You are on page 1of 30

1

AULA 07/02/2004
APRESENTAÇÃO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO, BIBLIOGRAFIA, FORMA DE AVALIAÇÃO
Código ADM1402
Créditos: 04
Carga horária: 60h/a
Nome da Disciplina: MATEMÁTICA COMERCIAL E FINANCEIRA II
Departamento Responsável: ECONOMIA E ADMINISTRAÇÃO
Professor: EGENILTON RODOLFO DE FARIAS
EMAIL: egenilton@terra.com.br
PROGRAMA DE DISCIPLINA
1. ENUNCIADO:
a) Conceito de juros e regimes de capitalização.
b) Utilização da calculadora financeira HP 12C.
c) Capitalização simples: cálculo de juros e montante. Valor atual e valor nominal. A
operação de desconto simples: racional (por dentro), comercial (por fora) e bancário.
d) Equivalência entre taxa de juro e taxa de desconto.
e) Capitalização composta: cálculo de juros e montantes. Convenção linear e
exponencial quando não é fracionário. Taxas equivalentes e efetivas. Influência da
inflação: taxa real e taxa aparente.
f) Desconto composto: racional e comercial. Equivalência financeira.



1º 

GQ 


 

g) Séries finitas de pagamentos postecipadas, antecipadas e diferidas: montante e valor
atual.
h) Séries infinitas (ou perpétuas).
i) Sistema de amortização de empréstimos. Sistema Francês – Tabela Price, Sistema de
amortização constante.
j) Sistema Americano de amortização a uma e duas taxas (Sinking Fund).

2º 

GQ 




2. BIBLIOGRAFIA:
a) Matemática Financeira Aplicada ao Mercado de Capitais - 5 a edição - 2000 - Roberto
Gomes Ferreira - Editora Universitária UFPE.
b) Matemática Financeira - 7a edição - 1994 - Walter de Francisco - Editora Atlas.
3. OBSERVAÇÕES:
Na carga horária da disciplina, estão previstas atividades escolares sob a forma de
visitas a empresas e a órgãos públicos, participação em seminários, palestras, debates, mesas
redondas e a realização de trabalhos de consultoria técnica em projetos.
4. FORMA DE AVALIAÇÃO:
1O GQ: até 1 ponto (2 trabalhos em grupo = 0,5 ponto ; simulado = 0,5 ponto) + prova do GQ (0 a
10)
2 trabalhos em grupo (até 3 pessoas) na sala de aula.
1 simulado individual.
2O GQ: até 1 ponto (2 trabalhos em grupo = 0,5 ponto ; individual = 0,5 ponto) + prova do GQ (0 a
10)
2 trabalhos em grupo na sala de aula
1 trabalho individual fora da sala de aula (Aplicação de matemática financeira)

DIRETRIZES PARA O TRABALHO INDIVIDUAL DO 2º GQ

2

Este trabalho tem como principal objetivo fazer uma aplicação real dos conceitos
estudados em sala.

Instruções para configuração do trabalho

a) No dia da prova do 2º GQ o aluno entregará uma cópia impressa do trabalho e no mais tardar
também até a prova do 2º GQ enviará também para o email: egenilton@terra.com.br.

b) O texto deverá ser digitado em WORD (Fonte Times New Roman 12 com espaçamento 1,5) e
justificado.

c) Estrutura: 1ª Página: Título do trabalho, nome do aluno, email do aluno, data, turma, etc. A partir
da 2ª página: Introdução, Explanação do assunto conforme o tema escolhido, Conclusão e
Bibliografia.

d) O trabalho deve ser no formato A4.

AULA 11/02/2004

3
CONCEITO DE JUROS E REGIMES DE CAPITALIZAÇÃO. UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA
FINANCEIRA HP 12C

FLUXO DE CAIXA:
Pode ser representado por tabelas, quadros ou esquematicamente por um
diagrama.
Diagrama financeiro

-2

-1

P-2

0

R1

R2

1

2

Recebimento (+)
3

P0

...

Rn
(n-1)

n

Tempo

Pagamento (-)

A escala graduada em termos de períodos uniformes (dias, quinzenas, meses, anos,
etc.), representa as datas de recebimento e/ou pagamentos; com a data 0 (zero) indicando a data
atual de observação ou, como dizemos normalmente, a data de “hoje”.
A escala vertical indica a magnitude de um recebimento (positivo) ou de um
pagamento (negativo), sendo representado neste caso por “setas” para cima ou para baixo,
respectivamente.
Diagrama financeiro
(P-2)
-2

-1

(P0)

R1

R2

0

1

2

Recebimento (+)
3

...

Rn
(n-1)

n

Tempo

Neste segundo esquema, os valores entre parênteses representam pagamentos
(negativo) e os valores apenas assinalados, sem qualquer indicação de sinal ou símbolo, indicam
recebimentos (positivo).
Tabela financeira
t
-2
-1
0
1
2
...
n-1
n
onde,
Rt = recebimento na data “t”
Pt = pagamento na data “t”

Rt
R1
R2
Rn

Pt
P-2
P0
-

JUROS, LUCROS, TAXAS E “SPREADS”:
Não devemos confundir o juro com o lucro, tendo em vista que o primeiro é
proveniente de uma atividade estritamente financeira, enquanto o lucro tem origem no capital

temos o “preço” de equilíbrio (i 0) para os recursos demandados e ofertados correspondente a quantidade de equilíbrio (M 0) de recursos financeiro: i% oferta i0 demanda 0 M0 M($) A este coeficiente monetário (i0). normalmente fornecida em percentagem e sempre referida a um determinado período de tempo: 10% ao mês. estando o retorno deste lucro mais propenso à incidência de riscos e incertezas do que o próprio retorno do juro. USO DA HP 12C PONTO E VÍRGULA DECIMAIS . Taxa de juro OAR iA SPREAD D AR OCR iC DCR 0 MC MA M($) onde. no gráfico a seguir o combinado “aplicação capitação”.). etc. 47% ao trimestre. capital agrário. capital comercial. etc. Como vigora a lei da oferta e da procura para os mercados de aplicação e de capitação. Conforme representado no gráfico abaixo. 435% ao ano. vista pelo prisma dos ofertantes de recursos financeiros). e que se denomina de “taxa de juros”. Existem pelo menos duas taxas de juro atuantes no mercado financeiro: a taxa de aplicação (representada na prática financeira pelo custo do capital. analisando pelo prisma dos demandantes) e a taxa de capitação (representada pela taxa de rentabilidade das poupanças.4 mercantil (capital industrial. empregado para cobrar dos demandantes e pagar aos ofertantes de recursos financeiro. iA = taxa de juros de aplicação (custo do capital) iC = taxa de juros de captação (taxa de poupança) Mc = Montante captado de recursos MA = montante aplicado de recursos OCR = oferta de recursos na captação DCR = demanda de recursos na captação OAR = oferta de recursos na aplicação DAR = demanda de recursos na aplicação O diferencial entre ambas as taxas é o que se define como “spread”: |i A-iC| = spread. temos. podendo ser considerada como taxa real (quando excluímos dos recursos a taxa de inflação) ou taxa aparente (quando aos recursos é acrescido o efeito inflacionário).

seu aumento percentual foi de: 100 ENTER 150 (delta) % ou 50 % Veja que o 100 permanece em Y. Se o total de vendas foi de $ 1. (ponto: segure) ON .. TROCA DE SINAL Coloque um número no visor e aperte CHS (change sign).55 bilhões = 16. para efetuar essa soma na 12C se faz 3 ENTER 2 + obtendo 5. (ponto: solte) Isto muda o ponto decimal para vírgula.55 CHS EEX 9 ENTER.000 = 16. (f ponto).550. NÚMEROS MUITO GRANDES OU MUITO PEQUENOS  Para introduzir um número que tenha mais que 10 algarismos. antes observe que 16. o 50 permanecia em Y. execute: 50 ENTER 10 % + Note que. Enquanto que. FUNÇÕES MATEMÁTICAS Passos na HP-12C O que foi feito Passos na HP-12C 2 g (Raiz Quadrada de X) (Raiz Quadrada de) 2 = 1. 2 ENTER 3 y 3ge x e = 20. se faz 3 + 2 =. execute f PREFIX (segure). execute f2. e introduza 16. NÚMERO DE CASAS DEPOIS DA VÍRGULA Execute f0 f1 f2 etc para controlar o número de casas decimais. Por esta razão não é necessário haver as teclas = ( ) Com a Lógica RPN.  Se o expoente for negativo: 16. os cálculos ficam mais rápidos.55 bilhões. para somar nas outras calculadoras. execute: . Se quiser usar a notação exponencial permanentemente. e vice-versa.5 Com a máquina desligada.  Se for negativo: 16. antes de apertar +. PERCENTAGENS Para calcular um acréscimo de 10 % sobre 50. Se um preço passou de $ 100 para $ 150.55 x 10 9.26 .. e para voltar à normal. execute f.55 CHS EEX 9 CHS ENTER Para ver os algarismos armazenados. o valor $ 100 corresponde a 10 % do total: 1000 ENTER 100 %T e o valor $ 500 corresponde a 50 %: CLX 500 %T Note que o total permanece em Y. LÓGICA RPN (REVERSE POLISH NOTATION) A HP-12C usa a Notação Polonesa Invertida para efetuar as operações.55 EEX 9.000.414.09 (anti ln 3) 3 2 ENTER 3 1/x y O que foi feito 2 =8 x 3 x 21/3 = 1. como 16.000.

48 10 1/x 1 / 10 = 0.month year). execute g D.121991 g (delta)DYS ou 184 dias. Se um CDB de 184 dias foi adquirido em 28-jun-1991.2 .6 20.2 ENTER 4 CHS yx 1.061991 ENTER 184 g DATE Vence em 29-dez-1991.09 = 3 1.25 dias) AULA 14/02/2004 CAPITALIZAÇÃO SIMPLES: CÁLCULO DE JUROS E MONTANTE JUROS SIMPLES: .DY Para a forma brasileira (28-6-1991). Os dias da semana são: 1 = segunda 2 = terça 3 = quarta 4 = quinta 5 = sexta 6 = sábado 7 = domingo Quantos dias decorreram entre as duas datas acima? 28.09 g LN ln 20. qual a data do resgate? 28. um domingo (e o aplicador perdeu 2 dias de remuneração).1 4 g n! 4! = 4 x 3 x 2 = 24 CALENDÁRIO PERMANENTE Se quiser datas sob a notação americana (6-28-1991) execute g M.061991 ENTER 29. Calcule agora a sua idade em anos (Atenção: 1 ano médio = 365.MY (day.4 = 1 / 1.24 = 0.

t=1.a.000(0.00 para fornecer ao seu futuro possuidor rendimentos a juros simples. ao fim do prazo o capital se transformará em um valor (montante) que será igual ao capital aplicado. i3 = 15% a.12+0. 2 o trimestre = 12%.000.m..500 ou J = R$5.10 a..t. i2 = 12%a. = 0.000.15+0. Solução: C = 10.7 Juro é a remuneração do capital empregado. = a. 4 o trimestre = 18% Calcular os juros simples totais ao fim do prazo de aplicação.. 40 Exemplo 2) Certo título de crédito é oferecido a um custo atual de R$10.t. durante 3 meses .d..t..q. i4 = 18% a. de acordo com as taxas e prazos de aplicação seguintes: Taxas de juros Prazo de aplicação 0.000. C = capital i = taxa t = tempo..s..000  0.55 = 5. 3.t.. 39 Exemplo 1) Uma pessoa dispondo de R$ 10.  i   n J  C   i t   t 1   C( in) .t.t.t. 2.5% a..t.t. = a. Seja. (n-1) n Tempo  n  J  C  i t     t 1  J  J1  J 2  J 3 . Ci n 1  Ci n Quando i1  i 2  i 3  i n .  n  J  C  i n     t 1  J = 10. . = 0.00 Exemplo 2 (Roberto pg. n C J1 i1 J2 J3 i2 0 1 Jn-1 i3 Jn in 2 3 .18) J=10..m.. = 0.15 a.00 faz um contrato com certa instituição para receber durante um ano as seguintes taxas trimestrais de juros simples: 1o trimestre = 10%. = a. 4 trimestre i1 = 10%a.12 a. = a. 3o trimestre = 15%. = a.18 a. J  Cin ou Notação de taxas: a. 2. 3. J n 1  J n J  Ci1  Ci 2  Ci 3 .00 t = 1. acrescido da remuneração obtida durante o período de aplicação. = ao ano ao semestre ao quadrimestre ao trimestre ao mês ao dia Exemplo 1 (Roberto pg.500.10+0. = 0. Se aplicarmos um capital durante um determinado período de tempo.

 n  J  C  i n     t 1  J = 10.a.0794 = 794 ou J = R$ 794. 68 R1) Calcule a taxa de juro mensal. 42) C = R$ 1.24 3ano J  $1000.20% a.0224+0. = 2.s.12% a.000  0.000.042) J = 10.00 i = 24%a.s. 0.t.00    $60.000(0.b.00 i1 = 0. inverso do tempo (t). durante 4 meses 4.20% a.  i  9.24% a. Logo.5% a. durante 6 meses Determinar os juros simples totais ao final do prazo de aplicação. = 0. Solução: C = 10.20% a. unidades monetárias (1/t).000. m.5% a.t.00 ano 12 n = 3 meses JUROS SIMPLES “DIÁRIOS” a) Juro simples ordinário: i JC d (utiliza o ano comercial com 360 dias) 360 b) Juro simples exato: i JC d (utiliza o ano civil com 365 dias) 365 EXEMPLOS DE APLICAÇÃO DE JUROS SIMPLES: Exemplo 1 (Laureano pg. unidades monetárias ($).5%a.5  i  12 .t.5% a.8 1. a)  b)  t 12 t 3 .00 HOMOGENEIZAÇÃO ENTRE A TAXA E O PRAZO DE CAPITALIZAÇÃO Variáveis financeira juros simples capital aplicado Taxa de juro prazo de capitalização Unidades dimensionais ($). = 0. proporcional às seguintes taxas: a) 150% a.015+0.s.a.q.0150 a.0224 a.s.12% a.q. = 0.  3 meses  2 bimestre  1 semestre = 1. i3 = 4. tempo J($) = C($)i(1/t)n(t) Exemplo (Roberto pg. = 4. m. (ao ano) b) 28. (ao trimestre) Solução: i 150 i 28.5% a.m. i2 = 1.b.0420 a.

$ 2.78 in 0 .125 a.d.750/ (0. Nestas condições.34 a. = 0. = 10.11 a.00 para uma taxa exigida de 34% a.a.467. 34 J = Cin  C = $ 110. Determiná-los.m. ou i = 12.00 em 3 meses.d. respectivamente.30% a.467 20.080.m.467 n = 6 meses e 17 dias = 197 dias i = 34% a.11  5 = 44. rende um juro que é igual a 1/10 do seu valor? Solução: Supondo também capital inicial igual a $100.000.5% a. onde i = 12% a.m.720 n = 10 dias i = 12% a. = 0.000. O juro será igual a $ 10. a) Montante para taxas variáveis de juros simples: n M  C  C  it t 1 ou n   M  C 1   i t     t 1  b) Montante para uma taxa fixa de juros simples: M = C + Cin ou M = C(1+in) . e $ 15. J = Cin = 80.a.004 a. investido a juro simples durante 16 meses.m. 186055551 d  197 360 360 MONTANTE Montante é a soma do capital inicial aplicado mais os devidos juros..m. = 0.00..00 Exemplo 4 (Laureano pg. J J 20.a. tem-se: J = Cin  i = J/Cn = 200/(100  16) =0.00 b) C = 80.000 J = $44.000.d. 68 R2) Calcule os juros simples referentes a um capital de $80. Solução: a) J = 2.720. 69 R3) Dois capitais aplicados a juro simples rendem.78 i 0 .m. a uma taxa de 12% a. = 0. J = Cin  C = J/in = 2.000 C = $ 68.720/ (0.d.004) =25 dias ou n = 25 dias Exemplo 6 (Roberto pg.000 n=17 dias i = 9% a. = 126 / 12 % a. durante 5 meses b) 9% a. vem: J = Cin  n = J/Ci = 10/(100  0.004 a..9 Exemplo 2 (Laureano pg.5 % a.00 em 10 dias.a.004.? Solução: J = 20. J = Cin  C = J/in = 15.00 b) J = 15.m.m. Exemplo 5 (Laureano pg. durante 17 dias Solução: a) C = 80. 69 R4) Ache a taxa mensal que faz com que um capital.m. J = Cin = 80..d.105 a.000 n=5 meses i = 132% a.a.004  10) = 68. de modo que o valor acumulado seja de $ 300.000 C = $ 50. proposto 1) Que empréstimo poderá ser solicitado na data atual. 70 R5) Em quantos dias um capital aplicado a juro simples. = 0.000.00 investido nas condições seguintes: a) 132% a.m. aplicando a fórmula. tenha seu valor triplicado. Solução: Supor capital inicial igual a $100.003  17 = 4. = 0. quando se sabe que ao fim de 6 meses e 17 dias deverão ser pagos juros simples de $ 20.m.a. = 0.. = 9 / 30 % a. a 126% a..00. 53 P.000  0.750 n = 3 meses i = 126% a.00 Exemplo 3 (Laureano pg.a. o juro deve corresponder a $ 200. = 11% a.003 a.00. = 12 / 30 % a.004.000  0. = 0.m.467 C     110.4% a.m.00.080 J = $4. = 132 / 12 % a.105  3) = 50.750.m.d. Logo.d.00. a 12% a.

76 39 (1  0.156 i = 2.0667 30 30 M = $ 479. a ser paga no prazo de 4 meses e 15 dias.244.11 in d  69 0.3)=0.9% a.029 M=449. 07 Exemplo 1.000 C     449. Sabendo-se que a taxa líquida prometida é de 2. quando lhe é oferecida uma taxa de rendimento bruto de 3.078)   Logo.000.000 n = 39 dias = 39/30 meses i = 6% a.30 iL=0.036 a.200   211.11 Exemplo 3 (Roberto pg.775.00 no fim de 39 dias? Solução: M = 200.200. M = C(1 + in)  C = M/(1 + in) 200.528. proposto 2) Qual a taxa de juros simples que. Solução: M=235.036-(0.00.9% a. proposto 4) Uma pessoa. 85 P.244. Solução: J = 30. 53 P.m.  1  0. gera um montante de R$ 231. 200000 i   0. = 0.0252  4.5) C = $ 211.m.200. 45 exemplo 4) Quanto se deve aplicar hoje em uma instituição que paga juros simples de 6% a.84 (1  in ) (1  0.m.000.000 C   185.000 200. devedora de uma duplicata com valor de resgate (valor final) de $ 235.m.06  30    Exemplo 2 (Roberto pg.m.10 c) Montante para uma taxa de juros simples anual e prazo em dias (montante ordinário): i i M=C+C d ou M = C(1 + d) 360 360 d) Montante para uma taxa de juros simples anual e prazo em dias (montante exato): i i M=C+C d ou M = C(1 + d) 365 365 e) Montante para uma taxa de juros simples mensal e prazo em dias (montante ordinário): i i M=C+C d ou M = C(1 + d) 30 30 Exemplo 1 (Roberto pg. para uma retenção de imposto de renda de 30% sobre o ganho bruto nominal ao final da aplicação. A=30%=0. M=C+J J J 30..000 n = 2 meses e 9 dias = 69 dias i = 2.60 % a.11 i 0. aplicada a um capital de R$ 200.06 a.000 30.IR e IR = Alíquota x Rendimento bruto.00 ao fim de 2 meses e 9 dias.775. Observação: Vresgate líquido = Vresgate bruto .m.026a.84 Exemplo 4 (Roberto pg.6% a.00.11+30.000. para se obter $200.5 meses iB=3.m. 54 P.200 n=4.16) .00 em 6 meses? Solução: M 1 M  C1  in   i  C n 231000 1 0. proposto 2) Certo título financeiro promete ao seu possuidor um juro simples de $30.029 a. 6 6 Exemplo 5 (Samanez pg.036  0. = 0.m.000=479.m.775. determinar o valor de resgate do título (que se identifica com seu valor de montante).6% a.m.775.m. deseja saber quanto deverá depositar na data de hoje para obter aquele valor de resgate creditado em sua conta corrente ao final do prazo mencionado.=0.0252 C M 235.

M2 = $200 M5 = $400 M3 = ? $400 M3 = ? $200 0 1 2 3 4 5 6 mês Como o pagamento único será efetuado no terceiro mês. 07 Exemplo 1.m.00.00 12 Exemplo 7 (Samanez pg.17) Em quantos meses um capital dobra a juros simples de 200% a.m. Calcular a taxa mensal de juros simples ganha.64 AULA 18/02/2004 VALOR ATUAL E VALOR NOMINAL.000.00 daqui a cinco meses.05 2) X  $573. 105  100000  105 30 Exemplo 6 (Samanez pg.1286a. Solução: i = 5% a.m. Logo. A juros simples de 5% a. 08 Exemplo 1.00 transformou-se em $ 145. A OPERAÇÃO DE DESCONTO SIMPLES: RACIONAL (POR DENTRO). definimos esse mês como data focal.00 daqui a dois meses e $400.a.000. Solução: M 1 M  C1  in   i  C n 145000 1 30  145000  100000 i   1   0. determinar o valor de um pagamento único a ser efetuado daqui a três meses que liquide a dívida.? Solução: M 1 M  C1  in   n  C i 2C 1 C n 6 n = 6 meses 2.051)  400 (1 0. os dois planos de pagamento devem ser financeiramente equivalentes naquela data.86 % a. COMERCIAL (POR FORA) E BANCÁRIO VALOR ATUAL OU VALOR PRESENTE: A = valor atual N = compromisso financeiro .m. i = 12. Por equivalência de capitais.20) Uma pessoa deve pagar $200.11 Aplicado por 105 dias um capital de $ 100. temos: Valor no 3º mês do plano com pagamento único  Valor no 3º mês do plano com dois pagamentos                                       M3 200  (1 0.

00 e que está para vencer daqui a 2 meses e 15 dias? Admitir uma taxa de juros simples em vigor no mercado da ordem de 2. 57 Exemplo 1) Quanto se deve pagar na data atual por um título que possui valor de resgate de $100. D = Desconto N = Valor nominal ou resgate do título A = Valor atual do título a) DESCONTO SIMPLES RACIONAL DENTRO”:  DR  . Exemplo 1 (Roberto Pg.028   75  1   30 Devemos pagar $ 93.94 0. D=N-A onde.1) D R  N  A  A (1  in )  A  Ain onde. “DESCONTO VERDADEIRO” OU “DESCONTO POR D R  Ain D R = Desconto simples racional A = Valor atual do título i = Taxa de juros simples corrente n = Prazo de vencimento do título N N (1  in)  N Nin   a. a. A= ? N = 100.457 .2) D R  N  A  N  (1  in) (1  in) (1  in) Nin DR  (1  in ) b) DESCONTO SIMPLES COMERCIAL FORA”:  DC  .457.m.000  93.8% a.00 0 n = 2 meses e 15 dias 100. “DESCONTO BANCÁRIO” OU “DESCONTO POR .94 A N  (1  in)  OPERAÇÕES DE DESCONTO SIMPLES: É a diferença entre o valor nominal ou resgate (N) de um título de crédito e o seu respectivo valor atual apresentado na data de desconto.12 0 = data de hoje n = prazo de vencimento A (1  in)  N  A N (1  in) A = Valor antecipado de qualquer compromisso financeiro que se estabeleça para ser concretizado no futuro.000.000.

000   200.: a.000.000. A C  N  DC A ' C  N  DC  IOC A ' ' C  N  D C  IOC  TS Exemplo 1 (Roberto pg. ( ) R$ 220. (já incluindo o IOC).m. ( ) R$ 184.13 D C  Ni n onde.00 e.00 na data do desconto.000.00 d. Proposto 11) Qual o valor atual (racional) de um título cujo valor de resgate é de $256.000 256. ( ) R$ 180.00 Solução: A N (1  in ) A 256.320. ( ) R$ 190.04  7  1.00 Exemplo 2 (Roberto pg.00 é descontado comercialmente a uma taxa de 4% a.28 (a) A = R $ 200. Assim.800. pergunta-se: quantos dias faltavam para o resgate do título? Solução: . ( ) R$ 200.000.000.m.000.00 c.000 1  0. Proposto 17) Um título com valor de resgate de R$ 120.000. sendo a taxa de juro simples para cálculo de 4% a. D C = Desconto simples comercial i = taxa de desconto DC  N  A C  A C  N  DC  N  Ni n A C  N (1  i n ) IMPOSTO SOBRE OPERAÇÕES DE CRÉDITO (IOC): IOC = Ni’n onde: i’ = Taxa de IOC mensal TS = Ni’’ onde: Ts = Taxas de serviço i’’ = Taxa de serviço incidente sobre o global da operação. Sabendo-se que o valor líquido recebido por seu proprietário foi de $112. 88 P.00 daqui a 7 meses.00 b. 87 P.

000.00 e R$ 200.000.500.00. Proposto 22) Uma pessoa possui 3 títulos aplicados no mercado financeiro.04 n = 1 mês e 15 dias ou n = 45 dias 1 Exemplo 3 (Roberto pg. R$ 150. e o regime de desconto racional? Solução: A N (1  in ) 110 .30    47   1 360   A T  A1  A 2  A 3  107.500.800 120.a.67 0. 47 dias e 72 dias.000  144.04 0.679. 90 P.00.30    72   1 360   A1  150.000.14 A 1 C N A C  N(1  i  n )  n  i* 112 .000 A2   188.000  107.30    28   1 360   200.00  188.364.06  1.53 A3  AULA 28/02/2004 EQUIVALÊNCIA ENTRE TAXA DE JURO E TAXA DE DESCONTO .5 n 0.00 0. considerando-se uma taxa de juros simples de 30% a.679.517. sendo seus valores de resgate: R$ 110.64 0. As datas de resgates são daqui a 28 dias.67  188.679. Qual o valor presente total destes títulos.67  440. respectivamente.000  0.

incidentes sobre o valor de resgate dos títulos a descontar.15 D J  C  i  n  DC  VL  ie  n  ie  C VL  n Exemplo 01 (Roberto página 74 problema proposto 07) Um banco comercial realiza as suas operações de desconto comercial simples cobrando uma taxa “i*” mensal e retendo um IOC “i’” também mensal. acrescentando a taxa de IOC) . Para uma manutenção de saldo médio igual à taxa unitária “t” sobre o valor da operação. Solução: i* = taxa de desconto comercial i’ = taxa de IOC sobre o valor do resgate de títulos a descontar t = taxa unitária de manutenção do saldo médio a) para o banco: VL = N[1-(i*+i’)n – t] (Roberto página 67 problema resolvido 4) D C  N  VL  VL  N  D C  N  Ni * n  N (1  i * n ) N (1  i * n )  N[1  ( i *  i ' ) n  t ] (1  i * n )  [1  ( i *  i ' ) n  t ] n  i 1 i* (Roberto página 64 exemplo 3) i 1  i*i  i*  [1  (i *  i ')n  t ] i*i i i* i [1 (i* i ')n t] b) para o cliente: VL = N[1-(i*+i’)n – t] (Roberto página 67 problema resolvido 4) D C  N  VL  IOC  VL  N  D C  IOC  N  Ni * n  Ni' n N (1  n( i *  i')  N[1  ( i *  i' ) n  t ] (1  n( i *  i')  [1  ( i *  i') n  t ] i 1  i * i '  n i (Roberto página 64 exemplo 3. solicitam-se: a taxa mensal de juro simples auferida pelo banco comercial e a taxa mensal de desconto efetivamente paga pelo cliente em operações de: “n” meses na capitalização simples.

00123  i * i' 0.00 VL = N .123% a.575.634587  0.d.200.m.m.036  0.575. = 5.634587     30   30   i = 0.m.920 30 D C  $133.67% a. i’ = 0.25 0.6% a.920 .m. incidente sobre o valor nominal do título.0587 a.4.87% a.036 0. i” = 25% a) Desconto comercial e IOC 0.m.000.IOC – R = 1.200.133.000 = 761. com prazo de vencimento de 93 dias.m.60 .40 c1) Taxa efetiva de desconto para firma t = i” = 0.87% a.m.001891a. c2) Taxa efetiva de desconto para o banco  i  i*  1   i * i  n  t       1  0. 0.d.504.m. pedem-se: a) Desconto comercial e IOC retidos b) Reciprocidade exigida e valor líquido liberado c) Taxas efetivas de desconto: c.000 R = $ 300. = 5.000   93  133.6% a.504.60  30   i C    0.00.25 30 30   i = 0. e mais um IOC de 0. Fórmula alternativa: .  VL 761. 1   i * i  n  t   1   0.00 0.300.00123 IOC  Ni' n  1.200.0567 a.000.m.000 0.000   93  4.40 93   i = 0.036 0.200.m.D C .1) Para a firma c.000 n = 93 dias i* = 3.16  i 1  i * i ' i 1   i * i'  [1  (i * i' ) n  t] 1 i  i * i ' i * i '   i* i'  [1  ( i *  i ' ) n  t ] i i i *  i' 1   [1  ( i *  i' ) n  t ]  i i i* i' i [1 ( i* i') n  t ] Exemplo 02 (Roberto página 74 problema proposto 08) Uma firma de construção descontou uma nota promissória de valor nominal igual a $ 1.00123   93  0. Sabendo-se que foi exigida da firma a manutenção de um saldo médio de 25% (sobre o valor do título) durante o período de vencimento.25 0.2) Para o banco comercial Solução: N = 1.m.0587a. = 5.0012 30   0.920.60 30 IOC  $4.60 b) Reciprocidade exigida (R) e valor líquido liberado R = N i” = 1.25 = 300.200.575. à taxa de desconto comercial simples de 3.123% a.001241 30 30 i    0.036 0.036 DC  Ni * n  1.000 .0019556a.920  4.200.0587 a.00123     93  0. Fórmula alternativa: D  IOC  133.575.

m.123% a. Solução: i = 6% a. i e  14.670.80 b) VL = N – J – IOC = 1. Exemplo 04 (Roberto página 86 problema proposto 7) Um Banco Comercial cobra.19% a.835.733. .000.504.000)  0.30] 0.000 – 2. (incluindo o IOC). e um IOC de 0.164.000 – 120. (já incluindo o IOC). [1  0.000. Com estes dados e admitindo que o empréstimo solicitado tenha sido $ 1.m.m.835.m.164 .000  6.J)  i’  n = (1.000  0.m. em operações de desconto simples. Exemplo 03 (Roberto página 75 exemplo) Um título com valor nominal de $ 100.m.000 – 120. Exemplo 05 (Roberto página 89 problema proposto 19) Um empréstimo de curto prazo foi solicitado a um banco comercial na condição de pagar juros simples antecipados de 6% a.000  2.0696 a.96% a. para um prazo de vencimento de 47 dias.67  93.0567a. com este último incidindo sobre o valor efetivamente financiado: valor financiado = Emp. t = i” =0.000 IOC = (N .04   6.m.40 03/03/2004 i e  6. a taxa de 2.m. VL  761.00 que deverá ser retornado em igual valor ao fim de 60 dias. b) Valor líquido efetivamente liberado.000. 47 93733 . m.17 i D C  133.164. Exige uma reciprocidade de 30% sobre o valor nominal a descontar.755.20 c) ie  J  IOC 120.266.00123 a.80    0. m.m.0473 a.164 . IOC = 0.80 = 877. Pede-se: a taxa efetiva cobrada numa operação de 90 dias.67 30 VL  N  ( D C  IOC )  100.0567 a.000.000.80 122.000 n = 2 meses a) J = Nin = 1. Nessas condições determinar a taxa efetiva de juros simples implícita (para o cliente) na operação de desconto.000 é descontado comercialmente a uma taxa de 4% a.000  0. VF = N – J N = 1.029 0.30 n = 3 meses (i *  i' ) ie  (Roberto página 74 problema proposto 7) [1  ( i *  i ' )  n  t ] ie  0.9% a.029 a. Quando for mencionado no problema: “verdadeira taxa de desconto” trata-se de capitalização composta.920  30     0.06  2 = 120.000.266. .04 a. n = 47 dias 47 D C  IOC  N ( i *  i ' ) n  100.1419 a. Solução: (i* + i’) = 0. = 0.000 i* + i’ = 4% a.33 Aplicando a fórmula J = Cin.t. pedem-se: a) Juros antecipados retidos e IOC.m.029  3  0. (ambos descontados no ato da liberação).266. temos: D  IOC ( D C  IOC)  VL  i e  n  i e  C VL  n 6.029   0.67 ie   4.m.20  2 1.40  93 i = 0. VL  n 877.0473  3 = 0.t. = 0. m.m.33  30 Obs.613 i e  0. = 5. c) Taxa efetiva de financiamento.123% a.m.00123  2 = 2.27% a. Solicitado – juros antecipados.m.67% a. Solução: N = $ 100.

025(12) = 0.08   145.000  141.02723735 0.d.633.08 n = 35 dias i* = 3.633.175.m.033  35  145.m. A = 812.417. iANUAL = 0.m.30 a.000  13) = 0.00.m. pede-se o prazo de vencimento para o título.024  35  30  A C  N (1  i * n )    in   (1  in )  1633.123% a. = 2.50 c) AR  N (1 in ) AR  145.0008333  30 = 0.000 n=13 dias J=Cin  i = J/cn i = 170.700.0385  0.000 0.08 N   0. Exemplo 02 (Roberto página 72 problema proposto 01) A diferença entre o desconto comercial e o desconto racional de uma duplicata é de $1.08  N  (1  in )    1.4%a.58 1.000 i* = 3.123% a.4%a.50 30 A C  $139.a.3% a.000. IOC retido de 0.85 .633..18 EXEMPLOS DE APLICAÇÃO DE CAPITALIZAÇÃO SIMPLES Exemplo 1 (Roberto pg.9615  139. Solução: J = 170.028  1 0. i’ = 0.08.024 35  30   A R  $141.700. e que a taxa de juro simples empregada foi de 2.01126265  A C  145. = 30% a. Nestas condições. 54 P.m.7 milhões durante 13 dias. para um prazo de vencimento igual a 35 dias.85.417.050.085.m.08 1633.025 a.175.000  0.00 de juros simples.58 Exemplo 03 (Roberto página 74 problema proposto 09) Para uma empresa que já mantém saldo médio suficiente com um banco comercial. Sabendo-se que a taxa de desconto é de 3.000 1  0.000  145.m.08  i*n   1.633. Solução: N = 850. iMENSAL = 0.5% a.. Proposto 3) Por um empréstimo de curtíssimo prazo e isento de imposto de renda.m.0008333 a.033  35   30 0. Sabendo-se que o capital emprestado foi de $ 15. pagou-se $170.633. mediante outras operações vinculadas à sua conta corrente.085 C=15.08 (1  in )  in  N i * n    1.3% a.a. pedem-se: a) Valor nominal da duplicata b) Valor atual comercial c) Valor atual racional Solução: D C  D R  1.085/(15.050. foi efetuada a seguinte operação de desconto comercial: título com valor de resgate de $ 850.633.3 % a. determinar as taxas mensal e anual de juros simples.024  35   N = $145. i = 2.m. e um valor atual comercial liberado de R$ 812. a) DC  D R  Ni * n  Nin  1.3% a.00 b)  30  1  0.m. taxa de desconto utilizada de 3.000.

7592    8.00123  n 812.000  850.850.80  12.m. .000  0. (1  in) (1  i  0.000 0.00 DR  Nin 45.33 in  0.. o desconto comercial e o racional.000  0.00123)  n n  37.207.3  30  39 dias  29.175.24 AULA 10/03/2004 Nin (1  in ) .000 = 2400 0.033  n IOC  Ni' n  850.06  4) 1.000 = 9600 A N 12480 12480  9600 2880  9600  i    0.85  850.15  1.20  12.06  4     (1  in )  (1  0.06  4 )  D C  Ni n  45.000.19 A 'Ç  N  DC  IOC D C  Ni * n  850.33  0.3 meses  1. é igual a $ 2.849 .033  0.6a. Solução: n = 4 meses i= i =6% a.046452643    i n    0.06  4  10.06  4  0. Exemplo 05 (Roberto pg. 87 Problema proposto 13) Uma mercadoria é oferecida por $12. Pedem-se o valor nominal.175.5  9600 4800 i=60%a.33  0.00 à vista ou na condição a prazo: 20% do valor à vista como entrada e mais um pagamento de $ 12.000  0.06  4 10.000  850.m.00 (1  in) (10.750.5) 0.824. D C  Ni n DR  D C  D R  2100 Ni n  Nin  2100 (1  in ) in   N  i n    2100  (1  in )  N 2100 2100 2100    45207 .00 após 6 meses. 94 Problema proposto 35) A diferença entre os descontos comercial e racional de um título de crédito pagável daqui a 4 meses.095. Qual é a taxa de juros simples anual cobrada? Solução: A=12.033  n  850.000  0.85  850.a. à taxa de 6% a.207 .50 Exemplo 04 (Roberto pg.000  (0.100.480. a.00.00123  n 812.

..000  1... M = C(1+i1)(1+i2) .. (1+i) ou n M  C 1  i Exemplo (Roberto pg 117 Problema Resolvido 3) Se uma caderneta de poupança fornece durante 12 meses taxas trimestrais de rentabilidade (incluindo juros e “seguro contra a inflação”) de. in 0 1 2 Data 1: M1 = C +C  i1 = C(1+i1) Data 2: M2 = M1 + M1  i2 = M1(1+i2) = C(1+i1)(1+i2) 3 . (1+in) Generalizando. (1+in) ou n M  C  (1  i t ) t 1  À taxa fixa Para: i1 = i2 = . 4.2%. Mn-1 Mn i1 i2 i3 ..571.7%..20 CAPITALIZAÇÃO COMPOSTA: CÁLCULO DE JUROS E MONTANTES. in = i.168. que capital acumulado haverá quando são depositados $ 1..052) 1.00 no início do período citado? Solução: 4 M  C  (1  i t ) t 1 =1.000(1. CONVENÇÃO LINEAR E EXPONENCIAL QUANDO NÃO É FRACIONÁRIO MONTANTE.000.. respectivamente. valor acumulado ou valor futuro C ou A = Valor atual ou valor presente TECLA FV PV N = Número de períodos de capitalização i% = Taxa percentual de juro composto n i Exemplo (Roberto Página 115 Problema Resolvido 1a ) $ .037)(1.. CAPITAL ACUMULADO OU VALOR FUTURO:  À taxa variável: C M1 M2 M3 .16857161607= M=1.028)(1. 3. teremos: M = C(1+i)(1+i) .000..8% e 5.61 JUROS COMPOSTOS:  Juros compostos à taxa variável: n  J  M  C  C it  C t 1 Juros compostos à taxa fixa: J  M  C  C (1  i ) n  C  n J  C   1  it   t    1  J  C  (1  i ) n  1   UTILIZAÇÃO DE CALCULADORAS FINANCEIRAS: M = VARIÁVEL FINANCEIRA Montante. 2...000.000.2%. (n-1) n  Data n: Mn = C(1+i1)(1+i2) ..042)(1.

88 VALOR ATUAL OU VALOR PRESENTE NA CAPITALIZAÇÃO COMPOSTA:  Quando a taxa for variável: A i1 i2 0 A 1 N 2 Quando a taxa for constante: A i i 0 A 1 N (1  i) n 3 ..488.5 i RCL PV FV 134.3448888 Logo.88 J = $ 34.. n N = Compromisso financeiro A = Valor atual n  (1  i t ) t 1  i3  N (1  i)  n i 2 3 .488. . n N = Compromisso financeiro A = Valor atual Exemplo 01: (Laureano Página 110 Exercício Resolvido R8) . .88 Juros: J = M – C = $34. N ....025) 12 Pela Tabela Financeira: (1+0.488.88 Utilizando a calculadora financeira HP – 12C: f FIN 100.488.000(1+0. Montante: M = $ 134.. Solução: M = C(1+i)n = 100.000..488.21 Calcular os montantes e os respectivos juros compostos produzidos por $ 100..000 CHS 12 PV n 2.m.00 aplicados pelo prazo de 12 meses a taxa de 2..025) 12 = 1.488. N ..5% a.88 M = $ 134...88 + 34.

sabendo-se que o banco em questão adota.27 1.2950 N  110 . Solução: A condição de substituição de títulos é que a soma dos valores atuais das obrigações assumidas seja igual à soma dos valores atuais das novas obrigações. uma pessoa entrega ao credor.1580 O valor nominal do novo título é de $32.000. calcular o valor nominal do novo título. hoje. Qual o valor nominal do novo título.53  N  32.09) 5 2  85.m.00.000.23 1.05) (1  0.000  1.00 Portanto. Sendo de 5% a. N= R$ 110. com vencimento para 5 meses.075.00 e um título com vencimento para 90 dias. a taxa de desconto composto utilizada nessa operação. Exemplo 02: (Caribe Página 164 Exercício Resolvido R21) Uma pessoa deseja substituir um título de valor nominal de R$ 85.000.534.095. e o critério do desconto racional? Solução: N  A (1  i) n N  85000  (1  0.27.1580 N  28.00 AULA 13/03/2004 EXEMPLOS DE APLICAÇÃO .00 para 30 dias. nesse tipo de operação. com vencimento daqui a 60 dias.m. por outro título.534. Assim.05)1 N 10000   38. temos: 10000  N 3  40000 (1  0.095. a taxa composta de 9% a.22 A fim de substituir um título de $ 40.075. a importância de $10.

660957144 Logo.23 Exemplo 1 (Roberto Página 136 Problema Proposto 4 ) Calcular o montante.5937424666 Logo. nas datas respectivas de 6 e 12 meses? Admitir taxa mensal de 5 41 % a.000 FIN CHS FV 10 n 10 i PV 192. .000.00 ao fim de 2 anos e 6 meses. Utilizando a calculadora financeira HP – 12C: f 500. C = $ 192.00.095.m.000(1+0.000/(1+0.10) 10 Pela Tabela Financeira: (1+0. M = C(1+i)n = 100.08) 20 = rn = 4.000.000 M = C(1+i)n  C = M/(1+i)n =500.000.771.64 i = 10% a.771.08) 20 Pela Tabela Financeira: (1+0. de um capital de $ 100.71 Exemplo 2: (Roberto Página 137 Problema Proposto 6 ) Quanto se deve depositar na data atual para se ter acumulados $500. quando se sabe que no mercado há uma taxa corrente de juros compostos de 10% a.t.t.71 Utilizando a calculadora financeira HP – 12C: f 100.771.10) 10 = rn = 2. Solução: n = 5 anos = 20 trimestres C = 100. ao final de 5 anos. Montante: M = $ 466.t.095.? Solução: n = 2 anos e 6 meses = 10 trimestres M = 500.71 M = $ 466.000 FIN CHS PV 20 n 8 i FV 466.000.00 e $ 120.00 aplicado à taxa de juros compostos de 8% a.095.t.000 i = 8% a.64 C = $ 192.64 Exemplo 3: (Roberto Página 137 Problema Proposto 7 ) Que valor máximo uma pessoa estaria disposta a desembolsar na data presente por conta de dois compromissos financeiros e nos valores nominais de $ 100.

após 2 anos.0525) 6  N1 = 100.666.564.57 45666.5% a.57 referente a juros? Solução: M = 45.55  138.504. INFLUÊNCIA DA INFLAÇÃO: TAXA REAL E TAXA APARENTE EQUIVALÊNCIA ENTRE TAXA DE JUROS:  Capitalização simples: C i MA .57  C = 20.34  64940. Valor atual: AT = $ 138.34 FV n 5.89 Utilizando a calculadora financeira HP – 12C: f 100.666.55 138.940.  73.564.000 (1  0.000.504. m.m.504.34 64. o montante de $ 45.89 AT = $ 138.000 i= 5 1 % a.666.25 i PV STO 120.57 J = 25.57  20000  1  i  24  i  24  1  0.000 120. sendo $ 25.=5.000 A1 = $ 73.00 45666.504.000 (1  0.035 20000 Portanto.55 A2 = $ 64.666.57 = C + 25. AULA 17/03/2004 TAXAS EQUIVALENTES E EFETIVAS.0525)12 N2 = 120.940.57 n = 2 anos ou 24 meses M  C(1  i) n M=C+J 45.89 0 CHS 12 73.25 4 a. i = 3.666.564.666.000 FIN CHS 6 FV n 5.25 i PV ENTER RCL 0 + Exemplo 4: (Mathias Página 124 Exercício Resolvido 7) Qual é a taxa de juros mensal paga por uma instituição onde o aplicador recebeu.89 Logo.m.57.24 Solução: n1 = 6 meses A N (1  i) n n2 = 12 meses  100.

EQUIVALÊNCIA ENTRE A TAXA EFETIVA E A TAXA NOMINAL: Seja i = taxa efetiva de juros e j = taxa nominal de juros:  j i   1   m m 1 Ou j  m   1  i 1/ m  1  Exemplo 01 (Roberto Página 137 Problema Proposto 10 ) Sabendo-se que determinado título oferece rentabilidade de 40% a. j = 40% a.a. Por exemplo.t. com capitalização trimestral.. 20% a.a. b) Taxa anual com capitalização mensal. com capitalização trimestral  i t  4 .m.a. Por exemplo.? Solução: i m   1  i  1/ m  1 i t   1  i a  1/ 4  1   1  0. C i im im MB .. com capitalização mensal.1583  15. com capitalização mensal. c) Taxa trimestral. 10% a.t.t.83% a. TAXA EFETIVA: É aquela cujo período de capitalização corresponde ao próprio período da taxa.25 0 1 i = Taxa de juros simples correspondente a um período financeiro. im 0 1 m subperíodos im = Taxa de juros simples correspondente a um subperíodo (1/m) do período financeiro. Exemplo (Roberto Página 136 Problema Proposto 3) Que taxa trimestral de rentabilidade é equivalente à taxa de 80% a. i  im  m  Ou im  i m Capitalização composta: i   1  im m  1 Ou i m   1  i  1/ m  1 Igualdade entre os índices: 3  1  i a    1  i s  2   1  i q    1  i t  4   1  i b  6   1  i m  12 etc. TAXA NOMINAL: É aquela em que o período de capitalização difere do período apresentado pela própria taxa. Solução: 40  10 % a. pedese determinar um outro título que ofereça uma rentabilidade equivalente com as taxas específicas a seguir: a) Taxa anual com capitalização semestral.80 1/ 4  1  0. d) Taxa trimestral com capitalização quinzenal.

a. 1 mês e 8 dias. 0. com capitalização trimestral. admitindo um crescimento à taxa instantânea  = 3% a.4641   j  21  0. durante o prazo de 2 anos.105 0. com capitalização quinzenal.38736 j  m 1  i 1 / m  1 b) j= 38.t. Solução: j = 48% a. social.03 0.80% a. AULA 20/03/2004 DESCONTO COMPOSTO: RACIONAL E COMERCIAL.t.  Em função de N: .10 1 / 6  1  0.69314 n   23. em que o período de capitalização é independente e difere do período expresso pela taxa.a.09607 j= 9.03 23 anos + 0.) assumindo valores ao longo do tempo a uma taxa de incremento com capitalização bastante diminuta.476 4  i   0.26 a) i  1  i m  m  1 i a  (1  0. com capitalização semestral.? Solução: M  Ce n 2C  Ce 0.105  360 =23 anos + 38 dias n = 23 anos.40 j i t = 10% a. A = Valor atual (racional) ou valor presente do título na data da operação de desconto.a. TAXA INSTANTÂNEA DE RENDIMENTOS: A partir do conceito de taxa nominal de juros.46411 / 12  1  0. it   0. etc.  = Taxa instantânea M  Ce n Exemplo (Roberto Página 143 Problema Proposto 31) Em quanto tempo a população brasileira duplicará. EQUIVALÊNCIA FINANCEIRA DESCONTO COMPOSTO RACIONAL (DR): DR = N – A N = Valor nominal ou valor de resgate do título acumulado através da capitalização composta.48  8   1  1 1.42 j= 42% a.03n  ln(2) 0. podemos imaginar determinada variável (financeira. ou com período de capitalização infinitesimal.a. com capitalização trimestral n = 2 anos = 8 trimestres 0.46411 / 2  1  0. econômica.7380 2 2 i  73.10) 4  1  0. com capitalização mensal.a.607% a.736% a.     Exemplo 02 (Roberto Página 139 Problema Proposto 14) Determinar uma taxa anual de juros simples equivalente à taxa de 48% a.10 c) i m  m 4 d) j  m 1  i 1 / m  1 j  6 1  0.03n  ln(2)  ln e 0.a. j  m1  i 1 / m  1 j  121  0.

28 Exemplo 2 (Roberto Página 143 Problema Proposto 35) . i* = Taxa de desconto composto comercial. n = Número de períodos financeiros DC  N  AC D C  N  N  1  i*   n n  D C  N  1   1  i *      Exemplo 1 (Walter Página 92 Problema Proposto 7) Qual o desconto bancário de um título de R$ 500.a.27 DR  N  A DR  N  N (1  i ) n   1 DR  N 1   n  (1  i)   Em função de A: DR  N  A D R  A (1  i) n  A D R  A  (1  i) n  1   DESCONTO COMPOSTO COMERCIAL (DC): DC = N – AC AC = Valor atual comercial.468559 DC  R$ 234.00. a 20 % a. capitalizados semestralmente? Solução: n  D C  N  1   1  i *       0.2  6   DC  500 1   1     2      DC  500  0. exigível em 3 anos.

839  447. $300 mil a vencer em 3 meses e $200 mil a vencer em 6 meses.000. Solução: 500.679.679.032 Pmin  2.581 M  1.05)6  40000 (1  0. e 20% a.m. foi verificado que dois ou mais capitais. a saber: $50.00 no fim de 6 meses.015309) 21  767.000. realizáveis em datas distintas.05)10  80000 (1  0. Com estes dados.612 M 2  300. $40.(1  0.(1  0.839 M 3  200.015309)18  447. respectivamente.000 3 meses 200.03) 24 .000(1  0.414.032. de modo que liquide uma dívida pela qual o devedor irá pagar três parcelas. para remuneração do capital financeiro e investimentos imobiliários.000(1  0.000 no fim de 10 meses e $80. Por outro lado.015309) 24  1.000 6 meses (1  i a )  (1  i m )12 (1  0. ao adquirir o imóvel pretende vendê-lo ao final de 2 anos após a compra.17) Considerando juros efetivos de 5% a.000(1  0.015309 i  20%a.(1  0.20  1  0.m.03) 21. quando estão estimadas para os mercados financeiro e imobiliário taxas de 3% a.00 EQUIVALÊNCIA FINANCEIRA Ao estudar juros e descontos simples. Exemplo 01 (Samanez Página 27 Exemplo 2.05)12 Cálculo do pagamento único  106. em que data deve ser feito um pagamento único de $160. Por outro lado.28 Uma pessoa adquire um apartamento a prazo na condição seguinte: 500 mil de entrada.  i m  1. a equivalência de capitais diferidos pode ser feita na data zero (valor atual) ou em qualquer outra data. sabendo-se que ele desejará ganhar acumuladamente os rendimentos de ambos os mercados..5309%a. são equivalentes se. na época.20)  (1  i m )12  i m  12 1.000 300. determinar o preço mínimo de oferta que o proprietário deverá anunciar para o referido apartamento.581  2.29 .612  767.000 no fim de 12 meses.03)18 .463. M1  500.m. na capitalização composta (juros compostos e desconto composto real).a. Solução:  Valor presente do principal devido C  50000 (1  0. pois os juros compostos são equivalentes aos descontos compostos.463. seus valores atuais forem iguais..a.

05) n  1.m. respectivamente. Solução: VR1=50.03)3  45. respectivamente.para substituição das dívidas por duas outras de igual valor a vencerem em 9 e 12 meses.4677966X  X = 102.000 i=3% a.000 VR2= 70.757 . vencíveis a 3 e 7 meses.03) 7 A  45.m.000.41  102.673.03)9  X (1 0.08  56.000 VR2= 70.49 102. vencíveis a 3 e 7 meses. Determinar o valor de cada débito nesta nova situação.950.49 A X X  9 (1 0. Sem liquidez para quitar os débitos em suas datas.41  102.757.00 e $70.que estipula juros compostos de 3% a.000 (1 0. a partir da data presente. 3 meses 7 meses 9 meses 12 meses n N  A (1  i ) A1  50.673.950.76 Exemplo 03 (Roberto Página 139 Problema Proposto 18) Um empresário possui dois títulos com valores de resgate de $50.03)12 102.5036 Aplicando logaritmos: n  ln(1.000 i=3% a.49  69. Sem liquidez para quitar os débitos em suas datas. a partir da data presente.916.000.000 3  45.916.00 e $70.03) 7  56.05) n  (1. Solução: VR1=50.08  56.757 .5036)  8.3595 meses ln(1.49 A X (1 0.para substituição das dívidas por duas outras de igual valor a vencerem em 9 e 12 meses.03) A2  70.41 (1 0.03) (1 0.673. negocia com a Instituição bancária .673.4677966  69.05) n  8 meses e 11 dias Exemplo 02 Um empresário possui dois títulos com valores de resgate de $50.03)12 102.08 A2  70.m.49  1. .950. .29  (1  0.000 (1 0.08 (1 0. negocia com a Instituição bancária .916.76 .m.00.757.4677966X  X = 1.4677966 Cada prestação será de $ 69. 3 meses 7 meses 9 meses 12 meses N  A(1  i ) n A1  50.673. Determinar o valor de cada débito nesta nova situação.000.00.916.49  1.000  56.que estipula juros compostos de 3% a.29 M  C  (1  i) n 160000  106414.673.76 1.000.41 A  45.

000  0  Fazendo (1  i)  6  X e dividindo a equacao por 1000. qual a taxa de juros compostos que faz com que as duas propostas sejam equivalentes.039727 ou 3. temos: 2X2  30X  25  0  30 ( 30) 2  4 x2 x( 25)  30 33.000(1  i) 12  18.000  20.000  18.000  30.000 (1  i)  6  25.000 (1  i)  6  20.76 Exemplo 4 (Roberto Página 142 Problema Proposto 25) Para a questão anterior (Problema 24).000  75.000  0 2.000  1  i  6  2  30.16624  30  33.16624  X  0.79156 1 1 i  6 0.30 Cada prestação será de $ 69. ou o que vale a dizer: tornam os dois valores idênticos? Solução: 50.000  50.9727% X O que nos faz concluir que qualquer taxa positiva abaixo desta taxa encontrada tornará a proposta Y mais atrativa para o cliente.039727  1  0. .79156 i  1.950.000 (1 i) 6 (1 i)12 (1 i)12 3 0.79156 2 x2 2 x2 2 x2 (1  i)  6  0.000(1  i) 12  75.