You are on page 1of 8

Tabalho

do
modernism
o
Nome: Brunno Vinicius da Silva Viana
Série: 3° B Logística

divide-se o Modernismo em três fases: a primeira fase. que se opunha de certo modo a primeira e era por isso ridicularizada com o apelido de neoparnasianismo. este estilo. que formou grandes romancistas e poetas. como atestam as vaias da platéia da época. os de primeira fase eram especialmente radicais quanto a isto. suplantou os anteriores. Mas nem todos os participantes da Semana eram modernistas: o pré-modernista Graça Aranha foi um dos oradores. cheia de irreverência e escândalo. mais radical e fortemente oposta a tudo que foi anterior.Introdução Iniciou-se no Brasil com a SAM de 1922. . uma segunda mais amena. com o tempo. Didaticamente. também chamada Pós-Modernismo por vários autores. Era marcado por uma liberdade de estilo e aproximação da linguagem com a linguagem falada. Apesar de não ter sido dominante no começo. e uma terceira.

Modernismo Chama-se genericamente modernismo (ou movimento modernista) o conjunto de movimentos culturais.  Oswald de Andrade: Memórias sentimentais de João Miramar. em 1930. a arquitetura. o movimento moderno argumentava que as novas realidades do século XX eram permanentes e eminentes. Em essência. A nova música por meio de concertos. Apesar de ser possível encontrar pontos de convergência entre os vários movimentos. Para os modernistas. com o objetivo de achar o que seriam as "marcas antigas" e substituí-las por novas formas. Libertinagem. propunha algo a ser recebido com curiosidade ou interesse. escultura. e possivelmente melhores. A nova arte plástica exibida em telas. Esta constatação apoiou a ideia de reexaminar cada aspecto da existência. Estes novos elementos foram muito bem explorados por Carlos Drummond de Andrade e João Cabral de Melo Neto (um mais lírico. de se chegar ao "progresso". design. esculturas e maquetes de arquitetura. marcando todas estas manifestações. . simbolizados em Mário de Andrade. Encaixam-se nesta classificação a literatura. a prática da poesia tem que ser (ou tem que ter) uma reflexão consciente dos problemas da linguagem. teatro e a música modernas. Característica do modernismo O evento marcou época ao apresentar novas idéias e conceitos artísticos. e que se fazia fundamental deixá-las de lado e criar no lugar uma nova cultura. organização social e da vida cotidiana tornaram-se ultrapassadas. a desconstrução literária e o introspectivismo. e Serafim Ponte Grande. outro mais objetivo. do comércio à filosofia. pelos tropicalistas que são motivo de inspiração até hoje na produção contemporânea. Além disso vêem no poeta um sujeito criador consciente do texto literário. design. A nova poesia através da declamação. Ritmo dissoluto (1924) e. PauBrasil. Principais autores e obras do modernismo  Manuel Bandeira (poeta): Carnaval (1919). concreto). literatura. das suas limitações e possibilidades. e que as pessoas deveriam se adaptar a suas visões de mundo a fim de aceitar que o que era novo era também bom e belo. O Modernismo deixou marcas nas gerações seguintes. poesia (1924). O adjetivo "novo". escolas e estilos que permearam as artes e o design da primeira metade do século XX. como se observa. eles em geral se diferenciam e até mesmo se antagonizam. O movimento moderno baseou-se na ideia de que as formas "tradicionais" das artes plásticas. ficção (1924). em geral. uma maior liberdade lingüística. pelos romancistas de 30. ficção (1928 a 1933). pintura. na prosa intimista de Clarice Lispector.

sendo um período rico na produção poética e também na prosa. Manuel Bandeira. Cassiano Ricardo.(19301945) Estende-se de 1930 a 1945. ensaios (1925) e Macunaíma. Antônio de Alcântara Machado.falada pelo povo nas ruas  paródias . O universo temático se . Características  busca do moderno. surge em 1926 o Partido Democrático que teve entre seus fundadores Mário de Andrade. Caráter anárquico e forte sentido destruidor. A Escrava que não é Isaura. Ainda no campo da política. A três fases do modernismo Primeira fase Modernista no Brasil (19221930) Caracteriza-se por ser uma tentativa de definir e marcar posições. Menotti del Picchia. a política vive dois momentos importantes: eleições para Presidência da República e congresso (RJ) para fundação do Partido Comunista do Brasil. Principais autores desta fase: Mário de Andrade. É a fase mais radical justamente em conseqüência da necessidade de definições e do rompimento de todas as estruturas do passado. Mário de Andrade: Pauliceia desvairada. Oswald de Andrade.tentativa de repensar a história e a literatura brasileiras Segunda fase Modernista no Brasil . poesia (1927). Um mês depois da SAM. original e polêmico  nacionalismo em suas múltiplas facetas  volta às origens e valorização do índio verdadeiramente brasileiro  “língua brasileira” . Período rico em manifestos e revistas de vida efêmera. Guilherme de Almeida e Plínio Salgado. poesia (1922). Clã do Jabuti. romance (1928).

A poesia prossegue a tarefa de purificação de meios e formas iniciada antes. Carlos Drummond de Andrade)  Nova postura temática . Murilo Mendes. Características  Repensar a historia nacional com humor e ironia . propósitos e meios." (Festa Familiar . social e econômica. / A vida parou / ou foi o automóvel?" (Cota Zero. anti-academicismo. de uma sucessão brusca. Durante algum certo tempo. Jorge de Lima.amplia e os artistas passam a preocupar-se mais com o destino dos homens. portanto. ampliando a temática na direção da inquietação filosófica e religiosa. pelos quais se considerava responsável.  Surge uma corrente mais voltada para o espiritualismo e o intimismo (Cecília. ao tempo em que a prosa alargava a sua área de interesse para incluir preocupações novas de ordem política. gosto da expressão atualizada ou inventiva. humana e espiritual." Stop."Tenho apenas duas mãos / e o sentimento do mundo" (Carlos Drummond de Andrade Sentimento do Mundo) . Murilo Mendes. Augusto Frederico Schmidt." Em outubro de 1930 / Nós fizemos — que animação! — / Um pic-nic com carabinas. Carlos Drummond de Andrade. deu à época uma atividade excepcional. preocupada com o destino do homem e com as dores do mundo. o estar-no-mundo.questionar mais a realidade e a si mesmo enquanto indivíduo  Tentativa de interpretar o estar-no-mundo e seu papel de poeta  Literatura mais construtiva e mais politizada. com Vinícius de Moraes. Não se trata. a poesia das gerações de 22 e 30 conviveram. Jorge de Lima e Vinícius)  Aprofundamento das relações do eu com o mundo  Consciência da fragilidade do eu . À piada sucedeu a gravidade de espírito. Uma geração grave. A maioria dos poetas de 30 absorveria parte da experiência de 22: liberdade temática. a seriedade da alma.Murilo Mendes)  Verso livre e poesia sintética . verso livre.

com destaque para Clarice Lispector. / Ano nos afastemos muito. portanto. ano nos afastemos.quebra os limites espaço-temporais e o conceito de verossimilhança.  ruptura com a seqüência linear da narrativa." O presente é tão grande. assim como o cenário sócio-político. o regionalismo adquire uma nova dimensão com Guimarães Rosa e sua recriação dos costumes e da fala sertaneja. Ao mesmo tempo.  características físicas das personagens diluem-se: muitas nem nome apresentam. Clarice abandona quase que completamente a noção de trama e detém-se no registro de incidentes do cotidiano ou no mergulho para dentro dos personagens. Um traço característico comum a Clarice e Guimarães Rosa é a pesquisa da linguagem. fundindo presente e passado.1960) A literatura brasileira.  introdução da técnica do fluxo da consciência . Enquanto Guimarães Rosa preocupa-se com a manutenção do enredo com o suspense. penetrando fundo na psicologia do jagunço do Brasil central. introspectiva. Perspectiva única para enfrentar os tempos difíceis é a união.  as ações passam a ter importância secundária. servindo principalmente como ilustração de características psicológicas das personagens (introspecção psicológica).  técnica “impressionista” de apreensão dessa realidade interior (predominância de impressões. de sondagem psicológica.  predomínio do tempo psicológico e. de sensações).Mãos dadas) Terceira fase Modernista no Brasil (1945. A prosa tanto no romance quanto nos contos busca uma literatura intimista. por isso são chamados instrumentalistas. realidade e desejo na mente dos . Características de sua producão literária:  sondagem dos mecanismos mais profundos da mente humana. vamos de mãos dadas. subversão do tempo cronológico. as soluções coletivas ." (Carlos Drummond de Andrade . passa por transformações.+/.

personagens. assim. O movimento moderno acha que o século XX teria que se adaptar ao novo. Esse movimento deu a idéia de que as formas tradicionais estavam ultrapassadas. pois o que é . Conclusão O modernismo é um tipo de movimento de culturas. era melhor deixar os ultrapassados e criarem uma nova cultura. cruzando vários eixos e planos narrativos sem ordem ou lógica aparente.

org/wiki/Modernismo www.com/literatura/modernismo.htm .wikipedia. é usada para o que está ‘na moda’ ou ‘na mídia’.com. Bibliografia http://vestibular.bom é belo.uol.brasilescola.br/ultnot/resumos/modernismo. A palavra moderno. algo novo.jhtm pt. que não é ultrapassado.