XV – EVOLUÇÃO HISTÓRICA DO ESTADO

Desde o seu surgimento como organização de meio nacional, desde as
mais primitivas formas de associação política, o Estado, elemento dinâmico por
excelência, vem evoluindo sempre, e refletindo, nessa evolução, a trajetória
ascensional da civilização humana.
O eminente professor Queiroz Lima coloca em conveniente relevo os
traços característicos dominantes da organização estatal em cada um dos
grandes estágios da civilização:
O ETADO ORIENTAL = Teocrático e politeísta, destacando-se, pelo seu
feitio mais humano e mais racional, o Estado de Israel (O Estado de Israel
constituía uma exceção entre os Estados antigos do Oriente);
O ESTADO GREGO = Que se caracteriza por uma nítida separação entre a
religião e a política. O Estado Grego antigo, geralmente apontado como fonte
da democracia, nunca chegou a ser um Estado democrático na acepção do
direito público moderno;
O ESTADO ROMANO = Expressão máxima da concentração política
econômica. O Estado Romano tinha a sua origem, efetivamente, na ampliação
da família. A família era constituída pelo “pater”, seus parentes agnados, os
parentes destes, os escravos (“servus”) e mais os estranhos que se associavam
ao grupo (“famulus”). A autoridade do “pater” família era absoluta;
O ESTADO FEUDAL = Conseqüente da invasão dos bárbaros, que foi a
expressão máxima da descentralização política, administrativa e econômica;
O ESTADO MEDIEVAL = A partir do século XI, que foi uma nova
expressão da centralização do poder, com a preeminência do papado sobre o
governo temporal. São características fundamentais do Estado medieval: Forma
monárquica de governo; Supremacia do direito natural; Confusão entre os
direitos público e privado; Descentralização feudal; e Submissão do Estado ao
poder espiritual representado pela Igreja Romana;
O ESTADO MODERNO = Que reagiu contra a descentralização feudal da
Idade Média e contra o controle da Igreja Romana, revestindo a forma do
absolutismo monárquico;

(a) Reação Antiabsolutista. Na baixa Mesopotâmia. 2 Idade Média. fascismo e nazismo. O ESTADO SOCIAL = A partir do Estado Moderno. que se verifica através: socialismo. (a) Estado Antigo (impérios teocráticos). A diferenciação . OBSERVAÇÕES: (1ª) Os Estados mais antigos que a história relata. foram os grandes impérios que se formaram no Oriente desde 3. (c) Estado Grego (a Polis). os mais antigos e os maiores. (a) Monarquias Medievais. 1 Idade Antiga. enquanto que os parias e os escravos viviam à margem das leis. Compõe-se:  (b) Liberalismo e (c) Reações Antiliberais. 3 Período Renascença: o absolutismo monárquico 4 Idade Moderna. (c) O Estado Medieval e a Igreja Romana. Compõe-se:  (b) Estado de Israel. Compõe-se:  (b) Feudalismo. os chefes militares e os sacerdotes do culto nacional gozavam de largas regalias. (d) Estado Romano (a Civita).000 anos anterior a Cristo (aC). Os nobres. (2ª) A diferenciação de classes e castas era outro traço comum.O ESTADO LIBERAL = Implantado pela revolução francesa e baseado no princípio da soberania nacional.

interpondo a chamada “apelatio”. Porém. Por esse ato vetavam a decisão tornando-a. Eram. Eram os questores juízes de superior alçada na ordem civil. (3ª) A Polis era uma associação política e ao mesmo tempo uma comunidade religiosa. aliás. também em número de dois. procediam à purificação do povo etc. . resumindo: • Questura ⇒ Escolhidos pelos próprios cônsules e como seus auxiliares imediatos. de pronto. edilidade. exerciam os dois pretores plena jurisdição de fato. exerciam a vigilância da moradia pública e privada. o direito de iniciativa da plebe sobre questões de interesse coletivo (“plebiscitum”). • Censura ⇒ Os censores. destacando-se pela ordem: questura.C. Além do direito de veto. conquistou os tribunos. mas não se confundiam Estado e Religião nas mesmas instituições. expediam regulamentos e publicavam editais. Os tribunos eram defensores do povo. foram nomeados dois questores. A Polis começou a evoluir. os mais temidos e respeitados dentre os magistrados romanos. Essa magistratura foi criada por uma “lex sacrata”. de fundo aristocrático. em matéria de direito privado. como ocorria nas monarquias orientais. Pronunciavam os pretores as suas decisões sentados na “curul”. No exercício da sua função protetora dos direitos individuais. a partir do século VIII ou IX a. Em matéria de direito público suas decisões estavam sujeitas ao veto consular. pessoas invioláveis acreditando-se que estavam eles colocados sob a salvaguarda da cólera invencível dos deuses. a competência dessa grande magistratura era absoluta. tribunato. nos comícios das “tribus”. inoperante. tinham a administração dos domínios e rendas do Estado. posteriormente. (4ª) Magistratura e Pró-Magistraturas: A autoridade dos cônsules foi posteriormente limitada em decorrência da criação das diversas magistraturas. censura. os tribunos recorriam das decisões dos magistrados. ditavam posturas. e pró-magistraturas. • Pretura ⇒ Eleitos mediante prévia consulta aos deuses. As divindades gregas não conferiam caráter místico à autoridade. • Tribunato ⇒ Os tribunatos eram eleitos entre os plebeus. pretura. da monarquia patriarcal para a república democrática direta. por isso mesmo. O conjunto desses atos formou o chamado direito pretoriano. embora com menor intensidade. base de toda a maravilhosa estrutura do direito romano.de castas. persiste ainda atualmente na Índia.

foi instituído o pré-consulado. a pro-pretura etc. Em conseqüência. desdobraram-se as demais magistraturas. especialmente de ordem religiosa. entre os plebeus. em um dos seus treze artigos que estabeleciam os princípios de liberdade individual. (5ª) O liberalismo teve seu berço na Inglaterra. Foi precisamente esse sistema de liberdade defendida pelas armas que recebeu. criando-se novas províncias a serem administradas. em 1689. Suas funções eram equivalentes às dos vereadores dos tempos modernos. autorizava o porte de armas pelos cidadãos que professavam a religião protestante. instituindo-se a próquestura. Conjuntamente os edis formavam o “colegium”. O próprio termo liberalismo tem a seguinte origem: O segundo “Bill of Rights” que o parlamento impôs à Coroa. • Pro-Magistraturas ⇒ Com o grande desenvolvimento do Estado. por via de manifestação plebiscitária. para que pudessem defender as suas franquias constitucionais. com jurisdição administrativa no âmbito municipal. .• Edilidade ⇒ Os “edis” eram quatro. e dois escolhidos pelas “tribus”. a denominação liberalismo. já no fim do período republicano e início do período imperial. (grifo nosso). sendo dois eleitos pela centúria. na época. mediante consultas simbólicas aos deuses.

.

.)....... a 476 d... Vejamos um resumo de cada um: • Período Paleolítico: O homem pré-histórico se agrupou em hordas nômades e fabricou instrumentos de pedra lascada.....000 a...... aos estágios da selvageria...... 1789 2 aos dias de hoje OBSERVAÇÕES: 1ª = A Pré-história se dividiu em três períodos: o paleolítico......... 2ª = O período paleolítico se subdividiu em duas fases: a primeira chamada de paleolítico inferior (de 600... desenvolveu a agricultura e domesticou os animais..... Para quase seis mil anos de história existiram........000 a...000 a...000 a..000 a................... Idade Antiga ..... A Pré-história começou com o surgimento do homem e terminou por volta de quatro mil anos antes de Cristo.. a 10........C..... 476 a 1453 Idade Moderna . esses períodos corresponderiam.C...1 PERÍODOS São períodos da história da civilização ou humanidade: Paleolítico .. da barbárie e da civilização.. • Período Neolítico: Fez instrumentos de pedra polida.C.. a 10... respectivamente....... aproximadamente..... até 4.....000 a...... 4. seiscentos mil anos de Pré-história.. Segundo essa divisão (Lewis Morgan).. e para outros ela inicia a pré-fase contemporânea até os dias de hoje. .........000 a... e a idade dos metais.000 ou 3... neolítico......C..... dedicando-se à caça de animais e à coleta de frutos e raízes...C. Idade Média ..... 3ª = A Idade Moderna para alguns autores se encerra em 1789.. a 5......600......... a 4... 1453 a 1789 Idade Contemporânea ... Pré-história até ....000 a... organizando-se em clãs e aldeias.. o neolítico...... com o aparecimento da escrita no Egito e na Mesopotâmia......C..........000 a..C......... Neolítico ...... a 30....... Idade dos Metais ......................C... A Pré-história se dividiu em três períodos: paleolítico.......C...C. e a idade dos metais.. 5..C) e a segunda chamada de paleolítico superior (de 30.............000 a....... 10...C..000 a........... 3 A PRÉ-HISTÓRIA A pré-história abrangeu quase cem por cento da vida do homem sobre a terra...C...000 a......

A Pré-história abrangeu cerca de seiscentos mil anos e se estendeu do aparecimento do homem à invenção da escrita a quatro mil anos antes de Cristo. . o surgimento do Estado e a invenção da escrita possibilitaram ao homem a passagem para os tempos históricos.) ficou conhecido também como nova idade da pedra ou idade da pedra polida. desenvolveu a prática do culto aos mortos e produziu obras de arte de conteúdo mágico (magia simpática). o Pithecanthropus erectus e o Homem de Neanderthal surgiram no paleolítico Inferior. 6 PERÍODO NEOLÍTICO O período Neolítico (10. este último muito semelhante ao homem moderno (Homosapiens). Em seguida veio o Homem de Neaderthal. Durante o período paleolítico. descoberto na Alemanha e o Homem de Cro-Magnon. Segundo as teorias mais aceitas. e o Homem de CroMagnon apareceu no fim do paleolítico superior.000 a. Quanto ao processo de hominização. o homem primitivo descobriu o fogo. que correspondeu ao estágio da barbárie. ocorreu a revolução neolítica. a terra e o sistema solar há cerca de quatro e meio bilhões de anos e a vida na terra por volta de três bilhões de anos. A TERRA E O HOMEM. O homem paleolítico produzia instrumentos de “lascas de sílex”. O paleolítico foi o período da economia coletora.C. 5 PERÍODO PALEOLÍTICO O período Paleolítico (600. descoberto na França. Nesta época. Vieram depois o Pithecanthropus erectus (“homem macaco em pé”) ou Homem de Java. 4 O UNIVERSO. O aparecimento do homem data de um milhão e meio de anos e o seu antepassado mais distante é o Australopithecus (“macaco do sul”). cujas principais características foram o desenvolvimento da agricultura e a domestificação dos animais.C. o homem primitivo vivia em cavernas. pescadores e coletores de frutos e raízes.) se subdividiu em duas fases: paleolítico inferior e o paleolítico superior. no processo de transformação do primata em homem. o Homem de Heidelberg e o Homem de Pequim.• Período da Idade dos Metais: O desenvolvimento da metalurgia. O trabalho desempenhou um papel decisivo no processo de hominização.000 a 5. daí esse período ser denominado também na Antiga Idade da Pedra ou Idade da Pedra Lascada. Nesta época. praticava o nomadismo e estava agrupado nas hordas de caçadores. isto é.000 a 10. Este foi o período da economia produtora. o Universo surgiu há dez bilhões de anos.000 a. que correspondeu ao estágio da selvageria.

idade moderna e contemporânea. na idade antiga. cuja vida se baseava na indústria e no comércio. o carro de rodas e o barco a velas. houve a invenção da roda e a fabricação de jangadas. Invenções importantes dessa época foram o arado de tração animal.000 anos antes de Cristo e coincidiu praticamente com o início da civilização. que se caracterizou pela transformação das aldeias neolíticas em cidades. 7 PERÍODO DA IDADE DOS METAIS A Idade dos Metais começou por volta de 5. as classes sociais e a religião.Durante o período neolítico. os instrumentos de pedra foram substituídos por metal (cobre. aldeias e tribos. Por volta de quatro mil anos antes de Cristo. A partir daí a história se dividiu em períodos. na idade média. ocorreu a revolução urbana. ou seja. que assinalou a passagem da pré-história para a história propriamente dita. surgiu a escrita. Outras instituições que surgiram no fim do período neolítico foram à propriedade privada. Com o desenvolvimento da metalurgia. Nesse período. Essa transição foi quase simultânea com o desenvolvimento da agricultura de regadio. Data dessa época o aparecimento da família e sua organização em clãs. canoas e barcos. A economia agrícola levou a sedentarização e a divisão do trabalho impulsionou uma economia de trocas que prenunciava o aparecimento do comércio. desenvolveram-se a tecelagem. bronze e ferro). a cerâmica e a produção de instrumentos da pedra polida. com o surgimento da escravidão e com a formação do Estado. .