You are on page 1of 15

CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL

MÓDULO III
AUTO-EVOLUCIOLOGIA

ASSIPEC
Associação Internacional de Pesquisas da Conscienciologia
Reurbanização – Parassociologia
www.assipec.org

Escolha inteligente. ESCOLHAS EVOLUTIVAS Opções Sadias 01. Sinonimologia: 1. de uma forma ou de outra. 4. Eis um paralelo entre as escolhas evolutivas (mais avançadas) e as escolhas comuns ou convencionais: ESCOLHA CONVENCIONAL Baseada apenas na sociedade e cultura Tende a ser mais emocional Princípio do melhor para mim Preciso checar a intencionalidade ESCOLHA EVOLUTIVA Baseada nas múltiplas dimensões É de base mental Princípio do melhor para todos Não gera ressaca moral 1 . Esses posicionamentos acontecem desde pequenas ações até o que há de mais importante nessa atual existência. Tarefa do esclarecimento: tares 16. que estuda as experiências fora do corpo. operação ou efeito de a consciência. a melhor. Autorganização: disciplina pessoal 04. decidir e eleger livremente. Poliglotismo: autovivência expandida 15. preferir. demonstrando o nível real de autodiscernimento cosmoético (hiperacuidade) vivenciado no momento evolutivo para a aceleração da programação existencial (proéxis). 5. Interlúdio: ortopensenidade pessoal 11. Ciência: Refutaciologia 05. Autenfrentamento: recin 02. Prova do autodiscernimento. não podemos dizer o mesmo quanto as nossas potencialidades. página 3038 ESCOLHAS EVOLUTIVAS – TEXTO Alexandre Pereira Para a Conscienciologia não existe um futuro inevitável ou um destino pré-determinado. notamos o quanto esse fenômeno pode auxiliar na tomada de decisões mais sensatas perante nossas responsabilidades evolutivas. 2. Extroversão: bom humor pessoal 08. 7. Resolução pessoal. Tudo que está ocorrendo e que acontecerá conosco é. Euforia intrafísica: euforin 07. 3. Invexologia: inversão existencial 12. Teste da opção. entre duas ou mais opções. teste. Autoparapsiquismo: sinalética 03. Preferência evolutiva. 6. Policarmalidade: megafraternidade 14. A escolha evolutiva é a técnica. podemos nos perguntar: nossas escolhas são vazias ou são escolhas evolutivas? Dentro da ciência Projeciologia. Não fazer uma escolha já é uma escolha. Traforismo: megatrafor Opções Doentias Autocorrupção: fuga Heteroparapsiquismo: gurulatria Autodesorganização: indisciplina pessoal Arte: Imagisticologia Incompletismo existencial: incompléxis Melancolia intrafísica: melin Introversão: mau humor pessoal Porão consciencial: regressão Interassedialidade: isca inconsciente Baratrosfera: patopensenidade pessoal Mesmexologia: automimeses descartáveis Neofobia: covardia pessoal Egocarmalidade: egocentrismo infantil Monoglotismo: preguiça mental Tarefa da consolação: tacon Trafarismo: megatrafar Enciclopédia da Conscienciologia .CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA PROEXOLOGIA E HOLOMATUROLOGIA ESCOLHA EVOLUTIVA Definologia. Gestação consciencial: gescon 09. Por mais que possamos reclamar de nossa ignorância perante o cosmos. Portanto. Completismo existencial: compléxis 06. Interassistencialidade: tenepessismo 10. Técnica da autodecisão. Neofilia: coragem pessoal 13. o efeito de nossas escolhas durante a vida. selecionar. Livre escolha universalista. a ideal e evolutivamente produtiva para todos.

Essa pessoa 2 . tais como dinheiro.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA Promove benefícios efêmeros Feito na base da pressão Promove proveitos evolutivos Feita por vontade própria Observamos que os seres ou consciências mais evoluídas são aquelas que utilizam o discernimento o tempo todo. Atuar com mais maturidade implica no investimento em relacionamentos sadios e na superação de nossas dificuldades. precisamos investir mais em escolhas produtivas. na próxima vida intrafísica. uma pessoa que apresente real interesse por assuntos relacionados à consciência possivelmente tem um curso intermissivo recente em sua bagagem consciencial. os medos. é preciso ter vontade de acertar. todo guru é desnecessário e negativo. ou seja. moda. as mágoas. A melhor condição de escolha está inserida no conceito de inteligência evolutiva. fama. ensinadas de acordo com programas traçados em série de aulas e experiências teáticas. dentre outros. Do ponto de vista evolutivo. Essa ideia acaba levando ao conformismo e comodismo (submissão) e também a condição infantil de transferência de responsabilidades (pois se algo der errado não seremos culpados). dentro do ciclo de existências humanas pessoais. Nesse contexto. segundo princípios próprios. curso pós-dessomático. De que adianta usar o livre-arbítrio para cometer ações criminosas ou tolas? Dentro de várias linhas dogmáticas ainda ocorre a chamada “terceirização das escolhas existenciais” que implica no indivíduo colocar o seu destino e a sua vida em função de divindades. que apenas contribuirão para ofuscar o autodiscernimento nas escolhas. durante o período da intermissão consciencial (Intermissiologia. para guiá-lo sem que seja necessário fazer questionamentos ou escolhas. Para uma vida mais equilibrada. No entanto. administradas à consciexes depois de determinado nível evolutivo lúcido. Socin. Aproveitamento. Para que tenhamos essa competência decisória. as pessoas tem suas vidas determinadas pela questão da sobrevivência e outros interesses materiais. CURSO INTERMISSIVO Texto adaptado do site de William Nascimento O Curso Intermissivo (CI) é o conjunto de disciplinas. pois está caminhando no sentido contrário ao da maioria. Em nosso mundo. ao invés daquelas guiadas pelo instinto e pelo emocionalismo. é preciso entender que o discernimento é mais sério que o livre-arbítrio. contribuindo ainda para eliminar as experiências repetitivas desnecessárias de outras vidas (automimeses dispensáveis). as queixas e a insatisfação. O curso intermissivo é um fator fundamental para possibilitar um bom aproveitamento de uma nova existência intrafísica com elevado percentual de cumprimento da programação existencial. Extrafisicologia). elas não valorizam os chamados idiotismos culturais e tampouco o desperdício do tempo com frivolidades. curso pré-ressomático. o mais inteligente são as escolhas mais ponderadas e racionais. como ainda vivemos em uma sociedade consumista e que valoriza mais “o sentir” do que “o pensar”. curso extrafísico. Isto é. Sinonimia: CI. ou mesmo em nome de Deus. objetivando o completismo consciencial (compléxis) da programação existencial (proéxis). poder. discernir é a maturidade da escolha. O discernimento é a capacidade de escolher o melhor. com intencionalidade límpida e com o foco no que é prioritário para si. Contrafluxo. Abandonar os sentimentos inúteis como a culpa. Mas para tanto. que implica tomarmos decisões voltadas para uma vida mais produtiva em função da melhoria pessoal e da assistência fraterna às outras consciências.

25 temas de aulas e pesquisas supostamente integrantes dos currículos didáticos dos Cursos Intermissivos pré-ressomáticos. essas consciências poderão vir a se encontrar ou não durante a vida intrafísica para executarem juntos aquilo o que programaram. 08. incluindo aí a profissão. Preparação para o emprego do macrossoma específico. 10. Entendimento mais amplo da policarmalidade com abnegação. objetivos superiores e consciencialmente mais evoluídos. Serenologia. Paraprofilaxia. Cosmoconscienciologia. Teática da maxifraternidade no holopensene de microminoria. as conquistas humanas tradicionais se tornam simples degraus passageiros para se alcançar patamares. Psicossomática. destacam-se 20 objetivos básicos: 01. 13. Conviviologia. de grau mais evoluído. Desenvolvimento consciente do autoparapsiquismo. A aplicabilidade do curso intermissivo na ressoma Quem se aplicou ao Curso Intermissivo pré-ressomático assume o costume de colocar os fins habituais das pessoas como sendo meros meios. Holomaturologia. Evoluciologia. 09. Introdução ao conscienciês e à comunicabilidade ampla. reunidas por diversos tipos de afinidade e grau evolutivo. 18. No avançado. 16. 19. Proexologia. Aquisição da técnica do omniquestionamento cosmoético.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA também se preocupa com seu auto-aprimoramento e com um entendimento maior de todas as coisas. Objetivos dos cursos intermissivos Os cursos intermissivos apresentam níveis diversos. inclusive pelo mentalsoma. 05. 12. Burilamento dos trafores úteis na próxima vida humana. Preparação pessoal para a condição da desperticidade. consciexes prestes a iniciar a ressoma personificando existências simuladas ao modo de ensaios teatrais. 20. Paragenética. 07. Policarmologia. Ampliação do emprego imperativo e ininterrupto do mentalsoma. Cosmoética. 14. Macrossomática. certos empregos e outras aquisições e valores normalmente vitais ou essenciais aos cidadãos e cidadãs em geral. 04. determinados cursos formais. 02. Despertologia. Afinidades. 06. na ordem alfabética. Planejamento intergrupal de proéxis e maxiproéxis. Posteriormente. obras transcendentes de morfopensenes ou pensenes consistentes de co-criadores mentais evoluídos. Aquisição de neoparadigmas com autodiscernimento maior. 17. Aumento da racionalidade cosmoética a partir da Paragenética. Definição de duplas evolutivas no holopensene da grupalidade. As consciências passam pelos cursos intermissivos em grupos razoavelmente grandes e variados. Preparação para a Evoluciologia dinamizadora prioritária. Temas estudados nos cursos intermissivos Eis. Parapercepciologia. instalações de duplicatas ou maquetes vivas (morfopensenes) de variados ambientes humanos. Mentalsomática. Compreensão ampla do abertismo consciencial. Neste caso. corpos discentes de consciexes estudantes residentes. relevantes para a autocrítica da experimentadora ou experimentador lúcidos da Conscienciologia: 3 . Planejamento auto-evolutivo de longo prazo ou auto-revezador. Projeciologia. Experimentologia. Aprendizado da técnica do atacadismo consciencial. Aprofundamento da assistencialidade interconsciencial. 03. Ampliação da projetabilidade lúcida. Egocarmalogia. Assistenciologia. Comunexes especializadas em cursos intermissivos Os projetores conscientes visitantes mencionam a existência de várias realidades extrafísicas: estabelecimentos de ensino paramateriais em comunidades extrafísicas. Consciencioterapia. Afinização com o holopensene e o Colégio invisível dos Serenões. 11. 15.

Definologia. miniproéxis elementar = a programação existencial da conscin lúcida inteiramente dedicada a alguma reparação pessoal exclusiva. Holomaturologia. 21. dedicada a questões especificamente individuais (egocarma). 14. missão terrestre. epicon e hiperacuidade). Técnica consciencial de reconvivência sadia com a Genética. de natureza interassistencial. 03.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA 01. Serviço assistencial consolador (tacon) versus esclarecedor (tares). Assistenciologia. lúcidas e sadias. a outros planetas habitados e no estudo das transmigrações interplanetárias. 10. 06. Visitologia. Intermissivista O intermissivista é a consciex aluna ou ex-aluna de algum Curso Intermissivo (CI) préressomático. Melhoria das reflexões fundamentais da consciência em evolução. no período intrafísico. 17. no universo da Conscienciologia. 09. Exercícios conscienciais pré-ressomáticos ou intermissivos úteis. Conjunto de metas e estratégias exclusivas. é. projeto de vida. Excursões curtas com equipes técnicas. Sinonímia. Autoconscientização multidimensional (AM. especificamente. Autossacrifícios (autoimperdoador) mais heteroperdão (perdão in saeculum saeculorum) visando à dinamização do policarma na maxifraternidade. Prática do parapsiquismo assistencial no período projetado da conscin. útil. PROÉXIS – PROGRAMAÇÃO EXISTENCIAL. Evoluciologia. 05. Fundamentos da vivência da Cosmoética na multidimensionalidade. inversão existencial (invéxis) e moratória existencial (moréxis). 18. acordados durante as vivências do período da pré-natalidade intermissiva. 13. Retrocognições. 07. 04. Prática da autoprojetabilidade lúcida. Neofilia. ainda receptora. Abnegação. Conscin. 20. 4 . solidária e cosmoética. Técnica da maturidade no emprego do livre arbítrio pessoal. Consciexologia. projeto existencial. Obtenção da condição da intrafisicalidade universalista. Meta existencial. Reflexões. Ofiexologia. Mesologia. Tares. Genética. elaboradas antes do renascimento intrafísico. Técnica da dinamização das desrepressões pessoais na vida humana. 02. Cosmoeticologia. Fundamentos da vivência em definitivo do serenismo consciencial. completude intrafísica (compléxis). Aprendizagem. Prática das parapercepções lúcidas no período intermissivo. 12. Predisposições pessoais ao policarma vivenciado na Terra. 25. a conscin. 19. homem ou mulher. Autoconsciência. organizadas pelo Orientador Evolutivo. 23. Dinamização das sondagens autorretrocognitivas intrafísicas e extrafísicas. Abordagens extrafísicas versus abordagens intrafísicas e práticas (teáticas) da problemática evolutiva da consciência. Prodigalidade humana versus maxifraternismo autoconsciente na vida intrafísica e as automimeses já dispensáveis. contribuindo para a melhoria da Humanidade. ex-aluna autoconsciente quanto aos próprios compromissos e deveres evolutivos. Serenologia. a varejo. Maxifraternismo. Policarmologia. 16. 24. contudo. Autoconsciência quanto à seriéxis. Técnica avançada da inversão existencial (invéxis) e a dupla evolutiva. MINIPROÉXIS A miniproéxis (mini + pro + exis) é a programação existencial mínima. por intermédio da assistência direta do evoluciólogo atuante naquela oportunidade extrafísica. dando-lhe significado. intransferíveis da vida de cada ser humano. Manutenção da holomaturidade na matéria densa (somática). AM. 15. 22. Invexologia. Livre arbítrio. Multidimensionalidade. 11. Recordar com lucidez é evitar erros contumazes. Autodomínio energético da consciência (primener). Prática do parapsiquismo assistencial na intermissão. tarefa intrafísica. Técnica consciencial do autodomínio da Mesologia na Terra. Holochacralogia. 08.

a obra-prima pessoal. da maxifraternidade e da Paradireitologia. o autorrevezamento multiexistencial. • Duplismo: a escolha da dupla evolutiva. Ter determinação na realização dos empreendimentos evolutivos. Discernir o que é melhor e mais prioritário evolutivamente. COMPLÉXIS –COMPLETISMO EXISTENCIAL • Condição da completude existencial da proéxis da consciência humana MORÉXIS – MORATÓRIA EXISTENCIAL • Condição da moratória existencial. SEGUNDA FASE DA PROÉXIS: EXECUTIVA • Dos 36 aos 70 anos de vida humana. o maxicompléxis. Estudo: eis tudo. facultado a determinadas conscins. Determinação. MAXIPROÉXIS A maxiproéxis (maxi + pro + exis) é a programação existencial máxima. na vivência do Universalismo. Renovações. • Planejamento da programação existencial • Autorganização: as responsabilidades. Manter a continuidade dos objetivos propostos. com bases evolutivas policármicas. • Tenepes • Gescon: a produtividade constante. ou um complemento de vida intrafísica. objetivando a execução da tarefa do esclarecimento (tares). doadora. maxiproéxis evoluída = a programação existencial da conscin lúcida evolucióloga PRIMEIRA FASE DA PROÉXIS: PREPARATÓRIA • De 1 ano de idade a 35 anos de vida humana na média de longevidade convencional de 7 décadas de existência. se necessária. maior. Utilizar os trafores para realização das metas. EUFORIN . no âmbito da expansão da longevidade estatística humana atual. a extraproéxis.EUFORIA INTRAFÍSICA 5 . conforme o seu mérito holocármico.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA miniproéxis evoluída = a programação existencial da conscin lúcida dedicada a alguma reparação pessoal envolvendo o grupo evolutivo. Autodomínio energético. • Fase culminante: final. Ter autodisciplina em todos os contextos da vida humana. • Pé-de-meia: o controle econômico-financeiro. Discernimento. maxiproéxis elementar = a programação existencial da conscin lúcida tenepessista. TERCEIRA FASE DA PROÉXIS: ACABATIVA • Megagescon: a fase existencial final. • Interassistencialidade: Cosmoética. os extrapolacionismos evolutivos. por atacado. Continuidade. • Voluntariado tarístico: as companhias evolutivas • Autoparapsiquismo: a autodesassedialidade. Traforismo. • Compléxis: a maximoréxis. Necessidade de renovações constantes. • Formação cultural convencional • Saída de casa. dedicada conscientemente ao bem da coletividade. CUMPRIMENTO DA PROÉXIS Para a otimização do cumprimento da proéxis. a autorreciclagem. avançada. • Profissão pessoal: a escolha evolutiva. são necessários alguns direcionamentos: Autodisciplina. • Autodidatismo: permanente. Trabalhar as energias para manutenção da higidez holossomática: força motriz para as realizações evolutivas.

após a desativação somática.  Autoconfiança. psicológica (mental) e multidimensional ou holossomática. • A melin ou pré-mortem da consciência humana (conscin). Sinonimologia. euforia pós-somática. “A holomaturidade não é a ostentação de maturidade consciencial e sim. antes da desativação somática gerada pelo cumprimento razoável da proéxis.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA Condição da euforia intrafísica. como personalidade. perda de interesse pela vida. não raro. em função da ausência da autopriorização evolutiva das conscins robotizadas. intermissiva. no terceiro milênio. às coisas e a todas as muletas psicofisiológicas. A conscin sente-se feliz de conviver consigo mesma. euforia post-mortem. sendo mais considerado como fase de psicose maníaco-depressiva. gerada pelo cumprimento razoável da proéxis. “A melancolia intrafísica ainda atinge largo número dos componentes da humanidade. Estado pleno de desenvolvimento consciencial. ou melancolia extrafísica. EUFOREX – EUFORIA EXTRAFÍSICA • Condição de euforia extrafísica. ideológica e vegetativa. caracterizado por depressão. é o estado mórbido caracterizado por depressão. podendo resultar da manifestação de vários problemas psiquiátricos. biológica. aniquilando a paranoia do acanhamento (timidez é doença) no rumo da segurança. em todas as formas de manifestações e consequências evolutivas. 1.MELANCOLIA INTRAFÍSICA • A melin. • Condição predisponente ideal à moréxis positiva.  Autodeterminação. • A repetição de experiências inúteis ou as automimeses. transtorno do humor ou síndrome bipolar. sem exemplificar qualquer renovação ou reeducação. é o estado mórbido da consciex. p. ou postmortem. • Indefinição. com tristeza indefinida. ou melancolia intrafísica. perda de capacidade de amar e do amor próprio. A conscin adquire autoconfiança. aponta para futura melex. 6 .” MELEX .MELANCOLIA EXTRAFÍSICA • A melex (mel + ex). • MELIN . 2.1097 Sinais de Maturidade Consciencial ou Holomaturidade:  Autoconvivência. euforia pré-mortem. A conscin corta a dependência aos outros. perda da capacidade de amar e do amor próprio. A s causas mais frequentes das melexes : • A consciência não ter executado a proéxis recém-finda. estado de ânimo profundamente doloroso. estado de ânimo profundamente doloroso e prolongado. sinceridade e franqueza. abatimento mental e físico. dispensando a necessidade de autocríticas maiores e rígidas. HOLOMATUROLOGIA Definologia.” HSR. mesméxis emocional. com tristeza indefinida e intenso abatimento. a evitação de manipular as pessoas. pós-dessomática. autenticidade. ou maturidade integral. para-euforia. Plenitude holossomática. A Holomaturologia é a especialidade da Conscienciologia aplicada ao estudo da holomaturidade da consciência humana. em primeiro lugar.

eliminando de vez as autocorrupções e os patopensenes. Na antiguidade. religiosas. mas para os outros princípios conscienciais. Autolibertação. é evidente que sua definição sofrerá alterações. participativa. voluntária do INTERCAMPI em Natal Existe uma infinidade de publicações sobre inteligência. Autoconscientização. a multiplicidade de pontos de vista sobre a sua definição. Inteligência Evolutiva Por Ana Claudia Prado. a pessoa inteligente era aquela que tinha habilidades para a poesia. a depender do tempo e cenário social. Para os chineses. é possível utilizar e desenvolver este atributo em qualquer tempo. tais como filósofos. A pessoa mantém-se disciplinada. racionalidade e comportamento que demonstrasse qualidades morais. do destino ou das circunstâncias. a música. será que testes de inteligência medem. Tanto a conscin quanto a consciex atingem a plena autoconscientização do mentalsoma e da dimensão mentalsomática e procuram viver. o que enriquece a sua existência humana com produtividade crescente dentro da próéxis. Libertação da opinião pública. investem no estudo aprofundado sobre como definir. talento. As contribuições mais recentes de estudiosos do comportamento e do cérebro humano demonstram que o ser humano possui a capacidade de modificar a estrutura da sua função cognitiva. intelecção. circunstância e dimensão consciencial – intrafísica e extrafísica. Contudo. perceber. A pessoa não fica esperando um auxílio sonhado de outros seres. reconhecimento ou entendimento dos outros quanto ao que faz e com isso não se decepciona mais. psicólogos. dentre outros. sem esperar gratidão. conceber e compreender as realidades do Cosmos (Vieira. vários pesquisadores de diferentes linhas do conhecimento. melindres ou cotovelomas. de fato. Auto-exame. habilidade. de acordo predominantemente com a serenidade. discernimento. Já os romanos valorizavam a coragem masculina. Autodisciplina. Autossuficiência. Mas. deste modo. mas busca sozinha realizar o melhor. ao compreendermos inteligência como aptidão. desenvolvendo as próprias potencialidades. viabilizando adaptar-se às mudanças imprevisíveis e inéditas que aparecem no seu 7 . desenho e a arte de manusear o arco. neurocientistas. Autorrealização. se a pessoa é inteligente e está apta a ter sucesso na vida? É possível cultivar a inteligência? Dependendo da sociedade e sua demanda social. A conscin não pede mais para si em suas intercessões e reinvidicações. Busca da autorrealização e superação pelas reciclagens contínuas. mensurar e cultivar a inteligência. 2012).CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA        Autodesenvolvimento. interpretação e acuidade desenvolta da lucidez pessoal capaz de entender. Desde tempos remotos. cooptante e autêntica em todas as suas manifestações. sociais. susceptibilidades. o ideal de ser humano é aquele que assume um modelo de pessoa inteligente com características e aptidões que revelam o sucesso na vida. revelando. O ego não mais alimenta mágoas. perspicácia. onde estiverem. o equilíbrio e o discernimento. Se relacionarmos o conceito de inteligência ao contexto social e não a uma qualidade da pessoa ou consciência. os gregos valorizavam quem ostentava agilidade física.

corporal (Somática). contextual (Mentalsomática). Algumas técnicas conscienciológicas. é. a partir da aplicação e expansão teática. por exemplo. A Inteligência Evolutiva destaca-se dos demais módulos de inteligência por possibilitar a cosmovisão da pessoa a respeito das leis da evolução. interna. de modo a evitar as automimeses dispensáveis dentro do seu processo evolutivo. permitindo avaliar seu nível evolutivo. além de dezenas de módulos de inteligências. psicossoma e mentalsoma – e da multidimensionalidade. lógica. Como resultado destas contribuições. pessoal. são aplicados vários testes de inteligência em empresas para selecionar pessoas aptas ao trabalho e em escolas para medir o potencial cognitivo do aluno. até de fácil aplicação. com base nos princípios da Cosmoética – moral cósmica (Vieira. quando fundamentadas no autoconhecimento da Holossomática – soma. Gardner. no final do século passado. formulou a teoria das múltiplas inteligências. 2012) –. objetivando o desenvolvimento da maturidade consciencial e a consecução da programação existencial – missão de vida. Contudo. comunicativa. enfatizando que não há apenas uma. a partir da utilização de múltiplas inteligências. favorecido pela paragenética e pelo fenômeno das autorretrocognições – acesso a informações de vidas passadas. A autopesquisa (pesquisa de si mesmo) constante das manifestações autopensênicas asseguram a identificação do emprego cosmoético das múltiplas inteligências no desenvolvimento da Inteligência Evolutiva. A Inteligência Evolutiva consiste na capacidade de apreender. linguística. A técnica da listagem dos trafores (traço-força pessoal). autoconsciente. do mecanismo da evolução consciencial. que consiste em relacionar as qualidades pessoais e avaliar como estão sendo utilizadas para auxiliar a auto e heteroevolução consciencial. comunicabilidade e parapsiquismo – Tridotação Consciencial. espacial. existe a mais complexa das associações de vários módulos de inteligências: a Inteligência Evolutiva. Contudo. experimental. Em uma concepção conscienciológica. mas sete módulos independentes entre si. segundo Vieira. aprender ou compreender e adaptar-se à vida humana.I. A pessoa resiliente é um bom exemplo de superação das suas dificuldades. um procedimento simples e rápido. ultrapassando a visão tradicional de conceber a inteligência como sendo hereditária e imutável. energossoma. que traz o autoconhecimento sobre o percentual do emprego da Inteligência Evolutiva no cotidiano pessoal. elaboraram-se novas concepções sobre inteligência. por conceber a inteligência como a capacidade de solucionar problemas e criar produtos úteis à sociedade e não como a habilidade para responder a testes (Q. musical. parapsíquica e pessoal. O nível de aplicabilidade da Inteligência Evolutiva pode ser medido a partir da análise dos resultados evolutivos pessoais obtidos até o momento atual.). a descoberta e identificação da necessidade do emprego da Inteligência Evolutiva somente ocorrem de modo espontâneo. por exemplo. ajudam na obtenção deste diagnóstico. Quais das modalidades de inteligência você tem mais desenvolvidas? Você já emprega a inteligência evolutiva? Tridotação Consciencial 8 . permitindo traçar metas evolutivas alicerçadas nos três pilares básicos da inteligência: intelectualidade.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA contexto histórico-social.

sofreguidão. não fumante. ainda que só fundamental. 2005.  domínio da computação em um nível funcional.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA Definição. superficialidade. AGRESSIVIDADE: 1. (Manual da Proéxis. Intelectualidade:  atualização autodidática de informações através de biblioteca pessoal atuante.998.  poliglota com domínio de 2 idiomas. Deixar-se levar sem avaliar risco de custo/benefício.  vivências de clarividências do praticante parapsíquico lúcido. 3. com expressão coerente do pensamento. Atitude emotiva concernente ao futuro e que se caracteriza por alternativas de medo e esperança. 1. medo vago adquirido especialmente por generalização de estímulos.  disciplina da extroversão na qualidade de conscin sadia. de afirmação e de exercício do poder pessoal e de capacidade para superar obstáculos. de ofensa às pessoas. Afeto. Falta de sutileza.  presença energética positiva. bifrontismo. permitir-se. hipocrisia.  informação geral ampla. lida e/ou muito viajada. a agressividade ainda pode ser classificada como heteroagressividade (dirigida às outras pessoas) e autoagressividade (dirigida contra si mesmo). de disposição para a violência e para a lesão física ou moral. um significado negativo: de hostilidade. pela vontade. Aflição.84). (Vieira.  Instalação do estado vibracional. um significado positivo: de força. Psicol. mentira. posse. Comunicabilidade:  pessoa extrovertida. insofrimento (incapacidade de suportar). com razoável ajustamento social-culturalemocional. frivolidade. 2. Inautenticidade. A tridotação intraconsciencial é a qualidade da conjugação dos 3 talentos mais úteis ao conscienciólogo: a intelectualidade. ciúme. prático. angústia. empatia sadia com o público em geral. e acentuado gosto pela leitura em geral.  experiência de projeção consciencial lúcida ainda primária. ANSIEDADE: 1. anímicos e parapsíquicos. 9 . ânsia. insegurança. nesta ordem. promover autoengano.  perseverança nos objetivos sadios manifestos em sua verbação. na escrita e nos debates.  experiência de escolaridade formal. Desejo ardente ou veemente. disposição para cobrança. Parapsiquismo:  domínio pessoal de desempenhos energéticos. falta de paciência.140-141) GLOSSÁRIO TRAFARES APEGO: 1. bem querer. o parapsiquismo e a comunicabilidade.  habilidades e interesses sociais avançados. na fala. 4. além do nativo. Impaciência. p. Neste último sentido. 2. exercício de autoridade. p. a qualquer momento.” AUTOCORRUPÇÃO: 1. irreflexão.

2. 4. MÁGOA: 1. IMPACIÊNCIA: Falta de paciência. precipitação. Falta de interesse pelo outro. que não é seguro. 3. Imaturidade. Simplicidade extrema. 3. 3. 5. 3. Falta de auto/hetero confiança em recursos desempenhados. falta de interesse sadio. 4. descaso. Desejo intenso de possuir os bens de alguém ou de usufruir sua felicidade. 4 Frenesi.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA CIÚME: 1. por DESINTERESSE: 1. 2 Desespero. Medo perante desafios e decisões. Amor exclusivo a si próprio e de seus interesses pessoais. 2. Desordem. 3. pesar. 2. Displicência. tristeza. Achar-se merecedor do que o outro detém ou do que a outro é devido. Não percepção das animosidades e dificuldades. 2. 2. instinto de posse que ainda não foi educado. DESORGANIZAÇÃO: 1. contrário a moral. Vitimização. Conjunto de propensões ou instintos adaptados à conservação do indivíduo (o si próprio). reação frente a uma ameaça real ou imaginaria (inexistência). Qualidade de egoísta. Esquecimento despreocupação. 2. 5 Pressão de ânimo. Improbidade. Misto de desgosto e ódio provocado pelo sucesso ou pelas posses de outrem. Desgosto. 4. 4. Falsidade. Atrapalhação. Falta de segurança. Falta de rotina da disciplina (com a ordem. 3 Sofreguidão. INVEJA: 1. DESONESTIDADE: 1. EGOÍSMO: 1. confusão. emoção usada pelo psiquismo como reação ao medo de perder. 2. Apego obsessivo e doentio 3. Comodismo. 10 . 2. INGENUIDADE: 1. Infantilidade. pressa. e visa eliminar os riscos da perda do objeto amado e supostamente possuído. organização). INSEGURANÇA: 1.

3 Iniqüidade. 11 . indolência. altivez.«princípio de sistema moral ou de doutrina religiosa que consiste basicamente em atingir a perfeição a partir de um modelo concebido previamente. 3. Insatisfação declarada. Empáfia. 2. soberba. 3. 4. mandriice. terror. 3. covardia. Perturbação resultante da idéia de um perigo real ou aparente ou da presença de alguma coisa estranha ou perigosa. de ser desagradável. tido pelo agente como não sendo de sua obrigação (prestação de serviço surpreendente até para seu agente). Demora ou lentidão em fazer qualquer coisa. PREOCUPAÇÃO: 1. PREGUIÇA: 1. 2.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA MALDADE: 1 Qualidade de mau. 4. Auto respeito grande por ter realizado ações louváveis ou além das expectativas para a situação sem custo para os beneficiados. prevenção. susto. 5. pavor. bazófia. Irritabilidade. Amorpróprio exagerado. Idéia fixa. PERFECCIONISMO: 1. 3. ORGULHO: 1. Inquietação resultante dessa idéia. crueldade. a todas as inovações. 2. o que ocorre com o cristianismo. Opinião antecipada. brio. 2. 2. Conceito muito elevado que alguém faz de si mesmo. Medo de não dar conta da responsabilidade. MAU HUMOR: 1. 5. Ufania. Apreensão de coisa futura. Receio de ofender. Apreensão. de causar algum mal. inação. MEDO: 1. NEOFOBIA: 1. PUSILANIMIDADE: 1. Rabugice. impertinência. negligência. Aversão a todo progresso. pressentimento inquietante. fraqueza. Pouca disposição para o trabalho. Tendência de obstinar-se em fazer as coisas com perfeição. 2. 2 Ação ruim. aversão ao trabalho. 2. morosidade. timidez. Filos. Murismo. o estoicismo etc. moleza.

3. Crédito. Faculdade de compreender. AUTO-ORGANIZAÇÃO: 1. meditação (suspensão do pensamento). Ato de compreender ou incluir. 3. Aplicação dos sentidos. Sujeição. consideração. 2. 5. vigilância (estar pronto para algo). cortesia.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA SUBMISSÃO: 1. 12 . 3. 4. 2. BOM HUMOR: 1. Alto astral. 3. nos próprios recursos materiais ou não. Humildade. Benevolência. 2. 3. percepção. Qualidade do que é comunicável. Medo de falhar frente aos outros. COMUNICABILIDADE: 1. orgulho. Autodomínio volitivo. 2. dar cuidados. Fraqueza de ânimo. 5. Usar bem a língua nativa. respeito. Segurança íntima em si mesmo. fé na própria pessoa. AUTOCONFIANÇA: 1. COMPREENSÃO: 1. 4. Qualidade de tímido. Educação íntima. Disposição a obedecer. 2. 5. Ordem holossomática. Falta de coragem. Cuidado. autodefesa). Pessoa com atitude positiva. Escudo (proteção. 2 Disposição para entrar em comunicação. AUTODOMÍNIO ENERGÉTICO: 1. 2. Disciplina pessoal. ponderação (avaliação de benefícios e custos prós e contras). 4. TRAFORES ATENÇÃO: 1. acanhamento excessivo.2. Alegria. 3. 2. TIMIDEZ: 1. 6. 4. Obediência espontânea. Auto-estima. Humilhação voluntária. Facilidade para comunicar-se.

Força ou energia moral ante o perigo. sem exclusão de ninguém. Relações harmoniosas entre pessoas da mesma profissão. além da moral convencional. classe etc. denodo. inteligência. compreensão das dificuldades alheias. Querer o melhor para todos. decisão. 2. juízo. Desprendimento. Harmonia 5. dirige. 2. critério. denodo. NEOFILIA: 1. Não levar em conta. Amor ao próximo. 3. INTELECTUALIDADE: 1. DETERMINAÇÃO: 1. 2. Entendimento. FRATERNISMO: 1. 2. União ou convivência como de irmãos. 4. 2. 13 . bravura. 2. entendimento. Desinteresse sadio. Aquele que lidera. ocupação. ânimo. 4. 2. Afoiteza. Faculdade de compreender. Prudência. Amor à novidade. 6. COSMOÉTICA: 1. resolução. 3. Desembaraço. perseverança. DESAPEGO: 1. às teorias revolucionárias. 2. Ato de discernir. Desculpa. intrepidez. Apreciação. 3. 3. coragem. DISCERNIMENTO: 1. PERDÃO: 1. ousadia. franqueza. firmeza.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA CORAGEM: 1. Constância. Faculdade de discernir. Solidariedade de irmãos. Resolução. Ética ou reflexão sobre a moral cósmica. Conciencialidade. LIDERANÇA: 1. Sentimento de apego controlado e educado. 3.evolução. Indulgência.

6. para ver as coisas pelo bom lado e esperar sempre uma solução favorável das situações. 2. axioma. determinação. Qualidade de quem persevera. firmeza. Disposição. ainda as mais difíceis. mais especificamente. 3. Cosmopolitismo. constância. boa-fé. Juízo ou proposição que não se pode negar racionalmente. Qualidade de quem espera com calma o que tarda. 5. apesar de suas dificuldades e demora.CIDADANIA MULTIDIMENSIONAL MÓDULO III: AUTO-EVOLUCIOLOGIA OTIMISMO: 1. UNIVERSALISMO: 1. PACIÊNCIA: 1. deliberação. o processo de volição. Princípio certo e verdadeiro. PARAPSIQUISMO: 1. o consenso universal. a fazer ou deixar de fazer alguma coisa. Conformidade das coisas com o conceito que a mente forma delas. 3. PERSEVERANÇA: 1. Concepção clara de uma realidade. 4. fortaleza e perseverança no querer ou realizar. 3. 5. Perseverança em continuar um trabalho. pretensão. Universalidade. que inclina ou move a querer. VERDADE: 1. VONTADE: 1. Realidade. Filos Doutrina que admite. Desejo. (No aspecto negativo transforma-se em teimosia). Resolução. 2. Desenvolvimento do autoparapsiquismo sadio. 2. pertinácia. 4. POLIGLOTISMO: 1 Qualidade de poliglota. exatidão. Aquilo que é ou existe iniludivelmente. 2. como critério da verdade. 2 Facilidade em falar muitas línguas. 2. intenção. Energia. 3.Sinceridade. 6. 4. Capacidade de tomar livremente uma deliberação. Psicol Impulso para agir em todas as fases de desenvolvimento ou. Tendência para a universalização de uma idéia ou obra. natural ou adquirida. 14 . 7. 8 Conformidade do que se diz com o que se sente ou se pensa. firmeza de ânimo. Virtude de quem suporta males e incômodos sem queixumes nem revolta. Potencial parapsíquico desenvolvido pela conscin atuante na sua evolução. A principal das potências da consciência.