You are on page 1of 1

Muitos dos ácidos com os quais trabalhamos são polipróticos, isto é, tem a capacidade de

doar mais do que um próton, e um exemplo é o ácido fosfórico. Quando o
ácido fosfórico está emsolução aquosa, ele sofre as seguintes dissociações:
A adição sucessiva de base vai fazer com que o ácido passe a formas iônicas com
cargas cada vez mais negativas, até que surja uma espécie aniônica que não se comporte
como ácido. Durante o experimento realizamos a titulometria de neutralização e
a titulaçãopotenciométrica. Neste segundo caso, o valor da concentração
do ácido foi obtido pelo método g r á fi c o , a t r a v é s d a l e i t u r a d o s v o l
diferentes pontos de equivalência. Quando começamos a adicionar a base, os íons OH -

reagiramcom os H + provenientes do ácido, mas o pH apresenta pequena variação por estarmos na
presençade uma solução tampão, mas, à medida que nos aproximamos do ponto de equivalência
notamosuma variação mais brusca do pH. Prosseguindo com a titulação, houve uma nova variação
bruscanos valores de pH, correspondente a uma segunda zona tampão. Há ainda a considerar um
eventualterceiro ponto de equivalência, que corresponderia à reacção: NaHPO + NaOH (l) → NaPO + H2
O,c o n t u d o e s t e p o n t o d e e q u i v a l ê n c i a n ã o é t ã o f a c i l m e n t e o b s e r v á v e l , t a l
como o segundo.Precisaríamos de um PH muito alto para neutralizar o
terceiro H+
, p o r é m i s s o n ã o p o d e s e r alcançado pelo método utilizado.A titulação de um ácido poliprótico é um
pouco mais complexa que o habitual uma vez queiremos ter tantos pontos de equivalência quantas as
protólises do ácido. Essa técnica consiste emobservar o aumento de pH na medida em que é
adicionado o titulante, no caso, uma base forte. Durante o processo observa-se, no gráfico de pH
vs. volume de titulante, um ponto de inflexão nacurva. Este ponto de inflexão é o ponto exato em que
ocorre a neutralização do ácido pela base. Po
umes gastos de NaOH na titulação quando são obtidos
. CONCLUSÃO
Todos os experimentos foram preprados com o mesmo volume de solução a ser titulada e comsubstâncias
que possuiam ácido fosfórico com o intuito de comparar os resultados obtidosa respeito da concentração
desse ácido em cada uma deles. Assim, na titulação do ácido fosfóricoutilizando indicador, o
resulado da concentração de acido fosfórico na segunda desprotonação, já que o indicador
possui ponto de viragem proximo a esse, foi de 3,3.10-2mol/L, na titulaçãopotenciométrica do ácido fosfórico,
um resultado semelhante foi obtido para a [H3PO4] ]na primeirae nansegunda desprotonação, 3,36.10
-2
mol/L, levando em consideração que as técnicaspotenciométricas possui maior sensibilidade, os resultados
mostram que a titulação com indicador,apesar de ser completamente manual, possui grande precisão
quando feita da maneira correta.P a r a o s e x p e r i m e n t o s d e t i t u l a ç ã o p o t e n c i o m é t r i c a d o
á c i d o f o s f ó r i c o n a c o c a - c o l a , a concentração de ácido encontrada na primeira desprotonação
foi de 1,5.10-2mol/L e na segunda de1,04.10 -2mol/L, havendo uma significativa diferença entra os
resultados, porém o mesmo pode ter ocorrido devido a contrução da tabela que não permitiu a
obtenção do gráfico condizente com a prática, havendo, portanto, erro na determinação do ponto
estequiométrico.A coca-cola possui um pH inicial de 1,33 enquando a solução de ácido fosfórico tem pH
de3,12, esses dados podem ser relacionados de forma inversamente proporcional com a concentraçãode
ácido presente na solução, onde quanto menor o pH maior é a concentração de H3PO4, já que a cocacola possui concentração em torno de 1,5.10 - 2 mol/L enquanto a solução de ácido
fosfório3,36.10-2mol/L.