You are on page 1of 4

RESUMOS DE FILOSOFIA- 5º TESTE

 Definir os conceitos nucleares:
1. Cultura - conjunto de manifestações materiais (arcos, flechas,
arados, máquinas, computadores) e imateriais (valores, normas,
arte, música) que refletem a especificidade de um grupo de
indivíduos na sua maneira de sentir, pensar e agir. É a ação dos
indivíduos em sociedade, condição da sua adaptação ao meio
natural e social.
2. Ética- reflexão sobre as razoes que devem orientar o
comportamento moral. Compreensão do porquê da norma e dos
seus fundamentos. Esta reflexão está mais ligada á compreensão
das normas morais e menos associada á obediência.
3. Moral- conjunto de normas que prescrevem como devem agir os
indivíduos numa determinada sociedade ou grupo. Estas normas
estão mais associadas á obediência e menos á reflexão.
4. Multiculturalismo- é um termo que descreve a existência de muitas
culturas numa região, cidade ou pais, com no mínimo uma
predominante.
5. Valor – Aquilo que torna as coisas desejáveis e dignas de estima,
orientando as escolhas das pessoas no seio de uma cultura.
6. axiologia– teoria dos valores – estudo da natureza dos valores em
geral, ou seja, investigação do que são os valores como tal, sejam
eles éticos, estéticos, religiosos ou práticos. Este nome provém da
palavra grega axios, que significa «valor», «dignidade».
 Compreender que a relação do homem com o mundo é
essencialmente valorativa
1. Em filosofia, a dimensão valorativa prende-se com a
compreensão dos processos que permitem ao ser humano
valorar o mundo á sua volta. O ser humano, na sua relação
com o mundo, esta constantemente a criar e emitir juízos
sobre a realidade envolvente. De uma forma geral, podemos
classificar todos esses juízos como juízos de facto ou juízos de
valor.
2. Juízo de facto-são juízos descritivos e objetivos, que procuram
ser o mais fieis possível á realidade.
3. Juízos de valor- representam uma avaliação e uma preferência
do sujeito em relação á realidade. Os juízos de valor são
normativos quando, através deles, o sujeito faz enunciados

por exemplo.corrente filosófica.capacidade de agir e de se determinar livremente. Compatibilismo. incompatível com o determinismo.corrente filosófica que defende que não é pelo facto de o ser humano estar sujeito á causalidade natural que se anula a sua possibilidade de escolha (sua liberdade). Condicionantes psicológicas. 4. Condicionantes físicas. 4.traços característicos da personalidade do individuo e estados psicológicos pontuais que afetam o modo como este toma decisões.  Identificar teorias do livre arbítrio 1. decidir viver debaixo de água. por exemplo. 2. na maioria das vezes não damos conta desta influência. pois não possuímos guelras que nos permitem respirar. Neste sentido não podemos. domínio sobre os próprios atos.resultam das características físicas de cada individuo. .o ser humano esta condicionado pelos limites impostos pelo seu organismo. teoria ou doutrina filosófica de acordo com a qual o ser humano tem liberdade e poder para escolher as suas próprias ações. Cada momento histórico tem o seu ritmo e é vivenciado de um modo especifico. Condicionantes biológicas. por exemplo. Livre-arbítrio.morais onde exprime a sua ideia de como deveriam ser as coisas. um individuo obeso dificilmente será campeão europeu de salto em altura. que defende que existe liberdade de escolha e que o ser humano tem domínio sobre os seus próprios atos.teoria filosófica de acordo com a qual não existe livre-arbítrio e todos os acontecimentos estão determinados. liberdade de escolha. Determinismo radical. 3. Para além disso. 3. Libertismo. 2.  Reconhecer/indicar diferentes condicionantes da ação humana 1. Condicionantes históricas ou culturais. há acontecimentos que mudam para sempre as nossas escolhas e condicionam as nossas opções.a cultura influencia e modela as nossas escolhas.

Hierarquia. tendemos a olhar de forma mais positiva para os acontecimentos que nos rodeiam. 2. Objetivismo axiológico. da sua nacionalidade ou da sua cultura. 4. Para os objetivistas. 1.pode classificar os valores em função da sua dependência relativamente ao momento histórico em que se inserem. uma propriedade objetiva da realidade.posição filosófica que defende que os valores devem a sua existência ás características psicológicas do sujeito. Perenidade.os valores podem ser ordenadas de acordo com vários critérios. os valores não dependem das características do sujeito.posição que defende que os valores têm uma existência concreta e dependem das características objetivas da realidade. para os relativistas a .teoria de acordo com a qual os valores dependem da cultura em que se inserem.  Apresentar exemplos dos diferentes tipos de critérios valorativos. não sendo.num dia em que estamos bem-dispostos.  Identificar diferentes níveis de determinação de critérios valorativos. Historicidade. no sentido de:  o Explicar os diferentes níveis de determinação. Etnocentrismo.alguns pensadores defendem que há valores intertemporais que não dependem da história. 2.  Indicar/identificar as várias perspetivas sobre a natureza dos valores 1.  Caraterizar as diferentes reações à diversidade cultural 1.  Compreender. Subjetivismo axiológico. 2. Relativismo cultural. Ex: belo/feio. 3. criticamente. Polaridade. a questão dos critérios valorativos.a cada valor opõem-se o seu contravalor.designa a postura cultural de quem crê na sua supremacia do seu grupo étnico. É uma postura de intolerância e arrogância cultural que visa a imposição de uma estrutura valorativa a outras culturas. por isso.

discriminação… Criticas ao relativismo cultural.nossa perspetiva dos valores depende das convenções estabelecidas na sociedade em que estamos inseridos. então não faz sentido procurar valores e objetivos globais para as sociedades humanas. á revolta contra a tirania e a opressão”  Todas as culturas e países têm os mesmos interesses e valores comuns. com vista ao estabelecimento de valores transculturais. aceitarmos todas as culturas e formos absolutamente tolerantes. fundamentadamente. A avaliação de uma cultura. a tolerância advogada pelos defensores do relativismo cultural pode dar origem ao conformismo e á estagnação cultural.racismo. postura de tolerância cultural que defende a aceitação mútua de diferentes padrões culturais. Interculturismo. as diferentes reações à diversidade cultural.xenofobia. em supremo recurso. Consequências do etnocentrismo. pois todas elas são constituídas por seres humanos.isolamento cultural. as diferenças entre culturas podem enriquecer o diálogo intercultural.  Criticar. no limite teremos de ser tolerantes com os intolerantes. das suas regras e princípios não pode ser feita á luz de um padrão cultural externo.  “Considerando que é essencial a proteção dos direitos humanos através de um regime de direito.  Compreender a DUDH como um exemplo da existência de interesses e valores comuns a várias culturas e países  A declaração universal dos direitos humanos é um exemplo ilustrativo de que há interesses e valores comuns a várias culturas e países.postura que defende a necessidade de um diálogo intercultural. destruição de culturas minoritárias. para os interculturalistas.se. É o documento mais traduzido do mundo. se todas as culturas são igualmente válidas. para que o homem não seja compelido. . 3. por princípio.