Aula  09  -­‐  Tensão  Admissível  

Projeto  de  Acoplamento  Simples    
Prof.  Wanderson  S.  Paris,  M.Eng.  
prof@cronosquality.com.br  

Prof.  Wanderson  S.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.com.br  

MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS  

Prof. MSc. Luiz Eduardo Miranda J. Rodrigues

sível

Tensão  Admissível  
O  engenheiro  responsável  
pelo  projeto  de  elementos  
estruturais  ou  mecânicos  
deve  restringir  a  tensão  do  
material  a  um  nível  seguro,  
portanto,  deve  usar  uma  
tensão  segura  ou  
admissível.  

el
s
s
o
o,

el.

Prof.  Wanderson  S.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.com.br  

MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS  

br   σ rup F .S .com. = Frup Fadm Prof.S. usados  epretendida  da  finalidade   pretendida   da  estrutura  ou   máquina.de  falha.)  ou   Coeficiente  de  Segurança  (C.S .   evitar  possibilidade maior  possibilidade   Valores específicos dependem dos tiposdos   de Hmateriais •  Valores   específicos   dependem   pos  de  musados ateriais   e da finalidade da estrutura ou máquina.  Wanderson  S.S. = τ adm MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .) é a relação entre a carga de •  O   f ator   d e   s egurança   ( F. ruptura  Frup  e  a  carga  admissível  Fadm.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.)   O fator de segurança (F.S.S.S .) Fator  de  Segurança  (F.S.   F .   O fator defator   segurança é um número que 1 a fim de1  a  fim  de   •  O   de  segurança   é  um  nmaior úmero   maior   que   evitar maior de falha.Fator de Segurança (F.)   é   a   r elação   e ntre   a   c arga   d e   ruptura Frup e a carga admissível Fadm. = σ adm τ rup F .

  etc.   •  Modificações  nas  propriedades  do  material.   •  Tipo  de  carregamento  para  o  qual  se  projeta.     Prof.  Wanderson  S.  temperatura.  ou   que  poderá  atuar  futuramente.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .   •  Número  de  vezes  que  a  carga  é  aplicada:  fadiga   (será  melhor  estudado  em  Elementos  de   Máquinas)   •  Modo  de  ruptura  que  pode  ocorrer.   função  do  processo  de  fabricação.com.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.S..Fatos  que  influenciam     a  escolha  do  F.

 Paris      -­‐      prof@cronosquality.     •  Riscos  de  vida  ou  de  propriedade.   •  Método  de  análise  uHlizado.   •  Deterioração  que  poderá  ocorrer  no  futuro   devido  à  falta  de  manutenção  ou  por  causas   naturais  imprevisíveis.Fatos  que  influenciam     a  escolha  do  F.S.   Prof.   •  Influência  na  função  a  ser  desempenhada  pela   máquina.com.  Wanderson  S.    Etc.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .   •  A  importância  de  um  certo  membro  para  a   integridade  de  toda  a  estrutura.

Fator  de  Segurança  (F.     O  mais  importante  é  ter  bom  senso  nesta  escolha.  inseri  alto  custo  ao  projeto  e.  É  importante  se  basear  em:  projetos   semelhantes  que  tenham  obHdo  sucesso  e  nas  Norma   Técnicas  específicas  para  cada  aplicação.  Se   uHlizar  um  F.)   No  início  de  carreira.S.S.  coloca  em  risco  a  segurança   do  projeto.  o  engenheiro  normalmente   encontra  muita  dificuldade  na  escolha  do  Fator  de   Segurança  a  ser  uHlizado  nas  diversas  aplicações.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.com.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .  se   uHlizar  um  F.  alto.   Prof.S.  muito  baixo.  Wanderson  S.

65&(+ 3$.-+"&#"&H4&'(#&.%&#&.%&"(D*$)"$-"$#E(&.&+$/($.%&". CS_2.com.-+"'$9-$5&)#&.?.!-'-. GILFRAN MILFONT Quadro orientativo para determinação do Coeficiente de Segurança: !"#$%&'()$ *+'.-"'&$)#&.-'-.%$%(5-+".&"*#")$E-'$%F'(-":-#*# 0.&'5. CS_2..&)-+"+>-"$4'-H(#$AB&+"D'-++&('$+".18< 208= 012 718 218 .%$#"$4'-H(#$.&'$.%&"'&4'&+&.:($)#&."5'!0/ "$0/*+'!0/$/&'5./5.%&"'&4'&+&.&"%&+%&+".%!'.&"%&+%&+"./+5!.S.%&"-"+(+%&#$ !+"#-.0/'&:!.$#&.!<'-$ G#E(&.= 2 x Máximo entre: (CS_1.0/-$0/ !"#$%&'($)"*+$.-' G#E(&.-"#$%&'($)" '/4'%5!%/-.= Máximo entre: (CS_1.  Wanderson  S.-' &$-.%&"-"+(+%&#$ !+"#-.-"#$%&'($)".18< MECÂNICA   M ateriais Dúcteis: C.%(:$+"@+":-.0 -'-$0/-'0/ 4%$4%!.%&".%&"/-("%&+%$.%&"&H%'&#$#&.S.   Coeficiente de Segurança RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS AULAS PROF.&)-+"/-'$#"%&+%$./ =>-"(.-"#$%&'($) C++&.%..+*/(:(&.-+"'&4'&+&. CS_3 ) Prof.%$%(5-+".%!'!0/-!04$"67.-+"%&+%&+".05.(AB&+".(+4-.$#&."01.Quadro   O rientaJvo   p ara   F .br   .0 !+"#-.$0/'"'./-'0/!"#$%&'(1.&+$/($.%$%(5-+".18< 208= 012 718 218 .%&"#-. CS_3 ) DOS  SÓLIDOS   M ateriais Frágeis: C./5.%-+ !+"#-.-+"(.%$#"4'&:(+$#&.&)-+"'&4'&+&.&)-+"'&4'&+&.-"+(+%&#$ 2303 2089 012 718 218 .S.0 3$.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.!0/ 3$.65!2$0/ 4'%'/#$%('0/.&"%&+%&+".-"#$%&'($)" 2$"-!(1.%&".

 Wanderson  S.com.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.ojeto de Acoplamentos coplamentos Simples Projeto  de  Acoplamentos   Simples   •  Elemento  sujeito  a   •  Elemento  sujeito  a   aplicação   de  aforça   aplicação   da e  faplicação orça  de  Elemento Elemento sujeito aplicação de Elemento sujeito de ção de normal:   cisalhamento:   força força normal: força de cisalhamento: A= P σ adm Problemas comuns: Prof.br   A= P τ adm Problemas comuns: MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .

    2)  Área  da  seção  transversal  de  um   acoplamento  submeHdo  a  cisalhamento.   Prof.com.Projeto  de  Acoplamentos  Simples   Problemas  comuns:   1)  Área  da  seção  transversal  de  um  elemento   de  tração.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.     3)  Área  requerida  para  resisHr  ao  apoio.     4)  Área  requerida  para  resisHr  ao  cisalhamento   provocado  por  carga  axial.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .  Wanderson  S.

com.  Wanderson  S. MSc. Luiz Eduardo Miranda J.Aula 3 Prof. Rodrigues Área Área   da Seção de um Elemento da  STransversal eção  Transversal   de  um   sob Tração Elemento  sob  Tração   Prof.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .

com.  Wanderson  S. Rodrigues MECÂNICA  dos DOS  Materiais SÓLIDOS   Resistência .br   Prof. Luiz Eduardo Miranda J.  Paris      -­‐      prof@cronosquality. MSc.Acoplamento  SubmeJdo  a     AcoplamentoCisalhamento Submetido a Cisalhamento Aula 3 Prof.

 Paris      -­‐      prof@cronosquality.  Wanderson  S.Área  Requerida  para  Apoio   Aula 3 Prof.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   Resistência dos Materiais . MSc. Luiz Eduardo Miranda J.com. Rodrigues Área Requerida para Apoio Prof.

com.  Paris      -­‐      prof@cronosquality. Rodrigues Cisalhamento por Carga Axial Prof. Luiz Eduardo Miranda J.Cisalhamento  por  Carga  Axial   Aula 3 Prof.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   Resistência dos Materiais . MSc.  Wanderson  S.

br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .  Paris      -­‐      prof@cronosquality. MSc. e a tensão de cisalhamento do disco é τadm = 35 MP diâmetro   mínimo   requerido   da  haste  admissível   e  a  espessura  mínima  do  disco   necessários  para  suportar  uma   carga  de  20  kN.  A  tensão  normal   admissível  da  haste  é  σadm  =  60   MPa. A tensão normal por  um  fpara uro  dsuportar e  40  muma m  dcarga e  diâmetro.   Se  ae  ahaste   passa   de 20 kN.  e  a  tensão  de  cisalhamento   admissível  do  disco  é  τadm  =  35   MPa.Aula 3 Prof.   determinar   o   admissível da ha MPa.   Prof. Luiz Eduardo Exercício 1 1   Exercício   1) O tirante está apoiado em sua extremidade por um disco circular f O  Hrante  mostrado está  apoiado   em  Sesua   extremidade   por   um  dedisco   na figura.  Wanderson  S.com. a haste passa por um furo 40 mm de diâme diâmetro requerido da haste espessura mínima do disco circular  fioxo   como  mínimo mostrado   na  figura.

33 mm² Prof. MSc.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.33 π d = 20. Luiz Eduardo Miranda J. assim.60 mm MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .com. Rodrigues Solução do Exercício 1 Diâmetro da haste: por verificação. a força axial na haste é 20 kN.Aula 3 Solução  do  Exercício  1   Prof.br   4 Portanto: P σ adm π ⋅d2 d= d= 4⋅ A π 4 ⋅ 333. a área da seção transversal da haste é dada por: A= Sabe-se que: A= 20000 A= 60 A = 333.  Wanderson  S.

Rodrigues Solução do Exercício 1 A área seccionada é dada por: A= V τ adm 20000 A= 35 A = 571.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.42 mm² A = 2 ⋅π ⋅ r ⋅ t Portanto: t= A 2 ⋅π ⋅ r 571.42 t= 2 ⋅ π ⋅ 20 t = 4.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .com. Luiz Eduardo Miranda J. MSc.  Wanderson  S.55 mm Prof.Aula 3 Solução  do  Exercício  1   Prof.

com. a  tensão  de  ruptura   do  aço  forem e  do  (aσlumínio   orem   (σaço )rup  =  6=80   Pa   respectiva aço)rup = f680 al)rup tensão de cisalhamento rupturadde pino for τd rup e  (σal)rup  =  70  MPa.  OOs s  ppinos inos  dde e  1188  mm mm  de de  diâmetro em A e a um cisalhamento simples.Aula 3 Exercício  2   Prof.  Aplicar  F. Se saimples. que  pode  ser  aplica  à  barra.  dPeterminar   a  m aior  càarga   P  Aplicar F.   Prof. MSc.S  =  2.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.  Wanderson  S. Luiz Eduardo Exercício 2 A  barra  rígida  mostrada   na  firígida gura  mostrada é  suportada   por  uéma   haste  dpor e  aço   2) A barra na figura suportada uma haste de AC  que  tem  diâmetro   de  2diâmetro 0  mm  e  de um  20bloco   e  alumínio   ue  tem   que tem área que tem mm edum bloco deqalumínio transversal 1800mmm².   e  de a  tensão   e  ccada isalhamento   e  = 900 MPa carga que pode ser aplica barra. ruptura  de  cada  pdeterminar ino  for  τrupa  =maior  900  M Pa.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .   respecHvamente. área  da  seção  transversal   de  de 1800   m2.   tensão de diâmetro  em  A  e  Csubmetidos  estão  submeHdos   a  um  cisalhamento   Se  ruptura do alumínio MPa e (σ 70M MPa.

Rodrigues Solução do Exercício 2 !M Diagrama de corpo livre: A =0 FB ⋅ 2 − P ⋅ 0.com.25 ⋅ P = 2 FAC = 0. MSc.375 ⋅ P MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .625 ⋅ P 0.Aula 3 Solução  do  Exercício  2   Prof.75 ⋅ P FB = 2 FB = 0. Luiz Eduardo Miranda J.25 = 0 Prof.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.  Wanderson  S.75 = 0 Relação entre as forças: Reações de apoio: !M B =0 − FAC ⋅ 2 + P ⋅1.br   FAC 1.

Aula 3 Solução  do  Exercício  2   Prof.br   Pino τ adm = F .com.S . Rodrigues Solução do Exercício 2 Aço Alumínio (σ ) aço rup (σ al )rup (σ ) = (σ ) 680 = 2 (σ al )adm (σ ) = 340 MPa (σ al )adm = 35 MPa aço adm aço adm aço adm F . 70 = 2 τ adm τ rup F . MSc. (σ al )adm = Prof. Luiz Eduardo Miranda J.S .  Wanderson  S.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.S . 900 = 2 τ adm = 450 MPa MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .

br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .625 ⋅ P = π ⋅d2 Prof.625 P = 170816 N 4 ⋅ 0.com.Solução  do  Exercício  2   Aula 3 Prof.  Wanderson  S.  Paris      -­‐      prof@cronosquality. Luiz Eduardo Miranda J.625 340 ⋅ π ⋅ 20 2 P= 4 ⋅ 0. Rodrigues Solução do Exercício 2 Barra AC (σ ) aço adm (σ ) aço adm (σ ) aço adm (σ ) aço adm = FAC AAC F = AC 2 π ⋅d 4 4 ⋅ FAC = π ⋅d2 P= (σ ) aço 2 ⋅ π ⋅ d adm 4 ⋅ 0. MSc.

com.Aula 3 Solução  do  Exercício  2   Prof.375 P = 168000 N (σ al )adm ⋅ AB 0.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.375 Prof.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   Resistência dos Materiais . MSc. Rodrigues Solução do Exercício 2 Bloco B (σ al )adm = FB AB (σ al )adm P= 0.375 ⋅ P = AB P= 35⋅1800 0.  Wanderson  S. Luiz Eduardo Miranda J.

 Wanderson  S. MSc.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.625 Prof. pois qualquer carga maior que essa fará com que a tensão admissível seja excedida.Solução  do  Exercício  2   Aula 3 Prof. Luiz Eduardo Miranda J.625 ⋅ P = τ adm ⋅ P= π ⋅d2 4 P = 183124 N Por comparação. Rodrigues Solução do Exercício 2 Pino A τ adm V = Ap 450 ⋅ π ⋅182 P= 4 ⋅ 0.625 V = FAC = τ adm ⋅ Ap 0. τ adm ⋅ π ⋅ d 2 4 ⋅ 0.com. a maior carga que pode ser aplicada ao sistema é P = 168000 N.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   Resistência dos Materiais .

ed diameter of the bolts sife   the parafusos   a  tfailure ensão  de   olts is tfail = 350 MPa. = 2.  Determine  o   diâmetro   exigido   para  os   fastened together using two bolts.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .     0(103) p 4 d 2 Ans.5.200(500) = 0 a-a = 5000 N 5(106) = 5000 d(0.  Use  um  fator  de   segurança  para  cisalhamento   FS=  2. 30 mm 80 kN 30 mm 40 kN 40 kN Ans.71 mm [P41]  A  junta  está  presa  por   dois  parafusos.5. Use a factor of reptura  por  cisalhamento   . mm Prof. para  os  parafusos  for  Trup  =   350  MPa.a-a (20) .  Wanderson  S.025) 200 N Exercícios  Propostos   d = 0.com.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.00571 m = 5.

This material is protected under all copyright laws as they currently may be reproduced. in any form or by any means. All rights reserved.   ng to its FBD.6 = 0 (2) A C 45! B 30! D P N Prof. FBD = P = 6 kN. without permission in writing from the publisher.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   . MPa.  determinar  o  diâmetro   requerido  de  cada  cabo  se  a   he applied load. Fig. [P42]  Os  três  cabos  de  aço  são   usados  para  suportar  a  carga.55 Exercícios  Propostos   Saddle River.com. Analysing carga  aplicada  é  P  =  6  kN. a.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.   used to support the Se  os  cabos  têm  uma  tensão   wable tensile stress of de  tração   admissível  de  165   quired diameter of each N. B cos 45° = 0 (1) B sin 45° . NJ.  Wanderson  S. ie.

com.  Wanderson  S.br   NB = 135 kN B¿ 3m B 1.5 m Prof.   Considere  P=100  kN.     40 kN/m A P A¿ 1.   As  reações  nos  apoios  são  verHcais.al a.  determine  os  tamanhos  das  chapas   de  apoio  quadradas  A’  e  B’  exigidos  para  suportar  a  carga.5  MPa.  As  chapas  deverão  ter  aproximação  de  mm. B¿ e e Exercícios  Propostos   [P43]  Se  a  tensão  de  apoio  admissível  para  o  material  sob  os  apoios   em  A  e  B  for  (σ)adm  =  1.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.5 m MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .

br   disk B.Exercícios  Propostos   [P44]  O  conjunto  consiste  em  três  discos  A.   Athey  tensão   de  apoio   rights reserved. admissível  para  o  material  é  (ϭadm)  =  350  MPa  e  a  tensão  de   cisalhamento  admissível  é  Tadm=  125  MPa.     and C ne the within n the terial ss is 140 kN d1 B A 10 mm C d3 d2 Prof. This material copyright laws as currently n any form or by any means.com. 20 mm MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .  Paris      -­‐      prof@cronosquality.  o  diâmetro  d2  do  espaço  entre  os  apoios  e  o   diâmetro   d3  diso  protected orincio  under no  dallisco   inferior.  B  e  C  usados  para   suportar  a  carga  de  140  KN. without permission in writing from the publisher.  Wanderson  S.  Determine  o  menor  diâmetro  d1  do   disco  superior.

com.  Aplicar  um  fator   de  segurança  de  três  contra  o  fracasso. in any form or by any without in writing from publisher. ruptura   dpermission e  cisalhamento   de  the 150   Mpa.  Se  fisor   feita  aunder  parHr   de  um   mas aterial   que  tem  uma   J. tensão   de  means. This material protected all copyright laws they currently ed. All rights reserved.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.Exercícios  Propostos   [P45]  A  arHculação  é  uHlizada  para  transmiHr  um  binário  de  T  =  3   kN.  Wanderson  S.   orque of diameter having a factor of T 100 mm A T Prof.  Determinar  o  diâmetro  mínimo  requerido  do  do  Pino  de   Proteção   A.br   the shear plane of pin A can be equilibrium along the y axis with MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   .m.

 S.  Resistência  dos  Materiais.html   •  Hibbeler.  M.cronosquality.com/aulas/ms/index.  Wanderson  S.  JR.ed.  G.  Resistência  dos  Materiais.Referências  Bibliográficas   •  hKp://www.  7.   •  Rodrigues.   •  BUFFONI.  E.  3.   Prof.  e  JOHNSTON.R.  Makron  Books.  Universidade  de   Pernanbuco:  2010.  São   Paulo  :Pearson  PrenHce  Hall..  J.  L.  R.  InsHtuto  Federal   de  Educação.  Paris      -­‐      prof@cronosquality.   •  MILFONT.o   Ed.   •  BEER.com.  -­‐  Resistência  dos  Materiais.  1995.  2010.  F.  C.br   MECÂNICA  DOS  SÓLIDOS   ..  Universidade  Federal   Fluminense  –  Rio  de  Janeiro:  2008.  Resistência  dos  Materiais.  Ciência  e  Tecnologia  –  São  Paulo:  2009.P.  E.S.O.  Resistência  dos  Materiais.