a partir de desenhos. assim como as possíveis soluções. com encenação. 02. 3. Não é agressivo..Todos recebem a lista dos bichos e num momento pessoas. Se o grupo for muito numeroso trabalha-se em equipes. Provoca brigas e fica de fora. Os ratinhos tremem à sua frente. As respostas coincidentes vão sendo afixadas num flanelógrafo: de um lado as causas e.Perceber as razões da falta de fraternidade e dos conflitos que surgem no grupo de jovens. se pergunta: “Que fazer com o grupo”? 2. .Tigre: É um leão ressentido por não ser reconhecido como rei pelo grupo. Os demais participantes podem questioná-los ou pedir esclarecimentos.com/ . há um ano. não é muito boa e mesmo os que participam de maneira constante são muito desunidos. Material: uma folha de papel e um lápis para cada participante. frequentemente.Pavão: Mostra sempre a sua cultura. pacientemente. semanalmente. sofista.Avaliação: . existe um grupo de jovens que se reúne. Preocupa-se sempre consigo mesmo.As equipes manifestam suas respostas em plenário. o que faltou. e não toma conhecimento de sua presença.O JOGO DA BICHARADA 1. a seu ver. força o assunto. Jamais caminha em direção ao objetivo. flanelógrafo e percevejos.Passos: . irrita o grupo que o coloca na jaula. lêem a lista e escolhem três bichos que mais se assemelham a ele. Não se interessa pelo objetivo e pelo grupo. Animação Bíblico-Catequética: Projeto Alicerce: http://animacaobiblicocatequeticasjc. as soluções.Objetivos: .grupos dos gatos. O importante é que se chegue a elaborar um programa de ação. Numa pequena paróquia da cidade.Leão: Rei da reunião.Os grupos apresentam o seu bicho de forma criativa. em silêncio. etc. refletem sobre os temas da atualidade. Um secretário toma nota.blogspot. Não perde ocasião de mostrar seus conhecimentos. 2. constantemente.Grupos por bichos escolhidos . todos participam. dramatização. etc. . Sempre recorda o que o leão disse.7 12. Está certo de sua superioridade. com as peraltices dos outros.

18. Rói as idéias. onde se envolvem mosquitos e besouros. 30. esperto. O gato: Companheiro. 25. Coati: Fuçador. Devagar e sempre.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Foca: Muito curiosa e imaginosa. Sempre faz rir. 14. Sempre por fora do assunto. inteligente e superficial. para tentar mudar. Quando intervém é para acabar a reunião.blogspot. Só sabe picar idéias. comenta tudo. perigosa. Pica-Pau: Pega uma idéia e pulveriza-a. Se o interpelam. Pede desculpa quando intervém. Hipopótamo: Fica mergulhado no assunto. lento. Antílope: É arisco. Se insistir muito. Fala alto. É preto ou Branco. Quer ação. 26.com/ . fugido. Pombo: Fica arrulhando com o companheiro do lado. mas sobe logo. Ouriço: Fica espinhento por tudo. Araponga: Sempre igual e vibrante. 17.Coruja: Não fala. É incapaz de seguir uma reunião. Alegra o ambiente. Impaciente. pulador. 14. voa e volta ao companheiro. presta muita atenção. Passa pela platéia às carreiras. 16. 28. Voa pelo alto . com algumas características.Girafa: Pelo modo de sentar-se e rir. 15. 12. ninguém o leva a sério. Zebra: Em cada fase da discussão apresenta ponto de vista diferente. Dificilmente participa. mas ladra demais. prepara armadilha. Não acredita em ninguém. Gato: Mia para chamar a atenção. 10.Objetivos: . . Não tem planos.ESCOLHA DOS BICHOS “MAIS” 1. bagunceiro. no grupo de trabalho. Intromete o nariz nas coisas com o objeto de beneficiar-se. Irrita-se quando o grupo não progride. não volta. levanta mas volta. nem ele próprio. Aranha: É mestra em teia. Só tem uma idéia. Encolhe-se quando os maiores aparecem. 20. 22. no grupo. Camaleão: Está de acordo com todos. 24. Coelho: Simpático. se enrosca e não quer falar. Quer decisões rápidas.Perceber as razões da falta de fraternidade e dos conflitos que surgem no grupo de jovens.Boi: Obstinado. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Não sai das discussões. ágil. integra. prefere agir depois da reunião. 08.blogspot.Cada participante recebe um papel onde está escrito o nome de um bicho. Vai para onde o leva o vento. 21.Carcará: Não gosta de discussão.abaixa. Adora brincar. tudo são intenções. anima. 2. na amizade e na verdade. A borboleta: Não é acomodada. Está sempre de sobreaviso. esperta e oportunista. Sempre farejando o ar para ver se não o querem pegar de surpresa. mas termina irritado.Papagaio: Fala por todos os poros. Só vive de par. Sempre vigilante para defender suas idéias. 09. Não sabe somar as idéias. Sempre mergulhado. Vive solitária. Seu silêncio não permite saber-se se ela está por cima mesmo. Ratinho: Nunca aparece. 13. Quebra sozinho suas nozes. Esquilo . Exemplo: A Cobra: É traiçoira. procurando interiorizá-las e expressá-las no grupo em forma de dramatização. assusta-se quando alguém a interpela. Ninguém lhe dá importância. espirituoso.Passos: . No fim está amuado e sem graça. Tem idéia fixa. é fofoqueira e quer ver o circo pegar fogo. Faz muito barulho por pouco. Não é feito para viver em grupo. Não é conseqüente. grita. acha o grupo indigno de sua participação. 11. 23. Pisca quando não entende. não há idéias. fareja tudo. perde o interesse. embaraçado. Na discussão amarra um fio no outro.Cultivar uma boa convivência no grupo.Gaivota. 19. Dengoso. carinhoso.Cão: Inteligente. Para ele.Acanhado. Uma vez satisfeito. solicitado. prestativo. Na discussão fica picando o que ficou para trás. 29.Macaco: Anedoteiro. envenena o grupo.Rever as próprias atitudes. Leva tudo a peito. Não tem objetivos.Elefante: Sem sutileza. .8 07. mas caminha entre todos. Não acompanha o grupo. Não prepara plano. Interessa-se por tudo e mexe em tudo. 27.

Sempre que necessário. . com a ajuda de várias pessoas. Grupo (platéia) . o coordenador agradece os componentes do painel e o grupo e encerra os trabalhos. o coordenador poderá lançar outras perguntas fora do roteiro. O urubu: Só vê carniça. o coordenador pode ressaltar aspectos importantes do assunto. apresenta os componentes do painel. . É inteligente. Está sempre “pendurado” nos outros.Tornar mais compreensivo o estudo de um tema que tenha deixado dúvidas. diante de um auditório. 15. 3. 4.blogspot.Coordenador abre o painel. mais inteligente. 3. Acompanha a discussão com atenção e preparam questão para lançarem aos componentes do painel. O bicho preguiça: Vagaroso. descrente.O que precisamos melhorar? Animação Bíblico-Catequética: Projeto Alicerce: http://animacaobiblicocatequeticasjc. trabalha sempre em grupo.Plenário (Grupão). 5. .Apropriar-se de um conhecimento.9 O papagaio: Fala. Componentes do painel . o coordenador pede a cada componente do painel que resuma suas idéias. . trabalhadeira. aprende o que os outros fazem. justifica a realização do mesmo e orienta a participação. O pavão: Fica sempre de leque aberto.Ao terminar o roteiro. é esforçado e topa qualquer trabalho.Coordenador convida o grupo (platéia) para fazerem perguntas aos compomentes do painel. tanto o bem como o mal. não fala nada que contribua. as que forem propostas pelo grupo. preguiçoso. lançando perguntas de seus interesses ao final do tempo previsto. para também serem discutidas. Não acredita em si mesma. .Trabalho em grupo: a) Quais desses animais encontramos em nosso ambiente de trabalho? b) Analisar 3 bichos considerados mais importantes para o grupo. Objetivos: 1.Que proveitos tiramos dessa dinâmica? 2. ou pessoas convidadas. aquele que sabe mais. O cavalo: Dá patadas em todos.Como nos sentimos? 3. Nunca faz nada.Podem ser de 3 a 6. 2. se necessário. tranquilo. Após. apresenta componentes.O coordenador lança perguntas. para serem discutidas. para melhor esclarecer o assunto. . podendo acrescentar outros.com/ . Só gosta de coisa ruim.Coordenador do grupo com os componentes do painel organizam um roteiro de perguntas que cubra todo o tema em pauta. Sua função é discutir as questões propostas.Coordenador abre o painel.Quando não tiver mais perguntas.O animador observe que cada animal expressa características positivas ou negativas. Nunca as duas juntas. É pessimista. de maneira dialogada. A formiga: É operária.PAINEL . depois. Coordenador: . Seu papel é lançar perguntas para que os componentes do painel. faz uma síntese dos trabalhos e encerra o painel. até esgotar o roteiro preparado anteriormente. Galinha d’Angola: Fala a mesma coisa o dia inteiro: “Tô fraco”. Avaliação 1. Podem ser membros do grupo que queriam estudar (preparar) o assunto. discutam sobre elas. Quer ver o grupo morrer. . primeiro pelo coordenador e. Acha que é mais bonito. O pombo: Sempre se preocupa em conversar com os companheiros.O animador verifica se todos compreendem os diferentes papéis (animais).Membros do grupo.Convida também o grupo (demais participantes do grupo) para participar. O Boi: Sossegado.com/ http://projetoalicercecrisma. 2.Colocar em papelógrafo o comportamento dos animais e afixar na parede. Passos: 1. fala.Conhecer melhor um assunto.blogspot. mas tem que falar.Reunião de várias pessoas que estudaram um assunto e vão expor suas idéias sobre ele.

ou num papelógrafo.Levar todos do grupo a participar de uma discussão. até conseguir o objetivo.Público: participantes do grupo.Obter rapidamente idéias. Avaliação 1..Alguém do grupo pode fazer uma conclusão.Criar uma atmosfera informal e democrática durante um estudo.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. e sondar-lhes os interesses. 6. 4.Uma pessoa de cada grupo expõe em plenário. 5. Componentes: 1. Se alguém já conhece a dinâmica deve ficar de fora observando ou não dar pistas nenhuma. 2° Passo: O coordenador propõe o grupo um desafio. o grupo deverá desvirar.O que descobrimos em relação ao grupo? 3. 7.COCHICHO Objetivos 1. Passos 1. de costas para o centro do círculo.10 16. todos deverão ficar voltados para fora. 3.Ajudar as pessoas a se libertarem das suas inibições.blogspot.O que aprendemos? 2. 5. Sl 114(113) Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc.Dar oportunidade para a troca de idéias dentro de um grupo. 3° Passo: o grupo deverá buscar alternativas.O coordenador faz um comentário geral.Coordenador divide o grupo de 2 em 2 ou 3 em 3 (depende do número de participantes do grupo) 3. voltando a estar como antes. 3 ou 4 minutos para expor suas idéias. 6.VIRAR PELO AVESSO Objetivo: Despertar o grupo para a importância da organização Desenvolvimento: 1° Passo: formar um círculo. O grupo. sendo um minuto para cada participante. 2.O secretário procura anotar as principais idéias no quadro.blogspot. as idéias dos participantes 3. Cada grupo tem 2.Formados os grupos. 2. a síntese das idéias de seu grupo. debate. sem soltar as mãos. opiniões e posições dos participantes de um grupo. esclarece dúvidas. todos de mãos dadas. 13-27. solicitando idéias do grupo.coordenador expõe de forma clara uma questão. 4.Secretário: anota no quadro ou papelógrafo. 5° Passo: Analisar a dinâmica: O que viam? Como se sentiram? Foi fácil encontrar a saída? Porquê? Alguém desanimou? Porquê? O que isto tem a ver com o nosso dia a dia? Nossa sociedade precisa ser transformada? O que nós podemos fazer? Palavra de Deus: Ex 18.Colher opiniões e sugestões de um grupo. 4° Passo: depois de conseguir virar pelo avesso.com/ . passam a trabalhar.Coordenador: orientar e encaminhar o trabalho 2.O que precisamos aprofundar sobre este assunto? 17.

3. e entrevistar os pais da criança (porque ela está recebendo tantas visitas..quem sabe o templo. Bíblias e Livros infantis. O importante é que as crianças mergulhem na história e encontrem aspectos inusitados da narrativa bíblica.AVALIAÇÃO DO GRUPO Duração: 20 minutos Material: Um relógio de papel e caneta ou lápis para cada participante. Como Fazer: 1. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc.11 18. para que fique mais fácil completar as agendas.uma do governo. tipos de matérias. pontos turísticos de Belém ("aproveite que você está aqui para o censo. Peça que escrevam seu próprio nome no retângulo abaixo do relógio." . o impacto deles na população local. vocês podem confeccionar um cenário para os "âncoras" usando mesas e cadeiras e um painel de papel pardo ou um pano no fundo e da mesma forma criar cenários para as entrevistas e reportagens nos diferentes locais. quem é.JORNAL DE NATAL Material: Bíblias e livros. o que há de tão especial aqui?) g) previsão do tempo (quem sabe até com um mapa da região?) Incluam também propagandas.) e) a visita de pastores de ovelhas à cidade (no meio do horário de expediente!! Será que os pastores estão fazendo uma greve?) f) um dos "repórteres" pode ir junto com os pastores ou os reis. etc. etc.. sobre o relógio no espaço da hora combinada. comece a brincadeira.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma.. papel e lápis. Peça que observem programas jornalismo na TV e jornais impressos. de preferência em mais de uma fonte . Diga as horas. Antes de iniciar.com/ .. o governo era romano). Distribua os relógios. Essa é uma ótima dinâmica para discutir sobre vários assuntos. Faça um relógio de papel. quantos forem os participantes.RELÓGIO . Cada pessoa se apresenta a alguém e marca com ela um encontro . livros de geografia e história para você estudar previamente. "Uma hora".O jornal é de onde? (da cidade de Belém? de todo o país?) Temas que vocês podem desenvolver: a) lotação esgotada nas hospedarias b) um editorial sobre o censo: a direção do jornal concorda ou discorda do decreto romano para realizar o censo? c) uma estranha estrela nos céus d) a visita inesperada de reis do oriente (explore com as crianças a aparência diferente que estes homens deviam ter. e visite. ou algum local relevante da história do rei Davi). Faça com as crianças um diagrama sobre as sessões que um jornal contém.. determine: . a ser apresentado a comunidade. Agora todos devem caminhar e marcar um encontro para cada hora. Leia a história do natal. É necessário número par de participantes. comidas (o que se comia? como anunciar estes produtos?). Quem já tiver preenchido todos os horários deve se sentar. Proponha que desenvolvam um jornal sobre o dia do nascimento de Jesus. por exemplo. se levam fotos ou não. As fotografias para o jornal impresso podem ser desenhos das próprias crianças.Quem edita o jornal? (O povo local era judeu. e escreva uma pergunta ou assunto para conversar em cada hora.quais os produtos da época? Camelos (aluguel de camelos ou "vaga" para estacioná-los). Tire tantas cópias iguais. Quando todos tiverem marcado as horas. afinal. 2. de ponteiros e com os numeros bem destacados.. Ao invés de fantasiar as crianças com roupas de anjos e pastores. mapa da região de Belém. Outros: 1. um jornal as tem: . e um lápis ou caneta para cada pessoa. etc. Sempre surgem opiniões e idéias novas. convocando para o censo . ..Bíblia na Linguagem de Hoje.. que tal trabalhar com elas uma leitura e interpretação atual da história de Jesus? 2. 4. 19.blogspot. 3..blogspot. Para o jornal da TV. Cada um deve procurar o par com quem marcou o encontro da uma hora e conversar sobre a pergunta ou assunto marcado para aquele horário. Pode ser em formato impresso (que pode depois ser fotocopiado e distribuído aos adultos) ou em formato TV.ambas devem então escrever o nome uma da outra.

2. O que será que você vai ganhar? Aquilo que tinha pedido. Compartilhar: Repensar em grupo sobre a mensagem ouvida e compartilhar os ensinamentos é de grande utilidade para o crescimento cristão.12 20. Inicie a dinâmica dizendo que o grupo recebeu um presente.. E com certeza alguns presentes. c) Estes presentinhos. Pegue a caixa e mostre ao grupo. Preparar com Antecedência: a) 1 caixa de sapatos. Distribua as folhas de perguntas entre os grupos e deixe tempo suficiente para conversarem sobre cada questão.com/ http://projetoalicercecrisma. e deixe que cada um tire o seu presentinho de dentro dela. Como Fazer: 1.com/ . peguem o seu na caixa. Depois. amigos. de acordo com a cor do presente tirado da caixa. 3.11. 4. A pessoa indicada pela garrafa terá então a tarefa de girá-la e falar palavras de encorajamento para quem ela apontar e assim sucessivamente.. parentes. caneta. ou vão te surpreender com algo inesperado? Como você se sente? E este pequeno presente. mas não o abram ainda! Qual a sensação de ganhar um presente? Assim de surpresa? É bom. Como Fazer: 1. Pv 12:25. formando um círculo. O facilitador coloca a garrafa deitada no chão no centro da sala e a faz girar rapidamente. uma palestra ou uma aula. ruim? O que passa na sua cabeça? E na véspera de seu aniversário? Você sabe que no dia seguinte vai ter festa. Textos para trabalhar após este exercício: 1 Pe 4:10. 3. peça que se dividam em pequenos grupos.blogspot. e que só então o abram. Quando ela parar estará apontando (gargalo) para alguém e. tesouras. Sugestões de perguntas: Animação Bíblico-Catequética: Projeto Alicerce: http://animacaobiblicocatequeticasjc. o que será?" Como Fazer: 1. b) Dentro dela coloque pequenos presentinhos. 21. 3. com o seguinte texto sugerido: "Queridos irmãos da (nome do grupo).30. revistas. folha com perguntas. Este é o meu presente para vocês. O grupo deve sentar. papel colorido. 2. podem ser simplesmente um retângulo de papel dobrado ao meio. 22. Ef 4:29. Cada um terá a oportunidade de falar sobre o seu recorte que colará no papel pardo ou manilha escrevendo uma palavra significativa ao lado. 4. 5.PAINEL SIGNIFICATIVO Objetivos: Papel pardo ou manilha. o facilitador dará uma palavra de encorajamento ou estímulo à essa pessoa. e é com muito amor que o dou.GARRAFA DA GRAÇA Objetivos: Uma garrafa vazia (pode ser de refrigerante). embrulhada como se fosse um presente. com a frase "Eu te dou a Minha Vida!" escrita no lado interno d) 1 carta.A CEIA DO SENHOR: PRESENTE DE CRISTO Material: Caixa de sapatos. em cores diferentes (tantas cores quantas forem os pequenos grupos que irão ser formados para discussão). A classe se disporá em círculo e cada participante receberá uma revista onde procurará uma figura ou qualquer outra coisa que expresse uma lição que tenha tirado para sua vida da palestra ou aula dada. 2. Há um pequeno pedaço dele para cada um de vocês. acompanhado de uma carta que você gostaria de ler.blogspot. bem vistoso. Essa dinâmica é para ser usada após um curso. colas e canetinhas coloridas. leia a carta.

mas todos os grupos se ajudando.blogspot. as tarefas e perguntas serão executadas pelo mesmo grupo que as preparou. como agimos? . Variação da Dinâmica: Os mesmos procedimentos podem ser aplicados para subgrupos maiores (entre cinco e sete participantes). olhando-se. 2.Se você soubesse que o seu próprio grupo responderia às perguntas. cumpram as tarefas sugeridas. . Depois de alguns minutos.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. 26-30 e I Coríntios 11. Os outros dois devem se posicionar com uma das pernas um pouco atrás. não numa forma competitiva. participar da Santa Ceia. Formar subgrupos de três participantes.Leia: Mateus 26. Deixe cerca de 15 minutos.O PÊNDULO Objetivo: Estabelecer um clima de confiança e segurança entre as pessoas. Conclusão: .Teve dificuldade de se entregar totalmente? Por quê? Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. O do meio deve. 5. A possibilidade de confessar a Deus. 23-29 Quem deu a sua vida? Para quê? De que forma? .não flexionar apenas da cintura para cima. as teria feito mais fáceis? .Como foi estar no meio? . 6.Precisamos fazer alguma coisa especial para ganhar este presente de Cristo? Conclusão: Depois deste momento. 8. 6. 23.AMAR O PRÓXIMO Material: Papel. e as mãos espalmadas. 3. É mais apropriado para grupos que já estão convivendo há algum tempo.Quando vamos a igreja. se arrepender e receber. passando umas pelas outras. pernas juntas. é o corpo inteiro mesmo! . Se houver tempo.O riso (se tiver acontecido) dos que estavam segurando lhe deixou inseguro? . Após este tempo.com/ . Desse modo. 2. em que cada grupo vai pensar em 5 perguntas e 1 tarefa para o outro grupo executar. 4. 5. revezar. O do meio deve ficar bem ereto.Acreditou que poderia cair? . gratuitamente o grande presente da vida de Cristo. enfatizando as diferenças entre a alegria do perdão e o peso/tristeza de nossos pecados. devagar. o que sentimos. lápis. Divida a turma em grupos ou times opostos. em posição de apoio. 7. braços esticados e colados às pernas. reuna todo o grupo e converse novamente sobre cada uma das questões.Como isso se parece ou difere do mandamento de Jesus? "Amarás ao teu próximo como a ti mesmo". Como Fazer: 1. formando um pêndulo. Sugira preparar uma gincana ou concurso. Como Fazer: 1. Observe as reações. como nos comportamos. Dois devem ficar em pé. Pedir que as pessoas caminhem.Você teve medo? . para que cada grupo prepare as perguntas e tarefas para o outro grupo. até que os três tenham participado do exercício. veja se todos terminaram e diga que na verdade.No que a Santa Ceia é igual a ganhar um presente? No que é diferente? .13 . bem firmes. 24.E a tarefa? Vocês dedicaram tempo a escolher a mais difícil de realizar? . de olhos fechados (preferencialmente). onde já existe um certo grau de afinidade e empatia. jogar o corpo inteiro . 3.Confiou plenamente? . Peça que formem um círculo e proponha que conversem sobre: .para frente e para trás. a pessoa que estiver no centro deve pender para todos os lados. 4.blogspot. Encerre com uma oração. suavemente. frente a frente e o terceiro ficará entre os dois (de frente para um e de costas para o outro).Como nos comportamos no nosso dia a dia? Queremos que os outros executem as tarefas difíceis ou procuramos ajudá-los? 7.Qual a sua reação ao abrir este pequeno presente? .

26. boca. procurará um lugar para conversar: o ponto de partida é a frase escrita na cartela. b) Escrever em cada cartela. 2. sem fazer contato com os outros.. b) Este se retira para algum canto da sala ou para outro local.com/ . c) Cortar as cartelas ao meio. as pessoas se deslocam lentamente umas para as outras. indo se encontrar no centro do grupo. Após a saída do grupo A. somente. tamanho aproximadamente de 10 x 5 cm. Abraçam-se e cada uma irá se colocar no lugar da outra. braço E.). Explicar para o grupo. 6. e braço D. podendo. o grupo A. e mão D. c) Por exemplo: a cabeça. pescoço. e pé E. até que todos tenham se deslocado em busca de alguém. o grupo B será dividido assim: a) cada UM (individualmente) receberá um papelzinho escrito. que não pode ser mostrado para mais ninguém. do que individualmente. 4. só aquela pessoa vai saber qual é. 3. 5.14 25.blogspot. Essa dinâmica também é excelente para encerramentos de atividades grupais em que as pessoas passaram algum tempo juntas. nem em que tamanho. Material: Folhas de Jornal Como Fazer: 1. Cabe ao facilitador ter sensibilidade para a condução de troca de experiências não verbais. uma frase significativa (pode ser versículo bíblico. ainda. um pensamento. O facilitador poderá escolher uma música sentimental. que vai ser feita uma dinâmica). de modo a não faltar para ninguém. O facilitador solicita ao grupo que todos fiquem de pé em círculo a uma distância razoável. sem contato com o grupo B. E assim por diante com todo o grupo B. etc. Em seguida. Cada um fazendo a sua parte. Como Fazer: 1. orelha D. tronco. como foi o encontro. Como Fazer: 1. de modo que a frase fique dividida. etc. mão E.EM BUSCA DO OLHAR Objetivo: Trabalhar o aprofundamento da integração no grupo e exercitar a comunicação não-verbal. nariz. A dinâmica inicia-se com a distribuição das duas metades.blogspot. 3. Divide-se o grupo em 2 menores. perna E. desloca-se para uma sala. e perna D. O exercício prossegue.com/ http://projetoalicercecrisma. 2.). olho E e olho D. orelha E. Observação: Não revelar o Objetivo da dinâmica antes de sua execução. (cabeça. Após dez minutos. Ao encontro desses olhares. Barreiras são quebradas. 4. que favoreça o encontro não-verbal. mas sem saber o que o irmão estará recortando. cada pessoa fazer seus encontros com quantas pessoas sinta vontade. contendo uma parte do corpo humano. 2. 27. pois sai muito mais bem feito. pede-se que a pessoas se concentrem e busquem olhar para todos no círculo. leve. até sintonizar numa pessoa cujo olhar lhe foi significativo. tudo isso sem que se diga uma palavra. Animação Bíblico-Catequética: Projeto Alicerce: http://animacaobiblicocatequeticasjc. 3. em número suficiente. mais ou menos. e pé D. o facilitador solicita que algumas duplas falem sobre a experiência (o que sentiram. pedidos de perdão são feitos. e começa a recortar com o jornal e a mão livre (sem uso de ferramentas) a parte do corpo que lhe coube. Divididos.MINHA METADE ESTÁ EM VOCÊ Objetivo: Promover a aproximação das pessoas do grupo e incentivar o diálogo e novas amizades. À proporção que cada dupla se encontrar. Preparação: a) Recortar cartelas de cores variadas.DINÂMICA DE COMUNIDADE Objetivos: Mostrar que o trabalho em "Comunidade" é importantíssimo para o grupo.). essa experiência é de uma riqueza extraordinária. Estabelecer um tempo para as pessoas procurarem as suas metades. parte de uma música.. Conclusão: Normalmente. tendo o cuidado para que todos recebam.

de coração compassivo. Logo em seguida trocam-se os papéis e o que antes era o guia. sobre tudo isto. Um dos componentes da dupla fecha os olhos e passa a andar guiado pelo outro durante dois minutos. Faça perguntas do tipo: "O que falta em você para que as pessoas confiem mais no seu auxílio?" 3. olho E e D. Vai surgindo um belo boneco. uns dos outros. louvando a Deus com gratidão em vossos corações. Enquanto isso o grupo A. onde são respondidas várias perguntas: a) O que você sentiu durante o tempo em que estava sendo guiado pelo outro? b) Aconteceu de sentir-se tentado a abrir os olhos? c) Teve total confiança em seu líder? d) Pensou em se vingar do outro quando chegasse sua vez de ser o guia? e) Sentiu-se tentado a fazer alguma brincadeira com o "ceguinho"? Base Bíblica para a mutualidade: "Revesti-vos. domine em vossos corações. longanimidade. com salmos. sem utilizar tesouras ou réguas. tronco. Para que a mutualidade possa ocorrer de forma dinâmica e eficaz. Podemos começar a reunião formando duplas. é preciso desenvolver características de caráter que nos capacitem a desempenhar nosso papel dentro do Corpo de Cristo. para a qual também fostes chamados em um corpo. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Isto tudo ressalta a importância de que os trabalhos feitos em conjunto. Precisamos. braços. também recebe a tarefa de com as folhas de jornal e a mão livre.blogspot. sem dúvida alguma. humildade. Como Fazer: 1. depois o nariz. Conclusão: Explicar que o grupo que fez tudo em conjunto (A) fez um trabalho melhor e mais apresentável.. etc.15 4. Não é permitido abrir os olhos e nem tocar no companheiro. 4. 3. e o que fez individualmente.com/ . nariz. chama-se primeiramente a pessoa que fez a cabeça do grupo A. A palavra de Cristo habite em vós ricamente. tudo mais uniforme. assim fazei vós também. 4.. 7. 12-17). Ao final o boneco do grupo A será mais bonito. mãos. se alguém tiver queixa contra outro. pernas e pés. Chama-se primeiramente o pessoal do grupo B. Depois de terminada esta dinâmica. em toda a sabedoria. como "coração compassivo. "Qual a maior ajuda que você pode prestar neste momento de sua vida para as pessoas e para o grupo?". Refletir: 1. que estará em outro local. humildade" etc. quem fez a cabeça. apresentou um resultado ruim. e etc.cabeça. fazerem JUNTOS um grande boneco. mansidão. E tudo quanto fizerdes por palavras ou por obras. com pernas. depois os olhos. assim como o Senhor vos perdoou. tronco.. pouco satisfatório. "Comunidade".do outro o guiará. 6. pois. Concluído. e repete-se a mesma seqüência. tamanho natural . são os que apresentam os melhores resultados. como eleitos de Deus.DEPENDÊNCIA MÚTUA OU MORTE Objetivos: Mostrar o quanto dependemos uns dos outros e o quanto podemos contribuir para o crescimento do nosso irmão. e sede agradecidos.blogspot. boca. longanimidade. que é o vínculo da perfeição. Quando os dois grupos terminarem as suas tarefas. destoando do boneco do outro grupo. 3. por exemplo. . orelha E e D.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. braços. pede-se para que todos se reunam no mesmo local. hinos e cânticos espirituais. mas com suas peças todas escondidas. todo torto.parte por parte. Procure esclarecer juntamente com o grupo a definição dos termos que se encontram na passagem acima. de benignidade. santos e amados. tão somente o som da voz . 5. ou parede. e vai afixando-se parte por parte num quadro negro. as orelhas. pela ordem das peças. (Cl. ensinai-vos e admoestai-vos uns aos outros. revesti-vos do amor. 2. todos se reúnem para um momento de compartilhar. E. com pernas e braços disformes. 28. fazei-o em nome do Senhor Jesus. 2. dando por ele graças a Deus Pai". 5. pescoço. passa ser o guiado. suportando-vos e perdoando-vos uns aos outros. E a paz de Cristo.

é a Bíblia.com/ . Qualquer coisa. de forma que todos os participantes tenham oportunidade de dizer o que pensam. surge um problema de última hora. 2. Não tem jeito. Neste momento todos acabarão por revelar quais são os seus maiores valores atualmente. com 5 pessoas cada.16 29.. tudo bem. se conhecido. televisão. para o Senhor vivemos. A decisão é difícil. Isto afetará todo o seu sistema de valores. é nova criatura" (2Co. Terminada a discussão. mas tem que ser obedecida. todas as minhas decisões devem ter por detrás delas agradar a Deus. Agora faça uma nova lista e fique apenas com aqueles objetos que considera de maior valor. encaminha a discussão. Alguém podem ter escolhido um trombone por gostar demais da música.14. se morremos. Formar novos grupos com 7. valorizar-se. 30. A viagem é longa. De certa forma. é bom que o restante do grupo saiba do que realmente gosto. "Quem está em Cristo. 8). Outro levaria o cachorro por gostar de brincar com ele. A única coisa que pode levar fora da lista. Estes objetos podem ser de qualquer tamanho. Formar novos grupos. embarcado e encontra-se já em alto mar. isto vai acabar revelando seus valores. Um inconveniente de última hora: Agora que você tem tudo organizado. abraçadas devem orar. Trata-se de mais uma esquisitice dessas companhias de navegação. O comandante ordena que você jogue cinco objetos de sua lista no mar. Anote no papel qualquer coisa que lhe venha à mente. Apenas dez objetos podem ser carregados. Sérias avarias no navio obriga toda a tripulação a aliviar a carga. perceber a necessidade de assumir compromissos. Dentro de algumas horas você vai viajar para uma ilha não civilizada para morar lá durante alguns anos. 8 ou mais pessoas cada. Quando escolhi os valores do Reino. se vivemos. para o Senhor morremos. Formar um grande abraço. peso ou valor. etc. material de costura. As pessoas devem se abraçar duas a duas ou em 3 e dizer umas as outras que foi bom terem estado juntas. De qualquer forma. agradecendo ou pedindo 4. Material: Uma grande folha de papel e lápis colorido para cada participante.UMA VIAGEM ATRAPALHADA Arrume as malas: Vamos usar um pouco de imaginação. 3. 2. mas seu navio não permite que leve muita bagagem. O animador motiva os participantes a desenharem num grande papel o próprio pé. o animador convida a todos que escrevam no pé que desenharam algum compromisso concreto que irão assumir.17). quer vivamos quer morramos. com todas as pessoas (formar um círculo em que um abrace o outro pela cintura ou ombro) orar juntos o Pai Nosso e desejar benção de Deus para todos.DESENHO DOS PÉS Objetivos: Socializar. e mesmo com toda a argumentação possível a única solução é começar a fazer sua lista dos dez objetos que você considera mais importantes. a) Todos os pés são iguais? b) Estes pés caminham muito ou pouco? c) Por que precisam caminhar? d) Caminham sempre com um determinado objetivo? e) Quanto já caminhamos. De sorte que.blogspot. 31. abraçadas devem orar agradecendo a Deus. etc. Pode ser o carro. Compartilhe sua decisão: Forme grupos de três a cinco pessoas e cada um diz quais foram as cinco coisas com as quais escolheu ficar e quais resolveu jogar fora. lembrar de pessoas que lutaram por objetivos concretos e conseguiram alcançá-los. o cão de estimação. Em seguida. Se foi esta a motivação da sua escolha.. somos do Senhor" (Rm. com um hino ou palavras.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. devidamente encaixotado. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. lembre-se de que o lugar não é civilizado e totalmente sem recursos. 3.O GRANDE ABRAÇO Como Fazer: Convidar o grupo a se abraçar e abraçar a Deus junto. Todos devem explicar o porquê da sua escolha. O compartilhar poderá ser feito com todos juntos se assim preferirem. fogão. integrar. crescer. Como Fazer: 1.5. Uma dica é que ao confeccionar sua lista.blogspot. em etapas: 1. Iluminação bíblica: "Pois. Uma pessoa regenerada procurará colocar Deus em primeiro lugar. com pessoas diferentes.

34. Material: Uma frase para cada participante. o coordenador distribui uma folha de papel e caneta para que cada um possa escrever uma frase sobre o que está sentindo. pouco. bom. 2. 2. Como Fazer: 1. Questionário: a) No geral. O coordenador entrega uma cópia das poesia para cada participante para que possam ler e escolher uma com a qual se identificam. 3. O coordenador da dinâmica dá 15 minutos para que cada um.blogspot.AVALIANDO UM ENCONTRO Objetivos: Avaliar a partir de um questionário básico a qualidade dos encontros ou reuniões para assim estar determinando os caminhos a serem seguidos. Material: Cópia das poesias para cada um dos participantes. médio. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc.POESIA DIÁRIA Objetivos: Que os participantes consigam. 4. apoiados na poesia.DIZENDO POR DIZER Objetivos: A partir de uma frase pronta. 4. O importante é que se providencie cópia de todas as frases para que os participantes possam ler e guardar os textos criados pelo grupo. Como Fazer: 1. g) Os objetivos do encontro e de cada item de pauta foram enunciados claramente. f) Quais fatores do ambiente facilitaram ou dificultaram o encontro. a pessoa desenvolva idéias coerentes e aprenda a manifestar sua opinião. Como Fazer: 1. manifestar sentimentos e emoções. aceitável. 5. As frases podem ser assinadas ou não. 3. o que você achou desse encontro: ruim.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Material: Questionário e caneta para cada um. O coordenador deve evitar um debate de idéias e que seja uma análise da capacidade de convencimento de quem está falando. O coordenador motiva os participantes a dizerem o que sentiram lendo aquelas poesias e porque se identificaram. organize as idéias para que em 5 minutos explique o significado da frase e convença o grupo de que a afirmação é verdadeira. Destaca-se a importância de avaliar todas as atividades para que os erros sejam corrigidos e distribuindo o questionário e dando 15 minutos para ser respondido de maneira mais clara possível. h) O grupo conseguiu chegar às decisões que precisavam ser tomadas. b) Quais foram seus pontos fracos c) O que mais agradou d) O que foi mais negativo e) Agora você compreende melhor os outros: muito. k) Os temas foram suficientemente discutidos. nada. i) Estas decisões surgiram da compreensão mútua e do consenso j) As pessoas ficaram atadas às suas idéias ou cederam em pontos para que o grupo progredisse. excelente. bastante.com/ . Cada participante recebe uma frase. em silêncio. 33. Todos os participantes devem anotar o que seu colega pensa. Num segundo momento.17 32.blogspot.

2. seguem-se os comentários não só dos protagonistas. Organizam-se os subgrupos de cinco a sete membros cada para a decisão grupal. atribuindo o número 1 ao mais simpático seguindo até o 5. deverão fazer o que quer que sintam impelidas a fazer.blogspot. Nos subgrupos cada integrante procurará defender seu ponto de vista. Cada um receberá uma cópia da história de Marlene para uma decisão individual. 2. Material: Uma cópia da história de Marlene para cada membro e lápis ou caneta. Terminada a tarefa grupal.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Terminado o encontro. Em seguida cada um dará as razões que o levaram a estabelecer esta preferencia. Como Fazer: 1. Numa primeira fase. levando para isso uns cinco minutos. Pedro e Paulo são amigos desde a infância. alegando estar namorando Pedro. então.com/ . organiza-se o plenário. mas recusou. O coordenador convida dois voluntários para que fiquem de pé.TÉCNICA NÃO VERBAL DE CONTROLE Objetivos: Experimentar os sentimento de domínio e de submissão. Poderão continuar o encontro durante o tempo que quiserem. O coordenador pede que uma ou duas pessoas fiquem de pé em cima de uma cadeira e continuem participando das atividades. 37.18 35. Sem haverem nada planejado.TÉCNICA DE ENCONTRO Objetivos: Estabelecer um comunicação real. e andando muito lentamente. No final da experiência. uma em direção à outra. 3. O coordenador distribui a cada subgrupo uma folha da história de Marlene. Decorridos cinco ou mais minutos. 5. Eis a história de Marlene: Cinco personagens fazem o elenco. História de Marlene O exercício seguinte é um treinamento de consenso. Paulo já quis casar com ela. silenciosas. estabelece a ordem de preferência do grupo. 4. Conhecem-se há muito tempo. através do uso dos sentimentos em todo o corpo. Como Fazer: 1. Modo de proceder: O texto seguinte narra a história da jovem Marlene. 3. cada qual indicará o seu grau de simpatia para com cada um dos personagens. o animador poderá solicitar a reação das outras pessoas. como também notar como essas simples modificações espaciais fazem aflorar nítidas sensações de conforto ou desconforto. com outros dois. desenvolver nos participantes a capacidade de participação. para que se torne possível uma decisão. É importante observar que as pessoas fiquem de pé sem maiores explicações. caso seja necessário.EXERCÍCIO DE CONSENSO Objetivos: Treinar a decisão por consenso. procede-se a nova ordem que. a fim de observar se de fato tiveram a impressão de subordinação. e com a ajuda dessas informações. numa discussão de grupo. Marlene. Pedro e Paulo. 3. como dos observadores. um barqueiro. uma em cada extremidade da sala. Marlene. para nela ser lançada a ordem preferencial do grupo. 2. É preciso. colocando-os em ordem de um a cinco. Como Fazer: 1. um eremita. o exercício prossegue. auxiliar os participante a se tornarem conscientes de sua verdadeira reação uns em relação aos outros. Cinco personagens entram em cena. A conclusão unânime é praticamente impossível de se conseguir.blogspot. naquela posição. pois. Cabe a você estabelecer uma ordem de preferência ou de simpatia para com estes cinco personagens. que os participantes tomem a consideração a subjetividade de cada qual. olhando-se nos olhos. 4. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. 5. argumentando com as razões que o levaram a estabelecer a ordem de preferência da sua decisão individual. 36. quando as duas pessoas se encontrarem bem próximas uma da outra.

insistindo em que a transporte para o outro lado. Marlene retorna ao riacho e decide aceitar a última proposta do barqueiro. 3. coisa que há muito tempo aguardava. e na mesma hora a abandona. respondendo-a em seguida. Chegando ao rio. Observação: Deve-se evitar perguntas que levem a recordações tristes. o seu grande desejo de ver Pedro e o pedido do barqueiro. 2.blogspot. Marlene diz a Paulo: "Sabe que tempos atrás você me pediu em casamento. Na manhã do quarto dia. não estou interessado em tomar os restos de outro". 38.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. no final. e procura consolá-la. A pessoa a esquerda na porta escolhida deve se retirar do círculo e continuar o processo até que todos tenham participado. Marlene cai numa tristeza profunda e resolve dar um passeio. Era a oferta de um emprego muito bem remunerado no exterior. para que se retire do círculo e escolha uma porta para entrar (um espaço entre dois integrantes no círculo). 4.19 Certo dia. mas hoje penso amá-lo suficientemente para casar com você. Pedro recebe um telegrama. ficando a decisão final por sua conta". Propostas de perguntas: a) Como era seu melhor amigo(a)? b) Como foi sua crisma? c) Como foi sua Primeira Eucaristia? d) Como seu pai gostaria que você fosse? e) O que você imaginava ser quando crescesse? f) Quais os seus sonhos de infância? g) Qual a melhor lembrança de seu padrinho? h) Qual a melhor lembrança de seu pai? i) Qual a melhor lembrança de sua infância? j) Qual a melhor lembrança de seu madrinha? k) Qual a melhor lembrança de seu mãe? l) Qual a sua primeira grande alegria? m) Qual o seu primeiro contato com Deus? n) Quando você descobriu que Cristo morreu por nós? o) Quando você rezou a primeira Ave-Maria? p) Quem te ensinou a rezar pela primeira vez? Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. importância de que Marlene não dispunha. onde passa três dias bem feliz. porém. de preferência o coordenador. Se quiser. Conta-lhe a história. mas não posso. encontrando-se com Paulo a quem conta a razão de sua tristeza. O grupo deve estar disposto na forma de um círculo onde todos estejam abraçados. podemos dialogar a respeito. Cada integrante recebe aleatoriamente uma pergunta e a lê em voz alta para os demais.blogspot. Marlene decide visitar Pedro. Ela explica ao barqueiro o seu grande desejo de visitar Pedro. com a condição de receber em troca um manto que usava. um conselho.DINÂMICA DA PORTA Objetivos: Aprofundar os laços de amizade entre os integrantes do grupo. Paulo compadece-se dela. dar-lhe nenhum tipo de conselho. Atravessa o rio e vai visitar Pedro. Depois de certo tempo. O barqueiro. Convida-se um integrante. e eu recusei. Como Fazer: 1.RECORDAÇÕES DA INFÂNCIA Objetivos: Proporcionar o conhecimento recíproco da infância de cada integrante.com/ . Como Fazer: 1. 3. Marlene solicita a um barqueiro que a transporte para o outro lado. 39. na atual circunstancia. explica a Marlene ser este trabalho seu único ganha-pão. As perguntas podem ser reutilizadas. que morava no outro lado do rio. Respondeu: "Compreendo a situação. Por fim o barqueiro aceita." Paulo retrucou: "É tarde demais. O integrante deve explicar o motivo pelo qual os escolheu e o motivo pelo qual está no grupo. Marlene hesita e resolve ir consultar um eremita que morava perto. Comunica imediatamente a notícia a Marlene. 2. e pede-lhe certa soma de dinheiro. porque não o amava bastante. solicitando. Material: Perguntas preparadas pelo coordenador em número superior ao número de integrantes.

ou sentando no chão. cada qual em um intervalo de aproximadamente um minuto. atividades profissionais. 4. Os demais integrantes devem procurar adivinhar o que foi representado. Material: Lápis e papel para os integrantes. procurem "sentir o espaço do grupo" todo o espaço diante deles. Refletir: Deve-se comentar a importância da comunicação nos trabalhos e atividades do cotidiano. 2. 3.). Então cada integrante descreve o que gostaria de ter desenhado e o que realmente foi desenhado. etc.com/ . por baixo . como por exemplo. um sonho que se deseja realizar no decorrer da vida.COMUNICAÇÃO GESTICULADA Objetivos: Analisar o processo de comunicação gestual entre os integrantes do grupo. Observação: O horizonte do desejo pode ser aumentado. Outros 42. ou em cadeiras. Então. se relacionar com as outras pessoas do grupo.SITUAÇÃO NO ESPAÇO Objetivos: Procurar sentir o espaço. 2. Importância de conhecermos bem nossos objetivos individuais e coletivos. Material: Aproximadamente vinte fichas com fotografias ou desenhos para serem representados através de mímicas. Refletir: 1. O coordenador auxiliado por outros integrantes deve encenar através de mímicas (sem qualquer som) o que está representado nas fichas. O interesse em sabermos quais os objetivos de cada participante do grupo e de que maneira podemos ajudálos. bem como do entrosamento dos integrantes do grupo para que juntos possam até mesmo sem se comunicar entender o que os outros pensam ou desejam fazer. Citar a importância do trabalho em grupo para a resolução de problemas. Descrição: 1. O coordenador pede a todos os participantes do grupo que se aproximem uns dos outros. entrar em contato com os outros elementos do grupo.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma.blogspot. atrás das costas. Em seguida pede que todos fechem os olhos e estendendo os braços. familiares. 41. Depois disso se analisa as reações em plenário. por cima das cabeças. Após trinta segundos o coordenador pede para que todos parem e passem a folha para o vizinho da direita. e assim sucessivamente a cada trinta segundos até que as folhas voltem à origem. 5. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc.blogspot.20 40.e em seguida tomar consciência do contato com os demais ao passar por cima uns dos outros e se tocarem. 2. 2. Como Fazer: 1. 3. 3. cada integrante deve iniciar um desenho que represente o seu desejo na folha de ofício.CONHECENDO MELHOR O GRUPO Objetivos: Compreender os objetivos individuais e sua relação com o grupo. Importância de sabermos expressar ao grupo nossos desejos e nossas dificuldades em alcançá-los. O coordenador pede aos integrantes que pensem nas atividades que gostariam de fazer nos próximos dias ou semanas (viagens. 4. religiosas. Como Fazer: 1. ir bem numa prova.

o Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. cada integrante deve explicar para o grupo em primeira pessoa o problema recebido e solução que seria utilizada para o mesmo. O coordenador distribui um pedaço de papel e um lápis para cada integrante que deverá escrever algum problema. Como você se sentiu ao descrever o problema? 2. O mesmo acontecerá com os que tiverem a letra b. cada integrante deve analisar o problema recebido como se fosse seu e procurar definir qual seria a sua solução para o mesmo. 45. b. 7. para ver quem acerta mais o outro no escuro. Neste ponto. Conseguiu pôr-se na sua situação? 6. Você sentiu que compreendeu o problema da outra pessoa? 7. O restante do grupo apenas assiste. c. 3. Material: Dois panos para fechar os olhos e dois chinelos ou porretes feitos com jornais enrolados em forma de cacetete.21 43. e) Os que tiverem a letra "a" formarão uma nova equipe. Deve-se recomendar que os papéis não sejam identificados a não ser que o integrante assim desejar.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Depois devem iniciar uma briga de cegos. No seu entender. Como Fazer: 1. Material: Lápis e papel para os integrantes. 6. 4. 4.ABRA O OLHO MEU IRMÃO Objetivos: Tomar consciência da luta desigual que enfrentamos em nossa sociedade.PAINEL INTEGRADO Objetivos: Trabalhar no "grupão" em equipes de forma prática. Como Fazer: 1. 2. Em seguida é aberto o debate com relação aos problemas colocados e as soluções apresentadas. Mudaram seus sentimentos em relação aos outros. d. b) Cada participante da equipe receberá uma letra: a. Como você se sentiu em relação aos outros membros do grupo? 8. 8. 3.A TROCA DE UM SEGREDO Objetivos: Fortalecer o espírito de amizade entre os membros do grupo. g) No final da dinâmica todos os participantes deverão ter tomado conhecimento de todas as reflexões feitas.com/ . angústia ou dificuldade por que está passando e não consegue expressar oralmente. o outro compreendeu seu problema? 5. poderá dividir em 4 equipes de 4 pessoas. o coordenador faz sinal para o grupo não dizer nada e desamarra a venda dos olhos de um dos voluntários e deixa a briga continuar. c. Assim que inicia a "briga". f) Agora todos partilharão o que foi debatido nas equipes anteriores. Dividir o grupão em equipes da seguinte forma: a) Num grupo com 16 pessoas. como conseqüência da dinâmica? 44. 5. 5. 2. Como Fazer: 1. Após certo intervalo de tempo. desenvolvendo a comunicação e reflexão dispensando o plenário e a centralização do encontro numa só pessoa. Como se sentiu quando o seu problema foi relatado por outro? 4. definido pelo coordenador. Depois de um tempo suficiente para que os resultados das duas situações sejam bem observados. Como se sentiu ao explicar o problema de um outro? 3. d c) As equipes receberão o tema a ser debatido e perguntas propostas.blogspot. Possíveis questionamentos: 1. Os papéis devem ser dobrados de modo semelhante e colocados em um recipiente no centro do grupo. d) Após terem refletido sobre o tema serão formadas novas equipes.blogspot. Dois voluntários devem ter os rostos cobertos e devem receber um chinelo ou porrete. O coordenador distribui os papéis aleatoriamente entre os integrantes. Esta etapa deve ser realizada com bastante seriedade não sendo admitidos quaisquer comentários ou perguntas.

Convite ao entrevistado. informações ou mesmo opiniões atuais a respeito de um tema.22 coordenador retira a venda do outro voluntário e encerra a experiência. deixando várias dúvidas sobre o mesmo (propositalmente). Obter mais informações em menos tempo.ENTREVISTA Objetivos: 1. 5. 2. cada integrante tem trinta segundos para falar sobre o assunto apresentado. 8. Obter conhecimentos. 6. Alguns questionamentos podem ajudar: 1. o tema pode ser. Coordenador possibilita comentários sobre as respostas dadas pelo entrevistado. 46-52 ou Lc 24. 4. em hipótese alguma. Coordenador faz uma síntese de todo o conteúdo. O coordenador apresenta um tema a ser discutido pelo grupo. 3. 7. Qual foi a postura do grupo? 2.blogspot. sendo que ninguém. Descrição: 1. O grupo. Tornar o estudo de um tema. lavar as mãos x envolver-se e solidarizar-se com o oprimido. Primeiro perguntar aos voluntários como se sentiram e o por quê. debatido livremente. 2. mais dinâmico. Como Fazer: 1. Quais as cegueiras que enfrentamos hoje? 5. "saber escutar e falar". 3.blogspot. indiferença x indignação. 9. 4. política e econômica hoje? 7. abrindo um debate sobre o que se presenciou no contexto da sociedade atual. Como podemos contribuir para tirar as vendas dos olhos daqueles que não enxergam? Iluminação Bíblica: Mc 10. Ao final. O que significa ter os olhos vendados? 6. 2. Utilizar melhor os conhecimentos de um especialista. aplaudir o agressor x posicionar-se para defender o indefeso. Depois dar a palavra aos demais participantes: 1.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. etc. pode ultrapassar o tempo estipulado.com/ . 4. Para quem torceram? 3. orientado pelo coordenador prepara as perguntas para a entrevista. 13-34. O coordenador também pode. Coordenador levanta com o grupo. Representante do grupo faz as perguntas. ao mesmo tempo que os outros integrantes devem manter-se em completo silêncio. a possibilidade de completar o conhecimento através de entrevista junto a pessoas que são estudiosas do assunto. O grupo define o entrevistado. Quem estabelece as regras do jogo da vida social. 3. Baseado neste tema. todos devem manter-se em silêncio até o final deste. 3. O que isso tem a ver com nossa realidade? 4. Refletir algumas posturas como: 1. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. um tema. 46. utilizando como tema. Auditório vai registrando as perguntas. introduzir questões como: a) Sabemos respeitar e escutar (e não simplesmente ouvir) a opinião do outros? b) Conseguimos sintetizar nossas opiniões de maneira clara e objetiva? 47. então.30 SEGUNDOS Objetivos: Estimular a participação de todos por igual nas reuniões e evitar interrupções paralelas. Coordenador apresenta em breves palavras. por exemplo. 5. Se o comentário terminar antes do tempo estipulado. 2.

formam um círculo e dão as mãos. Discussão sobre o assunto. porém sem soltarem as mãos e em silêncio. O que foi positivo? 4. (como no início) 4 . suas conclusões. durante dois minutos. Debater um tema e desenvolvê-lo de forma participativa. verbalmente. Pedir para que não se esqueçam quem está a seu lado esquerdo e direito. 2. o grupo deverá caminhar livremente. O que descobrimos através da entrevista? 3. um de frente para o outro. 7 . Que ensinamentos podemos tirar para o grupo? 49. de onde estiver ) mão direita para quem segurava a mão direita e mão esquerda para quem segurava a mão esquerda. 5. o animador pede que voltem para a posição natural. onde as pessoas apresentam conclusões.Então cada participante deverá dar a mão a pessoa que estava a seu lado (sem sair do lugar. O círculo de dentro fica parado no lugar inicial e o círculo de fora gira para a esquerda. Como Fazer: 1.23 10. Observações: 1. Depois deste trabalho. 6 .com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. 4. Cada dupla fala sobre o assunto colocado para reflexão. sendo um minuto para cada pessoa. 3. 3.com/ .RODA VIVA Objetivos: 1.Com certeza. O que descobrimos sobre o assunto? 2. movimentando-se silenciosamente. Avaliação: Partilhar a experiência vivenciada e destacar as dificuldades. Fazer dois círculos. Como nos sentimos durante a dinâmica? 3. 2 . 2.O grupo deverá desamarrar o nó feito e voltar ao círculo inicial.Se após algum tempo não conseguirem voltar a posição inicial. 5 .blogspot. tiram dúvidas. 11. Falar sobre o que cada um sabe a respeito de um assunto. Avaliação: 1. 6. o animador libera a comunicação. mas o animador tem que motivar para que ninguém mude ou saia do lugar ou troque o companheiro com o qual estava de mãos dadas. O assunto deve ser preparado pelo coordenador com antecedência.DINÂMICA DO NÓ Como Fazer: 1 . Para que serviu a dinâmica? 2. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. 4.Assim que todos estiverem ligados aos mesmos companheiros. O que gostaríamos de aprofundar sobre o assunto? 48. Grupo (auditório) apresenta. ou seja. complementam idéias. Saber expor e ouvir.Os participantes de pé. Complementação do assunto pelo coordenador. Envolver a todos do grupo no debate. Os participantes do grupo devem pesquisar e fazer leituras prévias sobre o assunto. ficará um pouco difícil devido a distância entre aqueles que estavam próximos no início. A um sinal do animador o grupo deve para de caminhar e cada um deve permanecer no lugar exato que está. de pé ou sentado. realiza-se um plenário. a cada sinal dado pelo animador ou coordenador do grupo. Avaliação: 1. O círculo de fora vai girando até chegar no par inicial.Após esta observação.blogspot. 3 . 2.

7 . que será escrita no quadro-negro ou na cartolina. 2 . 6 . mas quanto maior for o grupo. considerado hostil. mais difícil fica. Como Fazer: 1 . cujo resultado será lançado no quadro-negro ou cartolina. 3 .Novamente as respostas serão lançadas no quadro-negro ou na cartolina.A seguir. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. 50. 51. cada um deve escrever o nome dos integrantes do subgrupo. 4 . o subgrupo redigirá. Desenvolvimento 1: 1 . Dessa forma.blogspot. Integrar um grupo que resista ao treinamento. o que é facilmente observável. distante do animador). pede que formem subgrupos de três.Usando os mesmos "trios".A cada subgrupo será distribuída uma folha. pelo qual tenha alguma admiração. em silêncio. facilitando o debate grupal. 7 .TÉCNICA-GESCHENK Objetivo: Essa técnica. com as pessoas mais próximas. realçando-se os pontos positivos e negativos. mas apenas as que enviarem.blogspot. uma ou mais mensagens que identifiquem seus integrantes para apresentá-la num painel geral. destacando novamente os aspectos positivos e negativos.A seguir.24 Observação: Sempre é possível desatar o nó completamente. um clima positivo. na sua maioria.Forma-se o grupo total para a apresentação das cartolinas. forma-se o plenário para uma análise geral das respostas dadas às três perguntas. uma frase.Finalmente. na qual deverão responder à seguinte pergunta: "Como vocês se sentem em estar aqui ?" Solicita-se que cada subgrupo faça uma listagem de razões. Pode ser executada com grupos de até vinte elementos.DINÂMICA DE INTEGRAÇÃO DO GRUPO Objetivo: Criar no grupo. numa cartolina. tentando identificar. é interessante para ser aplicada quando o grupo já revela certa intimidade e algum cansaço. sentindo que os participantes do treinamento apresentam. cada um deve colocar um asterisco ao lado de cada nome de sua relação. 3 .com/ . Material: Um quadro-negro ou diversas cartolinas. resistência ao curso.O animador. cada um lerá para o grupo as mensagens recebidas. lápis ou caneta e folhas em branco. caracterizando os pontos considerados positivos e negativos. não há limites etários ou quanto à maior ou menor maturidade do grupo para sua aplicação. enfim algum recado para as pessoas que se escolheu. mas de maneira que não se identifique o autor da mensagem. e na segunda ou terceira aparecem mais os positivos. Na elaboração dessa cartolina os participantes não devem registrar as auto-mensagens.Alertar para o fato de não haver inconveniente em que existam asteriscos ao lado de muitos ou em todos os nomes.Subgrupos de seis a dez elementos devem sentar-se em círculo.A seguir.A seguir o animador pedirá que cada subgrupo faça a leitura de sua listagem. cuja a tradução literal para o alemão seria Dádiva. 6 . um pensamento. É interessante que o remetente das mensagens não se identifique.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. pelo comportamento ( por exemplo: no modo de agrupar-se. A uma ordem do monitor. Geralmente podese observar que nas respostas à primeira pergunta predominam os aspectos negativos. 5 .A etapa seguinte consiste em escrever uma mensagem. o animador formula a terceira pergunta: "Como vocês se sentem em relação à pessoa que os mandou para o curso?". constitui apenas um instrumento de maior integração. 2 . que poderá ou não ser assumida pelo remetente. o animador pede para responder à segunda pergunta: "Como vocês se sentem com a minha presença aqui? " 5 . Muito simples. o que demonstra que houve mudança de clima no curso e maior integração. 4 . os demais ficam apenas participando de fora. Sugerimos que se o grupo passar de 30.Concluída essa etapa. dispondo de lápis e papel.

na mesma entonação e ritmo. junto com uma discussão com o grupo. de olhos fechados. uma nova entonação que se dá ao nome próprio.blogspot. Grupo em círculo.Os outros dois vão guiá-lo por um circuito criado pelo grupo onde devem haver "obstáculos". 2. Outra ocasião em que pode ser aplicada é quando o grupo está envolvido em questões tensas e o facilitador sente a necessidade de modificar o clima. 7 . portanto. Como Fazer: 1 . 3 . O sigilo deve ser mantido.blogspot. também terá seu anjo. sem que esta perceba imediatamente quem é seu anjo. cantando-o explicar que esse "cantar" é um novo ritmo. muitas vezes o grupo se depara com sua timidez. Desenvolvimento 1: 1. de pé.Depois. o cantar do companheiro. Variação: Esta dinâmica pode ser aplicada em viagens. ou não.Os nomes não devem ser revelados até o término do jogo. repetindo o mesmo procedimento. 53. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Como Fazer: 1 . sentado. como uma atividade de apresentação. 2 . 4 . Se isso acontecer.Orientar o grupo que ninguém poderá retirar seu próprio nome. 5 .O papel de cada anjo é de aproximar-se. Quando o grupo inteiro tiver realizado o exercício. Cada participante diz seu nome em voz alta.CARÍCIA DOS NOMES Objetivo: Identificar cada pessoa do grupo pelo nome. crítica e censura. descontração. de forma sutil. possa superá-las.Cada participante será o anjo daquele que sorteou e.Cada dois ou três reunem-se e um dos três deve estar com os olhos vendados. 8 .O Facilitador escreve os nomes dos participantes em uma filipeta e os deposita numa caixa.ANJO DA GUARDA Objetivos: Integração. em suas duplas! 54. passando. 2. Desenvolvimento 2: 1. 5 . 6 . canetas. cursos e reuniões nos quais os participantes permanecem juntos por período de tempo relativamente longo. caixa ou similar.25 52. comunicação. facilitando o conhecimento e a memorização dos nomes de cada participante e servindo como dinâmica de aquecimento.Depois mudam-se os trios ou duplas. 3 .A caixa deve ser colocada em local apropriado para que.Os que estão com os olhos vendados devem confiar cegamente nos que estão os guiando. O facilitador deve estar atento às dificuldades surgidas para que.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma.com/ . em uma conversa aberta. cada um tenta adivinhar quem é o seu anjo. Todos ao mesmo tempo.Cada participante sorteia um papel (como em um amigo secreto). aprender o nome de cada um e promover a integração do grupo. Após o "canto" de cada nome. os anjos se comuniquem por bilhetes. 4 . Cada participante fala o seu nome alto. É um trabalho a ser realizado nas fases iniciais do processo grupal. o grupo repete. Todo o grupo repete o nome que foi falado. até sentirem-se satisfeitos. vê-se quem foram as pessoas que confiaram. para outro participante. pedir às pessoas que falem dos sentimentos surgidos durante a atividade. sociabilização.Ao final.CONFIANÇA Objetivos: Dinâmica com o objetivo de ver se o grupo todo confia nos seus integrantes. 2 . relacionamento interpessoal. Grupo em círculo. várias vezes. empatia. e repete-se o exercício com aqueles que não tiveram seus olhos vendados ainda. cada um a seu modo. Material: Filipetas com nomes dos participantes. então. 4. muda-se um pouco o circuito. de forma cantada. refazer o sorteio. 3. dar atenção e integrar-se com a pessoa sorteada. durante o evento. Comentários: Apesar de ser um trabalho leve e fácil de se realizar.

com/ . desejava obter algumas informações a respeito do trabalho. convidando-o a entrar. Define um tempo de 15 minutos.O animador pede aos observadores do grupo que façam uma lista das anotações de tudo o que constataram e a mensagem que os dois protagonistas deixaram na dramatização.O secretário de cada equipe vai ler para o grupo o que sua equipe discutiu enquanto construía a casa. 3 . começa a falar. 3 . na vida.Divide-se o grupo em várias equipes. situações em que as palavras não saíram facilmente. O candidato toma uma posição reta.blogspot. antes de candidatar-se. A esta altura. durex.Diante dessa situação. diz ele. procurando responder imediatamente à pergunta do chefe.A seguir. que até agora permanecia calado. tímida preocupando-se em não dizer demais. 57. ocupando só um terço da mesma. e segue a verbalização acerca da experiência vivida. e não com iguais ou com "inferiores". todo o planejamento que a equipe fizer ou falar. 2 . Enquanto o chefe deixa seu ar de autoridade. Enquanto espera. acanhado. Nisso aparece a secretária. 2 . 4 .Entrega-se para cada equipe um pacote de canudinhos e ao secretário uma folha de papel e caneta. "Bom dia". Como Fazer: 1 . suficientemente ampla para acomodar todas as pessoas participantes. Acanhado. anuncia a secretária. entra na sala do chefe para anunciá-lo. Eis que o chefe. antes de ser atendido pelo chefe. falando com voz sumida. medo ou outras dificuldades. todos. O chefe pede para entrar.CONSTRUÇÃO DA CASA Objetivos: Mostrar ao grupo o que é nucleação e quais seus passos. o candidato já não insiste em ter informações. antes de candidatar-se ao mesmo. sentando-se no escritório. diz ao candidato: "Fale-me primeiro algo a respeito de sua formação e de sua experiência". o animador escolhe para o exercício uma secretária e dois protagonistas e propõe a dramatização do seguinte fato: Uma determinada pessoa foi procurar o chefe de pessoal de uma empresa para informar-se acerca de um emprego. o animador aplica uma técnica usada em psicodramatização. saúda-o. e o secretário deverá escrever tudo o que for dito. e este ocupa a posição do candidato. meio encurvado. Sua fala é fraca. e espera mais um pouco.O animador começa propondo ao grupo que cada qual se imagine em "situações passadas da vida em que não se sentiram à vontade nas comunicações com outras pessoas". cada observador lerá suas anotações.O animador chama uma pessoa de cada equipe. de escritório. E o exercício continua. e. e não deve dar palpite na construção da casa. Início: 1. e escolhe-se um secretário para cada equipe. Ou ainda. apressado e nervoso. Ele se assenta na beirada da cadeira. Avaliação: .Em que fase da construção nosso grupo está ? Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Como Fazer: 1 . 6 . Pára e inverte os papéis. procura no bolso um bilhete no qual anotara o seu pedido. Sua cabeça está apoiada nas mãos. entrega uma folha de papel e caneta e lhes pede para escrever tudo o que for dito pelos participantes da equipe durante a construção da casa.Em plenário as casas serão expostas para que todos possam ver as casas construídas. dizendo ter lido um anúncio de que a empresa estava precisando contratar mais funcionários e que. Após alguns minutos. Ao atender. Olha para o chefe. um a um lêem suas anotações. preocupado com seu trabalho. Imediatamente ele se levanta.É importante observar como o comportamento das pessoas muda radicalmente. a cabeça inclinada levemente para frente. pedindo que aguarde sentado. que continua sentado à sua mesinha. o que não permitiu fosse lido o bilhete.blogspot.Para que serviu esta dinâmica ? .COMUNICAÇÃO Material: Lápis ou caneta e folhas em branco e uma sala com cadeiras. olhando sempre o chefe por baixo das sobrancelhas.Pede-se que a equipe construa uma casa. firme. entra. papel e caneta.Geralmente se observa que as situações mais constrangedoras e apresentadas pela maioria dos grupos se referem à comunicação com os "superiores". 8 .com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. com um sorriso nos lábios.Após uns seis ou sete minutos. no lugar ocupado pelo chefe. entrega o material e pede que construam uma casa. continuando sempre sentado na beirada da cadeira. 2 . A secretária atende. pelo acanhamento. 5 . parecendo neutro. fazendo o seu papel. Quase todas as pessoas passaram por tais situações. 4 .O animador divide o grupo em equipes com igual número de pessoas. 3 . o chefe manda-o sentar. e apresenta-se humilde. Material: Canudos plásticos. sentando-se corretamente.Nisso. 7 . O pretendente bate à porta. O candidato se torna o chefe do pessoal.26 56.

.com/ .Faz-se um plenário onde o representante de cada grupo apresenta as anotações e a figura que representa o pensamento do grupo. dizendo o nome dos integrantes e. cada qual fala sobre o significado que atribui à palavra. etc (as figuras devem ser as mais variadas possível. identificar pessoas. . .A seguir. diálogo. Avaliação: . apresentando cenas diversas.Dar tempo suficiente para conhecer todas as figuras. acontecimentos e instituições: neste momento. companheirismo. Material: Oito fotografias tamanho pôster. vamos fazer algo semelhante".A motivação é feita pelo animador.Formar pequenos grupos e cada participante vai dizer para seu grupo por que escolheu a figura.Como nos sentimos durante a experiência? Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Cada um deles contém uma palavra: Amizade. . começa-se pela apresentação de cada equipe.A FOTO PREFERIDA Objetivos: Começar a integração do grupo. justiça.Para que serviu o exercício? . liberdade. Como Fazer: . . partindo do conhecimento mútuo.CONHECER PELAS FIGURAS Objetivos: Quebrar o gelo. a equipe escolhe uma das palavras e prepara uma frase alusiva. Uma música de fundo para favorecer o clima. . verdade. Como Fazer: . o coordenador dá um sinal e cada participante deverá apanhar a figura que mais lhe chamou a atenção. folhinhas.Convida os presentes a observarem as fotografias em silêncio e escolher aquela com que melhor se identificarem. com temas bem diferentes. ideal.Para que serviu o exercício? .27 59. em seguida. .Espalhar pela sala vários recortes de jornais.A PALAVRA CHAVE Material: Oito cartões para cada equipe. bravura. nós nos servimos de símbolos para expressar coisas. Avaliação: .O grupo escolhe alguém para anotar a apresentação de cada um e expor em plenário.A seguir.Explica a maneira de executar a dinâmica. .Os participantes passam diante das figuras. a fim de desfazer tensões. romper o gelo desde o princípio. Como Fazer: . fazendo perguntas. revistas.No plenário. .O coordenador faz um comentário final.blogspot. . Avaliação: .Que proveito tiramos dessa dinâmica? 60. cada qual indica a foto escolhida e faz seus comentários sobre ela. aproveitando tudo o que foi apresentado e chamando a atenção para aquelas figuras que estão mais relacionadas. numeradas. observando-as atentamente. As pessoas retiram um dos cartões (do envelope). propagandas. Os demais participantes podem interferir. em equipe. com as seguintes palavras: "Em nossa comunicação diária. colocadas em lugar visível a todos.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. . para dar maiores possibilidades de escolha aos participantes). etc. Os cartões são colocados em um envelope.O animador organiza as equipes e entrega o material de trabalho. a frase alusiva à palavra escolhida.blogspot.Como nos sentimos? .Como estamos nos sentindo? 61.

de forma bastante criativa. 2. 3. e outros pontos que gostariam de falar. Ficar atento para que todos participem.Quais os momentos que mais nos agradaram? 2. Avaliação: 1. 6. A ele cabe a tarefa de observar o processo de discussão e o conteúdo da mesma. Abrir o debate final no grupão.28 62. 6. 2. possa expressar idéias. etc.blogspot. c) fazer uma avaliação.o Coordenador lança uma pergunta sobre o tema (capaz de provocar uma discussão).Após 10 minutos de discussão.Cada grupo sintetiza as idéias do tema. O círculo externo será o de observação. participar direta ou indiretamente de uma discussão. de observação agora na posição de verbalização. 2 . Formular bem as perguntas. Observações: É responsabilidade do coordenador cuidar de: 1. exercitar a elaboração de síntese. Fazer a síntese final da discussão. anota dúvidas. Como Fazer: 1. inverter os grupos. 5 . 5.Após 10 minutos formar uma grande círculo: a) Fazer uma síntese dos pontos discutidos. b) Tirar dúvidas.Coordenador formula a mesma questão ou outra para que o grupo. O círculo interno será o da verbalização. o raciocínio.com/ . 4.Formar pequenos grupos. apenas registra idéias esquecidas pelo grupo de verbalização. 4. que tem como tarefa. 3 . o grupo de observação. discutindo o assunto. Fazer com que o grupo de observação fique absolutamente calado durante a discussão do grupo de dentro. 4 .JORNAL FALADO Objetivos: Organizar informações sobre um determinado assunto. transmitir idéias com pronúncia adequada e correta.Dividir a turma em dois sub-grupos. Como Fazer: 1 . 5.Que ensinamentos podemos tirar para o grupo? 63. contribuir para a ampliação do conhecimento do outro. Fazer com que o grupo de verbalização se expresse de maneira clara para que todos possam ouvir suas opiniões.O coordenador apresenta o tema para estudo. que formarão dois círculos. sintetizar idéias e fatos. Somente o grupo interno poderá responder. completar idéias do grupo anterior. 6 . desenvolver a expressão oral. desenvolver a capacidade de manifestar-se na vida. Marcar o tempo e determinar a troca de posições.blogspot.Durante a discussão.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. 7.Elaboração das notícias para apresentação.GRUPO DE VERBALIZAÇÃO X GRUPO DE OBSERVAÇÃO Objetivos: Desenvolver a capacidade de ouvir o outro.Apresentação do jornal ao grupão. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. pesquisa. a discussão de um tema proposto.Cada grupo pesquisa e estuda o tema. o espírito de cooperação e socialização. exemplificar. 3.

4. agressividade mútua. Momento Grupal: Durante uma hora e meia os membros do grupo compartilham suas respostas e se pode tomar algum ponto que mais tenha sido ressaltado para aprofundar.DINÂMICA DE INTEGRAÇÃO Objetivos: Oportunizar um maior conhecimento de si mesmo e facilitar melhor relacionamento e integração interpessoal. cabendo a cada qual ler em voz alta a folha que recebeu.Após um espaço de discussão sobre alguns aspectos da autobiografia de cada um. fazendo isso anonimamente e com letra de fôrma. pede que cada um escreva. 65. que deve estudá-las e tomar a sua decisão. analisa e marca com uma cruz as situações que devem ser avaliadas ou comunicadas aos demais. justificando a indicação da pessoa. Como Fazer: a) Entrega-se uma lista de situações a cada participante. levando para isso seis a sete minutos. o facilitador recolhe as folhas. ninguém escuta ninguém. egoísmo. Como Fazer: 1 . Material: Lápis e uma folha de papel em branco para todos os participantes. 12. alguns dados de sua vida. rivalidades. Frieza. 2 . Irias.29 64. 6. e meu e pouco nós e nosso. uma por uma. 10. Preconceitos e mal-entendidos. 2. cada um. na folha em branco. Ter medo ou sentir medo dos outros. irônicas e silêncios incômodos. Sente-se vítima: os outros estão contra mim. Todos preocupados em terem cada vez mais e não em serem cada vez mais.blogspot. em particular. Linguagens diferentes. desinteresse ou menosprezo mútuos. 3 . 4 . 8. Paternalismo ou materialismo exagerado. 5. 11 .blogspot. Tristeza habitual. evasão. ou a quem se refere o conteúdo que acaba de ser lido. aborrecimento.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Conversas superficiais. Discussões sem sentido.Caberá ao grupo descobrir de quem é. Falta diálogo. marcando com um "X" as que considera mais constantes em sua comunidade. 9. 5 . Momento Pessoal: Durante 20 minutos.O facilitador explicita o objetivo e a dinâmica do exercício. seguem-se os comentários e a avaliação do exercício. 7. Muito eu. Sentimentos de solidão. incompreensão. O mais importante não são os desabafos pessoais mas que se consiga encontrar um rumo para o grupo: => O que está se passando com o nosso grupo? => Quais são as causas disso? => Quais estão sendo as conseqüências? => Que podemos lazer para solucionar estes problemas? Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Atmosfera de desconfiança mútua. redistribuindo-as.A seguir.com/ . clima de mau humor.DIÁLOGOS E SITUAÇÕES COMUNITÁRIAS Objetivo: Avaliar uma comunidade que não está formada apenas para um curso mas que já tem uma convivência maior há mais tempo. eu. Individualismo.Em continuação. 1. 3.

JESUS TE AMA! Objetivo: Amor a Jesus e ao próximo. tesoura. não é necessário que a pessoa saia do lugar. Os outros permanecem sentados.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. encontram-se as chaves numeradas. que todas as pessoas de um grupo se expressem e trabalhem juntas. provavelmente muita gente estará de tênis. Amar só por amar. 6. sem motivo aparente. formando um círculo em volta do baú.Esta pessoa deverá escolher uma pessoa na roda e dizer à ela: "Jesus te ama!" 3. Cada pessoa deve trazer para o encontro uma recordação. assim devemos ser com nossos irmãos. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Sugestão: 1. ajudar um grupo a resumir as idéias mais importantes de uma discussão. pincel atômico. que ficará de pé no meio da roda. Ex: Grupos de jovens formados há algum tempo. um objeto que guarda por algum motivo especial. mas. retiram uma chave e vão ocupar seu assento.O coordenador da dinâmica explica em que consiste a colagem: é um cartaz feito por diversas pessoas. recortes. A numeração da chave indica a ordem de participação. então o que está de pé pode tentar tomar seu lugar. deve tentar sentar em algum lugar durante a troca. tesoura. 2. com recortes. sugerimos que o coordenador da dinâmica fique em pé no meio do círculo. O animador deve confeccionar previamente um baú. no centro do grupo.A pessoa que estava em pé.Faz-se uma roda com todos os participantes sentados exceto um. 2. jornal. depositam sua recordação no baú. Material: Espaço e cadeiras para fazer uma roda. trocam de lugar entre si.COLAGEM Objetivo: Comunicar uma mensagem de maneira criativa.blogspot. jornais. se na afobação. Buscam fotos.Proceder dessa forma até cansar!!! Observações: a) Logicamente não é permitido falar "porque está de blusa verde!" se a pessoa estiver de blusa azul! b) Se o "motivo" escolhido só estiver presente em uma pessoa (Ex: só existir na roda uma pessoa de blusa verde). Assim já começa com quase todas as pessoas trocando de lugar! 68.Deverá então escolher algo bem comum na roda.com/ .Então o que está de pé diz. amar sem pedir nada em troca. a pessoa sair do lugar sem ver se outra pessoa possui a mesma característica. 3. todos os participantes que estão de blusa verde. O animador coloca o baú sobre uma mesa. fotos.Então. e uma pequena chave numerada para cada integrante.30 66. etc). Como Fazer: 1. 67. de forma que outro participante fique sobrando em pé.BAÚ DAS RECORDAÇÕES Objetivo: Avaliar um determinado grupo. para comunicar o que pensam estas pessoas sobre o determinado tema (o coordenador pode relembrar o tema que está sendo discutido). ou outros. Como Fazer: 1. usando instrumentos simples e material disponível (revistas. 3. por exemplo: "Porque você está de blusa verde!" 5.As pessoas que fizeram a colagem podem complementar as interpretações. Colam tudo numa cartolina.Na primeira rodada.As diferentes colagens são apresentadas em plenária e discute-se o que cada colagem quis dizer. Participantes: Todos os presentes no encontro Material: 1. Conclusão: Jesus não procura motivo para nos amar.O grupo de 5 a 8 pessoas discutem o tema. Material: Cartolina. por exemplo. Serve para comunicar o resultado da reflexão de um grupo sobre o tema. À medida que os participantes vão chegando. 7. 2. etc. onde serão depositadas as recordações . Ao lado dele. se for preciso. cola. 2.blogspot.O participante escolhido pergunta: "Por que?" 4. letras de jornais e revistas ou outros para expressar o que discutiram. 4.

que vai partilhá-la gratuitamente conosco". de surpresa. boas ou más. os demais participantes podem dar seu parecer e fazer perguntas...O que podemos fazer para nos conhecermos cada vez melhor ? 69.LOBOS E OVELHAS Objetivo: Estimular a participação nas reuniões e trabalhos Participantes: Todos os presentes no encontro Como Fazer: 1 .Como nos sentimos ao comentar nossas recordações ? .O que descobrimos acerca dos demais? 70.A cada pergunta o lobo inventa uma nova desculpa. 2 .Para que serviu a dinâmica? . Descrição: 1 . assim como expressa aos demais." 5 . parte dessa história.As pessoas comentam suas notícias em plenário.Que ensinamento nos trouxe a dinâmica ? .O coordenador da dinâmica escolhe um jogador e demarca uma zona neutra. até que todos o façam.. e lá vou eu!. seguido pelo vizinho da direita e.O animador convida a pessoa cuja chave contenha o número 01 a retirar sua recordação do baú.Para que serviu o exercício ? .blogspot.blogspot.BOAS NOTÍCIAS Objetivo: Avaliar os fatos bons de nossa vida Participantes: Todos os presentes no encontro Material: Uma folha de papel e lápis para cada pessoa.As ovelhas ficam circulando o lobo e cantando "Vamos passear no bosque enquanto o seu lobo não vem. algo de nossa vida. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. apresentá-la ao grupo e comentar o seu significado. você já está pronto?" 4 . seres humanos. Em cada uma das vezes.Depois pede para os demais participantes fazerem um círculo ao redor do escolhido. 2 . aquela que ele pegar será o lobo na rodada seguinte. após retardar o início do jogo. comunicamo-nos também através das coisas . Avaliação: . os objetos que guardamos como recordações revelam a nós mesmos. até que.31 Descrição: 1. 3 . assim. do tipo "não ainda estou me vestindo"..Logo após. a começar pelo animador. Assim se procede até que seja retirada a última recordação. sucessivamente.Todas as ovelhas devem correr para a zona neutra para não serem pegas pelo lobo. que será o "Lobo". de nossa história pessoal e familiar . Preparemos nosso espírito para receber este presente tão precioso constituído pela intimidade do outro. Ao comentarmos nossas recordações. Vamos hoje recordar algumas dessas boas notícias ". ele grita: "estou pronto.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. todos nós recebemos notícias. assim. O animador também participa. Algumas delas foram motivo de grande alegria e por isso as guardamos com perfeita nitidez.O animador pode motivar o exercício da seguinte maneira: "Diariamente. explica como fazer o exercício: os participantes dispõem de 15 minutos para anotar na folha as três notícias mais felizes de sua vida.. Avaliação: .. 2 . 3 . hoje.O animador motiva o exercício com as seguintes palavras: "Nós. vamos revelar. os demais podem fazer perguntas.com/ .

6. assim cada criança irá emprestar o lápis de um amigo para colorir e no final todos terão um trabalho colorido. O dinamizador distribuirá uma papeleta para todos os participantes. 2. um a um lerá em voz alta a qualidade que consta na papeleta. Com isso deve-se mostrar a criança que elas precisam se unir e se ajudarem mutuamente. devemos dar um pouquinho daquilo que temos. Sendo assim. Importante: Cada criança deve trazer apenas UM lápis. embaralhada e redistribuída. porém.32 71. o desenho ficou mais bonito. 7.blogspot. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. pedindo que elas pintem apenas um desenho e com a lápis que trouxe. Conclusão: O primeiro desenho ficou com uma cor uniforme. A papeleta deverá ser completamente anônima.A catequista deve trazer impresso em papel um desenho para as crianças colorirem. porém os defeitos do próximo. começando pela direita do dinamizador. esquisito. mas agora elas não irão pintar somente com as cores que elas trouxeram e sim que emprestem o lápis do outro amigo para colorir o desenho. Quando as crianças terminarem o primeiro desenho. 3. Pode acontecer que a mesma pessoa do grupo seja apontada mais de uma vez como portadora de qualidades. explica-se que quantas outras crianças pobres que não tem o que eles tem. Na folha deverá ter o mesmo desenho duas vezes.Paróquia Imaculada Conceição .blogspot. Só poderá escolher uma pessoa entre os participantes.Piracicaba -SP Objetivo: Mostrar a importância da partilha e a união entre as crianças. Descrição: Distribuí-se uma folha para cada criança. comidas etc. 4. O ideal é uma folha para cada criança. diante de nossas possibilidades. na vida diária. deverá dizer porque tal qualidade a caracteriza. cada qual terá a oportunidade de realçar uma qualidade do colega. Se a catequista ver que a criança trouxe a caixa com mais cores. cada qual dirá em público a qualidade que escreveu para a pessoa da direita. A seguir o dinamizador solicita que todos dobrem a papeleta para ser recolhida. Cada qual deverá escrever nela a qualidade que no seu entender caracteriza seu colega da direita. Para isso: 1. no entender do leitor. 5. brinquedos. Feita a redistribuição. pedir para que a criança escolha a cor que mais gosta. sem nenhuma identificação. Ao caracterizar a pessoa. é caracterizada com esta qualidade. . Mas quando eles emprestaram o lápis do amiguinho. nem vir assinada.Pedir para que as crianças tragam para o próximo encontro um lápis de cor. Tempo: 45 minutos. por exemplo. Objetivos: Conscientizar os membros do grupo para observar as boas qualidades nas outras pessoas e despertálas para qualidades até antes ignoradas pelas mesmas. procurando entre os membros do grupo a pessoa que. no final. a maioria das vezes as pessoas observam não as qualidades. com isso acabou ficando feio.Vila Rezende . colorido.EXERCÍCIO DE QUALIDADE Participantes: 20 pessoas aproximadamente. Para isso não deve constar nem o nome da pessoa da direita. o dinamizador pede aos participantes depoimentos sobre o mesmo. Material: lápis e papeleta. pede-se que inicie o segundo. Descrição: O dinamizador iniciará dizendo que. Participantes: Todos os presentes no encontro Material: Lápis de cor e desenho impresso.EMPRESTANDO O LÁPIS Dinâmica criada por: Anderson . O desenho vai ficar com uma tonalidade apenas.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Ao término do exercício. Nesse instante. .com/ . 72.

mostre como encheu a garrafa cortada que quase chegou a transbordar. Digamos que essa dinâmica será entre 40 participantes. ela precisa de todos nós. então com ajuda da tampinha vá adicionando água na parte que você cortou até completar as 40 tampinhas de água. uma a uma e perceber como aumenta a dificuldade dos últimos para deixar tantas bexigas no ar. Tempo Estimado: 10 a 15 minutos. Sendo assim temos que fazer a nossa vez e conscientizar a todos que também devem fazer o mesmo. unindo-se. acolhimento.A NOSSA PARTE Participantes: Indeterminado (todos os que estiverem participando) Tempo Estimado: 30 minutos. Agora peça para que todos os participantes adicionem também uma tampinha com água na parte da garrafa cortada. isto é. Conclusão: No início ninguém deu valor a pouca quantidade de água que ali estava. Objetivo: Mostrar que se cada um fizer a sua parte. assim como as bexigas não podem se sustentar no ar." Objetivos: • criar uma certa intimidade e aproximação com os colegas. incentivar o debate e explicar aos adolescentes que a Igreja está dentro de cada um. Adicione o seu comentário baseando nisso e conclua a dinâmica conforme a sua necessidade. • avaliar o sentimento de exclusão de quem está com o balão. • sentir que precisa da colaboração do outro para não ser "atingido" pelo balão. Depois de terminada a dinâmica. Descrição: Abraçar o colega encostando o peito e contando até três para trocar de "par". 75. Ir aos poucos retirando cada pessoa do círculo. entrelaçar-se. Descrição: Coloque a parte da garrafa que você cortou sobre uma mesa e peça para que um dos participantes encha a tampinha com água e deposite essa água na parte da garrafa cortada. e que todos devem participar. mas depois cada um também fez a sua parte e aquele poquinho (a tampinha cheia de água) acabou se tornando muito. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc.blogspot. (Deixar claro a importância de um abraço a quem precisa e entre o próprio grupo = UNIÃO). Observe até onde irá encher de água a garrafa que você cortou. fusão.TÉCNICA DO ABRAÇO Participantes: Indeterminado (todos os que estiverem participando) Frase: "Quanta coisa cabe em um abraço. Quando todos terminarem. Mostre a todos que quase nem se percebe a quantidade de água que está ali. A Igreja. corte-a ao meio. união.SER IGREJA Participantes: Indefinido. ligar-se. Material: Agumas bexigas (mais de 3 bexigas) Descrição: Entregar as bexigas aos participantes e pedir que eles fiquem brincando com as bexigas um passando para o outro sem deixá-las cair no chão. pegue a garrafa plástica transparente (essas de refrigerante de 2 litros). Sugiro que você marque um pouco acima (um centímetro) e corte novamente.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Para que não seja encostado o balão. de amizade. pois cada um tem um lugar especial na Igreja. o abraço deverá ser forte e bem próximo e a troca de pares deverá ser rápida. tampinhas de garrafa (qto maior o número de tampinhas mais rápido se transcorre a dinâmica) e água o suficiente. Preparação: Você deve em casa preparar o material.33 73. deixando uma margem pequena para não transbordar a água. Material: garrafa plástica transparente de 2 litros vazia. iremos utilizar a parte de baixo para depositar a água. Observação: ABRAÇO (do dicionário): demonstração de carinho. 74. sozinha ou com poucas pessoas. ligação. leia a preparação. OBS 2: levar bexigas e CD. tudo pode ser transformado (Essa dinâmica também pode ser usada para mostrar a importância de cada um dentro da Igreja). ABRAÇAR: apertar com os braços.blogspot.com/ . Um participante fica de fora com um balão que deverá encostar no peito de alguém "disponível" que assumirá o seu lugar ficando com o balão.

Tempo Estimado: 10 a 15 minutos. culto ("Jesus se afastava da multidão para rezar") criança ("deixai vir a mim os pequeninos) mulher ("tua fé te salvou") semente ("se tu tiver fé do tamanho de um grão de mostarda. brincando realmente de "João Bobo". templo. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc.A PALAVRA – IMÃ Participantes: indefinido.PALAVRA CHAVE Participantes: Indefinido. de um lado para o outro. Escolhe-se uma pessoa (ela será o João Bobo . houve uma festa de casamento em Caná da Galiléia.blogspot. pobreza ("bem aventurados os pobres. Exemplo: casamento: No terceiro dia. A pessoa vendada deve comentar depois de terminada a dinâmica sobre a confiança que teve que depositar em todo o grupo. serás salvo") ouvido ("as minhas orelhas ouvem a tua voz") 78. Nada deve ser explicado até nesse momento. todos conversarão sobre o que escreveram. pois se há um amigo com quem podemos contar. A lógica é: Com a palavra chave na mão. A pessoa escolhida. Enquanto isso explica-se a brincadeira para todos os participantes que ficaram na sala. Certifique-a de que não irá se machucar. e que foi retirada da sala. o tema do encontro. O coordenador deverá escrever no centro de uma cartolina a palavra-chave. Material: Bíblia. (Por exemplo:Escrever a palavra amor) Pedir para cada participante escrever em torno da palavra-chave aquilo que lhe vier à cabeça sobre a palavrachave. e a mãe de Jesus estava aí. é Deus! 77.de preferência um menino) e retira da sala. Tempo Estimado: 10 a 15 minutos. pedregulho ("Tu és Pedro") pobre. Um deles somente deve ficar de fora. Mensagem: Todas as pessoas possuem no seu interior uma parcela de verdade que necessita vir à tona algum dia. pedreira. Objetivo: O objetivo desse dinâmica é atingido quando há empenho de toda a roda para que o amigo que está no centro não caia. procurar um versículo que se enquadre com a palavra chave. (Jo 2. promove união.34 76.. Material: Cartolina ou papel. Material: Pano para vendar os olhos de um menino Descrição: Forma-se um círculo com todos os participantes. deve-se com o auxílio da Bíblia. Descrição: Dispor os participantes em círculo. 1) Outras sugestões de palavras-chave: pedra. pincel atômicos ou canetas. Só então. Anotar esse versículo e a citação Bíblica. No final da dinâmica. o que sentiram.") oração. traz-se a pessoa ja vendada para dentro da sala.com/ . e confiança entre os membros do grupo. oratório.blogspot. Deve-se refletir também sobre a amizade entre o grupo e com Deus. Tempo Estimado: 25 minutos. Essa dinâmica além de muito divertida. Descrição: Essa brincadeira segue uma certa lógica que será explicada para o grupo..JOÃO BOBO Participantes: Indefinido. deve ser orientada para não ter medo e para se deixar levar durante a brincadeira. coloca-a no centro do círculo e a brincadeira começa! As pessoas devem empurrá-la devagar.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma.

Está pessoa apanha o novelo e. ninguém pode ocupar o seu lugar. 801. O brasileiro é vizinho da casa azul. Os coelhos estão à mesma distância do cadilac e da cerveja. Pedir para as pessoas dizerem: O que observaram. Mensagem: Todos somos importantes na imensa teia que é a vida. Assim se dará sucessivamente. pela condução que é de marca diferente. pela bebida diferente e pelo animal doméstico diferente. Descrição: Dispor os participantes em círculo. O chileno bebe coca-cola. joga o novelo para uma das pessoas à sua frente.blogspot. O mexicano mora na casa vermelha. o que faz etc. E também que a ordem não interfira aos detalhes como o proprietário da vaca ser vizinho do dono do cadilac. Sobre a avenida complicada encontram-se cinco casas numeradas. Cada casa caracteriza-se pela cor diferente. O proprietário do carro ford bebe cerveja. da esquerda para a direita. Assim. ou então. Será vencedor da tarefa o subgrupo que apresentar por primeiro a solução do problema. bola) de cordão ou lã. 805. O peruano tem um carro Mercedes-benz. a condução. A avenida complicada A tarefa do grupo consiste em encontrar um método de trabalho que possa resolver. de onde vem. O que aconteceria se um deles soltasse seu fio etc. o problema da avenida complicada.A TEIA DA AMIZADE Participantes: 20 pessoas. O peruano e o argentino são vizinhos. As informações que permitirão a solução da avenida complicada são: As cinco casas estão localizadas sobre a mesma avenida e no mesmo lado. Material: Um rolo (novelo) de fio ou lã. irá repetir o que lembra sobre a pessoa que terminou de se apresentar e que lhe atirou o novelo. O coordenador formará subgrupos de 5 a 7 pessoas. O que sentem. dizendo quem é.35 79. Comentários e depoimentos. o importante é que todos os itens relacionados não se repitam. Em seguida prende a ponta do mesmo em um dos dedos de sua mão. após enrolar a linha em um dos dedos.. O proprietário do volkswagem cria coelhos. a bebida e ao animal doméstico. Obedecendo as informações constantes da cópia a solução final deverá apresentar cada uma das cinco casa caracterizadas quanto à cor. Pedir para as pessoas prestarem atenção na apresentação que ele fará de si mesmo. logo após se apresentar brevemente. O que significa a teia.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. 803. Como cada um atirou o novelo adiante. entregando a cada participante uma cópia da avenida complicada. 80. cinza) Resposta: 801 803 805 807 809 Whisky Cerveja Pepsi Coca-cola Café Mercedez Ford Volkswagem Cadilac Chevrolet Peruano Argentino Mexicano Chileno Brasileiro Gato Cachorro Coelho Cavalo Vaca Verde Cinza Vermelha Azul Rosa Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. o que faz etc. O proprietário da vaca é vizinho do dono do cadilac. caneta Descrição: A tarefa do grupo consiste em encontrar um método de trabalho que resolva com máxima rapidez o problema da avenida complicada. cinza. pelo proprietário que é de nacionalidade diferente. O gato não bebe café e não mora na casa azul. O coordenador poderá formar um plenário com a participação de todos os membros dos subgrupos para. 807 e 809. O chevrolet pertence à casa de cor rosa. até que todos do grupo digam seus dados pessoais e se conheçam. Todos os subgrupos procurarão resolver o problema da avenida complicada. etc. Na casa verde bebe-se whisky.. Bebe-se pepsi-cola na 3 casa. com a máxima brevidade possível. no final haverá no interior do círculo uma verdadeira teia de fios que os une uns aos outros. O argentino possui um cachorro. Após faze-lô. com a ajuda de toda a equipe. O proprietário do carro chevrolet é vizinho do dono do cavalo. essa segunda pessoa irá se apresentar. A casa verde é vizinha da casa direita. dizendo que é. A vaca é vizinha da casa onde se bebe coca-cola. cada subgrupo fará uma avaliação acerca da participação dos membros da equipe na tarefa grupal.TRABALHO EM EQUIPE Participantes: 5 a 7 pessoas Tempo: 30 minutos Material: uma cópia para cada membro da avenida complicada. (Pode ser que algum grupo consiga montar uma resposta diferente desta.com/ . de onde vem. Terminado o exercício. O coordenador toma nas mãos um novelo (rolo. por exemplo ter dois animais na mesma casa.blogspot. a casa verde é vizinha da casa direita. Tempo Estimado: 10 a 15 minutos. ao proprietário.

Inicia-se a avaliação das idéias e a escolha das melhores. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Por exemplo: um navio naufragou.Todos trocam de lugar. Repetir isso até cansar. Assim como no anterior. quem era parede pode virar morador e vice-versa. Material: Papel. Obs: As paredes devem trocar os pares.blogspot.. o coordenador dirá as regras do exercício: não haverá crítica durante todo exercício. 4ª fase: Forma-se o plenário. o morador deverá ficar entre as duas paredes. os moradores ficam parados. As paredes deverão ficar de frente uma para a outra e dar as mãos (como no túnel da quadrilha da Festa Junina). tanto melhor. A pessoa que sobrar deverá gritar uma das três opções abaixo: MORADOR!!! . Formados os subgrupos. e procura-se formar uma pirâmide cuja base serão as idéias mais válidas. a pessoa do meio tenta tomar o lugar de alguém.36 81. deseja-se o maior número de idéias. Ex: 22 (7x3 = 21. já que isso propicia várias trombadas.com/ . Descrição: O coordenador inicia dando um exemplo prático: O coordenador forma subgrupos de aproximadamente seis pessoas. e um dos sobrevivente nadou até alcançar uma ilha deserta. PAREDE!!! .Dessa vez só as paredes trocam de lugar. assim como uma casa também não pode ficar sem morador.blogspot. o animador pede que seja organizada uma lista única das melhores idéias.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. 3ª fase: No caso de haver mais subgrupos. 1ª fase: O coordenador apresenta o problema a ser resolvido. sobra um).TEMPESTADE MENTAL Participantes: Indefinido. caneta. Cada subgrupo escolherá um secretário que anotará tudo. TERREMOTO!!! .TERREMOTO Participantes: Devem ser múltiplos de três e sobrar um. fazendo sobrar outra pessoa. É muito divertido!!! 82. o coordenador avisa que terminou o tempo e que a crítica é proibida. Processa-se a leitura das melhores idéias.. 2ª fase: Terminado. Como poderá salvar-se: o grupo terá 15 minutos para dar idéias. Material: Para essa dinâmica só é necessário um espaço livre para que as pessoas possam se movimentar Descrição: Dividir em grupos de três pessoas lembre-se que deverá sobrar um. Tempo Estimado: 40 minutos. cartolina. Tempo Estimado: 1 hora. Conclusão: Como se sentiram os que ficaram sem casa? Os que tinham casa pensaram em dar o lugar ao que estava no meio? Passar isso para a nossa vida: Nos sentimos excluídos no grupo?Na Escola? No Trabalho? Na Sociedade? Sugestão: Quanto menor o espaço melhor fica a dinâmica. Cada grupo terá 2 paredes e 1 morador.Todos os moradores trocam de "paredes". devem sair de uma "casa" e ir para a outra. Obs: NUNCA dois moradores poderão ocupar a mesma casa. As paredes devem ficar no mesmo lugar e a pessoa do meio deve tentar entrar em alguma "casa". quanto mais extremada a idéia. acerca do que for dito.

para descobrir a evolução do grupo.37 83. com algum gesto (aperto de mão. no momento. processa-se a redistribuição. abraço. 85. todos deverão escrever em poucas palavras o que gostariam de ouvir.PARE Participantes: 30 pessoas Tempo: 45 minutos Material: caneta e papel em branco Descrição: a técnica do "PARE" usa-se quando se nota pouco integração grupal. Exemplo: Anderson + JÚlio + DAiane = Ajuda Airton + RoMIlton + ZAira + SanDEr = Amizade Colocar a palavra formada num quadro-negro ou cartolina e o grupo falará sobre ela e sua importância na vida. de fazer. juntamente caneta ou lápis. seguem-se os depoimentos a respeito. Tempo Estimado: 15 minutos. da igreja. recolhem-se às papeletas dobradas.blogspot. Pedir para todos iniciarem uma Historia qualquer que simboliza o seu cotidiano dentro da comunidade. devem se associar a outro par (fica o grupo com quatro pessoas). Uma vez preenchidas.blogspot. a pedido do coordenador. Colocar novamente os pares a andar pela sala (desta vez são os dois andando juntos). Cada membro terá 35 segundos para essa parte e depois deste tempo passa para o membro da esquerda do grupo. Tempo Estimado: 30 minutos. Finalizando o exercício. a pedido do coordenador. Assim que pára a música. pincel atômico ou caneta hidrográfica. A seguir. enquanto uma música toca. Material: Tiras de papel ou cartolina.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. distribui-se uma papeleta em branco para cada membro participante e. beijo no rosto e etc).com/ .RIQUEZA DOS NOMES Participantes: Indefinido.PARTILHA Participantes: Indefinido. Material: lápis ou caneta e uma folha de papel em branco para cada participante. O preenchimento de papeleta será feito anonimamente. Descrição: Formar um circulo e entregar uma folha em branco para cada participante. de falar ao grupo. escolher um par e ficar ao lado dele (a). todos. Cumprimentar-se de alguma forma. Descrição: Os participantes de um grupo novo são convidados pelo coordenador a andar pela sala se olhando. Cada participante do grupo composto de quatro pessoas recebe uma cartolina e coloca nela seu nome (tira de papel também serve). durante a sessão. para maior presença consciente. 84. Quando o som para. Após mostrar o nome para os outros três companheiros. quando há bloqueios. um a um irão ler em público o conteúdo das papeletas. interrompe-se tudo. os participantes deste pequeno grupo juntarão uma palavra com estas sílabas (servem apenas as letras). O exercício processa-se assim: A um dado momento. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. e após embaralhá-las. cartaz para escrever as palavras montadas ou quadro-negro. Pedir para um membro do grupo levar uma historia concluída e partilhar alguns fatos e falar se a historia terminou do jeito que ele estava imaginando.

Me leve à janela. Me ajude. O grupo de ação permanece sentado em um círculo interno e o de observação em um círculo externo. voltados para o lado de dentro do mesmo. este deve sempre mandar no grupo. Terminado o processo inicial. me acorde! Me cumprimente. Após o ditador. sempre concordando com tudo que é proposto sem colocar em prática na maioria das vezes. se alguém se demonstra tímido e não consegue se expressar após o tempo que se achar necessário volta-se o grupo normal e se discute o que foi observado e vivido. Meu sapato está apertado. O coordenador deve grudar nas costas de cada integrante um cartão com uma frase diferente.38 86. Após algum tempo. forma-se outro grupo para exemplificar o coordenador paternalista que assume todas as responsabilidades que o grupo pode ter. e cada integrante deve tentar adivinhar o que está escrito em seu bilhete.com/ . o que fazer? Cante uma música para mim? Gosto quando me aplaudem. E por último entra o coordenador democrático que seria um coordenador perfeito que sabe ouvir as pessoas e "força" o trabalho em grupo.blogspot. Todos devem atender ao maior número possível de bilhetes. Me descreva um jacaré. O que facilitou ou dificultou a descoberta das mensagens? Como esta dinâmica se reproduz no cotidiano? Sugestões de bilhetes: Em quem voto para presidente? Sugira um nome para meu bebê? Sugira um filme para eu ver? Briguei com a sogra. Caso não tenha descoberto. quem não participa. lado a lado. Quanto eu peso? Estou dormindo. Descrição: Os integrantes devem ser dispostos em um círculo.OBSERVAÇÃO / AÇÃO Participantes: 30 pessoas Tempo: 30 minutos Material: papel e caneta Descrição: o coordenador divide o grupo em um grupo de ação e outro de observação. se existe alguém que monopoliza. após forma-se outro grupo demonstrando o coordenador que não assume a responsabilidade do grupo. Tem uma barata em minhas costas! Dobre a minha manga. Me ajude! Estou com fome. o ditador. 87. ler os bilhetes dos colegas e atendê-los. todos devem voltar a posição original. O que faz o síndico de um prédio? Sou sósia de quem? Como conquistar um homem? Veja se estou com febre. os integrantes devem circular pela sala. Estou com falta de ar. quero meu presente. Me ensine a pular. Exemplo: exemplos de coordenação Forma-se um grupo para demonstrar o primeiro tipo de coordenador. Sorria para mim. Me dê um apoio. assumindo ou não responsabilidades dentro do grupo. sem dizer o que está escrito no bilhete. Me console! Dance comigo.blogspot. Quantos anos você me dá? Me elogie. Chore no meu ombro. Sou muito carente. utilizando sempre o mesmo tema. O grupo de ação simula um grupo de jovens que pode debater qualquer tema. os outros integrantes devem auxiliá-lo com dicas. Então cada integrante deve dizer o que está escrito em suas costas e as razões por que chegou a esta conclusão.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Me faça uma careta? Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Tenho piolhos. Estou de aniversário. enquanto o grupo de observação analisa o outro grupo anotando fatos como quem participa.JOGOS DE BILHETES Participantes: 7 a 20 pessoas Tempo Estimado: 20 minutos Material: Pedaços de papel com mensagens e fita adesiva.

Por exemplo. Processa-se a votação..JOGO COMUNITÁRIO Material: uma flor. explicando que na votação deverão dar um voto para aquele que será o líder. Tal votação inversa dará o ensejo para que os participantes possam experimentar novas sensações que envolvem o exercício. O animador deve ficar atento e não deixar os participantes entediados. até o desempate.blogspot. Segunda fase: O animador pede que os participantes elejam um líder imparcial.JOGO DA VERDADE Participantes: 25 pessoas Material: Relação de perguntas pré-formuladas. Quando tiverem que se referir a ele. devendo a ordem corresponder à influência que cada um exerce sobre o grupo.(diz o nome da pessoa da direita) lhe enviou. o coordenador colocará a ordem numa folha de cartolina... 2. Caso tiver vários subgrupos.. pode-se revezar a pessoa que é interrogada se assim achar necessário. bem como a colocação dos membros na fileira.com/ . prossegue-se o exercício. em vez de dizerem seu nome. para ser apreciado por todos. o coordenador poderá fazer algumas observações referentes ao exercício. Recomeça-se o exercício tantas vezes quanto forem necessárias. sentando numa cadeira localizada no centro do círculo (que seja visível de todos). E entrega a flor. Caso ocorra empate. onde se processará a discussão do exercício..39 88.FILEIRA Participantes: 12 pessoas Tempo: 1 hora Material: 3 folhas de papel. A seguir. o grupo irá para o círculo. Escolhe-se um voluntário para ser interrogado. A pessoa seguinte deve fazer a mesma coisa. Terminada a tarefa. 90. e doze votos para o último colocado. receba esta flor que o senhor. até que todos estejam satisfeitos em relação à colocação na fileira. Primeira fase: O animador pede que os membros participantes se organizem em fileira por ordem de influência que cada membro exerce sobre o grupo. folhas de cartolina Descrição: 1. Nessa ocasião. lembrando de ser utilizado o bom senso tanto de quem pergunta como quem responde. os mesmos farão simultaneamente o exercício. Descrição: Apresentação do tema pelo coordenador. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. lápis ou caneta para cada participante. Desenvolvimento: os participantes sentam-se em círculo e o animador tem uma flor na mão. Diz para a pessoa que está à sua esquerda: senhor. Quanto mais rápido se faz à entrega da flor.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma.. Após algumas perguntas ocorre a reflexão sobre a experiência. o voluntário promete dizer somente a verdade. de acordo com a influência que cada um exerce sobre o grupo. devem chamá-lo pelo nome do bicho. tendo para isso dez minutos. gato. ao comportamento dos indivíduos na sua colocação. Todos deverão executar a tarefa em silêncio. Segue-se uma discussão grupal em torno do impacto do exercício. os seus vizinhos. Quem trocar ou esquecer algum nome passará a ser chamado pelo nome de um bicho. 89.blogspot. mais engraçado fica o jogo. O grupo ou os subgrupos podem debater entre si a ordem da escolha fazendo anotações escritas. ou sorteio destas. (diz o nome da pessoa).

Qual o traço de personalidade que lhe é mais marcante 9. Indicado para grupos que já tenham uma certa maturidade. sobre as reações das pessoas com reação a explosão do coordenador. Qual a comida que você menos gosta 8. Descrição: o coordenador faz uma breve introdução do exercício. Quais são seus maiores receios em relação à vivência em grupo 13. uma papeleta para cada um. no momento. Como estudante. quais foram os maiores castigos ou críticas recebidas 11. agora mesmo. Qual a pessoa do grupo que lhe é mais atraente 7. o seu maior problema 10. em seu estado natural deverá explicar que era uma dramatização para ver as reações dos indivíduos do grupo. Qual é a sua queixa em relação à vivência em grupo 14. Você gosta mais de viver numa casa ou num apartamento 18. Cada um deverá responder. Tempo: 1 hora.EXPLOSÃO DO COORDENADOR Participantes: 30 pessoas Tempo: 10 minutos Descrição: Escolhe-se qualquer tema que não será o principal da reunião e a uma certa altura do debate o coordenador para e diz "Vocês não estão se interessando suficientemente. podendo haver a discussão. após esse comentário todos estarão desconcertado e terão reações diferentes principalmente reprovando a atitude do coordenador. interrompo. Material: folhas grandes de cartolina Descrição: o coordenador forma dois subgrupos. Qual é. qual seria sua meta prioritária. Se você fosse presidente da república. quais as atividades em que participou 12.com/ . procurando responder com toda sinceridade.blogspot. Quem do grupo você escolheria para com ele passar suas férias 17. Quais são algumas das causas da falta de relacionamento entre alguns pais e filhos 20. e nisso seguirá a discussão. numa das folhas de cartolina Como o nosso grupo vê o outro grupo? Como o nosso grupo pensa que somos vistos pelo outro grupo? Após 1 hora reuni-se todo o grupo e o(s) representante(s) de cada subgrupo deverá expor a conclusão do subgrupo.blogspot. 92. Qual a emoção é mais difícil de se controlar 6. este debate!". no final. Qual o pais que você gostaria de visitar 19. O que mais o aborrece 4. Estou até doente e cansado em ver esse comportamento. Você gosta do seu nome 15. distribuir. Novamente os subgrupos se reúnem para preparar uma resposta ao outro subgrupo e após meia hora forma-se o grupo grande de novo e serão apresentadas as defesas.ENCONTRO DE GRUPOS Participantes: dois grupos com não mais de 15 pessoas. Quem do grupo você escolheria para seu líder 16. 93. falando sobre a descoberta pessoal e a importância do exercício.com/ http://projetoalicercecrisma. Animação Bíblico-Catequética: Projeto Alicerce: http://animacaobiblicocatequeticasjc.40 91. segue-se um debate sobre o exercício feito. Após o primeiro impacto o coordenador. Como você encara o divórcio 5. Qual o seu hobby predileto ou como você preenche o seu tempo livre 2. um a um. esse desinteresse caso não tomem maior seriedade. Exemplos de pergunta: 1. Que importância tem a religião na sua vida 3. Na sua infância.EXERCÍCIO DA CONFIANÇA Participantes: 25 a 30 pessoas Tempo: 30 minutos Material: papel com perguntas para ser respondida em público para cada membro. os participantes lerão a pergunta que estiver na papeleta.

Quando a Musica recomeçar atender a solicitação feita.blogspot. Comentar o exercício: -O que foi mais difícil executar? Porque? -O que mais gostou? -O que pode observar? Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Descrição: O apresentador explica ao grupo que quando a música tocar todos deverão movimentar-se pela sala de acordo com o ritmo da mesma. etc.DESENHO Participantes: Indefinido. olhar os companheiros. canetas hidrocor. papel e cartolina. Quais a dificuldades. Tempo Estimado: 20 minutos.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Tempo Estimado: 25 minutos. O apresentador pedirá formas variadas de cumprimento corporal a cada parada musical. Exemplo: -Com a palmas das mãos. A cada pausa musical. o apresentador diminui a música pausadamente. a iniciar-se com o nome da pessoa que escolheu. esperando que a respiração volte ao normal. da pessoa do grupo cujas idéias são mais aceitas. fita adesiva. devem montar o boneco. sem que os outros saibam. cola e tesoura. 95. 96. formar um circulo. Descrição: Cada membro do grupo deve desenhar em uma folha de papel uma parte do corpo humano. cada membro deve refletir e falar sobre como foi montar o boneco. Congelar o movimento prestando atenção a solicitação que será feita pelo apresentador. e com uma flecha. Tempo: 15-20 minutos.DIAGRAMA DE INTEGRAÇÃO Participantes: 25 pessoas. sentar. Material: lápis ou caneta. combinando qual parte cada um deve desenhar. será feito um diagrama no quadro-negro ou cartolina. pedir que tentem montar um boneco ( na certa não vão conseguir pois. Material: 2 folhas de papel para cada participante. em outra folha de papel. -Com os pés. Descrição: o coordenador distribui um papel para todos.CUMPRIMENTO CRIATIVO Participantes: Indefinido. o papel deve ser assinado de forma legível. pedindo a cada pessoa que procure um lugar na sala para estar de pé. indo em direção à escolhida. Terminada a montagem.com/ . pedir novamente que desenhem as partes do corpo humano (só que dessa vez em grupo) Eles devem se organizar. Matéria: Musica animada. Em seguida. afim de que nele se escreva o nome da pessoa mais importante para o sucesso do grupo. Após todos terem desenhado. Em seguida. marcando com um círculo o nome do participante escolhido. Abrir os olhos.. Terão vários olhos e nenhuma boca. -Com os cotovelos. após desenharem.. olhos fechados.blogspot. ). ou ainda. Após vários tipos de cumprimento.41 94. ao perceber que se estabelece no grupo um clima alegre e descontraído. recolhido os papeis.

). * O interesse em sabermos quais os objetivos de cada participante do grupo e de que maneira podemos ajudá-los. seus respectivos bonecos. bem como as pessoas que não participaram dos grupos. 5ª pessoa: corpo (tronco).com/ . cada integrante deve iniciar um desenho que represente o seu desejo na folha de ofício.42 97. * Citar a importância do trabalho em grupo para a resolução de problemas. Material: Pincel. atividades profissionais. 8ª pessoa: mão direita. como por exemplo. 11ª pessoa: perna esquerda. etc.blogspot. deverá trabalhar em um canto da sala onde não possam ser visualizados pelas pessoas que não participam dos grupos. A 2ª equipe. de modo que irão confeccionar partes de tamanhos diferentes. Cada pessoa do grupo deverá confeccionar uma parte do boneco. mas trabalhando em equipe. Fez seu boneco com braços. 4ª pessoa: pescoço. O segundo grupo deverá montar o mesmo boneco. * Outros. e assim sucessivamente a cada trinta segundos até que as folhas voltem à origem. pernas e outros membros de tamanho desproporcionais. por não terem trabalhado juntos. e que conclusão tiraram disso tudo. Então cada integrante descreve o que gostaria de ter desenhado e o que realmente foi desenhado. religiosas. 9ª pessoa: mão esquerda. 3ª pessoa: orelha esquerda. usando folhas de jornal. 7ª pessoa: braço esquerdo. O primeiro grupo deverá montar um boneco. porque não trabalharam em equipe. tesoura e fita adesiva. 6ª pessoa: braço direito. Observação: O horizonte do desejo pode ser aumentado. Pedir para os grupos falarem o que observaram.CONSTRUÇÃO DO BONECO Participantes: Apenas 26 pessoas. 13ª pessoa: pé esquerdo.blogspot. * Importância de sabermos expressar ao grupo nossos desejos e nossas dificuldades em alcançá-los. Dar um tempo de aproximadamente 10 minutos para a montagem dos bonecos. formado de partes proporcionais. Descrição: O coordenador da dinâmica deve montar dois grupos.CONHECENDO O GRUPO Participantes: 7 a 15 pessoas Tempo Estimado: 20 minutos Material: Lápis e papel para os integrantes. onde não poderão dizer para ninguém que parte é a sua e nem mostrar (para que isto ocorra é recomendado que sentem longe um dos outros). 10ª pessoa: perna direita. Após trinta segundos o coordenador pede para que todos parem e passem a folha para o vizinho da direita. Descrição: O coordenador pede aos integrantes que pensem nas atividades que gostariam de fazer nos próximos dias ou semanas (viagens. Conseqüências: A 1ª equipe terá um boneco mais uniforme. 12ª pessoa: pé direito. Os participantes do segundo grupo não poderão ser visualizados. Tempo Estimado: 30 minutos. com a ajuda de uma fita adesiva. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Para isso. 98. Então. um sonho que se deseja realizar no decorrer da vida. com 13 pessoas em cada um. ir bem numa prova. 2ª pessoa: orelha direita. Pedir para as equipes montar na parede. O Boneco deve ser confeccionado na seguinte ordem: 1ª pessoa: cabeça. Dentre as conclusões a serem analisadas pelo coordenador pode-se citar: * Importância de conhecermos bem nossos objetivos individuais e coletivos. familiares.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma.

cada um deles tinha uma pessoa a qual eles simplesmente poderiam ter pedido que abrisse o chocolate e colocasse na boca. fita adesiva.CHOCOLATE Material: Bombons. 101. Coloca-se o bombom na mesa e pede para que cada um tente abrir o chocolate com a boca. A primeira turma ficará um atrás de cada um da segunda turma. Desenvolvimento: O animador divide o grupo em duas turmas.blogspot. Descrição: O coordenador auxiliado por outros integrantes deve encenar através de mímicas (sem qualquer som) o que está representado nas fichas. 100. ou seja. Após algum tempo o animador encerra a dinâmica dizendo que nunca devemos fazer as coisas sozinhos. Mensagem: O que não queremos para nós.COMUNICAÇÃO GESTICULADA Participantes: 15 a 30 pessoas Tempo Estimado: 30 minutos. deve-se comentar a importância da comunicação nos trabalhos e atividades do cotidiano. o castigo e o nome de quem vai realizar o castigo. Isso será feito da seguinte forma: no papel deverá ser escrito o nome de quem vai dar o castigo.CASTIGO Material: Pedaços de papel e caneta. existirá uma pessoa da primeira turma para cada pessoa da segunda turma. Os demais integrantes devem procurar adivinhar o que foi representado.43 99.com/ . não desejamos para os outros. bem como do entrosamento dos integrantes do grupo para que juntos possam até mesmo sem se comunicar entender o que os outros pensam ou desejam fazer. cada qual em um intervalo de aproximadamente um minuto. portanto quem deu o castigo é que vai realizá-lo. cabo de vassoura. Obs: Caso a pessoa não queira realizar o castigo ela receberá um castigo do grupo todo. Diz a todos o seguinte: Somos todos irmãos não é? Portanto. Desenvolvimento: Distribui-se um pedaço de papel para cada um. e se conseguir pode comer o chocolate. sempre que preciso temos que pedir ajuda a alguém.blogspot. Após recolher todos os papéis o animador fala o desfecho da dinâmica: Acontece que o feitiço virou contra o feiticeiro. Com a primeira turma ele passa a instrução de que eles somente ajudarão os outros se eles pedirem ajuda (isso deve ser feito sem que a outra turma saiba). Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. Material: Aproximadamente vinte fichas com fotografias ou desenhos para serem representados através de mímicas. Em seguida. Mensagem: Nunca devemos fazer nada sozinho.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. ninguém aqui vai ficar chateado se receber um castigo do irmão. e dar um castigo a ela. Deve ficar bem fechado para que eles não peguem o chocolate com a mão. A segunda turma terá seu braço preso com o cabo de vassoura (em forma de cruz) e a fita adesiva. Então vocês vão escolher uma pessoa.

103. e se pretende fazer apresentação a dois. durante dois ou três minutos. tais como: A) O coordenador em vez de dar a cada participante um título de tema para dissertar em público. Quem estiver sendo apresentado vai verificar se as informações a seu respeito estão corretas conforme foi passada na entrevista. que será comunicada ao grupo no final do exercício.AULINHA Participantes: 25 a 30 pessoas Tempo: 35 minutos Material: o mesmo numero de temas para o de participantes do grupo Descrição: a AULINHA é dada quando o grupo tem dificuldade de expressão. que cada participante possa dar sua AULINHA.blogspot. após a entrevista feita pelos pares volta ao grupo. A seguir recolherá os assuntos. onde iram para seu lugar e ficaram rindo dos colegas em vez de ajudá-los. O coordenador pode pedir par abrirem os olhos e que não podem conversar até o termino da dinâmica. . Ao termino o coordenador deve informar que todos venceram com exceção dos que chegaram 1º e não ajudaram os seus irmãos. para isso se formam pares desconhecidos que durante uns minutos esses pares se entrevistem. sobre o qual deverá expor suas idéias. e nisso cada pessoal fará apresentação da pessoa que foi entrevistada. Tempo Estimado: 25 minutos. é inibido e prolixo. Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Para isso o coordenador: . mas com uma introdução para auxiliar as pessoas. poderá utilizar somente um tema.com/ . Recomendação: Com certeza algumas pessoas que iram entender 1º a dinâmica. 5 cartolina de cores diferentes cortadas uma de cada cor no tamanho de uma folha de papel ofício.Entrega a cada participante o tema. E os que não conseguirem terão que pagar uma prenda. Descrição: Pedir para que os participantes formem um circulo e que fechem os olhos. Tempo: 45 minutos. 104.APRESENTAÇÃO Tamanho do grupo: 20 a 30 pessoas. e logo depois as cinco cartolinas de cores diferentes do tamanho de papel ofício. O coordenador deve explicar que eles terão um certo tempo para descobrirem sua cor e se destinar pata perto da parede que tenha a sua cor. Material: Fita adesiva. ou até mesmo um texto para ser lido B) Ou ainda pode-se utilizar uma folha em branco para que cada participante possa lançar nela no mínimo dois assuntos da atualidade.O membro participante anterior ou posterior dará uma nota ou conceito ao expositor.44 102. .AS CORES Participantes: Indefinido. E tudo isto sem poderem ser comunicarem. Termina com uma reflexão sobre a validade da dinâmica. Cortadas no tamanho que de para colar na testa de cada um.blogspot. não podendo fazer a sua própria apresentação. escolhendo um dos artigos constantes na papeleta. notícias recentes de jornais. O coordenador deve pregar na testa ou na costa de cada um uma cor. ou então vários temas. Descrição: O coordenador explica que a dinâmica é feita para o conhecimento de quem é quem no grupo.A AULINHA permite diversas variações. devem ser colados cada um em uma parede da sala.

onde deveram dar um pulo para frente sem colocar o outro pé no chão. 13-27 Sl 114 108. Descobrir soluções em conjunto com outras pessoas. voltando a estar como antes.).blogspot. os integrantes são convidados a fazer o mesmo gesto de carinho no integrante da direita. Mensagem: Não podemos viver com o nosso individualismo porque podemos cair e não ter força para levantar. Por último. de costas para o centro do círculo.APOIO Participantes: Indefinido.A BALA Objetivo: Despertar a importância do outro. 3° Passo: o grupo deverá buscar alternativas. Porque ficarmos sozinhos e temos um ombro amigo do nosso lado? 106. medo e inibição que tiveram. Descrição: O coordenador deve pedir a todos os participantes que se apóiem em um pé só. 5° Passo: Analisar a dinâmica: O que viam? Como se sentiram? Foi fácil encontrar a saída? Porquê? Alguém desanimou? Porquê? O que isto tem a ver com o nosso dia a dia? Nossa sociedade precisa ser transformada? O que nós podemos fazer? Palavra de Deus: Ex 18. Após a experiência. Barbantes. até conseguir o objetivo.VIRAR PELO AVESSO Objetivo: Despertar o grupo para a importância da organização Desenvolvimento: 1° Passo: formar um círculo.com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. 107. Desenvolvimento: pede-se dois voluntários para abrir os braços. para não dobrar. 2° Passo: O coordenador propõe o grupo um desafio. o grupo deverá desvirar. ao qual cada integrante deve demonstrar concretamente seu sentimento (carinho. Dois cabos de vassoura ou varas. Tempo Estimado: 10 minutos. Perceber o nosso individualismo. Por as balas numa mesa e pedir aos dois para chuparem balas sem dobrar os braços que estão amarrados. afago. Por a vara ou cabo da vassoura nos ombros acompanhando os braços e amarrar os braços abertos na vara.blogspot. sem soltar as mãos. uma abaixada e etc. 4° Passo: depois de conseguir virar pelo avesso. Deve-se ficar atento a manifestações verbais dos integrantes. o coordenador pede para que todos formem um círculo e passa entre eles o bichinho de pelúcia. Despertar a solidariedade. todos de mãos dadas. Analisar a dinâmica: Como se sentiram? Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc. um pulo para a direita outro para esquerda dar uma rodadinha.AFETO Participantes: 7 a 30 pessoas Tempo Estimado: 20 minutos Material: Um bichinho de pelúcia.com/ . Descrição: Após explicar o objetivo. O grupo. etc. Se alguém já conhece a dinâmica deve ficar de fora observando ou não dar pistas nenhuma. Material: Algumas balas. deve-se debater sobre as reações dos integrantes com relação a sentimentos de carinho.45 105. todos deverão ficar voltados para fora.

Surgiram animadores??? Palavra de Deus: 1 Cor. A ordem é a seguinte: Vocês deverão procurar como grupo. Deve manter silêncio durante a dinâmica.3-7 Sl 8.. Ele considerará a tarefa cumprida quando julgar que o grupo se aproximou do ideal alcançando o outro lado unido. Palavra de Deus: Lc 15.De que forma as lideranças foram se manifestando??? . da forma mais rápida possível e mais eficiente.Houve desistência no meio do caminho? . Análise da realidade. 12.blogspot. Dada a ordem.) dificultando a passagem. cada um vai procurar o número igual e não acha.Quem ais correu ou empurrou? .com/ Projeto Alicerce: http://projetoalicercecrisma. Desenvolvimento: (não dizer o objetivo da dinâmica). atingir o outro lado da sala. Em seguida fazer comentários sobre tudo que observaram e sentiram: .Como cada um se sentiu? .Quem se sentiu esmagado e desrespeitado? .. Desenvolvimento: Cada participante recebe um número que não deve ser mostrado para ninguém.4. Comentam-se as conclusões tiradas (Somos únicos e irrepetíveis perante ao outro).12-27 Sl 133 Animação Bíblico-Catequética: http://animacaobiblicocatequeticasjc.O OUTRO LADO Objetivos: ver o objetivo comum do grupo. Repete-se a ordem várias vezes.46 O que o grupo observou? Poderia ter sido diferente? Por que os dois agiram assim? Isso tem alguma coisa com o nosso dia a dia? O que acharam da dinâmica? Pode confrontar com a Palavra de Deus? Palavra de Deus: AT. 110. Repita a ordem várias vezes. NOTA: É bom que haja obstáculos pelo meio da sala (cadeiras.NÚMEROS Objetivos: Conhecimentos Pessoais. O coordenador dirá que a ordem não foi cumprida. pede ao grupo que recomece. obedecendo ao ritmo um dos outros.com/ . tendo incluindo todos na travessia.blogspot. Processo de comunhão e união. Material: Cartões com números diferentes. muita atenção para a ordem que vai ser dada e que sejam rigorosamente fieis a ela. pedindo que haja silêncio. O coordenador pede a todos que se coloquem no fundo da sala ocupando toda parede. 15 109. Pede silêncio absoluto. 32-37 Sl.