You are on page 1of 26

Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof.

Geraldo Góes 1
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

Balanço de Pagamentos

1) (ESAF/AFRF-2000) - Com relação aos lançamentos no balanço de pagamentos,


pode-se afirmar que

a) qualquer operação de importação deve


necessariamente ter como contrapartida
lançamento na conta "haveres a curto
prazo no exterior".
b) qualquer operação envolvendo donativos
deve necessariamente ter como
contrapartida lançamento na conta de
importações.
c) as transferências unilaterais devem ter
necessariamente como contrapartida
lançamentos na conta "haveres a curto
prazo no exterior".
d) as amortizações de empréstimos fazem
parte dos movimentos de capitais
autônomos ao passo que o pagamento de
juros de empréstimos fazem parte do
balanço de serviços.
e) é possível um lançamento no balanço de
pagamentos se contrapartida de
lançamento em outra conta, desde que tal
lançamento não seja proveniente de
operações de exportação ou de
importação.

2) (AFRF – 2000) - Considere os seguintes dados que refletem as relações de uma


economia hipotética com o resto do mundo, num determinado período de tempo, em
unidades monetárias:

- exportações com pagamento a vista: 100;


- importações com pagamento a vista: 50;
- entrada de investimento direto externo sob a forma de máquinas e equipamentos:
200;

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 2
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

- pagamento de juros de empréstimos, remessa de lucros e pagamento de aluguéis: 80;


e
- amortização de empréstimos: 50.

Pode-se afirmar que

a) o saldo da balança comercial é de +50; o


saldo da balança de serviços é de -130; o
saldo em transações correntes é de -230; e
o saldo total do balanço de pagamentos é
de -80.
b) o saldo da balança comercial é de +50; o
saldo da balança de serviços é de -80; o
saldo em transações correntes é de -230; e
o saldo total do balanço de pagamentos é
de -80.
c) o saldo da balança comercial é de -150; o
saldo da balança de serviços é de -130; o
saldo em transações correntes é de -230; e
o saldo total do balanço de pagamentos
é de -80.
d) o saldo da balança comercial é de -150; o
saldo da balança de serviços é de -80; o
saldo em transações correntes é de +230; e
o saldo total do balanço de pagamentos é
nulo.
e) o saldo da balança comercial é de -150; o
saldo da balança de serviços é de -80; o
saldo em transações correntes é de -230; e
o saldo total do balanço de pagamentos é
de -80.

3) (AFRF – 2000) - São medidas que tendem a corrigir déficits no balanço de


pagamentos:

a) elevação do nível de atividade econômica,


redução das taxas internas de juros,
desvalorização da taxa nominal de câmbio

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 3
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

b) redução do nível de atividade econômica,


redução no nível geral de preços internos,
elevação das taxas internas de juros
c) redução do nível de atividade econômica,
redução das taxas internas de juros,
desvalorização da taxa nominal de câmbio
d) elevação do nível de atividade econômica,
redução das taxas internas de juros,
redução no nível geral de preços internos
e) elevação do nível de atividade econômica,
elevação das taxas internas de juros,
elevação no nível geral de preços internos

4) (Analista Técnico – SUSEP/2002) - Para que o Brasil passe a ter o Produto Nacional
Bruto maior que o Produto Interno Bruto, em um determinado período de tempo, deverá
apresentar neste período
a) superávit no conjunto de operações que envolvem o pagamento de bens e serviços.
b) superávit no conjunto de operações que envolvem o pagamento de serviços de fatores de
produção e transferências unilaterais.
c) superávit na balança comercial.
d) superávit na balança de pagamentos.
e) superávit na balança de pagamentos em transações correntes.

5) (Analista de Planejamento e Orçamento/2002) - Com base nas identidades


macroeconômicas básicas, é correto afirmar que:
a) no Brasil, o produto nacional bruto é maior do que o produto interno bruto.
b) se o país obteve um saldo positivo no saldo do balanço de serviços de fatores, então o
produto nacional bruto será maior do que o produto interno bruto.
c) se o saldo em transações correntes for nulo, o produto nacional bruto será igual ao
produto interno bruto.
d) se o saldo total do balanço de pagamentos for positivo, então o produto nacional bruto
será maior do que o produto interno bruto.
e) independente das contas externas do país, o produto interno bruto é necessariamente
maior do que o produto nacional bruto.

6) (Analista de Planejamento e Orçamento/2002)- Com base no balanço de pagamentos, é


correto afirmar que:
a) o saldo dos movimentos de capitais autônomos tem que ser necessariamente igual ao
saldo do balanço de pagamentos em transações correntes.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 4
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

b) as transferências unilaterais têm como única contrapartida de lançamento a balança


comercial.
c) o saldo total do balanço de pagamentos é necessariamente igual a zero.
d) os lucros reinvestidos são lançados com sinal positivo nos movimentos de capitais e com
sinal negativo no balanço de serviços.
e) as amortizações fazem parte do balanço de serviço.

7) (Analista de Planejamento e Orçamento/2002)- Considere os seguintes dados para uma


economia hipotética, em unidades monetárias e num determinado período de tempo:
déficit comercial = 100;
transferências unilaterais recebidas = 10;
saldo líquido positivo do movimento de capitais autônomos = 100.
Considerando que o saldo total do balanço de pagamentos foi nulo e supondo a ausência de
erros
e omissões, é correto afirmar que:
a) o balanço de serviços apresentou saldo negativo
de 110 e o saldo em transações correntes foi deficitário em 110.
b) o saldo do balanço de serviços foi nulo e o saldo em transações correntes foi deficitário
em 90.
c) o balanço de serviços apresentou saldo negativo de 10 e o saldo em transações correntes
foi deficitário em 100.
d) o saldo do balanço de serviços foi nulo e o saldo em transações correntes foi deficitário
em 110.
e) o saldo do balanço de serviços foi igual ao saldo em transações correntes.

8) (AFRF 2002) - Considere as seguintes informações:


A = saldo da balança comercial
B = saldo da balança de serviços
C = saldo das operações de transferências unilaterais
D = saldo em transações correntes
E = movimento de capitais autônomos
F = movimento de capitais compensatórios
G = saldo total do balanço de pagamentos
Com base nestas informações, pode-se afirmar com certeza que
a) A + B + C = D + E + F + G
b) A + B + C + D + E + F + G = 0
c) A + B + C + E + F = 0
d) G = 0
e) A + B + C = D = G = 0

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 5
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

09) (AFRF 2002) - Considere as seguintes informações:


_ importações de bens e serviços não fatores: 30
_ renda líquida enviada ao exterior: 100
_ variação de estoques: 10
_ formação bruta de capital fixo: 200
_ poupança líquida do setor privado: 80
_ depreciação: 5
_ saldo do governo em conta corrente: 60

Com base nas identidades macroeconômicas básicas que decorrem de um sistema de contas
nacionais, é correto afirmar que as exportações de bens e serviços não fatores é igual a:
a) 75
b) 65
c) 55
d) 50
e) 45

10) (Analista de Finanças e Controle/1995) - Com relação ao Balanço de Pagamentos de


um país é falso afirmar que:

a) denomina-se transferência líquida de recursos para o exterior o saldo das exportações


de bens e serviços não fatores sobre as importações de bens e serviços não fatores;
b) a renda líquida recebida ou enviada ao exterior é igual ao saldo de serviços fatores mais
o de transferências unilaterais;
c) o saldo em transações correntes possui um significado macroeconômico bem preciso,
indicando o quanto o país exporta e importa de poupança para o financiamento da sua
formação de capital;
d) o saldo total do balanço de pagamentos corresponde exatamente à variação física das
reservas internacionais;
e) não é possível que o saldo de transações correntes e o saldo da conta de capitais tenham
o mesmo sinal simultaneamente.

11) (Economia/BNDES – 2002) - Num determinado país, ocorreram as seguintes


transações com o exterior, no ano-calendário, em bilhões de unidades monetárias (u.m.):
- Exportações de Mercadorias .................................. 600
- Importações de Mercadorias .................................. 565
- Fretes pagos ........................................................... 10

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 6
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

- Seguros pagos ....................................................... 5


- Juros remetidos ...................................................... 40
- Lucros remetidos .................................................... 16
Lucros reinvestidos ................................................. 4
- Doações recebidas em mercadorias ...................... 2
- Empréstimos recebidos .......................................... 32
- Investimentos diretos recebidos ............................. 13
O balanço de pagamentos dessa economia, nesse ano, considerando-que não houve erros e
omissões na sua elaboração, registrará um saldo positivo de (em bilhões de u.m.):
(A) 13.
(B) 11.
(C) 9.
(D) 7.
(E) 5

12) (Economia/BNDES – 2002) - Com relação ao Novo Sistema de Pagamentos


Brasileiro, pode-se dizer que
(A) as novas câmaras de compensação e liquidação serão relevantes para um menor grau de
risco sistêmico, através da operacionalização da centralização do risco de crédito das
instituições financeiras junto ao Banco Central do Brasil.
(B) aumentará o controle do risco de crédito por parte de cada banco, e liberará todas as
instituições financeiras da necessidade de criar um sistema de gestão de liquidez, haja vista
que a necessidade de caixa será evidenciada a todo instante.
(C) implicará na impossibilidade de várias operações hoje existentes, eis que não serão
permitidas linhas de crédito entre os bancos e entre os bancos e o Banco Central.
(D) fará com que o risco de crédito inerente às instituições financeiras seja mais claramente
evidenciado.
(E) na medida em que as ordens de crédito liquidadas no novo sistema são revogáveis, o
sistema financeiro terá mais segurança.

13) (Consultor do Senado Federal – 2002) - O balanço de pagamentos registra, de forma


detalhada, a composição da conta-corrente e das várias transações que a financiam. Nesse
contexto, julgue os itens a seguir.
1. Quando o brasileiro compra livros e CDs na livraria virtual sediada no exterior, essa
transação é registrada na conta de capital do balanço de pagamentos brasileiro.
2. Ceteris paribus, a recessão econômica que está ocorrendo nos EUA, ao contribuir para
aumentar as exportações líquidas, tende a reduzir o déficit no balanço comercial norte-
americano.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 7
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

3. As doações feitas pelo governo brasileiro aos refugiados afegãos são debitadas no
balanço das transações correntes.
4. Quando a poupança doméstica é superior ao investimento doméstico, a economia
apresenta um déficit no balanço comercial.
5. O desequilíbrio das contas públicas reduz a poupança doméstica, aumenta as taxas de
juros e deprecia a moeda nacional, produzindo, assim, déficits externos recorrentes.
6. Quando há superávit no balanço de transações correntes, pode-se dizer que houve
poupança externa positiva e, portanto, o país está absorvendo recursos reais do restante
do mundo.

14 (AFCE-CE/TCU – 2002) - Com base no balanço de pagamentos, é incorreto afirmar


que:
a) o saldo positivo no balanço de pagamentos num determinado período é necessariamente
igual ao volume de reservas em moeda estrangeira do país nesse período.
b) os serviços de fatores correspondem aos pagamentos ou recebimentos em função da
utilização dos fatores de produção.
c) as amortizações de empréstimos fazem parte dos movimentos de capitais autônomos.
d) o pagamento de juros sobre empréstimos são registrados na balança de serviços.
e) uma transferência unilateral realizada em mercadoria tem necessariamente como
contrapartida lançamento na balança comercial.

15 - (Analista de Comércio Exterior/2002) - Considere os seguintes dados (em unidades


monetárias, em um determinado período de tempo):
Saldo da balança comercial: déficit de 100
Saldo em transações correntes: déficit de 300
Saldo total do balanço de pagamentos: superávit de 500
Considerando a ausência de lançamento nas contas de "transferências unilaterais" e "erros e
omissões”, pode-se concluir que o saldo do balanço de serviços e o saldo do movimento de
capitais autônomos foram, respectivamente:
a) - 100 e + 800
b) + 100 e + 800
c) - 200 e + 500
d) + 200 e + 500
e) - 200 e + 800

16 - (Analista de Comércio Exterior/2002) - Tomando como caso o Brasil, não é


considerado como residente para efeito de pagamento no balanço de pagamentos
a) embaixadas brasileiras no exterior.
b) empresas multinacionais instaladas no Brasil.
c) turistas brasileiros no exterior.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 8
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

d) instituições norte-americanas de ensino instaladas no Brasil.


e) filiais de empresas brasileiras no exterior.

17 - (Analista de Comércio Exterior/2002) - Com relação ao balanço de pagamentos, é


incorreto afirmar que:
a) um déficit na balança de serviços não necessariamente implica um déficit em transações
correntes.
b) entradas de mercadorias no país são, necessariamente, consideradas como importações.
c) se o país não possui reservas, um déficit em transações correntes tem que ser
necessariamente financiado com movimentos de capitais autônomos.
d) os investimentos diretos são considerados como item dos movimentos de capitais
autônomos.
e) se, em valor absoluto, o déficit em transações correntes é igual ao superávit no
movimento de capitais autônomos, então, na ausência de erros e omissões, o saldo total do
balanço de pagamentos será nulo.

18 -(Analista de Comércio Exterior/2002) - Considere que tenham ocorrido apenas as


seguintes operações nas contas de transações correntes, operações essas realizadas entre
residentes e não-residentes de um país, em um determinado período de tempo, em unidades
monetárias:
• o país exporta mercadorias no valor de 500, recebendo a vista;
• o país importa mercadorias no valor de 400, pagando a vista;
• o país realiza doação de medicamentos no valor de 150;
• o país paga 300 a vista referente a juros e lucros;
• o país paga 50 a vista referente a fretes.
Com base nessas informações e supondo que a conta de erros e omissões tenha saldo nulo,
é incorreto afirmar que, no período considerado:
a) o balanço de serviços apresentou déficit de 350.
b) o saldo da balança comercial apresentou superávit de 100.
c) o saldo do item “transferências unilaterais” foi deficitário em 150.
d) o país apresentou déficit em transações correntes.
e) para que o país apresente um saldo nulo do balanço de pagamentos, o ingresso líquido de
recursos na conta de movimento de capitais deverá ser de 250.

19- (AFRF/2002) -Com relação ao balanço de pagamentos, é incorreto afirmar que:


a) as exportações de empresas multinacionais instaladas no Brasil são computadas na
balança comercial do país.
b) os investimentos diretos fazem parte dos chamados movimentos de capitais autônomos.
c) o saldo da conta “transferências unilaterais” faz parte do saldo do balanço de pagamentos
em transações correntes.
d) o saldo total do balanço de pagamentos não é necessariamente nulo.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 9
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

e) as chamadas rendas de capital fazem parte do denominado balanço de serviços não


fatores.

20- (AFPS – 2002) - Considere os seguintes lançamentos entre residentes e não-residentes


de um país, num determinado período de tempo (em unidades monetárias):
• o país exporta 500, recebendo a vista;
• o país importa 300, pagando a vista;
• ingressam no país, sob a forma de investimentos
diretos, 100 em equipamentos;
• o país paga 50 de juros e lucros;
• o país paga amortizações no valor de 100;
• ingressam no país 350, sob a forma de capitais
de curto prazo;
• o país paga fretes no valor de 70.
Com base nessas informações e supondo a ausência de erros e omissões, os saldos em
transações correntes e do balanço de pagamentos são, respectivamente:
a) – 20 e + 150
b) – 20 e + 20
c) – 20 e + 330
d) – 40 e + 330
e) – 40 e + 40

21- (AFPS – 2002) - Considere as seguintes informações:


Saldo da balança comercial: déficit de 100;
Saldo da balança de serviços: déficit de 200;
Saldo em transações correntes: déficit de 250;
Saldo total do balanço de pagamentos: superávit de 50.
Com base nessas informações, o saldo das “transferências unilaterais” e do “movimento de
capitais autônomos” foram, respectivamente:
a) + 50 e + 300
b) – 50 e – 300
c) + 30 e – 330
d) – 30 e + 330
f) – 30 e – 300
22 – (Analista do Bacen/2002) - Considere as seguintes operações entre residentes e não
residentes de um país, num determinado período de tempo, em milhões de dólares:
• o país exporta mercadorias no valor de 500, recebendo a vista;
• o país importa mercadorias no valor de 400, pagando a vista;
• o país paga 100 a vista, referente a juros, lucros e aluguéis;
• o país amortiza empréstimo no valor de 100;
• ingressam no país máquinas e equipamentos no valor de 100 sob a forma de investimentos

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 10
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

diretos;
•ingressam no país 50 sob a forma de capitais de curto prazo;
• o país realiza doação de medicamentos no valor de 30.

Com base nestas informações, pode-se afirmar que as reservas do país, no período:
a) tiveram uma redução de 100 milhões de dólares.
b) tiveram uma elevação de 50 milhões de dólares.
c) tiveram uma redução de 50 milhões de dólares.
d) tiveram uma elevação de 100 milhões de dólares.
e) não sofreram alterações.

23 – (Analista do Bacen/2002) - A partir de 2001, o Banco Central do Brasil introduziu


algumas importantes alterações no balanço de pagamentos. Entre estas alterações, destaca-
se:
a) a exclusão da conta “reinvestimentos” dos movimentos de capitais autônomos.
b) a introdução da “conta financeira”, em substituição à antiga conta de capitais, para
registrar as transações relativas à formação de ativos e passivos externos.
c) a retirada do item de investimentos diretos dos empréstimos intercompanhias.
d) a inclusão das transferências unilaterais na conta de investimentos diretos.
e) a inclusão do item “amortizações” na conta de serviços de fatores.

24 – (Analista do Bacen/2002) - No Brasil, as operações entre residentes e não residentes


têm sido apresentadas sob a forma de “usos e fontes de recursos”. Não faz(em) parte dos
denominados “usos”:
a) serviços e rendas
b) balança comercial
c) amortizações de médio e longo prazo
d) transferências unilaterais correntes
e) ativos brasileiros no exterior

25- (Analista do Bacen/2001) - Considere os seguintes dados, em unidades monetárias:


- exportações de bens e serviços não fatores = 100;
- importações de bens e serviços não fatores = 200;
- renda líquida enviada ao exterior = 50;
- poupança líquida do setor privado = 250;
- depreciação = 10;
- saldo do governo em conta corrente = 70;
- variação de estoques = 80.
Com base no sistema de contas nacionais, é correto afirmar que a formação bruta de capital
fixo é igual a:
a) 400

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 11
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

b) 150
c) 250
d) 350
e) 500

26 – (ANPEC 1993) - Uma economia realizou durante um determinado ano as seguintes


transações com o exterior:

(a) Exportações de matérias primas (recebendo à vista em moeda forte) no valor FOB
de $15 bilhões.
(b) Importação de esquipamentos (com financiamento de longo prazo dado pelo
fornecedor estrangeiro) no valor FOB de $ 7 bilhões.
(c) Pagamento de fretes (em moeda forte) no valor de $ 3 bilhões.
(d) Prestação de serviços de engenharia por firmas residentes no Brasil atuando no
exterior (recebendo à vista em moeda forte) no valor de $ 2 bilhões.
(e) Dos $ 5 bilhões de juros vincendos de sua dívida externa, o país desembolsa em
moeda forte apenas $ 2 bilhões e consegue refinanciar os $ 3 bilhões restantes junto
aos credores.
(f) Recebe doação humanitária de vacinas, remédios e equipamentos cirúrgicos no
valor de $ 1 bilhão, entregues em espécie pelo país doador.
(g) Dos $13 bilhões de amortizações vincendas, o país desembolsa em moeda forte
apenas $ 3 bilhões e consegue refinanciar os $ 10 bilhões restantes junto aos
credores.

Assinale como Verdadeira ou Falsa as afirmativas abaixo:

(0) O saldo do Balanço Comercial é 8 (oito).


(1) O saldo do Balanço de Transações Correntes é 2 (dois).
(2) O saldo do Balanço de Capitais Autônomos é 0 (zero).
(3) O aumento das reservas é 9 (nove).
(4) A transferência líquida de recursos para o exterior é 5 (cinco).

27 – (ANPEC 1994) - Suponha que em determinado ano, as seguintes transações com o


exterior sejam realizadas:

• Um consórcio de bancos americanos empresta 50 milhões de dólares à Petrobrás.


• O Brasil envia 20 milhões de dólares para a Somália como ajuda humanitária.
• O Banco Central do Brasil autoriza o pagamento de juros a um banco americano no
valor de 10 milhões de dólares, ao mesmo tempo em que consegue refinanciar o
pagamento de juros vincendos neste ano no montante de 20 milhões de dólares.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 12
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

• Trabalhadores brasileiros residentes nos Estados Unidos remetem para as suas famílias
em Governador Valadares o equivalente a 100 milhões de dólares.
• O Brasil importa petróleo do Irã no valor FOB de 500 milhões de dólares pagos à vista.
• Uma empresa brasileira investe o equivalente a 20 milhões de dólares na construção de
uma fábrica na Argentina.
• Uma empresa de turismo espanhola efetua pagamentos a uma rede de hotéis no Brasil
por serviços de hospedagem de turistas daquele país no valor de 10 milhões de dólares.
• Uma fábrica de automóveis alemã compra à vista uma partida de aço produzido no
Brasil no valor FOB de 200 milhões de dólares.
• Uma subsidiária de uma empresa francesa investe no Brasil o equivalente a 50 milhões
de dólares.

Assinale com verdadeiro ou falso as afirmativas abaixo:


(0) O saldo em transações correntes é negativo e equivalente a 240 milhões de dólares.
(1) O saldo da balança de serviços é zero.
(2) O total de empréstimos e financiamentos obtidos pelo país é de 70 milhões de
dólares.
(3) A perda de reservas internacionais é de 140 milhões de dólares.

28 – (ANPEC 1997) - Um país realiza em determinado ano as seguintes transações com o


exterior:
(a) Pagamento de seguros: 10 unidades monetárias.
(b) Investimento direto de não-residentes: 20 unidades monetárias.
(c) Exportações de bens: 400 unidades monetárias.
(d) Importações de bens: 300 unidades monetárias
(e) Lucros reinvestidos: 20 unidades monetárias.
(f) Pagamento de fretes: 50 unidades monetárias.
(g) Amortização de dívida externa: 10 unidades monetárias.
(h) Entrada de capital de curto prazo: 50 unidades monetárias.
(i) Remessa de lucros: 100 unidades monetárias.
(j) Pagamento de juros da dívida externa: 50 unidades monetárias.
Com base nas informações acima, indique se as proposições abaixo são falsas ou
verdadeiras:
(0) A transferência líquida de recursos ao exterior é igual a 50 unidades monetárias.
(1) O balanço de pagamento em conta corrente apresenta um déficit de 120 unidades
monetárias.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 13
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

(2) A renda líquida enviada ao exterior é de 170 unidades monetárias.


(3) A conta de capital apresenta um superávit de 80 unidades monetárias.

29 – (ANPEC 1998) - Admita que as seguintes operações foram realizadas entre o Brasil e
o exterior num dado período:
• Um grupo japonês realiza investimento de 500 milhões de dólares na privatização da
Vale do Rio Doce.
• Companhias estrangeiras instaladas no Brasil remetem lucros de 50 milhões de dólares
ao exterior.
• Uma agência de turismo brasileira efetua pagamentos a uma cadeia de hotéis norte-
americana no valor de 20 milhões de dólares, referentes a serviços de hospedagem a
turistas brasileiros.
• Uma montadora francesa de automóveis investe 100 milhões de dólares na construção
de uma fábrica no Paraná.
• O Brasil importa, pagando à vista, 180 milhões de dólares em automóveis coreanos.
• O Brasil paga ao exterior 50 milhões de dólares em fretes.
• O Banco Central do Brasil refinancia, junto a um credor norte-americano, o pagamento
de juros vincendos no valor de 80 milhões de dólares.
• Uma companhia aérea americana realiza uma compra à vista de aviões brasileiros no
valor de 150 milhões de dólares.
• Uma indústria brasileira de autopeças importa maquinário da Alemanha no valor de 60
milhões de dólares, financiados a longo prazo por um banco alemão.

Classifique as seguintes afirmações, sobre balanço de pagamentos, como


Verdadeiras ou Falsas:
:
(0) O déficit no balanço comercial é de 30 milhões.

(1) O movimento autônomo de capitais é de 660 milhões.

(2) O déficit em transações correntes é de 290 milhões.

(3) O superávit total do balanço de pagamentos é de 450 milhões.

30 – (ANPEC 2000) - Considere as seguintes operações:


(a) o Banco Central compra ouro no mercado interno;
(b) ingressam no país equipamentos estrangeiros, sob forma de investimentos diretos sem
cobertura cambial;
(c) o país recebe donativos sob forma de mercadorias;
(d) o país recebe empréstimo de regularização em moeda do FMI.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 14
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

Indique se as afirmativas são falsas ou verdadeiras:


(0) A transação (a) não é contabilizada no balanço de pagamentos.
(1) A transação (b) deve ser contabilizada com sinal negativo na conta “importações” e
com sinal positivo na conta “investimentos diretos”.
(2) A transação (c) não causa alterações no saldo em conta corrente.
(3) A transação (d) é contabilizada com sinal positivo na conta “investimentos” e com sinal
negativo na conta “haveres no exterior”.

31 – (ANPEC 1990) - Numa economia tem-se determinado exercício:

ITEM VALOR EM MILHÕES DE US$

Exportações de bens (FOB) 37.000


Importações de bens (FOB) 17.000
Exportações de serviços não fatores 1.000
Importações de serviços não fatores 3.200
Juros pagos ao exterior 10.500
Juros recebidos do exterior 1.300
Remessa líquida de dividendos para o exterior 1.100
Pagamentos ao exterior por royalties 530
Donativos recebidos do exterior 100
Financiamentos recebidos do exterior 2.000
Amortizações pagas ao exterior 1.800
Investimentos diretos vindos do exterior 500
Repatriação de capitais 800

Através dessas informações, classifique, como V ou F, as afirmativas abaixo:

(0) O saldo do balanço comercial é 17,8 bilhões de dólares.


(1) A renda líquida enviada para o exterior é igual a 10,73 bilhões de dólares.
(2) A transferência líquida de recursos para o exterior é igual a 10,63 bilhões de
dólares.
(3) O saldo em transações correntes é igual a 7,07 bilhões de dólares.
(4) O saldo total do balanço de pagamentos é igual a 6,97 bilhões de dólares.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 15
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

32 – (ANPEC 1991) - Em determinado país e durante certo ano realizaram-se as seguintes


transações entre residentes e não-residentes, medidas em milhões de dólares.

• Exportações de mercadorias (FOB) 12.000


• Importações de mercadorias (FOB) 14.000
• Gastos de turistas nacionais no exterior em Viagens Internacionais 1.000
• Gastos de não-residentes no país em Viagens de Turismo 500
• Juros pagos ao exterior 4.300
• Juros recebidos do exterior 1.200
• Remessa líquida de dividendos 1.100
• Empréstimos e financiamentos líquidos 600
• Pagamento de Amortizações 4.000
• Investimentos diretos 1.000
• Pagamentos de atrasados comerciais 800

(0) A transferência líquida de recursos para o exterior é 1,5 bilhões de dólares.


(1) O saldo de transações correntes é deficitár o em US$ 2,7 bilhões.
(2) O saldo líquido da conta de capitais autônomos é US$ 3,8 bilhões de dólares.
(3) Nesta economia a renda líquida enviada ao exterior é igual ao saldo da balança de
serviço de fatores.
(4) A redução ocorrida no nível de reservas foi de US$ 5,1 bilhões.

33 – (ANPEC 1992) - Uma economia realizou durante um ano as seguintes transações com
o exterior:

(a) Recebimento de doações humanitárias em moeda forte, no valor de US$ 1 bilhão.


(b) Importações de mercadorias no valor FOB de US$ 7 bilhões.
(c) Pagamento de US$ 13 bilhões em amortizações da dívida externa.
(d) Pagamentos de juros da dívida externa no valor de US$ 5 bilhões.
(e) Exportações de mercadorias no valor FOB de US$ 15 bilhões.
(f) Recebimento de novos empréstimos e financiamento do exterior, no valor de US$
16 bilhões.
(g) Pagamentos de fretes internacionais no valor de US$ 3 bilhões.

Responda Verdadeira (V) ou Falsa (F):

(0) O saldo da balança comercial é de US$ 5 bilhões.


(1) O saldo do balanço em transações correntes é de US$ 1 bilhão.
(2) O saldo do balanço de capitais é de US$ -2 (menos dois) bilhões.
(3) O saldo do balanço de pagamentos é de US$ 4 bilhões.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 16
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

(4) O saldo do balanço de serviços é de US$ -3 (menos três) bilhões.

34 – (ANPEC 2003) - As operações abaixo foram registradas, no ano t, para uma economia
aberta:
(a) O país recebeu donativos, em mercadorias, no valor de $20 milhões;
(b) A renda líquida enviada ao exterior foi nula;
(c) O país importou equipamentos no valor de $5 bilhões, financiados no exterior mediante
empréstimo de longo prazo;
(d) Multinacionais estrangeiras reinvestiram no país lucros no valor de $10 bilhões;
(e) O país apresentou déficit em transações correntes de $30 bilhões;
(f) O país recebeu capitais de curto prazo no valor de $15 bilhões.

Com base nas informações acima, avalie as proposições que se seguem. No ano t:
(0) O PNB foi maior do que o PIB.
(1) Os donativos recebidos exerceram impacto positivo, no valor de $20 bilhões, sobre o
balanço de transações correntes.
(2) A importação de máquinas não teve impacto algum sobre o saldo do balanço de
pagamentos.
(3) saldo do balanço de pagamentos foi deficitário e equivalente a $15 bilhões.
(4) Não houve variação de reservas cambiais.

35 - Classifique como Verdadeira ou Falsa cada uma das afirmativas abaixo:

(0) Se numa economia o investimento é superior à poupança doméstica, o saldo total do


balanço de pagamentos é necessariamente negativo.
(1) Para neutralizar o efeito de um aumento de reservas internacionais sobre a base
monetária, o Banco Central deve contrair o crédito doméstico líquido.
(2) O balanço de pagamentos tem um impacto monetário expansionista sempre que há
um superávit em transações correntes.
(3) Se um país tem um déficit em transações correntes superior ao ingresso de
investimento direto líquido, sua dívida externa líquida aumenta.
(4) Um país devedor, que logrou pagar parte dos juros externos devidos, através de uma
transferência de recursos reais ao exterior, tornou-se um exportador de capitais.

36 – (ANPEC 2000) - Indique se as afirmativas são falsas ou verdadeiras:


(0) O fato de o Brasil ser devedor líquido contribui para que o produto interno bruto do país
seja maior que o produto nacional bruto.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 17
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

(1) Ao contrário dos fluxos de investimentos diretos, os fluxos de capitais de curto prazo
são contabilizados como “transações correntes” no Balanço de Pagamentos.
(2) O aumento de importações, fretes e seguros provoca, ceteris paribus, aumento da renda
líquida enviada ao exterior.
(3) Os juros sobre a dívida pública, por não serem contrapartida da prestação de serviços,
não são contabilizados como parte da renda pessoal disponível.

37 – (ANPEC 1991) - Classifique, como V ou F, as afirmativas abaixo:

(0) Uma taxa de investimento a preços correntes superior à taxa de investimento a


preços constantes é conseqüência do encarecimento dos Bens de Capital em relação
à média de preços da economia.
(1) A variação de reservas internacionais indica o resultado do Balanço de Pagamentos.
(2) A transferência líquida de recursos para o exterior pode ser calculada pela diferença
entre o saldo em transações correntes e o pagamento de amortizações.
(3) O saldo positivo do balanço de pagamentos em conta corrente reflete a parcela de
poupança interna que financia investimentos no exterior.
(4) A renda líquida enviada para o exterior é igual ao saldo da balança de serviços de
fatores menos as transferências unilaterais.

38 – (CESPE-UnB/Analista Legislativo – Economia/Câmara dos Deputados/2002) – O


balanço de pagamentos registra, de forma detalhada, a composição da conta-corrente e das
várias transações que a financiam. A esse respeito, julgue os seguintes itens.
1. Quando turistas franceses utilizam uma companhia aérea para viajar entre Paris e o Rio
de Janeiro, o valor equivalente aos pagamentos das passagens aéreas é contabilizado
como um crédito na conta-corrente do balanço de pagamentos francês.
2. No balanço de pagamentos, para um determinado país, a conta-corrente é
necessariamente igual à diferença entre as compras de ativos externos e as suas vendas
desses ativos.
3. Países que apresentam déficits públicos elevados poderão passar a devedores líquidos
em relação ao resto do mundo, comprometendo, assim, o saldo do balanço comercial.
4. As intervenções oficiais nos mercados de câmbio utilizadas para alterar a quantidade de
moeda em circulação são incluídas na conta de capital.
5. Se os investidores estrangeiros comprarem ações da Companhia Siderúrgica Nacional,
mas o controle acionário dessa companhia permanecer em mãos de investidores
brasileiros, o fluxo de recursos correspondente a essa transação será creditado como
investimento direto, na conta de capital do balanço de pagamentos brasileiro.

39 - (ESAF/Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental/2003) - O


desempenho das contas externas pode ser avaliado a partir da denominada "tabela de usos e
fontes". Constituem usos:

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 18
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

a) os desembolsos de médio e longo prazos


b) a conta de capital
c) a balança comercial
d) os investimentos estrangeiros diretos
e) os investimentos em papéis domésticos de longo prazo

40 -(ESAF/Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental/2003) - A partir


de janeiro de 2001, o Banco Central do Brasil passou a divulgar o balanço de pagamentos
de acordo com a metodologia contida no Manual de Balanço de Pagamentos do Fundo
Monetário Internacional. Não faz parte das alterações introduzidas na nova apresentação:
a) introdução, na conta corrente, de clara distinção entre bens, serviços, renda e
transferências correntes, com ênfase no maior detalhamento na classificação dos serviços.
b) introdução da "conta de capitais" em substituição à antiga "conta financeira".
c) estruturação da "conta de rendas" de forma a evidenciar as receitas e despesas geradas
por cada uma das modalidades de ativos e passivos externos contidas na conta financeira.
d) inclusão, no item investimentos diretos, dos empréstimos intercompanhias.
e) reclassificação de todos os instrumentos de portfolio, inclusive bônus, notes e
commercial papers, para a conta de investimentos em carteira.

41- (ESAF/Analista de Planejamento e Orçamento/2003) - Considere os seguintes


dados:
saldo da balança comercial: déficit de 50
saldo do balanço de serviços: déficit de 50
saldo do movimento de capitais autônomos: superávit de 150

Na ausência de lançamento nas contas "transferências unilaterais" e "erros e omissões",


pode-se afirmar que os saldos em transações correntes e total do balanço de pagamentos
foram, respectivamente:

a) + 150 e zero
b) - 100 e - 50
c) - 100 e zero
d) - 100 e + 50
e) - 150 e zero

42- (ESAF/Analista de Planejamento e Orçamento/2003) - Com base no balanço de


pagamentos, é incorreto afirmar que:
a) os investimentos diretos fazem parte dos denominados movimentos de capitais
autônomos
b) o saldo total do balanço de pagamentos é sempre igual a zero

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 19
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

c) os empréstimos do Fundo Monetário Internacional fazem parte das denominadas


transações compensatórias
d) os chamados capitais de curto prazo fazem parte dos denominados movimentos de
capitais autônomos
e) despesas com turismo fazem parte da balança de serviços "não fatores"

43- (ESAF/Analista de Planejamento e Orçamento/2003) - Considere os seguintes


lançamentos realizados entre residentes e não residentes de um país, num determinado
período de tempo, em unidades monetárias:
• o país exporta mercadorias no valor de 100, recebendo a vista
• o país importa mercadorias no valor de 50, pagando a vista
• o país realiza pagamentos a vista referente a juros, lucros e aluguéis, no valor de 50
• ingressam no país, sob a forma de investimentos diretos, 20 sob a forma de máquinas e
equipamentos
• o país paga 50 referente a despesas com transportes
• o país recebe empréstimos no valor de 100
Com base nestas informações, o país apresentou:
a) saldo total nulo no balanço de pagamentos
b) déficit no balanço de pagamentos de 100
c) superávit em transações correntes de 70
d) superávit na balança comercial de 50
e) superávit no balanço de pagamentos de 50

44 - (ANPEC 2001) - A partir dos seguintes dados (expressos em unidades monetárias):


Consumo privado = 200
Investimento privado = 50
Gastos (consumo e investimento) do Governo = 25
Receitas do Governo = 10
Exportações de bens e serviços não-fatores = 20
Importações de bens e serviços não-fatores = 18
Renda líquida enviada ao exterior = 5
Saldo da balança de serviços = -8
Transferências unilaterais (ao exterior) = 0
Saldo do balanço de pagamentos = 4
Indique se as afirmações são falsas ou verdadeiras:
Ⓞ O PIB é igual a 267.
① O PIB é maior que o PNB.
② A variação de reservas cambiais é igual a –1.
③ O saldo da balança de capitais é igual a 15.
④ O déficit primário do governo é igual a 15.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 20
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

45 - (ANPEC 2001) - Sobre a criação de meios de pagamento e o multiplicador da base


monetária, indique se as afirmações são falsas ou verdadeiras:
Ⓞ Uma expansão monetária pode ser causada pelo aumento da proporção dos meios de
pagamento sob a forma de depósitos à vista nos bancos comerciais.
① Toda variação na quantidade de meios de pagamento tem como contrapartida uma
variação igual e em sentido inverso do passivo não-monetário do setor bancário.
② O aumento dos meios de pagamento pode ser causado pela expansão de operações de
redesconto.
③ O multiplicador será tanto maior quanto menor for o encaixe compulsório sobre
depósitos à vista dos bancos comerciais.
④ O multiplicador será tanto maior quanto maior for a velocidade de circulação da moeda.
46 - (ANPEC 2001) - Em uma economia, para um dado ano, obtêm-se os seguintes
resultados (em % do Produto Nacional Bruto – PNB):
Investimento público: 5%
Investimento privado: 14%
Déficit operacional do setor público: 0%
Déficit real do balanço de pagamentos em transações correntes: 0%
Imposto inflacionário: 3%

Calcule, em % do PNB, a poupança real do setor privado.


47 - (ANPEC 2001) - Suponha taxa de juros nominal de 12%, inflação de 2%, superávit
fiscal primário e relação dívida pública / PIB iguais a 5% do PIB. Para que a relação dívida
pública / PIB permaneça constante, qual deve ser, em %, o crescimento real do PIB?

48 - (ANPEC 2002) - Indique se as proposições são falsas ou verdadeiras:


Ⓞ Renda disponível é aquela que sobra para a pessoa depois de descontados os impostos
diretos e a poupança.
① Em uma economia fechada, o Produto Interno Bruto coincide com o Produto Nacional
Bruto.
② Por deflator do PNB entende-se a razão entre o PNB e o PIB.
③ Quando os investimentos superam a poupança privada, as exportações líquidas do país
são negativas.
④ O consumo, o PIB e a riqueza pessoal são variáveis de fluxo.

49 - (ANPEC 2002) - Indique se as proposições abaixo, relativas ao tema dos meios de


pagamento, são verdadeiras ou falsas:

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 21
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

Ⓞ Definem-se meios de pagamento (M1) como a soma do papel moeda em poder do


público com as reservas bancárias.
① Em uma economia em que as reservas bancárias atingem 100% dos depósitos a vista o
multiplicador monetário é igual a 0.
② Sendo meios de pagamento definidos como M1, um aumento na relação moeda em
poder do público/depósito à vista reduz o multiplicador monetário.
③ Se a razão reservas/depósitos à vista é de 25% e a razão moeda em poder do
público/depósitos à vista é de 50%, o multiplicador monetário é 2.
④ O fato de o sistema bancário ser por natureza ilíquido é empregado como argumento em
favor da existência de um emprestador em última instância.

50 - (ANPEC 2002) - Indique se as afirmações são falsas ou verdadeiras:


Ⓞ Quando um banco compra à vista um imóvel pertencente a uma empresa não financeira,
ocorre destruição de meios de pagamentos.
① Quando um banco comercial adquire títulos da dívida pública diretamente de outro
banco comercial não ocorre variação no estoque de meios de pagamento.
② Quando um indivíduo transfere recursos da conta corrente para a caderneta de
poupança, há destruição de meios de pagamento.
③ A realização de operações de mercado aberto, em que o Banco Central vende títulos
governamentais, provoca um aumento da demanda por moeda.
④ Déficits orçamentários do Tesouro financiados por meio de empréstimos junto ao
Banco Central aumentam a base monetária.

51- (ESAF/AFRF/2003) - Considere os seguintes saldos do balanço de pagamentos para


uma determinada economia hipotética, em unidades monetárias:

• saldo da balança comercial: superávit de 100


• saldo em transações correntes: déficit de 50
• saldo total do balanço de pagamentos: superávit de 10

Com base nestas informações e considerando que não ocorreram lançamentos na conta
"erros e omissões", é correto afirmar que:

a) o saldo da conta "transferências unilaterais" foi necessariamente superavitário.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 22
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

b) independente do saldo da conta "transferências unilaterais", podemos afirmar com


certeza que o saldo da balança de serviços foi superavitário.
c) o saldo dos movimentos de capitais autônomos foi negativo.
d) se a conta "transferências unilaterais" foi superavitária, podemos afirmar com certeza
que a balança de serviços apresentou saldo positivo.
e) se a conta "transferências unilaterais" foi superavitária, podemos afirmar com certeza
que a balança de serviços apresentou saldo negativo.

52 – (ANPEC 2004) – Utilizando como referência a estrutura geral do balanço de


pagamentos, julgue os itens as afirmativas:

(0) A conta de capital é negativa para um país que apresenta superávit em transações
correntes, o que equivale a uma diminuição dos ativos externos líquidos em poder
dos residentes desta economia.
(1) Caso não ocorra o pagamento de um empréstimo externo no seu vencimento,
debita-se a conta de amortizações e credita-se a conta de atrasados comerciais. No
momento da liquidação efetiva desse atraso, debita-se esta última conta e credita-se
uma conta de caixa.
(2) O balanço de serviços engloba, entre outros itens, os pagamentos e os recebimentos
relativos a viagens internacionais, seguros, amortizações, lucros e dividendos.
(3) A renda líquida recebida (+) ou enviada (-) para o exterior é, por definição, o saldo
de serviços de fatores mais o de transferências unilaterais. Por sua vez, a
transferência líquida de recursos para o exterior equivale ao saldo comercial mais o
saldo de serviços não-fatores.
(4) O aumento do passivo externo líquido de um país em determinado período de tempo
é equivalente ao déficit, nesse mesmo período, dos movimentos de capitais
autônomos e compensatórios.

53 - (ESAF/Analista do MPU/Área Pericial – Especialidade Economia) - No balanço


de pagamentos, os lucros reinvestidos têm como lançamento

a) débito na conta rendas de capital e crédito na conta caixa.


b) débito na conta rendas de capital e crédito na mesma conta.
c) crédito na conta reinvestimentos e débito na mesma conta.
d) débito na conta rendas de capital e crédito na conta reinvestimentos.
e) crédito na conta rendas de capital e débito na conta caixa.

54 - (ESAF/Analista do MPU/Área Pericial – Especialidade Economia) - Um déficit


em transações correntes pode ser considerado como

a) poupança interna.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 23
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

b) despoupança externa.
c) poupança externa.
d) despoupança interna.
e) despoupança do governo.

55 - (ESAF/Analista do MPU/Área Pericial – Especialidade Economia) - Supondo

BP = saldo do balanço de pagamentos


RE = resultados das transações compensatórias
TC = transações correntes
MC = movimento de capitais autônomos

Com base nessas informações e na ausência de erros e omissões, é correto afirmar que,
necessariamente,

a) BP = RE e TC = MC - RE.
b) BP = 0.
c) BP = - RE e BP = 0.
d) BP = MC + RE.
e) BP = - RE e TC = MC + RE.

56 - (ESAF/Analista do MPU/Área Pericial – Especialidade Economia) - Não é


registrado no balanço de serviços o(a)

a) remessa de lucros.
b) amortização de empréstimos.
c) pagamento de fretes.
d) pagamento de seguro de transportes de mercadorias.
e) recebimento de juros de empréstimos.

57 – (CESPE-UnB/Analista de Comércio Exterior/MDIC/2001) – O equilíbrio do


balanço de pagamentos pode ser obtido por meio do(a):

1. Alteração nos preços relativos por desvalorização cambial, mas nesse caso o
resultado depende das elasticidades de demanda e oferta.
2. Redução no nível de gastos agregados, mas isso constitui uma opção temporária.
3. Controle na criação de crédito interno, mas essa solução não altera os desequilíbrios
estruturais da base produtiva.
4. Aporte extraordinário de recursos externos.
5. Alteração da estrutura produtiva, mas é um processo lento e não resolve os
desequilíbrios no curto prazo.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 24
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

58 – (CESPE-UnB/Terceiro Secretário da Carreira de Diplomata/2004) – Julgue os


itens a seguir, como verdadeiro ou falso:

1. Quando nisseis brasileiros que trabalham no Japão remetem parte de suas


economias a seus familiares, no Brasil, essa transação é registrada como uma
transferência unilateral e constitui parte integrante da conta de transações correntes.
2. Déficits em conta-corrente implicam que o montante de divisas arrecadado com as
exportações é superior àquele exigido para financiar suas importações e
transferências unilaterais líquidas.

59 – (CESPE-UnB/Economista Pleno/Petrobras/2004) – Julgue os itens a seguir, como


sendo verdadeiro ou falso:

1. As importações brasileiras de petróleo nigeriano são registradas como um débito na


conta corrente do balanço de pagamentos brasileiro e como um crédito n conta
equivalente da Nigéria.
2. O Fundo Monetário Internacional foi criado para possibilitar aos países em
desenvolvimento o acesso a empréstimos de longo prazo, que são destinados ao
financiamento do desenvolvimento econômico.

60 – (CESPE-UnB/Técnico Científico/Área: Economia/BASA/2004) – Julgue o item a


seguir, como verdadeiro ou falso:

Restrições voluntárias às exportações e cotas de importação constituem exemplos de


barreiras comerciais que geram perda de eficiência, as diferem das tarifas pelo fato de o
governo não obter receitas, como no caso da proteção tarifária.

61 – (CESPE-UnB/Analista Pleno I/Área: Economia/CNPq/2004) – Julgue o item a


seguir, como verdadeiro ou falso:

Se, em determinado país, existe déficit em conta-corrente, isso significa que, para esse país,
o montante de divisas arrecadado com as exportações é inferior ao exigido para financiar
suas importações e transferências unilaterais líquidas.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 25
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

GABARITO

1–D
2–E
3- B
4- B
5–B
6–D
7–C
8–C
9- B
10 – B
11 – C
12 - D
13 - F, V, V, F, Fe F.
14) A
15 – E
16 – E
17 – C
18 – B
19 – E
20 – C
21 – A
22 – C
23 – B
24 – E
25 – A
26 - (0) F - (1) V - (2) F - (3) V - (4) F
27 - (0) V - (1) F - (2) V - (3) V
28 - (0) F - (1) F - (2) V - (3) V
29 - (0) F - (1) F - (2) V - (3) V
30 - (0) F - (1) V - (2) V - (3) F
31 - .
32 - .
33 - .

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.
Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) – Curso prof. Geraldo Góes 26
Av. W 3, Quadra 509 Sul, Brasília-DF, fone: 443-3691
Prof. Sérgio Ricardo de Brito Gadelha

34 - (0) F - (1) F - (2) V - (3) F – (4) V


35 - (0) F - (1) V - (2) F - (3) V - (4) F
36 - (0) V - (1) F - (2) F - (3) F
37 –
38 – 1.F, 2.V, 3.V, 4.V, 5.F
39 – C
40 – B
41 – D
42 – B
43 – E
44 – 0.F, 1.V, 2.F, 3.F, 4.V
45 – 0.V, 1.F, 2.V, 3.V, 4.F
46 – 11
47 –
48 - 0.F, 1.V, 2.F, 3.F, 4.F
49 - 0.F, 1.F, 2.V, 3.V, 4.V
50 - 0.F, 1.V, 2.V, 3.F, 4.V
51 – E
52 - (0) F - (1) V - (2) F - (3) V - (4) F
53 – D
54 – C
55 – E
56 – B
57 - (1) V - (2) V - (3) V - (4) V – (5) V
58 - (1) V - (2) F
59 - (1) V - (2) F
60 – V
61 – V

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – É proíbida a reprodução total ou parcial, de qualquer forma ou pôr
qualquer meio. A violação dos direitos do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do
Código Penal.