You are on page 1of 17

FEAD

AÇÃO RESCISÓRIA

Alison Luis Cardoso
Cláudio Simão
Solange Oliveira de Carvalho

Trabalho acadêmico sobre Ação Rescisória, elaborado pelos
alunos do 8° período, integrantes da turma 5C do curso de
Direito, referente à disciplina “Execução Cautelar”, lecionada
pela mestra Lívia Campos de Aguiar.

Belo Horizonte
1

ação de cunho desconstitutivo. ed. prevista no art. 472). Na mesma linha se posiciona Porto (2000. 3. A ação rescisória não é destinada ao controle de vícios mais graves da sentença de mérito da qual não caiba mais recurso. 2. contendo os requisitos do art. p. 295) ao definir a ação rescisória como uma ação autônoma de impugnação. 6. que visa atacar uma sentença já transitada em julgado. São Paulo: Revista dos Tribunais. Ovídeo Araújo Baptista da. CONCEITO A ação rescisória é uma ação autônoma. como nos casos de juiz não investido ou citação nula do réu que permaneceu revel em juízo. contados do trânsito em julgado da sentença. Entretanto. visando à extinção da imutabilidade dos efeitos materiais da sentença de mérito. p. Os vícios objeto da rescisória são sim graves. escoar-se. por ocorrência de algum dos vícios de anulabilidade previstos no artigo 485 do Código de Processo Civil. 282 e 488 do CPC. 2002. Ela é. cujo objetivo é atacar a coisa julgada. com isso. portanto. invalidando a sentença. v. INTRODUÇÃO É o remédio jurídico que visa reparar a injustiça de uma sentença transitada em julgado.2014 1. portadoras de vícios de segundo grau de gravidade com relação à sentença inexistente. É obrigatório o depósito do equivalente a 5% sobre o valor da causa. tais vícios serão considerados sanados sempre que o prazo decadencial de dois anos. 1. Forma. Curso de Processo Civil: processo de conhecimento. Ao contrário visam controlar as sentenças anuláveis. Esses vícios gravíssimos impedem até mesmo considerar-se existente a sentença proferida. Deve ser proposta mediante petição inicial. OBJETO 2 . uma nova relação processual diversa daquela em que foi prolatada a sentença ou acórdão rescindendo. o que a difere de um recurso. de acordo com os ensinamentos do doutrinador Ovídeo Baptista (SILVA. 485 do CPC. mas não o suficiente para tornar inexistente o provimento jurisdicional.

sentenças que não contenham nenhum vício e também não provêem de processos com vícios. de 11 de janeiro 1973.depois da sentença. Pode ser alegada a inexistência a qualquer tempo. 485 do CPC: Art. por si só. como defesa ou fundamento de outra ação para a qual a questão da inexistência da sentença anterior seja relevante. pode ser rescindida quando:Vll .869. capaz. órgão investido de jurisdição) e à sentença sem dispositivo (decisum). cuja existência ignorava. citação do réu. sendo necessário ter sido proferida em ações principais ou não principais. sobre a qual pesa autoridade de coisa julgada material. como reconvenção ou denunciação. 485. que seja apto a mudar o resultado do processo e do qual não se pôde fazer uso durante o processo.Prevaricação. seja em ação declaratória ou em embargos à execução. de Ihe assegurar pronunciamento favorável. Não demanda a 3 . A sentença de mérito. quando o mesmo processo se instaura. Ocorre em relação à sentença proferida em procedimento em que faltam os pressupostos processuais de existência (demanda do autor. como se pode depreender da redação do art.SÃO CASOS DE AÇÃO RESCISÓRIA PREVISTOS NO ARTIGO 485 DO CPC: a .O objeto da ação rescisória incide em sentença de mérito. É dispensada a impugnação da ação rescisória para as sentenças inexistentes por não constituírem coisa julgada material. São atacáveis pela ação rescisória somente as sentenças revestidas de coisa julgada material. transitada em julgado. ou de que não pôde fazer uso. A ação rescisória pode ser aplicada em sentenças nulas e sentenças rescindíveis. quando se encontra um documento novo. As sentenças de mérito são executadas por ação rescisória. 4 . o autor obtiver documento novo. ou seja. concussão ou corrupção do juiz: O atingimento da parcialidade do juiz motiva o afastamento dos efeitos materiais de sua sentença. Sentença rescindível pode ser por exemplo. Lei 5.

PREVARICAÇÃO OU CORRUPÇÃO (ART. ainda que fora da função ou antes dela. concussão ou corrupção. Relator : NEY BATISTA COUTINHO. vantagem indevida.condenação criminal. “concussão” significa exigir. sobretudo porque todos os três desembargadores decidiram por manter a sentença exarada pela instância inaugural. c – Dolo da parte Vencedora: devem as partes obediência ao princípio da lealdade processual. A sentença de mérito transitada em julgado poderá ser rescindida se for proferida por juiz em relação a quem tenha havido prevaricação. Luiz Rodrigues “todos os três tem caráter penal.PEDIDO IMPROCENDENTE. gerando anulação de todo processo. de natureza subjetiva. Vejamos julgado do Tribunal de Justiça do Espírito Santo: AÇÃO RESCISÓRIA DE ACÓRDÃO . fica sanada pelo advento do trânsito em julgado da sentença de mérito.IMPOSSIBILIDADE . “corrupção” consiste em pedir ou receber em virtude da função. gerando a nulidade do processo. vantagem indevida. A mera existência de investigação criminal desfavorável ao julgador que atuou como revisor no julgamento da apelação interposta pela requerente não macula a conclusão adotada no acórdão. A desconfiança/suspeição. prevaricar e retardar ou deixar de praticar ato de ofício ou praticá-lo contra dispositivo legal para satisfazer interesse ou sentimento pessoal. desde o início da instrução.JULGAMENTO QUE MANTEVE A SENTENÇA EXARADA NA INSTÂNCIA INAUGURAL . divergindo tão somente quanto ao percentual da verba honorária de 5% ou 10%. Para Wambier. b – Impedimento ou incompetência absoluta do juiz: Em sendo o impedimento hipótese objetiva de parcialidade do julgador. (TJES. A incompetência absoluta também é vício insanável.IRRELEVÂNCIA PARA A CONCLUSÃO DO JULGAMENTO .INTENÇÃO DO REQUERENTE DE REDISCUTIR A DEMANDA . I . Data de Julgamento: 11/04/2012. pode ter rescindida a decisão em seu 4 .ATRIBUIÇÃO AO MAGISTRADO DE ATOS DE CORRUPÇÃO. comportando prova na própria rescisória.Inviável o emprego de tal via processual com o intuito de rediscutir o resultado conferido à demanda judicial. 485 . Já a relativa se prorroga. para si ou para outrem. 100100027380. reconhecível de ofício no curso do processo. se não arguida via exceção no momento oportuno. Órgão julgador: SEGUNDO GRUPO CÂMARAS CÍVEIS REUNIDAS. também ocasionando a nulidade do processo desde o início da instrução. Se o vencedor impediu ou dificultou dolosamente a atuação da parte adversa ou influenciou dissimuladamente o juízo do magistrado. DO CPC ). Data da Publicação no Diário: 20/04/2012. A sentença de mérito proferida por juiz absolutamente incompetente é rescindível. sua decisão é rescindível. Classe: Ação Rescisória de Acórdão.

] Com embasamento neste entendimento os ministros do Supremo rejeitaram embargos declaratórios opostos em Recurso Extraordinário por não ser a providência correta. conforme súmula 343 do STF. 23 e 24.DJ 09. rescindir a decisão prejudicial no prazo para a rescisória.08. Vencido o prazo legal não há como afastar o reconhecimento da validade da segunda sentença sobre a primeira. pode ser afastada do mundo jurídico pela rescisória. o simples fato de a parte vencedora haver silenciado a respeito de fatos contrários a ela. Vejamos: AÇÃO RESCISÓRIA. DOLO DA PARTE VENCEDORA EM DETRIMENTO DA VENCIDA. 485 do CPC (dolo da parte vencedora em detrimento da vencida). violadora da coisa julgada.2003. III. a sentença mais nova. previsto no art.Se a decisão rescindenda é homologatória de acordo. d – Fraudar a lei: podem os prejudicados (terceiros. cabe ação rescisória quando a sentença proferida contravém a interpretação da norma constitucional.04. que prevê: “Não cabe ação rescisória por ofensa a literal dispositivo de lei. razão pela qual não é possível a sua desconstituição calcada no inciso III do art.2005 I . DJ 22. (ex-OJ n º 125 da SBDI-2 .” e – Ofensa à coisa julgada: quando for objeto de análise a solução do conflito entre duas sentenças idênticas. Para o Supremo Tribunal Federal.desfavor. 485.. desvie o juiz de uma sentença não-condizente com a verdade. DO CPC (conversão das Orientações Jurisprudenciais nºs 111 e 125 da SBDI-2) . não há parte vencedora ou vencida.[.2003) II . porque o procedimento. não constitui ardil do qual resulte cerceamento de defesa e. Vejamos: [.]A coisa julgada não é um valor absoluto.. Ministério Público ou herdeiros) por aqueles que se utilizaram do processo para fraudar a lei. por si só. Admite-se rescisão quando a sentença transitada em julgado tenha violado interpretação constitucional do Supremo Tribunal Federal (STF). 485. 5 . 137/2005. conforme previsto na súmula 403 do TST. (ex-OJ nº 111 da SBDI-2 . pois constitui fundamento de rescindibilidade que supõe solução jurisdicional para a lide. mesmo que a interpretação seja posterior ao julgado. ART.Não caracteriza dolo processual.Res.. quando a decisão rescindenda se tiver baseado em texto legal de interpretação controvertida nos tribunais. em conseqüência. do CPC. se provado no curso da rescisória ter sido o dolo a causa de sua vitória no processo.DJ 29. III..12.

g – Falsidade de prova: a prova falsa só leva à rescisão se não existir outro elemento de convicção nos autos capaz de levar à mesma conclusão. 137/2005 DJ 22. É a decisão que nega vigência à lei em vigor ou se pauta por interpretação completamente oposta e manifestamente errônea. mas sim o error in judicando ou in procedendo. O erro deve ser a causa da conclusão da sentença. a confissão poderá ser atacada por ação anulatória. Versa sobre a renúncia ao direito sobre o qual se funda a ação. 485.08.DJ 29. desistência ou transação: quando da desistência da ação o juiz deve extinguir o processo sem julgamento de mérito. 6 .04. REEXAME DE FATOS E PROVAS.2005A ação rescisória calcada em violação de lei não admite reexame de fatos e provas do processo que originou a decisão rescindenda.2003). 23 e 24. decorrente da análise das próprias provas dos autos e da ausência de controvérsia ou pronunciamento judicial sobre o fato no processo anterior. por si só. (ex-OJ nº 109 da SBDI-2 . i – Erro de fato: será admitida ação rescisória quando a sentença admitir fato inexistente.f – Violação à literal disposição de lei: não basta à parte alegar incorreta interpretação da lei no caso concreto. h – Documento novo: é a prova documental cuja existência a parte desconhecia ou de que não era capaz de fazer uso suficiente para.Res. VIII do CPC. Desistência da ação está prevista no caso do art. INVIABILIDADE (conversão da Orientação Jurisprudencial nº 109 da SBDI-2) . j – Quando houver fundamento para invalidar confissão. não havendo coisa julgada material. A súmula 410 do TST trata do reexame de fatos e provas: AÇÃO RESCISÓRIA. Caso o processo ainda esteja pendente. Cabe ação rescisória quando houver confissão depois de transitada em julgado a sentença. havendo julgamento de mérito. assegurar um pronunciamento judicial em seu favor.

contados do trânsito em julgado da decisão. existindo discussão acerca desse requisito de admissibilidade.PRAZO PARA AJUIZAR AÇÃO RESCISÓRIA Para o ministro Felix Fisher. mesmo que nela se tenha discutido questão meramente processual relacionada à tempestividade dos embargos de declaração. o relator do REsp 765823. 6 . que a interposição de recursos manifestamente intempestivos não poderia servir de instrumento para a prorrogação maliciosa do prazo da ação rescisória. Esta resistência poderá deixar de existir em virtude a solução bilateral.A sentença que extingue o processo com resolução do mérito pela transação é uma sentença meramente homologatória. Deve haver uma transação ou um acordo entre as partes. 5 . combinado com o artigo 495. 7 . Ele ressalvou. ao denominar coisa julgada material a eficácia que torna imutável e indiscutível a sentença. Explicou o ministro. não há que se falar no trânsito em julgado da sentença rescindenda até que o último órgão jurisdicional se manifeste sobre o derradeiro recurso. que estabelece que o direito de propor ação rescisória se extingue em dois anos. Já no julgado da Segunda Turma.LEGITIMIDADE AJUIZAR AÇÃO RESCISÓRIA Podem ajuizar a ação rescisória as partes. o prazo decadencial da ação rescisória inicia-se quando não for cabível nenhum recurso do último pronunciamento judicial. mesmo que a matéria a ser apreciada pelas instâncias superiores refira-se tão somente à intempestividade do apelo. porém. não mais sujeita a recurso ordinário ou extraordinário. quando houver sido parte ou na qualidade de fiscal da lei. Dá-se a transação quando as duas partes despertam interesse sobre o mesmo bem. se não foi ouvido no processo em que sua intervenção era obrigatória ou se a sentença for decorrente de colusão (fraude) entre as partes. Esta súmula fez referência ao artigo 467 do CPC. ministro Herman Benjamin. para ter a primeira será preciso que se verifiquem concessões mútuas. o terceiro juridicamente interessado e o Ministério Público. ressaltou o entendimento da Corte de que o prazo decadencial de dois anos para o ajuizamento da ação rescisória tem início na data em que se deu o trânsito em julgado da última decisão. Sendo este o teor da súmula 401 do Superior Tribunal de Justiça.

cuja redação é anterior à reforma. caso imprescindíveis e sob os pressupostos previstos em lei. mas o fato de a situação se encartar num dos incisos do art. sob pena de esta ser. 8 . 273. que suspenda a execução até o julgamento da ação rescisória.7 . de medidas de natureza cautelar ou antecipatória de tutela. que o art. A preocupação que teve o legislador da reforma. O ajuizamento da ação rescisória não impede o cumprimento da sentença ou acórdão rescindendo. apesar da aparente vedação do art. 489 do CPC. A doutrina e a jurisprudência entendem que o valor da causa equivale ao da ação originária. 273 do CPC é um dos dispositivos em que mais se refletiu a intenção do novo legislador no sentido de agilizar os processos. ainda que parcialmente. Sendo possível. corrigido monetariamente. de fato não suspende a execução do julgado rescindendo. Não será a ação rescisória em si mesma que vai suspender os efeitos da decisão rescindenda.VALOR DA CAUSA A ação rescisória deve ser proposta por meio de petição inicial. não pode ser desconsiderada na leitura e na compreensão de nenhum dos dispositivos. desde que não se trate de hipótese encartável no art. A interpretação que hoje se deve dar ao art. já que o método de interpretação literal não é propriamente um método. Deve. portanto. Para ser válida deve ter os requisitos previstos no art. se aplica a todo tipo de processo e procedimento. tornando-os mais céleres e mais efetivos. 282 do CPC. Estabelece mencionado dispositivo que a ação rescisória não tem o condão de suspender a execução do julgamento rescindendo. 273. Art. ser entendido à luz do novo contexto em que se insere. no sentido de agilizar e encurtar o caminho da prestação jurisdicional. mas um pressuposto interpretativo. todavia. ressalvada a concessão. A ação rescisória. 489 deve ser sistemática. 489. transformada em letra morta. 8 . por si só.ANTECIPAÇÃO DE TUTELA A antecipação de tutela pode ser concedida até na própria ação rescisória. sendo genérico.

9 .PRODUÇÃO DE PROVAS O art. 491 o prazo para defesa do réu na ação rescisória.00 (dez milhões de reais). 12 . Arnaldo Esteves Lima). AÇÃO RESCISÓRIA. por haver utilizado o indexador UPFd.Agravo Regimental na Ivc na Ação Rescisória IVCPL 3776 CE 0013355-57.Alegação de iliquidez do título judicial. . . STF (RE nº 111993/SP. Min.REVELIA NA AÇÃO RESCISÓRIA Não vindo o réu na ação rescisória para apresentar a contestação. Rel. VALOR DA CAUSA ORIGINÁRIA CORRIGIDO MONETARIAMENTE.RECONVENÇÃO 9 . 491 do CPC expressa que sobre os fatos alegados devem ser produzidas provas. não haverá presunção de veracidade quanto aos fatos alegados pelo autor na petição inicial.PRAZO DE DEFESA O Código de Processo Civil não fixa no art. Rel.0000 (TRF-5) Poderá a parte demandada impugnar o valor da causa demonstrando que o proveito econômico a ser auferido pelo autor supera tal montante. 11 .000. O autor na ação rescisória tem o ônus de demonstrar a ocorrência de algum dos vícios previsto no art.Agravo regimental a que se nega provimento. 485 do CPC e o silêncio não presume ônus de prova. A coisa julgada não pode ser desfeita somente com a presunção. na esteira de precedentes do c. 485 do CPC dispõe expressamente sobre a possibilidade de produção de provas no processo de ação rescisória. Octávio Gallotti) e do STJ (PET nº 1538/MS.05.4. TRF-5 . A revelia na ação rescisória não produz seu efeito material. 10 . . Min. que não se sustenta ante a propositura da execução em valor que ultrapassa os R$ 10. será revel. isto é. IMPUGNAÇÃO AO VALOR DA CAUSA.Decisão agravada que atribuiu à ação rescisória o valor da causa originária corrigido monetariamente. AGRAVO REGIMENTAL.2007. entre o mínimo de quinze e o máximo de trinta dias. Cabe ao juiz determinar o prazo.Ementa: PROCESSUAL CIVIL.000. Já o art.

Para o acórdão unânime ou não unânime que tenha mantido a decisão judicial. quando não forem admitidos os recursos citados anteriormente.JULGAMENTO “o judicium rescindens” e “judicium rescissorium” O juízo rescindens. cabem no processo da ação rescisória os embargos de divergência e o agravo de instrumento. ou seja. 10 . cabem embargos infringentes. 13 . o tribunal na ação rescisória promoverar um novo julgamento da causa. ser desconstituída a coisa julgada.É preciso que se trate de ação rescisória do mesmo julgado que já é objeto de pedido de rescisão. ao ser apresentada a reconvenção pelo réu. Contra acórdão que tenha rescindido a decisão judicial. não vai ser admitida a reconvenção. procedendo novo julgamento da causa. 2 . cabe agravo interno. conforme cita art. para o órgão colegiado competente para o julgamento da própria ação rescisória. O juízo rescissorium. juízo rescindente contido na ação rescisória.RECURSOS NA AÇÃO RESCISÓRIA Para as decisões isoladas de membro de tribunal. conforme art. Desconstituída a decisão trânsita o julgado. cabe recurso especial ou recurso extraordinário. 530 do CPC. É preciso que haja prazo para a propositura da ação rescisória. São admissíveis os embargos de declaração no processo rescisório. 544 do CPC. passa para o tribunal examinar (juízo rescissorium). em razão do qual será decidido se deve. ou não. Se não houver mais prazo para o ajuizamento da rescisória.Será admitida reconvenção em ação rescisória quando houver: 1 – A reconvenção também será uma ação rescisória. Na possibilidade de interpor os recursos especial ou extraordinário. com o acolhimento do juízo rescindens. 14 .

Indexação AGUARDANDO INDEXAÇÃO Legislação LEG-FED SUMSTF-000268 SÚMULA DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL – STF 11 . AÇÃO RESCISÓRIA. na Indonésia. o Ministro Gilmar Mendes. Plenário. 93. neste julgamento. A INVESTIDURA NO MANDATO DE SENADOR – ALEGADA OCORRÊNCIA “DE SIMULAÇÃO E FRAUDE NO PROCESSO ELEITORAL DE 2006” – SITUAÇÃO DE CONTROVÉRSIA OBJETIVA E ILIQUIDEZ DOS FATOS – IMPETRAÇÃO QUE BUSCA. Instrumentaliza-se assim. e não por ato secundário. Ementa E M E N T A: MANDADO DE SEGURANÇA – “WRIT” MANDAMENTAL IMPETRADO COM O OBJETIVO DE ASSEGURAR. Primeira Turma. julgado em 14/10/2014. Presidiu o julgamento o Ministro Ricardo Lewandowski. COM TRÂNSITO EM JULGADO. SÚMULAS 282 E 356/STF. IX. AUSÊNCIA DE PREQUESTIONAMENTO. NO ÂMBITO DO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL – IMPOSSIBILIDADE – O MANDADO DE SEGURANÇA NÃO CONSTITUI SUCEDÂNEO DA AÇÃO RESCISÓRIA – SÚMULA 268/STF – PRECEDENTES – PARECER DA PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA PELO NÃO PROVIMENTO – RECURSO DE AGRAVO IMPROVIDO.2014.10. AINDA. Relator(a): Min. INEXISTÊNCIA (ARE 830321 AgR. Tribunal Superior Eleitoral. CABIMENTO. REDISCUTIR ATO TORNADO IRRECORRÍVEL CONCERNENTE AO FUNDO DA CONTROVÉRSIA QUE JÁ FOI OBJETO DE RESOLUÇÃO JUDICIAL. ALEGADA OFENSA AOS PRINCÍPIOS DA LEGALIDADE E DO DEVIDO PROCESSO LEGAL. e. ROBERTO BARROSO. o Ministro Teori Zavascki. DIREITO PROCESSUAL CIVIL.JURISPRUDÊNCIAS EMENTA: AGRAVO REGIMENTAL EM RECURSO EXTRAORDINÁRIO COM AGRAVO. participa do VII Fórum da Democracia de Bali.15 . no período de 8 a 13 de outubro de 2014. NÃO OCORRÊNCIA. justificadamente. por ação rescisória a ofensa aos Princípios da Legalidade e do Devido processo Legal. PROCESSO ELETRÔNICO DJe-214 DIVULG 30-10-2014 PUBLIC 31-10-2014) Neste caso foi discutida em recurso extraordinário a ofensa ao princípio da legalidade e o eventual descumprimento da própria reserva legal da exigência de que determinada matéria seja disciplinada por lei. Trata-se de controvérsia relativa ao cabimento e aos pressupostos de admissibilidade da ação rescisória que restringe-se ao âmbito infraconstitucional. 09. AO SEGUNDO SUPLENTE. DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. VIOLAÇÃO AO ART.

que pressupõe sempre direito líquido e certo resultante de fato incontestável. cabimento de ação rescisória consubstanciado na falta de chamamento de litisconsórcio passivo necessário quanto ao processo licitatório. QUE PRECONIZA A APLICAÇÃO AO PROCEDIMENTO DO MANDADO DE SEGURANÇA DOS ARTS. Torna-se então procedente ação rescisória visto que a aplicação da súmula 631 do STF contra decisão já passada em julgado de reconhecimento à violação literal de dispositivo de lei.O fato acima trata da Impetração do mandado de segurança quando da simples existência de matéria de fato controvertida. DOCUMENTO NOVO.016/09. APLICAÇÃO DA SÚMULA 631/STF. Para desconstituição da coisa julgada. REVISÃO. ACÓRDÃO RESCINDENDO QUE CONCEDEU O MANDADO DE SEGURANÇA IMPETRADO ORIGINARIAMENTE NESTA CORTE. PROCESSUAL CIVIL. IMPOSSIBILIDADE. PROVAS E FATOS. Ministro SÉRGIO KUKINA. Rel. V. PROCEDÊNCIA DO PEDIDO RESCISÓRIO. é cabível a ação rescisória.847/DF. CASSANDO ATO DO MINISTRO DE ESTADO DAS COMUNICAÇÕES (CONSISTENTE NA ANULAÇÃO DE CERTAME LICITATÓRIO PARA OUTORGA DE EXPLORAÇÃO DE RÁDIO FM). como é o caso. No âmbito do Superior Tribunal de Justiça. AÇÃO RESCISÓRIA. (AR 4. 24 DA LEI Nº 12. SEM QUE FOSSE CITADA A EMPRESA LITISCONSORTE PASSIVA NECESSÁRIA (ATÉ ENTÃO VENCEDORA DA LICITAÇÃO). VIOLAÇÃO LITERAL AO ART. 46 A 49 DO CPC. DO CPC. 485. NECESSIDADE DE REEXAME DE SÚMULA 7/STJ. ADMINISTRATIVO E PROCESSUAL CIVIL. DJe 04/11/2014) 12 . PRIMEIRA SEÇÃO. julgado em 08/10/2014. AÇÃO RESCISÓRIA AJUIZADA COM FUNDAMENTO NO ART. CONFIGURAÇÃO. Sustenta o julgado acima. Figurou-se inviável a utilização do mandado de segurança. AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. passível de comprovação de plano pelo impetrante. tem-se: EMENTA: ADMINISTRATIVO.

CONFORME DISPÕE O ART. 183 do CPC. DJe 29/10/2014) O caso acima versa o requisito de admissibilidade da ação rescisória. Rel. VII. AUSÊNCIA DE JUSTA CAUSA. Ministro ARI PARGENDLER. é algo definido e indispensável. 2. do CPC. PRIMEIRA TURMA. COMPLEMENTAÇÃO DE DEPÓSITO INICIAL. RECURSO ESPECIAL PROVIDO PARA RECONHECER A DESERÇÃO DO DEPÓSITO DA AÇÃO RESCISÓRIA E A CONSEQUENTE EXTINÇÃO DA AÇÃO. Rel. DIANTE DA AUSÊNCIA DE JUSTA CAUSA PARA O RECOLHIMENTO TARDIO DESSE VALOR. NOVA PRORROGAÇÃO DE PRAZO QUE NÃO SE JUSTIFICA.No caso acima. mas sim porque o documento lhe era inacessível. que prevê na verdade uma condição formal para se ajuizar tal ação. Portanto. 485. De acordo com o Superior Tribunal de Justiça: AÇÃO RESCISÓRIA. restou demonstrado que o embargado não deixou de utilizar o laudo de seu exame psicotécnico por mera desídia. O recolhimento do preparo funda-se em causa justificável de acordo com o artigo 183 do CPC para prosseguir com tal ação. sem esse depósito. Sobre o entendimento do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. (REsp 1444870/SP. julgado em 18/09/2014. de forma que o referido documento deve ser aceito para os fins propostos no art. colhemos os julgados a seguir: 13 . segundo entendimento do próprio Tribunal. A mudança de patrono ou as dificuldades inerentes às operações das instituições bancárias não são suficientes para justificar o recolhimento do depósito da ação rescisória fora do prazo devido. A revisão de tal entendimento demanda o reexame dos fatos e provas constantes dos autos. para reconhecer a deserção do depósito da ação rescisória e a consequente extinção da ação.. Recurso Especial e dá-se provimento ao 2o. o que é vedado no âmbito do recurso especial. a petição inicial não pode sequer ser recebida. ser ajuizada ação rescisória com vistas a desconstituir a coisa julgada. uma vez que. Não se conhece do 1o. posto que não se enquadram no conceito de justa causa previsto no art. diante da ausência de justa causa a justificar o recolhimento tardio do depósito exigível. Deve. 3. SUCESSIVOS PRAZOS DEFERIDOS PELA MAGISTRADA DE ORIGEM. 1. 183 DO CPC. p/ Acórdão Ministro NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO. portanto. nos termos da Súmula 7/STJ. O recolhimento do depósito é uma condição ou um requisito do exercício da ação rescisória.

EXONERAÇÃO DE ALIMENTOS . 1ª CÂMARA CÍVEL. Em se tratando de interpretação controvertida de texto legal.IMPROCEDÊNCIA DA AÇÃO RESCISÓRIA.EMENTA: AÇÃO RESCISÓRIA .CITAÇÃO POR EDITAL DESCABIMENTO . PELAS CIRCUNSTÂNCIAS EVIDENCIADAS NOS AUTOS. DO C.075052-4/000. já que não estavam presentes os requisitos do art. rejeitada pelo fato de o autor pretender o mero reexame de matéria de fato.RÉ RESIDENTE NO EXTERIOR .P. Trata-se no caso da Ação Rescisória ajuizada no TJMG. 485 do CPC. Relator(a): Des. o julgado versa sobre a procedência da ação rescisória para atacar nulidade insanável refletida no vício de citação. No caso acima.CASO EM QUE.ALEGAÇÃO DE DOCUMENTO NOVO E VIOLAÇÃO À DISPOSIÇÃO LITERAL DE LEI .0000.PEDIDO RESCISÓRIO JULGADO PROCEDENTE.080935-7/000.IMPROCEDÊNCIA DO PEDIDO. motivo da improcedência.0000. no caso em análise. 14 .REQUISITOS NÃO CONFIGURADOS NA ESPÉCIE . publicação da súmula em 30/07/2014).(a) Eduardo Andrade . 1ª CÂMARA CÍVEL.Ação Rescisória 1. HAVIA ALTERNATIVAS VIÁVEIS DE OBTENÇÃO DO ENDEREÇO DA PARTE RÉ . EMENTA: AÇÃO RESCISÓRIA .Ação Rescisória 1. desvinculando-se da finalidade precípua da referida ação. (TJMG -Ação Rescisória 1.0000.AJUIZAMENTO COM FULCRO NO ARTIGO 485.040859-4/000. julgamento em 22/07/2014. julgamento em 23/09/2014.11. EMENTA: AÇÃO RESCISÓRIA . (TJMG . Para a propositura da ação rescisória.NULIDADE . publicação da súmula em 02/10/2014). Relator(a): Des. o documento novo a ser apresentado para atacar a sentença transitada em julgada deve ser contemporâneo à época do ajuizamento da ação.(a) Eduardo Andrade .13.NÃO CONFIGURAÇÃO DIVERGÊNCIA JURISPRUDENCIAL ACERCA DA MATÉRIA OBJETO DO LITÍGIO ORIGINÁRIO .13. julgamento em 22/07/2014. 1ª CÂMARA CÍVEL.C. não cabe a referida ação.VÍCIO TRANSRESCISÓRIO DESCONSTITUIÇÃO DA SENTENÇA . Relator(a): Des. publicação da súmula em 30/07/2014).CLARA PRETENSÃO DE REEXAME DA MATÉRIA PRELIMINAR REJEITADA . . V. (TJMG .(a) Geraldo Augusto .

iniciando nossa análise pela jurisprudência do Tribunal Regional Federal da Quinta Região TRF 5: AÇÃO RESCISÓRIA. COMPROVAÇÃO DA INSALUBRIDADE DO PERÍODO TRABALHADO ENTRE 23/11/77 e 31/03/81. EMENTA .No âmbito da Justiça Federal. Rel. (AR 0022857-89. INOCORRÊNCIA.2011. DESAPROPRIAÇÃO. motivo pelo qual houve a improcedência da ação rescisória. 485.24 de 24/10/2014) O Tribunal Regional Federal da Quinta Região julgou improcedente a ação rescisória ajuizada pelo INCRA pelo fato de o Autor não ter respeitado o prazo de dois anos para ajuizamento da referida ação. a coisa julgada incide apenas sobre a parte dispositiva da decisão judicial e há a possibilidade de ajuizamento de nova demanda judicial que abarque a pretensão do autor.4. ART. PEDIDO DE APOSENTADORIA RENOVADO COM NOVOS DOCUMENTOS. SENTENÇA PROLATADA EM RESPEITO À COISA JULGADA NO PROCESSO DE CONHECIMENTO. SEGUNDA SEÇÃO. IV. OFENSA À COISA JULGADA NÃO CARACTERIZADA. PEDIDO IMPROCEDENTE. 15 .0000 / PA. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS.01.PROCESSUAL CIVIL. No caso acima. DO CPC. DESEMBARGADOR FEDERAL NEY BELLO. EMBARGOS À EXECUÇÃO. FIDELIDADE AO TÍTULO EXECUTIVO. OFENSA À COISA JULGADA. AÇÃO RESCISÓRIA. e-DJF1 p. analisemos os julgados a seguir.

fraudes e infrações à Constituição. possui inaplicabilidade quando se pretender rescindir questão que recaia em interpretação legal controvertida. O que o Estado admite é o juízo rescisório com objetivo de resguardar o ordenamento jurídico. sob pena de indeferimento. preservando precipuamente o interesse público e a segurança jurídica. As partes voltam ao estado em que se encontravam antes da sentença rescindenda. É uma ação de natureza constitutiva negativa ou desconstitutiva. em hipóteses excepcionais previstas taxativamente no CPC. previstas no art. 282 do CPC e o procedimento deve observar os pressupostos processuais. cujo objetivo é afastar absurdos. conforme Súmula 343 do STF.CONCLUSÃO A ação rescisória volta-se contra decisão de mérito transitada em julgado. por formar novo processo inaugurando uma nova relação jurídica processual. no entanto. é porém. que visa o desfazimento de coisa julgada material formada em processo anterior. de acordo com artigo supra citado. A ação rescisória deve preencher as condições da ação. O demandante deve depositar o valor de 5% (cinco) sobre o valor da causa devidamente atualizado. Este requisito formal é imprescindível para a propositura da ação rescisória. quando presente uma das hipóteses previstas no art. que a possibilidade da rescisão da coisa julgada. 16 . Conclui-se. Esta ação serve ao rompimento da coisa julgada material. É importante ressaltar que esse Instituto discorrido no presente trabalho. 485 do CPC. Vimos que a ação rescisória não é recurso.

br/juris/unificada/Resposta.gov. planalto. Sergio Gilberto. ed. Ovídio Antonio Baptista. 2014. 3. Disponível http://columbo2.869 de 11 de janeiro de 1973. BRASIL: Senado Federal Notícias. Acessado em 05 nov. 17 .br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.br/noticias/materias/2014/01/22/pronto-para-votacao-projeto-que-extingue-prazopara-requerer-mandado-de-seguranca>. Editora Revista dos Tribunais PORTO.do? palavrasConsulta=mandado+seguran %E7a&tipoFiltro=and&codigoCompostoRelator=&dataInicial=&dataFinal=&resultPagi na=10&pesquisar=Pesquisar BRASIL. Disponível em: http://www5. Curso de direito processual civil. Salvador:2006. 2014. nov. ed. p. Disponível em: <http://www12. processo de conhecimento. 3. 2014. BRASIL: Portal da Justiça Federal. Editora Edições Podivm SILVA. em: BRASIL: Jurisprudência do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais.br/ccivil_03/leis/L5869compilada.REFERÊNCIA BRASIL. 6. São Paulo: 2003.jus. Leonardo José Carneiro da.senado.cjf.jus. São Paulo: Revista dos Tribunais. Súmulas da Jurisprudência Uniforme Supremo Tribunal Federal. 295. Acessado em: 05 nov. Lei 5.asp?idCont eudo=84540> Acessado em 04.htm> Acessado em 04 nov.gov . v. Curso de processo civil. 2000. CUNHA. Comentários ao Código de processo Civil. 2014.jus.br/jurisprudencia/decisaoResultado.stf. Disponível em: <http://www.tjmg. Disponível em: <http://www.