You are on page 1of 27

"Religiões: Histórias, Textos, Tradições".

Prior Velho,
Paulinas, 2006, pp. 528-580.
Para dar a conhecer a Religião Is lâmica através do:. seus textos sagrado...
d espid a de um encadeamento civilizacional e cultural, houve a preocup.1
ção de recorrer aos capítulos c vers ículos do Alcorão que melhor ilustra.,
sem os fundamentos principais do Is lão, seleccionando aqueles que se enten
deu serem mais esclarecedores quanto à tradição is lâmica e às s uas
abraâmicas.
Mas o cód igo d e cond u ta do muçulmano deve igua lmente espelhar u
exemplo do Profeta Maomé (que a Paz e as Bênção:. de Deus estejnm com ele),
cujo relato chegou nos nossos dias através da Srm11nlr, ou seja a biografia du
Profeta c s ubsequentemente do:. llnditlrs, um o colectânea dos seus cnsinamen
tos fundamentais c que, a par do Alcorão, fazem parle integrante da Doutrin.t
blãmica. Desta forma, escolheram-se também alguns llwlilltS, numa
de ilu..,trar a importância c o valor do:. con!>Cihos c orientações do Mcnsageim
de Dcw., relativamente a todos os aspectos da vida de um verdadeiro crente,.
que abordam não só a:. questões sociais, culturais e religiosas, como também
as ju rídicas, éticns, c comerciais c ditam regras de convivência c cocxistênciol
com outras sociedade:. c culturas.
A fim de não subverter ou desvirtuar a
contida nos originais em
árabe, c não havendo ainda edições na língua portuguesa, recorreu-se, para
clflboraçà<l deste trabalho, às versões inglesas c brasileiras du Alcorão l'
também às traduções inglesas da Colecção de Hndit lrs compii.HJtl por Al-Bukhari, bem como à Selecção d e H arlitlrs coligida pelo Doutor Fl•rnandu
Amaro Monteiro.

O Alcorão' é o Li vro Sagrado dos muçu lmanos z. É um código de
(Onduta d o muçulmano', abarcando não só a vida religiosa e espiritua l, mas també m to dos os aspectos da v ida do cre nte em geral.
L· uma fonte de ins piração para o muçulmano • c daí que seja reque se leia c releia o livro sagrado ' .
No e ntanto, c por outro lado, tod a a v ida do Pro fe ta
(Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) é uma
de
inspiração c exemplo para o muçulmano c complementa a
do Sagrado
Existem inümeros
Hnrfltlrsdo Profeta ·• (Que a Paz c as Bênçãos d e Deus estejam com ele) compi lados pelos seus companheiros, que reflectem as atitudes, pensamentos e convicções do Mensageiro de Deus '" (Que a Paz c as Bênd e Deus estejam com e le) relativamente às mais di ve rsas
matérias socia is, culturais, políticas e/ou r •ligiosal:>.
11
É de realçar, antes do mais, o li Itimo sermão do Profeta Maomé
(Que a Paz e Bênçãos d e Deus estejam com ele}, que a segu ir se reproduz.

o último serm ão do Profeta

11

(Que n Paz c· as Bêll(iios de Dt>us estejam rom de)
Proferido em Meca 11 no final da s u a primeira c ün ica pe regrinação •t:
TEXTOS DO ISLÃO
Escritura Sagrada
0 AI<:ORAO
Tradição Ornl

A Sr11mnh c os Hnditlrs, a vida c oc; ensinamento<; de Maomé (que a Pnz c as B&lçãos de Deus t.>stejam com ele), primeiro relatados pelos Companheiros do Profeta, foram sendo transmitidos de geração cm geração até serem pa!...,mlo!> à sua
forma escrita, mantendo-se, no entanto, a cadeia de lransmiss.io, por fo rma a
poder ser verificada a sua autenticidade.

•<Ó IIIL'II I'<Wil, tfni-llll' nl 1·rrrt111 l'"'fTIIL' w1u sd s;· rw
lllt'll /{• (í'llltJOSCtl.
Q lllt'll Jlm!O, 111/ CIJIII/1 CIIIISIIiL'rDIS c:; ti' rru's,

tlani lnmllbll

((111111 U!'IIS

que tltl:õ foram

cmrfimlos.

nrro csltm•i

rrovrl-

,

cslt' di11, t'Sfn rirfmlt• SU>(flllftl:o, CIIIISI-

SURrntiiiS 11 t,jdn ('o Jllllrrmárrill dt• tadns ()!; mrrrrr/1111111115 I .
llCIS st•rr:. h·:.:r1imos Jlrtll'rit'ltfrios, tiS
flllt'

lnrlrnm sido crrlrcsrws li tiOSSII swrrrltr. Nflo mnsoni rr ilrgrrém 1111rn qm•mrrgrrwr OOI'
mrt,t,:cx•. Nflo praticai n rrsrrrn; t'/11 t>tl:. 1m1illitltr. •
A1mltri V:.Jitlllfó t' tx:st i-os ltrl cmrro tJ(IS t>t'St rs.
_ •
_.
Lt•mllrni-tltls! Um rlin DJIIIft'Ct'ft'IS panrrlt' Deus t' rt":>/lllmicrcrs J'tlns t>O:.srl:o
ncç111.s. Porlnrrlll• .firni nterrlm;! NtTo vos tlcst,it'is do Cnmirrlro Rr•ct11 qrrmulu err 1
partir!

529

RELIC IOES

I

1-ll!>lt)IM. TI-XI()>. TKAIJIC,()I..

Ó meu pouo! Nc11/11tm Jlrojeta ou tiJJÓStnlo t1i rrf depois de mim e ruio surgirtf
III/la 110!1(1 Jt!.
É verdade que tendc:s nlguns direitos sobre as vossas esposas, mas das também
t€m direitos snlm· vós. Trntni-ns /1cm pt>rqrw das siin ., tmsso apoio.
Reflecti solwc as mínltas pnltrorns. Dc•ixo-vos duns coisas, o Alcorfftl 11 e o meu
L'.W'IIIplo - n Sunnah, l' se scsuirdes estas w·ieulflçiit'S, 11110 Jallrnrds.
Ouui-mc com ltom•stidndc. lldomi n Deus'", f n:t•i ns vossas omçõt•s, jejuai dul'tllllt•om€s da Rnmndtin ••, c tini da tmssn riqrte=w em cnridndc•. St• tiOS for f'IISSfvd,
'".
fazei a
Todos 1.1s acl//cs sr111 irmlfos,
lt:mos mc•stucls ri irei los t' tiS 11/t.'Smlls rcspollsn/til idnrles.
11 uill.'<"• 1m ct Jit'rmilidn limr tiCI outro'' que 11ii11 l/te Jar dad11 rlt•litm.• unnladc.
Niugucim t1 mnis quc lliu;.:ut1m a lltitl <õt'r qrw 11 st·ja t•m /arrms dc• tiÍrlmlc•s.
Totlos os que mt• cs/iio a ouvir dc•tlt'rffn JIOS::ar as mtnlws fltllmmrs 11 t•ulros qrw
pur seu 111nw as fltrsstmiu rt rmlrvs: ,. que os ti/limos cotuprt't'llrltwt utinlws pnlatlrtts mcllmr da que 11s que tllt' tmrwm rlireflttmt'ttlt•,,,

11
n Profi'/11" (Que ti Pa::: ,. ns /Jençtim; til' Dt·us t'slcjmtr rnm t'fto), o/Irou
cm rfirt'L'('t1ntw ct1u I' disst•:
·•St'tlt• miuhn tcslt'IIIIIIIIW, Ó Deus :>, tflll' cu lrnllstttili n Vossn Mt·usngrm no
Vosso povo»
E ns
st•:;:uiuh's t'mnmm 110r todo o tmh•:
«Mt'll IJt'IIS ", n•r/tllllc'll/t'IJUt'lt':-ft'lllllllflllsld••

Desse último sermão fica-se com uma ideia do alcance c da riqueza das palavras proferidas pelo Profeta do
(Que a Pa z e as
Bênçãos d e Dt!us estejam com ele) parn orientação dos muçulmanos
Dos textos sagrad os propriamente ditos, realça m-se a lg uns dos
capítul os do Alcorão 'h, tra nscrevendo-os na íntegra o u s implesmente os vers ícu los mais re levantes. São assina lados aqueles que
são memorizados pelos crentes, por serem frequ entemente usados
nas orações diárias. Ta mbém se transcrevem, cm separado, excertos
dos vários textos da litu rg ia que são usados nas o rações.
Tra nscreve-se, em primeiro lu gar e na íntegra, O Ca pítulo da
Abertura 2' - Sura 211 AI Fntiltn- o 1.C' do

O Capítulo da Abertura 30
De Makkah 11 - 7 Versículos

53o

I

I . Em 1101111! de Deus, o Beueficelllt:, o Mist•ricurdiusu

2. L.ottt,nrlo seja Dt'us " ,o Scultor dos Mu11dos;

SAl.KAI>OS

I

ISLÃO

.3. O fkncfict:nlc, O Mist•ricordioso '';
4. Sl!ulwr do Din rio /rttío Fi11fll.

5. 1\ Ti, SIJIIIt'/1/t•, adomuws, t' 11 Ti, :WIIIL'II/1', pt•diwos nirtdfl.
6. Moslm-11os c• Cflmilllw recto
7. O cmui11lw cltlrfltdl's lltJIIL'III Ttt ftiii CL't lt'SIL' n Ttw Graça;
Daque'lt•:: qut' mio iut"cll'rt'lll 1111 Ttta crílt•ra,
E tflll! 11fi11
''

Es te capítulo é d eve ras importante na vida de um muçtdmano "',
na mcdidn cm que é recitad o, pelo menos, dezassete vezes durantt!
o dia nas suas cinco o rações diárias.
É um a oração universal, que nada refere sobre o Islão ou sobre o
rTIUÇulmano ", mas sim directamente a Deus 111 como o Senhor dos
Mundos, a quem este pretende lou var c ped ir-Lhe que o ajude e que
o o rie nte no Bom Ca minho, o Caminho d aqueles que o Senho r agraciou c não aquele que mereceu a reprovação d o Criador.
É um a sura w que, segund o parece, foi rcvc lad:t duas vezes ao
Pr·ofeta 111 (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele), a priITle ira vez cm Meca 11, durante o período antes da Hégirn" c, pos teriormente, já cm Medina 11•
Compos ta por sele vcrskulns, pode ser conside rada co mo que
um s umário dos principais temas versados no Alcorão". Muito se
estuda sobre o Alcorão 1' c muito se tem esludadn cm relação a esta
s ura 11'. Mas a nossa menle finita não consegue abarcar n dimensão
infini ta d as palav ras d e Deus 1' . Daí que todos os crentes sejam encorajad os a ler e a re ler os textos di vinos pa ra, através da repe tição,
avançarem na compreensão d esta s ura 1" , bem como de todas as
11
mensagens de Deus •·· contidas no Liv ro Sagrado '' •

Efectivamente, o primeiro tema é o da Unid ade e Unicidade d e
Deus ' ', como Soberanoi\bsoluto, expressa através da repetição dos
louvores ao Senhor e da menção d e alguns dos Seus atributos. A seg uir, vem a linha dos profe tas, na med ida em que Lhe pedim os
o rientação e estas foram v indo através das revelações divinas, confiadas aos vários mensageiros que Deus '\! foi mandando ao mundo.
Essa s ura u também fa z menção ao nosso regresso ao Senhor e à 1531

'rtf 110 prti. /cml'i-Mc.!(.JlJ. tiS •12. os crtslt1os t•as qut• crêem l'm Dt. li:>. 2ú9. "'. t'llltitl.'lls. t' 2..286 vcrsíclllos fm llmllc'tit• 11 ti:O lfllt' Cl'ft'/11 1'111 f)fom.REI IGIOES I II!S"Il)KIA . que rrt t'lll 110 lm•ist'w/•'.<:nornu/es!" 11 !Wlwtlllrtll é e/mia. 'l"cm quc•r I! nquc'lt·. 110 tflll! foi rtmccditlo a Moi!-é:.. Dc'IIS ·• 1/ttll t'\1.. AJ'"S" n... 41. E Ctllltflfl ctm1 a omçtill t' ctmcctlt'i lV·zakãh .. Estabelece também o elo essencial e o ser humano.» 186.\(t'll IIÍII. I''"'" mm as 1 J. seus mt•nsnJ<t'im:o• e llt'ft'Srt'l/111111: c• ollc'tlt!l't'IIIOS. 67.Sura A sura AI Bncnrnlt "' . 0:.ulin-1ws n111/rn IJlo qm• -. 1'1!X'Tll'> • TIW>tÇOt:!t vida no Além através do Ca minho Certo para o qual pedimos ao Senhor que nos o riente. Si'lll ti Sua pt'rtlli:osiio? fie sa/lt' n que IIWII/t'Ct' ii..ll. é um guia espiritual e mora l dos que crêem em Deus "'". c' mia sejais pmnctros a n.. [ 111111 ronfiwdnis cJ twrdnddro m m 11 falso c• ntfo tltllltâs 'flltln/o snf.:IIt'/11 11/llltt JJtlra nlt'm tias UIJmCitllllb: t'CJ/IIc'nl llt'llr1ifia:-. 11 • AIIISS/11111. O Ulltn 11 lfllt' I. ti Que-m j1111111i:. :oc'111T11 fi tflll' Clt· Jll'rmilt'. Disseram: • Zombas por acaso dt·n6s? . Dti-IIOS o Tt'll pc•rtllitl. 11tio faumos dis1iuçt1cl alg1111111 <'III 1111s c•tJ/1/rtls."'. tlisst· m• sc·u putHJ «Deus • v11s ordena qut• <:tlrrijiqlll'is vaca-• .p. A Vt•lls •• flt'r/c'IICt' 1utlo11 qm· t'..'lll'gti-lo.<:mfice/1/t•.. [ ttt'rc•ditni IW tJIIt' c•mlic•t . Este Ca pítulo inicia-se com a afi rmação ca tegórica de que o Alcorão .KAI)()'. o caminho que lerá a satisfa ção do Senhor que por sua vez nos recom pen sará. flllt' IICrt!tti/t/111 110 '· lfllt' /c'..:comlc•rdcs.c•s stio w: tJilt' Jltls$1/t'/11 11 nril'lllll(t111 dtl '1'11 Sc·nlmr c• ::..titl Ta mbém é re leva nte. Di::c·m: • Ntitl t'S/f//ldl'rt'IIWS difi·n·11ç11s t'ltlrc• qunlq11a tio:. Smlmr IWS>.. c·cmlc'//1 11 llric•lllnrticl ptmt !IS qm• slio lt:· mi tfllt'lll t' 1111 lt'rrn. Lnm. Mim • •J. certaml'lllt' qtw t'SInrt'i f"dximct. r 11 Mim.\Ís/c• 110s c• tllllt'rrn.. t' stifrt•rtltrqul'lc• tf111' /1!11/111 Cllmt'litftltl 111111.Jirlltll'lllt'lllt' dcl :. c• dt''> (h tii/11111/JS) mtdn n111/tc·n·m t/11 S 1111 âbrdtt. •Que• Dc11s"' me de sa 11111 dos i.. rtlll{tlllltlllllo tiiJIIt' c•::/ti t'lllll'OSc·o '.o. neste ca pítulo.. n·rc•bcrtia n rt'CIIIIIJICI/Siltlo seu St:lllmr t' 11111ln /c•rt1o a h'mer nem St. a Mim. 'WIIS IIIIJCIS. uma prece fe ita muito freq uentemente pelos crentes: 255. n lsmnd ''.•/ndo. til. Clt' Jlt'l"dcmqm·l/1 qm·r c• Jllllll' n qm·m 'fllt'r. IICitJIII! foi rt'Vt'· Indo a Abrmio"'.:mtlan•m Jl(lr Mim.. . num·tlc•11ms para o o. Jlt. ._ _ __ 136..:. I ISLÃO ·. sc•tfc fi6s n Men f111Cio. Sul1si:. 1. c: somos Sltllmis. 285. O PmjÍ'In v' 1/frt•tlilmt 1111 quc·lltc flll rt.'N'rt•açt1tllliiD O Jnti. Alif. [.iflan.' c•ntrislt:rt•rtio. Dt•us ·• dtf a snllt'dorm recc'llt' o 111111111 dM /lt'IIS A sura da Vaca 59 11/t'IIIL>s a Dc•11:. 1111/t's de I! 5.. O 51'11 Trtmo 11/lmngc os n•us t· a terra. 'it'ltlwr m•:-so! ft'flrt't'lldfls Sc' r':OtJIII'Cc' mms 1111 Jitllllrmlls.•us .:is. st•m tftítmln.=._:.. d'f. Diu·i: "Cremos t'lll Dt'IIS ··. 11 T't'rthtde.. Uma lwn pnlrmm e pcrtlt1o t' mellmr d11 lfllt' 1111111 esmola scguid11 de• 1111111 IIIJIÍrt/1.'Ct'tft•· mm St'llllllr lltN<:o! NtTtl l/OSS(llm·rnrn'gm":. IIIJIII'It! lfllt'lllljll pmltrlllitl o /Jt•m. SIIIIS l'SCI'i/llrf/S t' 111/S SI'IIS Mt'll !óll. Ó tiL· lsmd '! Lt·mltrai·i'CIS tft• Mi11l111 graça .e a • e 1111 lfiiL'fili dado aos pmfL'Ias pdo N!U Seulwr.O..tribm·m- tfllt'l'lltlltfiiiO.'Tidntfti.. te Jlt'r...alrlllt('tl 11 01 wsicf111ft· 1111 11 s 11110.. Mt'IIS "õiiiii/ S flOr Íll{tlllll Jlrt'ÇII.jllf(ll' flltrfl SIIJIMtur. E dt• quando Mmst:s . E lllill wmfm. e da qual se transcrevem a lgu ns versfculos. n•m q11c· t'its agraciei. Qm•1u p(l(h'rd mlcrcctlc-r j1111/o ti' Dh'.a 2:' e a ma is longa do Alco rão s. 11 Cle rlc·l'rt'slnr n:: Ctl/1111:.uslt·uto. en/tio. lr1111'. r um o lfllt' Nos llw:.qm· t1 o Mn. 110 qut• nos tem sido rt. os Jlldl. O Bt•m:fict'llh'. S11n<: crínlllriiS m•s/c• 111111/dtl c· 11 que lllt'S IICtllllt'fl. 284. e que lm .t. mm rllfllt' IIIÍCI lt'lllt>:.::. llkt SAt. t' [/c lrm o potlc•r S(l/m· 1111111. 186. l'llf/11111/CIS C: c· qm· dn. Q11n111lo as mc•11s ::cn. no Dia do jut':u finnlc• f'rnlicnm o bem.u scn•t fid a r•o-:. n Jacob • e lls tribos.. nossas jullns! l'erd(la-no:-! Tem misc·riccírdin th• mís' Tu t1s 11 51'11/mr: nu.../c• c1 /mio 'flllllt/11 t'. 11/t•mftort' l n JITt'Ct' dtUfllt'lt'S lfllt' s11plictllll.limo. 263. l:s:.. entre é conheci da como o Capftulo ccA Vaca))"'' . Ot'll' ! Nt1111ui tlulm tlwmtlndl' l""n além d 'EII!.\lt'ifCIS.·rtTcl ''" /lc'l/1-fllH!II• lumdus. n /sane''.u JIIIC/tl.'t)l.•th n De11s "". Sc•u/wr P11r11l'i C:tllllllllumws. Virot'lllc.. f. Esse• c• 11 Ltvm ' fJIIt'. acrc•ditmu 1111 Oiu dnfut':n Final..(J! Nc111 IIJII"iiiiiiS Cll/11 l/III {ttrtftl srmd/mll/t' tiO lfllt' IIIIJIII!ót'Slt' l/OS 'fllt' IIIIS fln.t'll 51!111/tlr.·is.o..tl:olt• miS uus Dc AI Madinah "'.. t' Cllnlflt·t'CIS'" mm os que SI' CUnJ/1111. cuja f1TI. venerai-Me. a transcrição do versículo do Trono (Aynl ui Qursi). St' 11 rmi IIIIS tmssns almas 111111 . eu- 43.

11/t'tt! Clll/111/lt'l-tk '"' /IIII filho. t' t''rrrllwu-lt' t'lll 43 . O /lt•m t':oltf uns Tuas mtios. Cutlío. 1/rc:. O Omn ísfil'lllt•. " -12. . C il'mbm-1/rt•::.:O_cs =· I H L•>l()Hii\ • Tt\10!. a prática cons tante do be m e a certeza da Ressurreição. flor rl'fltt. vi11do ti' E/c. ns niiJOS l' 115 th• COIIItccrmelllo qm• ru'fa r. Dizei: «Ó DI'IIS "". lm ..• Marra " . e expõe as s uas reacções à Mensagem divina. t'a Jnnu1itrtil' Al1raflo •···. tlio.. f. 45. 33. Aos c re ntes são e nunciados os c os preceitos relativos às o rações.." do Alcorão 111. O "Iilrlo-Potfcroso. drmlll'i-llrt• Maria ' .. do qual se tra nscrevem alguns dos versículos m ab relevantes. Dt'IIS •r: fi• co/lccdt•rtf 11111 Vt•r/10.. Fillw de Mnrin 1'".. aos e deveres conjuga is. 01'11:. a quem pede que acreditem nas escri turas que confirmam as s uas pr6prias escrituras. [:o:St's stio 11(1111/IS tltJ:o. Nflot•xisle outmtlt•us srmfo Ch·.. estabelece a d is tinçào o lfci to c o ilícito.'<lrTa.. O Bt'lle(icell/1'. .:E:... l'l'tilll'<l/1-llt''WIC'I'flllamt'llfr•. Por certo..·rtf sc·ulmr. 11.ristc uulmtlt·us Sl!uão Ch•.: tlevoltt nn lt'll Scultor t' l'rti:Oit'rllll-ft• t' t unm-/t• ftl /1/ n." p.. 11 filllllrlllcq·litr..'lll drlt. l'lar Stttliicott n !-t'll s.I(I'IIS. ainda.·r 11(11' .•m/lrn-1/w:: dt. com justiça. lfltt•rrs c retiras n so/lcmllin n quem queres. nc'lh ' . Tio. O Ormitltlr rltl'.. 1:.. tft• /'t'. ao Pa tria rca Abraão'"' q ue. Dc11s " lt'Sh'1111111111r . /ararim. a n tes do advento do ls lão.ttll ltttírill 1 '... UI/S dos oulms..1/t'"l"s' . pnra sn/lt'r ifltt. SI'IIIWr lllt'll! Dai-me· 11111 .. l!sclnr·t•rimcllltts du lrmisívrl "'..\lt1uios '". qunmln lnuçnvm11 seus ctílnmas 1".. Dt•us 1 "' t'srtrllll'll-k t' tmrifimu-lt'. f lcmlll"lt-k trmiridl! do leu St•ulwr t' gl11rijira-O 1111 mrmlt't't'r o' ao alt•<m·n·r.· 1.\lm-Te'' jr11111 tftl 1111'11 t'•'ll/n•. 11). 40.:olm• '' nascim1'11lo rlt• Ya!liti. f: também peremptória na a firm ação de que Deus "" é Único c torna visível os Seus s inais como meio de repelir. Os versículos ao lo ngo 11 1 desta s ura " começa m por se dirig ir à h um a nid ad e em ge ra l (os fi lhos de Adão). So'lllllrl'l[tll' Ztrrmm:. n•r/cl.• tlisst': . repudiando n prática d a us ura . 1: tlt•rXIIII·tt mt:. tlt• qrttllltfou:. e exalta a caridad e.'S rutdarin dt..1/t'III'ÍII-IIIt'. rlt'i il/u::. ao aleitamento materno. «OS crentes»."<lll'lll. r Dt'IIS I 1'1'11/lt'l// Saltt•tlnr de '1111'11/l'ia lkra il/11: "r /lfiiiiOSt'II/IU IIIÍII t' igttaltlllfllllti)<Í'IIiltr. r//1/lllflrllll/·11!1 t'll'/llllllfllt1Tf/t't1. J7.... Tu t':' () Om llwlll•mft•. t'll· nmlmPII jmrl11 tida :.. f. elllrtiT•tr 1111 :. 4 e S..>am. o rienta nas questões respeitantes à d efesa. qm· Nâs lt' rt't>t'itiii/Cis.. E llflllt'sllll'tiS juulo tfdes '".sr : ._'I. if/111111111. le mbrando-lhe nomeadamente que Deus crio u Adão "" c o colocou acima dos a njos. Om11i1mlm lt•. scnlror nw11! Ctm:..35.. legis la quanto às obrigações testa me ntá rias.t. Cm 11111/lt' di! Dt'//s. qttl' c'llll{tl'lllllrti 11 Vc·tlmtlt' lJ1'II:' '"..Sura Al-lmrn1111". lfllt' St' cun•aw '"·" 4·1.n.. t' t) s1111 dt'SCt'lltNIIrm. t' nfnhtlllll'll:o I! .t•: . fllltTtl.' <//.. lembra-lhe ta mbém os favores que con cedeu aos Fi lhos de Ts racl "". C t'lllrt'. u'111/mr-llu·:o qm• '111awlo 11 m11llra t/. .s...c.. SI' li 11ome tt . É a resposta ao a pelo fe ito ao Senhor.. decisivamente.. Dt'll:> I ". t' 1111ttl111 mullrt•r I' t>slt'ril? Ut• tflo.. (I' 1111j11:. . Ul/11 c{c-1111.. p.· I!Irias a.. mm llill.(fi•.. nmtm 11rmrldítv Strltuufs .·: • As:.. construiu a Kn lmh w:-. (<os descrentes» c «Os hipócri tas». ao regis to de d ívidas.. Sellilllr llll'trl n·rttr. n.. Alude. 6 Marra '"'! •Ó Maria '' / r.. E wlo t•sl nvns j1111lo rldr:o. nrslo i'llmft'ln culrt• os (11/t'.. 3•1. s../t• " () M11rr11 " ! Dt• tl//tl1• lt'/lrtll'l'/11 IS. solm· lmltiS tiS c'III!>IIS. L"" IG :.. trn·ita-11. OmlliSril'lllt'. Tu és. sn/lrt• os &'IIS t' Nt"'"·.\ lll'." ... incita ndo o ser huma no a servir a De us '"1 que foi tão misericordioso para com e le.... 1111111 1111'llillll " '.·u/l(lr. l:. Sobermm tio Potftor! Tu COI/cetft•s n soberania 11 lfUt'l// E dtís tliiOtft•r n qut'lll qm•rto:. Dt'll:o . Termina com a reafirmação dos princípios da fé apresentados nos versfculos 3. . A seguir...1111 é! Dt·u:: '"fir: ''1/llt' IJIII'r... . ... De AI Ma d1-na.cuidmfrr. com o seu filho Ism ael ''"'.. /rufe•. A sura da Famíl ia de ' lmrãn 112 I 111 . Por rcrltl. 36. 1 1 p.. 11111/ht·n·s.•• rfto s. a ido latria vigente c amplamente disseminada na Peníns ula Arábica.o 3. s. «pa ra que os c re n tes se orientem no Bo m Caminho» e divide a huma nid ade e m três g rupos. 1'1111/l'\'1'111P11r ralo. · a verdad e ira Fé d eve integrar a cre nça na un icid ade absoluta de Deus "". qumuln rlt•u r) lu::. O Misairortlmso 111 534 1 18. SITCI tlcSCI'IItit•ult's../tot' lllt'/1. Qut• ludo mfl11lcm. t•scollreu AtltTo "' nu1ill de lmrtill 1 ·•. Ali.:ÍII. O:llfJIIfliii Odistmlm.. tfis::-t•: .fictrs. O Stfbio.th/t'/1/o. ao jejum c à pe regrinação.. Lt... tllf lltl'll'/1/l[lll'f.. na s ura d a abertura '"'. ' ' t' 01111/IOUflillli'...• l11rrti11 tlis::c: . su111l !ot'rtí uritt Jalan•:.' -R.• IJIIIIIIrlniiS n11jos dis:wrnm: «Ó Mnrin 1•f flor certo. IIII " ·' dtf-lt' as /mas 111/tltl. t•lwmilltns IJIICIII qw•rcs.. ti 11 111i1t s. lambem.ual..'1. ao casamento c ao di vórcio.2() Oversfculos. tlrmllllt' trô.. !:>A<:IlAIXh -- I -ISLÃO -- 26. vem o Ca pítu lo «d a Fa mflio de ' lmrãn u••» .tl 1 • L/11 dis:. awllrin· me 11/IIIJ. P11r ra/11. o St'/1 Se11i111r rw·t'lwll-lllllltiltl/11'111.

-:tl Sculmr. •<Quem S till 11/('1/S ''0/n/lortulan·. Clt• llrmilesill. di:..'{t'mtt:. a orientação divina." Jo Alcorão '". A seguir pa rte d o Ca pítulo de Maria Sura 1 Marim11 '" . rn:t·i vir. IIII tligi/titiCÍfl I! A sura de Maria Ot• Makkah 187 98 pastculos.:mçar a felicid ade.ll '" I . ded icado à Virgem Maria.tio tlt• Dl'lts' . flt'rt/1/S:-Iitl de• Dt'//'/ I'·•.io.. 4. 11 fJII<' rc111u:is t' 11 que arrccmlnis t'lll t'tlló::. Ela •St. t'tlll/ St/11 lllfl8111ÍIIIIIIII gm('fl. . r lfi/OIItill .samu: . na criação dos céus e d a terra c de ludo o qul' neles ex iste.. l'ossuitftJr de 93.... corr1 11111 SIIO'SSIIr. C msiuar-1/w-11 a Cscrit um ' • a o.t.. Cll/11 .. l/ti. C dt. t' que somos 1111/('llllllnt/0:' 1•' . r . t'Jmm tomar licito. 2. t' serri 11111 dos tittcgros.\1L'iT'IIfJt/rtl fiiiiiJ:. Dt•us 1 CsSL' é o camiulm CL'rta. Yti. nmm•t (I ft'/o/(1 tlt• 111/SCCII('n. Ai11. » . 11 7i•rn L' ti Et•m1sdlm... di:-llte: Hse·.-. ape11as. algo tio cfllt' 1'11:. I'Tc't'Ji ttltl '111«' hmd SI! pr01l•irn n <:i me<:11m '·•.. . No entanto.. C Dt•us ••• . t:11ttio.. comu anteriomlcntc referido. J:s tt• t' o rl'lato dn IIIÍ$t•ric6rtlin de• lc'll 51'111/0r.. 1' • 74. 1'1/ttiCJ. r Dt'lh t1 ·n.nis rrt•uft·s. •<E Jalard nos fttu11e11s. indlll-lllh .o 19. de Deul:l estejam com eles). Ele di::.. Este Capítulo apresenta provas evidentes da soberania absoluta de Deus '"...·nlmr me'll! Gmwltt•t-tlt•ft•r 11111 fil/to.(llflllm 11 r11.. O Mt1ic·rirartlicl<. e combater a pretensa ilusão do homem qu e acredita ser auto-suficiente devido aos seus bens materia is e aos seus filh os.» -17. Quamlo dccrcta algo.tiOS quais tlim: Vt'lllu• com 11111 sinal tle t'OS.. à seme lh ança de Ad5o ''" n5o ter tido um pai biológico.... mãe de Jesus 1'"'..IU! LIGICES I lll'iiÓIM. n TIc. seu objec· . assim. n 1111'11 rn /11'111 llffllll/111'01/t' mwcn fui ttcsnb01wrlo. no /wr('t' t' 11a maturidade. D t•i111 mm 11111 na/ de· IIOSsu Sc•ulmr.. r 50..•. d is pensando. . Ktif.. «C fiJ-Io-á Mt•no. .J6.n/lcdoria. l'tlr catu. os coln/lomdcm·s uo mminlw dt• Vt'lls "''. d o mi lagroso nasci mento de seu fil ho jesus '"" (Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com todos eles) c rea lça o fa cto de Jesus 1"'... /t'SIIS 53 .. t111 dn I )i::d. indicando n ati tude correcta a adoptar. e das suas reacções relativa mente ao Islão. de lsrad '''.roso c tlan·i 11 vitla mr. chama de novo a atenção d os crentes para o pode r absoluto de Deus 1"'.. um profeta do lsl5o (Que a l'tl/ c 13ênção::. s. apela à paciência.'>t/fllc'm /Jarro t' ue/a s11pm11'i e 1/u• dtlrt'i t•itlll. St' .. •· usnmm tft•t•stmtngrmm. Por fim. em tempo de g uerra. -:t• o. t'S/t1ri1.. ulwr 1111'111 Por certo. 'fllt'll/ flllt'r. Seulwr mc11. r.: a 1111'11 Scnltur c• 11 t•ossu St•nl111r. tlepr•is tlt• mim '''. •57. ''"' sc·grl'dn.: O Mdlmr t'lll . • C ttim Jlllm cmifirmar 11 '1"'' wwmtl1•o.l{mcin-lltt'. f.l.l Qwmdo l'lt• clmmo11 r• seu Sc11ftor. nmlm /t'SIIs. q uer seja na vitó ricl q uc1· na derrota . 2(}(). Jinfll mm St'll ló«'I'VO Ztll'lll'itt:-.. Eutlio. . luf mssotmt '>i1111/.sc: • Asstlnc1! Deus ' '' crta o que• quer.rn. Ó Vt$s f/llt' C'fl'lftos! 111'/'SCllt'f//Í t' :.. q ue é referida no versículo 33. I l i \ ft. quando m·lllllll/1 !tomem tocou ? . t.. mlumi-0. Cu crtan·i 11fisum tlt• lllllfliÍS. senltor •wsso! Cn•mth mltJIIt' Cuttin. sobre todo o Universo e refere. ISLÃO tivo principal é estabelecer a verdade sobre a ideia de Deus.t mtll. 1 "" :-t'lllill lfllt' /'t'llt'.11ttin... umrttt::. 536 1 Este Capítulo deve o seu nome à Fa mnia de ' lmrãn . . lllt' 48 . til· mim: 11 Tilrn.52. pelos combatentes.u:. fil/tos tft•fq·al'f ' . f l::rnl!. JICif certo. temo os meus fnmtlittrt!S.. I' o fq. como os únicos meios de o homem alc. refe rindo ma is adiante q ue o prindpio fulcra l da fé é a devoção a Deus •·•. [m 111111/1' tlt• Dt'IIS. <"flllt a Jll'rmts<.'...m:. 11/L'IIS ossos I'Sflio de/lilitarlo:. n. Volta a fa lar nos filhos d e Israel '"' c dos cristãos.•. Trlda n nlilllt'll/11 t'rtt /ll'rmtlidll/11)<. Jlllm t•tís. tlt• T11almrtt•. minuciosamente. do seu na sci mento.' mutltn lllltlfrl'r é I531 . refi_ra-se q ue esta sura m começa por enfalizar que o Alcorão '"' confirma as escritu ras anteriores.. Para des tacar apenas alg uns aspectos relevantes. e estnrtf mtn· os mais próximos dt•Deus '"'... a Tora t' rct'it11i-n. tft•sn·r" ••·guim11s 11 5-I.n. M11{mmmntl •: . de Ma ria 1..c•rn l'mibitlo.tt. 49. à perseverança c à piedade... a his· ló ria de Zacn ri as. O IJI'IItjirL'IIIt'. tiiii'Sflt'mll('ll tfto sadc·s /11'111-fltlt'lllll l'atlos.. «Ct•rtmuelltt•. 1 .. Inclui ensinamentos dogmáti cos e éticos.. 1111 sriplicnl» 5. também. III' t'(I/1/ÍIIIw tfr /)cll:. c. t' Dt'lb •· lllns. tcmd a Deus ' "•• a/mlt·n·i-1111'.t'dl' JIIICÍCtl ft'S I' flliiS/tlll/t'S 1 1 lc'llll'i n Dt'us .. TKAOIÇúl '> sendo notm•d 1m vida trrn:11a L' nn Derrmldrn Vida.?1• Os •liliCifJU/w. .Nâ:. tllt tt•.

f. I' 1//t' rt'C'tl/llt'lltiCIII IIII' rtlliCt'tlt•" 11llrfl('tiflt' o ilZ· . quando nntitJ t•m:.stm... "Então.. 11 Mmsogt'iro de• teu St•ttlwr. i. . /Í/11/tiTIIS 11/tld//rtiS. sol11i.U. D1:-:.. «O ''''! 7hma 11 Litm1 '"..qm•t•lt-:... Cln ' dis:w: •<Ctlllllllwi t'll tlc• /t'r 11111 fi IIm... t' iiiSJliTOII-(JS.. fillw tlc Maria ·•. saiu do $allllllll'l() t• 1. d á o nome à p rópria sura m . tlissanm: .. M 11lumwmtl '-.. que. . estéril c. tmrn tc•ngmcinr com 11111 filho imaculmlo ·• . ..emm: «Ó Mtrr/11 "·t Ctlm t'/t'l/11. 20. di:n: " l'or certo. O l11'bé . é.'".i I' t'it'S ""' tlt1ll. Zacnrins disst:: •Senhor un•u! Cmm1 hd·dt• ter 11111 filho. E11tiio. I' JllllllliSflli tiTnl.t.. fi:: tiQ/os 8. » St' virt•s t'.lt/1/CI lwrç11. Ele tfiss. plll' rt'rltl. ISLÃO : :__ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ __ 6.» 22.. jamais dt•i:t:t'l dt• . «E sacode.mfaltm·. C coucctl. 70. 7.'' do Alco rão z' . q11e 1111· IIJII/Tt'rt'III'''N<mijiradcl.com ninguém. Menciona depois a a rrogância d os descrentes de Meca m . J: cm Jtl .. o /ro11co da /amnreim. lm .. llirtSiii·St' (/() Sl'll /)llt}(l. coutm ti. frt'SCIIS .«Sura YrT-Sín)) '"' -o 36. Tf.:. 25. "Ó mmi de• 1\nrtitl "! 1l•11 1'111 11iin t'fll I"'S""" 11trcil11 tltl umlm·m lua 111/it• 11/lllldlllllll» 29. St•n/l(lr meu / Dai-me 11111 si11a/.'' mlllt':ilmu.·: . 23.RELIGIÓES I 1-I!!>IÓiliA .Xl'(k..i/11111 t•dluce n tit'Crt'lliludt'l" 9. A seguir tra nscrevem-se alguns ve rsícul os d o Ca pítu lo de Ytí· 7 -Sí11 1 '' . Ela"' disSt·: '(Q/Icm tlcm la morrido nules disto.....» 17. mm fimwzll!. carn·gmulo-tl.... 1//t'. n1111 lf111'111 . [ rt'SJII'illllftiT Jlllrtl t'(l/11 ll'l Sl'IIS dia t'/11 qur fllr tlt-stJ/IL•dil'll fe. sendo o tema centra l. Nega vecmente(Que a Paz e Bênçãos de Deus que esleja m me nlc o facto de com ele) ser considerad o fi lho de Deus l-'.•• 72. rnmn llllllwmt•m lll'rft'iltl._(tmi rt'SIIt'iladnr /1111'11 C'lllll mi11lm llllit•.. dt• :oilt111rio 1111 li. 11111 tios qm· ü· agrmftlm..l1'jn rmn l'ft• 1111 1/ia tlamtscimt'lllo c 110 tliacm mi I fi). Jl.. •• C IIII' (to::.. 11/IL'I/('tJIIdO. cujo11ome St•rá (/mia). 27.Dt•mos t's:it' 11omc n nl.. 1\:.·: «Sn11. 11111 mfmtlr?» J(). 1111 Utml · •·..M misericórdia Cjt1i ""'"ordem iiiiiiiiSin. St•ulwr meu.. auh's. teu St•nlwr tfi:: " Isso Mt• . [/l/tio. estabelecendo um pa ralelo entre este facto c o facto dos pagãos de Meca '" q ue acredi tavam q ue os anjos era m (( filh as de Deus». C/11 '"'' tlisl>t': "Por art11.. (10 altlfll't'Ct'r . f.. Relata graças concedidas por Deus ·"' a um n úmero de prok•tas c refere-se a mui tos aspectos da história de cada um..lt• ... mio lllt'}rmf l irmw. E /or· nar-me·á..•.. Este Ca pítul o conla c m vá rios vers ículos a hisló ria d a Virgem Ma ria . efm:. E ll'rllll l'll t/1• Nos:m Jllll'lt'.s fácil. Eh• disse: «Ú'II sinal sertl 11iit1faiiiTt':. no St'll 11111!11. Dis::t· dt•'"': .. tliss.. 1111 tli111'lll flllt' . 1'11/tTt).. C as don·s dtl l lllrfolevarnm·mllllllJTiSnr-sr 1111111 tro11co de: /nmnreim.1 / .. C11 /rio.(1ft111 tf11 Slln J7.. quando minhn mulllt'r t. JIIIT xestos: " G/orificm Dt'll$ . qumultl fmm1in.afimw(ITtll/11 wr.fwlc•.'..\(11111 ". da '" 11 coua•/Jt'/1. rt'(ll..cn•cl tlt· Dt'll' ". 11111 re8nlo.:lll-1111' tt 'O Misenrlmlit!Stl. ji::t•:. eltl Jtmf cnir. para que m virá o castigo de Deus '" c é ped id o ao Profeta 2' ' (Que a Paz c Bênçãos de Deus que estejam com ele) que não se impaciente. .. Olldt• f/111'1' f/111' -znkãh "'. 13. Se is ./t'. Jlf atlll.. t'S/c'jll..su illsignificnlllt' objecto c!squccidol» 24. tmrn um lugar ltmsfllq rto.·fiz. 1111 lua direcção.. luljt•.o-=."t't' Jt-:... co.it'lll ·•. 1()'.l:llll/1' 011 1..» dtl:õ morlms.. criei-te. t'lll•illlli(I:O·/ht• o Ntl:0$11 es. C 11/t'IICÍOitn.. que é mu ito reci tado pelos crentes devid o às suas imensas virtudes.... «Que será u mculuwft'irv t' herdará da famflia tft•/aco/J 1'1l a posteridade... r l'llftiW/1 l'll/rt' . r: .:u o. 111111 h1111111110 af. 1/lllllldlllllllllt'lll nlgttm me lncort. 1111 dillt'/11 qtw lllllrrt'r I' 110 d111 t'/11 '(III' for /.!" .. 11/gm:m./c• ""'" coisaassomllrosa '" !• 28. t'tltõltl? 21. t' mm J tl 16.. t'IIIJIIIIIIIt' Jlt'TII/{/IIt'Ct'r t•itw. teu ft'2 mrrer. Deus "'' disse: «O Zacnrins! Por certo. Clt· disst•: "Assim leu Sl'lllwr issu e-Mt• fiícil. r I"''''ZII. t' rctim11·:w com 1'11· ·u. f. t'ln tiJmllltm IIII TII t'lt• ·•·. rtJm c!fcito. t•m/larn cslnmlt1 pcrfâto. Nós te recompcusnrcmos com 11111 filho. C lfltt'IIJ'tr: r. 11/1/1/tl resino 11 it':-/t•.us ''. lllj.'(uém. 'I''" morrer c 110 18... comt• t' bebt• e refresca de alegria lt'IIS c•//m:. tfl'lmixo ddn. Nuucaanlt•:.. cumcfcito....•mos-llle sabedoria llill(/11 IIII ill/fiiiÔII. /. lt'lllt'lllt' ti Vt'IIS 2b. Zacarias tlisSt·: . 19. t' fnrt'IIWS dde ·" ' 11111 silllllllllrttll llllllllllliclmlc· e 1m•r•11 da No:.5. Marta '". 1111111 voz chnmu11: «Niio /e L'lltristeçns! Com tfdto./t': Prtift'ln.. 110 tlllllllt'Ct'T. 1mr IICI//t's. "r: lf"" 11 l'n::: t-slt'jn salm• mim. L d11 ltwu-o ". tllll'lllll>.

surgido entre os pregadores de Deus'" c quem os desmentiu. 33. da noite c do dia. Quanto a estes últimos. pois 7. 58. 1111 ut1o.' llfiSCCtllt'S tlt• IIII. A sura :K' fala-nos. Cm 11011/t' til' Dt•us. c evid enciar o d es tino dos ma lfe itores c dos benfe itores.! siunis Jlnm l'lcs é n tmtlc•. salientando que o aviso só pode beneficiar os que aceitam esta Mensagem.n[Jc•i.tml cls? 36. Nn wrtfadl! IIJitllmll'n que· são illct'àlulll!l. ". SAC. Na ru·rtladc c'llrcJ/tfmn:. 9. 0 MISt•ricorditiS(J ·•• 1. n•miÍrmmo-ln t'fiZA'IIItiS mtsft•r dela os . corrc'lllt•s tft• Ji'rm ti 11(11/tl rln:.rti.RELIGIOES I I h srORIA • Ti-:XI'O'. "''' que rt•grc•ssn como 11111 rwllw racenm : . . a que a sura dá grande ênfase. dn qunl rt'lirtfmos 11 rlin. pois as suas mãos e pernas testemunharão todos os males por eles perpetrados. cujos antepassados não foram avisados. ncfl'dilnrão...Ot' A sura de Yã-STn 238 De Makkah 2)0 - 83 versi'culos. Snlnm. Um dt•s 11 11 lt'rrtllllllf/11. terão as bocas seladas. sc•r r•t·rdmh•trn t•nu/m n t/1/IÍclr parll' ddt•s.! IIII 37. 5. da transitoriedade: do jovem que se torna ancião.Jiflrtl tfllt' it'lltllt/a$St•m 11 mill'('ll. jnmni:. a recorda que Deus )" 1 criou o homem de uma ténue gota seminal. deve se r respeitado como o Mensageiro da Verdade. F 11 Snl com• Jlllrn c• c1 11 tll'lcrminnção do Sábio. 6. uma vez mais. 3--1. 0 Bt•mficl'lllt'. Por fim.l/tio jilrnm ttrtmSt·lltntltiS e JWrmatleCI!mm i tulifi•reult·s. que O Cri ador dos céus c da terra possui o poder de ressuscitar os mortos. não na imaginação exagerada de poetas. por isso. a Mensagem divina e a Ressurre ição. suns 1111ios que o pror1J/11 rln lrrrn. Um t'SCIIrltft70. tlt• lamnrt·irn. c N6s rn/lrimo-los 1illlltl :.. 1541 . oferece claros exemplos aos idólatras d e para denunciar o conflito. e eis que se mostra adversário de seu Criador. Pnm lfllt' anmsl'lltt•:. 1]111' 111111 t' t' tft'lll ji::t'llltl/o /lrotar st'"" jru/tJ<: c' m111 fnmm 11111 Jlitr Jltlrtl lwln t/ qw· 11. c as Bênçãos de Deus estejam com ele) não é um poeta e. Não I! pos. di! lnmnrl'im. c reconhece que ele segue o caminho certo e que a sua missão é avisa r um povo." do Alcorão :!1>1. Seguem-se alguns versículos do Capftulo do Misericord ioso !"! <<Sura de Ar-Rnllmnn . do que acontecerá no dia da Ressurreição... Consequentemen te.•l n Solultmpassar n tua. adverte-o. E pam n Lua dc•h•rutiutfmm. quando cada al ma irá receber a recompe nsa (ou o castigo) pelos seus actos: os bcm-aventurad os receberão o jardim do Paraíso c os mal-aventurados terão castigo.ficaudo des nssim . • TKAOI<. dO$ :. Nti:. então é. Refere. 4. Jlt':lc'O(os '1"'' lfii!S 8. 40. Ptu t1 n pn/m1ra tio St!ulmr Misaimrdiostl. Refere-se aos querenegam a Fé e aos que não obtêm benefícios da Mensagem Divina !''.. é 1111111 rt'l•daçtitl '"tio 11 Misl'rtfllrtliiiScl. ex põe provas do poder incontestável de através dos exemplos da terra árida que se vivifica.oo:tu/1 wr. clwgnvnm 110 qm·i. Nu Cnmiulm t'i'rln.. Cndn 11111 flutua 1111 sua órbita. 35. e insiste que o Alcorão "'é a Mensage m fundamentada na lógica.o 55.!h\.. o Profeta ''' (Que a Pa.c nulecipar no din. uma vez que Sua Palavra faz originar vida: quando Ele diz que seja. que fica m em órbitas independentes. 39. cujos temas principais são os mesmos de todas as su ras w reveladas em Meca 2' " ou seja: a unicidade de Deus "o.o :. pni::. 1/rt/IN'IIwo. também.t. [ urln miHrtf11111.jnses.t' lltt':. Nt1o sat11J Jltlr t:.. Nnt>adtulc•tu t1s 11111 tftl!- Mmsngt•tm<..(lrãos dt• qur St' almwu/mu.. ftXIl)!. ai nda.(rlt. Yn Si11 :u 2. dos rebanhos à disposição do homem. para tiiiL' uilo pos.. C mlocdmo!o-lltó '' 111mt lmrmrn t) Jrc'll l t• t' mtlm tllnfs. nem n IICIÍ/t' . Pelo Alcorão "cflt•m tft• J. 10.KIIIltl!> I ISLÃO Este Ca pítulo. Para qut• muwr fizernm. Clorificntln sl'jll Quc111 crtoll fllllllfii/OS 1. do Sol c da Lua. do forte que se torna fra co. do barco que flutua na água.38. começa por rati fi ca r o pa pe l d e Maomé 1 ' 1 como Mensageiro de (Que a Paz c as Bênçãos de Deus estejam com ele).. da 'flll' o<. ""'JIII!IIl Cllj(l:.

Cusímm 11 Alrartio "". Qual tlm• 1' o c(lm/. do ttos:.L..30 vcrsíc11los. indo ao encontro da norma alcorânica .J.. Fm 11!11111' tl1• Dc•11s. solm• IIIiIII:. coisas. tal como o Capítulo d e Yti Si11 ""'. 11cfes alguma jnll111? I54) . 3. A sura da Soberania 191 19. 18.. 542 1 27.. As t' rfn'tm':..111/lt•l. 1mrn fiiÍr à pnma q11al dt• tt6s pratica ns mt'llwrt•s acçõt•s - I' [/c é O Todo-Poderoso. Enumera. graças do t'OSNI St•tlfwr uesní:. C ttdfl htf.. nttlmlmtçll... um/111m tfM tlms lrn11ssridc·.t' dtl lt•rrn. faz menção às muitas graças que Deus ""'' concedeu ao ser humano. 11 Qunl tias smra:. marl's. O 5t'lllwt dos doi:. orícnlc•:. sc 1nios · ' tlc•chamath•jllgtl..Qual das Kraças do l'OS.ÃO 28..J. 21 .. Aqllt'11• lfllt' criou a morlc I' n ttida.3. f. ncsla s urn frase: g lorifica «Qual d as graças d o vosso Senho r negais?»." Cap itulo do Alcorão 2"'' que. O Solt·" 1111111/ot't'lll mm 11111 rtilrlllu dt'lt•rmíumltl.h• Ntllm111S tlm:. é muito reci tado pelo!'> crente!'> devido às s uas imensas virtudes. no toca nte aos que renegam a Pé. Gr1Tt1s 1111s t''l'l. graça:. Refere-se ainda ao castigo d os que renegam a Mensagem.IIWII-tl f1 c-xprc:. [só pt•rmnnt•catf n face rlo ll'u Sl'llhor n MajcsloStJ I' GeneniSn. Crioua/mmcm dt•arsiln como n n·râmll'n.• tnn/las t'em as 23. ninlttrth. Aqllt'lt• Qm• criou SI'II! céu. O Rc•llcfícelllt'. I I . A sura do Misericordioso 16s De AI Madinah 1M. de que a repetição cadenciada estimu la o crente a encontrar a Verdade e é mais persuasiva. Transcrevemos a seguir alg uns versículos do Capítulo da Soberania ·· .h111111 11 réu . do t•ass11 Senhor 11cgm:-... 20.11'11('115 tio vusso Senlwr nt•s... Tr. 1. a parece repetida 3 1 vezes..pmsll!mnm-:. D.rnçns du r'osso Sculmr m·gnis? 26.snr-St' rom doqllrlll'lll.xros SA(.un mt•dítfa ··: 9.·n·u '' mt•tlítf. I! Ele. 15.Surn AI Mufk !"" . Em primeiro luga r.. 5.Jmrcialitltllh·. Sa lien te-se que. Crilllltl :w·r l111mmw.«ais? 3. ' A palavra !\r-Rn!lmn11 27" representa a ideia de «possuidor de plena misericórdia». O Míscrícardíosll :o.::.78 Verst'c11/os Em11omt• de Ot'IIS.'<ll' t' fllllllllls nrrmufl ims. Assim se inicia o Ca pítulo e daí o seu nome «Sura Ar-Rnllmn11 ••. n recompensa dos piedosos no Dia da Ressurreição c lou va ndo-O.I(. . Qunltln:.. Tudo qm• t•xisle soltn• dn éfinito. o utras que rea lçam o poder e a magni ficência de nos céus c na terra. . 2.<õO Senhor m•. C tiS mmios t'Sftnlhndos pdo mnr como monlttnlms... Ó mr/1' tf. doi:..aí:. Vós mio nlrnv<ossnrt'Ís St' 11àt1 Séllltl Nossa Auloridadl'. tais como o ensino d o Alcorão . Qual dn. olltn 1111rn qualqllt'r dt'Sarmcmin 11a dus: t•tf:. 'tllm•1mstns! Ntlo rn1s crinçfloti'O Enft111. En:. Pôs a ll'rmtt tlis1wsiç11n dt•fmfaç lh s1m:. f.. Htf uma t•uln• dcs. Ar-Rn1Hut111 m é um atributo insepa rável e exclusivo de fonte única da misericórdia magna e plena.. Aqllt•h· cm C11jr1s 1111f11s c•sltf 11 Snlwt·nnin ""' - I.Jmtus t'JIIIImârns t'o/lt•r/11:.11:. 0/lsl'n•t·ís o f't'Hit'um . Q11al tl11s :.ot'ttfl'lllc:. O Mist'fiCtlfflto:W .Rc. St·nhtll' riu:. que tanto os homens como os presenciam...o Smhor negais? 24. Qullltlll:. 8. 6.o 67. .? 22.· · • 7. 17..• ghtillS n t' 1111111111/0S! St• ttlrmwssnr os fim iii'!' tios céu:. O Mísammlíusa ""'. 111111 rltfrmllll'i:. 1' Omllii'Oic•lllt•.. a seguir. lO... 25.. Aliás. 16. s.? 1.. 2.. O Bmeficmlc. THAI)I(..._ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ ___.KAIX'l'. nlrnwssai-(Js.()p.!ll 1 e d a expressão linguística. . eles t'IICOII/rnm-st·. do tltlsso St'llhor m·sai..E::..l. Cri1111 o:.3.<...'IOES I I TI-\ R)'.. 12. De Makkah "'1 . PnrlltJIII' mio t•xn•dní:.. O Parloador. I ISI .t·m j11mo.

. lttrun no/Irar. Di:zt:i: • [h' t1 O Mtsericortliaso. o triste fim dos idólatras e o seu diálogo com os g uard iães do Infe rno.tti 1/11 t'l'll 111111 l'll flinrtf. [ll lt1o. pe los cinco primeiros versfcul os do Ca pítulo 96.' os rllmllilllht'iros tf(l Fogo 72. dá o nome a este Capítulo. tmrn d'O 21.. sempre preced id os da Sura AI Fntiltn . [ IIII"' C. 15.w que é repetida. t•uqllttllln dn (avertf. O u qm·mt1 l':olt• vu:..sim.. Diui: " De é Q11em vos fez m11lliplicar na lt•rrn. quem mufn csltf n st•r melhor orie11/ndo? Aqudt• que anda cnl11sltmxn 011 110 cnmi11/ro certo? f/111'111 rEXTOS SAt. mmn foi mi111Ja ctmtft'llll(tlv? 19.l(llllrtlt•lllt'. convidando-o à recitação .it' Re:Nuscilnrt1u.l(lll/1? Cnlt1tl. mt• nniqmln t.. asita-st'! 111111 fflrd S t'll sus- mm qttt' " lt•t-ra vos 17. Então. j u11/o de Deus "J c t'll sou. llnvatf (I f/IS II. Elt· conhece 11 mlumt tltJS mrnt. suún· tud11s a:..· lmlv. que se a rrepende rão por não terem ouvid o os Mensageiros de Deus w. Cl/1 tfi:J:i·ll:i Jlltilltnflllt'lllt'! f'or certo. Ntio Llt•" '1"''"' crtoll? r Ch· t' O Sll/1/i/.Yiiii/(IS St'JIIIII nrdl'ul l'l t'IIITI. dw. Diui: • Vistrs? St• vossa rígun se tomar !llllttt•rrtirwn.. A primeira revelação feita por Deus 111 ao Profeta Muhammad m (Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com e le) através do Arcanjo Gabriel ' 1).. t'llltio t'. Fntào.ilt'S.» 11111 mnlli· 27. qut'/11 prolegertf do do/ofOS() os que renegam n rn . .. 14. l't'rlllrrt'Í-II t' cmm·i ti.. 11 Th• acreditamos e n'rte confiamos.. 25. snúerds quem t•stá 110 cnmi111lo errado/ . deno minado AI-Ainq o nde Deus w· d iz a Maomé 117: I 54S . ti( is t'S/IIÍ$ t•rrmll)!. foi constituída. Na rra. CIIISIIS. se sois verdadeiros• 26. wm efi•itll. 6. nomeadamente a vida." versículo. aind11 qllt' ltmi. tms M ist•ricorrliosv? Os IJIIt' rt'llt. ns ft1ces rios que rc11egnram a fé /omar-se-tio nflilns. e «Isto é o que coúiçtftll'is!• 18.l(tlll-llf'' 11111 mt·usngl'mt. ape11ns..que são normalmente memorizados pa ra sere m reci tad os. alindo t1 vâs.do q ue Lhe vai ser revelado... Dizei: • Ele é Qurm vos fez surgir t vos fez o OIIVido e as vistas e os coraçõt'S... durante as cinco o rações diárias. F.. por último.'diêllcia t' 1111 rejeição da \lertlatlt•.::.'gnm n Ft• 111To rs/tlu scm1u ilmlitlos. O Cmllu·rc·dt1r.l(llllrrliàcs /ll'f.l f guardai tfns t'!ISSllS flll/nttms. apenas.:mros: u Deus 11111111 n1•drm. dt• t]llt' Qut•m cslti 1111 d u Cll.. com clareza.KAoos I ISLÃO 23. E dizem: • Qun11do será o c11mprimen/o desta promt'SSn? Diui-11os.cm nome de Deus J14 . E. . Q11t111tlfl .' exérâtu que..c que I!Xt'crtivd rlL'Siino! 7. a morte e a criação dos céus e da terra e para que acreditem em Deus 1.o:.' a quem esttf comigo. 24. '"' SI' t:lt· lr m mi>t•rtcórd/11 dt• 1/ÓS. f tlirtTII: t'll11111111drriro:.(/tlllfnr-lltt·s-tio: • Nfio !'tiS rlwgou 11111 mc11çngcuu?. descreve os queixumes dos idó latras. qm• ri'IIL'SIIIII (/ SC/1 St·ulwr. Ou "''. 111111 11 ..rimtJ com/iimtmdns -.. O objectivo mais importante é fazer com que os seres humanos tomem consciência do poder de Deus 11".. tiS lfllt' rccdnm 11 sm Senhor. 16.KELIGIÚES _ __ . Por l'crlo. Cm/11 tiL'Z que nt'/11 fiw ltmt. c 11 Ele sereis re1111idos . 29. r. E ocnsltgu do FoJ. pnirnmlo 1111 "'· qtfm· ele"? NtiiSIIém os sustém St'llão O Misertnmlioso. Em segrntln.:o nrrlenlt•. c no Dia do Juízo Final. tl11 Ftl.::==. nt•gtimn-lo r dis. 20. Q11fio pouco ngrnrleceis! . f'llf/111. E. ."tlros. tlartf susle11to. 1'11/tlct. t:sltli:. Mas de'/"''"' c t'Sit. SH/m· tttls. inseparável de todos os fenómenos un iversa is. srí/lilo. . cm todas as orações ' 11' . os seus .(r•t•l "'. flor fl'l'/11.. • Clltllitfn 011 rnrim iuadtt. Ele. E ntio vtram os ptfS.uslt'lllo? Mm: des pt•rsislt•m 1111 tlesolll. 10. t• 011111/llldeute. flt• é Qllt'lll t lfiS fi-: 11 lt•rm mnlt:tft•t'l.:. precisamente. t•nlt1o. mm tfcilo. [nltTo.I(tl t/11 iufi·mo.e rldns ftu•mos projt!c:lt'IS"' ctmlm os rlcmonios. st• Ele rt•/Í'm Seu :. Dizt'i: • A ciê11citt esttf. t' t'Xnuslo./" . 9. l'lllt1tt. JO.: I • TI 'lú!> . t•múeleznmos o céu mais 11r6. Omlllsât.. quando o"' virem próximo. 5.. tld11 mmirtTn snl11t. "" fim·m ltm(tttlns. D1zd: • Visll's? St• Deus . t>S tfllt' St'IIS tlllll'IIII)OS/Itlos 111'. tia qunst• rc/1cu/nrtf de rnnfflr. 5441 22. flllt'lll oo:: fará rmrrgir 11 água? • A palavra AI Mulk aparece no 1. à escolha.--..\(ltrtl" tlt• que· Qllt'lll .nda 1111111111111/idtTO. 8. r rt'l'llllilt•rt•t•t7n St'IIS I'Ccndos. 1. 1'0111 tfl'ita.•tlrns? J:ultTo..·o. "n/n•rt'ISCCI/1/0 M111l111 mft't'rlt'nt'lll! 18.\(ttr/1111 tiS MC'IIsasâms.•n lt'.. fcs lo mt'IISIIJ<t•im. e o leu olltnr lJCtllnrtí pnrn li. e infa livelmente recitada. 11111 t•m/o de pt.. Por fim.:. TKAIJIÇOI -1. transcrevem-se alguns pequenos capítu los da última parte (30:') do Alcorão . lrrtillllerrlffo c grtllllft• rt'C/11111'1'1/S(I.

19 versfculos..m IWIIIt' tft• Dl'lls. t'IISi11ou no homem 11 que ele m1o snbin.. nmtm dt'S erwi1111 flds. O IJI'IItfict'llh'." dia de Ramadão "1• Essa noite é tão preciosa que va1e mais que mil meses. a propósito da qua1 foi revelada a sura segue: l'FXTU!o 5A(.·. leva m o ser humano à transgressão e lembra que. 3. tcrrmm-<IS como follms tlt'tJOrmlas. Em umue de Deus.'- A sura do Coágu lo 318 De Makkah ..e o 1OS. Dá conhecimento da Noite gloriosa em que o (Que a Paz e Alcorão 'w começou a ser revelado ao Profeta Bênçãos de Deus estejam com ele).. a noite do 26. dos quais. na noite cha mada do «Poder)) ou da <<Glória>.!lb foi revelada durante o mês de Ramadãom.• Deus. N1io vi:ol1' cm11o lt'll ngm CCIIIIIJ:l rlo11os tio defimtc "'? 2. O H. ftZL'ma-ltJ "' tfc:sccr. A 11oite de n/ Qndr "' é melhor que milmeSL'S. O Bt•llcftet'llk. Seguem. descem os a11jos t' o Espfrito '"'. Que 1/u•s llliravnmtletlrns t/. lw ..1. pelo que se recome nda que o muçulmano u' se ded ique à oração e à recitação do Alcorão ' 1 ' até ao romper da au ro ra. emlmmlos... todos regressa m a Deus A Sura de AI Alnq .E o que tL•fnz co/1/u•ct•r (I 1111oilc tft• a/ Qntlr "'?- 3.5 1.. O Mist•ricordioso •·· 1. Lê cm uomc do leu St•llhor q1w 11 v mais g. S. que desejavam demolir a Kn•bnh "" e cham a a a te nção de Maomé ""' para a mora l d esta histó ria. 4. nU o 11ascer dn nurorn.. 1111 IIClih' t/1' a/ Qmlr '". O Misaimrdioso ' 1. na maioria dos casos.RELI<.1C?rsículos f. Rea lça que a riqueza c o poder. 2.. mm n permissão de seu Scul10r. na ínteg ra. Por cato. tem também a capacidade de lhe ensinar a escrita. Eutiio.•sijjil '" '? 5.<> ordt·us . ou seja. os últimos nove capítulos do Alcorão .•m•roso. que criou.. no ca lendário islâmico. Deus m é a melhor fonte de ciência: ensina ao homem o que e le não sabe. 546 1 Esta palavra surge no versículo 1 deste Capítulo q ue conta o episódio dos do nos do elefa nte.11 • Essa noite corresponde. que criou 11/wmcm dt• 11111 cotf811lo '". que criou o ser humano a partir de uma pequenfss ima gota seminal..Sura A I Fi/ Wl . Li em 1101111' tio Tc:u S1'11110r. se dará uma breve explicação." do Alcorão "": A su ra do Elefante 350 DI' Makkah '" . Nela. De Mnkknll 5 versículos. 5.aros. 2. N1io fru slnm Ell' 11s suas inlt'IIÇiks? 3. embo ram convencionalmente se celebre na vigési ma sétima noite. transcreve-se o primeiro dos dez últimos ca pítulos refe ridos acima ""'. à semelhança do que foi feito relativamente aos capítulos anteriores. A segu ir. Qul' t'IISi//111/ pdn JIL'IIfl. Esta sura •:u refere que Deus '121.:IOES I I IISTORJJ\ os · TRAoJçOI. 4. f. que prova o poder de Deus '"" contra a violação da Sua Casa Sagrada "·". através do Anjo Gabriel . no fim. a uma noite ímpar dos últimos dez dias do Mês de Ra madão m. [m 11011/t' d. 2 e 3 dá o nome a este capítulo. o Capítulo do Elefante '" . . A sura de AI-Qadr 319 4. para executar todas O$ $110. O Miscriccmlios1rN 1. Pnz é ela.RI\l){l'o I ISLÃO A pala vra Qnrlr 113 que se pode le r nos versículos 1.tficcllh'. com a qual ele poderá faci lmente obter o conhecimento q ue transmi tirá às gerações vi ndo uras.

C mTo mcita n nlilllL'IItnr os 1/L'Ct'Ssitndos.REUC. C11ltio. Nt•m adornrt•i '' f/1/t' ndnrnslt•s. O pacto das viagt'IIS dt· lm>c:mo t' th• Vt!rão "". flor cerln. 4. Qut• os nlimt:11tou t'OIItra n fome c os snltm:ofunrdou tic• mc:tio! Os Qurniclt '\oj.. por isso.º) De Makkah "'' -4 versfcu los Em nome de Deus. Deus"' pcde-U1e nLnda que. 6.º. 4. 5.7 versículos Em uouw tit' Deus. Nem adorms o qur adoro..rót(rA • TEXTOS· TRAorçOe. O Misericordioso "'-' 1. Tcxroo. o Prestfgio. se afasta do órfão. O Bmt. 3. O Misericordioso "" 1. Na flt•rdmlc·. Era m. muito respeitados e as s uas ca ravanas viajava m pa ra o Jé men e pa ra a Sfria 169. O Bt:mficeult•. Quando o P rofeta Maomé '""' (Que a Paz c as Bênçãos de Deusestejam com ele) perdeu o seu últi mo filho. tra nq uiliza-o refe rind o as graças qu e lhe concedeu. minlrn rdigitTo '"·" Este Capítulo é a resposta do Profeta Maomé.3 versfculos Cm lltmu· dt• Deus.3. a Paz e a Segu rança que usufru fa m em virtude de viverem nas imediações da Kn'bn/t:NM. .lu•• ndc1rnis.. a mim. Que sno distrnfdos 11ns suas omçiJt!s. 2.A Sura de AI-Kãfir ün 100) De Makka h •••. 1\ l!ÓS. E 'ii' 11egnm nos peque11os obséquios "I A palavra obséquios:m. Cuttio.. sem serem intercep tadas e assaltadas salteadores do deserto. O Mist·ricordim. rid icularizou-o.. J.. lugar sagrado de Paz e Prosperidade.SAt. ora a lt'u Swltor I' ofi•rt•et•-Urc o sncrifiCio. 2.Sura de AI-Kawthar180) De Mnkknlt "'' .º.1549 . Nc•m atfornrds 11 qrtt' ndom. eutno. o Seultnr dt'Sta Cnsn . O Bt•llcfit't'lltt'.. não pratica a caridade e recusa até a pequena ajuda.A Sura AI-M acan 111) De Makkah m . A su ra dos Obséquios 370 (Capítulo 107. na sequên.. O Bcm:ficcute. VCJSSO rdigit7o . Dizei: «Vós f/llt' n•rrt:'Knis n fr 11» 2. seja cons tante nas o rações e nas oferendas ao Senhor. «Não ndorct c• •• . dizendo q ue ele não le ria posteridade "''. em sinal de gratidão. 3. Nás ll' dt•mos nbmultiucia ••. E&e é 11 que rcpdL· 11 órftio. são encorajados a acredita r em d ev ido às g raças recebidas. Que nrforem. 7. c ad ianta-lhe que o seu inim igo nfio te rá posteridade ""'. nomeadamente. O M1saicordinso •·• I. ai dos que Jlrnticnm n 0mÇt1n. 6. ISLÃO A su ra da Abundância 379 ( Capít ulo 108. Re fere ta mbém a hipocrisia dos q ue praticam a 548 1 oração apenas por ostentação.rtAOOS I A sura de Quraich 360 (Capítulo 1o6.. um dos seus inimigos.o m 7. 5. c•.IOES I Hr<. 4.6 vcrsfculos Cm mmw tlt• Dt•u. Viste qm·m "' nl!gil o Dia dufrdzo Fi11al? 2. e idólatra. que encontramos no último versículo. (Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com ele) aos idólatras de Meca "".º. A sura dos que renegam a Fé 389 ( Capítulo 109. Que as prnticnm por ostmtaçtfo "". qrwm lt' mlt•in 11fl11 tmf puslertdadt•.'ficclllt•. ou sejam: a abundâ ncia nesta vida c o paraíso na próxima. Neste Capítulo. Por cnusn do pacto dos Qurniclt'"'. dá o no me a esta sura m que descreve o perfil daquele que nega o Dia do Juizo Final.

Q. 3. que de acordo com a Revelação. De uadn lhe t/Ulerão as suas riquL'UIS 011 os seus lucros. juntamente com a sua se opôs fortemente ao Profeta (Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com ele) quando este reuniu a Tribo Quraich Ul. E. o tftulo desta sura 111 não vem mencionado no texto deste Capítulo. i O [. 2. Então glorifica. 11110 Irá 11i11grn'"' iRtlllf n Ck. Em seu pescoço. O Bcneftcettle. é O Clemerrte. e ninguém a Ele se assemelha rá . Disse-lhes então. Após a conquista de Meca u. sua rrwl/rer• . A sura da Corda de Massad 411 (Capítulo 111.tenw'111• .. o Misericordioso m 1. alcançada com a ajuda de e sem derramamento de sangue. e que· de mesmo paeçn. Diu·i: «Eit• t1 Deus"". 5.A Sura de An-Nasr 4 00) De I A sura da Unicidade 424 41 versículos (Capftulo 112.. para pregar a Mensagem de (Capítulo 11o. curiosamente. O Único. O Misericordioso'" I. De Makkah 4 versfc11los 2. com louvor. Com esta vitória dos monoteístas sobre os idólatras.1. o Bcneftcicnlc. Maomé 1111 (Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com ele) deverá glorificar o Nome do Sen hor e implorar-Lhe perdão. O tema central é tão fulc ral pa ra o Islão que o Profeta nl (Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com ele) considerou que esta sura 4" . . O Misericordioso •r. valia tanto como uma te rça parte do Livro Sagrado Esta sura 117 é a resposta do Profeta (Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com ele) ao desafio que lhe foi lançado pelos seus adve rsá rios que lhe pediram que c<ca racte rizasse» o seu Deus'"'. E vires os lromens t•ntrnmrr mnssn 11n reli. De acordo com a tradição islâmica. 4. cia da proposta que estes lhe apresentaram para que ele adorasse os seus ídolos por algu m tempo e.. « Ntfo gerou rrcm foi gl'rado.Q.. 3. apesar do seu tamanho d iminuto.RELIGIOES I H I5TORIA • TEXTOS • T RAOiçO( . A sura do Socorro 399 TfXTOS 5At. serão certamente muitos os que se converterão ao Islão.t. n teu Senhor e implora-Urc pcrdflo.. 55o I 4.[. haverá uma corda dt• massad 111• 1551 ..5 versículos. Que pereçam nmbn$ ns mtios de Alui Lnlmb '".Sura de AI Massad 4 .KAD05 ISLÃO Este Capítulo é a resposta a Abu tio do Profeta Mao(Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com ele) que. Cm nome de Deus. O Beneficente.. o seu Deus é Único. esta foi a última sura 100 revelada ao Profeta Maomé""" (Que a Paz e Bênçãos de Deus estejam com ele). Ele I . em troca. lamMm. contraria mente ao que acontece na maior parte das suras nz do Alcorão m.) De Makkah m. Queirrrar-se-tfo em Fogo jlnmcjmrtc. Quando cllegnr o socorro de Dc·ns "' e /nmbém a vil6rin "".2.1itfo de Deus Cm 1111//lt' dt· Dc:us. a Quem todos recorrem. não gerou nem foi gerado. 2. eles adorariam Deus por iguaJ período. PI/r certo.Sura de Al-lkhlã? s) Em nome de DL'liS. n carregadora de lerrlrn.ro De notar que.

militar e Chefe de Estado. contra a superstição c também con tra o invejoso. •C co11lra o mal das $<•pradoras dlls 11ós . 11orqut• t. O HndWr é a narração dessa tradição. "Co111rn ti mal daquilo .Sura An-Nãss 451 ) llflllll' ISLÃO do Caminho do Deus "''. o p róprio Alcorão 1:7 encoraja o muçulmano m a segu ir os ensinamentos do Profeta 1 1 (Que a Paz c ns Bênçãos de Deus estejam com ele): de Dc11s.Q. a moral e a económica..O. O Rd tllllllllllallitfml. mi I .•rso. profeta..Q e último . TKAOIÇOf . lflll! Ele criou. Co11/ra umnl do sussurrador prrvt. a parte ou início de uma frase no texto que se refere às circuns tâncias. 4. Diu· i: " Rrfusio-me "'O 51'11/tor dn ltumnllirlarft• •·.:t111ios "". A sura da Humanidade 452 ( Capítul o 114.. Sa lienta a importâ ncia da p rotecção de Deus contra o ma l. 6. ou seja. o llnditlr é composto pelo texto. contra os perigos que a noite esconde. [ act'ilt'lll "que o M t'IISII... uma vez que estes foram sendo tra nsmitidos de geração em geração.. Embora muitos as confundam. na verdade as palavras Srnm nh e Hnrlith. não são exactamente idênticas. A sura da Alvorada 442 (Capítulo 113. a cu ltu ral.J0ES I IIISIÔRIA. d á o nome a esta s ura 11'2. primeiro pelos companhei ros do Profeta lê'>< (Que a Paz e lm . J. tal como o anterior. Esta sura ''il' é usada como invocação contra o Mal.· ''". a cadeia d as testemunhas ou relatores do acontecimento narrado (isund) c ainda. 2. . Aliás... o Alcorão 1#1. O Miscricordiusu '' I .. Este Ca pítulo é. e é segu ramente a segunda fo nte fundamenta l de jurisprudência do Is lão. eles ltumam1s.Sura A I-Falaq 44 1) De Makkah 111 . sendo que a primeira é. 5. tflllllttltl Íllllt'jll. Em /UI/III' eh• Orus. embora semelhantes.Ri\1)()'. . 3. ou seja. o conteúdo e a essência do ensinamento (mn/u). O Mist•rimrrltaso "' I .:ll't1 st'IIC'm 110 Seu msligo. O Dt•us •·· tllllllllllflltidmk ' ". 4. Para além do o tem ainda à sua disposição duas outras fontes. ou seja.RELI(.l •E ro111rn o mal da tleltlt•"". C temei 11 Dc·us • •. 6 "Stjam l'lcs .. os ensinamentos que o Profe ta (Que a Paz e as Bênçãos de Deus esteja m com ele) fo i transmitindo élO longo da sua vida c que constituem um manua l de cond uta pa ra o muçulmano 1 '1 em áreas e projectos de vi da de mdoles tão vastas e d iversas como são a familia r. que sempre deseja a ru ína do próximo. TEXTOS.:I'irtl ' tltiS rll llrt'rlc•r r l't'jt'lh'lll v 1)111' de· tiiiS proíl1ir. 2. cuja consulta é també m considerada indispensável para a prática do Is lão. mui to utilizado como invocação contra o mal..5 versfculos. na turalmente. 5. 2. factos. A Srwunlr é a «tradição>>do Profeta Maomé ''"" (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele).. c rtmlrn o mal tio i11vcjaso. que sa lie nta a importâ ncia de procurar ta mbém a protecção de contra aque les que tenta m desviar a Norma lmente.» (59:7) De Makkah '"1 .» O te rmo An-Nãss '"'. 5.o. palav ra que aparece nos versfculo 1. contributo ou caracterfsticas do (Que a Paz e as Bênçãos d e Deus esteja m com ele) que origi naram o Hnditlr (tnrnj). O BL'IIcjicelllt'. nalguns casos. acções. Que• sus:wrrn aos cornçik>:: 11111/tnllos.. O Rcllcjicclllt:. a socia l. embora se tenha vulgarizado o termo Hnrlitlls). o legado que deixou enquanto homem. É a idoneidade das testemunhas que dá credibiüdade aos Hnditlrs (o plura l de Hnditll é Alrnditlr. quaml11 t•scun·ct•. a religiosa. Dizl'i: " Rrfusio-IIU' 1/ ·o da 1\lr'flrntla'"'.6 versículos Em TEXTOS SAl.

ou mesmo prejudicar. SA<. o Ún ico'"". Deus l'l'õ não se cansa rá de ser benevolen te convosco. enquanto que outros omüiam as fontes. <<Conforme Abdullah bin Amru (Que Deus o te nha em Sua Graça). Divinos. alguns citavam directamente o Profeta m (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) através dos seus companheiros. sempre que este não se revele essencial. Os primeiros estudiosos dos Haditlts e ram muito meticulosos e rigorosos nas regras de Mustalnlt a/-Haditlt. certamente. De entre todos eles. optou-se por excluir o isttad. daí que não era possível estabelecer a ligação directa entre o texto e Maomé""'' (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) e assim verificar a sua autenticidade. e a 554 1 título de exemplo. ou seja.. São seis.» Haditlr Qudsi Conta Abu Said AI-Khodri (Que Deus o tenha em Sua Graça) que um dia alguém ouviu um homem recitar rcpctidns vezes: «Dizei: Ele é Dcus·'>f7.. as Bênçãos de Deus estejam com ele). eis a forma d e oração equi va len te a um terço do Alcorão. ou seja. porque. que terão sido revelados directa mente por ao Profeta'"\ (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) e que irão sendo assina lados. como vós vos cansareis de nisso persistir. a multiplicidade dos ensinamentos que constituem este legado. aqueles cujas obras são mais procuradas c tidas como autênticas: AI-Bukltnri. <tNão vos é imposto que faça is outras obras para além daquelas de que sois ca pazes>>''H. o Mensageiro de Deus •'ltl (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele). A escolha e selecção dos Haditlts foi feita tendo em mente ilustrar. Entre estes. Existe m também Hadiths Qudsi. são notoriamente os preferidos e as suas Colecções consideradas Salril!. não faça is mais d o que aquilo que sois ca pazes de cumprir. a melhor obra aos olhos de é a que tem continuidade. T EXTOS.RELICIOES I H ISTORIA . Mesmo que humilde. convencido que tal prática pouco valia. A seguir reproduzem-se alguns lladitlt AI-Bukl!ari. aque las que reprod uzem os Hadiths autênticos.> m . Através dos anos foi aumentando o número de testemunhas e/ou relatores que constituíam o isuad. os primeiros. pelo que houve necessid ade de um maior rigor na aceitação e autenticação do Hadith. ta nto quanto possível. testemunhas presenciajs. pelos seus sucessores. inicia-se com um Haditlr completo. AI-Buklrnri e Muslim. O isnad garante a veracidade das palavras do Profeta (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) e impede o aproveitamento d o nome do Mensageiro '"2 para falsea r Haditlls que possam contradizer. Abu Dawud. Pela manhã.Aitl1i dizer: Taraf: Ouvi Omar Biu Al-Kitnttab (Que Deus o teultn ua Sua Grnça) afirmar 1111111 semuio que ouvira o (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) dizer: Matn: As acções serão julgadas de acordo com as iuteuções. «Ó crentes. I ISLÃO Isnad: AI-H'umaidi trausmitiu-nos. Au-Nasai e Jbu Mndjalt.•KAI)(l'. Respondeu-lhe o Profeta . «Quando Deus decretou a Criação. que lm .. que Mohamed bin lbmhim At-Taimi /Ire con tou ter ouvido Alqama bin Waqqac Al-l. At-Tirmidl!i. mais tarde. couforme Yaltya biu Said EI-A11çari. com prometeu-Se escrevendo no Seu Trono: A Minha Misericórdia se rá superior à Minha ira. a verdadeira Mensagem de (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele).>. (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele): <tPor Aquele '"1 cm cuja Mão está a alma de Muhammad '''2. No entanto. Mu slim.•. esse algu ém foi procura r o Mensageiro de (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) para lhe contar o su cedido. perguntou-lhe: "É verdade o que me disseram. Foram então criadas regras para regulamentar a classificação dos Haditl!s e que ficaram conhecidas por Musta/alt a/-Haditll. bem como no tratamento e estudo da informação. Para evitar uma leitura confusa e ca nsati va. que na narração o referiam em discurso directo e. conforme Sufiau.

kAOUS I ISLÃO aos outros.rg untou: "Porq ue procede assim ?" Responderam-lhe: "Fc/. >> <(Se o Meu servo se aproxjma de Mim um palmo."» .)) (<Aquele que acredita em Deus e no Dia do Juízo Final.. Proclamai entre vós a sa udação "Que a Paz esteja convosco". purifica a fé e a honra mas quem se deixa confundir por ele cai no proibido.>> «Em assembleia.. não as ultrapasseis.">> «Não entrareis no Paraíso sem Fé e só tereis Fé quando vos amar- 5561 des uns aos outros. Eu correrei ao seu encontro!)) Hnditll Qudsi <(Na verdade destaca-se o que é permitido .." Ao que e le respondeu: "Sinto forças para fazer mais do que isso." O Profeta 'Cl• (Que t\ Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) então advertiu-o: "Se assim fizeres. Aquele que acredita em Juízo Finn l fale com boas pa lavras ou. ensina-me um ca minho que me leve ao paraíso e me afaste do inferno..» «De acordo com Abu Sofyan (Que Deus o tenha cm Sua Graça). honre o hóspede. o Profeta "'! (Que a Paz c as de Deus estejam com e le). «De acordo com Abdullah bin Amru (Que Deus o tenha em Sua Graça)." E ordenou-lhe que \III tomasse uma «Na verdade.).RELIGIOES I I II<... No enta nto será fácil para quem Deus facilita o dever: Adora Deus e não lhe associes outro parceiro. que caminhava entre os seus dois filhos c pe.)) lm .." Então o Profeta .>> «O primeiro a cumprimentar isenta-se do orgulho.. Eu aproximar-me-e! dele o comprimento de um braço . pratica a caridade. um homem não deve fazer levantar ninguém para tomar o respectivo luga r. Ele marcou lim ites. não necessita do sufrimcnto que este homem impõe a si próprio. não procureis portanto saber as razões." O Profeta. nos Seus Anjos.)) «Mu ad Bin Djabal (Que Deus o te nha cm Sua Graça} pediu: " Mensageiro de Deus v•. aconsel hou-o: "Recita o Alcorão 10' uma vez por mês. SAt. nos Seus Livros. mas quebra o jejum. o teus olhos encovar-se-ão e o teu corpo Tens deveres para com os teu s: jejua. a Castidade e as boas Relações Fam iliares.. proibiu certas coisas. então. Não as negligencieis. no Seu Profeta m e no Dia do Juízo Final. (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) disse-lhe: "Nesse caso recita-o ""' uma vez por semana. não as pratiqueis... mas não vás para além disso. não fa ça mal ao vizinho.JÓNII\ • TNAOIÇ()C.. quem está de pé o que está sentado.•.)) «O mais novo deve cumprimentar o mais velho. na verdade faço-o. Deus Altfssimo fixou obrigações canónicas. Aquele que acredita em Deus"" e no Dia do Juízo e no Dia do Final. jejua durante o mês de Ramadão '2'> e cumpre a peregrinação a <tO verdadeiro pobre não é aquele que se manda embora depois de lhe termos dado uma ou duas tâmaras. O verdadeiro pobre é o que não ousa pedir. 1 Heraclio '' chamou-o e perguntou-lhe: "O que vos prescreve Mao11 mé ' ?" Respondeu-lhe: "Prescreve-nos: a Oração. Se ele caminhar na Minha direcção. (Que a Paz e as de Deus estejam com ele) disse então: "Certamente que Deus . em misericórd ia para convosco c não por esq ueci mento. cale-se. Quem se protege do equívoco. fazes vig(lia durante a e jejuas durante o dia?" Aquele respondeu-lhe: "Sim.>> Fé consiste cm acreditar cm Deus " '. um ou dois bocados de com ida. a promessa de ir a pé. vela mas dorme. Amai-vos espalhando a Paz. o grupo pequeno o maior. a Esmola. e também o que é proibido ' 1 • Mas entre um e ou tro há muitas coisas que são equivocas e que a maior parte das pessoas não sabe distinguir.. Deixai que vos oriente para que vos ameis uns TIXI'I.." Respondeu-lhe o Profeta v:z (Que a Paz c as Bênçãos de Deus estejam com ele}: "O que pedes é na verd ade d ifícil. faz as orações a preceito. Fez silêncio sobre as outras."n «Conta Anãs (Que Deus o tenha em Sua Graça) que (Que a Paz c as Bênçãos de Deus estejam com ele) viu um homem de idade já avançada.

fazes uma carid ade.. vá-se embora. será rccompem:ado por quadrüpcdc comer daí. (<Ja mais alguém saboreou a limento me lhor do que aquele que ganhou graças ao seu trabalho. para e le não se abo rrecer. desviar um obstáculo do caminho é caridade. » T I'..» <<Se um de vós pedir três vezes licença para entra r c ela não for dada.. «Segundo Abu H oreira (Que Deus o tenha em Sua Graça). segundo quebra as promessas que faz. «O pior dos homens é o que tem duas faces E> apresenta uma a uns e aos outros restantes a outra_. encontra um ramo no caminho c afasta-o: Deus "\ recompensa por isso e perdoa as suas falhas..» por tudo o que um pá&. nem a lfngua .. Esperai que haja mais pessoas. se te for concedida sem a solicitares. <<De acordo com Abu Horeira (Que Deus o tenha em Sua Graça). não devem dois conversar.)) <<Nenhum de vós é Vl.. «Se um crente plantar uma árvore o u puser uma semente.RELI<.XIll'o SAl.. pois ela destr()i as boas obras con1o o fogo destrói a lenha. uma boa pa lavra é caridade.» «Cuidai-vos da ambição. terceiro apropria-se d os bens que lhe são confiados.. sede irmãos....» <<Não peças autoridade. «Quando um de vós encontrar alguém mais favorecido na fortuna.KAI>US I ISLÃO «O melho r de vós é aque le que é excelente no carácter.» «0 ho mem tem o poder da caridade c m cada arti cu lação. mas sim aquele que se controla nu m ataque de fúria. não voltareis as costas uns dos o utros. ficarás comprometido. que são preocupações durante a noite e vergonha durélnte o d ia..!rdadeiramcntc crente se não desejar para o outro o que deseja para si mesmo.» ((A mentira leva à perversidade c esta conduz ao f-ogo m_. serás senhor. ajudando o o utro a colocar a mercadoria na sua montada estás a praticar uma caridade. olhe o menos favorecido. ao andar.r.» lm . Por cada dia cm que o sol nascer.)) ((Cada um de vós é pastor c é responsável pelo seu rebanho.aro.» «Cuid ai-vos de dívidas.» «Não façais o mal e não pagueis o mal com o maJ. não vos invejeis. pois é a presença da fraqueza. deixando de lado o terceiro. TKADIÇOES «Quando três de vós estiverem juntos.» «O melhor do lslão consiste em dar de comer aos que têm fome e cm sa ud ar os que conhecemos e também os que não conhecemos.". ao reconci liares dois ad versários.)) «O homem que tem d ívidas fa la para mentir c fa z promessas parn fa ltar. «As melhores criaturas são aquelas q ue pagam prontamente as suas dívidas. o Mensageiro de Deus '"' (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) disse: "Poderoso não é aquele que derruba o o utro." » não olha rá para aquele q ue arrasta o manto por arrogância. homem ou «Um homem.JCES I TI:XfOS..>> «Ü homem mais rancoroso aos o lhos de Deus '·"" é o q ue procura disputa e vive constantemente cm li tígio. o Mensageiro de Dt:!us (Que a Paz c as Bênçiios de Deus esteja m com ele) disse: " Um hipócrita reconhece-se cm três situações distintas: primei ro mente quando fa la.. porque se ela te for dada.>> •<Deus . ou no corpo. não se compadecerá daqueles que não se com padecem dos outros. cada pa sso que dás pa ra ires à oração é ca ri dade.» «Não vos odieis.. «Um é aquele de q uem os outros não temem nem mi as mãos..» «Cuida i-vos da inveja.

a mar-te-á.» «U m ho me m pe diu ao Profeta (Que a Paz e as Bê nçãos de Deus estejam com e le): " Dá-me um conselho. cus tando-te q ue as pessoas soubessem ." O homem insistiu diversas vezes.Ó filh o de Adão 537. >> uVo u ensinar-te. gerando inquietação no homem. enuncia os teus.» «Todos as acções d o homem são pa ra e le próprio excepto o jejum que é feito para Mim c Eu Pró prio o recompensarei. levantava-se pa ra o rar d urante um terço desta.» 56o Tt:.. um prato pa ra três chega para quatro. isto apesar de todos os conselhos que te dessem para a tua tranquilidade. Com preende q ue a te nacidade lcvn à vitória e a sa tisfação vem depois da adversidade. 6 jovem."» Hnrlíth «Cumprimentar um irmão com um sorriso é também ca ridade.. e d o rmia o último sexto. pede a Q ua ndo precisa res d e implora r a uxíli o..>> «Se menospreza res as coisas te rrenas. farei o mesmo contigo.tc-á. Ele vl!-te. Que tenho na Minha mão o dia e a noite. RELIGIOES I I IISTORIA · TEXTOS · TRAOic. O pecad o é o que se entranha na a lma. só serás beneficiado se assim o quiser.» abrem-se os portões d o pa«Quando se inicia o Mês do raíso e acorrentam-se as portas d o in ferno.. fica como se não tivesse pecad oS. que praticava o jejum d ura nte o d ia e o ro mpia no seguinte.lo a Compreende que. eles a mar-tc-ão.."» I I disse:.\1'05 SAl. é a do Profeta David " 1 (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele).» <<Ao propores-te fa lar dos defeitos de outrem. só o sofrerás se Deus "' assim qu iser.» Qurlsi «0 a rrependimento é regresso a Deus .» disse: "Os ho mens ca luniam o Destino.. o Destino sou Eu. se os homens resolverem por unani midade contempl a re m-te com q ua lqu er beneffcio." Ele respo ndeu: "Não te e nfureças. a oração mais q ue rida de Deus •. c o pecado é o que se entranha na tua alma. faça bem aos o utros. pois em <<A vi rtude é a soma d as boas qualidades.» «0 P rofeta (Que a Paz e as Bênçãos de Deus esteja m com e le) não ingeria ou tro a limento senão o produzido pelas suas 1561 mãos. Q uand o ti ve res a lgo a pedir.» <<Percorre uma milha para veres o doente.» Hadítlt Qudsi «Aquele pa ra que m o aumento d a riqueza o u um a vid a ma is lo nga alegraria m.» Hnrlitlt Qurlsi «0 mais querido a Deus. Cumpre as o rdens de Deus Ele protege r.. é o do Profeta David m (Que a Paz e as Bê nçãos de Deus estejam com ele). c se os ho mens resolverem por unanimidade ca usa rem -te q ualq uer prej u ízo.úe.. fá. O (Que a Paz e as Bênçãos de De us esteja m com ele) repetiu d e cada vez: "Não te enfu reças.. três milhas para visitares o irmão em DeusUH. onde quer que estejas. e se menosprezares o q ue os homens possuem.>> <<Pergu ntaram ao Profeta "'11' (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) sobre a virtude. que do rmia metade da noite. tra ta os home ns com bondade. duas milhas para reconciliares duas pessoas. ISLÃO «A fé d o ignorante não passa além d os o mbros e não lhe chega à cabeça. gasta e m caridade.)) . Aprende sobre Ele na prosperidade: Ele reconhecer-te-á na di ficuldade.» «Um prato para d o is chega para três.>> «Cumpre as ord ens de e nconlrá-1'0-ás d iante d e ti.>• «A virtude consiste cm adorar boa verdade se não O vês. «Teme a logo a segu ir faz um a boa acção...» << A vir tude é o que permite à alma gozar repouso e ao coração tranquilid ade. e q uem se a rrepender dos pecad os. d ando provas de bo m carácter..» como se O visses. se cometeres um pecado.KAI)()'. alguns preceitos... No entan to.

>> •• Não injurieis os mortos.•• «O Parafso está por baixo dos pés da mãe..>> «Três coisas acompanham o morto: duas regressam. O homem responde rá : Senhor Meu."Tua mãe". apenas uma fica com ele. cometer suiddio e mentir. "E a segu ir?".. mas dentro d o coração do crente há espaço suficiente para Mim.... dirigi-vos a quem tiver expressão amável. (Qu e a Pa z e as Bê nçãos de Deus estejam com e le) disse: •• Aquele que não mostra ca rinho pelo ma is novo. erguei-vos a té que pa sse o u acompan hai-o até ao mmncnto do m no Dia do juízo Fina l. pois chegara m ao luga r que lhes estava «Ao verd es um cortejo fúnebre."Quem tem prio ridade nos relaciona mento que te mos com os ou tros?" ."Tua mãe". tornou a repetir." Então perguntaram-Lhe: .» Hndith Qudsi «Não e ntra no parafso quem corta as ligações de parentesco.» «Um homem procurou o Mensageiro de Dcu8 "'' (Que a Paz c as Bênçãos de estejam com ele) c perguntou-lhe:.. s ilenci ai-vos sobre as máS. (Que a Paz c as Bênçãos de Deus estejam com ele) aceitava os presentes que retribuía com presentes.. TJ'Xmt SAt.>> Hnditll Qudsi «No comé rcio não se d eve prejudica r. O que o acompanha é a famíli a.>> «Quando deseja rdes obter um favor..KAIX'I'o I ISLÃO «Quem crer e m (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele)." "E a segu ir?". «Os melhores muçulmanos""' são aqueles que têm melho r carácter c os m elhores de entre eles são os que melhor tratam as mulheres. provocando retribuição. terá dupla recompensa. Se foram sinceros e trataram com lea l- lm . o Mensageiro de .>> «Aisha disse: O Mensageiro de Deus .» «Contemplareis o Senhor com os vossos olhos. a fortuna e a famnia regressam. Zela pa ra que elas tenham sustento c os seus direitos concedidos."Tua mãe. ne m usa r a rtifícios ilegítimos.>> «O Profeta ""' (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) disse: "U ma das maiores atrocidades é um homem ama ldiçoa r os 562 1 pais. repetiu.>> «Os dois contra tantes têm a possibilidade de anular o contrato enquanto não se sepa ram. "E a segu ir?" -"Tua mãe".>• «Ao cita rem as boas acções dos mortos..» «A melhor das mu lheres no mundo inteiro é Maria '"''..)) «O falso juramento permite que a mercadoria se venda bem. di rá: Ó filho de Eu adocei e tu não me visitaste. mas apaga a bênção do contratO.>• «Os maiores crimes são: associar outra di vindade a Deus .>> <<ÜS cor o nobres d a minha comunidade são os que sabem reci tar de c passam a noite em o ração.. como pod ia c u visi tar-Te se ts o Senhor do Universo? Deus m d iz-lhe en tão: Não soubeste q ue aq uele meu servo adoeceu e não o visitaste? Acaso não sabes que se o tivesses visi tado ter-Me-ias encontrado a seu lado? .)> «Vive nn te rra como se fosses estrangeiro o u passante.)) «Uma mulher virtuosa é o maio r tesouro de um homem. respondeu.Xl'OS. «Não vos deixeis ofusca r pelas ilusórins seduções do mundo. "E a segu ir?". nem respeito pelo mais velho. matar um semeU1ante.. vexar o pai e a mãe." •> «0 Céu e a Terra não Me abarca m.» amaldiçoa um homem seus pais?" "Quando injuria o pai e a mãe de outrem. a fortuna e as acções.REUGIOES I I WiTóRIA. não nos perte nce. e depois em mim ""'."Teu pai" concluiu o Profeta . TI:..)) «Os direitos das mul heres são sagrados."Ó Mensagei ro de Deus ""' como De acordo com Tbn' Abbas (Que Deus o tenha em Sua Graça). Hndith Qudsi. as acções fi cam..

. de pois volta a face em direcção a Então diz "Deus é o e recita o que te for fácil reci ta r do Alcorão .» pelo rosto. TRAOI{()t . Depois prosterna-te e manté m-te assim por um momento. in voca Deus '>1<1 com as palmas das mãos (voltadas pa ra o céu) e não as costas. O (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) retribuiu a saudação e d isse-lhe: "Volta a fazer a tua Oração.. a bênção apagar-se-á inteira mente. não a deixeis. leva nta-te e end ireita-te. SAc RAoa. mas ao surgir numa região e se a( estiverdes. em seguida inclina-te e permanece nessa posição por um momento.>. o pior dos lamentos será de quem poderia ter estudado neste mundo c não o fez.. Trml'."ll!t . se mentiram e d issimu laram.. mesmo que tenhais d e ir à China.)) <<A Oração em congregação é vinte e ci nco vezes superior que a que é feita isoladamente..)) «No Dia do Juízo Final.» 1<AO faze res a Oração." Respondeu então Maomé {Que a Paz c as Bênçãos de Deus estejam com ele). não ides para lá.. passa-as «Adquirir o conhecime nto é obriga tório a todos os muçu lmae muçu lma nas 'l7". depois levanta a cabeça de modo a ficares bem d ireito.." À terceira vez o homem ped iu: "Ensina-me.. p rimeiro faz as abluções com ex tre mo cuid ado." O homem repetiu a Oração e voltou-se pa ra o sa uda r. Assim deverás proceder sempre que fi zeres a Oração. Quando o homem sa udou o Profeta "'1 (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele).. "Quando quiseres iniciar a Oração. este disse-lhe: " Re pete a tua Oração... a bênção cairá sobre um e outro na ope ração de venda. Deus ""' não gosta d a imundi ce c d a desordem.» senta-te e prosterna-te de novo. << Na verdade. e vi rá de quem tiver en sinado com proveito para os d iscípulos e nenhum para si. pois não a cu mpriste.)) «A Oração de quem está impu ro '" não será acei te por enquanto as abluções não forem rea lizadas. 1565 ..RELIGIOES I TF. (Que a Paz e as Bênçãos de Deus estejam com ele) estava perto dele.> «Procurai o conhecimento. I d ad e. pois não a cumpriste. Q uando acabares.)) <<Contou Abu Horeira (Que Deus o tenha em Sua Graça ) que um homem entrou na Mesquita c fez a O ração enquanlo o Mensageiro de Deus ..)) «Quando ouvirdes d izer que há peste num país.

não l>Cria diffcil bl'lccciollilr alguns 1567 .ta.lu dL>sta c várias suril'> do Alcor. caçar ou lJUolhJu &?r uu tru tipo Ul' . Mulrnurtllnt/.. e até por cinco letra" (Cap.. o significado. O Misericordioso. I.·m Vidcn.c. M .A. 2H.•. ' Vidl• n . Vide n. ' Idem. <. P. ' ' Vid e n. · TRADIC:OES NOTAS 1 AI Qur'mt. llençJoo. '' Allah.• te rminn rom «AIIIl't'll>>. Abdel Halim se tenha usado oclu tire 11111111.. liUl'. 1 Vidl• n. onde Maomé fni sepultado. AI Mmlimrlt.1dt• d. ' Idem. 1 Vide n. I. nn recente tradução para na sun verseJo brasi lei ra. Vid e n.íveis d estas inte rpretações: as letra:. <Jue dá a Miserico rdiosa. que s ignifica «Miscncórdia . Em nome d e Deu:-.Jifabcto ár.XTOl> SA<.tridildc de n3o ter género nem plural. O mesmo se pil<:sn nas diversa" traduçõe:'l ing lesa.c.. Prof. cm irabc. onde é. no origi na l c assun dcnominnda pd. Vide n. 27. Vide n. I. 13.ogui r a d e Mt!Ca. 1/rr Lord of Mercy. '' Vide n. Viden.ibulo tl•m il p. 16. o Miserico rd ioso. a lJUCrcrá s ignificilr . 7). " Emig mçiio pari! Medina. s t•m FORMA ou COR. palavras Ralmtall l' Ralrim têm uma rai? comum que é Ralmra. " VIdcn. salientamos. 16.l é a :. 2.6. L. Define po r excelência os de De us ÚN ICO l' IN DIVISfVEL. Mrm: São três lctras do . 2). " Vide n. 16. :-criam místicos.. A traduç.qse neologismo viciren o. Ltim. /lu: Gi111•r of Mercy• que d e facto é maib próxlma do original árabe. ' Idem. Vidt• n ..1bc. cm português. loc.' of Cod. "' Idem.. E. Vidl' n. 6. cm á rabe. Vidt• n. embora numa mais recente trndução da autoria dc M. I ISLÃO /Ire Mos/ Btmific('ll/.1 . " O Alcor.. como c. 2.Bismil/alt-ltir-Ralrtllall-llir-Ralrtm. " Idem.Srilbc. pllr bCn:m 43). milb dc modo variado. usou na s un tradução «Em nome de Deu:.io d esta epígrafe .. ' Idem. por alcorãn ica. o u <... Ma11 n-.. entre numerosos atributos. 28. " Vide n . UNll• entiio. 6.RAIX'l!. 1/rt' Mos/ Mercrful» ou . (Cap. "Vide n. cm árabc."ndimento. 2.1do contril .11 de oração c " I lau. onUl' se rl'fere que (Que. 6.. I. a a!l maio. 14. 16. Sura AI raMa.lo. r Idem. I. 50 c 68).• tomou n Cid. Em Mcdina cnLvntrJ·"<' a Ml:squitil do Profeta. Assim. " Vide n..pmibido derramar :-ilnguc. Sura: vocábulo árabc que s ignifica «Capítulo .il ciJJdc que o Profctn n:ccbcu a rcvclaç.2. 28. I'Jz c a. cm . Cid. A. 566 1 t.. O Alcorão tem 114 caprtulos. 28. ' Vide n. •• Vide n . 28. E. " Vide n.32 '' No finnl o crenh.ericordioso». o Beneficente. • Sura AI Hnrnnrlr.v.i as Iniciados por um<l só lclrn (C1p.criam ill> letras Iniciais de atributos divinos. I. a !.. d e Deus c:-tcjam rom ele) disse no seu povu . 16. no uriginrtl.. o autor. O Misericordindon>. Vidl' n...Cguir.lrticul. 32. " MnHnlt. 16.. Viue n . 2.1dc dcpus itiirr. 42.. "' ViJe n. "' Vidl! n. 2. Helml Abdel Nasser. Vide n.compllssioualt• lllltf Mrrcrfuln.u ês tem s ido: . Raltmnu será «ML<. n. em que se usa normalmente u l11 tltt• 11amr of Cod. • Vide n. 4. vocábulo que significa «Aquele tJUCse submete incondicionalmcntl! à vnn tadc de Deu:-. · Vide n..o. I .. 16.:. Foi nc. não é fácil c tradici onalmente a traduçiio parn po rtus. • Vtdc n. palavra árabe que significa «Recitação .. Profeta Maomé. Vinte c nove sàll sura .S. o TI. c. 13. MeJín. apresentadas pela dar-lhe. • Rilll1111f1111. mas a palavra Rnlrim... na tenta tiva de eluciinúmcrns ab interpn:tlçt)l'S.REUCIOES I HISTôtuA · Tooo:. encontrou um prcclodente nos Sermões de Vieira e seguindo e.. '' Vidc n. que são <1 compilação dns que durante 23 nno:.que ve m no infcio de todas as s uras d o Alco rão excepto na 9. 1 ' Vide n . Vide n .te voc. Viden. FfSICA. vid. JJ. se inidam pllr lctr. Vidl• n.. cm árnhl•. Vidcn. "' Alif. do Alcorão que. em ámbc.l!gund n cidaJc Sil· grada do Mundo lsloimi ro logo a M.. • Vide n.. por duas (Cap. 111lcLra-... recebeu do anjo C nbricl.1 que <! feita no vcrl'til"UIO 67.1tcnt. p lnu.'>.<. Vid l! n. cyuivillcntt'S.1.io. dum.. 19).. orus orrlt''"''i"'' ::arrijiqut•rs 1111/lll!llca.. 16. 56.t da l'•n pcrmnnente. já que. I.56. ' Unicidade de Dcull: 1illtlrul. por quatro (Cap. Vide n. porta nto.. cujo s ignificado e va lor permanecem descunhecidos e que Deus revelou somente a Maomé. «a s ura du Arrcpt:. Musluus em ámbe. . Muslim no s ingular. .

conjuntamente. '" Vide n. " Avançadnem anos c já Ana. que se inidas.aos fil hos d"' tars cnmn: a liberdade tio jugo (õlraônico.. .'rtcnccr J(l ·•bem" uu ao «mnl u. quer dizer. I. 84. Rdcrc-se ii Maria Mii1• de Jesus.e.1 pd.r. a c.cr racional do c. n.. prntecçàl1 IIU\Il'n' cnntr. curvnr-se I. 16.ldl·.'SSem a omnipotência de Deus cm contraste com n impoWnda deles.!!'te l'C sin ta. rÍlllll':t. "' Jimrs. E orou a ptodindo-lhe um filho. aCimletn lr.io. ' • Vide n... I. os bencfkios ('\)nccditlus p<>r Dl'u:. • No Alcorão. " do mar.utc U(l.rmbém há entre e les r··· . é um priviléJ. crradilAf-fmrmr. ViUl' n. . tlU I / 40 do qui... o1 crcnçil no «lnvisfveh• é o que d istingue o c. I . 109 "' Vide n.1. considerado o Patriarca c. durante um ano.1!'.limites de s ua!> necess idades e . 'L'mpre illl. pela Lei. jamais pôdl! repmdu7Jr... illl ver um pássaro alimentar os sentiu profundo desejo de criar descendendo... "' Vide n. «Cimiu.. 16.. cm árabe.Vide n.io .ltl•rnic. . l(l:l... no singul::rr. 28. um de Deus. de simpiL-s letras formou a.. religiões JuC ri<>tã e Muçulmana sejam.liHl deve conct'Cier 11. 16. A Manmé. ' ' Trata-M! dl' Ana. 16. 11 Idem.Jen.pondt>nte . que . 16. Vrde n.'normentc. o Alcorão tndta os fi lho:..RELIGIOES 568 1 I IIL•. 2. Todos os desrendentes de Jacob silo npclidildos de nthos de lsrilt•l e o AlcorJo conviJ n-os. seriam uma ad vcrtC!nda para que Oli homens jamais esqucC(. não esquecessem que. "' Idem. Vide n. que excedam o:. Vide n. wncl'Jidil cm l'olrtd.. w• Vide n. a mulher de ' lmrnn. em árabe .rria. três Religiões Abra5mkils....crentes» c .. O govcrnn rccnlherá esta quantia parn dil>lribuf-1.s palavras do Livro inimit"ávcl.. ''" Vide n. cm árabe...)eu.o -lhe uma menina. Mas nasceu.ui. cm Vic.cja.'m iSrilbe.1 de doi'> muviml'n ttr!'-. Vidl• n.cr compartilhildil. nu origin. rcs ponsllwl pdn!-> th.nlic.Srabc. apesar de 'lua proverbial eloquência. t09..'m árabe. . 6 1 é o nomL• dac. Mw:fims. " Vide n. Vide n..lo>< Profetas. Ou ..1 Ol-alnr dlll'k'Sl•rto. em . 'L' tn a cntenJer tnto1lmente. 16. 32. " Idem. referidas como ii. em ámbe.Jade ma. 16. Vide n. l'mbnra mtérpretL'l>. cm árnbe. fretlucnll'menlc. • De uma mancrra J. Vide n. "' O primeiro templo de Deu!>. caridade. i. poil'> . •• 1/wnlrim. H3 c n. I. que dela po!-o. construido fXlr Abrniio c seu filho l!lmad. pardalmenlt!. Ytrcoul1.ie de M.' p<>s..fl é d.1 dirimir u 6di<lllUe as tl ifercnças sociais provocam no pobn. Vide n. t. levnnt.ll> oitn catl>gorias de de acordo com o Alcorão.c. 78..1 ve. I .Jtn s urgir.cm por estls letras. f<fuiq. que o homem árabe. r.1mbém :... nnmt• do par Jl. tll'IWÍu do sustento c da:.1Jas pl•la a Mcnsadt• M.. olO UC!>Viarcm-st• do caminho n•rto. . fi ). 1569 ..1. .óKtA· TL:ml!i · TRA!>r<:OL' deles. •• Vide n. 5 1. ••Jdem. Vide n. Mnrrnrrr. cudomÍZL'l>.ll mcnte. ma. cm Mccil._.1 constilufd. cm sina l de gratidllo. Idem..'> d CSL'1...' Mar1o1. 84.letras do alfabeto á rabe são considerada.».ll ucst(lc. mãe de jl'l>U'. (I "' Nos Livros Divmns enviados ilntl. "" Adam. Daf a pnmogénito n5o é igual à primogénita . •1 rur. . fr.lilr .. que.' l' lll relação au nco. '"' Vide n. 16. em árnbc._ gro1Ça5 l}UC l. 6. "' fsmn'il. Nrrfr.Stica d. Deso. • Vide n. prometendo."CUS antepas.:. era impedida de exercer sacerdócio. lumm. i.Jbculir.fírm. ma.1omé.. ·• Vide n.. ' rcl()!-o p<lbi'C!õ l' 11CCC!-oSitilUOS. Vide N. MuS<J. 83.'S<jUCCCrem o dL'!otino que tiveram 0'.. ' I\ Tora. 111 Vide n.rtar-:>e do "" Vidt• n.:ill do homem.. Vide n. IUS SAGRAI)()!.. par. . 7 1.. filho de I'JilCe nl'lo de Abrn.'> lx·n. criaJos de fogll. lú. E incitil-os a recordarL'm a... nllo só p. Voclbuln que denominil os OOrL'S invisíveis. R..ólfurtunad o:>.1d ivn dl' Deus c. !>Cntidos compreendem Aceitar a evrd(onda cósmk. I09 11 Vide n. •• Vide n.cm negá-la. • M.' pml>temar-sc. assim como Deu!> de terra criou o homem.'11dt•ntl'l> Jl. • Idem. também as dúvida.tt•jam dispunfvcr<. I ISLÃO • Vide n.:Cral.l25.. l... 16.1 c o Evangdho. 1 ' O Alcorão. normalmente. "' Vide n.eut. 42.'l t. la:1.ó . '" Vide n.c ndo cnm que l. IJUC podem pl. l. um.ldn.J forma.mmé.. ·Vide n. . 27. 16.o.. . l. dai lJUl' m. '"' Vide n..Jn por Deus a Jacob. O homem percebe tiUe u Univcr!>O L'StiS muito pam J o que os :. por deve :-.dl'l>crcntc:.cr irracional. O Ak'(rr. '' Vide n.-u rktilr corre:. t 6.. •·• Vide n. consagrá-lo ii Seu serviço. 56.c .ua nm<. finalmente.. M..' Jacob C ol nJlli.. Es ta:.c.c.•o. '" Vide n. de Israel à pr. muçulm. '"' Sala em frente ao templo o u o lugar mais nobre do Templo de Jerusalém . fsn. r.

32.. embora Jacob se ho uvesse abstido dcs.o. o ilnjo Gabrie l.carias em fazêPara dt'Siindarcm o lmpas.. 71 .. l'mbom haja quem a Inte rprete como oluJ>iva l'l'cri ta ou acto de r. Os judeus censuraram os muçulmanos por se alimen tarem de carne de camelo. de minha morte. '"' Id em. 7 1 . .. 127... . HO.. Refere-se à dio..Ss. J<•' Ou seja. '"' Vide n. " Maria. '' Idem .. • O anjo Gabriel. $11ti: a exemplo da «A Vaca». ••• Vide n.. •·• Maomé. •·• Vide n. 110 Vide n . Vide n. Palavra» de Deus: . '' Vide n. 183. l. 16.. Vide n.o. 1 '' Vide n . '"' ldl!m. . '" Verbo de Deus: refere-!. . 76.5(!. 16. 127. Tf\1()!... então.. excepto o d e Z. 127 '"' Vide n. 127.e. no ortgmal. ''.corias.Vide n . 16. '"' Idem . para junto de Si. neste versículo. 16. 128. 88. ••' Este versfcu lo alude à conspiração de morte contra Jesus. Vide n. 13 ... Vide n . 19 4. C rlmul. cm árabe. Vide n... O que prova ber anterior à rcvclaçilo d a Tora c ser a carne util i7. '" Ide m. 194..ada na alimentaçào na c!poca do Patriarca Abraão. 1. "' Idem. saC\!rdotes do Templo de J!!rusalém. 86. Vide n . Vide n.... out:rn que a Tcm1 c o Evangelho. . '" Idem . algumas da Lei cm seuRcá Iamos e lan\<)ram· nos on rio Jordão. ••• Vide n . "' Vide n.puta. ••• Vide n . •·. fosse sacrifi cado em seu lugar. Hti. 88. '" Vide Lucas 120.. SR. Vide n.(' a Jesus C risto. 127. 16. ''' De Jesus. '' Vldc n. Vide n. 88. 16.. Vide n.1 do com uma tin de peln sortt!io. são 5 letras do illfabeto árabe em ll!tras e ou Mms: K. ••• Vide n . •· Jlassou•se o tempo.. 127. 6 '" Vide n.... segun· do alguns por causa de uma neuralgia isquiática. . Vide n .. cuja cura o levou a tal voto. semelhante a ele. Hol '' Vide n. Am. tomou o en cargo d esejo do.. c nasceu João Baptb w.REWGlÓES I l llsTORIA • TEXTOS • TRADiçOB '"' Vide n. " Dos "'Ou seja: suas vara o. '"' Vide n.. dizend o-lhe: • Como prehm· d es di zer que segu es a rl!ligião d e Abraão. 'u ldem. '·' Vide n. enquanto elevava Jesus. .'ICS alimen tos. e nt re Cll. Vide n. ••• Sura Manam. Z. afirmando que não impusera aos fi lhos de Israel qualquer distinção de ali mentos ontcs de revelar a U!í de Moisés. ' • Vide n. Sl\t. Vide n . Vide n . "' Idem. para decidirem quem deveria cuidar de Maria. 16. Yã. voluntariamente. ''" Vide n. ••• Vide n.. 127. 16. " ' Vid e n. I '' Vide n . De acordo com algun1o de uma Escritura Sng rada.. "' Vide n. . por is. 6 '" Vide n . Orai.. Y A' c . Escrcverõlm. 1571 . '" Vide n.. 2. que.. 62.. '" Vide n. "' Depoio. 127. ' ' Vide n. 88. Vide n .. 28. Klif. 16. a 4ue m De us se dirige. '"' Idem. Vide n. segu ndo o Islão. 16. 88. Deus malogrou. E d esafiavam Maomé. li. 109. decidi ram -lo. 16. '"' Os descrentes entre judeus.o. '"' Vide n ... Vide n. 103. '"'O anjo Gabriel. filho d e Maria.. "' Vid e n. fazendo que outro homem. ''" Idem.. 16.. . . . " Vide n. 65. "" Idem . Vide n. '" Vide n. intentada pelos judeus.. Viuc n.RAOOS I ISLÃO que a religião ju daico não permitia. 127. 6 • No Alcorão. q ue foi criado Verbo ..c. 19-1. 16. »< O anjo Gabriel. "" Vide n. a quol. alegando ser cas. se e le nJo se alimentava d e camelos nem bebio de seu leite?» Respondeu-lhes o Profeta com este versículo. 16.. 65. A Tora. Vide n.. ondl· todo!> se afundaram. 1. Vide n.

a admirac.. Vide n .. Yti.. ma o. Vide n. "' Vldl" n. 'lue cm quem responderia por l'la. no versfculo. 51. 88. por l'Xemplo.. .35. 16. 28. " Vide n . '" Vide n. '" Idem. im :. 88. na fa ce minguante. .. Em vtrtude dos Je sili'nciu que: fizcriJ. 32. '" Os idólatras que. '" Vide n . Vide n .crkordioso.. Vide n . 122.ura. 16. . Vide n. 2. uma vc. não ron:. que o. Maria.. Vide n . ··· Idem. ao n. qul' con tc..1 ngufnc. ' Vide n. é um i!djectivt• s ubstJntiv. Vide n .1 Vide n.. "' Vide n. Vide n. 262.abedoria c o engenho para tal. "' Maomé... " Vide n. • Vide n. Do Alcorão. de acordo com os costumes árabes. • Vide n.. . ver n ..-. '" Idem.m M!ndo. " ' Idem.lt. obrigatoriamente. :• Rncrmo traduz a palavra jrabe ' urjnu. às letril. Vide n . 6.'l>Co. correspondentes aproximadas..c denomina .. Acerca do seu !..ldo. a re. M!U filho. 88. '" Vide n. TRAOI(. ••· Vide n.8. Ar-Rnlrmtm: O Mi:. o elo s.r. em á rabe. 16. da lua com o rncemo. Na alegria. 262. toma-se amarelado. '" Vide n. 88.. 62. 13. 88. 2) O írmiio de Mo1sés.. dar a comparação. jesus. '"' Maria. "' Há por parte do pai. Vide n.REUGIÚES 5nl I ll l'iTOIUA . 13.OC. 32. 16. 1 " Vide n. :u Seu filho.'Cusarem a Mensagem. 127. desavergonhadamente. Então porque é que O!> idólatras não faL.. 118. Vide n . "' Idem. 1 " Vide n. 'Viden. Vide n . · ' O Alcorão. •. . 6 "'O Alcor3o. Até os planlils c .Cm o mesmo? ' A jU!.. delgado e curvo. 16. •• Vide n. ' Vide n . " Vide n. •• Vide n. • Vide n. 127 r Vide n . 42. "' Viden. 75. cm portuguC. <.. 16 . Jesus recém -nascido. I. I"EXTUS. I. m Vide n. ro&tas. " ' Vide n . I.os. Vide n.. "' Seu filho.'lo. 28. 127. "' jesus. O veneram. 262.>' . SAt. tS c L. 16. Quilndo o rocemo envelhece. 1. • Vide n. Vidl' n. 1 " Vide n.a. no original. Viden. Vide n.1do do verbo 4uc l'quivalc a conl-cdcr mi<:cric:órdia. o elo Ul' cn rácter. 16. a. os olhos flcnm frescos. Vide n.trando. •· De facto. que os unia: virtude e pied. 28.35. 13. (Cf. 13....uindo ver o que está nn s un frente nem nas sum. 127.pcilo Aar. '" Os cri<. I. seco. 28 . a ideia de fratemidi!Ul' exp ressa no vcrnão implica. ""Sura A/ Mulk..().. 127. ..15. Vide n. c que era muito virtu()'. que Maria ucsnparcccrn do seio da !lun (amnín por algum tempo e voltava ngora. 16. IIMoon... d criv.cE. 28. I..tam a natun.. .liç.u-lhc. 32. provocadas pela tristeza. n . Vide n . pela menção dLoslas letras no seu primeiro versículo. 6. I. Vide n. 122..ignificado.. a conquislil do cm que se pode atravL>ssar O!> «Lumll's• pol\jUC Deus assim o Permite ao Homem. Vide n.criam: I) O irmão de Maria. E as. " No contl'xto actual podemos enumerar. '" Tudo u Deub.. dando-lhe a :. 1 ' Vide n ... 16. 2. 262. 6. 2. é ronstituldo de um eixo indefinido sobre o qual se inserem flores pcdícdadas. . I. ""' Vide n.l3o!>.. l'ncurralaram·sc. 1 • O Evangelho.'tl. noml''i da<. "' Vide n. 2. J Sura no original. da mesma forma que a lua.. Vide n . Vide n .. parecere.RJ\00'> --- I ISLÃO ---- cacl10.''" de jcsu<. I. 262. mo!. um tipo de inflorescência correspondente a TL\1t'l'.1de eram traços próprios. por não sofrerem acção calórica das lágnmas. '"' Vide n. Novo dn Ungua Porlugucsn de Aurélio Bunrque de Ho landa Ferreira). Maria npontava para sempre que famrHa queria fal. Ville n . '''Vide n. com uma crinnça nos braços. letra<> áralxos.ão da!> n3n tinha c n:1turalmcnte que pensavam o pior.. "" Vide n. 1 Vide n. y c: s. 16. A/ substantivo formi!dO de um dos infiniti vos do I573 . assim. ""' Vide n. " Vide n . de cuja famOia Maria por laÇO!> de pi!rcntc.

dc b01rro ou argila. 16. Oonolt do t'lcfanle: trata-:. L. dos nnjus. 13. Ao chcgJrcm a MI. 28. Vide n. parte dele. esl rela. "' Vide n. .'>aros. ""' Vide n. " ldt'm. ou l-Cja. '" Idem. ' Vide n .. . O substanUvo é usado... 28. 194.... A l•xpedição vinha montada em ddantc'l.iin parte lntcgran· te do milagre dest<.Obrl. comol•ra costume na época.. '' AI fil. os demón1os lentaram. 16. principais <.cr.maguijicnr•. 329.. cun. I .. o de seria perseguido pm uma incandescente c velo. Vide n. 16 '" Sura AJ·Alaq. no céu. por altura do nilscimento de jesus e outr.'. :. . ouvir as conversas di)'. l. 13. 19. 194. 3-17. 329.w preetso mtlmento. '" Idem. :\117..obrc O!. pela-.Cimento.-. no ori gmal..'S para a igreja de capital doléml'n. "'Vide n. TKAOI(. ''" Vide n. "' Vide n . As pedras o curpo dcixõtndo-oo. príncipe abi-.No Inferno.t por ocasião do nascimento de Mul)ilrnnMd . Para isso há que mcmont.ocia..Segundo alguns exegctm. 315.. •" Capftulo da Abertura. o. 65..-.1iur dth elefantes rccusou-be a conlinu. .. '" O Alcorão. '"' Vide n. Vide n. 194. foi enviando ilU dtl!'o lcmpo!'o. o primeiro céu. 32. 13. "' Vide n . 11ue Deu" Ccz dc-. peregrinos . '"' Idem. que atacõtram com JX. para conhecerem O!.im. com o fito de de!>trlllr . vcf"kulo-. Viden. mdi!>lint. as tentillivas para que iJVançilSltC.pt. •••Vide n. "'' Vide n. frequentemente.. 16. 16.ar Jlgun. Vide n... 13. morte. I .l. cm pequenos capftuloto. All\lnq vocábulo árabe que o. cm 570 A. 16. pdu Anjo Gabriel.ào.. • Vide n. AI Qndr.c do exército de Abraha AI Achram.RELIGIOES 5741 I HtSTOKit\ • TEJC1'0!. do .1mente. l)lll'. . 13.. e o poder real. 6 '" Vide n.'C.irabt. "" Vide n. o c'ércilo foi <.. "" Vide n .1 urdem. 3 15.lc o (a:r.e a Maomé ou. foi rcvclildo J Muhamm01d.'voildo por bandos de pás.ubstantivo dl' rÍvildo de qllflam que significa . 32. • Ou Reja.. "' Vídl•n.cer dil . 107. d!! onde. 111 Vide n. :..ignificil o Coágulo.. 32. no original.. 287 '" A sum dirige-:. ""' Sura Qumirt. '"' VIdcn.. 310.!>fniu. . En lretanto..D. 'l' [dem. A!. para dcwiar o. I . Vide n. 287. Qumic/r: Nome da tribo a que pertencia o Profeta Maomé. b • Vide n. 6 •u Vidl! n.. 19.Tábuil custodiada .!. K11'1mlr. "'' Vide n.ignificJ !'um da Noite do l'odcr ou r/11 Nmtc• tln Glórtn. r. Vide n. cnviuu uma cxpcdic. o anjo Gabriel..' cpi!tódio. ''' Vide 11. uo Vide n. Estrelas. •• ldl.. 287. no o n gmal. possuir. c foram cm vão toda:. o m. um/t•><.'> foi t. . 235. 287. 16. . 315..u. "" Vide 11. " 'Vide n. •• Vide n. •· Vide n. que são pequenos e fâccL'> de memllritar. ou Vide n. qual(1uer demónio que ouvir as convcrsm.. "' Vide n..-cilar ven. com o a-. "' Vide n. 11 Vide n.cgrcdo!. 17 ' Vide n. 27. ' Ou na!.'<Iucna!. I . 32. lm . apt\!. verbo malnka. " Viden.trufda por o. "" Vide n .. I ISLÃO <. c durante 23 anolt. Também é conhecida por sura de Lailnl-lri-Qndr que o.. " Vídl' n 32.. Vide n .. ••• Na oração. Vide n. Vide n . Livro do Destino". ""Vide n . 1(. '" Vide n. Vide n. ·• Srjjll: muito duras d e barro cozido ou cozida que !. I. aconll'Cimentos na Terra.kul os do Alcorão e a memorizada. 360.tiio. mcmoritarcm th últimos lO capítulos. saúde c doença.r em dircC(ãO 11 KnC/mll. I . •·• Vide n. -.. anjos. advcrsidadl. Neo.'m. "" O castigo. • Vide n. ''' Vide n. • Vide n . 2. Vide n . a qualquer ouvinte..fll •• SM. 16. . os 1(\m de n. cri-. que Deu o. para designar a soberani. •·· Vide n. 107. praga. também pode designar a proft.KAIX1.-. Vide n.>cto das devOrildil:. Lnilnt: vocábulo árabe que . 6 '"Vide n . 1 '' Vide n.

'iro. "' Ou seja.. " ' Vide n.. O Alcorão.6 " Vide n . e...> n .. " ' Vide n.ignifica "" Alvo rada».. '"' Idem. tinham po r hábito soprar nos nós de uma corda. 32. para se rem vistos e tomados por devo tos e piedosos. qu. «renegar a Fé». 364. '" Vidcn. '"' Vide n . TKADI((')e! "" Referên cia à!' ca ravanas come rciais que os Quraich fa ziam duas vezes por ano: no Inverno. Vide n. "' Vide n. mi . "' Vide n. " Vide n. 107. 2H. 1 " Vide n.. . em árabe. 32 . T EXTOS .11 dl!dicação a Um só Ol. '" Os fdolos. '" lio do Profc tn Maomé t' um dos membros da tribo Q ur. " ' Sura AI Ftllrtq... II I Kiifiníu. lm .. Vide n. no originnl. l ó. '" Vide n. 32. llll original. 16. Vide n .. Vide n.. 370. 13. . . plura l de kiifir. "' Vide n. 107. 32. "' Vidl:. A mulher Abu Lnhnb. " ' l.. 16. ""' Viden. vocábu lo que cm <imbc significa ••Abundância•• é o nome de um d ns rios do l'amfso. 13. que significa ajudar. 11/ Mnssnrl: vocábulo ára be que d efine as fibras de tam<treira. ' " Vide n. •u Vide n.'10 Vide n.ar. " Jc no originnl. llua ndo praticavam feitiç. w Vidl' n. 360. ou o AI Wnlid lbn AI Mughimh. pnrn lhe dnr n conhecer a Mt'nsagem de Deu. " ' A idolatr ia. 6. ocorrida no 8. AI M Ç riu : do ve rbo 'tt'tiun. . 360 .\1>05 ISLÃO •• n. no mês d e Rnmadiio. 28. . 28. para a Síria. Vide n. "" Vide n. "" Vide n.. que insultou e ama ldiçoou o Profélil.. . 28. "" Vide n ... 370.'SCntc do verb<l knfimr s ignifica. JM Vid e n. '"' Vide n. Vide n . 41 6... "' Vide n.)..mdo csl!! reuniu n mm unidade Qumich. 424. '" Vicie 11. 385.. '" Vide n. Vide n. 430. no original. . AI Kaw. "" Sura AI Kmulhnr. o Islão . 16... " Alusão a AI' Á'? lbn Wã' il.th. . '" Vide n. AI Falaq: voei\ bulo árabe que :. ""ccRclig ião de Deus».ln. Vide n. . 442. Vide n . de cujo ma l só Deus nos pode afastar. 16. "' Vide n. l'rn oírabc. 13. 13.. " ' Vide n. ' 10 Vide n. 13. 424. Si\t. "' OL<>Ião. 442... "'' Vide n. "" Vide n . " ' Vidc n. 13. 4 11 .R. ' Iuc cm árabe s ignifica ••socorrer" ou «dnr n vitória». no o riginal. .Idem. I..o Solicitado por lodos».. "" Ide m. 13. '" S t111111tl. dcSl-endência. "" Vide n...arias contra algu ém . "' Vide n.... 32. Vide n.. . (. os hip<kritas que fingem rezar e m público. 32. ... 42. De todas as criôlturns.C. '" infinitivo substan ti vado d e llll$nm.uch. .. . para o lémen. "'Vide n. Vide n . con tra os perigos que a escuridão da noite pode propicin r. 379..do como ·•O 1\uto-Suõcientc» c ...RELIGIÕES I HL'ITORIA . "" Vide n . 6 "" l. 399. '" Ou seja.. 6... AI 1/illlti!f= infiniti vo subslnnlivéldo do verbo 11/illlnfll tluc s ig11ificn se r si nçcro.• O Is lão. parlídpio pn. Vide n. inimigos do Profeta. 28. no Verão. Vide n.ro AI M Ç tin. . . 360. as ti ras de cou ro ou as k1lhas de pnlma co m qui! se fazem cord a. 13... Vide n . Vide 11. . Vidl' n. 1. l'ode Sl'r iAunlmenlc inlcrprct.... 28. s implesmente. 10 Vide n. 4 15. 6 "' Sura de 11/ Mtrs_çatl.. Vide. I. . . " ' Su. u l Vide n.. Re fe rê ncia 11 co nquilôta do cidade sng mdn de Makkalr.. Al usão às bruxas ou feiticeiras.. 32.c. .e. '"' Idem. 16. 41 1. Vidt> n. 379. 6. . ." ano da Hégira (630 d .. Nes te cnso é n nn F(Õ c tot. '" Viuc n. ": Vide n .. 6 '" Viue n. 3H9.' n..'us Ve rd adl.

Vidl'n. ·•• M... u.ir. Jqucle qul' haja pratic<1do n bem e sofrerá aquele que tenhil co metido o mal . • Vide n. 16.J. Vidl! n . ldl'm. TKADic.1o dc1oCja r dificuldadet. "' Vide n. . vcrs. Agradecei-me e não Me re· negueis» (Cap. 6. 16. •· Idem. 452. n. Vide n.. Vl'r.. • Maoml!. . "" Vide n .'nto..10mé. 16. Vidl• n. ' 11 Vide n. I. "' Viden. I..' não CX II. Vide n . Vide n . cm . 28. Vide n ... 452. 16. 1 Idem. '" Idem. ViJL• n. . de Mim.in. 6. 6.. 494.. 6 ' ' • ' mi Ou seja Manml-. • Vide n... Vidl• n. ' • Vide n. «QUl' pnssns n noi te cm ornçno. 16. •·• De acordo cum Vl'l'l'fculo1> do A l\:nr. Vidl'n. 16. 19. 205). l'm . 452. Eu me lembrarei de vóo. J6. 122...Vidl• n. 112. JO Jmanhccer c ao anoill'CI. no leu fnlimo e com T DTOS 5 M... llnml'n . 16.'llifk. I52) e •• Deus não exige a ninguém nada para além das suas capa· cidades: colherá bendfcio-. "" Vide n.1bulo ']UC em .. . 13. 286) e também «Invoca o I('U St. ·1. O conceito sofrer para obler o de Deu!. h.... 1 ' Ou :. 16. • Idem. 494. (Cap. Viden.. '" Vide n . Deus pede simples· mente «Então. no1o crentes. lb. 6. 6. do Alcor3o.c nnturnlnwnlc 11 humanidnde cm gcrnl. 1 " Ou seja o Natlit/1 .6 . I . 6. 6. •·· Vidl'n. ló. "'' Vide 11.14. ó. . ven. Vide n. Idem.J. •• VidL•n. · Viden..1be s is. I..ll•m.wrné. 2. ' Vidl• 11. " lmpcr<Jdur . Vide n . I... Vide n . '" Villl' 11. 1 ' Id em. I C1. 16. 2. " Idem. 16. Vide n.. • Idem. I. Vidl• n .. lm . •· Idem. ' 11 Vide n. fi Vide n . 4lJ. lntcmu. . 1 ' llllflllu. 6 '" Vide n. Vide n. "' Vide n . ''' Id em. A llumanidade. . . 4'. ' Vide n. Vide n. 8.. 452. 32. I. • Vidl' n . "" Vide n. não existe no Is lão. "' Ou seja Deu1o. pelo qui.". Idem.1r.11x•.. •" Vide n. Rcfcrc--. Vide n . . • Cap. .'OI . sem levantnr i1 vtu. O Alcor. •· Idem.l' t1uc cado um se esforce para i'l lêm dns suas capacidade:. • Ou seja Maomé. . 6.. • Vide n . Vid e n. Vide 11. "' Vide n. MJom".'r e não scja1o dt'l'atl. " Id em. 6.. 14. 6. 7. lc. 6.lrJlxo. Dl•u. 16. • Vide n.. ·I• 11111111.L•.. "" Vide n. 1 " I. •·• Vide n. 452. Idem.. •· Vide n. •· Vide n. ' " Vidl'n. 2. Vide n. 6. 6 n. n. 16.l M. I. 452.I!AIXh I ISLÃO toda a humildade c tl'mero!><1mcnte. ' M01omc-.cj..1 .. · • Vide n. Vidl· n . . 1/tiiJ. '" Vide n.RELICIÚES I • TI:XTOS. 2. ' Vide n . (Cnp. 2...io.JL•m.. 6 Idem. Vidl' n. '" Vide n . 16.. ··• Vide n. ' Vide n. " An·Niiss: voc. •·• Vide n. '" Mao mé.•nhor. 2.

n. O Profeta rt.RELICIOES ------------------------------ I TliXTO!>.. Vide n.Idem. 4. ' Vide n. " Idem. . '"' Vidl• n. ou nc'lo é um ser humano?.. 19. / . Maomé. "' Idem. "' Maomé.. 6 . ". • Vidl? n. . 2. "' Idem. ' Vide n.. Vide n. 2.... 6. Vide n ..'v L - ·j . Vide n.'Ccituada'i d.. . Vide n. 16. .: cada uração. Idem. " Idem.• . "" Idem.. • Vide n.ó l'rufcta Jc Deus. • tdem.' . fi. • fdem. . Aquele que n. '' Idem.2_.. 16. paS.ir01be. 16.. Maomé. este cortejo é de um judeu?.o. ../. "' Idem.. Vide n.1o.. '' Idem . . "" Idem. . quL'Slionarilm: . "'" Idem.v-: ?é... TltADIÇ()I "' Idem. 16.. 16.io (c/ a. • Vide n. 16.Vide n.. '" Vide n .. Vide n ... 16. 6. " Vide n . 559. . di zendo: . . Maomé. 16. 127.pondeu. ' Mês de Ramad. '" Idem. Allnlm Aknlmr. . . Idem."""':. Vide n.lt .tlll um l"Ortcjo fúnebre de um judeu cu l'mfeta levantou-se porrespcrto. 88.:>. -. 54 I. . c m . ao verem o Profeta a lcvanlilr-!'C. Vide n. 13.>t. 5sol FÉ BAHÁ'Í .. abluçõcs pn. . Vide n... 1. Dnwl. 1. cm Vide n. • Idem. .... "'' Mãe de jesun. 'Certa vez.. Vidl' n.