Introdução

Nota prévia: Este documento pode ser distribuído e difundido integralmente, sem modificações, desde que seja indicada sempre a sua fonte original e uma referência para o documento original. Caso utilize este documento agradecemos que nos comunique tal facto para info@prodigentia.com.

2
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Introdução

Introdução Visão Pesquisa de Mercado Objectivos Processos de Negócios Plano de Evolução Audiências Metas Conteúdos Navegação Imagem Interactividade com o Utilizador Layout Benchmarking Questões Legais Privacidade Tradução Planeamento da Implementação Logística Testes Publicar Promover Actualizar, Actualizar, Actualizar Plano Financeiro

4 7 10 12 14 17 19 22 24 27 30 32 34 36 38 40 42 44 46 48 50 52 54 58

3
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Introdução
Cada vez mais é importante as empresas estarem na Internet. De facto, este é o único canal que lhes permite uma comunicação 24 horas por dia, 365 dias por ano. Além disso, estar na Internet pode custar muito menos do que um anúncio de jornal... E o retorno pode ser muito maior... Ou não... Tudo depende do tipo de negócio e da forma como ele é “webizado1”.

O processo de planeamento de um e-business é em tudo similiar ao de um negócio tradicional. Neste caso, deve-se apenas ter especial preocupação na Internet como mercado, canal de comunicação e de negócio.

No entanto, criar um negócio electrónico deve ser encarado como o desenvolvimento de um novo produto, de um novo canal, que não deve ser feito sem reflectir primeiro sobre a sua viabilidade (que é elevada, em muitos casos), mas também sobre a sua forma... Coisa que raramente acontece... Existem milhares de empresas que desenvolvem sites e outros tantos freelancers que fazem o mesmo. Existem também muitas abordagens desconcertadas e muitos soluções sem sentido...

Garantir o sucesso do seu negócio electrónico não passa simplesmente por estar online, mas por primeiro planear, pensar e desenvolver, em direcção a algo que se procura atingir. Quando abriu o primeiro escritório, loja ou armazém da sua empresa não pensou antes de o fazer? Não pensou no local, na proximidade dos clientes ou de potenciais clientes? No custo? Na opção de compra ou arrendamento? No recheio? Se respondeu sim às questões anteriores porque não fazer o mesmo em relação à Internet? Pense que o que vai fazer é de facto abrir uma filial da empresa, uma filial aberta para o mundo inteiro, 24 horas por dia, 7 dias por semana...

Um planeamento cuidade e um sentido claro do objectivo do site são factores críticos de sucesso na criação de um negócio electrónico.

1. A webização de negócios e processos consiste na transferência dos mesmos para um formato electrónico, por forma a ser utilizável na Internet

4
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Introdução
Isto é particularmente importante se a construção do website – o seu principal meio de comunicação - não for trabalho de uma só pessoa, mas sim de uma equipa multidisciplinar, onde intervêm no desenvolvimento de um projecto técnicos informáticos, webdesigners, consultores de comunicação, consultores de marketing e consultores de gestão.

A Prodigentia, nos processos de desenvolvimento de negócios electrónicos reune toda a sua equipa, englobando não só webdesigners e programadores, mas também consultores de comunicação, gestão, marketing e os técnicos de suporte, por forma a conseguir desenvolver a melhor solução possível de todos os prismas.

Por isso será ainda mais importante divulgar esta “visão”, de uma forma clara, para facilitar à equipa de projecto a caminhada para um objectivo comum: um website desenhado de acordo com as necessidades do cliente, reflectindo o seu know-how sobre o negócio, aliado ao conhecimento da Internet da equipa de projecto. O resultado deverá ser motivo de orgulho de ambas as partes, mas acima de tudo, um negócio rentável para o cliente.

Este documento pretende ser em primeiro lugar, um “guia”, para quem pretende desenvolver um “negócio electrónico”, e, ao mesmo tempo, um documento de recolha de informações, para os nossos clientes.

Alguns dos pontos aqui focados não serão para análise do cliente, mas sim, para serem desenvolvidos pelos nossos consultores em conjunto com o cliente.

5
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Introdução

Note-se que existe um documento complementar a este, o workbook para uso exclusivo dos consultores da Prodigentia, fazendo este parte da metodologia de trabalho da empresa, no desenvolvimento de negócios electrónicos. Reflectindo essa metodologia, estes dois documentos têm vindo a ser progressivamente melhorados e revistos, tendo em conta as inovações tecnológicas e as melhores práticas em uso, no mundo tão volátil das tecnologias de informação e, mais especificamente da Internet.

6
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Visão

1

Visão
Em primeiro lugar é preciso dar a conhecer o seu negócio. Narre-nos a história da empresa, a sua evolução ao longo dos tempos, a estrutura societária, os clientes, os projectos para o futuro... os sonhos...

Este capitulo é muitas vezes entitulado “Sumário Executivo”.

Responda a perguntas como: Que produtos/serviços disponibiliza? Em que se distingue ou pretende distinguir da concorrência? A empresa tem ou teve em algum momento da sua história presença na Internet? Como foi a experiência? Se fosse vender a sua empresa, quais os argumentos de compra que apresentaria?

Exemplo: A Prodigentia é uma empresa de Tecnologias de Informação, desenvolvendo soluções em diversas áreas e para diferentes tipos de mercado. Pretende distinguir-se pela excelência, da empresa no seu global, mas essencialmente na satisfação total do cliente. Essa filosofia deu origem ao seu nome que significa em latim prodigiosamente. A Prodigentia privilegia a utilização de tecnologias Open Source, ou seja soluções de arquitectura aberta, permitindo uma completa adaptação da solução às necessidades do cliente, a um custo muito inferior ao do software proprietário. As suas soluções assentam essencialmente numa plataforma LAMP (Linux-Apache-MySQL-PHP), embora utilize, quando necessário outro tipo de software, inclusivamente software proprietário quando não existe uma alternativa Open Source. É uma empresa composta por uma equipa relativamente pequena, mas conta ainda com o apoio de alguns consultores externos. É uma empresa metódica e inovadora no que diz respeito aos seus métodos de trabalho. Os seus clientes são essencialmente pequenas e médias empresas, de diversos ramos de actividade, privados e estatais e alguns clientes de grande dimensão. A nível internacional conseguiu já angariar alguns projectos, subcontratados por grandes empresas, e avançou já com algumas abordagens à sua internacionalização.
8
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Visão

A sua especialização é o desenvolvimento de soluções Internet, sejam elas simples websites, passando por soluções de e-commerce até à agregação de todos os processos de negócio e sua webização. A Prodigentia desenvolveu a sua plataforma de desenvolvimento de soluções web, denominada “Prodigentia Framework”, que lhe permite um processo de desenvolvimento rápido, limpo e seguro, garantindo um produto evolutivo aos seus clientes a uma preço muito competitivo. Os principios por detrás desta visão competem apenas com mais duas empresas a nível mundial que disponibilizam produtos similares.

9
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Pesquisa de Mercado

2

Pesquisa de Mercado
Analisar a indústria onde o seu negócio se insere é uma boa forma de medir o seu potencial de sucesso. Tente obter o máximo de dados possíveis sobre o seu mercado, os seus concorrentes, o crescimento do mercado, etc. Se tiver disponibilidade financeira para efectuar um verdadeiro estudo de mercado, recomendamoslhe que o faça. Por muito apurado que seja o conhecimento do mercado e a intuição dos empreendedores, um estudo de mercado sério e rigoroso será a melhor forma de validar e acreditar o potencial do negócio.

Exemplo: A Prodigentia é uma empresa já estabelecida no seu mercado – o de fornecimento de soluções de tecnologias de informação baseadas em Internet. Este é um mercado bastante concorrencial, em que o fornecimento de serviços é muito semelhante de empresa para empresa. No entanto este mercado caracteriza-se por fornecer serviços bastante personalizados para responder às necessidades dos clientes, que acaba por deixar dependente quem devia ser o privilegiado: o cliente. Cada nova empresa que surja e que esteja virada para o mundo e para as tecnologias é um novo potencial cliente da Prodigentia. A maioria das empresas que estão no mercado apresenta soluções baseadas em software proprietário. O mercado tem tendência a recuperar de recessão económica a partir de 2003. O potencial das soluções Open Source, à medida que a sua divulgação aumenta irá fazer com que o segmento das empresas que compram soluções Open Source aumente bastante, e ultrapasse mesmo o das soluções proprietárias, dentro de cinco anos.

11
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Objectivos

3

Objectivos
Um website pode ter vários objectivos distintos e estes nem sempre são vender online. Podem existir objectivos tais como promover a empresa comercialmente (mas sem transaccionar online), disponibilizar uma montra de produtos, transmitir uma imagem mais moderna, etc...

Existe um objectivo principal? Será um website a melhor forma de o atingir? O que pretende obter com a criação de um website?

Indique também a forma como o negócio se vai desenvolver, se será 100% virtual, se será companhado por infra-estruturas de negócio físicas, se planea uma evolução, arrancando no meio Internet e depois, caso o negócio seja bem sucedido, planeia um alargamento para o mundo “físico”, através de uma cadeia de lojas.

Exemplo: A empresa XPTO pretende lançar o seu website como forma de promover os seus produtos. Numa primeira fase, pretende apenas disponibilizar um catálogo digital, para consulta pelos seus retalhistas, e numa fase futura disponibilizar venda online, para o canal de revenda, mas também para o público em geral.

13
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Processos de Negócio

4

Processos de Negócios
Se no passo anterior definiu o que pretende obter com o seu website, deve agora definir quais os processos de negócio que serão transferidos para a Internet.

Transferir processos de negócio para a Internet é uma forma eficaz de reduzir custos e garantir um melhor tratamento da informação.

Analise os processos de negócio que podem ser transferidos para a Internet com ganhos de custo e eficiência.

Eis alguns exemplos detalhados de processos de negócio que pode implementar no seu website:

Distribuição do jornal interno de divulgação da empresas Transformar o mesmo numa página na intranet disponível apenas a colaboradores da empresa ou enviar a mesma por e-mail permite-lhe reduzir os custos de papel e manter de forma acessível um arquivo histórico do mesmo. Deverá no entanto verificar se todos os colaboradores têm acesso a email/computadores com acesso à intranet e, caso contrário, deverá continuar a disponibilizar o jornal em formato papel apenas a estes colaboradores.

Gestão comercial e de stocks Poderá disponibilizar informação de encomendas, stocks, produtos na intranet (para os colaboradores internos) ou na extranet (por exemplo, para os vendedores que fazem prospecção) ou até mesmo aos próprios clientes, para que eles, de forma autónoma possam consultar a situação das suas encomendas, os produtos em stock, etc. Imagine a quantidade de telefonemas e e-mails que poderia evitar.

15
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Processos de Negócios

Gestão documental Pode também ter disponibilizar um repositório de documentos, podendo ser a correspondência recebida/enviada, documentos técnicos, etc.

Gestão de reclamações Pode também ter um processo de gestão de reclamações online, podendo os seus clientes e/ou fornecedores colocarem as suas questões, reclamações, pedidos de suporte, etc. online e também consultar a sua situação.

Recepção de candidaturas para recrutamento Criar mecanismos em que disponibiliza online as vagas a preencher e onde os potênciais candidatos se podem registar, sendo o processo também controlado informaticamente.
Outros processos que podem ser implementados online e-Commerce Procurement (compras) Programas de fidelização Envio de newsletter / gestão de base de dados Comunicação de campanhas Apoio a clientes (CRM) Documentação dos produtos Vouchers de desconto Apoio à internacionalização
16
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Plano de Evolução

5

Plano de Evolução
Ao longo do tempo, poderão ser adicionadas novas funcionalidades ao seu website. O planeamento desta evolução permite-lhe, em primeiro lugar reduzir o custo inicial, já que a implementação de cada funcionalidade tem custos.

Estes custos podem ser repartidos ao longo do tempo e de acordo com a evolução positiva do negócio. Ao mesmo tempo, o arranque inicial com muitas funcionalidades pode “confundir” os utilizadores menos experientes. Desta forma, consegue-se facilitar uma aprendizagem e dominio progressivo do funcionamento do site e ao mesmo tempo demonstrar perante o visitante uma maior dinâmica do próprio site.

Esta estratégia está bem visível por exemplo, na mais cohecida livraria online, a Amazon.com. A Amazon começou por vender livros online, depois acrescentou funcionalidades ao longo do tempo, melhorando o funcionamento do negócio. Eis alguns exemplos de funcionalidades que foram integradas ao logo do tempo: criticas por parte dos leitores: possibilidade de os próprios leitores escreverem críticas aos livros venda de outros produtos como CD’s, DVD’s, etc venda de produtos em segunda mão por parte dos particulares, utilizando a tecnologia da Amazon programa de afiliados2 one-click-shopping : facilitar o processo de compra

2. O programa de afiliados é uma forma de criar vendedores externos, que recebem comissões pelas vendas geradas. Isto pode ser utilizado por exemplo, quem tem um site sobre determinado assunto, sugerir a compra de determinados títulos relacionados com o assunto (colocando um link especial para compra no site da amazon). Caso os visitantes do seu site façam a compra desses livros (ou de outros), recebe uma comissão sobre essas vendas.

18
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Audiências

6

Audiências
Definir qual será a audiência do seu site, ou seja, quem potencialmente o irá visitar, é uma tarefa normalmente difícil, sem fazer um estudo de mercado. No entanto, esta definição é muito importante, pois só assim se conseguirá determinar

quais as expectativas desse público e qual a melhor forma de as conseguir atingir.

Afinal de contas, a satisfação do visitante é um factor crítico de sucesso para qualquer produto ou serviço.

Note que, caso o seu negócio tenha um paralelismo com um negócio tradicional, os clientes que o visitam no mundo “real” e virtual poderão não ser necessariamente os mesmos.

Deverá tentar estabelecer um padrão dos seu potencial visitante, utilizando o máximo de critérios possíveis.

Tente segmentar tanto quanto possível por idade, sexo, actividade profissional, rendimento do agregado familiar, etc.

Igualmente, se o site tem fins recreativos e a sua audiência não tem capacidade económica para ter computador em casa, irá aceder essêncialmente a partir do local de trabalho. Isto limita também o tempo que o utilizador irá passar no site e o horário em que o irá fazer (por forma a não entrar em conflito com os seus afazeres laborais).

O perfil técnico do utilizador é também um factor importante, que se reflectirá de forma crítica sobre a usabilidade do site.
20
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Audiências
Algumas questões que parecem pouco relevantes, não o são na realidade. Por exemplo, o local de acesso determina frequentemente qual o navegador3 que está a ser utilizado.

É frequente as empresas terem o software relativamente actualizado, enquanto que nas escolas não existe tanto essa preocupação. Deveremos pois ter cuidado especial no desenho deste tipo de site para que o visitante o possa visualizar correctamente.

3. Navegador é a tradução aqui utilizada para “browser”. Navegador é o programa que se utiliza para aceder aos conteúdos da Internet, havendo uma grande diversidade de programas para este efeito, com algumas incompatibilidades entre eles. Os navegadores mais utilizados são o Internet Explorer, Mozilla, Firefox e Opera.

21
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Metas

7

Metas
A definição de metas é uma boa forma de determinar o sucesso do website. É sobre essas metas que deverá medir o sucesso ou fracasso do seu website, e assim validar o retorno do seu investimento.

Estas metas deverão focar especificamente valores (volume de negócio), visitantes e, qualquer que seja o parâmetro, definir também o espaço temporal em que se pretende atingir esse objectivo. Em sites onde o investimento é relevante, caso não sejam atingidos os objectivos, estes deverão ser re-definidos no final do prazo por forma a garantir a sustentabilidade económica do projecto.

Exemplo de metas para uma solução de comércio electrónico: nos primeiros dois meses: vender pelo menos € 15.000 angariar pelo menos 50 afiliados que irão promover as vendas, recebendo comissões lançar uma campanha promocional nos principais portais nacionais nos seis meses seguintes: vender pelo menos € 10.000/mês angariar 10 novos afiliados por mês incorporar novas funcionalidades na solução ... etc...

23
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Conteúdos

8

Conteúdos
Uma vez definida a audência, há que pensar que tipo de conteúdos a poderá atrair ao site.

O trabalho de inventariar e organizar a documentação já existente que seja utilizável no site é uma forma de conseguir alguns conteúdos que possam ser adaptados, sem necessitar de produzir tudo de raíz.

Deverá recolher informação como, por exemplo: Logotipo da empresa e das marcas representadas Brochuras, catálogos, manuais, especificações de produtos/serviços, fotos, fichas técnicas Cartas de apresentação da empresa e elementos de marketing Lista de clientes, e, se possível opiniões dos mesmos

Entregue esta informação (de preferência em formato digital) ao gestor de projecto, para que possa ser incorporada no site.

Coloque apenas no site informação que não seja confidêncial. Caso pretenda também introduzir informação confidêncial (acessível por exemplo, aos seus clientes), poderá existir uma zona protegida com um código de acesso.

Caso não tenha disponível essa informação, será necessário produzir, pelo menos, as informações essênciais para que o site seja útil, tais como: Perfil/objectivo da empresa ou do site Sumário dos produtos e serviços (fazer acompanhar com imagens, sempre que possível) Morada, mapa de localização, horários de funcionamento Informações de contacto (mail, telefone, fax, etc) Formulários de pedido de informação e opinião

25
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Conteúdos
À equipa de projecto, cabe-lhe pensar na forma como deverá organizar a informação e o tempo médio que o utilizador irá passar no seu site.

Por exemplo, um site destinado ao ensino, com conteúdos online tem tendência a uma navegação linear (página a página, em sucessão perfeita) e uma duração de visita mais longa.

Num site de comércio electrónico a navegação não é linear (o utilizador salta de produto em produto, de forma aleatória).

Num site do tipo portal, a linearidade da navegação é muito baixa, assim como num site de referência. Também o tempo de duração da visita é geralmente muito variado, consoante o tipo de site.

Devemos ter em conta, que os cibernautas não interagem com a informação da forma tradicional – por isso, os métodos de estruturação de informação utilizada em catálogos impressos, jornais, revistas e livros não é normalmente uma boa forma de organizar a informação para ser usada num site.

É também importante que cada página tenha um título – visto que a navegação não é necessáriamente sequêncial. Também esse título é utilizado quando o visitante adiciona a página aos favoritos/ bookmarks.

26
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Navegação

9

Navegação
É importante que a navegação do site seja simples, mas eficiente. Os visitantes devem conseguir encontrar a informação de forma fácil e rápida.

O desenvolvimento de uma boa estrutura de navegação e organização da informação fornecida cabe aos consultores que o acompanharem no projecto.

Deverão seguir uma regra simples, mas eficaz: nenhuma página deverá estar a uma distância superior a 3-4 cliques não devem existir mais de 5 a 6 elementos de navegação em cada nível.

Apesar de à partida esta regra parecer limitativa, na prática, com 4 níveis de navegação e 6 elementos em cada nível, conseguimos navegar em 1.296 página diferentes (64).

Para desenvolver uma estrutura de navegação funcional serão reunidos os tópicos a disponibilizar e re-organizados funcionalmente, por temas ou hierarquias.

Procuram-se relações entre tópicos principais e tópicos secundários, identificam-se tópicos que possam ser combinados e tenta-se organizar os mesmos numa estrutura de árvore, por forma a permitir ao utilizador passar fácil e intuititvamente de um tópico para outro.No caso de uma estrutura mais complexa, poderá ser definida uma estrutura de navegação redundante, com várias caminhos para chegar à mesma página. Esta redundância é justificável apenas em casos muito específicos, pois na maior parte dos casos, pode confundir o utilizador.

Clientes

Equipa

Contactos

Des. Sofware

Des. Websites 28

Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Navegação
No caso de uma estrutura mais complexa, poderá ser definida uma estrutura de navegação redundante, com várias caminhos para chegar à mesma página. Esta redundância é justificável apenas em casos muito específicos, pois na maior parte dos casos, pode confundir o utilizador.

29
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Imagem

10

Imagem
Lembre-se que um site é uma extensão da empresa, aberto 24 horas por dia, 7 dias por semana. Qual é a imagem que se pretende transmitir? Modernidade? Monotonia? Segurança? Eis algumas decisões que deverá tomar em conjunto com os consultores que acompanharem o projecto: Se já existir um guia de imagem, utilize-a na criação da sua “identidade electrónica” Decida o que pretende que os visitantes vejam em primeiro lugar quando entram no site – por exemplo: promoções, imagem institucional, notícias, etc. Seleccione as cores que pretende utilizar (de preferência, mantendo alguma relação com as cores do logotipo e a imagem da empresa) Coloque-se no lugar do visitante. O que é mais importante: design ou funcionalidade? Reuna fotos e imagens de produtos, da empresa, dos colaboradores Reuna elementos gráficos que embelezem o seu site (utilizando imagens de fontes para as quais tenha licenciamento)

31
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Interactividade com o Utilizador

11

Interactividade com o Utilizador
Envolver a audiência é um processo complexo, mas extremamente benéfico para garantir que os seus visitantes voltam ao site. Todos os sites devem estar preparados para interagir com o utilizador, pelo menos, na mais simples das formas: colocando a indicação clara do editor, webmaster ou os contactos da empresa.

Existem no entanto, formas de interacção mais complexa que podem ser mais ou menos adequadas ao seu projecto.

Por exemplo: utilização de formulários de contacto chat online foruns de discussão

Deverá discutir com a sua equipa de projecto quais as melhores formas de interacção a utilizar no seu projecto específico.

33
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Layout

12

Layout
O layout do site é a forma gráfica como o site vai ser visualizado. Deve ser definido o interface gráfico, com base nos elementos recolhidos nos pontos anteriores.

Este trabalho deverá ser desenvolvido por um designer web, com o seu acompanhamento.

Serão considerados os seguintes tópicos: Posicionamento do logotipo e título (normalmente no topo da página) Barra de navegação ou menu de navegação (normalmente por baixo do logotipo ou do lado esquerdo ou direito) Posição dos conteúdos (normalmente no interior da página, por baixo do logotipo) Posicionamento das imagens, fotos e outros elementos visuais (poderão estar localizadas em zonas especificamente criadas para o efeito ou distribuidas ao longo do texto)

É importante que sejam definidos o minímo número possível de layouts, para garantir a simplicidade e consistência do site.

Estes layouts, são normalmente um layout de página de entrada (com diversos pontos de acesso, eventualmente uma zona de notícias e o logotipo bem destacado) e um layout para as páginas interiores (normalmente páginas de conteúdo, com mais informação textual e menor carga gráfica).

Esse layout interior deverá ser re-utilizado em todas as páginas que compõem o site, eventualmente com algumas alterações gráficas em determinadas zonas.

35
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Benchmarking

13

Benchmarking
Benchmarking consiste em ver o que os outros (a sua concorrência, mas não só) estão a fazer.

Ver o que fazem, como o fazem, aquilo que fazem de melhor e de pior.

Consulte os sites dos seus concorrentes. Compare com aquilo que está a tentar fazer e tente inovar ou melhorar onde a concorrência falha.

Visite o maior número possível de sites de empresas concorrentes e analise-os.

Veja por exemplo: O layout e imagem adequa-se à audiência? Os conteúdos são interessantes para a audiência? A navegação é simples e intuitiva? As funcionalidades disponibilizadas são adequadas?

E no final, veja se consegue diferenciar-se dessa concorrência pela positiva.

E não se esqueça que o benchmarking é um processo contínuo e que não deve ser esgotado na abordagem inicial.

37
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Questões Legais

14

Questões Legais
Existem algumas questões legais a considerar quando se coloca online um site.

A equipa de projecto será responsável por o ajudar a tomar as melhores decisões.

Por exemplo: Dominio Mesmo que esteja disponível o nome pretendido, deverá verificar se esse nome não existe já como nome de empresa ou marca registada. Se isso acontecer, o dententor do nome poderá exigir a propriedade desse domínio.

Conteúdos Se utiliza conteúdos de terceiros (imagens, logotipos, elementos gráficos, textos, comentários, especificações técnicas), verifique com um especialista de direitos de autor se esse uso é permitido e caso não seja, solicite à entidade em causa permissão para os utilizar.

O consultores que irão trabalhar consigo no projecto irão apresentar-lhe elementos que podem ser utilizados no seu website, nomeadamente de bases de dados que possa utilizar no seu projecto.

39
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Privacidade

15

Privacidade
Quando é recolhida informação do utilizador, deverá existir uma declaração de privacidade que explique como vai ser utilizada a informação recolhida.

No caso de conteúdos inacessíveis a menores, deverá também ser publicada a audiência.

Se utiliza bases de dados de utilizadores, deverá também proceder à legalização das mesmas, verificando se a informação recolhida é legalmente aceite (por exemplo, informações sobre raça, ideologia política ou religião são normalmente ilícitas).

Para mais informações consulte a entidade competente em Portugal: Comissão Nacional de Protecção de Dados em http://www.cnpd.pt/.

Para informações sobre marcas e patentes, consulte a entidade competente em Portugal, o Intituto Nacional da Propriedade Indústrial (http://www.inpi.pt).

Para informações sobre marcas e patentes fora de Portugal, consulte as entidades competentes, no país em causa ou agentes oficiais da propriedade indústrial em Portugal, em http://www.piperpat. co.nz/europe/ptem.html.

Para informações sobre empresas, consulte o Ministério da Justiça em http://www.dgrn.mj.pt/.

41
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Tradução

16

Tradução
O Internet está aberta para o mundo. Por isso, mesmo que não queira, irá sempre ter visitantes estrangeiros a acederem ao seu site. Poderá optar por os ignorar ou não – mas essa decisão deve ser tomada no inicio do projecto ou planeada a prazo. Traduzir o site não é suficiente. Deve-se ter também especial cuidado com: Moeda – apresentar os preços nas moedas pretendidas evitar termos mais obscuros utilizar uma notação o mais clara possível (por exemplo, no formato das datas que podem ser utilizadas no formato dia-mês-ano, ano-mês-dia ou mês-dia-ano).

Pode ainda ter a opção de customizar o site por língua/país. Por exemplo, colocar na primeira página os produtos mais “cobiçados” pelos Portugueses, se o visitante acede a partir de Portugal, os produtos mais ambicionados pelos Espanhóis para estes e assim sucessivamente.

43
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Planeamento da Implementação

17

Planeamento da Implementação
Consoante a complexidade do seu projecto e da quantidade de processos de negócio que vão ser webizados, deve tentar definir com a precisão possível as tarefas, as entidades intervenientes e os prazos.

Aqui existem dois planeamentos, que devem estar em sincronia: O planeamento do seu negócio, propriamente dito O planeamento do desenvolvimento do canal Internet

A equipa de projecto deverá apresentar-lhe, juntamente com a proposta de desenvolvimento, um planeamento preliminar do desenvolvimento da solução, incluindo as fases de projecto, as milestones, os deliverables de cada milestone e as etapas onde irá necessitar da sua intervenção para validar a qualidade dos outputs.

45
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Logística

18

Logistíca
A logística é um factor crucial nos negócios electrónicos. De facto, a percepção da qualidade sobre a empresa que vende o produto, no caso das “lojas virtuais” está intimamente ligada à qualidade/ rapidez do serviço de entregas.

Planeie com cuidado os processos de transporte, devolução, trocas, a(s) empresa(s) com quem vai trabalhar, as encomendas internacionais e a forma de inputação dos custos.

Existem situações em que o planeamento logístico não é necessário ou pode ser muito simplificado.

Por exemplo: Quando não há venda online, mas o canal internet é utilizado com outro fim (por exemplo, como montra) Venda de serviços – não sendo neste caso necessário a expedição de bens Utilização de canais de distribuição próprios – por exemplo, fazendo a entrega dos bens directamente na loja “real”

Tenha em conta que algumas empresas de transportes (por exemplo, a TNT) disponibilizam uma API4 que lhe permite integrar a sua solução com o sistema da empresa que lhe fornece o serviço. Desta forma, o seu cliente, através do site da sua empresa pode consultar a situação da sua encomenda em tempo real e você pode também saber no seu próprio sistema quando a encomenda foi ou não foi entregue. Ainda que o serviço destas empresas possa ser mais caro, pode representar nalguns casos uma importante mais valia para o seu serviço.

4 - Application Programming Interface

47
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Testes

19

Testes
Antes de publicar o site, é conveniente proceder a uma série de testes, por forma a garantir que o site está realmente pronto para ser apresentado ao público.

Em primeiro lugar, devemos testar o funcionamento da navegação, com pessoas que ainda não conheçam o site em questão. Deverá ser colocado um conjunto de questões sobre conteúdos disponíveis no site e avaliada a facilidade ou dificuldade em obter essa informação. Além disso, deverá ser testado o tempo de carregamento do site, quer utilizando banda larga, quer utilizando tecnologias mais lentas, como os modems. Deve-se tentar que o site seja visualizável de forma relativamente rápida, mesmo para os visitantes que acedem utilizando modems.

Caso o tempo de acesso seja muito elevado (acima de 20 segundos, aumenta a probabilidade de o visitante abandonar o site devido à lentidão de carregamento), devemos tentar optimizar os gráficos ou mesmo reduzir o número de imagens e animações

É igualmente importante testar os links que colocámos no site, verificando o seu correcto funcionamento. A maior parte dos editores de sites possui ferramentas para fazer essas verificações.

Os consultores que o irão apoiar no seu projecto utilizam ferramentas especificas para efectuar esta avaliação. Podem também fazer testes em grupo, utilizando utilizadores externos que avaliam e validam a qualidade e usabilidade da solução, do ponto de vista do consumidor.

49
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Publicar

20

Publicar
Deverá obter um endereço electrónico, seja um dominio próprio, seja um dominio cedido por terceiros e um servidor onde possa alojar o seu conteúdo.

Esse serviço deverá oferecer não só rapidez no acesso (analise a performance do servidor e capacidade da linha de comunicação), mas também a fiabilidade do serviço e qualidade do suporte técnico.

Lembre-se que quem o visita quer ter acesso ao seu site a qualquer hora e se este estiver indisponível ou o acesso for lento, o mais provável é esse visitante nunca mais voltar.

A Prodigentia, ao fornecer uma solução web disponibiliza um serviço chave-na-mão, tratando de os assuntos, incluindo dominios e alojamentos. Certamente, o alojamento durante o primeiro ano, bem como o domínio respectivo está incluído no pacote que lhe foi proposto. Ao utilizar os servidores da Prodigentia garantimos-lhe uma elevada disponibilidade e performance para que o seu site esteja sempre acessível e com uma performance excelente. São servidores localizados nos melhores centros de dados mundiais, ligados à Internet por várias linhas de comunicação (caso haja uma falha existem várias linhas de apoio), com geradores a diesel, no caso de falha de corrente e firewalls para protecção contra “intrusos”.

51
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Promover

21

Promover
Para que o seu site seja encontrado pelas pessoas que procuram a informação que disponibilizou deverá anunciar o mesmo nos principais motores de pesquisa e portais.

Existe

normalmente

uma

zona

específica

em cada motor de pesquisa para solicitar a indexação do seu site. Isto obriga normalmente ao preenchimento de um formulário onde deverá indicar além do endereço (domínio), o ramo de negócio e algumas palavras-chaves que pretende que sejam associadas ao seu site, quando um utilizador fizer uma pesquisa nesse motor.

Poderá também utilizar outros meios de promoção, como banners, parcerias, etc.

O seu gestor de projecto irá aconselhá-lo nas melhores formas de promover o seu site, seja através de meios gratuítos ou pagos.

53
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Actualizar, Actualizar, Actualizar

22

Actualizar, Actualizar, Actualizar
Apesar de muito importante, esta é uma função normalmente esquecida.

Para garantir o retorno dos visitantes, deve estar disposto a oferecer continuamente conteúdos novos e manter os conteúdos existentes perfeitamente actualizados.

Colocar uma linha de rodapé indicando a data de actualização da página é normalmente uma maneira de dizer ao utilizador que o seu site está parado no tempo, e a informação é antiga. Nunca o faça a não ser que realmente mantenha a informação permanentemente actualizada.

O seu gestor de projecto poderá propor-lhe soluções de gestão do seu próprio site.

Poderá contratar formação para poder efectuar as actualizações do mesmo, contratar com a empresa que efectuou o desenvolvimento do site, com base numa renda mensal ou por trabalho. Pode ainda optar por uma solução de gestão de conteúdos que lhe dê total independência, permitindo-lhe manter o seu site sempre actualizado. Desta forma, você e os restantes colaboradores da empresa, podem actualizar o site sem necessitarem de conhecimentos técnicos, utilizando ferramentas simples e intuitivas.

O CO2 (Content Objects 2) é a ferramenta de gestão de conteúdos desenvolvida pela Prodigentia.

55
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Actualizar, Actualizar, Actualizar

Utilizando um interface simples e muito semelhante a um processador de texto, permite-lhe gerir o seu site, modificando o seu aspecto gráfico (pode por exemplo, disponibilizar um modelo de design para utilizar na quadra natalícia, nas férias, em determinados eventos), adicionar documentos e downloads, modificar e criar páginas e criar novas versões do site em outras línguas.

56
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Actualizar, Actualizar, Actualizar
António Vidigal, Director Comercial www.agapex.pt A Agapex, fundada em 1993, tem por objectivo a prestação de serviços de impressão e cópias, desde o A4 aos grandes formatos de Engenharia e Arquitectura. A sua missão é a prestação de um serviço de excelência na criação, produção, reprodução e distribuição de documentos, actuando simultaneamente como consultora na procura de soluções para as necessidades dos seus clientes, permitindo-lhes a redução dos seus custos e o acesso a tecnologias de ponta. A Prodigentia é uma Empresa nova, dirigida por uma equipa nova e dinâmica. Desenvolveu para a Agapex um novo site que ficou disponível no final de 2004. A grande vantagem do desenvolvimento efectuado pela Prodigentia, reside na simplicidade com que a Agapex pode actualizar os dados aí constantes. De facto, a Prodigentia usa uma plataforma de desenvolvimento – “content management system” – que, no final, “abre” aos clientes, permitindo-lhes que fiquem com uma enorme autonomia na gestão dos conteúdos do site. Mais. Para além dos conteúdos, com uma gestão criativa de modelos de página, os seus clientes ficam habilitados a apresentar sites extremamente dinâmicos, com todas as vantagens daí decorrentes. Ou seja, com o Sistema de Gestão de Sites da Prodigentia, esta aposta na “emancipação” dos seus clientes, permitindo-lhes a gestão do seu site como só um profissional seria capaz sem o seu software.

57
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda

Plano Financeiro

23

Plano Financeiro
O plano financeiro implica precisamente saber quais os custos e receitas do negócio. Este é um plano que deve ser feito com uma visão de médio/longo prazo. Como qualquer negócio, os custos iniciais são os maiores e tais devem ser amortizados no médio/longo prazo.

Este ponto não foi deixado para último por acaso. Diz-se que os últimos são sempre os primeiros, e de facto, as finanças são absolutamente importantes e podem determinar o sucesso ou insucesso do negócio.

Mas só depois de avaliar todos os pontos anteriores – e daí este aparecer em último – poderá julgar, quando custa o seu projecto e quais as receitas esperadas.

59
Copyright Prodigentia, Tecnologias de Informação, Lda