You are on page 1of 4

EXCELENTÍSSIMO (A) SENHOR (A) DOUTOR (A) JUIZ (A

)
DE DIREITO DOS JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS DA
COMARCA DE CUIABÁ/MT.

VALCLEITON

LUIZ

HERNANDES,

brasileiro,

convivente, portadora da Carteira de Identidade RG de nº 2148444-9
SSP/MT e inscrito no CPF/MF sob o nº 035.546.331-86, residente e
domiciliada a Rua 51, Quadra 39, Casa: 09, Bairro CPA III, Setor III,
nesta Capital, por seu procurador legalmente constituído, vem, com o
devido acato e respeito ante a presença de Vossa Excelência, propor
a presente
AÇÃO COM REPARAÇÃO DE DANOS c/c LUCROS CESSANTES
Em face

de

__________________,

pessoa

jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ nº _____________, com
endereço à Rua _____________, numero ___________ – Centro,
CEP.: _______________, Cuiabá – MT, pelas razões fáticas e de
direito a seguir expostas.

pois conscientemente conduziu o veículo pela CONTRAMÃO DE DIREÇÃO. além de ferir duramente os dispositivos do Código Brasileiro de Trânsito. vindo a colidir com a moto lateralmente. no momento em que conduzia sua motocicleta marca CG 125 de cor Azul. Conta o Reclamante e comprova com a documentação acostada que. o Boletim de Ocorrência de n. entrou na faixa do meio SEM DAR SINAL. Não há dúvidas e restará provado que o acidente ocorreu por culpa única e exclusiva do primeiro reclamado. o qual declara que o reclamante é que estava trafegando na contra-mão. no dia 03 de Maio de 2012. do então causador do acidente.DOS FATOS. Placa JYX 0931 de Cuiabá. (em anexo).. e o período para a recuperação possivelmente total ainda esta indefinido. com fraturas no braço e ombro direito. Assim. …… pela esposa do reclamante. podendo se chegar a 06 (seis) meses. o qual foi socorrido em seguida por terceiros. configurando um ato de imprudência. o reclamante sofreu lesões graves como escoriações e fratura no antebraço e ombro direito. Nos dias …… de ……. (suas declarações). Com o acidente em comento. foi registrado no dia …. Impossibilitado para o trabalho habitual (carpinteiro) desde o sinistro. escoriações no corpo e muita dor na clavicula . foi lavrado o termo de declarações. por volta das 15:40 horas. conduzida pelo motorista do reclamado Sobre o fato não fora feito o Boletim de Acidente no momento do evento. Placa NJF 4356 de Cuiabá/MT. “mas não é habilitado”.I . quando derrepende o veiculo Kombi de cor Branca./…. o reclamante que razoavelmente fatura a . jogando o Reclamante ao solo de tal maneira que causou muitas dores na cabeça. a qual não soube informar se quer o nome do condutor./…. ora primeiro reclamado. E. pela Avenida Historiador Rubens de Mendonça (sentido CPA – Centro). na faixa do meio. foi vítima de acidente de trânsito. em virtude do reclamante ter-se machucado gravemente. ainda declara que dirige há mais de 20 (vinte) anos. deste ano. Esta versão é descabida e irreal aos fatos.

Compensa-se essa depreciação com a natural reparação econômica.. porque.. conforme documento acostado. O reclamante. daí a necessidade de reparar também a título de lucros cessantes por mais 02 (dois) meses.. porque carro trombado não tem o mesmo valor de automóvel que não foi sinistrado. carrega. que já modicamente calculada na base de 7% s/ o valor do “JEEP”. conforme faz prova o menor orçamento em anexo. este sofreu desvalorização real. 341/190) Ainda.ª Câm. sem saber ainda se recuperará suas mobilidades. (Revistas dos Tribunais. com tal visão. vejam-se as palavras contundentes da Egrégia 6. do TACivSP. 359/371) .. o que causará um prejuízo nos próximos dois (02) meses no valor de R$ ………. Totalizando a título de Lucros Cessantes o montante de R$ ………. é usado pelo Reclamante para locomover-se nos constantes trabalhados. conforme última consulta recebeu um atestado para cinco (05) meses de repouso. pela intensidade dos danos causados pelo embate. o reclamante sofreu prejuízos a título de danos materiais em sua moto………. deixou de ganhar até o presente momento (03 meses) a título de lucros cessantes o valor de R$ ……. O veículo moto ……. Daí. e para sua recuperação. calculados no importe de 10% (dez por cento). Sua moto que antes do sinistro valia R$ ……….” (In Revista dos Tribunais. Além dos danos pessoais e lucros cessantes.. pelo resto da vida a cicatriz do acidente.média mensal de R$ ………. e em muitas decisões esta queda aproxima no percentual de 10% (dez por cento). Assim. é semi-nova. impõe-se também o reconhecimento da depreciação e desvalorização deste veículo em seu valor de mercado.. Cív..ª Câmara Cível do TJ de São Paulo: A verba de depreciação de veículo é admitida normalmente. tem-se: “Aqui a restauração material não é completamente realizável. 3. o reclamante terá que desembolsar a quantia de R$ …….. o qual. embora consertado o veículo. sofreu uma desvalorização após o sinistro no valor de R$ …….

o qual prescreve que aquele que por ação ou omissão. 721. Davi Soares de Miranda OAB/MT n°. a parcela indenizatória referente à depreciação costuma arbitrar-se em percentuais que variam de um a sessenta por cento sobre o valor do bem. outra alternativa senão esta. os pretórios pátrios têm reconhecido a culpa daquele condutor que INVADE A CONTRAMÃO DE DIREÇÃO. voluntária. como ocorreu no caso sub judice.311-49 .A exemplo do pensamento doutrinário. de procurar o abrigo de sua pretensão junto aos meios judiciais competentes. e vem causar prejuízo a outrem. onde se lê: “Em se tratando de danos produzidos por atos ilícitos.” Não obstante as tentativas do Reclamante de se obter o recebimento das importâncias supracitadas. DO DIREITO “Os atos ilícitos são reprimidos pelo art. em 6 de fevereiro de 2015. vale apenas citar um pequeno trecho do festejado livro. violar direito e causar dano a outrem. não lhe restando. 151 e segs.. do novo Código Civil. em coisas móveis. 186. Ressarcimento de Danos. ainda que exclusivamente moral. ou uma reparação equivalente junto aos reclamados.” Em se tratando de acidente de trânsito. pág. negligência ou imprudência. todas foram sem êxito.871. Cuiabá/MT. ______ Marcel das Neves e Silva CPF n°.