You are on page 1of 30

QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO

DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS

DC-001
MANUAL

SNQC/END

Documento Complementar Nº 1

FOLHA N

O

1/9
ELABORADO

APROVADO

BC

CC

EDIÇÃO

REVISÃO

29.09.88

9 (02/03/2001)

1. OBJETIVO
Complementar a norma ABENDE NA-001, no que se refere ao estabelecimento da sistemática para
Qualificação e Certificação de Pessoal em Ensaios Não Destrutivos nos setores industriais Eletromecânico,
Petróleo / Petroquímico / Químico, e Siderúrgico / Ferroviário / Mineração / Cimenteiro.

2. NORMAS APLICÁVEIS
Norma ABENDE NA 001 - Qualificação e Certificação de Pessoal em Ensaios Não Destrutivos.
3. SIGLAS E DEFINIÇÕES
3.1 Siglas
3.1.1
3.1.2
3.1.3
3.1.4
3.1.5
3.1.6
3.1.7
3.1.8
3.1.9
3.1.10
3.1.11
3.1.12
3.1.13

END
EV
LP
PM
ER
US
CP
ES
CEQ
SNQC
END
BC
CC

- Ensaios Não Destrutivos
- Ensaio Visual
- Líquido Penetrante
- Partículas Magnéticas
- Ensaios Radiográficos
- Ultra-Som
- Correntes Parasitas
- Estanqueidade
- Centro de Exames de Qualificação
- Sistema Nacional de Qualificação e Certificação
- Ensaios Não Destrutivos
- Bureau de Certificação
- Conselho de Certificação

3.2 Definições
3.2.1

Empregador - Corporação privada ou entidade pública que emprega pessoal através de rendimentos ou
salários diretos. No caso de inexistência de vínculo empregatício, o Contratante é considerado o
Empregador, para fins do disposto neste documento complementar.

4. NÍVEIS E SUBNÍVEIS DE QUALIFICAÇÃO
Para cada método de ensaio, estão previstos no Anexo I os níveis e subníveis de qualificação aplicáveis aos
tipos de serviços que podem ser executados pelo profissional qualificado.
Compete a cada Comitê Setorial, após análise das condições técnicas do setor, definir os anexos próprios do
setor correspondente, mantendo, unificando ou desconsiderando os itens constantes do Anexo I. Estes anexos,
específicos de cada setor, devem fazer parte deste documento, após aprovação do Conselho de Certificação.
As aplicações específicas dos diversos métodos, que representam casos particulares e restritos de ensaios, não
previstos ou incluídos em qualquer subnível, devem ser definidas e detalhadas nos anexos elaborados pelos
respectivos Comitês Setoriais.

QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO
DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS

DC-001
MANUAL

SNQC/END

Documento Complementar Nº 1

FOLHA N

O

2/9
ELABORADO

APROVADO

BC

CC

EDIÇÃO

REVISÃO

29.09.88

9 (02/03/2001)

5. PRÉ-REQUISITOS PARA CANDIDATOS A QUALIFICAÇÃO
5.1 Escolaridade e Experiência Profissional
O candidato a exame de qualificação deve comprovar, mediante documentos legais, o atendimento aos
requisitos mínimos de escolaridade e experiência profissional efetiva, conforme Anexo II.
5.2 Treinamento
O candidato a exames de qualificação deve comprovar, formalmente, ter obtido aproveitamento satisfatório em
curso de treinamento supervisionado por um nível 3, com carga horária conforme recomendado no Anexo III.
5.3 Aptidão física
O candidato a exame de qualificação deve comprovar que possui Acuidade Visual satisfatória, através de
Atestado Médico, que cite explicitamente o atendimento aos seguintes requisitos:
a) acuidade visual natural ou corrigida, comprovada pela capacidade de ler as letras J-1 do Padrão JAEGER
para visão próxima a 40 cm de distância;
b) para ensaio visual deve ter acuidade visual para visão longínqua, natural ou corrigida, igual ou superior a
20/20 da escala SNELLEN;
c) para ensaio visual deve ter visão binocular normal, comprovada através dos testes FRISBY ou TITMUS;
d) na aplicação dos itens de A até C, admite-se o emprego de métodos equivalentes aos especificados para
avaliação da acuidade visual.
5.4 Credenciamento CNEN em Radioproteção
O candidato a exame de qualificação para ensaio radiográfico, deve estar credenciado pela CNEN (Comissão
Nacional de Energia Nuclear), no mínimo, como "operador", exceto para o candidato a exame no
método/nível/subnível ER-N2-S-IL.
Os examinadores dos Centros de Exames de Qualificação estão dispensados do credenciamento pela CNEN
como operadores, desde que a verificação do posicionamento do bic o/arranjo radiográfico, seja feita sem a fonte
radioativa.

6. EXAMES DE QUALIFICAÇÃO
6.1 Tipos de Exames
6.1.1
a)
b)
c)
d)

Os candidatos a níveis 1 e 2 devem ser submetidos aos seguintes exames de qualificação:

Teórico Geral
Teórico Específico
Prático Geral
Prático Específico

6.1.2

Os exames prático geral e prático específico podem ser aplicados num único exame.

QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO
DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS

DC-001
MANUAL

SNQC/END

Documento Complementar Nº 1

FOLHA N

O

3/9
ELABORADO

APROVADO

BC

CC

6.1.3

EDIÇÃO

REVISÃO

29.09.88

9 (02/03/2001)

Os candidatos a nível 3 devem ser submetidos aos seguintes exames de qualificação:

a) Teórico Geral
b) Teórico Específico
c) Prático (dispensado para os candidatos com certificação no nível 2)
6.2

Conteúdo dos Exames

6.2.1

O Exame Teórico Geral abrange os princípios fundamentais do ensaio, relativos ao método de END e
consta de questões tipo múltipla escolha, nas quantidades descritas na Tabela 1. Para o nível 3, abrange
conhecimentos de processos de fabricação, condições de serviços e princípios gerais de outros métodos
de END, além de requisitos de treinamento e qualificação de pessoal em END.

6.2.2

O Exame Teórico Específico é composto de questões dissertativas, de cálculo e/ou de múltipla escolha,
nas quantidades descritas na Tabela 1. As questões abrangem equipamentos, procedimentos de ensaios,
técnicas operacionais e, para os níveis 2 e 3, critérios de aceitação do método de END aplicado e ao
setor industrial concernente e, opcionalmente, sobre critérios de aceitação do setor industrial.

Para o nível 3 abrange ainda, conhecimentos de normas e especificações aplicáveis ao setor e a preparação de
procedimentos de END no método pretendido.
6.2.3

6.2.4

No Exame Prático Geral, o candidato deve demonstrar o conhecimento do funcionamento dos
equipamentos utilizados no método e domínio das operações de ajuste, calibração, avaliação de
desempenho e manuseio, bem como o domínio do uso dos materiais empregados, avaliação de seu
desempenho, manip ulação e preparo, incluindo-se acessórios, dispositivos e padrões.

No Exame Prático Específico, o candidato, deve demonstrar, com base em um procedimento técnico
escrito fornecido pelo Bureau de Certificação, sua competência na aplicação do método de END. Isto é
realizado mediante inspeção de corpos-de-prova, com avaliação, registro de resultados e laudo (quando
aplicável), de acordo com critérios de aceitação previamente definidos.
A quantidade e os tipos de corpos-de-prova utilizados são selecionados a partir de uma coleção representativa,
definida para cada método de END pelo Bureau de Certificação.

QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS DC-001 MANUAL SNQC/END Documento Complementar Nº 1 FOLHA N O 4/9 ELABORADO APROVADO BC CC EDIÇÃO REVISÃO 29.09.2 A documentação apresentada pelo candidato deve ser encaminhada ao Bureau de Certificação para verificação e arquivo. os candidatos devem apresentar ao Bureau de Certificação.1 Exames para Nível 1 e Nível 2 Os exames de qualificação teóricos devem ser conduzidos pelos CEQ ou BC.3. solicitação especificando o método.1 N. Cabe ao Bureau de Certificação.3.2 N.Os exames práticos devem ser conduzidos pelos CEQ.3 Habilitação para Exames de Qualificação 6.1 Para habilitar-se a exames de qualificação.3 Obs.2 N.1 N.: (1) A quantidade de questões pode ser reduzida à metade.88 9 (02/03/2001) TABELA 1 . 6. emitir o documento "Habilitação para Exames de Qualificação" a ser apresentado pelo candidato ao respectivo CEQ. nível e subnível de qualificação e o setor industrial pretendidos. 6. no caso de complementação para um outro subnível ou aplicação específica (AE) (2) Para US-N1-ME e US-N1-CL (Anexo I).1 N.1 N.3 N.2 N.3 N. Os exames teóricos têm validade de 18 meses.2 N.1 N.2 N.4 Aplicação dos Exames 6. acompanhada de toda documentação comprobatória requerida para demonstrar o cumprimento dos prérequisitos exigidos no item 5 deste documento.1 N.3 N.3 N. no caso do candidato haver atendido aos pré-requisitos exigidos. 6.NUMERO MÍNIMO DE QUESTÕES POR EXAME TEÓRICO Método LP PM ER US EV CP Nível Exame Teórico Geral Exame Teórico Específico (1) 30 30 55 30 30 55 40 40 55 40 40 55 XX 30 55 30 30 55 20 15 20 + procedimentos 20 15 20 + procedimentos 20 20 20 + procedimentos (2) 20 20 + procedimentos XX 20 20 + procedimentos 15 15 20 + procedimentos N. .3 N.2 N.4.

1 Para a realização dos exames. o mesmo será excluído do processo de qualificação e seu caso encaminhado ao Bureau de Certificação para análise dos fatos e definição das medidas cabíveis. A qualquer tempo podem ser auditados pelo Bureau de Certificação ou por um Nível 3 por ele indicado.88 9 (02/03/2001) Os exames práticos podem ser realizados imediatamente após os exames teóricos. sem os quais não é admitido para os exames de qualificação. 6.4.1.09.4. Os exames são especificados pelo Bureau de Certificação. Os resultados dos exames práticos devem. de modo a possibilitar um melhor retreinamento destes.QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS DC-001 MANUAL SNQC/END Documento Complementar Nº 1 FOLHA N O 5/9 ELABORADO APROVADO BC CC EDIÇÃO REVISÃO 29. As listas de verificação são aprovadas pelo Bureau de Certificação. de acordo com uma lista de verificação que contenha pontos de conferência e que exijam compreensão das variáveis do ensaio. As listas de verificação são aprovadas pelo Bureau de Certificação.2 Para o exame prático. 6. citadas em 6. Podem ser conduzidos por um ou mais examinadores assistentes. o candidato deve apresentar-se munido de equipamentos e materiais em quantidade e nas condições requeridas para a realização dos exames ou se utilizar de materiais e equipamentos fornecidos pelo CEQ.4. o candidato deve apresentar.3 Listas de Verificação As Listas de Verificação. Incluem os exames citados em 6. também.2. 6. dos requisitos do procedimento e da norma aplicável.4. para cada tipo de exame (geral e específico).1. sem interrupção. ou o examinador assistente. 6. para cada tipo de exame (geral e específico). 6.4.4.4. Deve.1. 6. ser avalia dos e pontuados de acordo com uma lista de verificação que contenha pontos de conferência e que exijam compreensão das variáveis do ensaio.1. dos requisitos do procedimento e da norma aplicável. 6.2.3 As provas devem ser corrigidas por um examinador nível 3 certificado no método em que atua como examinador e devem ser pontuadas separadamente as respostas dos exames escritos. um documento de identificação e o documento "Habilitação para Exame de Qualificação". o candidato deve apresentar ao CEQ um documento de identificação e o documento "Habilitação para Exame de Qualificação".4 O examinador. 6.2.1. são encaminhadas aos solic itantes da qualificação.4.4. 6.2. no caso de candidatos reprovados. deve corrigir e pontuar separadamente as respostas dos exames escritos. avaliar e pontuar os resultados dos exames práticos.1.2 Os exames são conduzidos por um examinador nível 3 indicado pelo Bureau de Certificação.4 Ações Fraudulentas Caso se verifique durante o transcorrer do processo de qualificação qualquer atitude ou ação fraudulenta por parte do candidato. sem os quais não é admitido para os exames de qualificação. também.4 e 6.2.1 Para a realização dos exames.4.4.4.3. 6.3 Os exames são conduzidos e supervisionados através de examinadores. . por ocasião do mesmo. Outro examinador nível 3 deverá verificar a correção das provas.2 Exame para Nível 3 Os exames de qualificação para nível 3 são conduzidos e supervisionados pelo Bureau de Certificação.

ou não obtiver média para aprovação. para exames de nível 3 o peso 3 para o exame teórico geral. deve-se atribuir nesta situação.88 9 (02/03/2001) Atribuição de Graus O examinador é responsável pela condução e atribuição de graus nos exames efetuados pelos candidatos.1 e 6.0 7. aquele(s) em que obteve grau satisfatório. Se o candidato não tiver obtido grau satisfatório em algum dos exames teóricos e práticos. em função deste fato. no mínimo.0.5 EDIÇÃO REVISÃO 29. Candidatos já qualificados ou reconhecidos que queiram prestar exames em outro subnível. o peso 4 para o exame teórico específico e o peso 3. .0 2 7. estão opcionalmente dispensados do exame prático de nível 3.09. para o exame prático.0 Nível 1 Geral 7. para cada um dos exames descritos em 6. 30 dias para realizar outro exame. para exames de níveis 1 e 2 o peso 2 para os exames teóricos e peso 3 para os exames práticos e.1. de forma que o exame teórico geral e o exame prático geral possam ser aproveitados.0.0 8. considerando-se.0 8.7 Revisão dos Exames Ocorrendo a apresentação pelo candidato de evidências comprobatórias de erros ou condução imprópria nos exames de qualificação. cabe ao Bureau de Certificação a análise dos fatos e a decisão sobre a repetição ou não dos exames. este pode refazer por duas vezes os exames que o reprovaram e/ou. desde que o faça em um prazo máximo de 12 meses a contar da data do primeiro exame prático. a critério destes. O candidato para ser certificado deve obter grau mínimo de acordo com a tabela 2.0 Média 8. para decisão em última instância.0 7.1.0 Exame Prático Geral Específico 8. em qualquer exame só pode realizar um novo exame.0 3 7. 6.0 8. por opção do candidato.0 Reexame O candidato que não obtiver grau suficiente para passar no exame de qualificação deve aguardar. no mínimo. em cada exame e a média final ponderada das notas obtidas deve ser. Na correção dos exames e atribuição de graus.APROVEITAMENTO MÍNIMO 6.0 8. Neste caso as notas a serem atribuídas para o cálculo da média serão as notas obtidas nos exames realizados ou serão atribuídas as notas mínimas dos exames citados para o caso de candidatos reconhecidos.0 8. no caso do candidato pretender qualificar-se em mais de um setor industrial ou outro subnível. o examinador deve atribuir graus. 8. O candidato reprovado em uma terceira tentativa . para o exame prático o grau 8.0 7. para fins de cálculo da média final ponderada.6 Exame Teórico Específico 7. decorrido o prazo mínimo de 90 dias e deve fazer o exame em sua totalidade. separadamente. ou o encaminhamento das evidências e fatos ao Conselho de Certificação. Para os candidatos a nível 3 já qualificados como nível 2 no método pretendido e que. TABELA 2 .QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS DC-001 MANUAL SNQC/END Documento Complementar Nº 1 FOLHA N O 6/9 ELABORADO APROVADO BC CC 6.2. podem ser dispensados dos Exames Teórico Geral e Prático Geral.

2. 7. para profissionais níveis 1 e 2. de acordo com o item 5. Recertificação Concluído o período de 60 meses de validade da Certificação. o mesmo deve aguardar. após o profissional de END completar com sucesso um exame simplificado que permita a verificação da atualização de seus conhecimentos. encaminhar ao Bureau de Certificação os seguintes documentos: a) atestado médico emitido nos últimos 12 meses. a contar da data de emissão do certificado e desde que atendido ao disposto no item 7. O profissional para ser recertificado deve obter no exame simplificado um grau igual ou superior a 8. 30 dias e refazer o Exame Simplificado.QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS DC-001 MANUAL SNQC/END Documento Complementar Nº 1 FOLHA N O 7/9 ELABORADO APROVADO BC CC EDIÇÃO REVISÃO 29. O Empregador é o único responsável pela autorização formal do profissional na execução de END. para profissionais níveis 3. a cada 12 meses. 7. Responsabilidade Técnica A certificação do SNQC atesta que o profissional atendeu satisfatoriamente todos os requisitos deste documento. b) elaboração de procedimentos constante do exame teórico específico.1.4 deste documento. Manutenção da Certificação Para a Manutenção da Certificação o profissional deve. a mesma pode ser renovada através do Bureau de Certificação para igual período. no mínimo. O Empregador. nível e subnível e o setor industrial para o qual o profissional está qualificado e certificado. deve aguardar.3. no mínimo.4. de serviços profissionais no método. 7. Para inspetores nível 2 que atuam como examinadores assistentes e para inspetores nível 3 a recertificação pode ser efetuada mediante créditos estruturados conforme sistemática definida em Documentos Complementares. comprovando visão satisfatória. . através de um profissional nível 3.09. nos últimos 12 meses. O profissional que não obtiver grau necessário no novo Exame Simplificado. Caso o profissional obtenha um grau inferior a 8. deve verificar a validade da certificação e a adequação desta às condições específicas do trabalho. Emissão do Certificado Baseado nos resultados dos exames de qualificação. Validade da Certificação A certificação dos profissionais em qualquer dos três níveis tem um prazo de validade de 60 meses.0.3. CERTIFICAÇÃO 7. 7. nível e subnível e setor industrial para o qual foi certificado. b) comprovação de efetiva prestação. o Bureau de Certificação expede um certificado explicitando o método. Este exame simplificado consiste de: a) execução do exame prático específico.88 9 (02/03/2001) 7.5.0. 30 dias e fazer por completo novo exame de qualificação. todavia o SNQC não confere autoridade ou licença para que o profissional possa executar END.

o profissional tem sua certificação revalidada para a data da certificação anterior.09. o profissional tem a sua certificação revalidada para a data da certificação anterior após conclusão satisfatória do exame de recertificação.1.6. que indiquem não estar o profissional capacitado a exercer as atividades de END para as quais foi certificado. c) Caso o período da suspensão tenha sido superior a 60 meses. c) em função de fraudes. decorrido o período da revogação e após novo exame de qualificação. O profissional pode voltar a exercer as atividades para as quais estava qualificado. que decide pelo período da revogação das Certificações.7. A critério do Bureau de Certificação. Nesses casos o período da revogação é determinado pelo Gerente do BC com base em procedimento para ações punitivas. d) transferência de um profissional de um setor industrial para outro setor.1 EDIÇÃO REVISÃO 29. comportamento anti-ético ou prática de atos delituosos pelo profissional. 7.6.7 Revogação da Certificação 7. b) não envio. Neste caso o processo deve ser encaminhado ao CC que decide pela revogação ou não da certificação. cabendo ao Gerente do Bureau de Certificação na situação prevista no subitem 7.. as certificações do profissional podem ser revogadas de imediato. nível e subnível e setor industrial para o qual foi certificado. 7. mas inferior a 60 meses.QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS DC-001 MANUAL SNQC/END Documento Complementar Nº 1 FOLHA N O 8/9 ELABORADO APROVADO BC CC 7. b) Caso o período da suspensão tenha sido superior a 18.2 Superadas as causas da suspensão.3. sem ter executado os exames complementares previamente definidos pelo Bureau de Certificação.1 A revogação da certificação pode ocorrer nos seguintes casos: a) quando existirem evidências objetivas e comprovadas. de atestado médico comprovando a aptidão física definida em 5. de serviços profissionais no método. a cada 12 meses.7. 7. apresentadas ao Bureau de Certificação e por este analisadas.2 Cabe ao Bureau de Certificação a análise das evidências objetivas e apuração dos fatos.6. nas seguintes situações: a) Caso o período da suspensão tenha sido inferior a 18 meses.7.88 9 (02/03/2001) Suspensão da Certificação A suspensão da certificação pode ocorrer nos seguintes casos: a) não comprovação da efetiva prestação. quando requerido. c) perda da aptidão física do profissional para exercer a atividade de END para os quais está certificado. o profissional tem sua certificação revalidada ou revogada. o profissional tem a sua certificação revogada. quando requeridos. 7. a cada 12 meses. b) em função de falhas cometidas e comprovadas que demostrem negligência do profissional.c encaminhar a documentação pertinente ao Conselho de Certificação. . e) Falta de pagamento dos valores estabelecidos pelo SNQC/END. podendo obter nova certificação após conclusão satisfatória de novo exame de qualificação.

QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAL EM ENSAIOS NÃO DESTRUTIVOS DC-001 MANUAL SNQC/END Documento Complementar Nº 1 FOLHA N O 9/9 ELABORADO APROVADO BC CC 8.88 9 (02/03/2001) . ANEXOS: I Atribuições e Competências II Experiência Profissional X Grau de Escolaridade III-A Requisitos de Treinamento .Ultra-Som III-C Requisitos de Treinamento .Líquido Penetrante III-E Requisitos de Treinamento .Partículas Magnéticas III-D Requisitos de Treinamento .09.Correntes Parasitas EDIÇÃO REVISÃO 29.Ensaio Visual III-F Requisitos de Treinamento .Radiografia III-B Requisitos de Treinamento .