You are on page 1of 24

Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul

Tribunal de Justiça
EDITAL Nº 01, de 27 de março de 2015.

VII CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS PARA PROVIMENTO
DE CARGOS PÚBLICOS DA ESTRUTURA FUNCIONAL DO
PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
A BANCA EXAMINADORA DESIGNADA PELO DESEMBARGADOR
PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL,
por meio da Portaria nº. 634, de 30 de outubro de 2014, com alteração promovida por meio da
Portaria nº 706, de 16 de março de 2015, torna público, para conhecimento dos interessados, a
abertura das inscrições para o VII CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS PARA PROVIMENTO
DE CARGOS PÚBLICOS DA ESTRUTURA FUNCIONAL DO PODER JUDICIÁRIO DO
ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL, conforme consta do Anexo I do presente Edital, com a
finalidade de prover cargos da estrutura funcional do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do
Sul, observados os termos da Resolução nº. 69, de 9 de maio de 2012, publicada no Diário da Justiça
nº 2649, de 16 de maio de 2012, com vistas ao provimento de cargos à medida do interesse e
conveniência da Administração, no curso do prazo de validade do Concurso, na forma estabelecida
no presente Edital.

Capítulo I
DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1. O Concurso será regido pelas regras dispostas no presente Edital, supervisionado pela
Banca Examinadora do Concurso, com assistência técnica da Associação Paranaense de Cultura,
entidade mantenedora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR, nos termos de
Contrato de Prestação de Serviços celebrado entre as partes.
2. O Concurso constará da aplicação de provas objetivas para o cargo de Analista
Judiciário – área fim – assim compreendida a lotação do servidor em unidade que tenha a
responsabilidade pelo andamento e impulsionamento de processos e outros expedientes inseridos no
contexto funcional e atribuições de áreas dessa natureza.
2.1. A prova objetiva será de caráter eliminatório e classificatório.
2.2. A prova será aplicada em Campo Grande - MS, em local, data e horário a serem
previamente divulgados pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR.
3. As despesas com a participação no Concurso correrão por conta do candidato, sem
direito a alojamento, alimentação, transporte e/ou ressarcimento de despesas.
4. O concurso destina-se a atender às necessidades operacionais da Secretaria do Tribunal
de Justiça, do Fórum e dos Juizados Especiais Centralizados e Descentralizados da comarca de
Campo Grande-MS.
1

Capítulo II
DOS CARGOS
5. O Concurso Público de que trata o presente edital destina-se a selecionar candidatos
para prover Cargos Públicos na forma do Anexo I ao presente Edital – com especificação do cargo,
requisitos, vagas disponíveis e retribuição salarial -, a serem exercidos sob o regime jurídico de que
dispõe a Lei nº 3.310, de 14.12.2006 - Estatuto dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Mato
Grosso do Sul, com lotação na Secretaria do Tribunal de Justiça e na Comarca de Campo GrandeMS.
5.1. A descrição das atribuições do cargo e o conteúdo programático constam do Anexo
II ao presente Edital.
5.2. A jornada de trabalho será cumprida em regime parcial, nos termos do Inciso I, artigo
5º da Lei nº 3.687, de 9.06.2009, observadas as demais normas que regulamentam a jornada de
trabalho de servidores.

Capítulo III
DAS VAGAS
6. As vagas a serem preenchidas pelos candidatos aprovados no presente Concurso
observarão a disponibilização constante do Anexo I, em razão da conveniência e do interesse da
Administração.
6.1. As vagas surgidas, no curso de validade do concurso, em decorrência do
desligamento do titular do Quadro de Pessoal do Poder Judiciário por motivo de aposentadoria,
exoneração e óbito, demissão ou remoção serão providas por servidor do quadro de pessoal do Poder
Judiciário, por meio de remoção, na forma da Norma Estatutária; e por candidatos habilitados no
presente Concurso.
6.2. Fica reservado às pessoas com deficiência que se enquadram nas disposições
contidas no artigo 4º, do Decreto 3.298, de 20 de Novembro de 1999, 10% (dez por cento) do total
das vagas oferecidas no presente Concurso Público, no curso do prazo de validade estabelecido no
presente Edital, observado o disposto no Capítulo V do presente Edital.
Capítulo IV
DA DOCUMENTAÇÃO
7. São considerados documentos de identificação para efeitos de aplicação dos
procedimentos do presente Concurso os documentos oficiais – apresentados no original –
enumerados a seguir: a) Carteira de Identidade expedida pela Secretaria de Segurança Pública ou de
Justiça; e pelas Forças Armadas ou Polícia Militar; b) Carteiras expedidas por Ordens ou Conselhos
Profissionais, regulamentados na forma da lei; c) Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS
(com foto); d) Carteira Nacional de Habilitação – CNH (com foto); e) Passaporte (com foto).
7.1. Os documentos com prazo de validade vencido - nos termos das disposições legais
vigentes - não serão aceitos como comprovante de identificação para acesso à sala de provas.
2

1.2.br/concursos. 8. exclusivamente via internet no site www.00 (oitenta reais). condicional ou extemporânea. caso necessário.br/concursos.2. O candidato deverá. Certidão de Casamento. O candidato não deverá enviar cópias do documento de identidade. conferir. A inscrição do candidato no presente Concurso implicará o conhecimento e a aceitação das condições estabelecidas neste Edital. f) Documentos ilegíveis. Para efetivar sua inscrição. c) imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento da importância de R$ 80.5. observado o horário de expediente bancário (horário de Brasília).br/concursos link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. "fac-símile". d) Carteira de Estudante. 8. 8.4.pucpr.2. condicionais e/ou extemporâneas ou por qualquer meio que não atenda às especificações deste Edital. durante o período das inscrições. ordem de pagamento. e cópias autenticadas. O pagamento efetivado após a data de encerramento prevista neste Edital implica o cancelamento automático da inscrição do candidato. das quais não poderá alegar desconhecimento. e) Carteira funcional sem valor de identidade. até o dia 24 de abril de 2015. no período de 30 de março de 2015 a 24 de abril de 2015. 8. 8.pucpr.br/concursos. no ambiente do candidato.pucpr. link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. sob nenhuma hipótese ou justificativa. 8. transferência ou depósito em conta corrente. o candidato deverá acessar o endereço eletrônico www. sob as penas da lei. Não será permitida a inscrição de candidato por meio de via postal. link Concurso do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. via postal.3.2. link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul.pucpr.nos dias úteis -. 8.2 Não serão aceitos como documentos de identificação para ingresso na sala de prova: a) Cartão de CPF. apresentado no local de realização das provas. b) preencher o formulário eletrônico de inscrição. c) Título Eleitoral. DOC. no telefone (41) 3271-1271 de segunda a sexta-feira .2.7.3. b) Certidão de nascimento. no endereço eletrônico www. sendo de sua exclusiva responsabilidade as informações de dados pessoais registradas no sistema. Não serão aceitos pagamentos de inscrição por meio de depósito em caixa eletrônico. se os dados constantes da inscrição efetuada pela Internet foram recebidos e o valor da inscrição foi pago. Em caso negativo.2. 8. impreterivelmente. nos Bancos autorizados. O comprovante de pagamento da Taxa de Inscrição deverá ser mantido em poder do candidato e. fac-símile (fax). As inscrições serão realizadas no período das 08 h00 do dia 30 de março de 2015 até às 16h00 do dia 24 de abril de 2015. e proceder conforme estabelecido a seguir: a) preencher o cadastro (completo) padronizado no endereço eletrônico www. (horário de Mato Grosso do Sul). a qual não será acolhida/deferida. no ato da inscrição. 3 . Capítulo V DAS INSCRIÇÕES 8. no horário das 9h às 16h.2. deverá contactar o Serviço de Atendimento ao Candidato. por meio do "link" de acesso referente ao Concurso Público. não identificáveis e/ou danificados.1.

pucpr. para recorrer.2. Os candidatos amparados nos termos das Leis Estaduais n. letra “c”. As listagens preliminares constando o nome dos candidatos com inscrição deferida. de 21/09/2004 deverão: 9.1. As informações lançadas no Formulário de Inscrição disponibilizado na "Internet" são de inteira responsabilidade do candidato. 8.e 2. 8.br/concursos.º 2. Em hipótese alguma haverá devolução total ou parcial do valor pago. link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul ".557 de 13. 8.2.238.8. 8.3. Encaminhar. indeferida ou cancelada serão publicadas. ou outros fatores que impossibilitem a transmissão de dados. não terá a inscrição habilitada. horário da prova e demais comunicados da Banca Examinadora serão objeto de Edital específico.2002 regulamentada conforme estabelecido nos Decretos Estaduais nº.2003 . 11. Capítulo VI DAS INSCRIÇÕES ISENTAS DE PAGAMENTO 9.1. 8. não efetuando o recolhimento da taxa de inscrição de R$ 80.4. o candidato terá 48h para recolher o valor da taxa prevista no subitem 8. de 27.pucpr. 9.6. no endereço eletrônico www.br/concursos. até o dia 06 de abril de 2015.05. falhas de comunicação.2.8. 11.5. reservando-se o Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul o direito de excluir do Concurso Público o candidato que não preencher o documento oficial de forma completa e correta ou fornecer dados inverídicos ou falsos. 4 . O candidato que cancelar sua inscrição. O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul e a PUCPR não se responsabilizam por solicitações de inscrição via Internet não recebidas por motivo de ordem técnica de computador. link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul.pucpr. mesmo que o candidato tenha cancelado sua inscrição já paga. A informação quanto à data.232. Os referidos documentos deverão ser encaminhados para apreciação.2. impreterivelmente. digitalizado (escaneado) documento(s) comprobatório(s) que justifique(m) o pedido da isenção de taxa. 9. O resultado preliminar dos pedidos de isenção será publicado no site do concurso na data de 13 de abril de 2015.2. Caso o indeferimento seja mantido. mesmo que já tenha efetivado o pagamento.1. O candidato que tiver seu requerimento de isenção de pagamento da taxa de inscrição indeferido terá o prazo de 48 (quarenta e oito) horas. letra “c”. via Ambiente do Candidato.8.00 (oitenta reais) prevista no subitem 8. 8. A lista definitiva de inscritos será publicada em Edital a partir do dia 07 de maio de 2015.7.2003 e nº. observadas as disposições das Leis mencionadas no item 9. e efetivar sua inscrição.br/concursos Link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. congestionamento de linhas de comunicação. local. publicado no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul e disponibilizado no site "www. de 29. 9.02.1. para análise e apreciação da Banca Examinadora (modelos de Declaração de Isenção Anexo IV ao presente Edital). no site www. Proceder a sua inscrição conforme o disposto no item 8. via internet. contados da publicação do indeferimento no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul.05.4.887. e no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul na data de 04 de maio de 2015.

Os candidatos que solicitarem elaboração da Prova em Braille deverão portar. após transcorrido o período recursal. tratar-se de pessoa com deficiência. deverá.será de até 1 (uma) hora.6. O laudo médico que menciona o item 10. As pessoas com deficiência que forem aprovadas no presente Concurso constarão de listagem geral com a divulgação do resultado. do Decreto nº 3. com justificativa devidamente acompanhada de parecer emitido por especialista da área de sua deficiência. na forma da lei.6. A listagem definitiva dos pedidos de isenção. em listagem distinta. especificando a espécie. 10.9. a partir das 15h. figurando. utilizar-se de soroban.2.681.298. O candidato que pretenda concorrer às vagas reservadas deverá declarar no ato da inscrição. 10. Não serão considerados como deficiência visual os distúrbios de acuidade visual passíveis de correção.br/concursos Link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. O candidato. reglete e punção. Capítulo VII DA INSCRIÇÃO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA 10. digitalizado (escaneado). emitido em até 90 (noventa) dias anteriores à data de inscrição no concurso.6.6.2.3. e na Lei Estadual nº 3. após declarar no formulário de Inscrição via Internet sua condição de pessoa com deficiência. À pessoa com deficiência é assegurado o direito de inscrição no presente Concurso. e provável causa da deficiência.6. atestando a espécie e o grau ou nível de deficiência.4. também. o candidato deverá requerê-lo. 9. 10. no curso do prazo de validade estabelecido neste Edital. de 20 de dezembro de 1999. documentos (laudo médico/especialista) comprobatórios que justifiquem o solicitado.4. podendo. com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença – CID. 10. Considera-se pessoa com deficiência aquela que se enquadra nas categorias discriminadas no artigo 4º. 10. de 27 de maio de 2009.1. encaminhar. dentre os candidatos inscritos nessa condição.2. sob as penas da lei. 10. Caso haja necessidade de tempo adicional para a realização de prova especial. 10. Ficam reservadas às pessoas com deficiência 10% (dez por cento) do total de vagas a serem disponibilizadas no presente Concurso Público. o grau ou nível da deficiência correspondente.3. registrada a respectiva classificação.5. no endereço eletrônico www. inclusive para assegurar previsão de adaptação da prova.4. 5 . ainda. no período das inscrições. via Ambiente do Candidato. será publicada na data de 17 de abril de 2015. 10. O candidato que apresentar comprovante inidôneo ou firmar declaração falsa para se beneficiar da isenção da taxa responderá civil e criminalmente. 10. no dia da aplicação da prova.6.5.6. O tempo adicional previsto no subitem 10.pucpr.1. observada as seguintes condições: 10. para esse fim. o Código de Classificação Internacional de Doença (CID) e a provável causa da deficiência.

Caberá à Junta Médica examinar o candidato quanto aos aspectos clínicos da deficiência informada no ato da inscrição no Concurso Público.6. 10. cada qual por si. No ato de sua apresentação o candidato deverá apresentar o original do laudo médico encaminhado por ocasião de sua inscrição no Concurso. podem indicar tal condição no ato da inscrição. terá disponível os seguintes recursos. 10. A Junta Médica e a Comissão Especial deverão apresentar parecer conclusivo. de compatibilidade da deficiência e aptidão do candidato para o exercício. quando da sua nomeação. das funções inerentes ao cargo. O candidato que não atender ao disposto neste Capítulo terá o tratamento especial indeferido. contados da publicação das inscrições preliminares.7. 10.2. 10. ou não.4. O candidato que necessitar de atendimento especial. será aberto o prazo de 02 (dois) dias.7. em toda sua amplitude. independentemente do período gestacional e/ou em puerpério imediato até 40 dias. devendo apresentar-se em data e horário previamente estabelecido. 10.10. 10. deverá.1. passando este a constar da listagem dos demais candidatos concorrentes no presente Concurso Público.5. e) Espaço adaptado para usuários de andadores/muletas e cadeira de rodas.6 no período das inscrições: a) Prova ampliada.7. 10. como recurso especial de atendimento.6.7.3. desde que encaminhe laudo médico conforme item 10.caracterizando-o como deficiente ou não . c) Intérprete de LIBRAS. a nomeação do candidato em vaga de pessoa com deficiência será tornada sem efeito. obrigatoriamente ser avaliado por Junta Médica Oficial e por uma Comissão Especial de Servidores.7. 10. As pessoas com deficiência participarão do Concurso em igualdade de condições com os demais candidatos. concluindo por sua aptidão ou não para o exercício das funções do cargo ao qual concorre. impressa em fonte tipo “Arial”.8. 10.7. O candidato aprovado na condição de pessoa com deficiência. A Comissão Especial emitirá parecer concernente à aptidão do candidato para o exercício das funções do cargo. d) Acessibilidade. indicando a existência.5.7. ressalvada a situação quanto à forma de prestação das provas.8.6. sendo-lhes disponibilizadas todas as condições apropriadas para efeitos de realização das provas. ou não. Concluindo a Junta ou a Comissão pela inexistência da deficiência ou por sua insuficiência – em termos de caracterização quanto ao enquadramento às disposições legais vigentes –. 10. 10. b) Auxílio à leitura e preenchimento de Cartão-Resposta.7.6. 6 .6. mesmo que não concorra as vagas destinadas a pessoa com deficiência.. a ser apreciada pela Banca Examinadora do Concurso.7. no que tange ao conteúdo. avaliação e local de aplicação das provas. para manifestar-se e requerer revisão. letra tamanho “26”. Candidatas gestantes. Ao candidato que incorra na situação prevista no subitem 10. a requerimento do candidato e mediante deliberação da Banca Examinadora do Concurso.6. Os pareceres emitidos terão decisões terminativas e soberanas sobre a qualificação do candidato .6. sob pena de ter sua nomeação tornada sem efeito na condição de pessoa com deficiência.e quanto ao grau de deficiência.

1. elaboradas de acordo com o nível de escolaridade do cargo de Analista Judiciário. Capítulo VIII DAS PROVAS Seção I DAS REGRAS GERAIS 11. 10.1. somente contendo a pontuação dos candidatos na condição de pessoa com deficiência. sob nenhum hipótese. As provas consistirão de questões objetivas.5. 11. 11. com apenas uma correta. contendo cinco alternativas. todos os candidatos inscritos serão identificados por coleta da impressão digital.10. link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul.2.9.1. O local da prova será divulgado por meio de Edital. O candidato. observado o disposto no Quadro a seguir: CARGO DISCIPLINAS Língua Portuguesa Analista Judiciário – área Conhecimentos Gerais fim Conhecimentos Específicos TOTAL DE PESO DE Nº DE CADA CADA QUESTÕES DISCIPLI QUESTÃO NA 20 20 20 1 1 3 20 20 60 11. Para realização da prova. deverá conferi-lo. solicitando a imediata substituição.3. As vagas reservadas para pessoas com deficiência não preenchidas serão ocupadas pelos demais candidatos habilitados. 11.4. 11. O candidato que não apresentar documento de identificação na forma estabelecida no item 7 deste Edital não terá acesso à sala de provas. caso seja verificado algum erro ou defeito de impressão.pucpr.br/concursos. e (II) a segunda. A publicação do resultado final do Concurso Público será feita em duas listagens: (I) a primeira. com estrita observância à ordem de classificação obtida pelos candidatos no Concurso Público. publicado no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul e disponibilizado no site www. 11. divulgando a pontuação de todos os candidatos. com publicação no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. 11.10.1. A prova objetiva será elaborada em conformidade com o conteúdo programático constante do Anexo II-B ao presente Edital. o candidato deverá comparecer munido de caneta esferográfica preta ou azul. ao receber o caderno de prova. 7 . O candidato deverá comparecer ao local da prova com antecedência mínima de 30 (trinta) minutos do horário fixado para fechamento dos portões. e de documento oficial de identificação pessoal.2 Visando a preservar a segurança e a credibilidade do Concurso.

A prova objetiva será aplicada no dia 24 de maio de 2015. 30% (trinta por cento) em cada uma das disciplinas que compõem as provas. aquele que se ausentar do local da prova sem acompanhamento do fiscal. com prévia divulgação aos candidatos.pucpr. com tempo de duração de 4 (quatro) horas – data esta que. O gabarito oficial preliminar da prova será divulgado na "Internet". 12. contada do início registrado e controlado pelos fiscais de sala. de acordo com o quadro disposto no item 11.8.br/concursos.10. 12.5. notas ou impressos ou. 12. após assinarem a Ata de Prova. ainda. no site www.1 O acesso ao local (portão do bloco interno) de realização da prova objetiva terá início às 7 (sete) horas.Seção II DA PROVA OBJETIVA 12. telefone celular e outros equipamentos ou aparelhos de comunicação eletrônicos. Será eliminado do Concurso o candidato que for surpreendido. Serão considerados aprovados na prova escrita os candidatos que obtiverem o mínimo de 70% (setenta por cento) de aproveitamento do total de pontos e. 12.2. 8 . 12. após transcorrida 1h. Somente após 3h do início da prova o candidato poderá retirar-se da sala com o Caderno de Questões. Durante a realização das provas não será permitida nenhuma espécie de consulta. poderá ser alterada.3. em comunicação com outro candidato ou utilizando-se de livros. link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. 12. 12. Será admitido recurso quanto: a) à composição da listagem preliminar das inscrições deferidas e quanto ao indeferimento do tratamento especial. O portão de acesso ao bloco de realização das provas será fechado. o candidato somente poderá retirar-se. em virtude do cumprimento das etapas do Concurso. b) à aplicação das provas. ou por razões de ordem técnica.9. 12. em definitivo. observado o horário oficial do Estado de Mato Grosso do Sul. nem uso de máquina calculadora. Os candidatos que se retirarem da sala de prova sem o Caderno de Questões não poderão retornar ou mesmo solicitá-lo posteriormente à Banca Examinadora. impreterivelmente. às 7 (sete) horas e 40 (quarenta) minutos.4.6. retirando-se em conjunto. 12. Capítulo IX DOS RECURSOS 13. durante a realização da prova. Iniciada a aplicação da prova. sob nenhuma hipótese.4. c) às questões das provas e ao gabarito. 12. 24 (vinte e quatro) horas após sua realização.7. por meio de Edital publicado no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. no mínimo. Os três últimos candidatos permanecerão em sala. ficando impedido de realizar a prova o candidato que chegar após o horário de fechamento do portão do bloco.

de acordo com a alteração determinada pela Banca Examinadora.10. eventualmente. menu Recursos.9 e 13. sob nenhuma hipótese. alteração da classificação inicialmente obtida. contados da concretização do evento que lhe diga respeito (aplicação das provas. b) for surpreendido prestando ou recebendo auxílio para solução de quaisquer das 9 .br/concursos.4. Terá sua prova anulada e será automaticamente excluído do Concurso o candidato que.10 do presente Edital. A ocorrência da hipótese de que trata o item 13. Capítulo X DOS CRITÉRIOS DE EXCLUSÃO DO CONCURSO 14. telegrama ou por outro meio que não seja o estabelecido no presente Edital.d) à classificação final do Concurso. A Banca Examinadora constitui-se em última instância para recursos.5. ou. a contar da data da publicação do respectivo ato. Não será conhecido o recurso interposto em prazo destinado a evento diverso do questionado ou em desconformidade com os termos estabelecidos nas instruções. 13. se assim ocorrer. divulgação dos resultados das provas. durante a realização das provas: a) intentar ou utilizar-se de meios fraudulentos e/ou ilegais para sua realização. Admitir-se-á um único recurso para cada evento referido no item 13. na forma prevista no presente Edital. 13.10 deste Edital ensejará a abertura do prazo de 02 (dois) dias. para classificação superior ou inferior. reconsideração ou revisões. Ocorrendo a alteração do gabarito oficial. a desclassificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida para classificação. 13.7.1. 13. 13. O prazo para interposição de recurso será de 2 (dois) dias úteis. classificação do candidato).a pontuação será atribuída aos candidatos que anotaram a alternativa correta .11. na forma disposta no item 12. 13. 13. ainda. conforme instruções a serem disponibilizadas no site.3 Os recursos do Concurso deverão ser interpostos por meio do endereço eletrônico www. não sendo aceitos. em caráter improrrogável. deste Capítulo. em virtude de iniciativa de Banca Examinadora . ainda. sendo desconsiderado novo recurso de igual teor. Não serão aceitos recursos interpostos por meio de "fac-símile" (fax). gabarito. recursos adicionais ou.2.será(ão) atribuído(s) a todos os candidatos que efetivamente realizaram as provas regularmente. Link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. sob nenhuma hipótese. formulação das questões das provas.em decorrência do acolhimento de recursos interpostos por candidatos . 13. tendo como termo inicial o 1º dia útil subsequente à data do evento a que se refere o recurso. sendo soberana em suas decisões. para efeitos de apreciação de recursos.8. telex.10.no sentido de corrigir questões componentes das provas . O recurso interposto fora do prazo não será conhecido. poderá ocorrer. 13. devidamente fundamentado.9. 13.pucpr.12. Nas hipóteses previstas nos itens 13. 13. no prazo de 2 (dois) dias. O(s) ponto(s) relativo(s) à(s) questão(ões) eventualmente anulada(s) .

1. c) utilizar-se de livros. parágrafo único. notebook.5. na seguinte ordem: I . III . II . máquina fotográfica ou qualquer aparelho eletrônico que possibilite a transmissão e/ou a recepção de dados. notas impressas ou comunicar-se com outro candidato. ainda.maior nota na prova de Língua Portuguesa. se assim ocorrer. calculadoras ou similares. 14. IV – o candidato de maior idade (dia/mês/ano). auxiliares. agenda eletrônica. bip. máquina de calcular. telefones. ou com óculos escuros. e) faltar com a devida cortesia para com os fiscais. sem o acompanhamento do fiscal ou de posse do cartão-resposta e do caderno de prova. coordenadores. chapéu. II . de 1º de outubro de 2003. mp4. walkman. antes do horário estabelecido no item 12.maior nota na prova de Conhecimentos Específicos. Capítulo XI DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO 15.maior nota na prova de Conhecimentos Específicos. gravador.questões da prova. Serão observados. em caso de empate. gorro. A classificação final dos candidatos aprovados terá por base o total de pontos obtidos na prova objetiva. considerado o quantitativo-limite de 200 (duzentos) candidatos que formarão o banco de reserva para efeitos de futura nomeação. palmtop. autoridades presentes ou outros candidatos. 10 . boné. conforme disposto no item 12.10. dicionários. da Lei Federal nº 10. viseira. f) fizer anotações relativas às suas respostas em papel não fornecido pela Comissão do Concurso. deste Edital.741. o candidato que incorrer nas seguintes situações: a) não comparecer no dia da aplicação das provas. para definição da classificação final do candidato. d) apresentar-se no local de prova portando ou utilizando armas. Será excluído. ou qualquer equipamento digital.maior nota na prova de Conhecimentos Gerais.1. no interesse da Administração. inclusive relógios. celulares. será aplicado na seguinte ordem: I . g) afastar-se da sala.o candidato de maior idade (dia/mês/ano). 15. b) obtiver aproveitamento inferior a 30% (trinta por cento) em cada disciplina e a 70% (setenta por cento) do total de pontos da prova objetiva. h) descumprir ou não atender às instruções contidas no caderno de provas. etc. mp3. os critérios abaixo. O desempate com referência ao candidato que se enquadre nos termos da disposição contida no artigo 27. nas normas do presente Edital e às decisões da Banca Examinadora. a qualquer tempo.1. receptor.1. 15.

quanto à transposição de seu nome para o final da listagem oficial.2. rigorosamente. quando nomeado e empossado no cargo para o qual foi aprovado. 15. 16. além de figurar na listagem geral. ciente de que somente será novamente convocado após a efetiva chamada dos demais candidatos constantes da mesma listagem de aprovados. se assim o desejar. manifestar por escrito. devidamente comprovada no procedimento de inscrição. no ato da investidura. O candidato.1. IV . será convocado o candidato subsequente. Em caso de desistência formal do candidato à nomeação. b) estar em gozo dos direitos políticos. na forma prevista em Lei.3. Os candidatos serão nomeados. 16. no mínimo. 16. atendido o interesse da Administração. O resultado final do Concurso será divulgado por meio de listagem oficial.1. em ordem de classificação. atendidas as seguintes exigências: a) possuir nacionalidade brasileira . Capítulo XII DA HOMOLOGAÇÃO E DA NOMEAÇÃO 16. dentre as vagas oferecidas. a partir da homologação e no curso do prazo de validade do Concurso.1. O candidato à nomeação poderá. Capítulo XIII DAS CONDIÇÕES PARA INVESTIDURA NO CARGO 17. 16.maior nota na prova de Conhecimentos Gerais.ou estrangeira. Os candidatos classificados que declararam a condição de pessoa com deficiência. observada a rigorosa ordem de classificação obtida pelos candidatos.maior nota na prova de Língua Portuguesa. em rigorosa ordem decrescente do total de pontos obtidos pelos candidatos. no caso de candidato do sexo masculino. e) ter idade mínima de 18 anos. serão relacionados em listagem específica. O Resultado Final do Concurso será homologado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul e publicado no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. 11 . O candidato aprovado no concurso de que trata este Edital será investido no cargo. a ordem de classificação constante da listagem Oficial do resultado final do Concurso. f) possuir aptidão física e mental para o exercício das atribuições inerentes ao cargo.3. c) estar em dia com as obrigações eleitorais. d) estar quite com as obrigações do Serviço Militar.III . uma única vez.2. deverá permanecer por. conforme anexo I ao presente Edital. 15. três anos em efetivo exercício na lotação de origem. observado o interesse da Administração. observada.

as disposições que o compõem. 17. Os documentos especificados e a comprovação quanto ao atendimento dos requisitos especificados neste item serão exigidos no momento da nomeação do candidato aprovado no Concurso Público. i) apresentar a seguinte documentação: 1 . 3 – Título de eleitor.devendo apresentar os exames relacionados no anexo III. Justiças Militares Estaduais e Federal. 9 . sendo automaticamente excluído do Concurso. no Estado de Mato Grosso do Sul – quando for o caso. 8 . no caso de candidato aposentado. 5 – Certidão de nascimento ou casamento. no caso de candidato do sexo masculino. com vinculo do Regime Próprio da Previdência Social – RPPS. no máximo.Declaração de não acumulação de cargos. em caráter definitivo. emprego ou Função Pública e não acumular proventos de aposentadoria no âmbito da Administração Pública Federal. com comprovante de votação do último pleito. o candidato não poderá tomar posse e iniciar o exercício nas funções do cargo. h) não possuir antecedentes criminais. 17. m) aprovação regular no Concurso Público objeto do presente Edital – cumpridas e atendidas. 7 . nos 90 (noventa) dias anteriores à data de entrega fixada em regulamento e dentro do prazo de validade especificado no documento. j) Declaração ou Certidão que comprove o ingresso no Serviço Público.Declaração de não acumulação de proventos e vencimentos. expedidas. para realização do exame admissional perante a Junta Médica. 12 . observado o interesse da Administração. Verificada a falta de comprovação de qualquer dos requisitos especificados e daqueles que venham a ser estabelecidos pela Administração do Tribunal de Justiça. g) comprovação do grau de escolaridade (Diploma de conclusão de graduação superior em Direito).Certidões Criminais expedidas pelas Justiças Estaduais e Federal. empregos ou função pública. das cidades onde reside e onde residiu nos últimos 10 (dez) anos anteriores à data de publicação do presente Edital. l) não exercer cargo.Documento de identidade. em todo o conjunto.2. 4 – Certificado de estar quite com as obrigações do Serviço Militar. Estadual ou Municipal.1. com apresentação das Certidões especificadas na letra “i”(9) deste item. 6 – Declaração de bens e valores. 2 – CPF.

no prazo de 15 (quinze) dias. proceder à nomeação de candidatos em número que atenda o interesse e às necessidades do serviço. O concurso terá validade de 01 ano. avisos e resultados -. quando do surgimento de vagas. de acordo com a disponibilidade financeira e a programação de execução orçamentária vigente. 18. as formalidades previstas no item 18.4.R.6. O candidato nomeado que não comparecer para manifestação. será automaticamente excluído das listagens de classificação.2. contado da publicação do ato de nomeação no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. 18. observadas as disposições estabelecidas no presente Edital. e assumir o exercício das funções. ou via telefone –. a critério da Administração do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. convocações. nos termos da Lei. conforme estabelece o item 18. 18.5. comunicados e instruções específicas para o efetivo cumprimento das etapas do Certame. 18. e não tomar posse no prazo legal.editais.8. 18.7. via correio. este deverá dirigir requerimento ao Desembargador Presidente do Tribunal de Justiça até o 28º dia.7.1. observadas as disposições legais pertinentes. Após a publicação da homologação do presente Concurso. O acolhimento ou não da situação decorrerá da apreciação do Desembargador Presidente do Tribunal de Justiça.Capítulo XIV DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 18. 18.1. sem motivo justificado.via correio eletrônico. 13 .7 e. é de total iniciativa e responsabilidade do candidato o acompanhamento de atos de nomeações e Editais de Convocação. 18. O candidato convocado nos termos do item 18. 18. pelo candidato. podendo ser prorrogado por igual período. providenciar a documentação exigida conforme dispõe o item 17 do presente Edital. comunicados. O candidato será convocado. ainda. se for o caso.8. 18. A efetivação da inscrição do candidato implicará o pleno conhecimento aos termos do presente Edital e a aceitação das condições estabelecidas para realização do VII Concurso Público. para fins de expressa manifestação em ser investido no cargo. na eventualidade da ocorrência de fato que possa motivar o atraso ou retardamento nos procedimentos de posse no cargo. e.7 que não comparecer no prazo estipulado. a serem regularmente publicados no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. Não atendidas e cumpridas. durante o prazo de validade do Concurso. serão publicados na Imprensa Oficial (Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul). por meio de A. 18.2. o qual deverá comparecer. O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul reserva-se o direito de. acerca dos quais não poderá alegar desconhecimento. A aprovação e a classificação do candidato no presente Concurso geram apenas o direito de ser nomeado dentre as vagas oferecidas. . A convocação para nomeação obedecerá à rigorosa ordem de classificação dos candidatos regularmente aprovados.8. a contar da data da publicação oficial da homologação. por ordem: .8. terá o ato de nomeação tornado sem efeito.com base em informações constantes do cadastro do candidato.3.3. Os atos relativos ao presente Concurso . 18. bem como em eventuais aditamentos.

o resultado da classificação final do candidato.16. o prazo de prorrogação. 18. inclusive. Os itens constantes do presente Edital poderão sofrer eventuais alterações. certificados ou certidões relativos à habilitação. e) alegação de desconhecimento das publicações de nomeações e Editais de Convocação no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. o interesse e a conveniência da Administração. b) endereço de difícil acesso. c) correspondência devolvida pela ECT por razões diversas. desde que verificada a falsidade ou inexatidões de declarações e informações prestadas.br até que se expire o prazo de validade do Concurso Público (considerado.15. Não serão fornecidos: declarações. se houver). A qualquer tempo. observada a rigorosa ordem classificatória. Alexandre Antunes da Silva Membro da Banca Examinadora Isnaete Morais dos Santos Vieira Membro da Banca Examinadora 14 .11.13. 18.9. 18. É de responsabilidade exclusiva do candidato manter seu endereço.10. e mediante aprovação em avaliação médica pré-admissional. 18.18. sob pena de perda do prazo para tomar posse no cargo. O Tribunal de Justiça do Mato Grosso do Sul não se responsabiliza por eventuais prejuízos ao candidato decorrentes de: a) endereço não atualizado. 18. em caráter definitivo.14. A nomeação do candidato e demais atos que complementam a investidura no cargo serão efetivados desde que atendidas as disposições legais. ou irregularidades no ato de inscrição. para viabilizar os contatos necessários. a prova. atualizações ou acréscimos enquanto não consumada a providência ou evento que lhes diga respeito. até a data da convocação dos candidatos para as fases correspondentes.jus. na realização de provas ou nos documentos apresentados.Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul.tjms. No caso de desistência formal à nomeação. poder-se-á anular a inscrição. A BANCA EXAMINADORA: Des. proceder-se-á à nomeação do candidato subsequente. Julizar Barbosa Trindade Presidente da Banca Examinadora Dr. ou mesmo tornar sem efeito sua nomeação (se convocado). As situações omissas ou não previstas no presente Edital serão objeto de apreciação pela Banca Examinadora do Concurso. d) correspondência recebida por terceiros.12. caso não seja localizado. de caráter eliminatório. circunstância que será divulgada por meio de Edital da Banca Examinadora. classificação ou nota de candidatos. na forma prevista no presente Edital. 18. valendo para atender tal finalidade a publicação do Resultado Oficial e da homologação do Concurso na Imprensa Oficial . 18. previamente publicado no Diário da Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul. e-mail e telefone atualizados por meio de acesso ao site www.

782.26 vagas PD* 1 * PD – Pessoa com Deficiência.R$ 3. 15 .ANEXO I TABELA -CARGO DA ESTRUTURA DO PODER JUDICIÁRIO/MS Cargo .1ª Microrregião (comarca de Campo Grande e Secretaria do Tribunal de Justiça-MS) Código cargo 115 Cargo / Ocupação Especialidade / requisito Analista Judiciário Bacharel em Direito / Curso / área fim superior em Direito vagas 9 Vencimento base .

registrar. documentos e materiais permanentes de seu setor de trabalho. 6. desempenhar outras atividades compatíveis com sua formação. 10. 9. mediante recibo. auxiliar no controle do material de consumo utilizados no setor. atender e informar os advogados e as partes nas consultas dos autos em andamento. 4. 4. observando o que dispõe o artigo 155 do Código de Processo Civil. exercer outras atribuições compatíveis com sua função determinadas pelo superior hierárquico. prestar informações às demais unidades do Tribunal e ao público sobre o andamento de processos de sua área de trabalho. controlar e certificar o prazo dos processos em andamento. conciliar a movimentação financeira das guias de recolhimento de despesas de diligências – GRDD. classificar e autuar processos. atender aos usuários no balcão. 13. manter-se atualizado para a correta aplicação da legislação relacionada a sua área de atuação. 7. providenciar reprodução do material solicitado. 5. proceder ao recebimento. 3. verificar. receber. 6. . ofícios. executar tarefas de suporte ao desenvolvimento da atividade judiciária. as diligências e as guias de recolhimento de despesas de diligências – GRDD. elaborar relatório e auxiliar na execução de projeto de competência da área de lotação. 14. 7. digitar textos. manter nos autos digitais a coerência entre a movimentação unitária e as filas de trabalho. 8.lotação nos ofícios de justiça de 1ª instância: 1. 9. organizar. conferir e entregar os mandados aos oficiais de justiça e avaliadores.lotação na Secretaria do Tribunal de Justiça/MS: 1. 2.lotação na Controladoria de Mandados ou Central de Mandados: 1. encaminhamento e arquivamento de processos. auxiliar na elaboração do relatório de liberação de diligências pagas dos oficiais de justiça e avaliadores. documentos e materiais sob a responsabilidade de sua área. favorecendo o exercício da função judicante e o exercício das funções necessárias ao adequado funcionamento da unidade de lotação. 9. 2. 6. 12. expedir os atos decorrentes dos termos do processo. mediante recibo. cumprir os atos decorrentes dos termos do processo com seus respectivos lançamentos no Sistema de Automação do Judiciário – SAJ. controlar e efetuar remessa e recebimento de processo no sistema. dar andamento aos documentos e aos processos que tramitam no cartório. exarando recibo. sob orientação do escrivão ou chefe de cartório. 5. RELAÇÃO DE ATRIBUIÇÕES DO CARGO Analista Judiciário – área fim – Bacharel em Direito . 4. 3. fichários e livro de controle. receber e conferir os mandados oriundos dos cartórios. conferir e assinar digitalmente. elaborar boletins. relatórios. conferência. atualizar e manusear arquivos de processos e documentos. digitar. zelar pela conservação dos mandados. 16. quando for o caso. 13. separar os mandados com cumprimentos incorretos. 10. livros. receber e conferir os mandados dos oficiais de justiça e avaliadores. para efeito de supervisão. 11. distribuir os mandados. afixar e desafixar edital. o cumprimento das escalas de plantão. 12. arquivar documentos em geral. 5. revisando-os. executar trabalhos de redação. declarações e certidões. 10. 7. 8. 2. 3. os documentos expedidos nos autos. equipamentos. elaborar relatório e auxiliar na execução de projeto de competência da área de lotação. digitalizar e liberar as peças do processo digital. incompletos ou com reclamações dos jurisdicionados. 8. registrar a baixa e devolver os mandados aos respectivos cartórios. 15. controlar a carga de processo. . 11. diariamente. realizar atividades de auxílio técnico aos magistrados e/ou órgãos julgadores. 16 .ANEXO II A.

3. Sintaxe da oração e do período. Das Correições. Dos Ofícios de Justiça do Foro Judicial. 4. 4.7. princípio da separação dos poderes. sumulado ou não. Órgãos do Poder Judiciário. Concordância nominal e verbal. das Seções e das Câmaras. conceito. do Mandado de Segurança.conforme dispõe o parágrafo único do artigo 2º do referido Decreto.1. arguição de descumprimento de preceito fundamental.8. 5. 5. mutações constitucionais. Dos Embargos de Declaração. de 29. tipos e sistemas de controle. 6. CONHECIMENTOS GERAIS: LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA: 1. conceito. objetivos e fundamentos. reforma e revisão. 3.1.Código de Ética dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul (Resolução nº 98. eficácia e aplicabilidade. Estado brasileiro. Constituição. 3. 5. ação declaratória de constitucionalidade. 3. Do Recurso Extraordinário. 1. Do Recurso Criminal em Sentido Estrito.07. 3. Do Recurso Especial e Recurso Extraordinário. poder reformador e suas limitações. Compreensão e interpretação de textos. inclusive alterações. Da Carta Testemunhável. Das Seções. funções típicas e atípicas de cada poder. a observância ao período de transição de 1º de janeiro de 2009 a 31 de dezembro de 2012. 2.4.1. objeto. 2. Normas constitucionais. 12. Do Agravo: Dos Recursos Criminais. conceito. 1. 6. 5. 7. 7.09. origem. do Mandado de Injunção.3. Do Conselho Superior da Magistratura. função. 5.B. 6. 2. 4. fontes e relações com outros ramos do Direito. DIREITO CONSTITUCIONAL .1. os tratados e convenções internacionais. Do Protesto por Novo Júri. classificação das normas constitucionais. 7.2. 1. durante o qual coexistirão a norma atual e a nova norma estabelecida. Dos Recursos: Disposições Gerais: Dos Recursos Cíveis. 4. com ou sem caráter vinculante.1994): Da Divisão Judiciária. teoria da recepção. 5.4. Redação de correspondências oficiais.11.6. normas e princípios constitucionais. Pontuação. emendas à Constituição.4. interpretação conforme a Constituição.12. Da Presidência do Tribunal de Justiça. Significação das palavras. Da Corregedoria-Geral de Justiça. 5. conteúdo. Emprego das classes de palavras. de 04. Disposições Comuns.2. Do Agravo Regimental. 3. 4.990.5. 5. República Federativa do Brasil. 9. a doutrina e o entendimento. integração. Acentuação gráfica. Domínio da ortografia oficial. respeitando-se.2.7. Emprego do sinal indicativo de crase.2013).6. do Recurso Especial. A elaboração das questões da prova de Língua Portuguesa obedecerá às normas ortográficas em vigor desde 1º de janeiro de 2009. Do Tribunal Pleno e do Órgão Especial. Do Vice-Presidente. Reconhecimento de tipos e gêneros textuais. 3.1. 6.5. 2. 6. Regras. regime político.4. do Habeas Data. .2. elementos. conceitos de 17 . hierarquia das normas jurídicas. natureza jurídica. 3. Do Reexame Necessário. Dos Embargos Infringentes.6. estado democrático de direito. Estatuto dos Servidores Públicos do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul (Lei n. Da Apelação Criminal. Formação da Constituição. 5. dos Tribunais Superiores. 5.1.5. que promulgou o Acordo Ortográfico assinado em Lisboa em 16 de dezembro de 1. de 14. Direito Constitucional. editadas por meio do Decreto Federal nº 6.2006). 2.1. Da Apelação Cível. 4. 4. 2.4. Dos Servidores da Justiça. 1.3.310.3. 7. 3. porém. Do Tribunal de Justiça. vigente até a data da realização das provas.583. 10.3. 3. Do Agravo em Execução Penal. Das Câmaras. 8.1. 7. Rigidez e supremacia constitucional. Regimento Interno do Tribunal de Justiça-MS (Resolução nº 237.2. ação direta de inconstitucionalidade. de 21 de setembro de 1995): Das Garantias Constitucionais: Do Habeas Corpus. 7. LÍNGUA PORTUGUESA: 1. 2. de 05. Do Recurso Ordinário. objeto.4.2. 7. controle de constitucionalidade.511.º 1. formação. vícios de inconstitucionalidade por ação e omissão. 7.3. interpretação. da Suspensão da Segurança.2008. 3. Código de Organização e Divisão Judiciárias do Estado de Mato Grosso do Sul (Lei n. 7.2.3. 6. 11. Súmula 347 do Supremo Tribunal Federal e os Tribunais de Contas dos Estados.5.5. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Observação: O conteúdo programático de todas as disciplinas abaixo discriminadas observará os termos da legislação. Regência nominal e verbal. 4. 1. poder constituinte. 4.4. estrutura lógica. classificação.6.

Funções essenciais à Justiça: Ministério Público Estadual e Ministério Público Especial junto aos Tribunais de Contas. 15. requisitos de validade. 11.4.3. 9. Direitos imprescritíveis. Das modalidades das obrigações. Dos negócios jurídicos e da sua validade. Fato jurídico. Organização político-administrativa. 6 Segurança da Informação. direitos políticos. 10. Administração Pública.1 Poder Legislativo. 8. gratuitos e onerosos.7.406. Normas gerais. O valor jurídico da boa fé. Lesão de direito.2. Usufruto. 11. dos Municípios. 8.5. 10. Da transmissão das obrigações. 8. direitos e deveres individuais e coletivos. Poder Executivo. Dos atos jurídicos lícitos e dos atos jurídicos ilícitos.1 Conceitos e modos de utilização de aplicativos para edição de textos.6. típicos. Situações subjetivas existenciais e situações subjetivas patrimoniais. 2. invalidade e ineficácia. Intervenção do Estado e a função social do contrato. Da responsabilidade civil e da obrigação de indenizar. Organização do Estado brasileiro. Servidões. Lei de Introdução ao Código Civil. Usucapião. Negociações preliminares e responsabilidade na ruptura. 3. conceito. 13. classificações.2. 11. partidos políticos. planos governamentais e orçamentos públicos.8. sistema de seguridade social.3. princípios e objetivos da Ordem Social. Tendências atuais do direito contratual. cumulativos e aleatórios. 8. 8. worms e pragas virtuais. 331. 12. Aquisição da propriedade imóvel.1. Vícios ou defeitos dos atos e negócios jurídicos. Emenda Constitucional nº 62/2009 e a nova sistemática de pagamento de precatórios judiciais.13.3. dos Estados.democracia representativa e participativa. 9. 3 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias. 15. 11. 10.4. Os mínimos constitucionais da Educação e da Saúde. 8.16. Contrato com pessoa a nomear. competência material e legislativa da União.2. Uso e Habitação.1. 10. 7 Portaria n.8. servidores públicos civis e militares dos Estados.2.1 conceito. 11. Proteção possessória. Superfície. princípios constitucionais e entidades integrantes. Anticrese. 8. Ordem social.1. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: DIREITO CIVIL: 1. 8.1. Espécies e requisitos. b) autodefesa e auto composição. 8 Noções de vírus. 14. 12. 9. 17. Aquisição da propriedade móvel. contratos preliminares. Relação jurídica e situações jurídicas. Das pessoas naturais. repartição de competências e bens. 11. Classificação dos contratos: unilaterais e bilaterais.01. ferramentas. proteção judicial dos direitos fundamentais. direitos sociais.2.3. Teoria Geral do negócio jurídico. consensuais e reais.5. do Distrito Federal. Negócios jurídicos: conceito. 8. órgãos e agentes públicos. pastas e programas. ação e processo.12. contratos personalíssimos. 9. Estados e Municípios.2011. Lei nº 10.3. 8.2002 (Novo Código Civil).Contratos em geral.9. Da personalidade jurídica e direitos da personalidade.07. Contrato e propriedade. Direito do promitente comprador. Direitos de vizinhança. Poder Judiciário. contratos solenes e não solenes. 8. da União. 2. Prescrição e decadência. Dos contratos em espécie. arquivos. ações constitucionais. Interpretação da norma jurídica. Direito das obrigações. Direitos e garantias fundamentais. aplicativos e procedimentos associados à Internet e intranet. 15. 12. Autonomia da vontade. 9. evolução histórica. Interesse público e estrutura do negócio jurídico. Introdução ao processo civil: a) conflito de interesses e lide. Função social da propriedade. 12. Organização dos Poderes. entidades integrantes do Estado federal.2. atípicos e mistos. Extinção do contrato. Prova. 4 Conceitos de organização e de gerenciamento de informações. Inexistência. 5 Certificação e assinatura digital. de 10.4. c) jurisdição. 10. Formação e conclusão dos contratos.4. Propriedade. Direito subjetivo. princípios gerais da atividade econômica. Hipoteca.4. BR Office. 2 Sistemas operacionais: Windows e LINUX. pressupostos e elementos de existência. nacionalidade e cidadania. 5. Direito potestativo. Ordem econômica e financeira. NOÇÕES BÁSICAS DE INFORMÁTICA . 12. planilhas e apresentações: ambiente Microsoft Office. Teoria da Boa-Fé Objetiva. 14. Do adimplemento e extinção das obrigações. 9. Direitos das Coisas. Posse. regime jurídico da Administração Pública.1. 10. 7. Princípios do processo: a) 18 . 4. intervenção nos Estados e Municípios. 12. 6. Penhor. DIREITO PROCESSUAL CIVIL: 1. Perda da propriedade. Do inadimplemento das obrigações. de 26.

e) nulidade absoluta e relativa. Verificação da competência: a) competência relativa e absoluta. Tempo para a prática do ato processual: a) momento. b) fundamento e pressupostos. c) procedimentos especiais. b) classificação dos recursos previstos no Código. 30. b) julgamento do recurso. g) Ministério Público. d) atos processuais recorríveis e irrecorríveis. 11. f) terceiro interveniente. Revelia: a) conceito. 5. b) autor. d) atos inexistentes. Ato processual: a) conceito e classificação. c) impedimento. 8. c) efeitos. e) preclusão para as partes. 41. 28. g) proporcionalidade. b) prazos. c) fatos impeditivos. 17. hipóteses e consequências. c) defesa indireta. b) oposição. c) princípios. Nulidade absoluta e relativa: a) anulabilidade. 9.38. c) interpretação. 32. Exceção: a) bilateralidade da ação e do processo. c) peculiaridades. b) emenda. b) princípios. Reconvenção: a) conceito. e) capacidade para estar em juízo. d) suspeição. 37. d) assistência judiciária gratuita. 7. d) litisconsorte. 19. b) conceito e natureza jurídica da exceção. c) efeitos. 31.40. h) advogado. c) cooperação jurisdicional interna e externa. i) auxiliares da justiça. c) legitimidade para recorrer. 25. deserção e desistência. b) condições da admissibilidade dos recursos. b) classificação. b) defesa direta. Competência: a) conceito. b) substituição processual. Tipos de processos: a) processo de conhecimento. Validade do ato processual: a) condições de existência do ato processual. Intervenção de terceiros: a) conceito e espécies.princípio dispositivo e inquisitivo. 2. 10. b) conteúdo. 21. i) Indícios e presunções. Princípios gerais dos recursos: a) conceito e fundamento dos recursos. b) semelhanças. b) sua estrutura constitucional. 22. 14. 13. c) sucessão de partes. c) efeitos. b) condições de validade do ato processual. 26. e) chamamento ao processo. b) julgamento antecipado da lide. Sujeitos do processo: a) juiz. 43. 44. 45. g) distinção de figuras afins. b) procedimento sumário. b) advogados. Jurisdição voluntária: a) conceito. h) irregularidades e sanação. Norma processual: a) características. 12. Pressupostos processuais: a) conceito. Nulidades dos atos processuais: a) teoria das nulidades. b) exceções materiais. Condições da ação: a) possibilidade jurídica do pedido. b) critérios para sua divisão. b) responsabilidade pelo pagamento. c) mandato judicial. g) prova emprestada. c) disciplina. Preclusão: a) conceito: b) espécies. c) competência material e competência funcional d) Modificações da competência. Ação: a) conceito. Processo: a) processo e procedimento. 23. Extinção dos recursos: a) renúncia. b) requisitos. 34. c) relação jurídica processual e relação jurídica material. Jurisdição: a) conceito e características. b) teoria. continência e prevenção. b) convalidação do ato. c) férias forenses. 4. Despesas com o ato processual: a) despesas processuais. Ônus da prova: a) finalidade. 20.15. Poder judiciário: a) funções. b) citação real. Identidade e semelhança entre ações: a) elementos da ação. b) consequências. c) da audiência preliminar d) fixação dos pontos controvertidos. b) objeto. 43.42. espécies: 33. b) processo legal. b) teorias. d) legitimidade para ser parte. b) legitimidade de partes. c) indeferimento. c) órgãos federais e estaduais. e) embargos infringentes. Eficácia da lei processual no tempo e no espaço. Tutela jurisdicional antecipada: a) conceitos. j) prova ilícita 43. modificativos ou extintivos do pedido. c) finalidade e efeitos: d) questões não sujeitas à preclusão. d) procedimento. curso e término do processo. Contestação: a) conceito. Classificação das ações: a) critérios. c) cabimento e efeitos. Litisconsórcio e Assistência: a) conceito. g) conexão. e) competência absoluta e relativa. Tipos de procedimentos: a) procedimento comum ordinário. Resposta do réu: a) conceito. 35. 24. g) convalidação do ato. As partes: a) conceito. b) lugar para realização. f) embargos de declaração. b) alteração e acréscimo. f) efetividade. d) acesso à Justiça. d) iniciativa do Juiz e das partes. c) conflito de competência. d) denunciação da lide. b) exceção de incompetência. f) antecipação da prova. c) citação presumida. c) igualdade. h) prova documental. Pedido: a) conceito e fundamento. Providências preliminares: a) efeito da revelia. b) fontes. c) processo de execução. g) recurso 19 . Exceções processuais: a) conceito. 3. b) princípios. Recursos no Processo Civil: a) princípios. c) interesse de agir. c) classificação das exceções. 18. e) instrumentalidade. c) réu. f) anulabilidade. b) declaraçãoincidente. f) prorrogação da competência. f) preclusão para o juiz. testemunhal e pericial. b) suspensão do processo. Tramitação do processo: a) instauração. Declaração de saneamento: a) momento. c) forma e apresentação. b) natureza jurídica do processo. Julgamento conforme o estado do processo: a) extinção do processo. Citação: a) conceito. b) incompetência. Petição inicial: a) requisitos. 16. 27. 36. b) classificação pela natureza da sentença pretendida. b) processo cautelar. contraditório e ampla defesa. 29. 39.Representação por advogado: a) auto-representação. e) “amicus curiae”. b) espécies. 6. Prova: a) conceito. e) produção da prova. c) nomeação à autoria. c) apelação. d) agravo.

19. b) título executivo. k) agravo retido. Competência: critérios de determinação e modificação. 11.028/00).079/50 e Decreto-Lei nº 201/67). Ação rescisória: a) pressupostos. j) recurso adesivo. Ordem dos processos no tribunal: a) processos de procedimento ordinário.1941(Código de Processo Penal). b) efeitos. Crime consumado e crime tentado. sistemas de apreciação. 63. Execução definitiva. Crimes e sanções penais na licitação (Lei nº 8. Dos prazos: características. b) termo inicial do prazo de oferecimento. 59. objeto. Lei nº 4. de 7. Do Acusado e Seu Defensor. de 11. 7. Artigo 475-J do CPC. c) direito de remir. c) ação rescisória em jurisdição voluntária. Excludentes da culpabilidade. 14. Lei nº 5869. 67. de 3. c) efeitos. Extinção da punibilidade. m) correição parcial. LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA: Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul (Lei nº 1. Elementos do crime. 17 Lei nº 9. 54. b) de suspeição e impedimento do juiz. Requisitos para execução: a) inadimplemento do devedor. i) recurso extraordinário.613/1998 (Lavagem de dinheiro). Jurisdição.1990). b) execução fundada em título extrajudicial. 68.ordinário. Coisa julgada: a) coisa julgada material. d) impugnação. de 11. b) das obrigações de fazer e não fazer. d) arrematação. 12. c) rejeição liminar. 52. b) da declaração judicial da insolvência e seus efeitos. 18. 10. Crimes contra a Administração Pública. 16. 64. 2. Atos de improbidade praticados por agentes públicos e sanções aplicáveis (Lei Federal nº 8. Processo cautelar: a) competência. Antijuridicidade. Do processo e do julgamento dos crimes de responsabilidade dos funcionários públicos.1973 (Código de Processo Civil). 15. Lei nº 9. Competência: a) execução fundada em título judicial. 11. Remição: a) objeto. 56. 7. Da Apelação.7. limitações constitucionais das provas. b) sujeitos passivos. Exceção no processo executório: a) de incompetência do juiz.1. 6. Do “Habeas Corpus” e seu Processo. meios.666/93). Insolvência do devedor: a) insolvência presumida. Decreto-Lei nº 2848. n) recursos inominados. 49. 16. 48. Das Disposições Gerais. 6. princípios e contagem. 47. princípios básicos. 10. e) cessação da eficácia da medida cautelar. Liquidação de sentença: a) formas. b) impenhorabilidade. Embargos do devedor: a) admissibilidade. 50. Incompetência. Execução de título judicial e cumprimento de sentença. Do Ministério Público. 2. 61. b) coisa julgada formal. b) efeitos.17. c) obrigações alternativas. Multa. 8. 55. h) recurso especial. Suspensão do processo de execução: a) cabimento. Efeitos. b) de procedimento sumário. l) agravo regimental.898/1965 (Abuso de autoridade). Crimes de responsabilidade fiscal (Lei nº 10.605/1998 e suas alterações (Crimes contra o meio ambiente). 69. Processo nos tribunais: a) uniformização da jurisprudência. 20 .429/92).071. Do Inquérito Policial. 8. b) procedimento. 53. 60. 57. 13.10. c) sessão de julgamento. Extinção da execução: a) casos de extinção. 4.10. 5. c) avaliação. Conceito de crime e contravenção. Da prova: conceito. de 3. DIREITO PENAL: 1. Aplicação da lei penal no tempo e no espaço. 58. 3. Dos Recursos em Geral. b) espécies. 18. 9. Das Citações e das Intimações. Procedimentos especiais de jurisdição contenciosa. 65. b) direito de retenção. Da Ação Penal. 4. Espécies de execução: a) para entrega da coisa certa. d) nulidade. 3.12. 9. c) por quantia certa contra devedor solvente. b) admissibilidade. Tipo e tipicidade.1940 (Código Penal). 46. 51. 13. Embargos à arrematação e à adjudicação. 69. Crimes de responsabilidade (Lei nº 1. Exceção de pré-executividade. Relação de causalidade. b) declaração de inconstitucionalidade. Dolo e culpa.1941. ônus. 5. 66. Atos expropriatórios e de alienação na execução por quantia certa contra devedor solvente: a) penhora. 12. c) concessão de liminar e requisitos da liminar. Processo de Execução: a) legitimidade ativa. o) reclamação. Execução provisória. Responsabilidade patrimonial do devedor: a) fraude de execução. Procedimentos especiais de jurisdição voluntária. d) relativização da coisa julgada. b) medidas preparatórias e na pendência do processo. Do Juiz. Decreto-Lei nº 3689. DIREITO PROCESSUAL PENAL: 1. Decreto-Lei nº 3689. c) decadência. 62.

7.ANEXO III LISTAGEM DE EXAMES PARA PERICIA MÉDICO-ADMISSIONAL: 1. Raio X de coluna lombo sacra. Hepatite C. Avaliação de saúde mental. com laudo. ombros e cotovelos. 4. com laudo de psiquiatra. todos com laudo. 12. com laudo. VDRL. Glicemia em jejum. 11. Hepatite B. acompanhado dos exames: triglicerídeos e colesterol total e frações. 3. 10. 21 . para candidatos com idade igual ou superior a 45 anos. PA e perfil. com laudo. 5. 6. Avaliação de acuidade visual. Raio X de Tórax. Ultrassom de punhos. 8. com laudo de oftalmologista. Eletrocardiograma com laudo. 9. 2. Raio X de coluna cervical. Hemograma completo.

tendo em vista o disposto na Lei nº 2.ANEXO IV MODELOS DE DECLARAÇÃO PARA ISENÇÃO DE PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO: A. avô.557. mãe. netos. etc. POR MOTIVO DE DESEMPREGO OU ECONÔMICO: REQUERIMENTO DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO EM CONCURSO PÚBLICO O candidato abaixo identificado. DADOS SOCIOECONÔMICOS DA FAMÍLIA: NOME FONTE PAGADORA CEP: Quantidade de pessoas que residem com o candidato PARENTES CO SALÁRIO MENSAL PARENTESCO: Indicar o próprio candidato e o cônjuge. de 13/12/2002. 1. 22 .232. irmãos. requer que lhe seja concedida a isenção do pagamento da taxa de inscrição no concurso público. DADOS PESSOAIS DO CANDIDATO Nome: Filiação: Estado Civil: Data de Nascimento: RG Nº: CPF: Endereço Residencial: Cidade: UF: Telefone Residencial: 2. tios. pai. aberto pelo Edital nº 01/2015 para o cargo/função Analista Judiciário / área fim . de 27 de maio de 2003. filhos. avó. e Decreto nº 11.

de 13.557. sob as penas da lei e da perda dos direitos decorrentes da sua inscrição. ainda. via sistema.pucpr.12. água ou telefone). sob as penas da lei que não usufrui de isenção mais de 2 (dois) concursos no corrente ano. DECLARA. no endereço eletrônico www. O candidato declara.CTPS _________ cópia da publicação do ato que o desligou do serviço público. serem verdadeiras as informações. _________ comprovante de vínculo empregatício.br/concursos Link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul 23 . _____ de __ ___________ de ______ _________________________________________________ Assinatura do Candidato Encaminhar. prontificando-se a fornecer outros documentos comprobatórios. os dados e os documentos apresentados. Em. da Lei nº 2. sempre que solicitados pela Comissão do Concurso Público. digitalizado (escaneado) documento(s) comprobatório(s) que justifique(m) o solicitado. _________ título de eleitor de cartório de circunscrição eleitoral do Estado. que conte setecentos e trinta dias ou mais. conforme prevê o § 2º do artigo 1º. _________ cópia autenticada de uma conta de cobrança de serviços públicos (luz.DOCUMENTOS ANEXADOS AO PRESENTE REQUERIMENTO: _________ cópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social .2002.

Em.887. conforme prevê o artigo 2º da Lei 2. no endereço eletrônico www.09. do artigo 1º da Lei nº 2. DADOS PESSOAIS DO CANDIDATO Nome: Filiação: Estado Civil: Data de Nascimento: RG Nº: CPF: Endereço Residencial: Cidade: Telefone Residencial: UF: CEP: Celular: O Candidato DECLARA. sob as penas da lei que se enquadra como DOADOR VOLUNTÁRIO DE SANGUE.887. via sistema. requer que lhe seja concedida a isenção do pagamento da taxa de inscrição no concurso público. de 21/09/2004. digitalizado (escaneado) documento(s) comprobatório(s) que justifique(m) o solicitado. de 21. 1. tendo em vista o disposto na Lei nº 2. _________________________________________________ Assinatura do Candidato Encaminhar. _____ de __ ___________ de ______. nos termos do § 1º.09. POR SER DOADOR VOLUNTÁRIO DE SANGUE: REQUERIMENTO DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO EM CONCURSO PÚBLICO O candidato abaixo identificado.2004. aberto pelo Edital nº ___________________ para o cargo Analista Judiciário / área fim.887. e que as comprovações de sangue apresentadas expedidas pela instituição coletora não foram utilizadas para isenção em outro concurso público Estadual.pucpr.br/concursos Link Concurso Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso do Sul 24 .2004. de 21.B.