H.11.

3 Homem depende do criador
§396 Deus criou o homem à sua imagem e o constituiu em sua amizade. Criatura espiritual, o homem só pode viver
esta amizade como livre submissão a Deus. E o que exprime a proibição, feita ao homem, de comer da árvore do
conhecimento do bem e do mal, "pois, no dia em que dela comeres, terás de morrer" (Gn 2,17). "A árvore do
conhecimento do bem e do mal" (Gn 2,l7) evoca simbolicamente o limite intransponível que o homem, como
criatura, deve livremente reconhecer e respeitar com confiança. O homem depende do Criador, está submetido às
leis da criação e às normas morais que regem o uso da liberdade.
H.11.5 Homem não abandonado por Deus depois da queda
§410 "Não o abandonaste ao poder da morte" Depois da queda, o homem não foi abandonado por Deus. Ao
contrário, Deus o chama e lhe anuncia de modo misterioso a vitória sobre o mal e o soerguimento da queda. Esta
passagem do Gênesis foi chamada de "proto-evangelho", por ser o primeiro anúncio do Messias redentor, a do
combate entre a serpente e a Mulher e a vitória final de um descendente desta última.
C.89.22 Relação do homem com a criação
§343 O homem é a obra-prima da obra da criação. A narração bíblica exprime isto distinguindo nitidamente a
criação do homem da criação das outras criaturas.
§396 Deus criou o homem à sua imagem e o constituiu em sua amizade. Criatura espiritual, o homem só pode viver
esta amizade como livre submissão a Deus. E o que exprime a proibição, feita ao homem, de comer da árvore do
conhecimento do bem e do mal, "pois, no dia em que dela comeres, terás de morrer" (Gn 2,17). "A árvore do
conhecimento do bem e do mal" (Gn 2,l7) evoca simbolicamente o limite intransponível que o homem, como
criatura, deve livremente reconhecer e respeitar com confiança. O homem depende do Criador, está submetido às
leis da criação e às normas morais que regem o uso da liberdade.
§1469 Este sacramento nos reconcilia com a Igreja. O pecado fende ou quebra a comunhão fraterna. O sacramento
da Penitência a repara ou restaura. Neste sentido, ele não cura apenas aquele que é restabelecido na comunhão
eclesial, mas tem também um efeito vivificante sobre a vida da Igreja, que sofreu com o pecado de um de seus
membros. Restabelecido ou confirmado na comunhão dos santos, o pecador sai fortalecido pela participação dos
bens espirituais de todos os membros vivos do Corpo de Cristo, quer estejam ainda em estado de peregrinação, quer
já estejam na pátria celeste:
Não devemos esquecer que a reconciliação com Deus tem como conseqüência, por assim dizer, outras
reconciliações capazes de remediar outras rupturas ocasionadas pelo pecado: o penitente perdoado reconcilia-se
consigo mesmo no íntimo mais profundo de seu ser, onde recupera a própria verdade interior; reconcilia-se com os
irmãos que de alguma maneira ofendeu e feriu; reconcilia-se com a Igreja; e reconcilia-se com toda a criação.
DOUTRINA CATÓLICA - "A CRIAÇÃO DO HOMEM"
Segundo a Bíblia, "no sexto Dia da criação, Deus criou o homem" – e o fez Sua imagem e semelhança". Para
infundir-lhe a vida (ou alma) Deus "soprou-lhe no rosto" (Spiritus quer dizer sopro). A semelhança do homem com
Deus está em sua alma espiritual. O homem, com exceção dos anjos, é infinitamente superior a todas as outras
criaturas.
Na imortalidade de sua alma está a grandeza do homem.
"Deus fez o homem de barro", sabemos que entram na composição de nosso corpo o ferro, magnésio, cálcio, zinco,
água, etc. Além disso, conservamos a vida graças a alimentos tirados da terra. A própria palavra homem vem do
latim homo, de húmus (terra). E Adão quer dizer barro.
Diz, ainda, a Sagrada Escritura que, para dar a Adão uma companheira, Deus o fez dormir profundamente e, de uma
das costelas, formou Eva. E Adão e Eva foram colocados no Paraíso. Segunda a narrativa, Deus criou Adão fora do
Paraíso (simplesmente com dons naturais) e, depois o colocou no paraíso, então o homem passou a gozar de maiores
dons (preternaturais e sobrenaturais).
Dom significa uma dádiva, é o que se recebe gratuitamente.
Dom Natural é o que faz parte da essência de um ser. Por exemplo, no homem, a razão; ou no anjo a imaterialidade.
Dom Preternatural é o que excede a natureza de um ser, mas pode ser natural em outro ser. No homem (Adão e Eva,
no paraíso), relativamente ao corpo, esses dons eram: imortalidade e ausência de sofrimento, (pois a morte e a dor

sem passar pela morte. mais precioso aos olhos de Deus que toda a criação. perfeitamente.·. dar o nome às coisas era algo de divino (pois na verdade só Deus penetra na essência do ser. Com este fim foi criado. Porque Deus não desiste de tudo realizar. criou-o à imagem de Deus. 2.8). um lugar onde Deus circulava (Gn 3. Adão "deu nome aos animais". E em relação a alma: maior domínio do espírito e elevada ciência. Dom Sobrenatural é o que ultrapassa as exigências de qualquer natureza criada: a graça de Deus. 3). Deus estabeleceu-o na sua amizade (IV). lugar em que o homem vivia na intimidade de Deus (estado de graça) – e. mas Paraíso que era. por isso. houve progresso – como também. e por isso só Ele poderia dar nome as coisas criadas) Assim a Bíblia descreve o homem antes do pecado. Il dialogo della Divina providenza. a uma Aliança com o seu Criador. integro e harmonioso. era tão feliz. 24. mas o homem foi criado para servir e amar a Deus. foi por amor que lhe destes um ser capaz de apreciar o vosso bem eterno» (Santa Catarina de Sena. para fazer subir o homem até Si e fazê-lo sentar à sua direita» (São João Crisóstomo. na sua própria natureza. Ainda. e para Lhe oferecer toda a criação: «Qual é. eles fossem viver no Céu. compreendendo-se a influência entre a alma e o corpo. no sono da morte). É capaz de se conhecer. o ser que vai chegar à existência rodeado de tal consideração? É o homem. 3. os homens se salvam. e tal é a razão fundamental da sua dignidade: «Qual foi a razão de terdes elevado o homem a tão alta dignidade? Foi certamente o incomparável amor com que Vos contemplastes a Vós mesmo na vossa criatura e Vos enamorastes dela. e a cuja salvação Deus deu tanta importância. Adão e Eva.1). porque foi por amor que a criastes. para quem existem o céu e a terra e o mar e a totalidade da criação. Com esse dons. só pode levar a ausência de sofrimento corporal. só ele é chamado a partilhar. Adão é o primeiro homem. a intimidade com Ele. a dar-Lhe uma resposta de fé e amor que mais ninguém pode dar em seu lugar. Veremos agora trechos apresentados e Jesus Cristo. à custa de sacrifícios.. Paraíso cuja localização geográfica não sabemos qual é (nem isso tem importância).588A).Que diferencia o homem das outras criaturas? «Deus criou o ser humano à sua imagem. nasceu a Igreja a "Esposa de Cristo". 587D . 39. sobretudo. Que significa que o homem foi criado à imagem e semelhança de Deus? Porque é «à imagem de Deus». 1. nem ao seu próprio Filho poupou. Por um Homem (Jesus). . foi criado «homem e mulher» (III). a vida de Deus. 4. Deus o remiu (fê-lo renascer. o indivíduo humano possui a dignidade de pessoa: ele não é somente alguma coisa. Para que foi criado? Deus tudo criou para o homem (cf. a nostalgia da pureza. adormecido nasceu Eva. em estado de pureza e graça. Sermones in Genesim. No sexto Dia da Semana Santa. sua esposa. depois de viver algum tempo na terra. 3). Deus criou o homem.1.3. possuindo atributos superiores à sua própria natureza. Do lado de Adão. pois. Entre os antigos. De uma Virgem imaculada nasceu Jesus Cristo.são apresentadas como consequência do pecado). figura central da Bíblia. pelo conhecimento e pelo amor. por ele. Mas ficou-nos para sempre a insatisfação. 13). mas alguém. 27). possuiam uma imortalidade corporal. Aqui vamos fazer um paralelo entre o Antigo e o Novo Testamento e veremos que o Antigo é figura do Novo. períodos de decadência.1: PG 54. Depois. Estudiosos que buscam vestígios de civilizações primitivas encontram sinais do homem. é o homem. GS 12. O homem ocupa um lugar único na criação: é «à imagem de Deus» (I). os homens se perderam. De Jesus Cristo crucificado (ferido no peito. indefinida saudade de um paraíso perdido. 2. no Paraíso. é a «única criatura sobre a terraque Deus quis por si mesma» (GS 24. A respeito deste assunto. Por possuírem uma alma sã. Por um homem (Adão). Pode-se. de se possuir e de livremente se dar e entrar em comunhão com outras pessoas. grande e admirável figura vivente. só o homem é «capaz de conhecer e amar o seu Criador» (GS 12. Cristo é o primeiro de uma nova linhagem – motivo porque é chamado o "Segundo Adão" No "sexto Dia". E é chamado. o pai da humanidade. Paraíso. Ele o criou homem e mulher» (Gn 1. Por que razão o homem foi criado com tanta dignidade? De todas as criaturas visíveis. o homem viveu no Paraíso. Da terra virgem e abençoada formou-se o corpo de Adão. que. compreende-se que uma alma sã. une o mundo espiritual e o mundo material (II). pela graça. pela graça). saído das mãos do criador. depois do pecado. admitir que.