You are on page 1of 2

A INFLUÊNCIA DAS CORES NA INTERPRETAÇÃO DE OBRAS ARTÍSTICAS

Bruno da Silva Amaral; Ericlys Porto Rodrigues; Jerusa Monteiro Candido;
Lucas de Oliveira Azevedo; Mariana Bispo Caldas;
1.INTRODUÇÃO
As cores sempre estiveram presentes na história humana auxiliando as formas de
expressão. Na pré-história, a pigmentação proporcionou a pintura rupestre, no antigo
Egito faziam parte das necessidades psicológicas onde cada cor como um símbolo.
Posteriormente na arte, as cores foram trabalhadas de forma a dar texturas e
profundidade, usando contraste e intensidade dos tons.
No século XIX as cores começaram a ser estudadas cientificamente pelo escritor e
poeta Johann Wofgang van Goethe (1749 - 1832), atribuindo à elas percepção,
significado, funções fisiológicos e os efeitos psicológicos. As cores então possuem a
capacidade de liberar possibilidades criativas na imaginação do homem.
2. OBJETIVO
Compreender como as cores em obras artísticas podem influenciar, ou mesmo
manipular, a interpretação e análise do observador, mudando a concepção do sentido
real da obra.
3. REVISÃO LITERÁRIA
Existem três fatores que influenciam e determinam as escolhas de cores, são eles:
psicológicos, sociológicos e fisiológicos. Porém, a escolha de uma cor, algumas vezes
se determina não por preferências pessoais, mas pela utilização que ela poderá ter em
função de algo. A partir de hábitos sociais que se estabelecem durante toda uma vida,
fixam-se reações psicológicas que norteiam tendências individuais. (FREITAS, 2007)
No campo psíquico, Rorschach conclui, através de experimentos, que os caracteres
alegres respondem intuitivamente à cor. A reação dos indivíduos deprimidos é
geralmente voltada à forma. Um outro psicólogo, Schachtel (1946), completa as
explicações de Rorschach concluindo que, ao reagir à cor, o indivíduo sofre a ação do
objeto: é uma atitude passivo. Ao contrário, ao perceber a forma, ele tem de examinar
o objeto, definir a sua estrutura, elaborar uma resposta: é uma atitude ativa, e é isso que
caracteriza a mente mais ativamente organizadora. (Farina, 2006 p. 88)
Para Farina (2006, p. 127) "A cor é a alma do designer está particularmente arraigada
nas emoções humanas. Através do tempo, a cor é aplicada de muitas formas. Em sua
função prática, a cor distingue, identifica e designa um determinado status, em sua
função simbólica, pode refletir, por exemplo, amor, perigo, paz etc., " Segundo ainda,
Farina (2006, p. 127) "Os desenhistas usam a cor de forma estratégica para criar
condições visuais de unidade, diferenciação, seqüência etc. Com a cor é possível gerar
sentimentos, sugerir ações e criar efeitos".
4. MATERIAIS E MÉTODOS
Para este projeto será aplicado o método indutivo, juntamente com a teoria e psicologia
das cores.
A pesquisa terá como base dois movimentos artísticos: fauvismo (corrente artística que
surgiu no início do século XX, destituída de temas perturbadores ou deprimentes com a

FREITAS. em . Disponível em: http://www. Disponível http://www.utilização de cores puras e pinceladas longas para representar temas cotidianos.br/lab/luz/ld/Linguagem%20Visual/influencia_das_cores. os artistas retratavam o dia a dia das grandes cidades norte-americanas. Psicodinâmica das cores em comunicação. 2006. o pop art (movimento que surgiu nos Estados Unidos.com. Acesso em 04 de mai.iar.pdf. ISCA Faculdades.unicamp. 5° ed. São Paulo: Edgard Blusher. 2015 MUNDOCOR.iar. Ana Karina Miranda de. não havia muitos detalhes nas formas. o que gerava um exagero no desenho e na perspectiva.asp. REFERENCIAS FARINA. Acesso em 04 de mai. Arte do Século XX. por volta de 1960 .html. de 2015. Disponível em http://www.br/cores/ciencia_cor.p df Acesso em 03 de mai. Modesto.info/artedo-seculo-xx. relacionando a arte com a vida comum). 2007. Psicodinâmica das cores em comunicação. Influencia das Cores. Disponível em http://historia-da-arte. IAR UNICAMP. Acesso em 03 de mai. que era criada através do uso das cores que não tinham relação com a realidade). 5. 2015.mundocor. A percepção da cor e seu lado cientifico. 2015 HISTÓRIA DA ARTE.unicamp.br/lab/luz/ld/Cor/psicodinamica_das_cores_em_comunicacao.