You are on page 1of 36

04-02-2012

Técnico de Informação,
Documentação e Comunicação
UF11-Sistemas de Telecomunicações
Apresentação e Noções Introdutórias
Duração: 50H

Formador: Cosmin Constantinescu

Objectivos 

Instalar, utilizar e manter equipamentos e
aplicações informáticas. 

Reconhecer e explorar as potencialidades de
sistemas de telecomunicações.

1

04-02-2012

Conteúdos #1 

Equipamentos e aplicações informáticas - fundamentos              

Registo
Cópia de segurança
Listagem
Ficheiro
Byte
Aplicação
Formato
Menu
Disco rígido         

Monitor
Impressora
Formatação
Programação
Digitalização
Dados
CD-ROM
Scanner
Administração de sistema

Caracterização do hardware, suporte lógico (software) e periféricos
Utilização de equipamento informático e aplicações informáticos
Diagnóstico de requisitos, instalação de um posto de trabalho, equipamento informático,
utilitário e aplicação informática
Manutenção de um parque informático sob a responsabilidade de um administrador de
sistema
Detecção da natureza de uma avaria material ou de diferentes mensagens de erro
emitidas pelo sistema

Conteúdos #2 

Sistemas de telecomunicações – considerações gerais          

Sistemas de telecomunicações – Sítio Web
Servidor
Rede
Internet e Intranet,
Modem
Protocolo de comunicação
Débito
Síncrono
Linha dedicada, rede digital de sistemas integrados e ciberespaço

Tipos de rede 

Critérios    

Área geográfica coberta
Tecnologia utilizada
Topologia
Utilização de meios próprios/privados

2

04-02-2012

Conteúdos #3 

Interligação entre segmentos e redes 

Funcionamento de uma rede local interna e partilha de acessos 

Detecção da natureza e localização de uma avaria das redes e
procedimentos para as correcções adequadas 

Internetworking e VLAN (Virtual LAN) 

Protocolos de comunicação 

Mecanismos e política de Routing 

Internet e World Wide Web

Avaliação 

Desempenho em sala de aula 

Fichas de trabalho 

Realização de um trabalho final / Ficha de avaliação final

3

Evolução dos computadores #2 Pelo decorrer do tempo foram criados diversos instrumentos visando à mecanização do cálculo. Visando justamente suprir a esta necessidade que foi inventado o Ábaco por volta de 3000 A. ele desenvolveu máquinas capazes de optimizar determinadas actividades. E para satisfazer a essa exigência. que se feitas por humanos. constituída de um mecanismo com certo número de rodas dentadas. No campo matemático podemos destacar que homem se utilizava do sistema numérico decimal. • Porém sua operação por ser vagarosa não apresentou nenhuma vantagem em relação ao cálculo manual.04-02-2012 Evolução dos computadores #1   O homem sempre procurou uma maneira de produzir mais com menos.D. • 4 . que exigia um tipo de trabalho mais aplicado e com isso mais vagaroso. algo complexo para a humanidade resolver de forma rápida. • A primeira calculadora que realizava operações básicas como adição e subtracção foi criada por Blaise Pascal no século XVII. seriam complicadas e morosas. que tornava possível através de sucessivos giros a execução de cálculos de até oito dígitos como presente nas calculadoras comuns de hoje. Pascal cria aos seus dezoito anos de idade a Pascaline. • Filósofo e cientista.

 Babbage idealizou um pequeno modelo constituído por 96 rodas e 24 eixos que denominou “Máquina Diferencial”.  Elas trabalhavam basicamente combinando números nela inseridos através de alavancas e relógios. Gottfried Leibniz projectou uma máquina bem mais sofisticada que além de executar operações de adição e subtracção também multiplicava e dividia valores. As primeiras máquinas comercializadas no século XIX eram baseadas nos princípios de funcionamento de sua máquina. 5 . demorando cerca de 3 anos para a sua construção. A máquina de Leibniz era constituída de cilindros de rodas dentadas e um complexo sistemas de engrenagens capazes de assombrar qualquer engenheiro contemporâneo. Evolução dos computadores #4  Porém estas máquinas não podem nem de longe serem comparadas à actual tecnologia presente em nossas vidas.04-02-2012 Evolução dos computadores #3    Analisando a genialidade da criação de Pascal.  Foi no século XX que Charles Babbage deu um grande impulso ao desenvolvimento das “Máquinas Matemáticas”. sem condições de armazenamento e um tipo de instrução automatizada.

04-02-2012 Evolução dos computadores #5   Logo após a “Maquina Diferencial”. através de arames que podiam ou não perfurar os cartões. base dos modernos computadores electrónicos. A máquina deveria dispor de uma memória capaz de mil números de cinquenta dígitos. comparando-os e agindo de acordo com o resultado obtido. capaz de executar quaisquer cálculos. Foi nesta época que foram desenvolvidas as directrizes que impulsionaram as actuais técnicas de programação (técnicas que inserem nas máquinas os procedimentos e directrizes para que elas realizem as operações). Foi Alan Turing quem criou o que hoje é à base de todas as técnicas de programação. sua complexidade era tamanha que desencadearam diversos fracassos que fizeram seu projectos permanecerem abandonados. contendo programa e dados. Sua limitação se baseava no facto de que toda a informação seria armazenada em cartões perfurados. Babbage passou ao desenvolvimento da “Máquina Analítica”. que foi a primeira máquina considerada programável. ainda que através de programação externa. princípio inicial da programação dos computadores electrónicos. Outros matemáticos continuaram seus estudos após a morte de Boole. 6 . Evolução dos computadores #6     Embora os projectos de Charles Babbage fossem revolucionários. criando os sistema de numeração binária. que consistia numa forma de inserir dados nas máquinas. denominada descodificação.

7. Sistema Decimal  Normalmente aplicado em diversas linguagens de programação e vectores de imagens gráficas. 6. 3. Sistemas Numéricos #2 Sistema Binário  Usualmente aplicado na linguagem de máquina apresenta somente os algarismos: 0 e 1. C.  As bases numéricas mais comuns na informática são binária. 7 . B. 1. 6. 4. 2. Sistema Hexadecimal  Habitualmente aplicado em algumas linguagens de programação. A. 4. 2.04-02-2012 Sistemas Numéricos #1  Visto que as informações dos computadores são passadas através de circuitos electrónicos e estes são activados através de impulsos eléctricos.1. 9. D. Os cálculos são compostos dos algarismos: 0. bastante utilizado na aplicação de codificação de cores e é composto pelos seguintes algarismos: 0.1) que representam os impulsos eléctricos negativo e positivo respectivamente. 8. 5. A partir daí então foi desenvolvido um sistema representativo de apenas dois símbolos (0. 8 e 9. decimal e hexadecimal. 3. 5. E e F. estes podem apenas estabelecer dois estados estáveis: positivo e negativo. 7.

Baseado nas válvulas (18200 válvulas). Sem memória e programado através de fichas. Computador ENIAC 8 . Só trabalhava durante 5 segundos consecutivos. pesava cerca de 33 toneladas. Tinha a capacidade de processamento de uma calculadora de bolso moderna.04-02-2012 1ª Geração (1950-1957) – Válvulas de vidro       1º Computador electrónico – ENIAC (Electronic Numeric Integrator And Calculator) que significa “calculadora e integrador numérico e electrónico”. Custou aproximadamente 5 milhões de dólares. porque as válvulas fundiam com facilidade devido às altas temperaturas que atingiam. ocupava uma área de 212 m² e precisava de 5 pessoas a trabalhar em simultâneo.

04-02-2012 Computador ENIAC Computador ENIAC 9 .

isto é. maior velocidade operação. surgindo assim a 1ª linguagem de programação: o “Assembler”. O transístor tem enormes vantagens sobre as válvulas vidro: grande redução de tamanho. dependendo do resultado de uma operação computacional. menor consumo energético. Inicia-se a programação através de comandos abreviados. menor dissipação calor. que pode tanto conduzir quanto isolar uma corrente eléctrica.04-02-2012 2ª Geração (1958-1963) – Transístores    Mudança de válvulas para transístores. passando a dar-se menos importância ao “Hardware”. menor número de avarias. Um transístor é um dispositivo composto por um material semicondutor. menor tempo manutenção e maior fiabilidade. Minicomputador PDP-8 10 .   de de de de Surge o conceito de “Software” aplicado aos programas que eram introduzidos no computador.

como por exemplo Fortran.LSI (Large Scale Integration) – 10.SSI (Small Scale Integration) – 100 transístores . vinha com 7 Mb de memória física e 128 Kb de memória RAM. para aplicações comerciais.MSI (Midle Scale Integration) – 1000 transístores . 1964: SYSTEM / 360 3ª Geração (1964-1969) – Circuitos Integrados • • • • Circuitos integrados – componentes electrónicos com cerca de 5 mm2 de área e contendo internamente vários transístores e outros componentes electrónicos – “Chip” São classificados em função do número de transístores que os compõem: . Surgem as primeiras linguagens de programação orientadas para a resolução de problemas específicos. para aplicações científicas. • Pesava apenas 400 quilos.000 transístores Com o aparecimento do Chip.04-02-2012 • Um dos maiores sucessos de venda da história da tecnologia. 11 . e Cobol. o System / 360 foi o primeiro computador de uso comercial do mundo. a velocidade dos computadores aumentou para as dezenas de nanossegundos por instrução (1segundo = 1000 milhões nanosegundos).

•Generalizam-se a multiprogramação. foi inicialmente criado para operar uma calculadora da empresa japonesa Busicom. por si só. FORTH para aplicações gráficas. os dirigentes da Intel perceberam que aquele microprocessador poderia realizar muito mais funções e empregaram uma evolução do 4004 para o desenvolvimento do primeiro computador pessoal.04-02-2012 4ª Geração (1970-1992) – Circuitos Integrados de VLSI •VLSI (Very Large Scale Integration) são circuitos que conseguem integrar dentro de uma área muito reduzida (2 a 5 mm2) uma quantidade muito grande de transístores e elementos electrónicos diversos (cerca de 100. o primeiro microprocessador do mundo.000). uma unidade lógica e aritmética e uma pequena memória. Contudo. o IBM PC. 12 . com processador INTEL 8080. o multiprocessamento e o teleprocessamento. O computador ALTAIR. os primeiros microprocessadores que são circuitos integrados que constituem. •1980 – Primeiro computador pessoal. •Começa a produzir-se em grande escala os microcomputadores e surgem várias linguagens de programação.INTEL 4004    O Intel 4004. entre outras. o ALTAIR 8800. satisfazendo as mais diversas necessidades (BASIC para aplicações gerais. •Início da revolução informática. era 40 vezes mais rápido que o ENIAC. LOGO para aplicações educacionais. •O desenvolvimento da microelectrónica produz. na década de 70. 1971 .

 Os computadores evoluiram e tornaram-se cada vez mais rápidos e com capacidade cada vez maior de armazenamento.04-02-2012 Altair 8800. o “primeiro” microcomputador .5 vezes mais rápido que o 8088 80286-12 80286-16 12 MHz 16 MHz 9 vezes mais rápido que o 8088 12 vezes mais rápido que o 8088 80286-20 80286-25 20 MHz 25 MHz 15 vezes mais rápido que o 8088 18 vezes mais rápido que o 8088 1985 1989 80386DX-16 80486DX-25 16 MHz 25 MHz 17 vezes mais rápido que o 8088 54 vezes mais rápido que o 8088 1992 80486DX2 50MHz 1994 1993 80486DX4 Pentium-60 100 MHz 60 MHz 200 vezes mais rápido que o 8088 240 vezes mais rápido que o 8088 1994 Pentium-75 Pentium-100 75Mhz 100 MHz 400 vezes mais rápido que o 8088 1982 Avanço 13 . Ano de lançamento 1972 1974 1978 Processador 8008 8080 8088 8088-2 Velocidade 200 KHz 2 Mhz 5 Mhz 8 MHz 60% mais rápido que o 8088 8088-1 10 MHz 2 vezes mais rápido que o 8088 80286-8 80286-10 8 MHz 10 MHz 6 vezes mais rápido que o 8088 7.Em 1975 começaram as vendas do “kit” do primeiro microcomputador. que utilizava o chip 8080 da Intel. chamado de Altair 8800.

máquina à base de circuitos electrónicos que efectua grandes operações e cálculos gerais. . s. de maneira ultra rápida”. submetê-lo a operações predeterminadas e chegar a um resultado.aquele que faz cômputos ou que calcula.Inteligência artificial  Nesta nova geração de computadores é dado um maior ênfase a novas arquitecturas e a novas técnicas de programação… O que é um computador?  No dicionário encontramos: "Computador." 14 .m.04-02-2012 5ª Geração (1993-…) .  Também podemos dizer: "Computador é um equipamento capaz de aceitar elementos relativos a um problema.

para identificar computadores portáteis.  15 . Inicialmente foram chamados de laptops. no trabalho. etc. sendo utilizados para fins específicos. criado pela IBM para nomear uma família de computadores. indicando aqueles que normalmente utilizamos em casa. que em inglês significa caderno). ainda menores. do tamanho de um caderno (daí a palavra notebook. Hoje. não são tão funcionais quanto os outros computadores.  Outro tipo de computadores portáteis são os notebooks. como uma agenda avançada. No entanto. já que. Os laptops são tão funcionais quanto computadores de mesa. poderiam ser colocados no colo de seus utilizadores. Tipos de Computadores quanto ao Porte e ao Uso #2 Os computadores portáteis estão incluídos nesta categoria. devido ao seu tamanho. por caberem na palma da mão. os termos são utilizados praticamente sem distinção. São também chamados de palmtops.  Existe ainda outro tipo de computador portátil: os chamados PDAs (Personal Digital Assistants). devido à palavra lap (colo). São também chamados de computadores pessoais devido ao termo PC (Personal Computer). nas universidades.04-02-2012 Tipos de Computadores quanto ao Porte e ao Uso #1   Existem diversas terminologias para classificar computadores: Microcomputador (PC ou computador pessoal) .O termo microcomputador se refere ao porte do computador.

como a análise do comportamento dos nanomateriais. Outra característica é que. geralmente utilizados em universidades ou centros de pesquisa.Esse termo é utilizado apenas para designar os computadores mais potentes de uma determinada época. No entanto. conhecido como K. utilizam uma arquitectura interna diferente dos computadores pessoais. São também mais caros e. O projeto "K" conta com um investimento de cerca de 112 bilhões de ienes (975 milhões de euros). portanto. a simulação do impacto de tsunamis e da previsão do tempo. envolvidas na fabricação da máquina. segundo a Fujitsu e a agência japonesa Riken. São extremamente caros e consomem muita energia. O supercomputador mais rápido do mundo. é formado por 88.  Tipos de Computadores quanto ao Porte e ao Uso #4  Supercomputador .As chamadas estações de trabalho são computadores semelhantes aos computadores pessoais. a fabricação de células de captação de energia solar. em geral.128 CPUs interconectadas e aumentou a sua capacidade de processamento.04-02-2012 Tipos de Computadores quanto ao Porte e ao Uso #3 Estações de Trabalho . A ideia é que a velocidade dos cálculos e a precisão trazida pelo K possam ser aplicadas em diversos campos da ciência.51 quadrilhões de operações por segundo. utilizam algum sistema operacional Unix ou uma variação dele. São 10. 16 . tais como a fussão nuclear. sendo utilizados para modelar ou simular processos extremamente complexos. que resulta em um processamento mais rápido.

 O conceito de informação deriva do latim e significa um processo de comunicação ou algo relacionado com comunicação (Zhang. Necessidade da Informação  A Informação assume.O termo mainframe designa computadores de grande porte. hoje em dia.04-02-2012 Tipos de Computadores quanto ao Porte e ao Uso #5  Mainframes . cada uma mais complexa que outra. 1988). 17 . uma importância crescente. Esses computadores têm a capacidade de manipular quantidades imensas de informações. Ela torna-se fundamental a nível da empresa na descoberta e introdução de novas tecnologias. mas na realidade existem muitas e variadas definições de informação. exploração das oportunidades de investimento e ainda na planificação de toda a actividade industrial. em relação ao seu tamanho.

armazenado e tratado por um computador.  Informação – é o tratamento de dados que articulados entre si. 18 . assumem um determinado significado.04-02-2012 Tratamento da Informação  Por tratamento da informação entende-se todo um conjunto de operações que é necessário efectuar sobre um determinado conjunto de dados. de modo a que se possam extrair informações consideradas úteis para um determinado fim. Dados e Informação  Dados – é todo o elemento significativo que pode ser aceite.

no domínio da técnica.04-02-2012 Definição de Informática Informação + Automática Informática É a ciência do tratamento racional. do económico e do social. da informação considerada como suporte do conhecimento humano e da comunicação. Exemplo Dados Sistema de informação Informação 60 65 63 70 85 Processamento 85 kg é o peso mais elevado 80 19 . nomeadamente por processos automáticos.

20 .  Actual – deve basear-se em dados o mais actuais possíveis: Conteúdo  Exacta – livre de erros.  Relevante – deve estar relacionada com as necessidades de um utilizador.04-02-2012 Características de uma boa informação Exacta  Fiável  Rigorosa  Clara  Compreensível  Pertinente  Oportuna  Acessível  Qualidade da Informação    Quando?  Oportuna – deve estar disponível quando for necessária. para uma utilização especifica. Forma  Clara – fácil de perceber e interpretar.

pois sem este o computador não funciona.  Conhecimento e experiência.04-02-2012 Necessidades da Informação  Ao ser humano: Especialização. 21 .   À organização (ex: empresa. organização)  Vital para o seu funcionamento Sistemas Operativos  O que é um Sistema operativo?  É o principal Software (programa) do computador.  Novas ideias e conceitos. O SO cria uma ligação entre Hardware (componentes). software e utilizador.  Actualização e expansão das suas capacidades.

compiladores. interpretadores. bases de dados. utilitários de sistema. programas de desenho. tais como. controladores de dispositivos ou device drivers. processamento de texto. etc. tais como. folhas de calculo. programas de entretenimento. 22 . etc… Sistemas Operativos  Software de Aplicação  É onde se engloba todos os programas de computador que se destinam a efectuar tarefas com interesse para o utilizador..04-02-2012 Sistemas Operativos Tipos de Software  Software de Sistema  É onde se inclui o sistema operativo e outros componentes de software.

Vamos então analisar a evolução dessas funções:  Gestão de programas.04-02-2012 Funções básicas de um SO Os sistemas operativos gerem um conjunto de funções básicas que têm evoluído ao longo dos tempos. do computador com o Funções básicas de um SO  Gestão de Programas:  A função mais importante de um SO. Gestão dos periféricos de entrada e saída. e que afecta directamente a sua fiabilidade. Meio de interacção utilizador. Gestão da memória.  Controlo de recursos de hardware:      Gestão do microprocessador. é o método como gere a execução dos programas. 23 . Segurança.

24 . mas a segunda tarefa só é realizado após a primeira ter terminado.04-02-2012 Gestão de Programas  Monotarefa   O utilizador executa uma tarefa de cada vez Multitarefa  O utilizador pode executar duas ou mais tarefas em simultâneo Gestão de Programas  Multitarefa  Cooperativa   Os utilizadores podem executar dois ou mais programas. Preemptiva  A multitarefa preemptiva permite que o SO recupere o controlo caso um aplicativo interrompa a sua execução.

04-02-2012 Gestão de Programas  Multitarefa  Multithreading  Os SO podem executar duas ou mais tarefas de um único programa. é possível atribuir a cada um uma tarefa diferente para que o trabalho seja distribuído por todos. 25 . o sistema operativo te que gerir quanto tempo cada tarefa vai ocupar no microprocessador. Os SO mais eficazes combinam multitarefa preemptiva com multithreading a a Controlo dos recursos de Hardware Gestão do microprocessador  No caso da multitarefa preempetiva e do multithreading.  Nos sistemas informáticos constituídos por mais do que um microprocessador.

26 . Se a memória RAM estiver cheia. elas são copiadas para a memória RAM.04-02-2012 Controlo dos recursos de Hardware Gestão da memória  O sistema operativo atribui a cada programa que se encontra em execução uma fatia de memória. que é um método de utilizar o disco rígido do computador como uma extensão da memória RAM. Controlo dos recursos de Hardware Gestão da memória  Na memória virtual. as instruções e os dados do programa são divididos em unidades de tamanho fixo. designadas por páginas. o sistema operativo armazena as páginas num ficheiro do disco rígido. Quando há necessidade das páginas armazenadas no disco rígido.  Os sistemas operativos mais evoluídos implementam a memória virtual. denominado por ficheiro de troca (swap file).

geram-se interrupções e o sistema operativo vai dar ordem para executar o programa respectivo a cada pedido de interrupção. Cada periférico gera interrupções. se o utilizador pressionar uma tecla ou se mover o rato.  Por exemplo. Gestão de Dispositivos 27 . que são sinais enviados para o microprocessador.04-02-2012 Controlo dos recursos de Hardware Gestão dos periféricos de entrada e saída  Os periféricos que são ligados ao computador têm de ser geridos pelo sistema operativo.

Meios de Interacção (Interface)  Interfaces baseadas em menus – neste caso aparece no ecrã um menu com todas as opções e o utilizador tem que seleccionar a opção pretendida. 28 .Meios de Interacção (Interface)  Interface de linha de comandos – obriga a que o utilizador saiba os comandos e as respectivas regras de sintaxe (significado).04-02-2012 SO . SO .

04-02-2012 SO . O trabalho deverá ser entregue até ao final da próxima aula. conexões de rede. 29 . Trabalho Prático Nº1    Cada Formando deverá realizar um trabalho prático onde deverá apresentar os três tipos de interface do sistema operativo com o utilizador. facilitando a mudança entre programas.) são representados por pequenas figuras. o trabalho deverá ser enviado pelo correio electrónico para o professor. etc. Neste caso.   Os programas (software) são executados em janelas dimensionáveis. designados por ícones. Exige hardware mais evoluído. os recursos do computador (programas. No final.Meios de Interacção (Interface)  Interface Gráfica – é a interface mais utilizada por ser bastante intuitiva e mais fácil de ser utilizada. ficheiros de dados.

04-02-2012 Trabalho Prático Nº2    Cada aluno deverá realizar um trabalho prático onde deverá apresentar uma lista de comandos DOS. No final. Controlo dos recursos de Hardware Segurança nos sistemas operativos A segurança de um computador é um ponto fundamental para o bom funcionamento de um sistema informático. O trabalho deverá ser entregue até ao final da próxima aula. Existem dois aspectos que devem ser considerados quando se planeia a segurança de um sistema operativo:   A segurança dos computadores e dos dados armazenados. 30 . A segurança da rede de comunicações e dos dados durante a transmissão. o trabalho deverá ser enviado pelo correio electrónico para o professor.

Disponibilidade – os recursos só devem ser utilizados por aqueles a quem se destinam. Tipos de SO SO para Mainframes  SO para Servidores  SO para Múltiplos Processadores  SO para Computadores Pessoais  SO de tempo real  SO Embebidos  SO para Smart Card  31 .04-02-2012 Controlo dos recursos de Hardware Segurança nos sistemas operativos Requisitos de segurança:    Secretismo – a informação só deve estar acessível a quem tenha autorização para a mesma. Integridade – os dados e o estado do sistema não devem poder ser alterados por acidente ou comportamento incorrecto.

Este tipo de SO é orientado principalmente para o processamento simultâneo de inúmeras tarefas. SO para Servidores Estes SO são desenvolvidos para máquinas com grande capacidade. existentes nas grandes empresas. workstations ou mainframes  Servem múltiplos utilizadores através da rede e permitem a partilha de hardware (Ex: impressoras).04-02-2012 SO para Mainframes  Desenvolvidos para computadores de grande porte.  32 . ou de recursos de software (Ex: Internet). muitas das quais exigindo bastantes entradas e saídas (Input/Output) informação.

constituídos por várias CPUs num único sistema (computadores paralelos. sendo. folhas de calculo.04-02-2012 SO para Múltiplos Processadores  Destinados a computadores especiais. multicomputadores ou multiprocessadores).  33 . muitas vezes.  São amplamente utilizados para processamento de texto. uma variação dos SOs para servidores com características especiais de conectividade e comunicação. acesso à Internet. SO para computadores pessoais Têm por objectivo servir de interface para um único utilizador. etc.  Necessitam de SOs especiais.

SO embebidos  Destinado a sistemas mais pequenos.  Ex: Na indústria. telecomandos. durante o processo de fabrico determinados processos tem de ser efectuados em determinado tempo e segundo uma lógica. como é o caso dos telemóveis. O SO deve assegurar que as tarefas criticas sejam tratadas em tempo útil. São exemplo destes SO o Windows CE e o PalmOS 34 .04-02-2012 SO em tempo real  É uma aplicação multitarefa na qual várias tarefas criticas devem ser processadas em simultâneo. Executam um reduzido conjunto de tarefas. PDA.

contendo pequenas CPU. Glossário de termos         Software – parte lógica do computador Hardware .04-02-2012 SO para Smart Card  São os SO mais pequenos.parte física do computador Device drivers -Programas de controlo de dispositivos Compiladores. que são executados nos cartões de crédito.traduz a linguagem humana para linguagem máquina (zeros e uns) Interpretadores – interpreta essa linguagem (Input/Output) – Entrada e saídas de dados Workstations – estações de trabalho CPU .Unidade central de processamento 35 . Têm grandes restrições de processamento e pouca memória.

 36 . Diego Andrade.00h. Mandaguari. em 27-de Janeiro de 2009 às 10.pt/imgres?imgurl=http://adolfogarro. “A EVOLUÇÃO DA INFORMÁTICA Desde os séculos passados até os dias de hoje”.04-02-2012 Bibliografia Martins.  http://images.jpg&imgrefurl=http://historiadain formaticavag.  http://epvcredes.00h.files.google.  Cerqueira.net. “APOSTILA DA DISCIPLINA INFORMÁTICA”. wordpress.html&usg=__c vtpQxYveu1CTMiByH-uamdOg0=&h=279&w=403&sz=38&hl=ptPT&start=5&tbnid=1xzP6Mo5vgpNM:&tbnh=86&tbnw=124&prev=/images%3Fq%3Dabaco%2 6gbv%3D2%26hl%3Dpt-PT. 2004.com/2007/05/abaco. Camilla Brandel .net63.blogspot.com/2008_05_01_archive. em 27-de Janeiro de 2009 às 9. 2003 .