You are on page 1of 3

A propósito do Ano Europeu da Mobilidade dos Trabalhadores

O que é a mobilidade dos trabalhadores?
Por que é que a mobilidade é tão importante?
Porquê um Ano Europeu?
Na prática, como funciona um Ano Europeu?
A propósito deste sítio web
^Topo^
O que é a mobilidade dos trabalhadores?
Há dois aspectos a considerar na mobilidade dos trabalhadores: a
mobilidade de emprego diz respeito à frequência com que os
trabalhadores mudam de trabalho; e a mobilidade geográfica referese à circulação dos trabalhadores de uma região para outra no
mesmo país ou à circulação entre países.
^Topo^
Por que é que a mobilidade é tão importante?
O mercado de trabalho da UE caracteriza-se pela elevada taxa de
desemprego nalgumas regiões e sectores e pela inadequação de
qualificações e de mão-de-obra noutras. É essencial uma maior
mobilidade de emprego se a Europa pretender realizar o seu objectivo
de mais e melhores empregos.
Os trabalhadores com experiência de mobilidade de emprego estão
normalmente melhor equipados para lidar com a mudança. Uma
mudança de emprego pode ajudar a desenvolver qualificações e
conhecimentos, a reforçar a satisfação profissional e a aumentar a
empregabilidade.
É possível que a mobilidade geográfica, embora menos comum,
aumente no contexto da globalização. Mudar de país para trabalhar
pode ser uma experiência muito gratificante, tanto profissional como
pessoal, mas não é uma sinecura. Encontrar emprego num mercado
de trabalho que nos não é familiar é a primeira barreira. Depois, as
qualificações e experiência do trabalhador podem não ser
reconhecidas no país de acolhimento, ou podem exigir que já se
tenha um certo domínio da língua do país de acolhimento.
Finalmente, há custos administrativos, legais e pessoais inevitáveis
associados à deslocação para outro país. O grande desafio que hoje
se coloca à Europa é saber como facilitar a mobilidade geográfica
simplificando os obstáculos existentes, quer de natureza jurídica, quer
prática ou social/comportamental.

^Topo^ Na prática. E esperam-se progressos a nível de uma proposta de directiva sobre a melhoria da portabilidade dos direitos à pensão assim como a implementação de um Cartão Europeu de Seguro de Saúde. o as barreiras que se deparam aos trabalhadores potencialmente móveis. Em 2006.^Topo^ Porquê um Ano Europeu? O Ano Europeu da Mobilidade dos Trabalhadores é organizado de modo a coincidir com várias iniciativas legislativas e não legislativas constantes da agenda política a nível da UE. como funciona um Ano Europeu? São organizados quatro tipos de actividades no âmbito do Ano Europeu:  Actividades e eventos a nível da UE para promover a mobilidade e aumentar o nosso conhecimento sobre os desafios e vantagens que apresenta. . o as possibilidades existentes para a mobilidade geográfica e de emprego e dos serviços que existem para as apoiar.  Promover o intercâmbio de boas práticas entre as partes envolvidas. Ao designar 2006 como o Ano Europeu da Mobilidade dos Trabalhadores. os parceiros sociais e o sector privado. tanto dentro como entre EstadosMembros. será lançado um novo portal electrónico na Europa. e a necessidade de acção a favor dos serviços de apoio. Esperam-se decisões importantes relativas a acordos de transição a favor da livre circulação de pessoas na UE alargada e ao acompanhamento de Qualificações e do Plano de Acção da Mobilidade.  Promover um estudo mais aturado sobre o alcance e a natureza da mobilidade geográfica e profissional na UE. especialmente as autoridades públicas e instituições. a UE visa realizar três objectivos concretos:  Sensibilizar as pessoas para : o os direitos dos trabalhadores à liberdade de circulação entre Estados-Membros.

transnacional e da UE. regional.  Estudos e inquéritos a nível nacional. Actividades a nível nacional. Ver Como participar? . Os projectos serão seleccionados para co-financiamento pela UE através do convite à apresentação de propostas. desde que a sua actividade contribua para um ou mais dos objectivos do Ano Europeu. trans-regional. transfronteiriças ou transnacionais compatíveis com os objectivos globais do Ano Europeu e promovidas pelos intervenientes a todos os níveis.  Outras iniciativas empreendidas por qualquer organização pública ou privada que possam relacionar-se com o Ano Europeu.