You are on page 1of 14

CURSO DE BACHAREL EM

CIÊNCIAS MILITARES

Autor:
Autor: MAJOR PM Windson Jeferson Mendes de Oliveira
Adaptaçõ
Adaptações
ções:
es: Prof. Carlos José Giudice dos Santos

Curso de Formaçã
Formação
ção de Oficiais da PMMG – 2〫 ano

.PLANEJAMENTO ESCOLAR OBJETIVO: • Reconhecer a importância planejamento de ensino. em diferentes abrangências. do suas • Proporcionar subsídios para a elaboração de uma atividade educacional.

organização. • Facilitar a preparação da aula. • Articular interesses coletivos e individuais.1. . CONSIDERAÇÃO CONCEITUAL • Previsão de todas as atividades para alcançar os objetivos. demandas internas e externas. coordenação. • Dar significado à informação. • Economia de tempo e de energia • Segurança e pesquisa. • Racionalização. • Programar uma ação do docente.

• Plano de Unidade Didática • Plano de aula. . • Plano da disciplina.2. PNDE). RCEG):  construção coletiva. NÍVEIS DE PLANEJAMENTO • Plano Educacional (Constituição. do curso.  buscar consenso.  vai além da sala de aula. da matéria. • Plano da Escola ou de Ensino (Curricular.

• Respeitar as especificidades. • Objetividade – voltado à realidade • Coerente – métodos e recursos iguais aos objetivos. • Definir métodos. • Ser precedido de sondagem. • Estar contextualizado – atender o macro.3. • Flexível. técnicas e recursos. . • Objetivos claros e bem definidos. REQUISITOS (PRINCÍPIOS) • Ordem sequencial.

• Objetivos. .4. PLANO DE DISCIPLINA 4. • Métodos. • Recursos didáticos.1 Elementos constituintes • Cabeçalho. • Avaliação. • Conteúdos. • Referências.

• Dar vida aos conteúdos – estabelecer significado/ problematizar.2 Contextualizaçã ção çã • Para quê a disciplina? (objetivos) • Por quê? (justificativa) • Como será a disciplina? (metodologia) • Trabalhar com temas centrais. • Fazer auto-exame.4. • Verificar as orientações gerais para a disciplina. . PLANO DE DISCIPLINA 4.

4. 2º) Elaboração do plano da disciplina. PLANO DE DISCIPLINA 4. . 3º) Execução 4º) Avaliação 5º) Aperfeiçoamento.3 Etapas do plano: 1º) Conhecer a realidade dos alunos.

5. • Ele deve ser revisto e refeito. e registra-se outra. • Ministra-se uma coisa Adequação da realidade. • Sofre influência das experiências com a docência. . COMENTÁRIOS • O planejamento não assegura o processo ensinoaprendizagem. • Anote os pontos fortes e os pontos fracos da disciplina. • Deve estar ligado a prática.

5. • Forte crítica de que o planejamento não condiz com a realidade do aluno. . • Geralmente os planos são postos e não há participação dos envolvidos. • Separação nítida de quem pensa e quem executa. • O planejamento é considerado como mera tarefa burocrática (arquivo). COMENTÁRIOS • Na prática o professor planeja sem conhecer os seus alunos. • Quem planeja mesmo é quem faz.

6. OBJETIVOS EDUCACIONAIS • Objetivos são sinônimos de resultado – adquirir ou desenvolver conhecimento. precisos e de fácil alcance. . habilidades e atitudes. • Determinam os conteúdos e métodos da disciplina. • Deve focar o comportamento do aluno e não do professor. • Pensar: Por quê a disciplina? Para quê? Como será a disciplina? • Direcionamos trabalhos – balizamento. • Devem ser claros.

.) • Cada objetivo deve descrever apenas um comportamento (cada verbo é uma ação) • Formular objetivos que levem a reflexão. • Atender aos anseios da sociedade. . OBJETIVOS EDUCACIONAIS • Desdobrar os objetivos gerais em específicos (Pergunta: como posso ..6.

o professor deve conhecer o perfil dos alunos. pelo professor deve ter O professor para ministrar um conteúdo deve ter um domínio prévio deste. Para a seleção do conteúdo. DIAGNÓSTICO & SELEÇÃO DE CONTEÚDOS Resumindo: • • • • • O conteúdo selecionado significado para o aluno. . alinhamento com os objetivos. O conteúdo deve apresentar uma seqüência lógica. O conteúdo ministrado tem a função ampliar os conhecimentos dos alunos. ser gradual e ter conexão com as unidades didáticas estabelecidas.7.

8. REFLEXÃO • Formar cidadão consciente. participando do processo de construção da sociedade. . crítico e participativo capaz de compreender a realidade em que vive e nela intervir. • Elaborar uma questão para a prova.