IOL Diário - Mais 400 mil adultos regressaram à escola

1 de 3

Faça do IOLDiário a sua homepage Adicione o IOLDiário aos seus favoritos

Informação

Desporto

Horas Vagas

Pesquisas

Classificados

Compras

Serviços

Correio

20 Abril 2008

ÚLTIMA HORA SOCIEDADE POLÍTICA ECONOMIA INTERNACIONAL AMBIENTE FOTOS VÍDEOS BLOGUES MODA&SOCIAL ESTA É BOCA ACREDITE SE QUISER

TECNOLOGIA
porto

MÚSICA
psd

CINEMA

DESPORTO
O que são tags?
anterior | seguinte

SOCIEDADE

crime espanha quiosque saúde

governo jornal última_hora

lisboa

madeira

portugal

9 de 17 artigos de Sociedade

19-04-2008

-

20:24h

Mais 400 mil adultos regressaram à escola
Ministra diz que País está a «saldar uma dívida» com estas pessoas que não puderam estudar
Por: Redacção / - LM

Vota
PUB

Resultado

votos

A A

AA

6

Conta Viva até 5.000€, sem perguntas e burocracias

Última hora
última hora + lidos + votados
11:06 | Internacional

Filtrar por:
+ comentados

Explosão da ETA no norte de Espanha
10:44 | Sociedade

Um quinto dos portugueses com trabalho precário
10:38 | Desporto

Maisfutebol acima do milhão de páginas num só dia
10:30 | Internacional

Iraque: al-Qaeda ameaça com nova ofensiva
10:21 | Sociedade

Princesa saudita aposta na cortiça portuguesa
10:12 | Internacional

Barcelona vive a pior seca de sempre
10:00 | Sociedade

Holandesa arrastada por uma onda em Albufeira

Primeira Página
Jardim e «sr. Silva» fizeram as pazes
Após o escândalo, a «purificação» Argentina não consegue respirar CCB: música para todas as idades GNR+GNR: todos no mesmo palco Holandesa arrastada por uma onda em Albufeira Patinha Antão entra na corrida à liderança
DOS LEITORES
FÓRUM: Quem vai defrontar Sócrates nas próximas eleições? BLOG:

O PSD visto ao espelho Acidente

O MELHOR:

http://diario.iol.pt/sociedade/escola-educacao-novas-oportunidades-ensino/942529-4071.html

IOL Diário - Mais 400 mil adultos regressaram à escola

2 de 3

A ministra da Educação, Maria de Lurdes Rodrigues, disse este sábado, em Mirandela que «não há memória de tão grande mobilização na sociedade portuguesa como com o programa Novas Oportunidades». Mais de 400 mil adultos já se inscreveram neste programa de validação, reconhecimento e certificação de competências com equivalência ao 9º ou 12º ano. A ministra entregou hoje em Mirandela 500 certificados, nove com equivalência ao 12º ano e a maioria dos restantes ao 9º ano. Lembrando que o sistema de ensino português já ofereceu outros programas idênticos anteriormente, como a educação de adultos e o ensino recorrente, a ministra frisou que «nem nos melhores anos, com 70 mil inscrições, a adesão foi tão grande como agora». «É muito mais do que um reconhecimento daquilo que nós sabemos», considerou Fernando Sá, um dos 50 agentes das forças de segurança (PSP e GNR) que receberam certificados, no auditório municipal de Mirandela. Motivação para «voos mais altos» As forças de segurança frequentam este programa ao abrigo de protocolos entre os ministérios da Educação, do Trabalho e Solidariedade Social e da Administração Interna. Esta oportunidade trouxe motivação para «voos mais altos» ao agente da PSP, que, aos 47 anos, está a pensar continuar a estudar, concretamente num curso de Direito. Indeciso ficou o colega da GNR, Domingos Alves, hoje certificado com o 9º ano, mas que aos 51 anos entende que «já é um bocado tarde» para continuar os estudos. «Tenho pena é que tenha (este programa) vindo tão tarde», disse. A ministra desafiou os críticos do programa a «virem junto desta gente dizer que foi com facilitismo que conseguiram estes diplomas». Para Maria de Lurdes Rodrigues esta é a forma «de dar a oportunidade ao país para saldar a dívida para com estes adultos» que entraram no mundo do trabalho muito cedo e não puderam estudar. É para eles, segundo a ministra, este programa que quer «acertar contas com as gerações anteriores excluídas pelo sistema dos avanços que levaram Portugal a conseguir em 30 anos o que muitos países europeus levaram mais de um século». No país, existem 3,5 milhões de adultos sem o 9º ou 12º anos, meio milhão dos quais com menos de 24 anos. De acordo com a ministra da Educação, fazem parte de gerações anteriores à entrada em vigor da escolaridade obrigatória, em 1986. Segundo números avançados pela governante, há 30 anos, apenas sete por cento dos jovens tinham acesso ao ensino secundário. «Hoje este número multiplicou por dez» disse.
Vota Resultado votos
A A

DESPORTO

Marítimo vence Sp. Braga e chega à Europa
CELEBRIDADES

Simpsons de regresso à TV venezuelana
CINEMA

Ficheiros Secretos: novo filme já tem nome
MÚSICA

LEIA MAIS:

GNR+GNR: cabem todos no mesmo palco Viva o Fim de Semana Escapadelas a dois em Portugal Os melhores locais na Netviagens netviagens.sapo.pt Shopping Adultos Acessórios Picantes Compre Aqui! adultos.sapo.pt Meo - O comando é meu Chegou uma nova experiência de Tv, num serviço com Internet e voz! www.meo.pt Imoveis lisboa Venda de casas e apartamentos imobiliarias arrendamentos www.house2main.com

» Ministro responde às críticas de Carrilho » O autarca estudante » Sócrates pediu autógrafo » Roberto Carneiro avalia Novas Oportunidades » 12º terá que ser referencial mínimo na educação

AA

6

COMENTÁRIOS

- 6
por: Joana Alves

l comentar l

QUE TAL LER BEM? | 2008-04-20 / 09:03 |

6

Seria bom que os comentadores desta notícia lessem bem o que está escrito: este programa valida conhecimentos, aprendizagens que as pessoas fizeram ao longo da vida. Não conhecemos todos pessoas que pela experiência, interesse e auto-didactismo possuem conhecimentos que ultrapassam tantos outros que têm habilitações formais? Não têm direito a que esse saber seja socialmente reconhecido? É o que o programa Novas Oportunidades, entre outras coisas, permite!

E OS OUTROS ?? | 2008-04-19 / 23:26 |

por: Nuno Sottomayor

5

Vamos ver se a gente se entende .... Esses 400 000 vao frequentar cursos de 3 meses, em que vao ter disciplinas como portugues e matemática, dadas a trouxe mouche ..... Depois podem dizer q têm o 9º ou o 12º ano E os que andaram a fazer o 12º ano durante 3 anos, a estudar nao para ter o diploma, mas para terem conhecimentos?

http://diario.iol.pt/sociedade/escola-educacao-novas-oportunidades-ensino/942529-4071.html

IOL Diário - Mais 400 mil adultos regressaram à escola

3 de 3

Na proxima vez que numa repartiçao ou empresa encontrar alguem que nao sabe quanto é 58 23 pergunto-lhe onde fez a escolaridade obrigatória ! Se a fez apenas para o governo apresentar estatisticas de analfabetismo, ou se realmente a frequentou! Mais um degrau no analfabetismo funcional !!E continuamos caladinhos !!Nuno

FACILITISMO ? | 2008-04-19 / 23:24 |

por: luis filipe

4

Para tirar o meu curso superior, trabalhei de dia e estudei de noite. Aqui presto homenagem a todos aqueles que sofreram tanto ou mais do que eu para prosseguir os estudos em condições tão adversas.Atenção senhor Domingos: eu sou professor e para mim não houve facilitismo.

ler mais comentários l comentar
MAIS NOTÍCIAS:

» Um quinto dos portugueses com trabalho precário » Princesa saudita aposta na cortiça portuguesa » Holandesa arrastada por uma onda em Albufeira » Público: «Benfica partiu debaixo de insultos» » CM: «Ministra contra chumbos nas escolas» » DN: «Corrida de médicos à reforma para mudarem para privado» » JN: «Salários em atraso em 13 clubes de futebol» 9º de 17 artigos de: Sociedade anterior | seguinte

Ficha Técnica

Estatuto Editorial

Publicidade

Copyright © 2008 www.iol.pt

Meios Media Capital:Agência Financeira | Maisfutebol | Rádio Clube Português | TVI Meios Associados: Imprensa: AS | Cinco Días | EL País | Rádio: Cadena SER | Los 40 | TV: Cuatro | Plus

http://diario.iol.pt/sociedade/escola-educacao-novas-oportunidades-ensino/942529-4071.html