You are on page 1of 16

• Como medir e testar a significância da associação entre

duas variáveis qualitativas (Capítulo 12)
• Como estudar a correlação entre duas variáveis
quantitativas (Capítulo 13)
• Como construir modelos para o relacionamento entre
duas variáveis (Capítulo 13)

PEDRO A. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. Editora da UFSC, 2006.

Estatística Aplicada às Ciências Sociais Sexta Edição Pedro Alberto Barbetta Florianópolis: Editora da UFSC. Editora da UFSC. 2006. 2006 Cap. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. . 12 – Análise de dados categorizados PEDRO A.

Editora da UFSC. 2006. se as populações que geraram as amostras têm a mesma distribuição de probabilidades em termos das categorias da variávelresposta? (Teste de homogeneidade qui-quadrado) PEDRO A. .Comparação entre amostras • Comparação entre amostras em que a variável-resposta é qualitativa (categórica). BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. com base em amostras. – Exemplo: comparação entre amostras de homens e de mulheres quanto ao tabagismo (fumante ou não-fumante) • Como testar.

Editora da UFSC.Análise de associação • Existe associação entre duas variáveis se o conhecimento de uma altera a probabilidade de algum resultado da outra. . BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. 2006. – Exemplo: Clima (chuvoso ou ensolarado) e ir à praia (sim ou não) • Como testar se existe associação entre duas variáveis qualitativas? (Teste de associação qui-quadrado) • Como medir o grau de associação descrita pelos dados amostrais? (Coeficientes de associação) PEDRO A.

2006. Editora da UFSC.Teste de associação qui-quadrado (equivalente ao teste de homogeneidade qui-quadrado) • Exemplo 12. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. na população em estudo.1: Existe associação entre sexo (homem ou mulher) e tabagismo (fumante ou não-fumante)? • Hipóteses: – H0: Sexo e tabagismo são variáveis independentes na população em estudo. – H1: Existe associação entre as variáveis sexo e tabagismo. . ou: H0: πh = πm e H1: πh ≠ πm πh = probabilidade de um homem ser fumante πm = probabilidade de uma mulher ser fumante PEDRO A.

Exemplo 12.7) Total 200 100 300 (%) (100) (100) (100) fumante PEDRO A.1: os dados Sexo Tabagismo masculino feminino Total (%) 92 38 130 (%) (46) (38) (43. . Editora da UFSC.3) não-fumante 108 62 170 (%) (54) (62) (56. 2006. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed.

2006.67 300 170 fumante E= não fumante E= Total feminino 200 100 300 PEDRO A.1: os cálculos E= (total da linha ) × (total da coluna ) (total geral ) Sexo Tabagismo masculino Total 130× 200 = 86.67 300 E= 130×100 = 43. .Exemplo 12. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. Editora da UFSC.33 300 E= 170×100 = 56.33 300 130 170× 200 = 113.

67)2 86.251 113. .33)2 = 0.251 + 0.656 43.1: os cálculos Estatística do teste: χ2 = ∑ (O −E )2 E Sexo Tabagismo fumante masculino (92 − 86.33)2 = 0.67)2 = 0.74 PEDRO A.33 feminino (38 − 43.501 = 1. 2006.67 não fumante = 0. Editora da UFSC. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed.328 + 0.328 (108 − 113.501 56.33 (62 − 56.67 χ2 = 0.656 + 0.Exemplo 12.

• Supõe-se que as amostras sejam razoavelmente grandes (todas as freqüências esperadas pelo menos iguais a cinco). os possíveis valores de χ2 seguem uma distribuição qui-quadrado com graus de liberdade: gl = (l − 1) ⋅ (c − 1) onde l é o número de linhas e c é o número de colunas da tabela. PEDRO A.Distribuição de referência • Sob H0. . 2006. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. Editora da UFSC.

. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed.Valor-p f(x) valor p Amostra χ2 x Ver Tabela 6 no apêndice do livro PEDRO A. 2006. Editora da UFSC.

25. o teste aceita H0 ao nível de significância de 5%. 2006. .1: uso da Tabela Qui-quadrado f(x) 0.74 x Valor p entre 0. Editora da UFSC.Exemplo 12.25 χ 2 = 1.10 e 0.10 < valor p < 0. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. PEDRO A. Portanto.

χ =∑ 2 ( O−E −0. Editora da UFSC. 2006. .5) 2 E Refazer o Exemplo 12.5 unidades na magnitude da diferença entre as freqüências observada e esperada. subtrai-se 0.1 PEDRO A. em cada casela. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed.Correção em tabelas 2 x 2 • No cálculo do qui-quadrado.

BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed. Editora da UFSC. os coeficientes geram valores entre 0 (independência) e 1 (associação perfeita) PEDRO A. . em termos das amostras observadas. 2006.Medidas de associação • Um coeficiente de associação descreve. o quanto os dados de duas variáveis se mostram associados. Não é uma inferência como o teste qui-quadrado! • Em geral. • É uma medida descritiva da(s) amostra(s).

Coeficiente de contingência 2 C= χ n + χ2 PEDRO A. Editora da UFSC. . 2006. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed.

. PEDRO A.Coeficiente de contingência modificado C* = k ⋅ χ2 ( k −1) ⋅ (n +χ2) onde k é o menor valor entre l (número de linhas da tabela) e c (número de colunas da tabela). 2006. Editora da UFSC. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed.

2006. outros coeficientes de associação. Editora da UFSC. no livro. . PEDRO A.Exemplo: coeficiente de contingência modificado Amostra A Amostra B Sexo Sexo Tabagismo fumante homem 80 (40%) mulher 40 (40%) Tabagismo fumante homem 200 (100%) não-fumante 120 (60%) 60 (60%) não-fumante 0 (0%) 100 (100%) 200 (100%) 100 (100%) Total C* = Î 200 (100%) 100 (100%) (2) ⋅ (0) =0 (2 − 1) ⋅ (0 + 300) Independência! Total C* = mulher 0 (0%) (2) ⋅ (300) =1 (2 − 1) ⋅ (300 + 300) Î Associação perfeita! Ver. BARBETTA – Estatística Aplicada às Ciências Sociais 6ed.