A IGREJA DE

JESUS CRISTO
DOS SANTOS DOS ÚLTIMOS DIAS

ESTACA DE OEIRAS

Informação para as Páginas Locais de A Liahona ____________________________________
Cerca de duas centenas de jovens ‘invadem’ as ruas da Vila de Mafra e contribuem para o crescimento do recém-criado Ramo de Mafra
Realizou-se nos dias 26, 27 e 28 de Julho do corrente ano, a Conferência Anual de Jovens de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. A Conferência acolheu cerca de duas centenas de jovens provenientes da Região Metropolitana de Lisboa. As actividades da Conferência tiveram a indispensável e activa colaboração do Centro Militar de Educação Física e Desporto (CMEFD). Também o Palácio Nacional de Mafra, bem como algumas outras instituições sediadas na Vila de Mafra, amavelmente concederam a sua colaboração. A Conferência deste ano assumiu um amplo e diversificado conjunto de objectivos: aumentar a fé em Jesus Cristo; promover a virtude dos pensamentos como suporte de um carácter íntegro, de acordo com o tema escolhido para juventude este ano; fazer obra missionária; dar a conhecer a presença de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na Vila de Mafra; comemorar o início da pregação do Evangelho na Europa há 170 anos; promover o convívio entre os jovens; informar os jovens sobre algumas profissões e opções profissionais; por último mas não menos importante, dar aos jovens a oportunidade de conhecer Mafra. Para desenvolver estes objectivos, foi proposto aos jovens um variado e exigente programa para os três dias da Conferência. No primeiro dia, após recepção e oração oferecida por um jovem, os participantes foram divididos em dois grupos, de acordo com as suas preferências. Cerca de metade foi ouvir o muito conhecido Árbitro Internacional de Futebol, Major Pedro Henriques. Durante cerca de hora e meia, o Major Pedro Henriques animou os seus ouvintes, com as suas histórias. Transmitiu uma perspectiva realista da carreira de árbitro e identificou os passos necessários para se ser um árbitro de futebol bem sucedido. A sessão prolongou-se com um convívio, em que também participou o Major Pedro Henriques. Puderam, assim, os jovens conhecer mais histórias, mas também dar-se a conhecer. No final, alguns jovens assinaram um livro de Mórmon que foi oferecido ao Major Pedro Henriques.

Em paralelo, aos restantes jovens foi concedida a possibilidade de montar a cavalo e de andar de charrete. Para além do puro divertimento, foi a primeira oportunidades que alguns tiveram de montar um cavalo. Após estas actividades, foi atribuída acomodação aos jovens nos alojamentos militares, seguindo-se o jantar, em local distante de cerca de uma milha. Para esse efeito, os jovens deslocaram-se em grupo, literalmente enchendo, com a sua luz e animação, as ruas da Vila de Mafra. Esse movimento inusitado levou muitos transeuntes a querer saber a razão de todo aquele movimento. No final do primeiro e do segundo dias ainda houve tempo para baile. Neste caso, porém, para além das músicas usualmente dançadas por jovens, houve bastante mais. Do programa fazia parte a animação proporcionada pela Professora de Dança (de Mafra), Susana Galvão Teles. Com muito saber e gestos envolventes a Professora conseguiu pôr os jovens a dançar com empenho, da valsa ao rock-and-roll. Para além da pura diversão, foi também um momento de aprendizagem. O segundo dia foi preenchido com actividade física, desporto e aventura. Os militares e os monitores de Educação Física do CMEFD proporcionaram um animado e desafiador circuito de actividades, que incluiu rappel, slide, ginástica de aplicação militar e actividades na piscina. Os jovens puderam viver pessoalmente as dificuldades de algumas actividades, mas também se aperceberam da necessidade de espírito de grupo, disciplina e auto-controlo. Ultrapassaram-se, sem dúvida, alguns medos, viveu-se um são convívio. Da parte da tarde, ainda que cansados, mas com as mentes alerta, puderam aprender algo sobre a floresta e o meio ambiente. O Engenheiro Florestal Manuel Oliveira, do CMEFD, partilhou com o auditório a sua experiência como responsável pela Tapada Militar de Mafra, sublinhando o grande contributo que a engenharia florestal presta à harmonização do homem com a Natureza. Em adição à aprendizagem, foram subsequentemente ouvidas mensagens espirituais. Puderam os participantes escutar o Élder Venâncio Caleira (Setenta de Área), o Patriarca José de Castro (Sistema Educacional da Igreja) e o Presidente Craig B Terry (Missão Lisboa Portugal). Essas mensagens foram uma ajuda para o fortalecimento dos testemunhos dos presentes. Também houve lugar, no programa, para a cultura. Ao visitar o Museu do Palácio Nacional de Mafra, os participantes tiveram uma visão do modo de vida de príncipes e princesas, reis e rainhas, nos séculos XVIII e XIX. O terceiro e último dia da Conferência de Jovens foi essencialmente dedicado a experiências espirituais. Os jovens e os líderes empenharam-se em partilhar o seu testemunho: na rua, no local das refeições, com os guias do Palácio, até mesmo com os militares que os acompanharam. Foi uma vasta operação de proselitismo, marcada por verdadeira genuinidade. Foi abordada mais de uma centena de pessoas e distribuída uma centena de Livros de Mórmon. Por fim, antes da foto de família, a Reunião de Testemunhos. A maioria dos jovens afirmou o seu amor pelo Livro de Mórmon e reconheceu ser uma bênção poder partilhá-

lo com outras pessoas. Um testemunho particularmente marcante foi o de uma jovem participante, que aguarda a oportunidade de se baptizar. Relatou como adquiriu um testemunho de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e referiu como tinha sido para ela significativo participar nesta Conferência de Jovens. A propósito desse testemunho, há que referir que a Conferência acolheu um total de sete jovens não membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Foram, porém, muito bem integrados pelos seus amigos membros da Igreja. Reconhecendo-se o extraordinário contributo do CMEFD para o êxito da Conferência, uma delegação da Estaca de Oeiras, Portugal de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, reuniu com o Comando do Centro. Essa delegação era constituída pelo Presidente da Estaca, Alcântara Martins, pelo 2º Conselheiro da Presidência da Estaca, Manuel Gomes da Silva, pelo Presidente do Ramo de Mafra, José Esteves e, ainda, por dois jovens Filipe Esteves (Ramo de Mafra) e Erica Carvalho (Ala de Mem-Martins). O CMEFD esteve representado pelo 2º Comandante, Tenente-coronel Medina de Sousa, em representação do Comandante, Coronel Paula Santos. A delegação agradeceu a cedência das instalações e o envolvimento de pessoal do CMEFD e ofereceu ao Estado-maior da Unidade, um exemplar do Livro de Mórmon. Por sua vez, os jovens apresentarem o Programa da Igreja para a Juventude, “Dever para com Deus e Progresso Pessoal”. Tendo agradecido as ofertas, o Tenente-coronel Medina de Sousa presenteou a Igreja com o símbolo do CMEFD e deixou abertas as portas da Unidade a novas e futuras realizações da Igreja. As gratas memórias que esta Conferência Anual de Jovens deixou em quem nela participou é a garantia de que as futuras edições da Conferência poderão atrair, educar, inspirar e divertir muitos mais jovens.