You are on page 1of 3

ELEMENTAIS DA ÁGUA

O elemento da Água está relacionado com o corpo emocional, e de sua depuração resulta a
pureza deste corpo. No plano físico, é um grande agente de limpeza e um dos muitos fatores
necessários para contrabalançar as condições da atmosfera e da produção agrícola. Sua
atividade destrutiva é demonstrada em enchentes, furacões e afogamentos, nos quais
perecem homens e animais.
A manifestação de que este elemento, bem como todos os outros podem ser controlados foi
demonstrado pelo Mestre Ascensionado Jesus, quando Ele acalmou as águas turbulentas do
mar da Galiléia.

Diretores: Netuno e Lunara

Os elementais das águas são as ondinas, sereias e ninfas (tritons, naiades).


Ondinas - Vivem nos riachos, nas fontes, no orvalho das folhas sobre as águas e nos
musgos. São reconhecidos por terem o poder de retirar das águas a energia suficiente p/ a
sua luminosidade, o que permite ao homem, por muitas vezes, percebê-los em forma de um
leve "facho de luz".

Sereias - São elementais conhecidos como metade mulher e metade peixe, delicados e sutis,
com o poder de encantar e hipnotizar o homem com seu canto.

Ninfas - São elementais que se assemelham às ondinas, porém um pouco menores e de água
doce. Apresentam-se geralmente com tons azulados, e como as ondinas maiores, emitem
suas vibrações através de sua luminosidade. A diferença básica entre uma e outra,
encontra-se na docilidade e beleza das ninfas, que parecem "voar" levitando sobre as águas
em um balé singular.

Assim como os gnomos estão limitados em sua função aos Elementos da terra, as Ondinas,
os elementais da água, funcionam na essência invisível e espiritual chamada éter úmido. A
beleza parece ser uma característica comum dos espíritos da água. Onde quer que as
encontremos representadas na arte e na escultura, são sempre cheias de graça e simetria.
Controlando o elemento água - que sempre foi um símbolo feminino – é natural que os
espíritos da água sejam com mais freqüência simbolizados como fêmeas. Existem muitos
grupos de Ondinas. Algumas habitam cataratas, onde podem ser vistas entre os vapores;
algumas, vivem nos riachos, nas fontes, no orvalho das folhas sobre as águas e nos musgos;
outras tem o seu habitat nos pântanos, charcos e brejos, entretanto outras, ainda, vivem em
claros lagos de montanha. Em geral quase todas as ondinas se parecem com seres humanos
na forma e tamanho, embora aquelas que habitam os rios e fontes tenham proporções
menores. Normalmente elas vivem em cavernas de corais ou nos juncais à margem dos rios
ou das praias. As Ondinas servem e amam sua rainha, Necksa. Elas são antes de tudo seres
emocionais, amigáveis para com a vida humana e que gostam de servir à humanidade. Às
vezes são representadas cavalgando golfinhos marinhos e outros peixes grandes, e parecem
ter um amor especial pelas flores e plantas, às quais servem de maneira tão devotada e
inteligente quanto os gnomos. Os antigos poetas diziam que as canções das ondinas eram
ouvidas no vento oeste e que sua vidas eram consagradas ao embelezamento da Terra
material.

INVOCAÇÃO ÀS ONDINAS
Eu vos saúdo, Ondinas,
Que constituis a representação do elemento água.
Conservai a pureza da minha alma,
Como o elemento mais precioso
Da minha vida e do meu organismo.
Fazei-me pleno de sua criação fecunda,
E dai-me sempre intuição de forma nobre e correta.
Mestres da água, eu vos saúde fraternalmente.
Amém.

ORAÇÃO DAS ONDINAS.


"Rei terrível do mar, vós que tendes as chaves das cataratas do céu e que encerrais as
águas subterrâneas nas cavernas da terra; rei do dilúvio e das chuvas da primavera, a vós
que abris as nascentes dos rios e das fontes, a vós que ordenais à umidade, que é como o
sangue da terra, de tornar-se seiva das plantas, nós vos adoramos e vos invocamos. A nós,
vossas móveis e variáveis criaturas, falai-nos nas grandes comoções do mar e tremeremos
diante de vós; falai-nos também no murmúrio das límpidas águas, e desejaremos o vosso
amor.
Ó imensidade na qual vão perder-se todos os rios do ser, que sempre renascem em vós! Ó
oceano das perfeições infinitas! Altura que vos mirais na profundidade; profundidade que
exalais na altura, levai-nos à verdadeira vida pela inteligência e pelo amor! Levai-nos à
imortalidade pelo sacrifício, a fim de que sejamos considerados dignos de vos oferecer, um
dia, a água, o sangue e as lágrimas, para remissão dos erros. Amém."

Controle dos Elementos – Ponte para a Liberdade


http://anjos.sili.com.br/elementais.html
http://www.guiajaragua.com.br/variedades/mistica/elementais.htm
http://www.geocities.com/Athens/Oracle/4735/Beth_Page.htm
http://www.easynet.com.br/pp/esoterica/agua.htm

Related Interests