You are on page 1of 3

REGIMENTO DA

ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DAS CIDADES

CAPÍTULO I

DOS OBJETIVOS E FINALIDADES

Art. 1º

estadual e nacional, tem por objetivos:

-

A

ª Conferência Municipal das Cidades, etapa que antecede a Conferência

I.

Propor a interlocução entre autoridades e gestores públicos municipais com os diversos segmentos da sociedade sobre assuntos relacionados à Política Municipal de Desenvolvimento Urbano;

II.

Sensibilizar e mobilizar a sociedade para o estabelecimento de agendas, metas e planos

de ação para enfrentar os problemas existentes na cidade, e III. Garantir a participação popular de diversos segmentos da sociedade, considerando as diferenças de sexo, idade, raça e etnia na formulação de proposições, realização de avaliações sobre as formas de execução da Política Municipal de Desenvolvimento Urbano e suas áreas estratégicas.

Art. 2º - A 2ª Conferência Municipal das Cidades convocada pela Prefeitura de por Decreto Municipal nº ----, de -- de fevereiro de 2010, publicada na Secretaria Municipal de Administração e planejamento e aprovado pela Comissão Preparatória Municipal, conforme Portaria n° --- de ---de fevereiro de 2010, que será realizada no dia -- de Fevereiro de 2010 e terá as seguintes finalidades:

I- Criação e implementação de conselho das cidades, planos, fundos e seus conselhos gestores nos níveis federal, estadual e municipal e no Distrito Federal; II- Aplicação do estatuto da cidade e dos planos diretores e a efetivação da função Social da propriedade do solo urbano; III- A integração da política urbana no território: política fundiária, mobilidade e acessibilidade urbana, habitação e saneamento; IV- Relação entre os programas governamentais – como PAC e Minha Casa, Minha Vida – e a política de desenvolvimento urbano.

CAPÍTULO II

DO TEMÁRIO

– AM – terá como

LEMA: Cidade para todos e todas com gestão Democrática, Participativa e controle Social” e como TEMA: “Avanços, dificuldades e desafios na implementação na política de desenvolvimento urbano”. Parágrafo Único - O tema deverá ser desenvolvido de modo a articular e integrar as diferentes políticas urbanas, de maneira transversal.

Art. 3° - A 2ª Conferência Municipal da Cidade de

Art. 4º - A 2ª Conferência da Cidade de

- AM terá como temáticas:

I.

Aplicação do estatuto da cidade e dos planos diretores e a efetivação da função Social da propriedade do solo urbano;

II.

A integração da política urbana no território: política fundiária, mobilidade e acessibilidade urbana, habitação e saneamento;

III.

Criação e implementação de conselho da cidade, planos, fundos e gestores no nível Municipal;

IV.

Capacidade Administrativa, Planejamento e Estrutura Institucional;

V.

Receitas Municipais e Ampliação de Receitas Próprias para execução de políticas públicas para melhorar a qualidade de vida da população.

CAPÍTULO III

DOS PARTICIPANTES

Art. 5º - A 2ª Conferência Municipal das Cidades, que será integrada por representantes democraticamente escolhidos na forma prevista neste Regimento, faz parte do processo de organização da Conferência Nacional das Cidades, conforme o regimento nacional aprovado pelo Ministério das Cidades.

§1º - As análises, formulações e proposições dos representantes devem estar referidas tanto em nível local, como no Estado do Amazonas e no país.

Art. 6º - A 2ª Conferência da Cidade deverá contar com a participação de representantes dos segmentos sociais interessados nas questões relativas à Política Municipal de Desenvolvimento Urbano.

Art. 7º - Os participantes desta 2ª Conferência serão indicados pelos diversos segmentos sociais da cidade, representando ONGs, entidades profissionais, acadêmicas e de pesquisa, trabalhadores, através de suas entidades sindicais, empresários relacionados ao desenvolvimento urbano, operadoras e concessionárias de serviços públicos e os poderes públicos (executivo, legislativo e judiciário).

I – Os delegados titulares eleitos para conferência estadual terão um suplente do mesmo segmento, que será credenciado somente na ausência dos titulares.

§ 1º As vagas definidas no Inciso I serão assim distribuídas: dois (2) representante governamentais e três (3) não governamentais.

CAPÍTULO IV

DA ORGANIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO

Art. 8 o - Para a organização e desenvolvimento de suas atividades, a 2ª Conferência da

Cidade de pelo poder Executivo.

– AM contará com uma Comissão Preparatória estabelecida

Art. 9º - Compete à Comissão Preparatória:

I.

coordenar, supervisionar e promover a realização da 2ª Conferência, atendendo aos aspectos técnicos, políticos e administrativos;

II. propor os critérios e modalidades de participação e representação dos(as)

III.

interessados(as), bem como o local de realização da Conferência; designar facilitadores(as) e relatores(as);

IV.

elaborar a proposta de programação da 2ª Conferência;

V.

promover divulgação adequada da 2ª Conferência;

VI.

promover a elaboração de documentos oficiais e textos vinculados ao temário da 2ª

Conferência; VII. elaborar o Relatório Final da 2ª Conferência da Cidade, assim como promover a sua publicação e divulgação; VIII. definir regimento, data, local e pauta da 2 a Conferência da Cidade do Município de Barreirinha – AM.

CAPÍTULO V DOS RECURSOS FINANCEIROS

Art. 10º - As despesas com a organização geral e com a realização da 2ª Conferência da

Cidade correrão por conta de recursos orçamentários próprios da Prefeitura de

Presidente da Comissão Preparatória

Membro da Comissão Preparatória

Membro da Comissão Preparatória

Membro da Comissão Preparatória

Membro da Comissão Preparatória