You are on page 1of 60

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

Departamento de Construção Civil

TC 038
Construção Civil III

FÔRMAS
• Processo de execução

NAYARA SOARES KLEIN
Fotos:
López (2009)

nayaraklein@gmail.com
ANO: 2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Departamento de Construção Civil

Recebimento do
sistema de fôrmas

Montagem das
fôrmas de vigas e
lajes

Verificação das
armaduras de
vigas e lajes

Montagem das
fôrmas e armaduras
dos pilares

Verificação das
fôrmas de vigas e
lajes

Liberação das
armaduras de
vigas e lajes

Verificação das
fôrmas e armaduras
dos pilares

Concretagem dos
pilares

Concretagem de
vigas e lajes

Liberação dos
pilares

Montagem das
armaduras de
vigas e lajes

Desforma

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Departamento de Construção Civil

Recebimento do sistema de fôrmas:
• Definição prévia do local para depósito:
- Deverá estar preparado para recebimento;
- Deve ser coberto, ou;
- Providencia-se uma lona para o cobrimento das fôrmas;

• Medir todas as peças;
• Verificar:
- Corte das peças (alinhado, torto, ondulado);
- Pintura das bordas do compensado;
- Quantidade de peças e de pregos;
- Espaçamento entre sarrafos (molde estruturado).

devendo-se conferir o posicionamento dos arranques.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas e armaduras dos pilares: • A locação dos pilares do 1° pavimento deve ser feita a partir dos eixos definidos na tabeira. • O posicionamento dos pilares dos demais pavimentos deve tomar como parâmetro os eixos de referência previamente definidos. .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Guia Mãos à Obra (2008) .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Guia do Construtor (2011) .

2006): Construtora Cyrela – SP/RJ • Maior construtora do Brasil (2005) – m2 em construção • Mão de obra própria na execução da estrutura • Ciclo: .Desempenho compatível com demais subsistemas .45 hh/m2 trabalhado) .Baixo custo de construção .Boa qualidade .UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Ciclo de execução da estrutura de CA do pavimento tipo: Exemplo (Barros e Melhado.Produtividade (0.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Transferência dos eixos de referência do pavimento inferior: DETALHE 1 DETALHE 1 .Ferro de eixo PRUMO DE CENTRO FERRO DE TRANSFERÊNCIA DE EIXO Ø ≥ 16 mm .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Transferência dos eixos de referência do pavimento inferior: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Transferência dos eixos de referência do pavimento inferior: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Transferência dos eixos de referência do pavimento inferior: .

• Nivelado e unido. .UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Locação do gastalho de pé de pilar: • Circunscrever os 4 painéis.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Locação do gastalho de pé de pilar: • Limpeza da armadura de espera do pilar (arranques). .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Locação do gastalho de pé de pilar: .

nivelando e aprumando cada uma das faces (escoras inclinadas). . • Posicionamento das três faces do pilar.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem dos painéis: • Controle: prumo da fôrma do pilar e perpendicularidade de suas faces. • Passar desmoldante nas três faces (quando for utilizado).

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Desmoldante: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Departamento de Construção Civil

Locação e fixação das
grades :

Prumo de centro

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Departamento de Construção Civil

Locação e fixação das grades:
Cantoneira metálica
Sarrafo de pinho de 1”x 3”

Pontalete de pinho 3”x 3”

Chapa metálica
Gastalho fixo

Sarrafo

Gastalho maluco

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ
Departamento de Construção Civil

Locação e fixação das grades:

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Locação e fixação das grades: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Colocação dos painéis dos moldes: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Posicionamento da armadura segundo o projeto: • Espaçadores e pastilhas devidamente colocados. .

Fechamento da fôrma com a sua 4a face: • Nivelamento. • Colocação das pastilhas. prumo e escoramento da 4a face.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Liberação para o fechamento dos painéis: • Verificação da armação. .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Fechamento do pilar com a 4a face: .

Gastalhos.Tensores.Gravatas. Liberação dos pilares! . . • Firmeza: . • Prumo e nível. .UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Itens de verificação final: • Posicionamento do gastalho de pé de pilar.Aprumadores. .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Quando concretar os pilares? ANTES OU DEPOIS DA MONTAGEM DAS FORMAS DAS VIGAS E LAJE? .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Concretagem antes da execução das demais fôrmas: VANTAGENS Limpeza da laje inferior ⟶ Facilidade de circulação pessoas e equipamentos Maior rigidez da estrutura ⟶ Maior segurança Aumento do tempo de resistência do concreto ⟶ antes da desforma Tempo de montagem das fôrmas de vigas e lajes .

Para evitar possíveis erros há a necessidade de gabaritos para definir corretamente o distanciamento entre pilares ⟶ Investimentos . • Cuidados específicos com a geometria e posicionamento do pilar: .UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Concretagem antes da execução das demais fôrmas: DESVANTAGENS • Necessidade de montagem de andaimes.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Concretagem antes da execução das demais fôrmas: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Montagem e posicionamento dos garfos: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Montagem dos fundos de viga: .Apoio sobre os pontaletes. cavaletes ou garfos .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem dos fundos de viga: .

Posicionamento das galgas. tensores e gravatas .UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Posicionamento das laterais das vigas: .

• Posicionamento: . .UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Controle da Produção das Fôrmas: Itens de verificação: • Encontro viga/pilar.Escoras das vigas. • Possíveis frestas. .Laterais das vigas.

travessões e pés-direitos de apoio dos painéis de laje: .UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Posicionamento das guias.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Distribuição dos painéis de laje: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Fixação dos painéis de laje: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Colocação das escoras das faixas de laje: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Alinhamento das escoras de vigas e lajes: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Montagem das fôrmas de vigas e lajes: • Nivelamento das vigas e lajes: .

.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Controle da Produção das Fôrmas: Itens de verificação: • Distribuição de travessões e longarinas de apoio da laje. • Posicionamento das escoras de lajes. • Localização das "bocas" de pilares e vigas. • Conferência dos eixos de referência.

. • Limpeza geral da fôrma.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Controle da Produção das Fôrmas: Itens de verificação: • Distribuição de painéis (verificar se há sobreposição ou frestas). • Aplicação de desmoldante quando for utilizado. • Alinhamento e prumo das escoras. • Nivelamento das vigas e lajes.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Porque é importante controlar a produção das fôrmas? • Evitar erros de produção da estrutura. • Dependência entre atividades. . • Não acumulação de erros.

fixação.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Tabela de Tolerâncias (Cyrela): ATIVIDADE •Eixos Principais Locação e transferência •Gastalho Medida. rigidez •Nivelamento Nível de referência •Encontro de viga/pilar INSTRUMENTO TOLERÂNCIAS Prumo de centro 0 mm Trena de aço 3 mm Mangueira Visual 3 mm ------- .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Tabela de Tolerâncias (Cyrela): ATIVIDADE •Transferência de eixos Sobre a fôrma •Boca do pilar Medidas •Vigas Alinhamento Nivelamento INSTRUMENTO TOLERÂNCIAS Prumo de centro 0 mm Trena de aço 3 mm Linha e metro Aparelho laser 3 mm do aparelho .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Tabela de Tolerâncias (Cyrela): ATIVIDADE •Lajes Nivelamento •Travamento Mão-francesa e fixação •Limpeza e conservação •Reescoramento Pavimentos inferiores •Mestras de concretagem INSTRUMENTO Aparelho laser TOLERÂNCIAS do aparelho Visual Visual ------------------- Visual e tato Aparelho óptico ------------------- .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Liberação das fôrmas das vigas e lajes Concretagem dos pilares Montagem das armaduras das vigas e lajes Concretagem das vigas e lajes .

• Retirada total do escoramento: 21 dias. • Formas de fundo: 7 dias.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: Respeitar o tempo de cura: • Formas laterais: 3 dias. deixando escoras remanescentes. .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: .

.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: A desforma das vigas e lajes somente pode ser iniciada após estarem posicionadas as escoras permanentes.

.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: • Execução do reescoramento.

.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: • Execução do reescoramento.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Chapa Metálica 15 x 20 DESFORMA: • Retirada dos painéis Assoalho Faixa de Escoramento Permanente Chapa Metálica Para Início da Desforma .

• Limpeza dos painéis.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: • Retirada dos painéis cuidado com quedas. .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil DESFORMA: • Reparos necessários. • Transporte dos painéis para o local de montagem. • Verificar o concreto das peças desformadas. .

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil REINÍCIO DAS OPERAÇÕES NO PAVIMENTO SEGUINTE .

USP PCC – 2435. F. USP. SABBATINI. . L. S. BARROS. CARDOSO. M. F. O. Produção da estrutura de concreto armado. Notas de aula PCC 2435 Tecnologia da Construção de Edifícios I. Recomendações para a produção de estruturas de concreto armado em edifícios.UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Departamento de Construção Civil Bibliografia BARROS. B. Racionalização na produção das estruturas de CA: fôrmas. UFRJ. FRANCO. M. L. B. F. M.Construção Civil I. M. ARAÚJO. H. C. 2007. S. B. S. Notas de aula ECC 523 . MELHADO. 2006.