You are on page 1of 24

HISTOLOGIA DO

PERIODONTO
Osso Alveolar

HISTOLOGIA DO PERIODONTO

Histologia do periodonto II
Osso alveolar:origem,localização e estrutura.
Crista Alveolar.
Lâmina dura.
Mudanças histológicas durante o movimento dos dentes.

PERIODONTO Origem  Ectomesênquima  Funções Gerais  Inserção e sustentação do dente no alvéolo  Atenuação e distribuição das forças mastigatórias  Adaptação funcional e patológica  Proteção das estruturas nobres e de suporte dos dentes  .

PERIODONTO .

 O osso alveolar pode ser considerado um tecido conjuntivo especializado mineralizado. Além de manter a estrutura dentária no arco. . É também chamado de lâmina dura. composto basicamente por 33% de matriz orgânica e 67% de cristais de hidróxiapatita.OSSO ALVEOLAR  O Osso alveolar é uma camada delgada que circunda a raiz dos dentes.  Consiste no tecido ósseo o qual dá sustentação aos dentes. locomoção e reservatório. mantendo-os seguros contra bactérias da gengivite devido a inserção das fibras colágenas do ligamento periodontal. o osso alveolar também tem função de proteção.

  À medida que a raíz dentária se forma e os tecidos circundantes desenvolvem-se. Os dois tornam-se uma estrutura contínua. Quando um dente decíduo fica incluso.  Apesar de o osso alveolar e o osso basal terem origens intermediárias diferentes. ambos são derivados da crista neural ectomesenquimal .OSSO ALVEOLAR Desenvolvimento  O osso alveolar desenvolve-se ao redor de cada folículo dentário durante a Odontogênese. desenvolvendo osso alveolar a partir do seu próprio folículo dentário. O dente permanente sucessor movimenta-se para o lugar. o osso alveolar é reabsorvido. o osso alveolar funde-se com o osso basal de desenvolvimento separado.

OSSO ALVEOLAR  Divisões Osso fasciculado (lâmina dura)  Reveste a parede do alvéolo.  Apresenta uma elevada taxa de renovação  As partes das fibras colágenas que se inserem nele são denominadas de fibras de Sharpey.  .

OSSO ALVEOLAR Osso esponjoso  Ocupa a parte central do processo alveolar abrigando a medula óssea  Apresenta trabéculas ósseas  Osso compacto  Revestido por periósteo  .

CRISTA ALVEOLAR O limite coronário do osso é denominado de crista óssea alveolar. o osso esponjoso contido nas cristas e passando de um dente ao outro. delgada e lisa. extrusão e rotacionais. intrusão.  . A função desse grupo é a de resistir às forças de inclinação. cobrindo.  A crista Alveolar apresenta-se como uma linha radiopaca continua. sem interrupção. sem solução de continuidade.  O grupo de fibras da crista alveolar do ligamento alveolodentário origina-se na crista alveolar da compacta óssea alveolar e abre-se para inserir-se no cemento da região cervical em vários ângulos.

 Apical: em torno do ápice da raiz. logo abaixo da junção amelo-cementária.CRISTA ALVEOLAR Feixes de fibras  São classificados em 5 grupos:  Crista alveolar: unido ao cemento.  Horizontal: situado logo apicalmente ao grupo da crista alveolar.  Oblíqua: o mais numeroso dos ligamentos.  .

desde o cemento. A incisão destas fibras não aumenta significativamente a mobilidade do dente.CRISTA ALVEOLAR  Grupo inter-radicular: encontrado apenas entre as raízes dos dentes multiradiculares.  Fibras também correm do cemento sobre a crista alveolar e para camada fibrosa do periósteo que recobre o osso alveolar.  . Elas previnem a extrusão do dente e oferecem resistência aos movimentos laterais do elemento dental. imediatamente abaixo do epitélio juncional até a crista alveolar. Grupo da Crista alveolar: Estas fibras se estendem obliquamente.

LÂMINA DURA  O osso alveolar possui uma lâmina óssea dura e radiopaca que é chamada de Lâmina dura.  Sabe-se ainda que essa lâmina é toda perfurada para que o feixe vasculo-nervoso penetre na raiz dentária. Essa lâmina se encontra no limite do osso alveolar com o ligamento periodontal. Devido a essas perfurações a lâmina dura também é conhecida como Lâmina Cribiforme .

Os movimentos são complexos e em termos gerais são descritos como:  . .MUDANÇAS HISTOLÓGICAS DURANTE O MOVIMENTO DOS DENTES Nos maxilares da criança e do adulto há necessidade de acomodação das dentições decídua.Movimentos eruptivos  . mista e permanente.Movimentos pós eruptivos   Concomitantemente existe a transição da dentição decídua para a permanente com queda e esfoliação dos dentes decíduos.Movimentos pré eruptivos  . O desenvolvimento inicial dos dentes ocorre no interior dos maxilares e para se tornarem funcionais há necessidade de considerável movimentação até alcançarem o plano oclusal.

MUDANÇAS HISTOLÓGICAS DURANTE O MOVIMENTO DOS DENTES 2 . para cima e para baixo à medida que os maxilares crescem em altura.  . largura e comprimento. este apinhamento é gradativamente aliviado pelo crescimento dos maxilares permitindo ao germe do 2º molar decíduo movimentar-se para posterior e os germes dos dentes anteriores para anterior.Tipos de movimentos:  Movimentos dentários pré eruptivos:  Formação de germes dentários que crescem rapidamente provocando um apinhamento principalmente na região anterior. Ao mesmo tempo os germes movimentam-se para fora.

A remodelação das fibras é devida aos fibroblastos que sintetizam e degradam o colágeno conforme a demanda funcional. A perfuração da gengiva e emergencia na cavidade bucal é apenas uma fase da erupção.MUDANÇAS HISTOLÓGICAS DURANTE O MOVIMENTO DOS DENTES Movimentos dentários eruptivos:  É o movimento axial e oclusal do dente desde o seu local de desenvolvimento no interior dos maxilares até a sua posição funcional no plano oclusal.  O ligamento periodontal desenvolve-se após o inicio de formação da raiz e uma vez estabelecido deve remodelar-se para permitir a continuidade da erupção.  .

 .  Os movimentos de acomodação se completam ao 20 anos de idade quando cessa o desenvolvimento das arcadas dentais. Convém salientar que os maiores reajustes ocorrem entre 14 e 18 anos de idade e são mais precoces nas meninas. movimentos de compensação do desgaste oclusal contínuo e de compensar o desgaste interproximal.MUDANÇAS HISTOLÓGICAS DURANTE O MOVIMENTO DOS DENTES Movimentos dentários pós eruptivos:  Realizados pelos dentes após terem atingido o plano oclusal e podem ser divididos em três classes movimentos de acomodação em relação à maxila e mandíbula em desenvolvimento.

Pressão hidrostática (vascular).  2 .Mecanismos da movimentação dentária:  Dentro dos movimentos eruptivos podemos considerar o envolvimento de quatro mecanismos:  1 .   Conclusão: É difícil isolar-se um único sistema aplicado a erupção.  3 . .  4 .Remodelação óssea (deposição e reabsorção seletiva de osso em torno do dente).Ligamento periodontal (tensões geradas).MUDANÇAS HISTOLÓGICAS DURANTE O MOVIMENTO DOS DENTES 3 . que deve portanto ser considerada como um fenômeno dependente de muitos fatores.Formação da raiz.

.Remodelação óssea Despeito seu aparecimento sólido.HISTOLOGIA DO PERIODONTO V. osso está em estado constante de remodelação. Este processo requer alguma coordenação entre a reabsorção e aposição de modo que a função normal do osso possa ser mantida. ou rumo a mesial. enquanto outras partes estão crescendo por aposição de novo osso. Isto também permite movimento de dentes na ortodontia e cicatrizar feridas. Remodelação do processo alveolar permite a migração normal do dente em direção mesial. Este meio em que algumas partes do osso da mandíbula estão sendo reabsorvidas. com suas superfícies interproximais virada para baixo.PROCESSO ALVEOLAR E OSSO ALVEOLAR    B .

no plano do oclusal. Isto se torna fusionado e indistinguível da lâmina cortical (CP) do processo alveolar. O osso alveolar propriamente (AB) pode ser visto circundando cada dentes como uma fina lâmina contínua de osso compacto suportado pelo trabeculado do osso do espongoso adjacente (S).  Seção transversal. através de um pré-molar na região maxilar. . O ligamento periodontal adere os dentes (T) ao osso alveolar.

J. osteoblastos tornam-se incorporados dentro do osso como osteócito (OC) que estão completamente circundados por osso. ou canalículo (C). 1983) . . ESSAS CÉLULAS ESPECIALIZADAS ORIGINAM DE CÉLULAS PRECURSORAS MENOS DIFERENCIADAS FECHADAS NO OSSO.OSSO É PRODUZIDO (OB) QUE SÃO ENCONTRADOS NO PERIÓSTEO.. A câmara em que elas são armazenadas são chamadas de lacuna (plural lacunas). ENDÓSTEO E LIGAMENTO PERIODONTAL. ESSAS CÉLULAS ESTÃO EM VOLTA DERIVADAS DE CÉLULAS INDIFERENCIADAS DO ECTOMESENQUIMA ENCONTRADAS NO PERIÓSTEO. Osteócitos permanecem conectados aos osteoblastos e outros osteócitos (ver Fig.FIG. 120) por processa citoplasmático que percorre través de pequenos canais no osso.  Durante a formação de osso. POR OSTEOBLASTOS ENDÓSTEO E LIGAMENTO PERIODONTAL ADJACENTE À SUPERFÍCIE OSSO FORMADA. 119 (DE LINDHE.

. ESTRUTURAS DENSAS COMO DENTE E OSSO APARECEM CLARAS. A IMAGEM QUE CORRESPONDE AO OSSO ALVEOLAR PROPRIAMENTE É A LINHA BRANCA E FINA QUE CONTORNA PARALELA AS RAÍZES DOS DENTES. ENQUANTO TECIDOS NÃO MINERALIZADOS SÃO ESCUROS.IMAGEM DE TODO AS ESTRUTURAS ENTRE A FONTE RAIOS-X E O FILME. O TERMO RADIOGRÁFICO PARA ESTA IMAGEM É A LÂMINA DURA (LD). O ESPAÇO DO LIGAMENTO PERIODONTAL (PDL) APARECE COMO UMA LINHA ESCURA ENTRE A LÂMINA DURA E A SUPERFÍCIE DA RAIZ. O MODELO TRABECULADO DO OSSO ESPONJOSO (S) PODE TAMBÉM SER FACILMENTE DETECTADO.

ESSAS CÉLULAS ESPECIALIZADAS ORIGINAM DE CÉLULAS PRECURSORAS MENOS DIFERENCIADAS FECHADAS NO OSSO. 1983) . ENDÓSTEO E LIGAMENTO PERIODONTAL.FIG. . ENDÓSTEO E LIGAMENTO PERIODONTAL ADJACENTE À SUPERFÍCIE OSSO FORMADA.. 119 (DE LINDHE. CANALÍCULO (C). J. ESSAS CÉLULAS ESTÃO EM VOLTA DERIVADAS DE CÉLULAS INDIFERENCIADAS DO ECTOMESENQUIMA ENCONTRADAS NO PERIÓSTEO.OSSO É PRODUZIDO POR OSTEOBLASTOS (OB) QUE SÃO ENCONTRADOS NO PERIÓSTEO.

A LINHA REVERSA (REV) É VISTA DISTINTAMENTE TINGIDA COMO UMA LINHA FESTONADA ESCURA. SEGUINDO OUTRA FASE DE DESCANSO. SEGUINDO A FASE DE DESCANSO. REABSORÇÃO ATIVA DE OSSO PODE RECOMEÇAR . NOVO EMARANHADO DE OSSO (NB) ESTÁ SENDO DEPOSITADO POR OSTEOBLASTOS (OB) DENTRO DO LIGAMENTO PERIODONTAL (PDL) QUE É A LINHA RECENTEMENTE DE FORMAÇÃO ÓSSEA. ISTO DELINEIA A FRENTE DE REABSORÇÃO CRIADA DURANTE A FASE PRÉVIA DE REABSORÇÃO ÓSSEA. ESTE NOVO OSSO CONTÉM.DE OSSO. FIBRAS CURTAS DE SHARPEY EMBUTIDAS QUE AJUDAM NO REESTABELECIMENTO DA ANCORAGEM DOS DENTES AO OSSO.

Explique o desenvolvimento do Osso Alveolar: 2-Quais são os tipos de movimentos dos dentes? 3-Os feixes e fibras da crista alveolar são classificados em grupos quais são eles ? .PERGUNTAS:  1.